Ler/Dort

589 visualizações

Publicada em

L.E.R. (Lesões por Esforço Repetitivo)
D.O.R.T (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
589
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ler/Dort

  1. 1. L.E.R/D.O.R.T Ergonomia
  2. 2. Definição L.E.R. (Lesões por Esforço Repetitivo) não é propriamente uma doença, é uma síndrome constituída por um grupo de doenças que afetam músculos, nervos e tendões dos membros superiores principalmente, e sobrecarrega o sistema musculoesquelético. Esse distúrbio provoca dor e inflamação e pode alterar a capacidade funcional da região comprometida. D.O.R.T (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho) são movimentos repetidos de qualquer parte do corpo que podem provocar lesões em tendões, músculos e articulações, principalmente dos membros superiores, ombros e pescoço devido ao uso repetitivo ou a postura inadequada resultando em dor fadiga e declínio do desempenho profissional.
  3. 3. Tipos de LER Tendinite É a inflamação do tendão, uma estrutura fibrosa, como uma corda, que une o músculo ao osso, a inflamação surge usualmente através do excesso de repetições de um movimento. A inflamação se caracteriza pela presença de dor e inchaço do tendão e pode acontecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum no ombro, cotovelo, punho, joelho e tornozelo.
  4. 4. Bursite É a inflamação da bolsa sinovial, uma estrutura cheia de líquido que se localiza entre o tendão e a pele ou entre o tendão e o osso, com função de amortecimento, e auxílio no deslizamento dos tecidos e sua nutrição.
  5. 5. Tenossinovite É uma inflamação da membrana que recobre o tendão. Esta membrana tem a dupla função de lubrificação e nutrição do tendão, sendo que no seu interior é que ocorre o deslizamento dos tendões, quando da execução de qualquer movimento.
  6. 6. Prevenção Mudanças de hábitos são fundamentais para prevenir a síndrome. • Estudos e modificações ergonômicas dos postos de trabalho; • Uso de ferramentas e equipamentos ergonomicamente adaptados ao trabalhador; • Diminuição do ritmo de trabalho; • Estabelecimento de pausas para descanso; • Redução da jornada de trabalho; • Diversificação de tarefas; • Eliminação das pressões de chefia e de produção; • Maior participação e autonomia dos trabalhadores nas decisões do seu trabalho; • Reconhecimento e valorização do trabalho; • Valorização das queixas dos funcionários; • Honestidade, transparência e lealdade nas relações de trabalho.
  7. 7. Tratamento • O tratamento da lesão baseia-se no uso de anti-inflamatórios para reduzir a dor, além de repouso da atividade causadora. • Alongar periodicamente as áreas do corpo mais utilizadas, sobretudo na época do frio. • Usar móveis ou instrumentos ergonomicamente apropriados. • Fazer pausas durante a realização de suas tarefas. • Tomar água pelo menos a cada hora. • Fazer ginástica laboral em intervalos regulares, no trabalho. • Se possível, revezar as tarefas. • Quando sentado, adotar a postura correta e ter um apoio adequado para os pés e para as costas. • Se você trabalha sentado, levante-se de tempos em tempos, ande, espreguice e faça movimentos contrários aos de sua tarefa. • Em caso de utilizar as mãos, tenha um apoio adequado para as mesmas.

×