28483727 trabalho-sentado

17.136 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.136
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
587
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

28483727 trabalho-sentado

  1. 1. TRABALHO SENTADO<br />Análise Ergonômica do Trabalho<br />Professora Ana Cláudia<br />
  2. 2. Posto de Trabalho Sentado<br />Segundo Chaffin e Anderson apud Salvendy (1997) a biomecânica ocupacional é o estudo da interação física dos trabalhadores com seus instrumentos, máquinas e materiais para aumentar a performance, enquanto minimiza os riscos de lesões músculo-esqueléticas. <br />Para Iida (1990), a biomecânica ocupacional analisa basicamente a questão das posturas corporais no trabalho e aplicação de forças, as quais estão relacionadas ao tipo de trabalho muscular (estático ou dinâmico) e aos tipos de alavancas existentes no corpo humano na execução dos movimentos.<br />
  3. 3. ESFORÇOS<br />Os esforços dinâmicos estão relacionados a deslocamentos, transportes de cargas e à utilização de escadas. Já os esforços estáticos podem ser por sustentação de cargas pesadas ou por adoção de posturas incômodas e com restrição de movimento, podendo ocasionar lesões articularese no disco intervertebral.<br />
  4. 4. Posto de Trabalho Sentado<br />Todos sabemos que a posição sentada elimina alguns dos inconvenientes da posição de pé, muito em especial porque aumenta a superfície de apoio.<br />No entanto, mesmo na posição sentada é necessário cumprir algumas regras de postura, entre as quais teremos: <br />o plano de trabalho deve fazer um ângulo aproximado de 90º com a coluna do trabalhador; <br />o assento deve estar adaptado à função e à estatura do trabalhador, através de um apoio de costas regulável e da possibilidade de regulação da altura e da profundidade do assento; <br />as cadeiras, se tiverem rodízios, devem ser de cinco apoios; <br />o assento deve ser almofadado mas não em excesso e ter o rebordo frontal arredondado para baixo; <br />a altura do assento não deve ser colocada com posição superior ao comprimento inferior das pernas do utilizador; <br />se possível os pés devem apoiar no chão; caso contrário em descanso apropriado e estável; <br />a superfície do assento deve ser horizontal ou inclinada para trás até 5º. <br />
  5. 5. Vantagens e Desvantagens<br />
  6. 6. Vantagens e Desvantagens<br />As vantagens da posição sentada são:<br />baixa solicitação da musculatura dos membros inferiores, reduzindo assim a sensação de desconforto e cansaço;<br />possibilidade de evitar posições forçadas do corpo;<br />menor consumo de energia;<br />facilitação da circulação sangüínea pelos membros inferiores.<br />As desvantagens são:<br />pequena atividade física geral (sedentarismo);<br />adoção de posturas desfavoráveis: lordose ou cifoses excessivas;<br />estase sangüínea nos membros inferiores, situação agravada quando há<br />compressão da face posterior das coxas ou da panturrilha contra a cadeira, se esta estiver mal posicionada.<br />
  7. 7. CONFORTO DE TRABALHO NA POSIÇÃO SENTADO<br />O conforto do trabalho sentado é função:<br />do tempo de manutenção da postura (evitar esforços estáticos);<br />da adaptação às exigências visuais: a localização das fontes de informações visuais vai determinar o posicionamento da cabeça que pode, por sua vez, influenciar a postura do tronco, levando o trabalhador a adotar posturas inadequadas prolongadas ou repetitivas da nuca em flexão, extensão e torção extrema ou de inclinação/torção do tronco. Exemplo comum: colocar monitores de vídeo lateralmente e/ou muito baixo ou muito alto;<br />dos espaços para pernas e pés: a falta de espaço suficiente para pernas e pés induz o trabalhador a adotar posturas tais como: inclinação e torção do tronco,pernas muito flexionadas, aumento do braço de alavanca;<br />
  8. 8. CONFORTO DE TRABALHO NA POSIÇÃO SENTADO<br />da altura do plano de trabalho: a altura do plano de trabalho é um elemento importante para o conforto postural. Se o plano de trabalho é muito alto, o trabalhador deverá elevar os ombros e os braços durante toda a jornada. Se for muito baixo, ele trabalhará com as costas inclinadas para frente. Esta observação é válida tanto para trabalho sentado como para o trabalho em pé. O ponto de referência utilizado para determinar a altura confortável de trabalho é a altura dos cotovelos em relação ao piso, mas a natureza da tarefa tem que ser levada em consideração. No planejamento / adaptação do posto de trabalho sentado deve-se sempre levar em consideração duas medidas principais: a altura da cadeira e a altura do plano de trabalho. Considerando que as dimensões corporais são muito diversas (inter e intra-individuais), no mínimo uma destas alturas tem que ser regulável, para facilitar a adaptação do posto à maioria dos trabalhadores;<br />das características da cadeira: o assento de trabalho ideal deve ser determinado em função da atividade desenvolvida, das condições ambientais de trabalho e principalmente da opinião dos usuários.<br />
  9. 9. A SELEÇÃO DO ASSENTO<br />O assento deve ser adequado à natureza da tarefa e às dimensões antropométricas da população. Não existe uma cadeira que seja “ergonômica”independentemente da função exercida pelo trabalhador. Basta lembrar que uma cadeira confortável para assistir à televisão não é adequada para uma secretária que deve se movimentar entre a mesa, um arquivo e um aparelho de fax. <br />
  10. 10. CARACTERÍSTICA DO ASSENTO<br />A profundidade do assento não pode ser muito reduzida nem muito grande.Deve ser de um tamanho tal que o maior percentil (pessoas mais altas) mantenha seu centro de gravidade sobre o assento. O maior percentil precisa, então, ter profundidade de assento, no mínimo, igual à profundidade do tórax mais 2,5 cm para evitar uma base que não lhe dê firmeza. Na literatura encontramos medidas que vão de 38 a 45 cm para a largura e de 38 a 43 cm para a profundidade. No entanto, o assento não pode ser muito profundo para que o menor percentil (pessoas pequenas) tenha mobilidade na área popliteal.<br />A densidade do assento também é importante para suportar as tuberosidades isquiáticas (densidade mínima recomendável de 50 kg/cm3).<br />É importante que o encosto forneça um bom suporte lombar e seja regulável em inclinação e altura para favorecer a adaptação da maioria das pessoas.<br />
  11. 11. Monitor à altura dos olhos e braços distanciados<br />Cabeça levantada<br />Olhar em frente<br />Ombros relaxados<br />Mãos alinhadas com o antebraço<br />Costas erectas e apoiadas<br />Material de referência bem posicionado<br />Correto<br />Pés firmes no descanso de pés<br />Pressão moderada do almofadado da cadeira<br />
  12. 12. Cactos crescem em ambientes secos e quentes!<br />Monitor mal posicionado<br />Pescoço virado para olhar para o monitor<br />Candeeiro de secretária mal posicionado<br />Teclado mal posicionado<br />Mouse longe causando força no ombro<br />Costas não apoiadas no encosto da cadeira<br />ERRADO<br />Pés não apoiados no chão<br />Almofadado a pressionar a zona inferior da coxa<br />
  13. 13. SAIBA MAIS<br />O Regulamento Geral de Higiene e Segurança do Trabalho nos Estabelecimentos Comerciais, de Escritório e Serviços, em harmonia com a Convenção n.º 120 da OIT estabelece que nos postos de trabalho fixos deve ser colocado à disposição dos colaboradores assentos facilmente higienizáveis, confortáveis, funcionais, adaptados anatomicamente aos requisitos do posto de trabalho e à duração.<br />
  14. 14. ALTERAÇÕES DA COLUNA VERTEBRAL NA POSIÇÃO SENTADA<br />A função estática não é regida por músculos isolados, mas, sim por um conjunto de músculos a que alguns estudiosos referem-se como “cadeias musculares”. Todo desequilíbrio ou desarranjo que ocorre nessas cadeias leva a alterações articulares, musculares, tendíneas e capsulares todas decorrentes de forças anormais agindo sobre o corpo levando, conseqüentemente, à má postura. Muitos sintomas como, dores de cabeça, formigamento nos braços, dores em certas regiões do corpo, dores abdominais, entre outras<br />tem sua origem nos desequilíbrios posturais.<br />
  15. 15. ALTERAÇÕES DA COLUNA VERTEBRAL NA POSIÇÃO SENTADA<br />A postura sentada gera várias alterações nas estruturas músculo esqueléticas da coluna lombar. O simples fato de o indivíduo passar da postura em pé para sentada aumenta em aproximadamente 35% a pressão interna no núcleo do disco intervertebral e todas as estruturas (ligamentos, pequenas articulações e nervos) que ficam na parte posterior são esticadas, isso se o sujeito estiver sentado nas melhores posições possíveis.<br />
  16. 16. Postura Incorreta<br />Postura Correta<br />ALTERAÇÕES DA COLUNA VERTEBRAL NA POSIÇÃO SENTADA<br />A tentativa de manter o tronco ereto, a musculatura paravertebral fica em constante tensão, quando permanecemos na postura sentada e esta de maneira inadequada por longos períodos, causa um aumento de pressão nos discos, coxa e nádegas que levam a problemas físicos, fadiga e desconforto.<br />
  17. 17. Um dos maiores fatores de risco é a postura estática.<br />Despenda de, pelo menos, 5 minutos por hora “longe” do seu computador.<br />Execute exercícios ou movimentos de alongamento periodicamente.<br />Este slide mostra algumas ilustrações de movimentos de alongamento que pode executar no escritório:<br />Exercícios com as mãos<br />Feche firmemente a mão contra o pulso e abra , esticando os dedos.<br />Repita 3 vezes<br />Exercícios<br />
  18. 18. Exercícios para os Ombros<br /><ul><li>Levante-se, com as costas direitas, coloque a mão direita no seu ombro esquerdo e mova a cabeça para trás suavemente.
  19. 19. Repita o exercício para o ombro direito</li></li></ul><li>19<br />Exercícios para a cabeça e o pescoço<br />Movimente a cabeça da esquerda para a direita e novamente para a esquerda<br />Movimente a cabeça de trás para a frente<br />
  20. 20. 20<br />Alongamentos na cadeira …<br />Sentado ao computador por longos períodos causa, geralmente, tensão no pescoço e nos ombros e dores na zona lombar. <br />Exercite os alongamentos, conforme abaixo indicado, várias vezes ao dia e/ou sempre que se sinta cansado .<br />Não se esqueça de se levantar de vez em quando e passear pelo escritório! Vai ver que se sentirá melhor!<br />10-20 segundos<br />2 vezes<br />10-15 segundos<br />8-10 segundos<br />Para cada lado<br />15-20 segundos<br />
  21. 21. 21<br />… Alongamentos na cadeira … <br />10-12 segundos<br />Cada braço<br />10 segundos<br />10 segundos<br />3-5 segundos<br />3 vezes<br />
  22. 22. 22<br />… … Alongamentos na cadeira<br />8-10 segundos<br />Cada lado<br />10-15 segundos<br />2 vezes<br />8-10 segundos<br />Abane as mãos<br />8-10 segundos<br />Cada lado<br />
  23. 23. Ergonomia<br />

×