SlideShare uma empresa Scribd logo

Ética e Competência

1 de 18
Baixar para ler offline
ÉTICA
E
COMPETÊNCIA
“SER COMPETENTE É SABER FAZER BEM O DEVER”
SÍNTESE:
 O livro é uma adaptação da dissertação de mestrado de
Terezinha Rios. Segundo a autora, seu ponto de partida é a
preocupação com a formação do educador.
 A autora procura refletir sobre a qualidade do trabalho
educativo com destaque para a questão da competência do
educador, mais especificamente a da presença de uma
dimensão ética.
A FILOSOFIA E A COMPREENSÃO DA REALIDADE:
ÉTICA-POLÍTICA- FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
 A philo-sophia(amizade-sabedoria) caracteriza-se então como
uma reflexão que busca compreender o sentido da realidade,
do homem em sua relação com a natureza e com os outros, do
trabalho do homem e seus produtos: a cultura e a história.
CONCEITOS
 Moral é o conjunto de regras de uma sociedade, que define
o comportamento dos indivíduos a partir daquilo que essa
coletividade considera bom ou mal, certo ou errado. A moral
é sempre uma construção coletiva e os conceitos morais
não são necessariamente os mesmos entre os povos,
porque podem variar de cultura para cultura, assim como
mudam dentro de uma sociedade com o passar do tempo
(não esqueça que a moral é sempre cultural).
 Ética, por sua vez, é a reflexão crítica que se faz sobre
os conceitos e valores morais. Em outras palavras, Ética
é a área de conhecimento (uma “ciência”, digamos)
dedicada a estudar e refletir sobre os conceitos de certo ou
errado, bom ou mal, na busca de regras e orientações que
regulem as relações entre as pessoas, sempre buscando o
equilíbrio e o respeito.
Ética e Competência
 Ao investigarmos o fenômeno educativo do ponto
de vista da totalidade, procuramos em seus
componentes:
 Econômico: Vida Material;
 Político: Qual poder?;
 Ético: Quais valores?

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alarcão, isabel professores reflexivos em uma escola refle
Alarcão, isabel   professores reflexivos em uma escola refleAlarcão, isabel   professores reflexivos em uma escola refle
Alarcão, isabel professores reflexivos em uma escola reflemarcaocampos
 
Introducao a didatica 1
Introducao a didatica  1Introducao a didatica  1
Introducao a didatica 1Lukeili
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"Cléo Lima
 
Concepçâo de infancia
Concepçâo de infanciaConcepçâo de infancia
Concepçâo de infanciaJaisna Luara
 
Concepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da históriaConcepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da históriaLílian Reis
 
Quadro das concepcoess_pedagogicas
Quadro das concepcoess_pedagogicasQuadro das concepcoess_pedagogicas
Quadro das concepcoess_pedagogicasLiliane Barros
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaFábio Vasconcelos
 
90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami
90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami
90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukamicavcap
 
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval SavianiPedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval SavianiNatalia Ribeiro
 
Teorias criticas do curriculo
Teorias criticas do curriculoTeorias criticas do curriculo
Teorias criticas do curriculoMárcio Castro
 
Teorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo LibâneoTeorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo LibâneoThaís Razuki
 

Mais procurados (20)

Educação e novas tecnologias slides
Educação e novas tecnologias slidesEducação e novas tecnologias slides
Educação e novas tecnologias slides
 
Alarcão, isabel professores reflexivos em uma escola refle
Alarcão, isabel   professores reflexivos em uma escola refleAlarcão, isabel   professores reflexivos em uma escola refle
Alarcão, isabel professores reflexivos em uma escola refle
 
Introducao a didatica 1
Introducao a didatica  1Introducao a didatica  1
Introducao a didatica 1
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 
A Filosofia na historia da Educacao
A Filosofia na historia da Educacao A Filosofia na historia da Educacao
A Filosofia na historia da Educacao
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Concepçâo de infancia
Concepçâo de infanciaConcepçâo de infancia
Concepçâo de infancia
 
Concepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da históriaConcepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da história
 
Quadro das concepcoess_pedagogicas
Quadro das concepcoess_pedagogicasQuadro das concepcoess_pedagogicas
Quadro das concepcoess_pedagogicas
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico crítica
 
90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami
90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami
90429836 abordagens-pedagogicas-maria-da-graca-nicoletti-mizukami
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval SavianiPedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
 
Teorias criticas do curriculo
Teorias criticas do curriculoTeorias criticas do curriculo
Teorias criticas do curriculo
 
A educação e os desafios da contemporaneidade.
A educação e os desafios da contemporaneidade.A educação e os desafios da contemporaneidade.
A educação e os desafios da contemporaneidade.
 
Tendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdosTendência crítico social dos conteúdos
Tendência crítico social dos conteúdos
 
Teorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo LibâneoTeorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo Libâneo
 
Tendência Pedagógica
Tendência PedagógicaTendência Pedagógica
Tendência Pedagógica
 

Semelhante a Ética e Competência

Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolarSer ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolarClaudio Santos
 
01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf
01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf
01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdfssuserdd552c1
 
Texto27 P7
Texto27 P7Texto27 P7
Texto27 P7renatotf
 
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola CapitalistaOs Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola CapitalistaREDEM
 
Atividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasAtividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasrosiane sangali
 
Atividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasAtividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasrosiane sangali
 
DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...
DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...
DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...Selma Aparecida Cesarin
 
Curricuoo
CurricuooCurricuoo
Curricuookelli22
 

Semelhante a Ética e Competência (20)

Etica e educacao
Etica e educacaoEtica e educacao
Etica e educacao
 
ETICA E COMPETENCIA.pdf
ETICA E COMPETENCIA.pdfETICA E COMPETENCIA.pdf
ETICA E COMPETENCIA.pdf
 
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolarSer ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
 
Ética na educação
Ética na educaçãoÉtica na educação
Ética na educação
 
01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf
01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf
01.-Super-Apostila-1-Conhecimentos-Pedagógicos.pdf
 
Rios aula 8
Rios aula 8Rios aula 8
Rios aula 8
 
Texto27 P7
Texto27 P7Texto27 P7
Texto27 P7
 
Aula 2 definições
Aula 2   definiçõesAula 2   definições
Aula 2 definições
 
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola CapitalistaOs Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
Os Valores Morais No âMbito Da Escola Capitalista
 
Valores na escola
Valores na escolaValores na escola
Valores na escola
 
durkheim
durkheimdurkheim
durkheim
 
éTica na educação
éTica na educaçãoéTica na educação
éTica na educação
 
Atividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasAtividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticas
 
Atividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasAtividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticas
 
DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...
DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...
DIMENSÕES ÉTICAS DA EDUCAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA OBRA PEDADOGIA...
 
Artigo Axiologia
Artigo AxiologiaArtigo Axiologia
Artigo Axiologia
 
Curricuoo
CurricuooCurricuoo
Curricuoo
 
Teorias sociológicas na história da humanidade
Teorias sociológicas na história da humanidadeTeorias sociológicas na história da humanidade
Teorias sociológicas na história da humanidade
 
4. durkheim e a educação
4. durkheim e a educação4. durkheim e a educação
4. durkheim e a educação
 
ARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegattARQUIVO Claudete menegatt
ARQUIVO Claudete menegatt
 

Mais de AlessandroRubens

Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAlessandroRubens
 
Fronteiras, a marca das diferenças 1
Fronteiras, a marca das diferenças 1Fronteiras, a marca das diferenças 1
Fronteiras, a marca das diferenças 1AlessandroRubens
 
A terra e o sol, fuso horário
A terra e o sol, fuso horárioA terra e o sol, fuso horário
A terra e o sol, fuso horárioAlessandroRubens
 
Formação territorial do brasil ii
Formação territorial do brasil iiFormação territorial do brasil ii
Formação territorial do brasil iiAlessandroRubens
 
Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1AlessandroRubens
 
Para entender o financiamento da educação no brasil
Para entender o financiamento da educação no brasilPara entender o financiamento da educação no brasil
Para entender o financiamento da educação no brasilAlessandroRubens
 
Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]
Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]
Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]AlessandroRubens
 
Linguagem cartográfica para o ensino fundamental
Linguagem cartográfica para o ensino fundamentalLinguagem cartográfica para o ensino fundamental
Linguagem cartográfica para o ensino fundamentalAlessandroRubens
 
ENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPE
ENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPEENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPE
ENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPEAlessandroRubens
 

Mais de AlessandroRubens (20)

Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolar
 
Fronteiras, a marca das diferenças 1
Fronteiras, a marca das diferenças 1Fronteiras, a marca das diferenças 1
Fronteiras, a marca das diferenças 1
 
A terra e o sol, fuso horário
A terra e o sol, fuso horárioA terra e o sol, fuso horário
A terra e o sol, fuso horário
 
Região sudeste 1
Região sudeste 1Região sudeste 1
Região sudeste 1
 
Formação territorial do brasil ii
Formação territorial do brasil iiFormação territorial do brasil ii
Formação territorial do brasil ii
 
Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1Formação do território brasileiro 1
Formação do território brasileiro 1
 
Delors
DelorsDelors
Delors
 
Apresenta ldb
Apresenta ldbApresenta ldb
Apresenta ldb
 
Para entender o financiamento da educação no brasil
Para entender o financiamento da educação no brasilPara entender o financiamento da educação no brasil
Para entender o financiamento da educação no brasil
 
Campo brasileiro
Campo brasileiroCampo brasileiro
Campo brasileiro
 
Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]
Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]
Paisagem rural e_paisagem_urbana[1]
 
Blocos e associações
Blocos e associaçõesBlocos e associações
Blocos e associações
 
Blocos e Associações
Blocos e AssociaçõesBlocos e Associações
Blocos e Associações
 
Linguagem cartográfica para o ensino fundamental
Linguagem cartográfica para o ensino fundamentalLinguagem cartográfica para o ensino fundamental
Linguagem cartográfica para o ensino fundamental
 
Por que estudar geografia
Por que estudar geografiaPor que estudar geografia
Por que estudar geografia
 
ONU
ONU ONU
ONU
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
ONU
ONUONU
ONU
 
Atmosfera terrestre
Atmosfera terrestreAtmosfera terrestre
Atmosfera terrestre
 
ENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPE
ENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPEENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPE
ENSINAR: AGIR NA URGÊNCIA, DECIDIR NA INCERTEZA(CAP. 05) – PERRENOUD, PHILLIPE
 

Ética e Competência

  • 1. ÉTICA E COMPETÊNCIA “SER COMPETENTE É SABER FAZER BEM O DEVER”
  • 2. SÍNTESE:  O livro é uma adaptação da dissertação de mestrado de Terezinha Rios. Segundo a autora, seu ponto de partida é a preocupação com a formação do educador.  A autora procura refletir sobre a qualidade do trabalho educativo com destaque para a questão da competência do educador, mais especificamente a da presença de uma dimensão ética.
  • 3. A FILOSOFIA E A COMPREENSÃO DA REALIDADE: ÉTICA-POLÍTICA- FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO  A philo-sophia(amizade-sabedoria) caracteriza-se então como uma reflexão que busca compreender o sentido da realidade, do homem em sua relação com a natureza e com os outros, do trabalho do homem e seus produtos: a cultura e a história.
  • 4. CONCEITOS  Moral é o conjunto de regras de uma sociedade, que define o comportamento dos indivíduos a partir daquilo que essa coletividade considera bom ou mal, certo ou errado. A moral é sempre uma construção coletiva e os conceitos morais não são necessariamente os mesmos entre os povos, porque podem variar de cultura para cultura, assim como mudam dentro de uma sociedade com o passar do tempo (não esqueça que a moral é sempre cultural).  Ética, por sua vez, é a reflexão crítica que se faz sobre os conceitos e valores morais. Em outras palavras, Ética é a área de conhecimento (uma “ciência”, digamos) dedicada a estudar e refletir sobre os conceitos de certo ou errado, bom ou mal, na busca de regras e orientações que regulem as relações entre as pessoas, sempre buscando o equilíbrio e o respeito.
  • 6.  Ao investigarmos o fenômeno educativo do ponto de vista da totalidade, procuramos em seus componentes:  Econômico: Vida Material;  Político: Qual poder?;  Ético: Quais valores?
  • 7. 2- EDUCAÇÃO E SOCIEDADE: PERSPECTIVA POLÍTICA NA PRÁTICA EDUCATIVA Cultura: Mundo transformado pelos homens e mulheres Todos os homens são cultos, na medida em que participam de algum modo da criação cultural, estabelecem certas normas para sua ação, partilham valores e crenças. Tudo isso é resultado do trabalho !!
  • 8. SOCIEDADE, EDUCAÇÃO, ESCOLA - Em uma sociedade como a nossa a escola é o espaço de transmissão da cultura, do saber acumulado historicamente pelos homens. - O objetivo é o de formar os indivíduos, capacitando-os a participar como agentes na construção dessa sociedade.
  • 9. A ESCOLA NA SOCIEDADE EM QUE VIVEMOS, TEM SIDO O ESPAÇO DE INSERÇÃO DOS SUJEITOS NOS VALORES E CRENÇAS DA CLASSE DOMINANTE.
  • 10. CONCEITO DE IDEOLOGIA DA AUTORA  “A ideologia caracteriza-se por dissimular a realidade, apresentando como naturais elementos que na verdade são determinados pelas relações econômicas de produção, por interesses da classe economicamente dominante”.
  • 11. A AUTORA ENTRA AQUI NO VELHO DEBATE: A ESCOLA É SÓ REPRODUTORA DAS IDEOLOGIAS DOMINANTES?  “ A escola não está fora da sociedade, com uma autonomia absoluta diante dos fatores que estimulam as mudanças sociais, nem muito menos numa relação de subordinação absoluta[...]  A escola tem uma função contraditória- ao mesmo tempo em que é fator de manutenção, ela transforma a cultura.  Temos, portanto, uma dimensão de poder na escola!
  • 12. FUNÇÃO TÉCNICA E POLÍTICA DA ESCOLA  A função da educação tem uma dimensão técnica e uma dimensão política, dialeticamente relacionadas.  É na articulação do que é especificamente pedagógico com a totalidade do social que se realiza a dimensão política. A ética serve como mediação desses polos.
  • 13. AS DIMENSÕES DA COMPETÊNCIA DO EDUCADOR  Definição de competência para autora:  Competência: saber fazer bem.  Saber fazer bem tem uma dimensão técnica, a do saber e do saber fazer, isto é, do domínio dos conteúdos e estratégias.
  • 14. A PRESENÇA DA ÉTICA COMO DIMENSÃO DA COMPETÊNCIA  O núcleo central desse capítulo, relaciona-se a idéia de responsabilidade, que se encontra articulada com a de liberdade, conceito que representa o eixo central da reflexão ética.
  • 15. COMPETÊNCIA E UTOPIA: PRÁTICA PROFISSIONAL E PROJETO  O educador terá de ser exigente!  Apesar das dificuldades, não devemos ter, nem gerar imobilismo;  Pensar no possível para superar os problemas. “A parte que nos cabe”;
  • 16. VISÃO QUE PARECE MAIS CORRETA PARA A AUTORA EM RELAÇÃO AOS PROFESSORES. Mediador, pois, na relação professor-aluno, educador-educando, o que se visa é a aquisição do conhecimento. Assim, o professor vai exercendo sua tarefa de estabelecer diálogo com o real.
  • 17. E OS PROJETOS? O QUE?  “Projetar é relacionar-se com o futuro, é começar a fazê-lo. E só há um momento de fazer o futuro - no presente. O futuro é o que viveremos como presente, quando ele chegar.