Campo brasileiro

1.841 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.841
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
218
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Campo brasileiro

  1. 1. CAMPO BRASILEIRO: Primeiras reflexões<br />Elaborado pelo Alessandro Rubens<br />
  2. 2. Para começar vamos refletir sobre alguns problemas existentes na paisagem rural brasileira:<br /> Crise<br />Eu tiro os outros por mim<br />Nesta vida aperreada<br />No negócio de comida<br />Só tenho a boca e mais nada<br />As panelas sempre eu acho <br />Umas de boca para baixo<br />e o resto tudo emborcado<br />Muitos na cidade assim como eu vejo<br />Almoça desejo e janta vontade<br />Com necessidade já de tardezinha<br />a minha vizinha me contou<br />que ontem jantou pirão sem farinha.<br />(José Ferreira, agricultor cearense) <br />Portinari<br />
  3. 3. Portinari<br />
  4. 4. Morte e Vida Severina<br /> <br />- (...) Essa cova em que estás,<br />com palmos medida,<br />éa cota menor<br />que tiraste em vida.<br />- é de bom tamanho,<br />nem largo nem fundo,<br />é a parte que te cabe<br />neste latifúndio.<br />- Não é cova grande,<br />é cova medida,<br />é a terra que querias<br />ver dividida.<br />é uma cova grande<br />para teu pouco defunto,<br />mas estarás mais ancho<br />que estavas no mundo.<br />- é uma cova grande<br />para teu defunto parco,<br />porém mais que no mundo,<br />te sentirás largo.(...)<br /> (fragmento do poema de João Cabral de Mello Neto, 1956) <br />Sebastião Salgado<br />
  5. 5. CONCEITOS IMPORTANTES PARA O DEBATE<br />minifúndio: esses são os grandes responsáveis pelo abastecimento do mercado interno de consumo, já que sua produção é, individualmente, obtida em pequenos volumes, o que inviabiliza economicamente a exportação;<br /> <br />*latifúndios por dimensão: são as enormes propriedades agroindustriais, com produção quase sempre voltada a exportação;<br /> <br />*latifúndios por exploração: tratam-se dos imóveis rurais improdutivos, voltados a especulação imobiliária. O proprietário não adquiriu a terra com a intenção de nela produzir, gerar emprego e ajudar o país a crescer, mas para esperar sua valorização imobiliária, vende-la e ganhar muito dinheiro sem trabalhar;<br />
  6. 6. CONCEITOS IMPORTANTES PARA O DEBATE<br />Reforma agrária: é a reorganização da estrutura fundiária com o objetivo de promover a distribuição mais justa das terras. A reforma agrária tem o objetivo de proporcionar a redistribuição das propriedades rurais, ou seja, efetuar a distribuição da terra para realização de sua função social.<br />
  7. 7. Números da desigualdade<br />Os dados do Censo Agropecuário(2006) dão conta de que, no Brasil, mais da metade da população detém menos de 3% das terras e 46 mil pessoas detém quase metade das terras. <br />
  8. 8. Números da desigualdade<br />Os latifundiários com terra acima de dois mil hectares, que são apenas 15 mil fazendeiros, detêm 98 milhões de hectares.Já os estabelecimentos rurais de menos de 10 hectares ocupam menos de 2,7% da área<br />
  9. 9. Números da desigualdade<br />Os estabelecimentos de mais de mil hectares, que correspondem a apenas 0,91% dos proprietários (menos de 50 mil), concentram mais de 43% da área agricultáveis (cerca de 146 milhões de hectares)<br />
  10. 10. QUEM EMPREGA MAIS?<br />As desigualdades se estendem aos números sobre ocupação da mão de obra no campo. A agricultura familiar, que detém cerca de 24% das terras, ocupa 75% dos trabalhadores do campo. O setor patronal, que tem quase 75% das terras, ocupa apenas 25% da mão de obra.<br />
  11. 11.
  12. 12.
  13. 13. Valeu!<br />Vale!!<br />

×