SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Os tipos de coesão são importantes para
encadear argumentos de maneira lógica
. Quando bem empregados, contribuem
para a coesão global do texto.
*Coesão Gramatical
Prof. Alynne Ferreira
Prof. Alynne Ferreira
A coesão é restrita a aspectos gramaticais que garantem a
amarração no texto.
Para escrever um texto coeso, conheça agora os cinco tipos de
coesão textual:
 Coesão por referência: é um dos tipos mais utilizados em um texto.
Graças a ela, evitamos repetições de termos, descuido que pode
tornar desagradável a leitura de um texto:
Os alunos do terceiro ano foram visitar o Museu da Língua
Portuguesa. Eles foram acompanhados pelos professores da escola.
Em vez de:
Os alunos do terceiro ano foram visitar o Museu da Língua Portuguesa. Os
alunos do terceiro ano foram acompanhados pelos professores da escola.
Prof. Alynne Ferreira
 Coesão por substituição: são empregadas palavras e expressões que
retomam termos já enunciados através da anáfora. Observe o
exemplo:
Os alunos foram advertidos pelo mau comportamento. Caso isso volte a
acontecer, eles serão suspensos.
Em vez de:
Os alunos foram advertidos pelo mau comportamento. Caso o mau
comportamento volte a acontecer, os alunos serão suspensos.
 Coesão por elipse: Ocorre por meio da omissão de uma ou mais
palavras sem que isso comprometa a clareza de ideias da oração:
Maria faz o almoço e ao mesmo tempo conversa ao telefone com a amiga.
Em vez de:
Maria faz o almoço e ao mesmo tempo Maria conversa ao telefone com a
amiga.
Prof. Alynne Ferreira
 Coesão por conjunção: Esse tipo de coesão possibilita relações
entre os termos do texto através do emprego adequado de
conjunções:
Como não consegui ingressos, não fui ao show, contudo, assisti ao
espetáculo pela televisão.
 Coesão lexical: ocorre por meio do emprego de sinônimos,
pronomes, hipônimos ou heterônimos. Observe o exemplo:
Machado de Assis é considerado o maior escritor brasileiro. O carioca
nasceu no dia 21 de junho de 1839 e faleceu no Rio de Janeiro no dia
29 de setembro de 1908. Gênio maior de nossas letras, foi um dos
fundadores da Academia Brasileira de Letras.
Prof. Alynne Ferreira
Alguns mecanismos responsáveis pelo entrelaçamento,
construção e amarração do texto.
 Pronomes pessoais:
Exemplo:”Eu, que meditava ir ter com a morte, não ousei fitá-
la quando ela veio ter comigo.”
 Pronomes demostrativos:
Exemplo:” Mal comparando, é como arraia-miúda, que se
encolhia à sombra do castelo feudal;caiu este e a arraia ficou.
Verdade é que se fez graúda e castelã…Não, a comparação não
presta.”
Prof. Alynne Ferreira
 Pronomes possessivos :
Exemplo:
“Aí tem o leitor, em poucas linhas, o retrato físico e moral da
pessoa que devia influir mais tarde na minha vida; era aquilo como
dezesseis anos.”
 Pronomes indefinidos:
Exemplo:
“Um poeta dizia que o menino é pai do homem. Se isto é verdade,
vejamos alguns lineamentos do menino.
Desde os cincos anos merecera eu a alcunha de `menino diabo`; e
verdadeiramente não era outra cousa; fui dos mais malignos do
meu tempo, arguto, indiscreto, traquinhas e voluntarioso.”
Prof. Alynne Ferreira
 Pronomes relativos:
Exemplo: “Ao fundo, por trás do balcão, estava sentada uma mulher,
cujo rosto amarelo e bexinguento não se destacava logo, à primeira
vista.”
 Advérbios:
Exemplo: “Também o senhor; e o seu criado, não menos se é seu
criado esse homem que ali está sacundindo os tapetes à janela.
 Conectivos:
Exemplo: “A mãe, que era surda, estava na sala com ela.”
Prof. Alynne Ferreira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicosSílvia Faim
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textualgracacruz
 
Poema Liberdade, de Fernando Pessoa
Poema Liberdade, de Fernando PessoaPoema Liberdade, de Fernando Pessoa
Poema Liberdade, de Fernando PessoaDina Baptista
 
Classificação de orações
Classificação de oraçõesClassificação de orações
Classificação de oraçõesFernanda Monteiro
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerHelena Coutinho
 
Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...
Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...
Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...Rosalina Simão Nunes
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoRaffaella Ergün
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFelisbela da Silva
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoDina Baptista
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo713773
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoLurdes Augusto
 
Pois nossas madres van a san simón
Pois nossas madres van a san simónPois nossas madres van a san simón
Pois nossas madres van a san simónHelena Coutinho
 
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º anoAnálise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º anoFatima Mendonca
 
Areal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcção
Areal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcçãoAreal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcção
Areal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcçãoCarla Ribeiro
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesGijasilvelitz 2
 

Mais procurados (20)

As cantigas de amigo
As cantigas de amigoAs cantigas de amigo
As cantigas de amigo
 
Cantigas de amor
Cantigas de amorCantigas de amor
Cantigas de amor
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
Poema Liberdade, de Fernando Pessoa
Poema Liberdade, de Fernando PessoaPoema Liberdade, de Fernando Pessoa
Poema Liberdade, de Fernando Pessoa
 
Classificação de orações
Classificação de oraçõesClassificação de orações
Classificação de orações
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...
Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...
Orações subordinadas substantivas e adjetivas - Apresentação de conteúdos (SU...
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões lírico
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9º
 
Actos Ilocutórios
Actos IlocutóriosActos Ilocutórios
Actos Ilocutórios
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
 
Lírica camoniana
Lírica camonianaLírica camoniana
Lírica camoniana
 
Pois nossas madres van a san simón
Pois nossas madres van a san simónPois nossas madres van a san simón
Pois nossas madres van a san simón
 
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º anoAnálise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
Análise da farsa de Inês Pereira - 10º ano
 
Areal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcção
Areal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcçãoAreal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcção
Areal ficha de_avaliação_1_pessoa_ortónimo_e_correcção
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Cantigas trovadorescas
Cantigas trovadorescasCantigas trovadorescas
Cantigas trovadorescas
 

Destaque

Gramática - Concordância Nominal
Gramática - Concordância NominalGramática - Concordância Nominal
Gramática - Concordância NominalMentor Concursos
 
Coerência e coesão textuais
Coerência e coesão textuaisCoerência e coesão textuais
Coerência e coesão textuaisroberto_uniesp
 
Encontros vocálicos e consonantais
Encontros vocálicos e consonantaisEncontros vocálicos e consonantais
Encontros vocálicos e consonantaisALYNNE FERREIRA
 
Producing Linked Open Data with a Content Management System
Producing Linked Open Data with a Content Management SystemProducing Linked Open Data with a Content Management System
Producing Linked Open Data with a Content Management SystemOpen Knowledge Belgium
 
Poema concreto
Poema concreto Poema concreto
Poema concreto Sonialira
 
A Poesia Visual
A  Poesia  VisualA  Poesia  Visual
A Poesia Visualtita
 
3Com SUPERSTACK II ENTRY
3Com SUPERSTACK II ENTRY3Com SUPERSTACK II ENTRY
3Com SUPERSTACK II ENTRYsavomir
 

Destaque (14)

Concordancia nominal
Concordancia nominalConcordancia nominal
Concordancia nominal
 
Organizador textual
Organizador textualOrganizador textual
Organizador textual
 
Gramática - Concordância Nominal
Gramática - Concordância NominalGramática - Concordância Nominal
Gramática - Concordância Nominal
 
Coerência e coesão textuais
Coerência e coesão textuaisCoerência e coesão textuais
Coerência e coesão textuais
 
Grupo de orpheu
Grupo de orpheuGrupo de orpheu
Grupo de orpheu
 
Poemas visuais
Poemas visuaisPoemas visuais
Poemas visuais
 
Unit 52 lo1
Unit 52 lo1Unit 52 lo1
Unit 52 lo1
 
Encontros vocálicos e consonantais
Encontros vocálicos e consonantaisEncontros vocálicos e consonantais
Encontros vocálicos e consonantais
 
Producing Linked Open Data with a Content Management System
Producing Linked Open Data with a Content Management SystemProducing Linked Open Data with a Content Management System
Producing Linked Open Data with a Content Management System
 
Sentinel Smart Car Devices
Sentinel Smart Car DevicesSentinel Smart Car Devices
Sentinel Smart Car Devices
 
Poema concreto
Poema concreto Poema concreto
Poema concreto
 
A Poesia Visual
A  Poesia  VisualA  Poesia  Visual
A Poesia Visual
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
 
3Com SUPERSTACK II ENTRY
3Com SUPERSTACK II ENTRY3Com SUPERSTACK II ENTRY
3Com SUPERSTACK II ENTRY
 

Semelhante a Tipos coesão texto

Compreensão de textos
Compreensão de textosCompreensão de textos
Compreensão de textosLindiomar Rios
 
Coesão e Coerência textual - material
Coesão  e Coerência  textual  - materialCoesão  e Coerência  textual  - material
Coesão e Coerência textual - materialMaiteFerreira4
 
Oficna de escrita criativa
Oficna de escrita criativaOficna de escrita criativa
Oficna de escrita criativaFábio Oliveira
 
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01   denotação + conotação + figuras de linguagemAula 01   denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagemMiguel Luciano
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de LinguagemAntonio Filho
 
Aula13 figuras de linguagem
Aula13  figuras de linguagemAula13  figuras de linguagem
Aula13 figuras de linguagemAndré Figundio
 
Livros poliedro caderno 1 português
Livros poliedro   caderno 1 portuguêsLivros poliedro   caderno 1 português
Livros poliedro caderno 1 portuguêsClaudinei Pereria
 
Figuras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercíciosFiguras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercíciosSônia Sochiarelli
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagemMarta Morais
 
recursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptx
recursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptxrecursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptx
recursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptxMarluceBrum1
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostilaefomm2013
 
Conceito de coerência
Conceito de coerênciaConceito de coerência
Conceito de coerênciaManuel Bohn
 
Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010ma.no.el.ne.ves
 

Semelhante a Tipos coesão texto (20)

Figuras de linguagem(1)
Figuras de linguagem(1)Figuras de linguagem(1)
Figuras de linguagem(1)
 
Compreensão de textos
Compreensão de textosCompreensão de textos
Compreensão de textos
 
Portugues pmpe
Portugues pmpePortugues pmpe
Portugues pmpe
 
Coesão e Coerência textual - material
Coesão  e Coerência  textual  - materialCoesão  e Coerência  textual  - material
Coesão e Coerência textual - material
 
Oficna de escrita criativa
Oficna de escrita criativaOficna de escrita criativa
Oficna de escrita criativa
 
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01   denotação + conotação + figuras de linguagemAula 01   denotação + conotação + figuras de linguagem
Aula 01 denotação + conotação + figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Aula13 figuras de linguagem
Aula13  figuras de linguagemAula13  figuras de linguagem
Aula13 figuras de linguagem
 
Livros poliedro caderno 1 português
Livros poliedro   caderno 1 portuguêsLivros poliedro   caderno 1 português
Livros poliedro caderno 1 português
 
Figuras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercíciosFiguras de linguagem com exercícios
Figuras de linguagem com exercícios
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Lpt
LptLpt
Lpt
 
Produção textual ii
Produção textual iiProdução textual ii
Produção textual ii
 
recursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptx
recursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptxrecursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptx
recursos morfossintáticos-lexicais-semânticos.pptx
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostila
 
Conceito de coerência
Conceito de coerênciaConceito de coerência
Conceito de coerência
 
01 lingua portuguesa
01 lingua portuguesa01 lingua portuguesa
01 lingua portuguesa
 
Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010
 
Manual Estilistica portugues PLE
Manual Estilistica portugues PLEManual Estilistica portugues PLE
Manual Estilistica portugues PLE
 

Último

Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 

Último (20)

Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 

Tipos coesão texto

  • 1. Os tipos de coesão são importantes para encadear argumentos de maneira lógica . Quando bem empregados, contribuem para a coesão global do texto. *Coesão Gramatical Prof. Alynne Ferreira Prof. Alynne Ferreira
  • 2. A coesão é restrita a aspectos gramaticais que garantem a amarração no texto. Para escrever um texto coeso, conheça agora os cinco tipos de coesão textual:  Coesão por referência: é um dos tipos mais utilizados em um texto. Graças a ela, evitamos repetições de termos, descuido que pode tornar desagradável a leitura de um texto: Os alunos do terceiro ano foram visitar o Museu da Língua Portuguesa. Eles foram acompanhados pelos professores da escola. Em vez de: Os alunos do terceiro ano foram visitar o Museu da Língua Portuguesa. Os alunos do terceiro ano foram acompanhados pelos professores da escola. Prof. Alynne Ferreira
  • 3.  Coesão por substituição: são empregadas palavras e expressões que retomam termos já enunciados através da anáfora. Observe o exemplo: Os alunos foram advertidos pelo mau comportamento. Caso isso volte a acontecer, eles serão suspensos. Em vez de: Os alunos foram advertidos pelo mau comportamento. Caso o mau comportamento volte a acontecer, os alunos serão suspensos.  Coesão por elipse: Ocorre por meio da omissão de uma ou mais palavras sem que isso comprometa a clareza de ideias da oração: Maria faz o almoço e ao mesmo tempo conversa ao telefone com a amiga. Em vez de: Maria faz o almoço e ao mesmo tempo Maria conversa ao telefone com a amiga. Prof. Alynne Ferreira
  • 4.  Coesão por conjunção: Esse tipo de coesão possibilita relações entre os termos do texto através do emprego adequado de conjunções: Como não consegui ingressos, não fui ao show, contudo, assisti ao espetáculo pela televisão.  Coesão lexical: ocorre por meio do emprego de sinônimos, pronomes, hipônimos ou heterônimos. Observe o exemplo: Machado de Assis é considerado o maior escritor brasileiro. O carioca nasceu no dia 21 de junho de 1839 e faleceu no Rio de Janeiro no dia 29 de setembro de 1908. Gênio maior de nossas letras, foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. Prof. Alynne Ferreira
  • 5. Alguns mecanismos responsáveis pelo entrelaçamento, construção e amarração do texto.  Pronomes pessoais: Exemplo:”Eu, que meditava ir ter com a morte, não ousei fitá- la quando ela veio ter comigo.”  Pronomes demostrativos: Exemplo:” Mal comparando, é como arraia-miúda, que se encolhia à sombra do castelo feudal;caiu este e a arraia ficou. Verdade é que se fez graúda e castelã…Não, a comparação não presta.” Prof. Alynne Ferreira
  • 6.  Pronomes possessivos : Exemplo: “Aí tem o leitor, em poucas linhas, o retrato físico e moral da pessoa que devia influir mais tarde na minha vida; era aquilo como dezesseis anos.”  Pronomes indefinidos: Exemplo: “Um poeta dizia que o menino é pai do homem. Se isto é verdade, vejamos alguns lineamentos do menino. Desde os cincos anos merecera eu a alcunha de `menino diabo`; e verdadeiramente não era outra cousa; fui dos mais malignos do meu tempo, arguto, indiscreto, traquinhas e voluntarioso.” Prof. Alynne Ferreira
  • 7.  Pronomes relativos: Exemplo: “Ao fundo, por trás do balcão, estava sentada uma mulher, cujo rosto amarelo e bexinguento não se destacava logo, à primeira vista.”  Advérbios: Exemplo: “Também o senhor; e o seu criado, não menos se é seu criado esse homem que ali está sacundindo os tapetes à janela.  Conectivos: Exemplo: “A mãe, que era surda, estava na sala com ela.” Prof. Alynne Ferreira