SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
A  Poesia Visual
Permite ao leitor visualizar ideias  a partir da disposição gráfica de palavras e/ou letras.
Em Quarto Minguante ,[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
Poesia experimental praticada pelos poetas, a partir de 1960.
[object Object],É no ar que ondeia tudo! É lá que tudo existe!...
 
Era um homem bem vestido Foi beber no botequim Bebeu muito, bebeu tanto ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Assim Assim Assim Assim Assim Assim Que saiu de lá assim
O moço entra apressado Para ver a namorada E é da seguinte forma    escada   a    sobe   ele Que Mas lá de cima está o pai Da pequena que ele adora E por isso pela escada   ele   embora Assim   vem
Poetas de palmo e meio ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],LONGE o mar, o mar, o mar...
E de alma e coração  l ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Neste oceano navegou muitas noites, muitos dias… Até que, com o nascer duma nova alvorada se sentiu ,[object Object],[object Object],[object Object],no meio das ondas e do nada. Texto de Ana Rodrigues (8ºD)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
silnog
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 

Mais procurados (20)

Figuras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem - IroniaFiguras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem - Ironia
 
Poema visual 8º ano
Poema visual 8º anoPoema visual 8º ano
Poema visual 8º ano
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Cordel
CordelCordel
Cordel
 
Aula Figuras de Linguagem
Aula    Figuras de Linguagem Aula    Figuras de Linguagem
Aula Figuras de Linguagem
 
Romance
RomanceRomance
Romance
 
Slides aula verbos
Slides   aula verbosSlides   aula verbos
Slides aula verbos
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
 
Notícia gênero textual
Notícia gênero textualNotícia gênero textual
Notícia gênero textual
 
Diferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opiniãoDiferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opinião
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 

Semelhante a A Poesia Visual

Diapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesiaDiapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesia
guesta742e2e
 
João Cabral de Melo Neto 3º B
João Cabral de Melo Neto 3º BJoão Cabral de Melo Neto 3º B
João Cabral de Melo Neto 3º B
cvp
 
Diapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesiaDiapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesia
Luci Cruz
 
Programa sarau mar sophia e poesia
Programa sarau mar sophia e poesiaPrograma sarau mar sophia e poesia
Programa sarau mar sophia e poesia
Biblioarnoso Aeve
 
21 de março dia da poesia 2
21 de março dia da poesia 221 de março dia da poesia 2
21 de março dia da poesia 2
auroraoliveira
 

Semelhante a A Poesia Visual (20)

a-poesia-visual2775.ppt
a-poesia-visual2775.ppta-poesia-visual2775.ppt
a-poesia-visual2775.ppt
 
Poesia visual
Poesia visualPoesia visual
Poesia visual
 
Tipos De Poesias
Tipos De PoesiasTipos De Poesias
Tipos De Poesias
 
Diapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesiaDiapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesia
 
João Cabral de Melo Neto 3º B
João Cabral de Melo Neto 3º BJoão Cabral de Melo Neto 3º B
João Cabral de Melo Neto 3º B
 
Diapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesiaDiapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesia
 
Programa sarau mar sophia e poesia
Programa sarau mar sophia e poesiaPrograma sarau mar sophia e poesia
Programa sarau mar sophia e poesia
 
Dia mundial da poesia vf
Dia mundial da poesia vfDia mundial da poesia vf
Dia mundial da poesia vf
 
Literatura-Poesia-Concreta.pdf
Literatura-Poesia-Concreta.pdfLiteratura-Poesia-Concreta.pdf
Literatura-Poesia-Concreta.pdf
 
21 de março dia da poesia 2
21 de março dia da poesia 221 de março dia da poesia 2
21 de março dia da poesia 2
 
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo PaesPoetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
 
Modernismo brasileiro – 1ª fase
Modernismo brasileiro – 1ª faseModernismo brasileiro – 1ª fase
Modernismo brasileiro – 1ª fase
 
Tipos de poesias
Tipos de poesiasTipos de poesias
Tipos de poesias
 
Pemaecancao
PemaecancaoPemaecancao
Pemaecancao
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Texto Lírico - Nocões de Versificação
Texto Lírico - Nocões de VersificaçãoTexto Lírico - Nocões de Versificação
Texto Lírico - Nocões de Versificação
 
Poema e poesia - 7º ano.pdf
Poema e poesia - 7º ano.pdfPoema e poesia - 7º ano.pdf
Poema e poesia - 7º ano.pdf
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Pagina 3-7
Pagina   3-7Pagina   3-7
Pagina 3-7
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 

A Poesia Visual

  • 1. A Poesia Visual
  • 2. Permite ao leitor visualizar ideias a partir da disposição gráfica de palavras e/ou letras.
  • 3.
  • 4.
  • 5.  
  • 6.  
  • 7. Poesia experimental praticada pelos poetas, a partir de 1960.
  • 8.
  • 9.  
  • 10.
  • 11. O moço entra apressado Para ver a namorada E é da seguinte forma escada a sobe ele Que Mas lá de cima está o pai Da pequena que ele adora E por isso pela escada ele embora Assim vem
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.