Coordenação. Subordinação

204.238 visualizações

Publicada em

12 comentários
27 gostaram
Estatísticas
Notas
  • P.S, as orações adversativas, conclusivas e explicativas têm antes uma vírgula é um regra obrigatória(penso eu).
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Distinguir as várias orações iniciadas por “ que ”  Se a subordinante possuir um verbo que precise da oração seguinte , iniciada por “ que ” para lhe completar o sentido , então estamos perante uma subordinada completiva ou integrante.  Ele disse que gostava de ir connosco ao cinema .  Eu não sabia que tinhas estado de férias . NOTA : A oração completiva, normalmente, serve de complemento directo ao verbo da subordinante
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Obrigado mesmo, tirou as dúvidas dos meus alunos !
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • obrigada msm
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Muito obrigada pela sua generosidade e vontade de ensinar. Obrigado a DEUS por VOCÊ existir, melhorando com seu ensinamentos um pouquinho do MUNDO !!!
    Excelente trabalho, que sua VIDA SEJA SEMPRE ILUMINADA POR DEUS !!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204.238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10.554
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.896
Comentários
12
Gostaram
27
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coordenação. Subordinação

  1. 1. COORDENAÇÃO / SUBORDINAÇÃO  Síntese do estudo da coordenação e subordinação.
  2. 2. COORDENAÇÃO / SUBORDINAÇÃO <ul><li> Quando a frase é complexa, as orações estão ligadas entre si através de um processo de coordenação ou de subordinação. </li></ul>
  3. 3.  COORDENAÇÃO <ul><li> A coordenação é um processo de ligação de frases independentes que podemos associar de diversas maneiras. </li></ul><ul><li> As orações assumem a designação de coordenadas; as conjunções que as ligam são coordenativas . </li></ul>
  4. 4. Classificação das orações coordenadas <ul><li>A Carla lê e vê televisão . </li></ul><ul><li> Oração Copulativa (adição) </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Hoje, a Carla não leu, mas viu televisão . </li></ul><ul><li> Oração adversativa (oposição) </li></ul>
  6. 6. <ul><li>A Carla ora lê, ora vê televisão . </li></ul><ul><li> Oração disjuntivas (alternativa) </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A Carla leu todo o dia, logo viu televisão . </li></ul><ul><li> Conclusivas (conclusão) </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Hoje a Carla não leu nada, pois viu televisão todo o dia . </li></ul><ul><li> Explicativas (justificação) </li></ul>
  9. 9. <ul><li>OBS: </li></ul><ul><li> A coordenação pode ser assindética (supressão dos elementos de ligação) se for feita através de uma simples vírgula: A Carla leu , comeu , brincou. </li></ul>
  10. 10. <ul><li> SUBORDINAÇÃO </li></ul><ul><li> A subordinação é um processo de ligação entre duas orações em que uma se torna dependente da outra . Esta designa-se principal o subordinante e a dependente por subordinada ; as conjunções designam-se por subordinativas . </li></ul>
  11. 11. Classificação das orações subordinadas <ul><li>Leva o chapéu-de-chuva, porque deve chover . </li></ul><ul><li> CAUSAL </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Mal chegou a casa , ligou a televisão. </li></ul><ul><li> TEMPORAL </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Gritou, como se fosse um lobo . </li></ul><ul><li> COMPARATIVA </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Mandou-a calar, para que o ouvisse . </li></ul><ul><li> FINAL </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Se estudares , ficarás a perceber melhor esta matéria. </li></ul><ul><li> CONDICIONAL </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Deveríamos descansar, embora te pareça desnecessário . </li></ul><ul><li> CONCESSIVA </li></ul>
  17. 17. <ul><li>O João comeu tantos chocolates que ficou maldisposto . </li></ul><ul><li> CONSECUTIVA </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Ele tem um carro que é veloz . </li></ul><ul><li> RELATIVA RESTRITIVA </li></ul>
  19. 19. <ul><li>A mãe , que já o tinha avisado , pô-lo de castigo. </li></ul><ul><li> RELATIVA EXPLICATIVA </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Ele disse que não voltaria . </li></ul><ul><li> INTEGRANTE OU COMPLETIVA </li></ul><ul><li>NOTA : Uma oração subordinada pode ser subordinante de outra num mesmo (período). </li></ul>
  21. 21. Distinguir as várias orações iniciadas por “ que ” <ul><li> Se a subordinante possuir um verbo que precise da oração seguinte , iniciada por “ que ” para lhe completar o sentido , então estamos perante uma subordinada completiva ou integrante. </li></ul><ul><li> Ele disse que gostava de ir connosco ao cinema . </li></ul><ul><li> Eu não sabia que tinhas estado de férias . </li></ul><ul><li>NOTA : A oração completiva, normalmente, serve de complemento directo ao verbo da subordinante. </li></ul>
  22. 22. <ul><li> Se a subordinante contiver em si a palavra que antecede o “ que ”, então estamos perante uma subordinada relativa . </li></ul><ul><li> Os alunos que ainda não acabaram o exercício terminam em casa. ( subordinada relativa restritiva ) </li></ul><ul><li> Os alunos, que andavam descontraídos , tiveram boas notas nos exames. ( subordinada relativa explicativa ) </li></ul>
  23. 23. <ul><li> Se a subordinante contiver em si expressões como de tal modo , tanto , tão , o “ que ” introduz uma oração subordinada consecutiva . </li></ul><ul><li> Choveu tanto que o trânsito este parado duas horas . </li></ul><ul><li> O comboio atrasou-se de tal maneira que chegámos atrasados ao Seminário . </li></ul>

×