Pwpj

897 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
897
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pwpj

  1. 1. Unidade J1 — As dificuldades económicas dos anos 30Unidade J1 — As dificuldades económicas dos anos 30 Viver a História — 9.º ano
  2. 2. Prosperidade e crash Viver a História — 9.º ano Inovações tecnológicas Aumento da produção Crescimento financeiro Aumento do poder de compra da população americana Crise de superprodução Investimentos na Bolsa Queda dos preços Perda de lucros DEFLAÇÃO
  3. 3. Consequências da crise Viver a História — 9.º ano Redução das importações por parte dos EUA Retirada de capitais da Europa Diminuição das importações de matérias-primas das colónias africanas e asiáticas e da América Latina Mundializaçãodacrise Consequênciassociais Desemprego Anti-semitismo Racismo Fome e mendicidade Suicídios Falência de bancos e empresas
  4. 4. A intervenção do Estado na economia Viver a História — 9.º ano Franklin Delano Roosevelt  Agricultura - indemnizações aos agricultores; - concessão de créditos para pagamento de dívidas.  Indústria - fixação de limites de produção; - tabelamento do preço de vários produtos.  Finanças - legislação da Banca e da Bolsa de Valores.  Domínio social - salário mínimo; - redução do horário de trabalho para 40 horas semanais; - subsídios de desemprego, velhice, invalidez, doença.  Combate ao desemprego - implementação de obras públicas. NEW DEAL
  5. 5. Unidade J2 — Entre a ditadura e a democraciaUnidade J2 — Entre a ditadura e a democracia Viver a História — 9.º ano
  6. 6. A consolidação do fascismo em Itália Viver a História — 9.º ano Dificuldades no após-guerra Grave crise económica Desemprego Greves e manifestações ADESÃO A PARTIDOS DE EXTREMA-DIREITA Burguesia
  7. 7. Ascensão de Mussolini Viver a História — 9.º ano Benito Mussolini Camisas negras Mussolini, líder do Partido Nacional Fascista, surge como o «salvador da pátria». 1922 - Milhares de camisas negras marcham sobre Roma; - Mussolini é convidado a formar governo. 1924 - Realização de eleições: os fascistas conseguem três quartos dos deputados e Mussolini torna-se senhor absoluto de Itália.
  8. 8. Características do fascismo Viver a História — 9.º ano Anti-liberalismo e anti-capitalismo Antiparlamentarismo Anti-individualismo e ultra-nacionalismo Totalitarismo «Tudo no Estado, nada contra o Estado, nada fora do Estado.» Anti- pluripartidarismo Culto do chefe Corporativismo Imperialismo AnticomunismoFeixe de varas (fascio) - símbolo do poder do Estado e da unidade do povo no Império Romano.
  9. 9. O surgimento da Alemanha nazi Viver a História — 9.º ano Após a 1.ª Guerra Mundial, foi instaurada na Alemanha a República de Weimar, um regime democrático e parlamentarista. A crise de 1929 e a subsequente depressão influenciaram a Alemanha, que mergulhou numa crise social e económica, com uma desvalorização abrupta do marco alemão. A República de Weimar foi descredibilizada. PARTIDOS DE EXTREMA- -DIREITA Partido Nacional-Socialista Adolfo Hitler
  10. 10. Viver a História — 9.º ano A ascensão de Hitler 1932 – Nas eleições, o Partido Nazi é o mais votado e Hitler é nomeado chanceler. Após a morte do presidente Hindenburg, Hitler passa a acumular os cargos de presidente da República e de chanceler, com poderes ilimitados. Intitula-se Führer (chefe absoluto da nação alemã). Para consolidar o seu poder, Hitler contou com a ajuda de uma forte propaganda, das SS, das SA e de uma juventude educada nos valores nazis.
  11. 11. Características do nazismo Viver a História — 9.º ano O nazismo assemelhou-se, pelas suas características, ao fascismo. Contudo, diferenciou-se pelo RACISMO e pelo ANTI-SEMITISMO profundos, que justificavam um IMPERIALISMO AGRESSIVO. Conquista de «espaço vital»Anti-semitismo
  12. 12. A ascensão de Salazar Viver a História — 9.º ano 1928 – Durante a ditadura militar, Salazar é nomeado ministro das Finanças e consegue eliminar o défice orçamental que vinha condicionando o País e os sucessivos governos. 1930 – Criação da União Nacional, único partido político autorizado (liderado por Salazar). 1932 – Salazar é nomeado presidente do Conselho de Ministros (primeiro-ministro). 1933 – Aprovada uma nova Constituição autoritária e corporativa - início do Estado Novo.
  13. 13. A Constituição de 1933 Poder legislativo Poder executivo Poder judicial Assembleia Nacional Constituída por 90 deputados eleitos por sufrágio universal Câmara Corporativa Órgão consultivo Presidente República Eleito por 7 anos Conselho Estado Órgão consultivo Tribunais Governo - Presidente do Conselho - Ministros Eleitores Nomeia Elege
  14. 14. Características do salazarismo Viver a História — 9.º ano O salazarismo baseou-se nos princípios antiliberais, antidemocráticos, anti-parlamentares, anti-marxistas, nacionalistas e autoritários que se difundiam pela Europa. Defendeu também certos valores tradicionais para a sociedade de então, como o colonialismo e o culto da família. Salazar defendeu também a existência de milícias armadas como forma de consolidação do poder: Mocidade Portuguesa e Legião Portuguesa. Criou a PIDE (polícia política) e instaurou a censura. Corporativismo Colonialismo
  15. 15. A Rússia czarista Viver a História — 9.º ano Regime autocrático Indústria pouco desenvolvida País predominantemente agrícola Descontentamento Greves Manifestações «Domingo Sangrento» (1905) - Criação da Duma - Formação de partidos políticos
  16. 16. Viver a História — 9.º ano A RA Revolução Soviética Fevereiro de 1917 – Dá-se a «revolução burguesa», de carácter liberal. O czar foi deposto e foi criado um governo parlamentar, liderado por Kerensky. Criação de SOVIETES por toda a Rússia. Outubro de 1917 – Dá-se a «revolução bolchevique», liderada por Lenine. -Tratado de Brest-Litovsk; - Nacionalização da economia; - Ditadura do Proletariado. Comunismo de Guerra – criação da censura e da polícia política e proibição de partidos políticos. O país ficou numa situação miserável. Recuo estratégico – criação da NEP (liberalização da indústria e do comércio). Construção da URSS
  17. 17. A era estalinista na URSS Viver a História — 9.º ano Economia planificada – planos quinquenais. - Indústria pesada; - Construção de máquinas agrícolas; - Produção de electricidade. - Culto da personalidade; - Obediência ao chefe; - Repressão de toda a oposição. REGIME TOTALITÁRIO
  18. 18. Dificuldades das democracias parlamentares França Grã-Bretanha Espanha Léon Blum General Franco Governo de unidade nacional (conservadores, trabalhistas e liberais) Frente Popular Frente Popular Acordos de Matignon e intervenção do Estado na economia. Viver a História — 9.º ano Guerra civil Ramsay MacDonald Ditadura franquistaGOVERNOS MODERADOS
  19. 19. Viver a História — 9.º ano Unidade J3 — A Segunda Guerra MundialUnidade J3 — A Segunda Guerra Mundial
  20. 20. Viver a História — 9.º ano Os antecedentes da Segunda Guerra Mundial Após a Primeira Guerra Mundial (1918), surgiram grandes tensões políticas e sociais em várias zonas do Globo. Alguns países adoptaram regimes autoritários, sobretudo a Alemanha, a Itália e o Japão. Tendo como objectivo um ideal expansionista, procuraram apetrechar-se militarmente e iniciaram uma série de conquistas com vista à criação de vastos impérios. As democracias ficaram em perigo. - Ideologia racista - Restauração do poderio alemão - Conquista de «espaço vital» - Etiópia (1935) - Albânia (1936) - Sarre (1935) - Renânia (1936) - Áustria (1938) - Checoslováquia (1939) - Pacto de não- -agressão germano- -soviético (1939) - Manchúria (1931) - Algumas regiões chinesas (1937) Criação do Eixo Berlim-Roma-Tóquio
  21. 21. A Segunda Guerra Mundial A «guerra relâmpago» (1939-1940) Viver a História — 9.º ano
  22. 22. A mundialização da guerra (1941) Viver a História — 9.º ano  Invasão da Jugoslávia e da Grécia e ofensivas no Norte de África por parte da Itália;  Ruptura do pacto germano-soviético e invasão da Rússia pelas tropas do Eixo;  A Hungria, a Roménia e a Bulgária entram no conflito ao lado das forças do Eixo;  Ataque a Pearl Harbor (agressão do Japão aos EUA);  Batalha de Midway.
  23. 23. O princípio do fim (1942-1945) Viver a História — 9.º ano  Reforço da capacidade ofensiva dos Aliados com a participação dos EUA; Desembarque das tropas aliadas na Normandia (França) – «Dia D»;  Recuo dos Alemães perante a ofensiva soviética;  Ocupação do território alemão pelas tropas aliadas;  Suicídio de Hitler;  Bombas atómicas de Hiroxima e Nagasáqui;  Capitulação do Japão.
  24. 24. Consequências de guerra (1945) Viver a História — 9.º ano  Elevado número de mortos – civis, soldados, judeus;  Elevadas perdas materiais;  Diminuição da produção agrícola e fabril;  Inflação e desvalorização da moeda;  Fome, propagação de doenças, miséria;  Movimentos independentistas nas colónias asiáticas e africanas;  Desnazificação da Alemanha – divisão de Berlim pelas quatro principais potências aliadas; julgamento de Nuremberga;  Construção do novo mapa político mundial.
  25. 25. A procura de uma paz duradoura: a ONU Viver a História — 9.º ano  Principais objectivos:  Manter a paz e a segurança no Mundo;  Promover a igualdade e o respeito pelos direitos de todos os cidadãos;  Fomentar a cooperação internacional;  Reconhecer o direito dos povos à autodeterminação.

×