6.1
Trabalho realizado por:
•David Silva Nº4 11CPTS
•Fábio Jeirinhas Nº6 11CPTS
•Marco Guedes Nº17 11CPTS
Agrupamento de e...
Como é que algumas sociedades humanas tem
vindo a encarar o trabalho?
• Para as grandes regiões monoteístas o trabalho era...
Ócio
Trabalho
Ócio
No
Trabalho
Negócio
Divisão Social do Trabalho:
• Consiste na repartição do trabalho
por diferentes actividades para que os
indivíduos possam ...
As três ordens da sociedade feudal eram o
clero, a nobreza e o povo. A partir do século
XV, com o comercio colonial, o cre...
Uma das importantes reivindicações da Revolução
francesa foi a liberdade de trabalho, proclamadas em
179 contra as limitaç...
• O controle sobre o processo de
trabalho deve passar às mãos da
gerência, não apenas num sentido
formal, mas pelo control...
• Fordismo não se restringia somente
à disciplina no interior da fábrica: é
um padrão de acumulação.
• O processo de traba...
1.A rotação dos postos de trabalho.
2.O alargamento de tarefas e o enriquecimento da actividade.
3.A flexibilização.
4.A d...
O conflito no actual contexto da
globalização é caracterizado pelas grandes
empresas transnacionais. Com a abundante
e bar...
Ai modulo 4 - trabalho e ocio
Ai modulo 4 - trabalho e ocio
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ai modulo 4 - trabalho e ocio

527 visualizações

Publicada em

David, Fábio, Marco

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ai modulo 4 - trabalho e ocio

  1. 1. 6.1 Trabalho realizado por: •David Silva Nº4 11CPTS •Fábio Jeirinhas Nº6 11CPTS •Marco Guedes Nº17 11CPTS Agrupamento de escolas Mem Martins Ano Lectivo 2013/2014 Área de integração Modulo 4
  2. 2. Como é que algumas sociedades humanas tem vindo a encarar o trabalho? • Para as grandes regiões monoteístas o trabalho era sinonimo de punição, no entanto é também de realçar que existem testemunhos antigos que qualificam o trabalho como uma actividade criadora, fonte de felicidade, consoante as culturas, a época e os contextos sociais o trabalho foi respeitado, detestado e odiado. • A separação entre estes dois mundos, o trabalho e o ócio, encontra-se relacionado com as igualdades sociais. A apropriação do excedente económico por um grupo reduzido, através do direito e da força militar, legitimou as desigualdades sociais. O que é que separou o mundo trabalho do mundo do ócio?
  3. 3. Ócio Trabalho Ócio No Trabalho Negócio
  4. 4. Divisão Social do Trabalho: • Consiste na repartição do trabalho por diferentes actividades para que os indivíduos possam trocar bens e serviços entre si. Dos povos caçadores á Roma antiga: • Até a cerca de 10 000 anos a divisão social de trabalho era entre pastores e agricultores, com o passar do tempo a divisão passou a ser por sexos. No período clássico, tanto na Grécia antiga como na Roma antiga eram constituídas por sociedades esclavagistas até que os romanos instituíram as corporações.
  5. 5. As três ordens da sociedade feudal eram o clero, a nobreza e o povo. A partir do século XV, com o comercio colonial, o crescimento das cidades e o alargamento dos mercados, a divisão do trabalho acentuou se, surgindo novas profissões. As revoluções agrícolas, tecnológicas e industrias dos séculos XIX e XX originaram novas divisões sociais e técnicas do trabalho, aumentos de produtividade, bem como alterações nos sectores de actividade e nas profissões.
  6. 6. Uma das importantes reivindicações da Revolução francesa foi a liberdade de trabalho, proclamadas em 179 contra as limitações que as corporações impunham. As grandes inovações tecnológicas na industria, nos transportes e na agricultura, a par da liberdade contratual e da propriedade privada dos meios de produção deram origem ao capitalismo industrial. O processo da divisão social do trabalho adquiriu assim novas proporções com a revolução industrial, ao considerar se o trabalhador como mero executante de uma função especifica no processo de produção em troca de um salário.
  7. 7. • O controle sobre o processo de trabalho deve passar às mãos da gerência, não apenas num sentido formal, mas pelo controle e fixação de cada fase do processo, inclusive seu modo de execução. • O taylorismo pertence à cadeia de desenvolvimento dos métodos e organização do trabalho, e não ao desenvolvimento da tecnologia, no qual seu papel foi mínimo. Investiga não o trabalho em geral, mas a adaptação do trabalho ao capital.
  8. 8. • Fordismo não se restringia somente à disciplina no interior da fábrica: é um padrão de acumulação. • O processo de trabalho característico do fordismo é a cadeia de produção semiautomática, estabelecida principalmente nos EUA nos anos 20 instaura a produção em massa retoma e intensifica os princípios do taylorismo controla a reprodução global da força de trabalho pela íntima articulação entre o processo de produção e o modo de consumo.
  9. 9. 1.A rotação dos postos de trabalho. 2.O alargamento de tarefas e o enriquecimento da actividade. 3.A flexibilização. 4.A direcção participativa. 5.Os círculos de qualidade. Elton Mayo, em 1930, veio demonstrar a importância da coesão interna para a vida dos grupos, explicitando que estes têm influência no sistema social que constitui a empresa. Posteriormente , surgem outras formas de organização do trabalho mais humanizadas, das quais destacamos: Por exemplo: O taylorismo e o Fordismo foram postos em causa, com muita veemência. Nas décadas de 1920 e 1930 a cadeia de montagem foi objecto de críticas por parte de trabalhadores e cientistas sociais.
  10. 10. O conflito no actual contexto da globalização é caracterizado pelas grandes empresas transnacionais. Com a abundante e barata mão de obra podemos constatar uma grande diversidade de situações face ao trabalho, como por exemplo países como a China e o Brasil, transformam se grandes exportadores de produtos manufacturados com tecnologia incorporada. Estas economias emergentes. Com elevadas taxas de crescimento, baseiam os reduzidos custos de produção numa forte exploração de classe trabalhadora, violando os direitos humanos. A mudança social articula formas de flexibilização do mercado laboral com instrumentos de protecção social para tornar a economia mais competitiva.

×