durkheim

1.541 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.541
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

durkheim

  1. 1. PENSADORCLÁSSICODASOCIOLOGÍAÉmile Durkheim1858-1917
  2. 2. 2NÃO DEVEMOS ESQUECER QUEFOI COMTE QUEM DEU O NOMEDE SOCIOLOGIA A ESSA CIÊNCIA,MAS FOI DURKHEIM UM DE SEUSGRANDES TEÓRICOS.
  3. 3. 3DURKHEIM ACREDITA Que a humanidade caminha em busca deseu do seu aperfeiçoamento.SUBSTITUÍR O VELHOcriar um novo sistema científico e moralpara a nova ordem social emergente:CAPITALISTA.
  4. 4. 4ESTUDA O FATO SOCIALO FATO SOCIAL É:1) GERAL 2) EXTERIOR 3) COERCITIVO
  5. 5. 5CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL1) Gerais:É geral todo fato que é geral, ou seja,que se repete em todos os indivíduos, ou,pelo menos, na maioria deles;
  6. 6. 6A generalidade de um fatosocial, isto é, suaunanimidade, é garantia denormalidade na medida emque representa oconsenso social, avontade coletiva, ou oacordo do grupo arespeito de determinadaquestão.
  7. 7. 7CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL2)São exteriores:Existem e atuam sobre os indivíduos,independentemente de sua vontade ou desua adesão consciente.As regras sociais, os costumes,as leis, existem antes donascimento das pessoas
  8. 8. 8CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL3) São coercitivos:A força que os fatos exercemsobre os indivíduos, levando-os aconformarem-se às regras dasociedade em que vivem,independentemente de suasvontades/escolhas.( idioma, família, códigode leis...);
  9. 9. GRAU DA COESÃO9
  10. 10. ANA MARÍA SELAIVE PUJOL 10SANSÕES OU PENALIDADESLEGAIS OU ESPONTÂNEAS Legais: são as sanções prescritaspela sociedade, sob a forma de LEIS,nas quais se identifica a infração e apenalidade subseqüente;Espontâneas: afloram comodecorrência de uma conduta NÃOADAPTADA à estrutura do grupo ou dasociedade à qual pertence o indivíduo.
  11. 11. 11SOBRE EDUCAÇÃO FormalInformalImportante papel naconformação dosIndivíduos.
  12. 12. 12A educação como elemento integradorDesde os primeiros anos de vida as crianças sãoforçadas a beber, comer, dormir em horas regulares;são constrangidas a terem hábitos higiênicos, a seremobedientes.A EDUCAÇÃO TEM JUSTAMENTE POR OBJETOFORMAR O SER SOCIALA pressão que sofre a todos os instantes a criança é aprópria pressão do meio social tendendo a moldá-la àsua imagem.
  13. 13. 13O MÉTODO: NEUTRALIDADEOBJETIVIDADESEM PRÉ NOÇOESENCARAR OS FATOS SOCIAIS COMO“COISAS”OBJETIVO A ALCANÇAR COM SEU MÉTODO:Garantir o sucesso de sua pesquisa. / Rompe com o “achismo”Definir a Sociologia como ciência.
  14. 14. 14MÉTODO:VIDA COLETIVA “MAIS COMPLEXA”QUE O“INDIVIDUO”MÉTODO POSITIVO OBSERVAÇÃOINDUÇÃO eEXPERIMENTAÇÃOBASE:CIÊNCIAS SOCIAIS
  15. 15. 15Ao observar asociedade percebe anecessidade de definirregras de cooperação etroca de serviçosentre os que participamdo trabalho coletivo.A SOCIEDADE
  16. 16. 16A SOCIEDADE:DURKHEIM:Sociedade Consenso Solidariedade entre seus membrosSolidariedade varia segundoo grau da modernidade da sociedade.TORNAR-SE NORMA JURÍDICA.
  17. 17. 17Solidariedade - Consciência Coletiva -CoesãoConsciência Coletiva: “conjunto das crenças edos sentimentos comuns à média dos membrosde uma mesma sociedade .Quanto maior é a consciência coletiva, maisa coesão entre os participantes da sociedade.“A conformidade de todas as consciênciasparticulares de tipo comum”FAZ COM QUE TODOS E ASSEMELHEM
  18. 18. 18Tipos de solidariedadeAs sociedadespassam porprocessos deevolução,caracterizadospeladiferenciaçãosocial.EvoluçãoSolidariedadeOrgânicaSolidariedadeMecânica
  19. 19. 19Os dois tipos de solidariedadeSolidariedadeMecânicaSolidariedadeOrgânicaLaço desolidariedadeConsciênciaColetivaDivisão socialdo trabalhoOrganizaçãosocialSociedadeFragmentadaSociedadecoesa
  20. 20. 20Solidariedade MecânicaCaracterísticas:Liga diretamente o indivíduo àsociedade, sem nenhumintermediário;crenças e sentimentos comunsa todos os membros do grupo:É O TIPO COLETIVO;
  21. 21. Solidariedade MecânicaA consciênciaindividual é umasimples dependênciado tipo coletivo: oindivíduo não sepertence, os direitospessoais não sedistinguem dos reais;
  22. 22. 22SOLIDARIEDADE MECÂNICASER FORTE :EQUIVALE A O MAIORNÚMERO DE IDÉIAS ETENDÊNCIAS COMUNSA TODOS OS MEMBROSDe UMA SOCIEDADE .
  23. 23. 23Émile DurkheimAs estruturas sociais funcionam de modoindependente dos indivíduos,condicionando suas ações.O TODO CONDICIONA AS PARTESA sociedade(objeto)é superior ao indivíduo(sujeito);
  24. 24. 24Solidariedade OrgânicaDivisão do trabalhodiferem entre si indivíduos esfera própria de açãopersonalidade;dependem da sociedadequanto mais dividido otrabalho, mais dependênciaA atividade de cada um é tanto maispessoal quanto mais especializadaA unidade do organismo é tanto maiorquanto mais marcada é a individuação das partes
  25. 25. 25Método FuncionalistaDurkheimCOMPARA ASOCIEDADE COM UM“ CORPO VIVO”Cada órgão cumpreuma função = metodologiafuncionalistaO todo predomina sobre as partes;As partes (os fatos sociais) existemem função do todo (a sociedade)Função social: a ligação queexiste entre as partes e otodo.
  26. 26. 26Método FuncionalistaA sociedade é semelhante a um corpovivo;A sociedade (assim como o corpohumano) é composta de várias partes;Cada parte cumpre uma função emrelação ao todo.Família Religião Empresa EscolaExército Leis Governo Lazer
  27. 27. 27Cada instituição cumpre umafunção para o bomfuncionamento da sociedade.É na determinação da função social que asinstituições cumprem que o métodofuncionalista procura explicar sua existência,bem como das nossas formas de agir.
  28. 28. 28FATO SOCIAL NORMAL E PATOLÓGICOFinalidade da Sociologia:encontrar remédios pararegularizar a vida social.A sociedade, como todoorganismo, apresentaestados normais epatológicos, ou seja,saudáveis e doentios.
  29. 29. 29Um fato social é normal quando:Se encontra generalizado pela sociedade;Desempenha alguma função importante para aadaptação ou evolução da sociedade.Representa a importância dos valores sociais querepudiam determinadas condutas como ilegais e ascondenam a penalidades.
  30. 30. 30O CRIME: É UM FATO SOCIAL.A existência da criminalidade énormal numa sociedade desdeque não ultrapasse determinadonível.O crime é um fator da saúdepública, é parte integrante detoda sociedade sã.O criminoso: regular da vidasocial normal.
  31. 31. 31Quando um fato põe emrisco a harmonia, oacordo, o consenso e,portanto, a adaptação eevolução da sociedade,estamos diante de umacontecimento de carátermórbido e de umasociedade doente.
  32. 32. 32Patológico;.São aqueles fatos que seencontramfora dos limitespermitidos pela ordemsocial e pela moral vigente.Os fatos patológicos, como as doenças,São considerados transitórios e excepcionais
  33. 33. 33O SUICÍDIO Interessa aosociólogo poraquilo que tem decomum e coletivo eque, certamente,escapa ásconsciênciasindividuais dosenvolvidos e dosque lhe cercam.PARA DURKHEM,O SUICÍDIO DEPENDE DELEIS SOCIAIS E NÃO DA VONTADEDOS SUJEITOS.
  34. 34. PESQUISA DE DURKHEIM34TAXA ALTA / BAIXANúmero de suicídios deuma sociedadeBAIXA SOLIDARIEDADE SOCIALProtestantismo.MAIOR NÚMERODE SUICÍDIOMENOR NÚMERODE SUICÍDIOSSolteiro, sem filhos e comeducação superior. Casado, família, semeducação superiorCatolicismo
  35. 35. TIPOS DE SUICÍDIOSISOLAMENTO EXCESSIVOAPEGO EXCESSIVOCONDIÇÕES DE ANOMÍAALTO GRAU DE CONTROLE DASEMOÇÕES E MOTIVAÇÕES DESEUS MEMBROS
  36. 36. PESQUISA DE DURKHEIM-FORÇAS SOCIAIS-PADRÕES SOCIAIS
  37. 37. 37O Esquema Teórico:http://www.culturabrasil.pro.br/durkheim.htm
  38. 38. 38FONTES BIBLIOGRÁFICAS: Costa, Cristina. Sociologia: Introdução à ciência da sociedade. 3 ª ed. São Paulo:Moderna 2005. DURKHEIM, E. "O que é fato social?" In: As Regras do Método Sociológico. Ospensadores. São Paulo, Abril Cultural, 1978. http://www.culturabrasil.pro.br/durkheim.htm http://www.fotosearch.com.br/clipart/sociedade_2.html

×