SlideShare uma empresa Scribd logo

durkheim

Matias Silva
Matias Silva
Matias SilvaEspecialização em finanças e de custos

durkheim

1 de 38
Baixar para ler offline
PENSADOR
CLÁSSICO
DA
SOCIOLOGÍA
Émile Durkheim
1858-1917
2
NÃO DEVEMOS ESQUECER QUE
FOI COMTE QUEM DEU O NOME
DE SOCIOLOGIA A ESSA CIÊNCIA,
MAS FOI DURKHEIM UM DE SEUS
GRANDES TEÓRICOS.
3
DURKHEIM ACREDITA
 Que a humanidade caminha em busca de
seu do seu aperfeiçoamento.
SUBSTITUÍR O VELHO
criar um novo sistema científico e moral
para a nova ordem social emergente:
CAPITALISTA.
4
ESTUDA O FATO SOCIAL
O FATO SOCIAL É:
1) GERAL 2) EXTERIOR 3) COERCITIVO
5
CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL
1) Gerais:
É geral todo fato que é geral, ou seja,
que se repete em todos os indivíduos, ou,
pelo menos, na maioria deles;
6
A generalidade de um fato
social, isto é, sua
unanimidade, é garantia de
normalidade na medida em
que representa o
consenso social, a
vontade coletiva, ou o
acordo do grupo a
respeito de determinada
questão.
Anúncio

Recomendados

Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicasTeóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicas
Teóricos da sociologia. as perspectívas sociológicas clássicasOtávio Miécio Santos Sampaio
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA - 1º ANO SOCIOLOGIA - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA - 1º ANO SOCIOLOGIA - Prof. Noe Assunção AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA - 1º ANO SOCIOLOGIA - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA - 1º ANO SOCIOLOGIA - Prof. Noe Assunção Prof. Noe Assunção
 
Sociologia Capítulo 17-os movimentos sociais no Brasil
Sociologia Capítulo 17-os movimentos sociais no BrasilSociologia Capítulo 17-os movimentos sociais no Brasil
Sociologia Capítulo 17-os movimentos sociais no BrasilMiro Santos
 
Alta cultura, cultura popular, cultura de massa
Alta cultura, cultura popular, cultura de massaAlta cultura, cultura popular, cultura de massa
Alta cultura, cultura popular, cultura de massaAline Corso
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe AssunçãoAVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Quadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologiaQuadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologiaroberto mosca junior
 
Politicas publicas atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...
Politicas publicas   atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...Politicas publicas   atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...
Politicas publicas atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...Atividades Diversas Cláudia
 
Mapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCI
Mapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCIMapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCI
Mapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCIIvanylde Santos
 
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Miro Santos
 
HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)
HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)
HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)GernciadeProduodeMat
 
Aula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculo
Aula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculoAula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculo
Aula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculoElizeu Nascimento Silva
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?guest6a86aa
 
Sociologia direitosa humanos e cidadania
Sociologia   direitosa humanos e cidadaniaSociologia   direitosa humanos e cidadania
Sociologia direitosa humanos e cidadaniaGustavo Soares
 
Indivíduo e sociedade
Indivíduo e sociedadeIndivíduo e sociedade
Indivíduo e sociedadeSilvia Cintra
 
Cultura conhecimento e poder
Cultura conhecimento e poderCultura conhecimento e poder
Cultura conhecimento e poderSilvia Cintra
 
A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.
A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.
A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.Alunos IFMA
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaDarlan Campos
 
Hfc aula introdução ao existencialismo
Hfc aula introdução ao existencialismoHfc aula introdução ao existencialismo
Hfc aula introdução ao existencialismoLuiz
 
Durkheim divisao social do trabalho
Durkheim divisao social do trabalhoDurkheim divisao social do trabalho
Durkheim divisao social do trabalhovania morales sierra
 

Mais procurados (20)

Ideologia
IdeologiaIdeologia
Ideologia
 
Cidadania e Política
Cidadania e PolíticaCidadania e Política
Cidadania e Política
 
Quadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologiaQuadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologia
 
Politicas publicas atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...
Politicas publicas   atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...Politicas publicas   atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...
Politicas publicas atividade interdisciplinar portugues, geografia, ensino ...
 
Mapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCI
Mapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCIMapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCI
Mapa mental - LOUIS ALTHUSSER, PIERRE BOURDIEU, ANTONIO GRAMSCI
 
Durkhein
DurkheinDurkhein
Durkhein
 
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
 
HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)
HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)
HISTÓRIA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC | (EM13CHS104)
 
Aula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculo
Aula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculoAula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculo
Aula 12 Guy Debord - A sociedade do espetáculo
 
3º ano cultura - ii período
3º ano   cultura - ii período3º ano   cultura - ii período
3º ano cultura - ii período
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Sociologia direitosa humanos e cidadania
Sociologia   direitosa humanos e cidadaniaSociologia   direitosa humanos e cidadania
Sociologia direitosa humanos e cidadania
 
Indivíduo e sociedade
Indivíduo e sociedadeIndivíduo e sociedade
Indivíduo e sociedade
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
 
Cultura conhecimento e poder
Cultura conhecimento e poderCultura conhecimento e poder
Cultura conhecimento e poder
 
A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.
A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.
A Divisão da Sociedade em Durkheim: grupos profissionais ou funcionais.
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Hfc aula introdução ao existencialismo
Hfc aula introdução ao existencialismoHfc aula introdução ao existencialismo
Hfc aula introdução ao existencialismo
 
Durkheim divisao social do trabalho
Durkheim divisao social do trabalhoDurkheim divisao social do trabalho
Durkheim divisao social do trabalho
 

Destaque

EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAVictor Said
 
Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Edenilson Morais
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAVictor Said
 
A Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile DurkheimA Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile Durkheimguestdc18d25
 
Conhecimento científico, seu ensino e aprendizagem
Conhecimento científico, seu ensino e aprendizagemConhecimento científico, seu ensino e aprendizagem
Conhecimento científico, seu ensino e aprendizagemPriscila Vila Verde
 
O movimento do construcionismo social
O movimento do construcionismo socialO movimento do construcionismo social
O movimento do construcionismo socialLuiz Algarra
 
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiCiência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiMarla Geller
 
Impactos da informática na Ciência e Tecnologia
Impactos da informática na Ciência e TecnologiaImpactos da informática na Ciência e Tecnologia
Impactos da informática na Ciência e TecnologiaFelipe Prado
 
SUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIA
SUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIASUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIA
SUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIAUFC
 
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisaAula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisaPT
 
Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn
Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric HobsbawnAprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn
Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric HobsbawnVitor Vieira Vasconcelos
 
Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e SociedadeRobert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e SociedadeVitor Vieira Vasconcelos
 
Regras do método sociológico
Regras do método sociológicoRegras do método sociológico
Regras do método sociológicoDavi Islabao
 
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e CulturaO Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e CulturaFilipe De Freitas Leal
 

Destaque (20)

EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
 
Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
 
A Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile DurkheimA Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile Durkheim
 
05 construtivismo - concurso
05  construtivismo - concurso05  construtivismo - concurso
05 construtivismo - concurso
 
Conhecimento científico, seu ensino e aprendizagem
Conhecimento científico, seu ensino e aprendizagemConhecimento científico, seu ensino e aprendizagem
Conhecimento científico, seu ensino e aprendizagem
 
O movimento do construcionismo social
O movimento do construcionismo socialO movimento do construcionismo social
O movimento do construcionismo social
 
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiCiência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
 
Impactos da informática na Ciência e Tecnologia
Impactos da informática na Ciência e TecnologiaImpactos da informática na Ciência e Tecnologia
Impactos da informática na Ciência e Tecnologia
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
SUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIA
SUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIASUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIA
SUBJETIVIDADE FILOSOFIA PSICOLOGIA
 
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisaAula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
 
Construtivismo
ConstrutivismoConstrutivismo
Construtivismo
 
Marx, durkheim e weber
Marx, durkheim e weberMarx, durkheim e weber
Marx, durkheim e weber
 
Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn
Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric HobsbawnAprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn
Aprendizes e Feiticeiros - A Era dos Extremos - Eric Hobsbawn
 
Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e SociedadeRobert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
Robert Merton - Cência, Tecnologia e Sociedade
 
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTSCiência, Tecnologia e Sociedade - CTS
Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS
 
Regras do método sociológico
Regras do método sociológicoRegras do método sociológico
Regras do método sociológico
 
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e CulturaO Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
 

Semelhante a durkheim (20)

Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
 
sociologia.pdf
sociologia.pdfsociologia.pdf
sociologia.pdf
 
Durkheim
DurkheimDurkheim
Durkheim
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
 
Os classicos da_sociologia_ completo
Os classicos da_sociologia_ completoOs classicos da_sociologia_ completo
Os classicos da_sociologia_ completo
 
emiledurkheim-.ppt
emiledurkheim-.pptemiledurkheim-.ppt
emiledurkheim-.ppt
 
apostila2.pdf
apostila2.pdfapostila2.pdf
apostila2.pdf
 
Resumodesocio5
Resumodesocio5Resumodesocio5
Resumodesocio5
 
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
 
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01Miledurkheim 120918024516-phpapp01
Miledurkheim 120918024516-phpapp01
 
DURKHEIM.pptx
DURKHEIM.pptxDURKHEIM.pptx
DURKHEIM.pptx
 
Emile d_ AULA.pptx
Emile d_ AULA.pptxEmile d_ AULA.pptx
Emile d_ AULA.pptx
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
 
Aula Émile Durkheim
Aula Émile DurkheimAula Émile Durkheim
Aula Émile Durkheim
 

Mais de Matias Silva

Mais de Matias Silva (8)

Globalização aula 3 significados basicos
Globalização aula 3 significados basicosGlobalização aula 3 significados basicos
Globalização aula 3 significados basicos
 
Karl Max
Karl MaxKarl Max
Karl Max
 
weber
 weber  weber
weber
 
Durkheim ADM
 Durkheim  ADM Durkheim  ADM
Durkheim ADM
 
Aula durkheim 2011
Aula durkheim 2011Aula durkheim 2011
Aula durkheim 2011
 
Direção
DireçãoDireção
Direção
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 

durkheim

  • 2. 2 NÃO DEVEMOS ESQUECER QUE FOI COMTE QUEM DEU O NOME DE SOCIOLOGIA A ESSA CIÊNCIA, MAS FOI DURKHEIM UM DE SEUS GRANDES TEÓRICOS.
  • 3. 3 DURKHEIM ACREDITA  Que a humanidade caminha em busca de seu do seu aperfeiçoamento. SUBSTITUÍR O VELHO criar um novo sistema científico e moral para a nova ordem social emergente: CAPITALISTA.
  • 4. 4 ESTUDA O FATO SOCIAL O FATO SOCIAL É: 1) GERAL 2) EXTERIOR 3) COERCITIVO
  • 5. 5 CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL 1) Gerais: É geral todo fato que é geral, ou seja, que se repete em todos os indivíduos, ou, pelo menos, na maioria deles;
  • 6. 6 A generalidade de um fato social, isto é, sua unanimidade, é garantia de normalidade na medida em que representa o consenso social, a vontade coletiva, ou o acordo do grupo a respeito de determinada questão.
  • 7. 7 CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL 2)São exteriores: Existem e atuam sobre os indivíduos, independentemente de sua vontade ou de sua adesão consciente. As regras sociais, os costumes, as leis, existem antes do nascimento das pessoas
  • 8. 8 CARATERÍSTICAS DO FATO SOCIAL 3) São coercitivos: A força que os fatos exercem sobre os indivíduos, levando-os a conformarem-se às regras da sociedade em que vivem, independentemente de suas vontades/escolhas. ( idioma, família, código de leis...);
  • 10. ANA MARÍA SELAIVE PUJOL 10 SANSÕES OU PENALIDADES LEGAIS OU ESPONTÂNEAS  Legais: são as sanções prescritas pela sociedade, sob a forma de LEIS, nas quais se identifica a infração e a penalidade subseqüente; Espontâneas: afloram como decorrência de uma conduta NÃO ADAPTADA à estrutura do grupo ou da sociedade à qual pertence o indivíduo.
  • 11. 11 SOBRE EDUCAÇÃO  Formal Informal Importante papel na conformação dos Indivíduos.
  • 12. 12 A educação como elemento integrador Desde os primeiros anos de vida as crianças são forçadas a beber, comer, dormir em horas regulares; são constrangidas a terem hábitos higiênicos, a serem obedientes. A EDUCAÇÃO TEM JUSTAMENTE POR OBJETO FORMAR O SER SOCIAL A pressão que sofre a todos os instantes a criança é a própria pressão do meio social tendendo a moldá-la à sua imagem.
  • 13. 13 O MÉTODO:  NEUTRALIDADE OBJETIVIDADE SEM PRÉ NOÇOES ENCARAR OS FATOS SOCIAIS COMO “COISAS” OBJETIVO A ALCANÇAR COM SEU MÉTODO: Garantir o sucesso de sua pesquisa. / Rompe com o “achismo” Definir a Sociologia como ciência.
  • 14. 14 MÉTODO: VIDA COLETIVA “MAIS COMPLEXA” QUE O “INDIVIDUO” MÉTODO POSITIVO OBSERVAÇÃO INDUÇÃO e EXPERIMENTAÇÃO BASE: CIÊNCIAS SOCIAIS
  • 15. 15 Ao observar a sociedade percebe a necessidade de definir regras de cooperação e troca de serviços entre os que participam do trabalho coletivo. A SOCIEDADE
  • 16. 16 A SOCIEDADE: DURKHEIM: Sociedade Consenso Solidariedade entre seus membros Solidariedade varia segundo o grau da modernidade da sociedade. TORNAR-SE NORMA JURÍDICA.
  • 17. 17 Solidariedade - Consciência Coletiva - Coesão Consciência Coletiva: “conjunto das crenças e dos sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade . Quanto maior é a consciência coletiva, mais a coesão entre os participantes da sociedade. “A conformidade de todas as consciências particulares de tipo comum” FAZ COM QUE TODOS E ASSEMELHEM
  • 18. 18 Tipos de solidariedade As sociedades passam por processos de evolução, caracterizados pela diferenciação social. Evolução Solidariedade Orgânica Solidariedade Mecânica
  • 19. 19 Os dois tipos de solidariedade Solidariedade Mecânica Solidariedade Orgânica Laço de solidariedade Consciência Coletiva Divisão social do trabalho Organização social Sociedade Fragmentada Sociedade coesa
  • 20. 20 Solidariedade Mecânica Características: Liga diretamente o indivíduo à sociedade, sem nenhum intermediário; crenças e sentimentos comuns a todos os membros do grupo: É O TIPO COLETIVO;
  • 21. Solidariedade Mecânica A consciência individual é uma simples dependência do tipo coletivo: o indivíduo não se pertence, os direitos pessoais não se distinguem dos reais;
  • 22. 22 SOLIDARIEDADE MECÂNICA SER FORTE : EQUIVALE A O MAIOR NÚMERO DE IDÉIAS E TENDÊNCIAS COMUNS A TODOS OS MEMBROS De UMA SOCIEDADE .
  • 23. 23 Émile Durkheim As estruturas sociais funcionam de modo independente dos indivíduos, condicionando suas ações. O TODO CONDICIONA AS PARTES A sociedade (objeto) é superior ao indivíduo (sujeito);
  • 24. 24 Solidariedade Orgânica Divisão do trabalho diferem entre si indivíduos esfera própria de ação personalidade; dependem da sociedade quanto mais dividido o trabalho, mais dependência A atividade de cada um é tanto mais pessoal quanto mais especializada A unidade do organismo é tanto maior quanto mais marcada é a individuação das partes
  • 25. 25 Método Funcionalista Durkheim COMPARA A SOCIEDADE COM UM “ CORPO VIVO” Cada órgão cumpre uma função = metodologia funcionalista O todo predomina sobre as partes; As partes (os fatos sociais) existem em função do todo (a sociedade) Função social: a ligação que existe entre as partes e o todo.
  • 26. 26 Método Funcionalista A sociedade é semelhante a um corpo vivo; A sociedade (assim como o corpo humano) é composta de várias partes; Cada parte cumpre uma função em relação ao todo. Família Religião Empresa Escola Exército Leis Governo Lazer
  • 27. 27 Cada instituição cumpre uma função para o bom funcionamento da sociedade. É na determinação da função social que as instituições cumprem que o método funcionalista procura explicar sua existência, bem como das nossas formas de agir.
  • 28. 28 FATO SOCIAL NORMAL E PATOLÓGICO Finalidade da Sociologia: encontrar remédios para regularizar a vida social. A sociedade, como todo organismo, apresenta estados normais e patológicos, ou seja, saudáveis e doentios.
  • 29. 29 Um fato social é normal quando: Se encontra generalizado pela sociedade; Desempenha alguma função importante para a adaptação ou evolução da sociedade. Representa a importância dos valores sociais que repudiam determinadas condutas como ilegais e as condenam a penalidades.
  • 30. 30 O CRIME:  É UM FATO SOCIAL. A existência da criminalidade é normal numa sociedade desde que não ultrapasse determinado nível. O crime é um fator da saúde pública, é parte integrante de toda sociedade sã. O criminoso: regular da vida social normal.
  • 31. 31 Quando um fato põe em risco a harmonia, o acordo, o consenso e, portanto, a adaptação e evolução da sociedade, estamos diante de um acontecimento de caráter mórbido e de uma sociedade doente.
  • 32. 32 Patológico ; . São aqueles fatos que se encontram fora dos limites permitidos pela ordem social e pela moral vigente. Os fatos patológicos, como as doenças, São considerados transitórios e excepcionais
  • 33. 33 O SUICÍDIO  Interessa ao sociólogo por aquilo que tem de comum e coletivo e que, certamente, escapa ás consciências individuais dos envolvidos e dos que lhe cercam. PARA DURKHEM, O SUICÍDIO DEPENDE DE LEIS SOCIAIS E NÃO DA VONTADE DOS SUJEITOS.
  • 34. PESQUISA DE DURKHEIM 34 TAXA ALTA / BAIXA Número de suicídios de uma sociedade BAIXA SOLIDARIEDADE SOCIAL Protestantismo. MAIOR NÚMERO DE SUICÍDIO MENOR NÚMERO DE SUICÍDIOS Solteiro, sem filhos e com educação superior. Casado, família, sem educação superior Catolicismo
  • 35. TIPOS DE SUICÍDIOS ISOLAMENTO EXCESSIVO APEGO EXCESSIVO CONDIÇÕES DE ANOMÍA ALTO GRAU DE CONTROLE DAS EMOÇÕES E MOTIVAÇÕES DE SEUS MEMBROS
  • 36. PESQUISA DE DURKHEIM -FORÇAS SOCIAIS -PADRÕES SOCIAIS
  • 38. 38 FONTES BIBLIOGRÁFICAS:  Costa, Cristina. Sociologia: Introdução à ciência da sociedade. 3 ª ed. São Paulo: Moderna 2005.  DURKHEIM, E. "O que é fato social?" In: As Regras do Método Sociológico. Os pensadores. São Paulo, Abril Cultural, 1978.  http://www.culturabrasil.pro.br/durkheim.htm  http://www.fotosearch.com.br/clipart/sociedade_2.html