ABNT fácil

2.586 visualizações

Publicada em

Nestes slides são apresentados tópicos gerais para ter sucesso na elaboração de pesquisas escolares e acadêmicas, como técnicas de estudo, fontes de dados e informações, citações e referências.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.586
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ABNT fácil

  1. 1. Apresentação de Trabalhos uma introdução às técnicas de elaboração e às normas brasileiras da ABNT Prof. Maricel Torres
  2. 2. Aspectos Gerais de estudos e a elaboração de trabalhos …
  3. 3. .. Como tornar o estudo e a aprendizagem mais eficazes? (MEDEIROS, p. 5-27) Por que estudar? Grosso modo, estudar é realizar experiências submetidas à análise crítica e à reflexão com o objetivo de aprender informações que sejam úteis à resolução de seus problemas. (MEDEIROS, v. 10, p. 5, grifo do autor) Para tornar a aprendizagem mais eficaz, Medeiros (2008) apresenta hábitos e técnicas de anotação, de forma a organizar os estudos. Exemplos: anotações (simples, corridas, esquemáticas, resumidas), sublinha, vocabulário. 3
  4. 4. .. Qualidade das Fontes de Pesquisa (MEDEIROS, p. 43-53) Onde obter informações? Tipo de publicação: livros gerais (científicos, didáticos, literários) e livros de referência (dicionários, enciclopédias, índices, atlas, bibliografias), periódicos jornais, e revistas , anais e atas de periódicos, jornais eventos e outros. 4
  5. 5. .. Wikipedia???? http://www.wikipedia.org 5
  6. 6. .. Alguns exemplos disponíveis na internet http://www.dominiopublico.gov.br http://www.periodicos.capes.gov.br/portugues/index.jsp http://www.bu.ufsc.br http://www.scielo.com http://scholar.google.com.br/schhp?hl=pt-BR http://regional.bvsalud.org/php/index.php?lang=pt http://www.who.int/es/index.html http://portal.saude.gov.br/portal/saude/default.cfm 6
  7. 7. Prática e estratégias de leitura Segundo Eni Pulcinelli Orlandi (1987, p. 180 apud MEDEIROS, 2008, p. 56): O texto não é uma unidade completa, pois sua natureza é intervalar. Sua unidade não se faz nem pela soma de interlocutores nem pela soma de frases. O sentido do texto não está em nenhum dos interlocutores especificamente, está no espaço discursivo dos interlocutores; também não está em um ou outro segmento isolado em que se pode dividir o texto, mas sim na unidade a partir da qual eles se organizam. Daí haver uma característica indefinível no texto que só pode ser apreendida se levarmos em conta a sua totalidade. intervalar vtd 1 espaçar, espacejar. vtd+vpr 2 entremear(-se), intercalar(-se), alternar(-se). interlocução sf diálogo, conversação, conversa, colóquio. apreender vtd 1 entender, compreender, assimilar 2 assimilar na mente. 7
  8. 8. Fichamento Trata-se do registro de qualquer material que possa ser utilizado ou que sirva como referência para a elaboração de um trabalho de pesquisa. 8
  9. 9. Introdução às normas da ABNT …
  10. 10. Função da ABNT Fundada em 1940, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro. Principal objetivo: padronizar! 10
  11. 11. .. Algumas normas da ABNT .. NBR 10520/2002 (citações) citações) NBR 6023/2002 (referências) referências) NBR 10719/1989 (relatórios técnico-científicos) NBR 6029 (livros e folhetos) NBR 14724/2002 (trabalhos acadêmicos) 11
  12. 12. Autoria e Citações …
  13. 13. Conceituando AUTORIA autoria sf 1 qualidade ou condição de autor. 2 Dir responsabilidade por um ato. (EQUIPE, 2008) autor sm 1 agente, causador. 2 criador, inventor, descobridor. 3 pai, fundador. 4 Lit. escritor. 5 Mús. compositor. (POLITO, 1994) 13
  14. 14. O problema do plágio “O plágio é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, etc) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor original. No ato de plágio, o plagiador se apropria indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria da mesma”. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A1gio, acesso em 20/08/09 14
  15. 15. (…) “O plágio é considerado antiético (ou mesmo imoral) em várias culturas, e é qualificado como crime de violação de direito autoral em vários países.” “Para evitar acusação de plágio quando se utilizar parte de uma obra intelectual na criação de uma nova obra, recomenda-se colocar sempre créditos completos para o autor, seguindo as normas da ABNT, especialmente no caso de trabalhos acadêmicos onde normalmente se utiliza a citação bibliográfica.” Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A1gio, acesso em 20/08/09 15
  16. 16. Citações diretas Transcrição Até 3 linhas – apresentado no corpo do texto, entre aspas. Mais que 3 linhas – apresentada com recuo de 4 cm em relação à margem, em parágrafo separado por 1 linha antes e 1 linha depois e em fonte de tamanho menor em relação ao texto. 16
  17. 17. Exemplo de citação direta no sistema autor-data 17
  18. 18. Exemplo de citação direta no sistema numérico 18
  19. 19. Citação indireta Texto de redação livre que explicita a(s) idéia(s) de um autor, por meio de paráfrase, devendo deixar clara a autoria (BARBA, 2006) 19
  20. 20. Paráfrase Forma de apresentação de uma dada informação com palavras diferentes, porém mantendo o seu sentido. No texto parafraseado as idéias originais são mantidas (MEDEIROS, 2008). Tipos de paráfrase: Reprodução: Reprodução o texto é reescrito com substituição de vocábulos Comentário explicativo: texto em que se desenvolvem conceitos, explicativo esclarecendo idéias que possam parecer pouco claras Resumo: Resumo síntese das principais idéias apresentadas por um autor em uma obra (ver NBR 6028:2003) Paródia: Paródia texto literário que imita a obra original 20
  21. 21. Notas Notas de referência “indicam fontes consultadas ou remetem a outras partes da obra onde o assunto foi abordado” (ABNT, 2002b, p. 2) Notas de rodapé “Indicações, observações ou aditamentos ao texto feitos pelo autor, tradutor ou editor, podendo também aparecer na margem esquerda ou direita da mancha gráfica” (ABNT, 2002b, p. 2) Notas explicativas “Notas usadas para comentários, esclarecimentos ou explanações, que não possam ser incluídos no texto” (ABNT, 2002b, p. 2) 21
  22. 22. Referências …
  23. 23. Ordenação Se for utilizado o sistema alfabético, as referências alfabético devem ser reunidas no final do trabalho, do artigo ou do capítulo, em uma única ordem alfabética. As chamadas no texto devem obedecer à forma adotada na referência, com relação à escolha da entrada, mas não necessariamente quanto à grafia, conforme NBR 10520 (ABNT, 2002a p. 22-23). 23
  24. 24. Exemplo (Fonte: ABNT, 2002a, p. 23) 24
  25. 25. Ordenação Se for utilizado o sistema numérico no texto, a lista de referências deve seguir a mesma ordem numérica crescente. O sistema numérico não pode ser usado concomitantemente para notas de referência e notas explicativas (ABNT, 2002a p. 24). 25
  26. 26. Exemplo (Fonte: ABNT, 2002a, p. 24) 26
  27. 27. Exemplos – elementos imprescindíveis Livro – 1 autor: FERNANDES, Florestan. Fundamentos empíricos da explicação sociológica. 2. ed. São Paulo: Nacional, 1967. Citação: (FERNANDES, 1967) ou Fernandes (1967) Livro – 2 autores: ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Maria Helena Pires. Temas de filosofia. São Paulo: Moderna, 1994. Citação: (ARANHA e MARTINS, 1994) ou Aranha e Martins (1994) 27
  28. 28. Livro – 3 autores: CASAGRANDE NETO, Humberto; SOUZA, Lucy; ROSSI, Maria Cecília. Abertura do capital de empresas no Brasil. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000. Citação: (CASAGRANDE NETO; SOUZA; ROSSI, 2000) ou Casagrande Neto, Souza e Rossi (2000) Livro – 4 autores ou mais: ABRAHÃO, Júlia; SZNELWAR, Laerte; SILVINO, Alexandre; SARMET, Maurício; PINHO, Diana. Introdução à Ergonomia: da teoria à prática. São Paulo: Blucher, 2009. Citação: (ABRAHÃO ET AL., 2009) ou Abrahão et al. (2009) 28
  29. 29. Publicação em periódico científico: DUBUISSON-QUELLIER, Sophie. Confiance et qualité des produits alimentaires: une approche par la sociologie des relations marchandes. Sociologie Du Travail, v. 1, n. 45, p. 95-111, 2003. Legislação: BRASIL. Lei no 11.959, de 29 de junho de 2009. Dispõe sobre a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável da Aquicultura e da Pesca, regula as atividades pesqueiras, revoga a Lei no 7.679, de 23 de novembro de 1988, e dispositivos do Decreto-Lei no 221, de 28 de fevereiro de 1967, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Brasília, DF, 30 jun. 2009. Seção 1, p. 1. 29
  30. 30. Anais de eventos (Proceedings): TORRES, Maricel Karina López; TEIXEIRA, Clarissa Stefani; GONTIJO, Leila Amaral; MERINO, Eugenio Andrés Díaz. Pain, discomfort and musculoskeletal risk in mussels cultivation: a case study. In: World Congress on Ergonomics, 17., 2009, Beijing. Proceedings... Beijing: IEA, 2009a. 1 CD-ROM. MERINO, Eugenio Andrés Díaz; TORRES, Maricel Karina López. Além dos produtos: contribuições da ergonomia no contexto da maricultura. In: Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces Humano-Tecnologia: Produtos, Informações, Ambiente Construído e Transporte, 9., Curitiba, 2009. Anais... Curitiba: ERGODESIGN, 2009. 30
  31. 31. Artigo de revista publicado eletronicamente: SOUZA, Ailton Elisário de. Penhora e avaliação. Dataveni@, Campina Grande, ano 4, no 33, jun., 2000. Disponível em: <http://www.datavenia.inf.br/frame-artig.html>. Acesso em: 31 jul. 2000. Matéria de jornal não assinada, publicada eletronicamente: DIRETOR diz que revista se baseou em três fitas. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 9 mar. 2001. Disponível em: <http://www.estado.com.br/editoriais/2001/3/09/po1094.html>. Acesso em: 9 mar. 2001. 31
  32. 32. Apresentação …
  33. 33. Regras Gerais de Formatação Folha formato A4 Margens: Superior/Esquerda – 3 cm Inferior/Direita – 2 cm Fonte Texto – Times New Roman ou Arial, tam. 12 Citação – idem, tam. 10 Espaçamento entre linhas: 1,5 linha 33 Editor de Texto
  34. 34. Estrutura básica de um Trabalho Escolar Capa Sumário Autor Autor Autor Introdução Desenvolvimento Título Título Título Conclusão Referências Anexos (quando houver) 34 Local Local Local Ano Ano Ano Figura 1 - Modelo de capa. Fonte: do autor. Adaptado de http://www.portalsaofrancisco.com.br
  35. 35. Estrutura de um trabalho acadêmico 35
  36. 36. Referências e sugestões de leitura ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Apresentação de Relatório Técnico-Científico NBR 10719:1989. Rio de Técnico-Científico. Janeiro: ABNT, ago. 1989. ______. Informação e Documentação – Referências – Apresentação. Apresentação NBR 6023:2002. Rio de Janeiro: ABNT, ago. 2002a. ______. Informação e Documentação – Citações em Documentos – Apresentação. Apresentação NBR 10520:2002. Rio de Janeiro: ABNT, ago. 2002b. ______. Informação e Documentação – Trabalhos Acadêmicos – Apresentação . NBR 14724:2002. Rio de Janeiro: ABNT, ago. 2002c. BARBA, Clarides Henrich de. Orientações Básicas na Elaboração do Artigo Científico. UNIR, Rondônia, 2006. Disponível em: Científico. <http://www.unir.br/html/pesquisa/Pibic/Elaboracao%20de%20Artigo%2 0Cientifico2006.doc>. Acesso em 18 jan. 2009. 36
  37. 37. EMEDIATO,Wander. A fórmula do texto: redação, argumentação e texto leitura. São Paulo: Geração Editorial, 2004. EQUIPE Melhoramentos. DIC Michaellis Escolar Coordenação de Escolar. Clóvis Osvaldo Gregorim.Versão 3.0. Amigo Mouse Corporation, Melhoramentos, ago, 2008. 1 CD-ROM. MEDEIROS, João Bosco. Redação Científica: a prática de fichamentos, Científica resumos, resenhas. 10 ed. São Paulo: ATLAS, 2008. POLITO, André Guilherme. Dicionário de sinônimos e antônimos. São antônimos Paulo: Melhoramentos, 1994. Créditos das imagens e clip-arts: diversos autores, obtidas via Google, em diferentes datas. 37
  38. 38. “Leva tempo para alguém ser bem sucedido porque o êxito não é mais do que a recompensa natural pelo tempo gasto em fazer algo direito.” (Joseph Ross)

×