OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos

294 visualizações

Publicada em

Aula 11 da disciplina Organização, Métodos e Sistemas ministrada pelo Professor Euller Barros na Universidade de Brasília - UnB.

Conteúdo:

+ Processos
- Níveis de Desempenho de Rummler - Nível de Processo
- Diagrama de Escopo e Interface de Processos - DEIP
- Macroprocessos, Subprocessos, Atividades e Tarefas

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
294
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos

  1. 1. ORGANIZAÇÃO, MÉTODOS ESISTEMAS – 01/2013AULA 11Professor Euller Barros
  2. 2. REVISÃO – AULA 10• Nível de Desempenho – Processos• Macroprocessos e Cadeia de Valor
  3. 3. ProfessorEullerBarros31. Nível da Organização2. Nível do Processo3. Nível do TrabalhoOs Três Níveis De DesempenhoFonte: RUMMLER, Geary A; BRACHE, Alan P. Melhores desempenhos das Empresas. São Paulo: Makron Books, 1994
  4. 4. ProfessorEullerBarros4• Nível do processo: as organizações produzem suas saídas por meio de uma infinidadede processos de trabalho interfuncionais.• Variáveis de desempenho: atendimento aos requisitos da organização e dos clientes.MERCADOFUNÇÃO A FUNÇÃO B FUNÇÃO CProdutosProcesso 1Processo 2Processo 3Nível do ProcessoFonte: RUMMLER, Geary A; BRACHE, Alan P. Melhores desempenhos das Empresas. São Paulo: Makron Books, 1994
  5. 5. Ferramentas x Nível de DesempenhoProfessorEullerBarros5FERRAMENTANÍVELORGANIZAÇÃOPROCESSOTRABALHOCadeia de ValorMP1 MP2 MP3P1 P2 P3Diagrama de Escopo e InterfaceSuporteRegulaçãoEntradasSaídasP2B1 B2 B3Fluxograma - PGP‘A B CT1T2T3T4T5T6T7POP......................POP......................MP: MacroprocessoP: ProcessoB: Bloco de TarefasT: TarefasB1B2B3PresidênciaDiretoria deVendasDiretoriaFInanceiraDiretoria deProduçãoGerência deQualidadeOrganograma
  6. 6. Cadeia de Valor – Modelo GenéricoToda empresa é uma coleção de atividades para desenhar, produzir,divulgar, distribuir e apoiar seu produto. Todas estas atividades podemser representadas utilizando a cadeia de valor.Fonte: PORTER, Michael. Vantagem Competitiva. Campus, Rio Janeiro, Campus, 1989.ProfessorEullerBarros6
  7. 7. Cadeia de Valor – Atividades Primárias• São aqueles que agregam valor diretamente aos clientes daorganização. São também denominados “processos fim”. Suanatureza e quantidade variam conforme o tipo de negócio daOrganização.• Existem 5 categorias genéricas de atividades primárias envolvidas naconcorrência em qualquer indústria.• Logística interna/ Logística de Entrada (recebimento de matérias-primase insumos)• Operações ou Produção• Logística externa ou Expedição de produtos (distribuição)• Marketing e Vendas• Serviços Pós-VendaFNQ – Fundação Nacional da Qualidade – Caderno ProcessosProfessorEullerBarros7
  8. 8. Cadeia de Valor – Atividades Apoio• São aqueles que apoiam ou suportam os processos principaisdo negócio e a si mesmos, fornecendo produtos, serviços einsumos adquiridos ou comprados, equipamentos, tecnologia,softwares, manutenção de equipamentos e instalações,recursos humanos, informações e outros, peculiares a cadaorganização• Podem ser divididas em 4 categorias:• Infraestrutura / Processos Organizacionais• recursos humanos• tecnologia• Compras/suprimentosFNQ – Fundação Nacional da Qualidade – Caderno ProcessosProfessorEullerBarros8
  9. 9. Macroprocesso x ProcessosProcessarsolicitação decompraNegociar comfornecedoresGerarcontratosEstocar VenderComprarmateriaisMacroprocessoProcessosProfessorEullerBarros9
  10. 10. AGENDA – AULA 11• Diagrama de Escopo e Interface• Visões Gráficas de Processos –Fluxograma• BPMN – Business Process ModelingNotation
  11. 11. AGENDA – AULA 11• Diagrama de Escopo e Interface• Visões Gráficas de Processos –Fluxograma• BPMN – Business Process ModelingNotation
  12. 12. Ferramentas x Nível de DesempenhoProfessorEullerBarros12FERRAMENTANÍVELORGANIZAÇÃOPROCESSOTRABALHOCadeia de ValorMP1 MP2 MP3P1 P2 P3Diagrama de Escopo e InterfaceSuporteRegulaçãoEntradasSaídasP2B1 B2 B3Fluxograma - PGP‘A B CT1T2T3T4T5T6T7POP......................POP......................MP: MacroprocessoP: ProcessoB: Bloco de TarefasT: TarefasB1B2B3PresidênciaDiretoria deVendasDiretoriaFInanceiraDiretoria deProduçãoGerência deQualidadeOrganograma
  13. 13. Diagrama de Escopo e Interface deProcessosO Diagrama de Escopo de Interface de Processos –DEIP tem por objetivo mapear e apresentar asequência atual das atividades de cada processo bemcomo a relação destes processos com seus clientes,fornecedores, reguladores e agentes de suporte, alémdos recursos tecnológicos utilizado.ProfessorEullerBarros13
  14. 14. Diagrama de Escopo e Interface deProcessosProfessorEullerBarros14POLÍTICAS, PADRÕES, REGRAS E EVENTOSREGULAÇÃOSAÍDASENTRADASSUPORTERECURSOS HUMANOS, FERRAMENTAS,EQUIPAMENTOS, SISTEMAS,INSTALAÇÕESO QUE INICIAOTRABALHO?O QUERESULTA,O QUE ÉENTREGUE(PRODUTOS)FONTEFONTEFONTEDESTINOProcesso Processo Processo
  15. 15. Diagrama de Escopo e Interface deProcessos - ExemploProfessorEullerBarros15
  16. 16. Diagrama de Escopo e Interface deProcessos – Como Fazer• Priorizar processo que será trabalho• Com base na análise da cadeia de valor, determinar qual o processo serámapeado utilizando o DEIP• Definir entradas e saídas• Mapear áreas/fornecedores e quais as entregas• Definir Suporte• Quais sistemas são utilizados?• Quais as fontes de informações necessárias?• Há alguma habilidade ou competência específica?• Definir Regulação• Listar leis, decretos, regulamentos existentes que norteiam o processoem questãoProfessorEullerBarros16
  17. 17. AGENDA – AULA 11• Diagrama de Escopo e Interface• Visões Gráficas de Processos –Fluxograma• BPMN – Business Process ModelingNotation
  18. 18. Fluxograma“Fluxograma é a representação gráfica que apresenta asequência de um trabalho de forma analítica, caracterizandoas operações, os responsáveis e/ou unidades organizacionaisenvolvidos no processo.” (OLIVEIRA, 2007)• Outras nomenclaturas:• Flow-chart• Carta de fluxo de processo• Gráfico de sequência• Gráfico de ProcessamentoFonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, Organização e Métodos: uma abordagem gerencial. São Paulo: Atlas, 2007
  19. 19. Fluxograma – Objetivos• Principais objetivos:• padronizar a representação e execução dos métodos e procedimentosadministrativos;• Facilitar a leitura e o entendimento;• Facilitar a localização e identificação dos aspectos mais importantes;• Melhor grau de análise: mostra o modo pelo qual as coisas são feitas enão o modo pelo qual o chefe acha que elas são feitas!Fonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, Organização e Métodos: uma abordagem gerencial. São Paulo: Atlas, 2007
  20. 20. Fluxograma – Requisitos Básicos• “Fluxograma é a representação gráfica que apresenta a sequência de umtrabalho de forma analítica, caracterizando as operações, os responsáveise/ou unidades organizacionais envolvidos no processo.” (OLIVEIRA, 2007)• Informações básicas de um fluxograma:• Os tipos de operações ou trâmites que integram o circuito deinformações (fluxo de trabalho);• O sentido de circulação ou fluxo de informações/insumos;• As unidades organizacionais em que se realiza cada operação;Fonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, Organização e Métodos: uma abordagem gerencial. São Paulo: Atlas, 2007
  21. 21. Exemplo
  22. 22. AGENDA – AULA 11• Diagrama de Escopo e Interface• Visões Gráficas de Processos –Fluxograma• BPMN – Business Process ModelingNotation
  23. 23. BPMN – Business Process ModelingNotationBPMN é o conjunto de conceitos e técnicas que visam a criaçãode um modelo com os processos de negócio existentes em umaorganização. Esta "modelagem" é utilizada no contexto dagestão de processos de negócio.• Desenvolvido pela Business Process Management Initiative – BPMI.org -Organização independente dedicada ao desenvolvimento de especificaçãopara o gerenciamento de processos de negócio. Define especificações, taiscomo:• BPML – Business Process Management Language – linguagem padrão parasoftwares de gestão de processos e para interface, na troca de informaçõesentre eles.• BPMN – Business Process Management Notation, que propõe linguagem esimbologia padrão para a Mapeamento de processos de negócio.
  24. 24. Fluxograma - SímbolosSímbolo para Tarefas. Exemplo: “Atender Demandas”Símbolo para decisões. Exemplo: “Relatório Validado?”Símbolo para Início/FimTambém usado como ConectorSímbolo para sequência do fluxo de trabalhoSímbolos para Documentos. Exemplo: “Relatório Anual”
  25. 25. Fluxograma - Símbolos• Pool - Representa a área ou cargo aonde as atividades do processoocorrem:• Swim Lanes – São subdivisões do Pool, podem representar subáreasde uma área ou cargos dentro de uma área
  26. 26. ExemploRelatóriode Custos
  27. 27. Fluxograma – Maiores Informações:• Guia de Referência Rápida (Bizagi):• http://www.bizagi.com/docs/BPMN_Quick_Reference_Guide_ENG.pdf• Business Process Model and Notation:• http://www.bpmn.org/
  28. 28. Softwares para Mapeamento• Bizagi• Aplicativo gratuito (freeware)• Possibilita o mapeamento de processos de forma completa• Microsoft Office - Power Point• Aplicativo Pago, porém de fácil acesso• Possuí as imagens básicas para mapeamento da estrutura/processos• ARIS• Aplicativo pago• Mapeamento e simulação de processos• Microsoft Visio• Aplicativo pago• Mapeamento de Processos, Estrutura Organizacional, Layout
  29. 29. Próxima Aula• Mapeamento de Processos• Manualização / PadronizaçãoProfessorEullerBarros31

×