Diz107

372 visualizações

Publicada em

dizjornal 107

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diz107

  1. 1. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 Diz: Todo Mundo Gosta Zona Sul, Oceânica e Centro de Niterói D i r e t o r R e s p o n s á v el: E d g a r d F o n s e c a 16 Mil Exemplares Impressos SorayaSantos*Photo:RenatoMoreth 2ª Quinzena Nº 107 de Junho de 2014 Edição Online para Um Milhão e Duzentos Mil Leitores Página 03 Um Novo Tabuleiro Político na Região Metropolitana.
  2. 2. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 2 Cultura Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br annaperet@gmail.com DIZ pra mim... (que eu conto) Anna Carolina Peret cia uma linda história de amor, com uma bela more- na mais alta que ele. Con- sequência? A situação fica realmente complicada... O bullyng é intenso. Dá pra acreditar que a família dela não quer os dois juntos simplesmente porque ele é baixinho? Pois é... A nossa sociedade é preconceituo- sa até na altura. É preciso refletir: por que somos tão cruéis, tão segregacionis- tas? Vale a pena o ingresso e uma boa discussãodeba- te pós-projeção para des- vendar as mazelas da nossa sociedade contemporânea. E se na literatura o conteúdo me deixou fas- cinada, nas telonas foi maravilhoso assistir à “O Céu é de Verdade” (“Heaven Is for Real”, no original). Após ler o livro, come- cei a pesquisar sobre experiências de quase morte e como estas afetam a existência de quem as vive. O interessante é que, neste caso, não se trata de um adulto relatando sua experiência. Trata-se de uma narrati- va baseada na experiência de uma crian- ça de três anos e dez meses. Os detalhes são realmente tocantes. Fico receosa em A doro filmes que me surpreendem. E não falo aqui só sobre um elenco bem escalado, ou um diretor com mãos precisas. Falo de temas diferentes. Tópicos arrojados e bem abordados. Falo de produção que sai do mainstream: do casal perfeito com dificuldade de relaciona- mento, da guerra que assola o Oriente, dos super-heróis, dos documentários rasos ou das animações que, muitas vezes, não di- vertem as crianças e nem agradam os adul- tos. E, muitas vezes, para fazer um longa surpreendente, não é preciso muito. Basta ter a sutileza de um olhar diferenciado para perceber um tema necessário, carente de abordagem. E tenho a boa notícia: informo que, em breve, nas telonas, algumas produ- ções devem surpreender! Pra começar, uma sugestão argentina! “Co- ração de Leão - O Amor Não Tem Tama- nho” (“Corazón de León”, no original) é uma película que realmente merece aten- ção. Ela não revoluciona, mas nos mostra muito! Faz perceber como somos todos muito preconceituosos. Ser diferente não é ser defeituoso. Lembro-me que, na época do colégio, ganhei diversos apelidos por ser baixinha. E olha que tenho quase 1,60m de altura, ou seja, sou baixa, mas, nem tanto. Agora, imagina se estamos tratando de um homem... E ele tem apenas 1,35m? Ele ini- aprofundar-me e detalhar-me mais sobre a produção, pois posso acabar estragando a surpresa e o impacto. Prefiro sugerir que assistam e tenham seu próprio entendimen- to, sem spoiler. O diretor foi muito bem escolhido: Randall Wallace é responsável por empreendimentos como “O Homem da Máscara de Ferro” e “Fomos Heróis”. Além disso, é Greg Kinnear (“Melhor É Impossí- vel” e “Ligados pelo Amor”) quem dá vida ao pai do menino, neste que talvez seja o melhor papel de sua carreira até hoje. Outra produção bastante interessante é “Sobrevivente” (“The Deep”, no original). O longa chega com bastante atraso ao Brasil. Só para te- rem ideia, este foi considera- do o “Melhor Filme” pela Aca- demia Islandesa de Cinema e Televisão em 2012! De forma enérgica, descreve-se a saga da tripulação de um pesquei- ro que naufraga num oceano congelante. Como por um mi- lagre, apenas um dos homens, após mais de seis horas dentro d’água, se salva. A questão é que, ao invés de seus conheci- dos ficarem simplesmente feli- zes por ele, todos ficam incré- dulos por ele ter se salvado, e mais, chegam até a realizar testes com ele. O protagonista é o talen- toso americano radicado na Islândia Ólafur Darri Ólafsson, que pode também ser vis- to em “A Vida Secreta de Walter Mitty” e “Contrabando”. Indicado para quem gosta de cinema de bom gosto e qualidade. Essas três dicas supracitadas me fizeram muito bem. Cinema que faz vislumbrar, questionar, pensar e me deliciar. É arte da mais pura, da mais limpa fonte. Desejo, esse semana, não só diversão, mas também que vocês se surpreendam e se deixem fas- cinar tanto quanto eu! Bom filme! Surpreenda-se - No 4º Salão da Leitura de Niterói registramos a presença do Cônsul da Itália. Na foto, Mario Panaro, Cônsul Ge- ral da Itália no Brasil; Fabrizio Sassi, do Istituto Italiano di Niterói; Anielo Avella, escritor que lançou no evento o livro "Biografia de Teresa Cristina de Bourbon"; este colu- nista; Flavia Monteiro, Secretária de Educação de Niterói; Luiza Sassi, do Istituto Italiano di Niterói; Caroline Avella; Marcia Pessanha, presidente da ANL e do Cenáculo de His- tória e Letras; e Waldenir Bragança, presidente da AFL. - O Cine Clube da Aliança Francesa de Niterói apresenta "Xeque-Mate", de Caroline Bottaro, dia 30 de ju- nho, às 19 horas. Classificação etá- ria livre. Mais informações: (21) 2610-3966. - O Festival Internacional de Cinema Infantil acontece na BPN-Biblioteca Pública de Niterói até 29 de junho. O aces- so é gratuito. E a BPN (Praça da República, s/nº - Centro) funciona de terça a sexta-feira, das 10 às 20h; sáb. e dom., das 10 às 18h. Informações: Tel - (21)3601-1956. Vale uma visita agendada! - A Glia (Rua Nilo Peçanha, nº 142 - Ingá) promove a ex- posição do artista plástico Sigfrido Vaccaro de 11 de ago a 05 de Set. O vernissage acontece dia 8 de agosto, às 19 horas. Imperdível! - Os historiadores Maria José da Silva Fernandes e Emí- lio Maciel Eigenheer lançaram, pela Niterói Livros, “Café Paris - os precursores”. Ótima leitura para quem deseja conhecer a boemia e o jornalismo niteroiense do início do século passado.
  3. 3. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 3 Documento dizjornal@gmail.com Um Novo Tabuleiro Político na Região Metropolitana As eleições se aproximam, as convenções dos partidos apontam para disputas e quais os nomes que serão confirmados. Poucas ve- zes em muitos anos tivemos uma eleição com alianças e coligações tão inesperadas. A população está surpresa pelas “duplas persona- lidades partidárias” que fazem alianças em um Estado, ou mesmo em municípios, e se digladiam em outros como se fossem entidades distintas. Teremos “palanques duplos” com candidatos ao governo do Estado recebendo mais de um candidato à presidência da República, candi- daturas de deputados fazendo composições com outros candidatos à revelia dos partidos; e muitas candidaturas “avulsas”. Estas “distorções” apontam para a necessidade urgente de uma re- forma política e restruturação dos partidos que se tornaram mera- mente abrigos coletivos, independente de bandeiras e ideologias. Entretanto, essas circunstâncias que che- garam a ser rotuladas de maneira obs- cena, de orgias, bacanais e “surubas eleitorais” demostram apenas que as individu- alidades e preferências por confiança e afini- dades falarão mais alto. Os candidatos que já possuem mandatos estão divididos por faixas muito claras nas preferências. Existem os po- líticos desgastados que encarnam a parcela da rejeição dos eleitores e, provavelmente, não se reelegerão; aqueles que, antagonicamen- te, gozam de ampla aprovação e confiança e contam com a militância gratuita e aguerrida; os novos que se apresentam estribados na au- sência de passado pregresso, ou ainda quem já participou da vida política e goza de simpa- tia e preferências, mas nunca teve mandato. Para análise, fica mais fácil dividir por regiões e perspectivas, baseada em comportamentos sociais e históricos, na vivência dos municí- pios em contraponto com os comportamen- tos dos candidatos e o que cada um represen- ta nesta constelação política. Vamos tomar por base a Região Metropolita- na, centrando atenções em Niterói, São Gon- çalo, Maricá e Itaboraí. Iremos citar os mais representativos, e com chances de se elege- rem, embora nada fica definido numa eleição antes dos votos serem computados. Nestas breves apresentações, poderemos comparar e deduzir as possibilidades e movimentos deste complexo tabuleiro. Candidatos a deputado estadual * Marcelo Ribeiro Freixo (PSOL) é professor, foi di- retor do Sindicato dos Pro- fessores de São Gonçalo e Niterói. Coordenou a Co- missão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Está no seu segundo man- dato como deputado estadual pelo Partido Socialismo e Liberdade. Foi eleito deputado estadual do Rio de Janeiro, nas eleições de 2006, com 13.547 votos. Nas eleições de 2010, foi reeleito deputado estadual, pelo mesmo partido, com 177.253 votos, tendo sido o segundo deputado mais votado daque- le ano. Possui grande aprovação popular e seguidores ideológicos que mantêm uma mili- tância invejável. É candidato ao mesmo cargo com perspectivas de aumento no número de votos; e vai ser fundamental na eleição de ou- tros candidatos do seu partido. * Graça Matos (PMDB) tem sua base eleitoral em São Gonçalo. Em 1990, foi elei- ta deputada estadual sendo reeleita nas eleições poste- riores. É casada com o de- putado e ex-prefeito de São Gonçalo, Edson Ezequiel. Em 2004 e 2008 foi candidata à prefeita de São Gonçalo, e nas duas vezes ficou em se- gundo lugar. Tem também boa aceitação por uma parcela de eleitores da Zona Norte de Niterói. Tem significativa aprovação dos seus eleitores e é forte candidata a reeleição. * Plínio Comte Bittencourt (PPS) é niteroiense, profes- sor e empresário no ramo da educação. Foi vereador em Niterói, desde 1992, ele- geu-se para mais dois man- datos, presidiu a Câmara de Vereadores, foi secretário de Educação e vice- prefeito de Niterói; é deputado estadual pelo terceiro mandato e preside a Comissão de Educação da ALERJ. Tem sua base eleitoral em Niterói, mas tem votação em municípios como Fri- burgo e redondezas e outros municípios do interior. É presidente regional do seu partido, o PPS. * José Luiz Nanci (PPS) é de São Gonçalo, médico, é oriundo de família tradicio- nal (Nanci) da cidade. Em 1992, foi eleito vereador pela primeira vez em São Gonçalo, vaga que manteve por mais quatro mandatos consecutivos. Em 2010, José Luiz se lançou em campanha para depu- tado estadual do Rio de Janeiro, e se elegeu com 28.798. Destes, mais de 25 mil foram de São Gonçalo. * Waldeck Carneiro da Silva (PT) é professor e ve- reador em Niterói. Titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense há mais de 20 anos, da qual foi dire- tor por diversas vezes, fez doutorado pela Sorbonne, na França. Já foi reeleito vereador e foi secre- tário Municipal de Educação. É reconhecida- mente um intelectual com atuação pela edu- cação. Disputará uma cadeira de deputado Estadual na ALERJ. * Sergio Artur do Nasci- mento, (PEN), é niteroien- se, engenheiro, licenciado em História pela UFF, pós- graduado em Administração Pública e Gerência de Proje- tos pela FGV/RJ. Foi asses- sor Técnico do Ministério da Previdência Social (1998/1999) e gerente executivo do INSS/RJ (1999/2006). É audi- tor da Receita Federal e é candidato a ALERJ. Tenta a sua terceira eleição. Embora sempre bem votado, concorreu à eleição de deputado federal pelo PV e vereador pelo PSDB, sem êxito. É um candidato com histórico pessoal limpo e sem desgaste. * Aldir Santana (PSL) é gonçalense, médico forma- do pela UFF, entrou para o serviço público estadual em 1989, trabalhando na secre- taria de Saúde. Foi vereador em Itaboraí por três legisla- turas, tendo sido presidente da Câmara Municipal no biênio 2001/2002. No período 2007/2011, foi deputado esta- dual com 31.403 votos, depois subsecretário de Estado de Turismo (2011/2012) e, com- pondo a chapa com o prefeito Helil Cardozo (PMDB), Aldir Santana (PSL) tomou posse como vice-prefeito de Itaboraí em 01 de ja- neiro de 2013. Quer retornar para ALERJ. Candidatos a deputado federal * Paulo Eduardo Gomes (PSOL) é engenheiro for- mado pela UFF, trabalhou 26 anos na Embratel e presidiu por três mandatos, de 1984 a 1990, a Associação de Empregados – AEBT/RJ. Em 1996, foi candidato a prefei- to de Niterói, e em 2.000, foi eleito vereador (PT) com uma das maiores votações da histó- ria da cidade: 6.550 votos. Em 2008, foi no- vamente candidato a prefeito pelo PSOL, sem sucesso; Em 2012, foi eleito vereador, com 8.011, tornando-se o vereador mais votado da cidade de Niterói. É candidato pelo PSOL a Câmara dos Deputados. * Francisco (Chico) D’Ângelo (PT) foi eleito de- putado federal em 2006 e suplente em 2010 (embora tenha assumido o manda- to), foi duas vezes secretário municipal de Saúde de Niterói e foi diretor do Sindicato dos Médicos, onde goza de grande prestígio e apoio. * Soraya Santos (PMDB) é advoga- da, e nunca exerceu mandato público. Foi candidata à prefeita em Niterói em 2.000, sendo a preferida do eleito- rado feminino que se sentia represen- tado por ela. Poste- riormente dirigiu o IPEM-RJ - Instituto de Pesos e Medidas por dez anos, sendo um fato inédito na instituição, que teve seguidas e breves gestões; é considerada excelente gestora e ainda desfruta de grande prestígio junto aos funcionários. Apresenta-se como opção a um novo modelo de política à Câ- mara dos Deputados. Reside em Niterói, mas tem, em função do tempo no cargo do IPEM, inserção em vários municípios, espe- cialmente, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Rio Bonito. * Sérgio Zveiter (PSD) é advogado e deputa- do federal, eleito em 2010. Foi candidato a prefeito de Niterói por duas vezes (2.000 e 2012). Já foi secretário Estadual de Justiça e do Trabalho e tem inú- meros projetos apro- vados em benefício de Niterói. Já presidiu a Ordem dos Advogados do Rio de Janeiro e tem grande influência nos meios jurídicos. Trabalha por sua ree- leição. * Karla Simões (PR) é jornalista e publici- tária. Nunca exerceu mandato público, embora tenha cons- tantemente ativida- des de promoção social, em diversas instituições, incluin- do o Rotary Club. Apresenta-se como opção ao modelo tradicional da política e se dispõe a defender os interesses do Estado do Rio, notadamente a sua cidade natal que é Niterói.
  4. 4. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 4 Informes Expediente Edgard Fonseca Comunicação Ltda. Rua Otavio Carneiro 143/704 Niterói/RJ. Diretor Responsável: Edgard Fonseca Editor: Edgard Fonseca Registro Profíssional MT 29931/RJ Distribuição e circulação: Ernesto Guadelupe Diagramação: Eri Santana Impressão: Tribuna RJ Tiragem 16.000 exemplares Redação do Diz End: Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, RJ Tel: 3628-0552 | 36285252 | 9613-8634 Correspondência para Administração Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, - CEP 24.020-270 dizjornal@gmail.com www.dizjornal.com Os artigos assinados são de integral e absoluta responsabilidade dos autores. D! Nutrição clara.petrucci@dizjornal.com | Instagram: Clara Petrucci Plantão para Ouvir Queixas A Comissão de Defesa, Assistência e Prerrogati- vas da OAB Niterói, re- alizou, no dia 16 de junho, seu primeiro plantão itinerante na entrada do Fórum Estadual de Niterói. Os profissionais usaram uma urna para depositar suas queixas e sugestões para melho- rar o atendimento nos três ramos do Judiciário. A iniciativa foi muito bem recebida pelos advogados que chegavam ao fórum para trabalhar. Fernando Praxedes, presidente da Comissão de Defesa, Assistência e Prerrogativas da OAB Niterói disse: “a ação é uma maneira de se saber, de forma democrática, qual a opinião dos advogados sobre o atendimento nas serventias, delegacias de polícia, reparti- ções públicas, etc... e o que a entidade pode fazer para melhorar e agilizar o exercício da profissão.” Em datas a serem agendadas, a comissão de prerrogativas da OAB Niterói visitará os outros fóruns para que os profissionais em atividade possam colocar suas reclamações e sugestões. Trecho da RJ 220 é Inaugurado em Itaperuna E m Itaperuna (RJ) foi inaugurado no último dia 20, o trecho da Rodovia Estadual - RJ 220, que liga o município de Itaperuna a Natividade. As obras realizadas no local fo- ram de restauração do pavimento com asfalto borracha, drenagem, terraplanagem, alargamento de três pontes, contenção, sinalização e implantação de acostamento na RJ 220, com extensão de 21,6 km. De acordo com o portal do Estado do Rio de Janeiro, o investimento na recuperação da RJ- 220 foi de R$ 68,9 milhões e o pavimento da rodovia foi restaurado com asfalto borracha, uma tecnologia usada nos Estados Unidos e na Europa, lançada no Brasil pelo DER-RJ. Para fazer o asfalto, são utilizados pneus, o que favorece a sustentabilidade. O governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando de Souza Pezão, participou da inauguração e ressaltou a importância da obra para a região Noroeste Fluminense, junto ao deputado estadual Felipe Peixoto (PDT). Ácido Retinóico Contra Diabetes Tipo II e Obesidade S aúde e ciência são duas coisas que caminham juntas em busca de co- nhecimento e novas descobertas. Em evolução constante todos os dias são publicados artigos e pesquisas com os ali- mentos, que para mim, são os remédios reais e o grande aliado na prevenção de doenças. Derivado da vitamina A, o ácido retinóico é bastante utilizado com finalidade esté- tica de maneira tópica, para combater o envelhecimento e promover melhor saúde e aspecto da pele. Este ácido, segundo estudos recentes, auxilia na prevenção de diabetes tipo II e obesidade, além de todos os outros benefícios já constatados que ele possui. O estudo utilizou ratos com resistência insulínica e obesos e constatou que o áci- do retinóico diminui a morte de células do coração, estimula genes cardio protetores, protege contra o acúmulo de colágeno no músculo cardíaco, evitando a fibrose car- díaca e complicações futuras - afirma Da- niel-Constantin Manolescu, autor do estu- do feito na universidade de Montreal e no centro de investigação CHUM (CRCHM). "A glicemia, resistência à insulina, o peso corporal, e tamanho dos adipócitos foram significativamente menores nos animais tratados, incluindo a gordura abdominal; enquanto ingestão alimentar e atividade físi- ca foram similares para os animais tratados ou não tratados. Isso sugere um aumento no gasto energético basal". Auxiliando a regulação dos níveis de glico- se no sangue e com todos os outros fatores expostos, em uma ação em cadeia, ele con- tribui como um nutriente "anti-obesidade" e "anti-diabete"; e acreditam que, futuramen- te, sejam elaborados medicamentos a base de retinóicos contra essas patologias. Onde encontrar esses nutriente? Basta in- gerir alimentos ricos em vitamina A, pois ela é convertida em ácido retinóico no nos- so organismo. Abóbora, leite, cenoura, pi- mentão, manga e banana são alguns dos ali- mentos ricos em vitamina A. É bom lembrar que a vitamina A é degradada em contato com oxigênio e luz, então o ideal e con- sumir o alimento logo após o seu preparo. Polo da Cachaça Em abril deste ano, após o Festival da Ca- chaça do Sul Fluminense, que faz parte do “Café, Cachaça e Chorinho”, um evento re- gional que ocorre em Piraí, surgiu a ideia da criação do “Polo da Cachaça do Sul Flumi- nense”. O foco do projeto, coordenado pela Secretária de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, é dar novos rumos para o turismo no sul fluminense. Foi marcado um encontro entre produtores e autoridades do governo do Estado e mu- nicípios e  verificaram as possibilidades e a estrutura para a construção do polo da ca- chaça do sul do estado. Os produtores de cachaças premiadas em festivais nacionais e internacionais, como a Magnífica, Santa Rosa e Werneck, junto com os órgãos oficiais, es- tabeleceram metas para a imediata constru- ção deste polo na região e o estabelecimento de uma agenda a favor do roteiro da cachaça do sul fluminense, visando aumento do fluxo de turistas. Ulisses Franceschi A direita o advogado João Marcos Genn, presidente da comissão dos Juizados Especiais da OAB
  5. 5. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 5 InternetJuliana Demier - juliana.demier@gmail.com Diversão Criativa Está tendo Copa. Isso é fato. Apesar da belíssima Itália não estar mais por aqui, nem os espanhóis, nem os ingleses, a bola continua frenética. Para aproveitar bem esses úl- timos dias do mundial com as notícias mais barulhentas e com os “rankings” mais inusitados, tanto sobre o futebol quanto so- bre qualquer coisa, o site é o bu- zzfeed.com. Alguns dos “rankings” que estão por lá são:  37 motivos para ser fã do Hulk e de seus inúmeros talentos, as 34 melhores fantasias de torcedores da Copa até agora, 25 notícias que comprovam que está ten- do muita Copa ou 27 provas de que acompanhar a Copa pelo Twitter pode ser a sua ORAÇÃOASANTO EXPEDITO Festa 19 de abril. Comemora-se todo dia 19 Se vc. está com algum , precisa de , peça a Santo Expedito. Ele é o Santo dos Negócios que precisam de pronta solução e cuja invocação nunca é tardia. Problema Difícil e aparentemente sem Solução Ajuda Urgente ORAÇÃO Obrigado. : Meu Santo Expedito da Causas Justas e Urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero. Intercedei junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo! Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, protegei-me, ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei o meu pedido: (fazer o pedido) Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar; Protegei minha família, atendei o meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz a Tranqüilidade Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Rezar 1 Padre Nosso,1 Ave Maria e Fazer o sinal da cruz. “para que os pedidos sejam atendidos é necessário que sejam justos”. Agradeço a Santo Expedito a Graça Alcançada.Santo Expedito melhor escolha. Na versão americana do site, que é na mesma página, só mu- dando o país, dá para encon- trar 49 razões da superioridade italiana nessa copa, meninas... Vale a pena procurar. Fora da copa, os rankings são mais ou menos assim:  16 coisas que ninguém conta sobre as férias na Disney,  27 coisas terrivelmente constrange- doras que nunca deixarão de ser constrangedoras,  22 sinais de que você encontrou o seu me- lhor amigo para sempre ou 16 truques absurdamente simples para o dia a dia. Enfim, o site é recheado de futi- lidade divertida, frases engraça- dinhas, vídeos e fotos seleciona- dos a dedo, tudo pra tornar seu tempinho de folga no trabalho mais leve... C O P A D O M U N D O C O P A D O M U N D O
  6. 6. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 dirigente partidário e que está no poder. Camille Soulier, res- ponsável da seção Américas da organi- zação disse: “não ig- noramos o contexto polarizado da mídia, que pode exagerar o descontentamento geral. No entanto, as dificuldades sentidas pelo PT não justificam o recurso à propa- ganda de Estado.” A Associação Brasileira de Jornalismo In- vestigativo (ABRAJI) já contabilizou 17 agressões à jornalistas no âmbito de mani- festações desde a abertura do Mundial.  Ka- rinny de Magalhães, jornalista e ativista do coletivo Mídia NINJA, foi detida e espanca- da até desmaiar, além da detenção arbitrária pela PM de Vera Araújo, do diário O Globo. O fato de ser governo não autoriza nin- guém a calar a voz independente do pen- samento plural. É preciso que a população se conscientize que a imprensa é o principal instrumento de resistência ao autoritarismo impune e o estabelecimento das mordaças para a implantação do pensamento único. Sem a imprensa livre não é possível haver liberdade. 6 Edgard Fonseca edgard.fonseca22@gmail.com Um Atentado ao Livre Pensamento O Brasil se situa no 111º lugar em 180 países na última Classificação Mundial da Liberdade de Impren- sa, elaborada pelos “Repórteres sem Fron- teiras”. No dia 16 de junho de 2014, o Partido dos Trabalhadores (PT) publicou no seu site um artigo onde o vice-presidente do partido, Alberto Cantalice, estabele- ce uma lista negra de jornalistas designa- dos como os “pitbulls da mídia”. Reintera que Guilherme Fiúza, Reinaldo Azevedo, Demétrio Magnoli, Arnaldo Jabor, Diogo Mainardi, o compositor Lobão, além dos humoristas  Danilo Gentili e  Marcelo Ma- dureira são contra as medidas progressistas dos governos Lula e Dilma Rousseff. Foram transformados em “inimigos da pátria”. Demétrio Magnoli reagiu denunciando no Jornal O Globo um artigo “Calunioso” e uma ação de propaganda por parte do PT. Considerou temeroso que um dirigente partidário possa sugerir a “caça” dos jor- nalistas da oposição. Reinaldo Azevedo, da revista Veja, declarou a sua intenção de processar o vice-presidente do PT por “di- famação”. Inquietos e preocupados os “Repórteres sem Fronteiras” manifestaram-se contra as acusações desmedidas vindas de um alto A Manipulação Disfarçada D e acordo com o Documento nº 2013NE 800052, a presidên- cia da República pagou ao IBO- PE (Ibope Inteligência Pesquisa e Con- sultoria Ltda) , através da Secretaria de Comunicação Social, a importância de R$ 2.070.000,00 para “contratação de em- presa para prestação de serviço de pesqui- sa de opinião pública, planejamento e rea- lização de projetos de pesquisa quantitativa com entrevistas face a face”. Este é apenas um dos muitos contratos. Contratações re- petidas e da confiança dos governantes. Até aí, parece ser uma tarefa delegada e de necessidade imperiosa, se não fosse para medir a popularidade da presidente e das ações do governo, pagas com dinheiro pú- blico, que significa de todos os brasileiros. Além disso, que garantias se têm que a publicação dos resultados seja igual ao do apurado? Qual a razão para uma empresa como o IBOPE, beneficiada graciosamente com verbas altíssimas e sem concorrência, publicar dados que mostrem fraquezas do contratante, ou fazer diferente do ordenado e conveniente ao “pagador interessado”? A influência eleitoral de uma pesquisa pode ser muito grande e parece indicativa. Não mostrar o verdadeiro declínio da presiden- te e crescimento dos concorrentes é uma forma de manipulação capaz de barrar o avanço dos opositores. Estrategicamente, ninguém gosta de votar em quem está per- dendo; sente-se como se a derrota fosse sua. Daí a influência perniciosa de um re- sultado “maquiado”. A população precisa abrir os olhos para não ser manipulada. Eles usam expedientes não muito convencionais, podem causar falsas impressões e danos irreparáveis. Comércio no Sacrifício R ecebemos um comunicado distribuído pelo Sindilojas, CDL e Associação Co- mercial esclarecendo que o dia de Corpus Christi não é feriado em Niterói, podendo o comércio abrir normalmente no município. O documento informava também que cada empresário decide livre- mente se o seu estabelecimento vai ou não funcionar. Entretanto, os lojistas preferiram não abrir seus estabelecimentos por falta de clientes. O Centro ficou deserto com algumas pesso- as montando um tapete de flores da Avenida Amaral Peixoto para a procissão religiosa. Prejuízo in- compensável nas vendas... Copa do Mundo? Boa para quem? Moradores Incomodados A s queixas se multiplicam e os moradores da Rua Fagundes Varela estão penando durante os dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. É que as calçadas em todo entorno do Rio Cricket ficam tomadas por veículos de torcedores que impedem a passagem de pedestres e inviabilizam totalmente a passagem de um cadeirante. A torcida dos moradores é que acabe logo a Copa ou alguém da fiscalização municipal tome uma atitude. Torcer, tudo bem, mas incomodar e inviabilizar o uso de calçadas é inadmissível. Alberto Cantalice
  7. 7. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 7 Dr. Helder Machado Urologia Tratamento de Cálculo Renal a Raio Laser Rua Dr. Celestino, 26 Centro - Niterói. Tels:2620-2084 /2613-1747 Clínica Atendemos UNIMED eParticular Atendimento 24H pelo tels: 8840-0001e9956-1620 Pegou Mal A iniciativa e tentativa de uso da oportunidade por parte do prefei- to de Maricá e presidente regio- nal do PT, Washington Quaquá, de tentar cooptar o prefeito Eduardo Paes resultou numa resposta, no mínimo, constrangedora para o Quaquá. E que Eduardo Paes, com suas “indisposições” com o vereador Cesar Maia, bradou de raiva quando a coligação do seu partido, o PMDB, acolheu Cesar Maia do DEM, para vaga do senado. Todo mundo sabe que esta coligação, batizada de “Aezão”, está apoiando a candidatura para presidente da República do senador Aécio Neves (PSDB). Como Paes, “discí- pulo de Maia”, são brigados, veio declarar que estava fora da campanha do Aécio e iria apoiar a Dilma. Quaquá então resolveu promovê-lo a coor- denador da campanha da Dilma no Rio de Janeiro. Paes deu uma resposta desaforada que “estas pessoas não estão interessadas na campanha da presidente e sim em inte- resses pessoais”. Disse que Quaquá não tem legitimidade para oferecer coordena- ção de coisa nenhuma. Doeu... ZAPS... ... A Alerj aprovou em 23/6, por 25 a 24 votos a emenda à Lei de Diretrizes Orça- mentárias de 2015 de autoria do deputado Comte Bittencourt (PPS) que obriga o Governo do Estado a aplicar 6% das receitas tributárias líquidas nas instituições de ensino superior. ... Continua em questão a eleição na Federação do Comércio. A atual diretoria co- mandada por Orlando Diniz mantém-se no poder sob liminar concedida pela justiça. Está na hora de se convocar eleições livres. Convenção de Tucanos O advogado Silvio Lessa mostrou mais uma vez a sua capacidade de mobilização junto com o filho, vereador Bruno Lessa (PSDB), levando para convenção do PSDB junto com o PPS o maior número de delegados e militantes regionais do partido. De todas as delegações dentro da convenção, na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, a de Niterói se desta- cava pelo maior número e participação no evento. De Última Hora Fazendo justiça, em função da informação sobre a candidatura da ve- readora Tânia Rodrigues (PDT) ter sido omitida na matéria de capa, penitencio-me fazendo a ressalva de que a vereadora líder da ANDEF é candidata a deputada estadual pelo PDT com o apoio de muitos colegas da Câmara de Niterói e de importantes lideranças da cidade. Eduardo Paes Silvio Lessa e Sonia Brugger
  8. 8. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 8 Renda Fina Aniversariantes da Edição Núpcias Moacir Linhares Aline Ceafrino Jorge Chafin Daniema Abicalil Pedro Paulo de Oliveira Thiago e Juliana Michele e Oséas Daniela e Michel Daniela Carreteiro dos Reis e Michel Rangel KalilMichele Silva Andrade e Oséas Martins Virgolino Filho Thiago Quintanilha e Juliana Sampaio Thiago Resende Quintanilha e a mãe Ana Gracy Gusmão Fotos: Fausto & Valéria
  9. 9. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 9 Terapeuta Holística thatiana.ncunha@gmail.com T! News contato@erisveltonsantana.com erisveltonsantana.com E! Games Rua Miguel de Frias, 40 - Icaraí, Niterói - (21) 2717-9117 Confie O aparecimento de falsos curadores ou “transformadores de vidas” não é novidade. Com preços nada acessíveis, ven- dem palestras, cursos, tera- pias, rituais, patuás, abraços e tudo mais. Aproveitam-se da boa fé e, muita das vezes do desespero das pessoas, que já tentaram diversas al- ternativas sem sucesso, e que por isso se agarram com toda força ao que acreditam ser a última espe- rança . E, infelizmente, essa prática tem sido vista também na área holística e esotérica. É bem verdade que existem muitos profissionais responsáveis e comprometidos com a causa divina, porém, não podemos ignorar essa pequena parcela. Fico extremamente triste e preocupada com terapeutas, gurus e líderes religiosos que se aproveitam do sofrimento e do desespero alheio em benefício próprio. Os verdadei- ros terapeutas holísticos são orientados por uma egrégora de seres de luz que os usam como canal para promoverem o bem. Há o conhecimento teórico, para isso exis- tem os cursos, porém, se não houver a liga- ção com a Divindade, o trabalho dificilmen- te logrará êxito. Não consigo imaginar alguém que me pro- cure em busca de cura para alguma en- fermidade e, por ganância, ou qual- quer outro motivo desprezível, deixá- lo acreditar que eu tenho meios para isso. Lembre-se que cada um, individu- almente, é o maior responsável pelo restabelecimento da própria saúde e pela prosperidade em sua vida. O te- rapeuta serve apenas como um meio para ajudá-lo a chegar a esse objetivo, que por algum motivo não está conseguindo sozi- nho. Mas, a força maior está, com certeza, dentro de cada um. É fato: não sabemos o que nos espera no futuro e sempre esperamos o melhor. Mas é importante que confie no que está reser- vado para você. Em momentos de profun- da tristeza e desespero, aprendi a confiar plenamente em Deus e uma claridade se abriu. Confiei e continuo confiando. E nos momentos mais difíceis, peço que me dê força e sabedoria para passar por essa nova provação. Então, não se esqueça de que nunca está sozinho e, no seu silêncio, encontrará as respostas e o acolhimento que tanto neces- sita. Tenham atenção com locais e pessoas que prometem curas milagrosas; e não se dei- xem enganar. Namastê! O Ultra Street Fight R yu, Ken, Dalsin, Chun-li, Sagat, M. Bison, Blanka e companhia! Não há no mundo um gamer sequer que não conheça esses personagens. São ape- nas alguns nomes de um dos melhores ga- mes de luta de todos os tempos, a franquia “Street Fight”. Finalmente, a série “Street Fighter “ chegou ao PlayStation 3 e Xbox 360 com um epi- sódio da franquia que deu um novo fôlego para jogos de luta, conquistando grande destaque para o gênero. Vale lembrar que a última versão não foi muito equilibrada e a grande quantidade de lutadores acabou tornando o jogo uma grande bagunça. Agora a Capcom   lançou o “Ultra Street Fighter IV”, que fez um “balanceamento” de personagens, corrigindo falhas e equi- librando os combates, além de trazer de volta velhos conhecidos. Elena, Hugo, Poi- son e Rolento, que apareceram em “Street Fighter X Tekken. Elena é ágil e engana com seus golpes vo- adores. Rolento é forte e possui golpes aé- reos e antiaéreos. Hugo é gigantesco e seus golpes são muito fortes. Além de ser provo- cativa, Poison é rápida e tem combinações que desconcertam qualquer um. Uma novidade muito legal é o ‘Ultra Com- bo Double’, que permite levar dois ‘Ultra Attacks’ (os golpes que usam toda a barra especial) para o ringue. Por exemplo, em “Ultra Street Fighter IV” você tem a opção de escolher o Ryu e levar tanto o “Metsu Hadou- ken” quanto o “Metsu Shoryuken” para o com- bate. “Ultra” trará também dois novos modos de jogo para as lutas online. O Online Training, que permitirá chamar um amigo para treinar combinações, e o modo Team Battle, que possibilitará partidas 3 VS 3 em um esquema de times. A versão atualização de “Ultra Street Fi- ghter IV” já está disponível. Já a versão completa em disco e por download só em agosto para PC, PlayStation 3 e Xbox 360. Até a próxima! Acupuntura, Yoga, Meditação, Shiatsu, Reiki, RPG Respiração e Drenagem Linfática “
  10. 10. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 10 Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com Fernando de Farias Mello Comendo Mal e Caro O s preços praticados pelos res- taurantes estão pra lá de ab- surdos e beiram os preços dos restaurantes efetivamente mais caros do mundo. Na semana passada visitei um restauran- te desses de comida a peso e com ares de requinte que cobrava absurdos R$ 78,00 por quilo, ou seja, uma média de 35.00 dólares americanos por um quili- nho de comida. Olhei à minha volta e não encontrei mo- tivos para o valor tão alto. Os garçons eram até simpáticos, mas muitos anda- vam olhando para o chão e com aparen- te deficiência auditiva, pois chamávamos e eles não ouviam. Além disso, meu querido e suado di- nheirinho só estava pagando o inevitável e necessário ar condicionado, que estava funcionando muito bem, obrigado. Mas, paguei caro por um conforto que encon- tro nos restaurantes comerciais a quilo do centro da cidade. Pagar caro por comida é um engano que a sociedade mundial pratica por séculos. E isso não que dizer, claro, que a comida servida seja de alto nível, boa, saborosa e bonita de se ver. A comida deste restaurante era, diga- mos, fraca. Meio sem gosto, com apa- rência de ter sido recentemente descon- gelada. Sabe aquela comida que parece “desanimada” no prato e que você dá aquele sorrisinho amarelo de que foi, li- teralmente, enganado. Horrível! As contas não param na minha cabeça e concluo que nem se enchesse o prato com 1 quilo de lagosta im- portada de Angola consumiria os terríveis R$ 78,00. Por outro lado, já vi restaurante dito comercial que em nome de suposta economia, vai se transfor- mando em botequim de 5ª cate- goria. Primeiro foram os guardanapos, que antes eram de tecido e de repente, foram substituídos por aqueles de papel e que mais pa- recem um plástico que nada ab- sorvem. Depois, o dono resolveu acabar com os copos de vidro e passou a utilizar os copos descar- táveis e quase transformou o seu restaurante com boa comida em um trailer que vende X-Tudo. Por fim, e quase dando um tiro no pé, o dono resolveu acabar com algumas promoções que existiam há anos e andou manobrando o uso do ar condi- cionado, fazendo-me abandonar aquela boa comida por uns tempos, já que não consigo almoçar de paletó e gravata num ambiente com temperatura superior a 21 graus. Teria que optar em me abanar e segurar o garfo e a faca. Assim, cheguei à conclusão que em Ni- terói não existe nenhum restaurante, de fato, excepcional em comida e serviços. Não estou sendo injusto com o restau- rante A ou B, mas sendo honesto com o meu paladar, estômago e bolso. Escrevi a palavra trailer e me veio à cabeça a óti- ma lembrança dos trailers que habitavam o namoródromo da Boa Viagem (onde hoje está o MAC), nos anos 70 e 80. Alguém se lembra? Tinha o trailer do Carlinhos (o primeiro à direita), um cara muito boa-praça e que servia um honesto eggs burger . Era parada obrigatória na madrugada após os namoros. Nunca passei mal comendo aquele hambúrguer toda semana. Engraçado que na época a vigilância sanitária existia parcialmente naqueles tempos e a legalidade dos trailers jamais foi questionada. Não eram caros e não faziam mal. Hoje, pagamos caro por uma comida mediana. Pagamos pelo chopp um valor tão absurdamen- te alto que o litro sai por mais de R$ 24,00. Já parou para fazer as contas? Enfim, não sou partidário do “me engana que eu gosto” e comer em Niterói, convenhamos, não é uma aventura em alto estilo, mas em alto preço. Fernando Mello, Advogado www.fariasmelloberanger.com.br e-mail: fmelloadv@gmail.com SEUS PROBLEMAS NÃO PRECISAM VIRAR UMA NOVELA. EXIJA. RECLAME. DENUNCIE. CONTE COM O ALÔ ALERJ. $ $$ $ $ $ $ O Governo do Estado está levando drenagem, pavimentação e calçamento para as ruas de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Tanguá, Maricá, Baixada e Mangaratiba. Já são mais de 2.200 ruas recuperadas e milhares de outras até o final do ano. É o fim da lama e da poeira para milhares de famílias que esperaram muito tempo por isso. A VIDA DE MILHARES DE PESSOAS ESTÁ MUDANDO DA LAMA PRO ASFALTO.
  11. 11. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14 Pela Cidade 11 Edição na internet paraHum milhão de leitores Lei que Garante Transferência de Alunos Filhos de Mães Vítimas de Violência Doméstica N a última semana foi aprovado na Câmara Munici- pal de Niterói o projeto de lei do vereador Bruno Lessa (PSDB) que garan- te a transferência ime- diata entre as unidades de ensino do município de alunos cujo responsá- vel sofreu violência do- méstica e, por isso, teve que mudar de endereço com os filhos. “A violência causa trau- mas irreparáveis tanto para a mulher como para seus filhos. Com esse projeto tento minimizar possível transtorno em razão da mudança repentina, garantindo a esses alunos a preferência nas vagas próximas ao seu novo endereço”, explica. Pelo projeto é considerada violência do- méstica e familiar qualquer ação ou omis- são que cause lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial. E, para ter direito a vaga, o aluno terá apenas que apresentar a cópia do boletim de ocorrência na escola no ato da transferência. Lançamento do CD Pontes Rafaela Breder se apresen- tou no Teatro Municipal de Niterói lançando o CD “Pontes”. Com um dom musi- cal marcante, Rafaela acredita que a paixão por essa arte é uma herança de família. Com pais e avós músicos, ainda na infância surgiram os sinais de que a música faria parte de sua vida.  Já formada em Di- reito, decidiu dedicar-se ape- nas a música em 2012. Pro- duziu o seu primeiro CD, de estilo Pop-Gospel, no início de 2013, e agora, lança seu novo CD na sua cidade natal com show em alto estilo. O CD contém composições de sua autoria e versões de gran- des nomes da música Gospel internacional, como Kari Jobe e Marcela Gandara, dentre outros. Sexto Ano do Projeto Escritores ao Ar Livro Aniversário no Goa Club Foi comemorado na Praça (Getúlio Vargas em Icaraí), onde atuam aos finais de semana, o aniversário do sexto ano do “Escritores ao Ar Livro”, com muita alegria, característica do grupo e das festas juninas. O projeto foi criado e é dirigido por nosso colunista de Cultura, Paulo Roberto Cecchetti, que pessoalmente se empenha na difusão e produção de edições de livros dos mais varia- dos gêneros e estilos. Neste sábado (28) a comemoração do aniversário de Thiago Vieira, inte- grante do Duo Luthier, considerado um dos melhores produtores do país. O Duo é composto por Thiago Vieira e Rômulo Ávila, que ao longo dos últimos 10 anos produzem músicas inconfundíveis na cena eletrônica. A festa vai rolar com muita música e afetos. Para quem gosta do estilo, o Goa Beach Club é o espaço ideal. O endereço é: Rua Jorge Pinto Rodrigues, 40. Itacoatiara - Ni- terói - RJ. O projeto foi aprovado em duas votações com dispensa de interstício e aguarda sanção do prefeito.  Emendas LDO  O vereador Bruno Lessa apresentou 21 emendas a Lei de Diretrizes Orçamentá- rias de 2015. Entre as aprovadas estão a que cria bicicletários e um roteiro histó- rico na cidade e a que propõe melhorias na iluminação nas praias de Camboinhas, Itaipu e Itacoatiara. “Não há eficácia algu- ma ao incentivarmos o uso das bicicletas se os ciclistas não têm local seguro para Rafaela Breder Nathalia Felix Bruno Lessa
  12. 12. www.dizjornal.com Niterói 07/06 a 21/06/14Em Foco dizjornal@gmail.com 12 O Ônibus Nosso de Cada Dia O calor nos transportes coletivos é um dos maiores incômodos que os usuários sofrem. Numa cidade de clima quente como Niterói é inadmissível, considerando o faturamento das empresas concessionárias, que todos os ônibus não sejam equipados com ar condicionado. Não estamos falando de ônibus da Zona Sul, de nível social e econômico mais elevado. O tratamento igualitário é a única maneira de compensar linhas com menos ônibus e que, por consequência, vivem mais cheios, limitando o espaço e a circulação do ar, principalmente no verão aonde a sensação térmica chega a 50ºC. Felizmente, e para alegria da popula- ção mais carente, a indicação legislativa 0477/2014, do vereador Leonardo Gior- dano (PT), sugere à Prefeitura que se de- crete a obrigatoriedade de que todo veículo de transporte coletivo seja equipado com aparelho de ar condicionado, com disposi- tivo regulador de temperatura. A instalação do ar condicionado favorece também aos os profissionais, motoristas e trocadores, que passam muitas horas de trabalho den- tro do ônibus, sofrendo de estafa diária. Esperamos que a excelente iniciativa do vereador Leonardo Giordano, que é do partido situacionista, consiga a simpatia e acolhimento da ideia por parte do execu- tivo municipal. As empresas de transporte, fazendo o que mais lhe convêm, vão por certo, tentar barrar essa “despesa”. Como transporte coletivo tem sempre muito “prestígio” com a classe política, se espera que haja resistência. É necessário definitivamente humanizar o sistema de transporte coletivo. Nada con- tra as empresas faturarem muito bem. Isto é desejável, assim como em nome desse excelente faturamento o serviço oferecido seja compatível com as benesses recebidas. É preciso que se diga que este sistema de identificação digital para validação da pas- sagem dos idosos é uma forma de dificultar o acesso desses portadores de passes, pro- vocam intenso constrangimento aos usu- ários, que idosos têm as suas impressões digitais atenuadas, quando não as perde quase por completo. É sempre vexaminoso a insistência e repetição do gesto para ser identificado. Complica o acesso dos demais passageiros, que muitas vezes se irritam e constrangem mais ainda o idoso. Essa de- mora no acesso do idoso é uma forma de atirar a população contar os idosos, que se intimidam e constrangidos, ou se ne- gam a sair de casa ou, aqueles que podem, preferem pagar a passagem a ser exposto a situação humilhante e de grande tensão psicológica. Definitivamente, esse sistema deveria ser abolido. É desumano, contraditório e inten- cionalmente constrangedor. O sindicato das empresas alega que im- plantação do sistema que envolve idosos é sempre mais complicados e difícil de ser assimilado e se propõe colocar funcionários para “orientar” os usuários idosos. Inde- pendente da aparente boa vontade, não é de aprendizado que necessitam os idosos. Precisam de acolhimento em respeito a sua longevidade que tanto produziu. O custo das passagens são mais do que suficientes, além de todas as vantagens e subsídios oficiais, para oferecer conforto, tranquilidade e segurança para o usuário que paga, inclusive, indiretamente o valor das passagens dos idosos. Está na hora da sociedade, junto com o Ministério Público, colocar “nos trilhos” esta situação incom- patível com o bom senso e o respeito que merecem nossos idosos. O vereador Bruno Lessa (PSDB/Niterói) denunciou o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (SETRERJ) pela implantação nos ônibus de leitores biométricos para idosos acima dos 65 anos, usuários da gratuidade. As estruturas das catracas sugerem grades que mas parecem prisões

×