Dizjornal126

696 visualizações

Publicada em

Edição 126 Diz Jornal

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
696
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dizjornal126

  1. 1. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com
  2. 2. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 2 Cultura Paulo Roberto Cecchetti prcecchetti@ig.com.br annaperet@gmail.com DIZ pra mim... (que eu conto) Anna Carolina Peret Edição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores - O artista plástico Rafael Vicente, após exposição de sucesso na "Le Pavé D'Orsay", em Paris, retorna à Niterói trazendo na bagagem a consagração tão almejada por haver conquistado seu espaço internacional. - A Galeria de Arte UFF (Rua Miguel de Frias, nº 9 - Icaraí) selecionou alguns trabalhos adquiridos ao longo de seus 32 anos de existência, e apresenta a exposição "Acervo Contemporâneo" até 04 de março. São obras de Ana Muglia, Cláudio Paiva, Daniel Senise, Dolino, Eliane Duarte, Elizabeth Jobim, João Magalhães, Leda Catunda, Maurício Ben- tes, Otto Sulzbach, Ricardo Maurício, Rinaldo, Rubem Ludolf, Suzi Coralli, entre outras, que poderão ser vistas com entrada gratuita, de domingo a sexta feira, das 10 às 21 h; sábado, das 14 às 21 h. - O mundo da imaginação está presente na Programação de Fé- rias 2015 da Biblioteca Pública de Niterói (Praça da República, s/nº - Centro). São diversas atividades promovendo a literatura fantástica para encantar a garotada! Im-per-dí-vel! - O fotógrafo Leandro Martins expõe “O jogo” no Espaço UFF de Fotografia (Rua Miguel de Frias, nº 9 - Icaraí), de 15 de janeiro a 04 de março. São imagens do futebol em campos im- provisados que não aparecem na mídia, mostrando jogadores, torcedores e partidas disputadas de maneira pura, longe das câmeras de televisão. - Um lembrete: tenho visto diversos poetas comparecendo à Praça Getúlio Vargas, em Icaraí, aos domingos. Informa- mos que o evento "Escritores ao ar Livro" só retornará dia 8 de março de 2015, domingo, das 10 às 13h. - A artista plásti- ca e escritora Lu- zia Infante Perei- ra Velloso, lança dia 07 de feve- reiro, das 18 às 22 h, seu novo trabalho “As mu- lheres (não / nem os homens) são todas iguais”. Local: Rua Do- mingues de Sá, nª 370 - Jardim Icaraí). SAC Quem nunca tentou ligar, sentindo-se injusti- çado e enganado, para um Serviço de Aten- dimento ao Consumidor? Pois é... Eis tarefa árdua! Ouvimos horas de musiquinha, até que um operador de telemarketing, muito prova- velmente locado a quilômetros de distância, nos atende e, sem saber o que fazer, repassa nossa chamada para mais outros dois ou três de seu grupo. Oh, vida cruel! Porém, tamanha é minha insatisfação com algumas presenças- e-ausências na lista de indicados ao Oscar 2015, que eu ligaria satisfeita, mesmo com as torpezas listadas, para o "Serviço de Aten- dimento ao Cinéfilo", a fim de destilar todo o meu veneno... Afinal, odeio injustiça! Não suporto! Creio que não exista nada de que me tire mais do sério que ver alguém sofrer uma injustiça. E, no caso das indicações para o Oscar, infelizmente, elas estiveram presen- tes o tempo todo. Sim, eu estou reclamando e sinto-me coberta de razão! Creio inclusive que aqueles que, como eu, acompanharam os lançamentos em 2014, concordarão em pelo menos um dos meus argumentos. De forma bastante genérica, concordo com as indicações para "Melhor Filme". Eu, talvez acrescentasse "Invencível", dirigido por Ange- lina Jolie ("Sr. & Sra. Smith" e "Lara Croft"), o qual só obteve indicação para a categoria de Melhor Fotografia. São apenas oito produ- ções este ano concorrendo à Melhor Filme. De que custava dar créditos à tão boa pelícu- la de Jolie? Além disso, se a Academia quer manter Angelina de fora, que o faça... Entretanto, pode- riam também ter lembra- do de "Grandes Olhos", o novo trabalho de Tim Burton ("Edward Mãos de Tesoura" e "A Noiva Cadáver"). Porém, tam- bém não o fizeram. São questões como essa que me tiram do sério, meus amigos! Eu, por exemplo, por mais que tenha gos- tado do filme, jamais indicaria a comédia "O Grande Hotel Budapeste". A meu ver, falta muito tutano para merecer tamanha consi- deração. Enfim... Parece que o esquadrão de Hollywood discorda de mim! E continuarei reclamando: na lista de atrizes indicadas ao prêmio, onde está a merecida alusão à Jennifer Aniston ("Marley & Eu" e "Quero Matar Meu Chefe") por seu desempe- nho brilhante em "Cake - Uma Razão Para Vi- ver"? Ok, eu concordo que cinco boas atrizes estão concorrendo, mas será que o trabalho de Rosamund Pike ("Substitutos" e "Um Crime de Mestre") em "Garota Exemplar" se compara ao de Aniston? Eu duvido até que Marion Co- tillard ("Piaf - Um Hino ao Amor" e "Ferrugem e Osso") mereça tanto uma indicação como Jennifer, mesmo tendo feito bonito em "Dois Dias, Uma Noite". Até Amy Adams ("Trapa- ça" e "O Vencedor"), que dias antes venceu o Globo de Ouro de Melhor Atriz pela comé- dia "Grandes Olhos", ficou de fora da lista da Academia. Pasmem! Da mesma forma, sinto uma falta incrível de Jake Gyllenhaal ("O Segredo de Brokeback Mountain" e "Os Suspeitos") na lista de indi- cados de Melhor Ator. Será que ninguém em Los Angeles viu "O Abutre"? Não será possí- vel! Uma obra memorável, que para mim será inesquecível, completamente ignorada em seu ponto nevrálgico: o protagonista. E, no lugar de Jake aparecer na lista, surge, pelo terceiro ano consecutivo, a indicação morna de Brad- ley Cooper ("O Lado Bom da Vida" e "Sem Li- mites"), por seu trabalho igualmen- te mediano em "Sniper Americano". Deprimente, Academia! No quesito coadjuvante, as injusti- ças continuam. Acreditem, amigos, é triste a situação. "O Ano Mais Violento", sem dúvida, é um marco na carreira da ruiva Jessica Chastain ("A Hora Mais Escura" e "Histó- rias Cruzadas"). A questão é que, muitas vezes, a Academia não fica entusiasmada. É interessante, inclu- sive: deve-se gravar para agradar ou para fazer arte? Eis uma dúvida! En- fim, Jessica não agradou e não está na lista de indicados. Tenho a leve impressão de que Laura Dern ("A Culpa é das Estrelas" e "O Mestre") foi quem ficou com sua nome- ação, por seu papel em "Livre". O que eu pude notar, mais uma vez, é que histórias verídicas e prá lá de americanas têm e sempre terão prioridade sobre questões mais originais, digamos assim. A grande prova disso é "American Sniper" ser nomeado e "Ni- ghtcrawler – Repórter da Noite" praticamente ignorado. Enfim, por favor, se alguém souber o telefone do "Serviço de Atendimento ao Ci- néfilo", passa logo pra mim, pois faço questão de ligar e reclamar! Acho que está mais do que na hora de Hollywood mudar suas prer- rogativas e abrir os olhos, tentando enxergar mais longe! Quem sabe em 2016? Oremos! Luzia Infante
  3. 3. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 3 Documento dizjornal@gmail.com Edição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores Repórter Pelo WhatsApp A comunicação, além de ser uma necessidade humana de existên- cia, é também uma ferramenta para melhoria das nossas vidas. Re- sidimos num Estado e numa cidade de muitas belezas naturais, com um dos povos mais amistosos do mundo, mas temos muitos proble- mas. Eles vão desde o mau comportamento de um servidor, de um motorista de coletivo, de médico da saúde pública que negligencia o atendimento, até o descaso de autoridades públicas que deixam de cumprir os seus papéis, pra lá de necessários. Com o evento da digitalização, o telefone passou a ser uma ferra- menta múltipla e é também um canal de comunicação, que faz de cada um de nós um “repórter imediato”. Baseado nesta expectativa o Jornal DIZ vai passar a utilizar uma fer- A lgumas regras devem ser seguidas para viabilizar a comunicação. Se você encontrar um problema ur- bano, por exemplo: um buraco na rua que ofereça perigo, a primeira coisa fazer é fotografá-lo. Mas, observe as questões: dê preferência a fotografar durante o dia. A ilu- minação é importante para que os detalhes tornem-se mais visíveis. A outra possibilida- de é o enquadramento. Procure o melhor ângulo, considerando que você mostrará o fato a alguém que só dispõe da foto para ti- rar suas conclusões. Daí, a foto deve “dizer” o máximo possível. Escreva a mensagem sem preocupação de redação. Apenas diga com clareza o que vê, o endereço, bairro e se existir algum detalhe a mais apresente em poucas palavras. Este WhatsApp é um instrumento ágil e poderá ser usado a qualquer momento. A nossa linha “Repórter Imediato” estará li- gada dia e noite. As mensagens devem ser identificads. Em alguns casos poderemos pedir mais de- talhes e será uma excelente oportunidade de interação entre nós. Para quem pensa em um dia ser um profissional de jornalis- mo, seja na redação ou na fotografia, esta é uma oportuna motivação. Pode de início ser um “diletantismo”, mas, quem sabe, com a prática, resolva cursar uma faculdade ou se já está fazendo, serve como prática de re- portagem. Estamos estimulando a comunicação. Amplian- do os nossos focos de atenção e buscando es- treitamento nas relações com o nosso leitor. É claro que nem tudo que será enviado, terá prioridade de publicação. Haverá, naturalmen- te, uma análise das postagens e um elenco de importância jornalística. Se não for publicada a primeira, tente a se- gunda e assim por diante. Vá apurando o seu critério de escolha dos temas. Não acolheremos agressões pessoais, sensacio- nalismos e outras histórias sórdidas. Queremos fazer algo construtivo e útil. Entretanto, se for um fato inusitado, avaliaremos. Um jornal, não é só um veículo de notícias e análises contextu- ais. É também um arquivo de cultura, dos fatos que determinam novos comportamentos e da história viva. Nosso número é 9836-81799. Então, pegue o seu telefone a comece a postar. O WhatsApp é o infinito. ramenta muito popular, que é o aplicativo WhatsApp. Criamos um número exclusivo para este canal: 9836-81799. Com este evento, todo leitor será um “repórter imediato”, e poderá mandar mensagens que considere relevantes a respeito de qualquer fato. As mensagens deverão ser claras e especialmente, daremos prioridade para as que contenham fotos. A foto do fato é um docu- mento vivo e dependendo da importância, investigaremos, ou sim- plesmente, se tiver conteúdo satisfatório, publicaremos. Desta forma, o DIZ quer maior aproximação e integração com o leitor, com o cidadão que se acha prejudicado de alguma forma e, desta maneira, seremos porta-voz das aspirações e insatisfações do nosso melhor parceiro: o leitor.
  4. 4. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 4 Informes Expediente Edgard Fonseca Comunicação Ltda. Rua Otavio Carneiro 143/704 Niterói/RJ. Diretor Responsável: Edgard Fonseca Editor: Edgard Fonseca Registro Profíssional MT 29931/RJ Distribuição, circulação e logística: Ernesto Guadelupe Diagramação: Eri Alencar Impressão: Tribuna RJ Tiragem 16.000 exemplares Redação do Diz End: Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, RJ Tel: 3628-0552 | 36285252 | 9613-8634 Correspondência para Administração Rua Cônsul Francisco Cruz, nº 3 Centro - Niterói, - CEP 24.020-270 dizjornal@gmail.com www.dizjornal.com Os artigos assinados são de integral e absoluta responsabilidade dos autores. D! Nutrição clara.petrucci@dizjornal.com | Instagram: Clara PetrucciEdição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores Proibição de Refrigerantes nas Escolas S aiu no diário oficial uma publicação que proíbe a venda de refrigerantes nas escolas públicas e priva- das na Paraíba. Entre as pes- soas ligadas a nutrição e saú- de, a decisão foi ovacionada por todos, e para alguns pais desinformados a decisão foi extremista. Já falei algumas vezes aqui so- bre a situação nutricional do país e do mundo, mas vou re- lembrar: hoje o mundo passa por uma transição nutricional. O que é isso? Vou dar um exemplo sim- ples aqui do Brasil. Antes o combate era contra a fome, tínhamos crianças desnu- tridas aos montes e hoje temos crianças obesas e mal nutridas, essa é a grande diferença! Hoje as doenças crônicas não transmissíveis são um dos maiores cus- tos de medicamentos no país. Diabe- tes, hipertensão e obesidade podem ser prevenidas com uma boa alimentação e atividade física, mas pelo péssimo hábito alimentar, estas doenças são desencade- adas e tratadas com medicamentos, que obviamente trazem consequências a saú- de de todos. E aí? Vai esperar seu filho desenvolver uma síndrome metabólica? Obesidade? Se tornar hipertenso com 14 anos de ida- de? Não sou contra a comer guloseimas de vez em quando, mas vender pizza, refri- gerante e batata frita em escolas pra mim é um absurdo! O ambiente é de educa- ção, incluindo a alimentar! Se os pais dão alimentos ruins para os filhos, pelo me- nos que as escolas amenizem o estrago e ainda deem exemplo: trazem a opção de escolha futura de educar os filhos de forma diferente, por ver que os pais fize- ram errado. Se comem bem em casa, será uma ben- ção ter continuidade na escola! Salve a medida por uma população mais saudável! Felipe Peixoto Recebe o Título da Academia AAcademia de Me- dicina do Esta- do do Rio de Janeiro (ACAMERJ) concedeu ao secretário de Estado de Saúde, Felipe Pei- xoto, o título de vice- presidente Honorário da entidade. Na mesma cerimônia, o governa- dor do Estado do Rio, Luiz Fernando Pezão, representado por Feli- pe Peixoto, recebeu o título de presidente de honra da Academia. Os títulos são concedidos após aprovação dos membros da Acamerj, segundo as Normas Estatutárias da Academia de Medicina do Estado do Rio de Janeiro. Tradicionalmente a honraria é concedida ao governador e aos secretários de Estado de Saúde e de Educação. "Jesus e a Samaritana" OCiclo de Palestras de 2015 do Núcleo Espírita Chico Xa- vier será iniciado com a palestra de Jano Alves de Souza, sobre o tema "Jesus e a samaritana". O ex- positor é neurologista e atualmen- te presidente da União da Moci- dade Espírita de Niterói (UMEN). O evento será realizado no dia 25 de janeiro, domingo, às 17h, no Núcleo Espírita Chico Xavier – NECX, Rua Antônio Augusto da Paz (antiga 17), nº 60 - Praia de Piratininga – Niterói, RJ. Maiores informações: nucleo-chicoxavier. blogspot.com. Novo Secretário de Indústria Naval, Petróleo e Gás de Niterói OCiclo de Palestras de 2015 do Núcleo Espírita Chico Xa- vier será iniciado com a palestra de Jano Alves de Souza, so- bre o tema "Jesus e a samaritana". O expositor é neurologista e atual- mente presidente da União da Mocidade Espírita de Niterói (UMEN). O evento será realizado no dia 25 de janeiro, domingo, às 17h, no Núcleo Espírita Chico Xavier – NECX, Rua Antônio Augus- to da Paz (antiga 17), nº 60 - Praia de Piratininga – Niterói, RJ. Maiores informações: nucleo-chicoxavier.blogspot.com. Alcir Chacar e Felipe Peixoto
  5. 5. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 5 InternetLaio Brenner - laiobrenner1@gmail.com ORAÇÃOASANTO EXPEDITO Festa 19 de abril. Comemora-se todo dia 19 Se vc. está com algum , precisa de , peça a Santo Expedito. Ele é o Santo dos Negócios que precisam de pronta solução e cuja invocação nunca é tardia. Problema Difícil e aparentemente sem Solução Ajuda Urgente ORAÇÃO Obrigado. : Meu Santo Expedito da Causas Justas e Urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero. Intercedei junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo! Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, protegei-me, ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei o meu pedido: (fazer o pedido) Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar; Protegei minha família, atendei o meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz a Tranqüilidade Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Rezar 1 Padre Nosso,1 Ave Maria e Fazer o sinal da cruz. “para que os pedidos sejam atendidos é necessário que sejam justos”. Agradeço a Santo Expedito a Graça Alcançada.Santo Expedito O ano passado, no Fa- cebook, uma onda de eventos completamente sem sentido, tornou-se popular. Os eventos são funções desen- contradas, aleatórias e múltiplas no Facebook: ao mesmo tempo que são úteis para marcar o bar do sábado com os amigos, a pe- lada do domingo ou o churrasco da turma do trabalho ou da fa- culdade, eles são repetitivos e incomodativos com gente que- rendo te convidar para qualquer coisa – de festas com estilos musicais a promoções de iPho- ne, bazares ou show da banda do filho da prima da sua avó. Entretanto, a zoeira (sempre ela, salve zoeira!) retornou aos even- tos do Facebook. Tudo começou com a política (é Eventos Bizarros no Facebook claro), com eventos com a “Despedida da Dilma” e ”Despedida do Alck- min”, feitos por oposito- res desses governantes, que queriam vê-los lon- ge de seus cargos. Mas, disso para a zoeira foi um pulo. Que tal uma Caravana para ir à plateia do programa do Silvio Santos? São 67 mil con- firmados. Ou um meet & greet com a Mamma Bruschetta, colunista de televisão e celebridades de um programa vesper- tino da TV Gazeta são 1,5 mil confirmados! Há ainda quem faça eventos com algo a se aprender, como os tutoriais “para se livrar das garras desse amor gostoso” (2,6 mil confirmados) e “como ajudar a segurar essa barra que é gostar de você” (Raça Negra). A novela “A Usurpadora”, da grande vilã Paola Bracho, mere- ceu uma comemoração de Bo- das de Prata da gêmea boazinha da personagem, Paulina Bracho (16 mil confirmados). E aprovei- tando uma frase clássica das dis- cussões de internet, tem gente que acha tudo isso uma grande bobagem e criou a “Pia de Louça Suja Para Lavar” (14 mil confir- mados). É importante perceber este “mundo da internet”, que só se projeta no Facebook. Quem vive preso a outras audiências como a da Globo, ignora estas ações e personagens. Vale a pena vas- culhar a internet-cult. De Face- book a outras redes. E você, que evento maluco você criaria? Afinal, a caixa de comentários é que nem a zoeira: não tem limi- tes também. Dr. Helder Machado Urologia Tratamento de Cálculo Renal a Raio Laser Rua Dr. Celestino, 26 Centro - Niterói. Tels:2620-2084 /2613-1747 Clínica Atendemos UNIMED eParticular Atendimento 24H pelo tels: 8840-0001e9956-1620
  6. 6. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com em publicidade. Realmente gastam fortunas. Agora, a saúde e a educação, eles resolvem com uma meia dúzia de inaugurações com móveis e faixas iti- nerantes. Mais discursos e promessas, mentiras, mentiras, mentiras! 6 Edgard Fonseca edgard.fonseca22@gmail.com Edição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores Passa e Repete N os últimos doze anos tudo de ruim acontece no país sob o mesmo signo: a mentira deslavada. Ins- titucionalizou-se a mentira como a prioridade nacio- nal. Com este instrumento eles negociam tudo, me- tem a mão no patrimônio público, deturpam a ver- dade, e quando são pegos, mentem novamente! Este ciclo perverso parece não ter fim, e por quê? Para que a mentira crie per- nas aparelharam todas as instituições e criaram um medo supremo de uma crise maior, quando se fala de impe- dimento do presidente. Este sórdido mecanismo protege, ou pelo menos protegeu até agora, todas as falcatru- as perpetradas por José Dirceu e sua quadrilha. Naturalmente a blindagem bem feita impediu que investigações chegassem no chefe maior, que rebate tudo com um lacônico: “não sabia de nada”. Com mais esta “novidade”, da parti- cipação do José Dirceu na Operação Lava-jato, vai encaminhar os fatos para onde sempre deveriam ter ido. Mas, a grande questão é ter tutano para mandar Lula para cadeia. Se fi- car provado, o que todos suspeitam ou não restam dúvidas pelos fatos lógicos, vai desmontar a “bomba de mentiras”, protetora desta roubalheira sem fim. José Dirceu é sempre o autor, mas o mandante... Pós Guerra D epois desta eleição caracte- rizada pela mentira e outras perfídias, o Brasil amarga o gosto do voto que deu. Nada é real, exceto o sofrimento da população. Este modelo populista de governar, onde as verbas para divulgar mentiras são maiores que para as obrigações objetivas, consegue enganar por um tempo, mas, não por todo tempo. Os governos petistas têm uma marca co- mum a todos, seguida pela orientação da “Cartilha do mal”. São especialistas em inaugurar obras que nunca saem do papel. Colocam banda de música, tomam emprestado móveis de outras unidades pré-existentes, tiram fotos, fazem discursos ensaiados, gastam fortunas divulgando os feitos... Para quê? Enganar e tirar proveitos eleito- rais. Lá em Brasília o governador Agne- lo Queiroz, era campeão de divulgar seus feitos. Acabou o mandato melan- colicamente derrotado por suas enga- nações. Brasília está um caos. Deve- se tudo, e tudo está fora do lugar. Se houvesse respeito pelas leis e não houvesse o aparelhamento da justiça, todos eles iriam parar na cadeia. São mentirosos profissionais. Cozinhando em Banho-maria É uma questão de ra- ciocínio lógico. Bas- ta observar quanto projetos faraônicos os pe- tistas apresentam. Fazem tremer as bases, levam o fato para grandes discus- sões públicas, assustam meio mundo… E depois, o tempo passa e nada acon- tece. É tudo uma grande encenação. O negócio é fingir que faz, pegar empréstimos vultuosas, não realizar nada e, muito menos não explicar para onde foram os valores destes grandes montantes. Investimento mesmo, eles só fazem O Haiti é Aqui F alamos da barbá- rie do assassinato dos cartunistas franceses. Discordamos da violência e da im- possibilidade de defesa. Entendemos até, que ninguém, por motivo algum, pode desdenhar da crença e da religião alheia, mas, matar em nome de Deus é bem pior. Entretanto, no meio deste torpor, vemos aqui uma barbárie igual. Um policial militar, de férias e arma- do, tira a vida de um jovem e ilustre es- portista. Um campeão de saúde, de bons exemplos esportivos e sabidamente manso. É o terror de uma guerra no Haiti, que sem dúvida, é aqui, como disse Caetano. Pergunto-me, porque policiais militares a paisana podem andar armados? Alegam que é uma profissão de risco e estão à mer- cê dos bandidos. E nós não estamos? Viver no Brasil é uma “profissão de risco cons- tante”. E nós andamos desarmados. Um policial de folga se for reconhecido vai ser atacado do mesmo jeito que nos atacam, por terem a certeza que estamos desarma- dos. Em minha opinião, arma é para exer- cício da função. Se estiverem de folga, que recebam a proteção dos colegas em servi- ço, assim como nós... Ou não? Qual a razão justificável para um guarda penitenciário andar armado na rua? Den- tro da instituição é justificável. Fora dela é um cidadão como qualquer um de nós. Até guarda municipal vai andar armado... Estas mortes por prepotência e sentimento de impunidade deveriam ser duplamente punidas. José Dirceu
  7. 7. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 7 Edição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores JULIANA DIUANA ESCOLA DE DANÇA Quer Dançar Perfeito? Aulas de ballet, jazz, hip-hop, contemporâneo e sapateado, para todas as idades. Rua Noronha Torrezão, 24 Sl: 1.601/02 - Santa Rosa 3254.423 9952564319 Valet no Local Parceria Com o Colégio Maia Vinagre EDGARDFONSECACOM. Isto é Brasil P or uso irregular de aero- naves da Força Aérea Bra- sileira (FAB) o Ministério Púbico Federal (MPF) vai pedir à Justiça a cassação do mandato parlamentar do presidente do Se- nado, Renan Calheiros (PMDB- AL). Renan usou em 2013, por duas vezes, jatinhos da FAB para interesses particulares. Pela Constituição, lhe é assegurado o uso para fins institucionais. A Procuradoria da República em Bra- sília, por meio do Núcleo de Comba- te à Corrupção move uma ação por improbidade administrativa. Ele foi denunciado ao Supremo Tribunal Fe- deral, em 2013, acusado de desviar dinheiro do Senado, e mesmo assim foi eleito para o comando daquela Casa. Querem impedir que sejam feitas tam- bém novas contratações de cargos em Desequilíbrio nas Contas Almoço Solidário ACHUAP A Associação dos Colaborado- res do Hospital Universitário Antonio Pedro (ACHUAP) realizará almoço solidário no dia 26 de janeiro, a partir das 12h, na Chur- rascaria Mocellin. A churrascaria fica localizada na Av. Quintino Bocaiú- va,151 - São Francisco. Mais informações pelo telefone: 2621-0526 ou 2629-9391. O convite custa R$120, com renda A quela famosa cara de má von- tade do Senador Romário que aparecia nas fotos com Lind- bergh Faria, tinha origem na insatisfa- ção do então deputado pela coligação e pela desigualdade dos benefícios. Era muito mais benéfico para Lindber- gh do que para Romário. Quem trazia votos em profusão era Romário. Explica-se também pelas doações de campanha de Lindbergh para Romá- rio. Foi a “monumental” importância de seiscentos e noventa reais. Uma fortuna! comissão, desde que existam concur- sados aguardando chamada. Esta é a primeira vez na história que o número de funcionários “em comissão” ultra- passa os de concursados. Neste momento Renan tem larga maioria das intenções de voto, não só em sua bancada, mas em relação a todo o conjunto dos 81 senado- res. Apesar de tudo poderá ser eleito novamente para o principal cargo do Congresso. Isso é Brasil. dirigida a manutenção trabalho da As- sociação, que além de dar assistência ao paciente internado no hospital, pro- põe a interação dos setores do hospital e colabora com a diretoria do HUAP. O interessado em se associar deve contribuir com uma quantia de men- sal no valor de R$15,00. A ACHUAP também aceita doações de roupas, fraldas descartáveis infantis e geriátri- cas e alimentos não perecíveis. UNIMED Vai Mal O s associados da Unimed-Rio estão reclamando muito do atendimento. Os médicos e hospitais não querem mais atender por falta do recebimento de pagamen- to pela cooperativa.As reclamações partem de todos os lados, inclusive dos advogados, que são obrigados a recorrer à tutela antecipada para que o juiz determine o atendimento. Fato que já se tornou corriqueiro. Quem fiscaliza e pune? Ninguém! Renan Calheiros
  8. 8. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 8 Renda Fina Aniversariantes da Edição Alberto Abdala Jr Jeline Rocha Luiz Carlos Gallo Eri Alencar Helena Tavares Edição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores Comemorando Lilian Baldan A sempre muito linda Lilian Baldan fez aniversário(23) . Fica a cada ano mais bonita e atraente. A sua volta, as amigas comemoram, assim como fazem todos que a conhece. Na foto, à esquerda, a bela morena, seguida de Natália Seixas, Cecília Peregrini e Raquel Garcia. “O Voo da Borboleta Azul” No lançamento do livro “O Voo da Borboleta Azul”, de Ana Cristina Leite, Julio Cerino, autor da foto da capa, a autora do livro e Janaina Bo- echat, produtora da foto, no Circulo Militar da Urca. Diretriz Está Chegando O empresário Ricardo Beltrão, leia-se “Diretriz” está investindo na cidade de Niterói. É um projeto de Gastronomia, que ele promete que teremos sabores memoráveis e o chopp mais gelado do Brasil. Ele afirma, ainda, que depois da “Diretriz”, Niterói não será mais a mesma. A cidade aguarda ansiosa e novidade.
  9. 9. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 9 Conexões contato@erisveltonsantana.com erisveltonsantana.com E! Games dizjornal@gmail.com Jêronimo Falconi Fazendo Acontecer Resident Evil HD C omo você pode de- sencadear o poder do seu subconscien- te e transformar a sua vida? Parece complicado, mas não é. Um pensamento é tão po- deroso e tão simples que é frequentemente subestima- do, porque a maioria das pessoas acha que é simples demais para ser verdadeiro. Deparamo-nos com pessoas que perguntam: “Por que é que as coisas são de deter- minada forma?” Aqueles que continuamente fazem perguntas da forma correta: “Como que eu pos- so fazer aquele bom negó- cio, ter aquela coisa valiosa, etc.? E eles, em pouco tem- po ou talvez até alguns me- ses depois, já conseguiram o que haviam pedido! E es- tão pedindo por coisas maiores e melhores. De que forma isto acontece? Como você faz perguntas tem um enorme impacto na sua vida. A pergunta errada pode deixar as pessoas paralisadas, enquanto que as perguntas cer- tas lhes impulsionam a níveis cada vez mais altos de sucesso. Mas se você quiser “resultados”, quiser fazer as coisas acontecerem, precisa de uma pergunta diferente. Para operar gran- des mudanças na sua vida, para alcançar milagres e para manifestar o seu desejo, a maneira certa de perguntar é perguntar “Como”! Não “por que, que as coisas são como são”?”, mas “como que eu posso mudar as coisas para melhor”? Você pode começar pe- queno, (aquela coisa pequena na minha vida). Conforme você for pe- gando o jeito, avance para as grandes questões. Quando estamos prontos para operar mudanças e manifestar grandes coi- sas, nós começamos a nos perguntar “Como”. As perguntas “Como” freiam o ciclo vicioso de pensamentos negativos. Desta forma, ime- diatamente a sua mente escolhe um novo caminho. “Manter a positividade é o mais importante”. Parece brinquedo de criança, mas funcio- na. Manter o pensamento no desejo é a forma de realizar qualquer coisa. Quando pensamos, criamos “formas pensamento”. São fluídos, aparentemente invisíveis, mas que conduzem a materialização das nossas vantagens. É como se fossemos construin- do mentalmente uma espécie de ponte com outras dimensões e desfrutando das vanta- gens da riqueza disponível neste “caminho” Um caminho que leva a soluções. Experi- mente. O primeiro “Resident Evil” foi um marco na história dos videogames. Popularizou o gênero “survival horror”, no console PS1 em 1996, tanto que recebeu uma edição remasterizada em 2002, para o Game Cube. Contudo, essa edição é considerada a ver- são definitiva do clássico da Capcom, com gráficos refeitos e outras melhorias. Em 2015, o que era bom vai ficar ainda me- lhor, com a chegada de “Resident Evil HD Remaster”. Essa edição traz o game para PC, PS 3, PS 4, Xbox 360 e Xbox One. “HD Remaster” inclui também alguns filtros gráficos, reso- lução 1080p no PS4 e no Xbox One, e uma opção de controle moderno sem descartar as mecânicas do jogo original. “Resident Evil HD Remaster” segue o rotei- ro do jogo original: a unidade tática Team Bravo é enviada de Raccoon City para in- vestigar uma série de assassinatos com tra- ços de canibalismo. O grupo então perde contato com a base, assim outra equipe, o Team Alpha (Chris Redfield, Jill Valentine, Albert Wesker e Barry Burton) é enviada para o resgate, mas ao pousar perto de uma mansão, o grupo é atacado por cães raivosos perdendo o piloto do helicóptero, sendo obrigados a prosseguir na missão. Agora, esqueça a ação e tiroteios dos “Re- sident” mais recentes. Aqui, é preciso ex- plorar os cenários, encontrar objetos e lidar com zumbis implacáveis, além de adminis- trar os recursos escassos (munição, ervas curativas e fitas de máquina de escrever para salvar o progresso nessas máquinas). Não importa se você é fã de longa data de “RE” ou só vai conhecer agora. É impos- sível não se impressionar com os detalhes bordados nos uniformes dos agentes da S.T.A.R.S., o brilho das chamas nas velas na velha mansão Spencer ou o pó que se levanta ao correr por assoalhos carcomidos e muito mais. Aqui, novo e antigo se misturam bem de forma modesta, mas significativa, nas no- vas opções nos gráficos. O jogo oferece também um sistema de controle alternativo ao tradicional ‘tanque’ do “Resident Evil” original. Com o novo sistema, Jill e Chris andam na direção aponta- da pelo jogador, o que pode causar algumas trapalhadas num primeiro momento, mas vale experimentar. Distribuído por download, “Resident Evil HD Remaster” terá apenas op- ções de áudio, legendas e menus em inglês. Até a próxima!
  10. 10. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com 10 Fernando Mello - fmelloadv@gmail.com Fernando de Farias Mello Fim do Mundo Pela Fé Q uando os Aiatolás do Irã man- daram invadir a embaixada ame- ricana em 1979, o meu pai me disse: a religião vai acabar com a huma- nidade. Considerei a previsão do meu pai um tan- to exagerada, naquele final dos anos 70. Mas a humanidade foi caminhando e se dividindo cada vez mais. Exagerado fervor religioso e ideias polí- ticas distantes da democracia ocidental foram formando e fundindo uma cultura de extremos, com ataques terroristas e também dos estados, como Israel e EUA. Parte da humanidade deu um recado ao mundo e passamos a sentir que assuntos serão resolvidos à base de bombas e ra- jadas de AK47. O planeta está se transformando e para pior. Religiões e fé desenfreadas dão o tom da pior melodia. Extremistas degolam e ma- tam em nome de sua suposta fé. Outro grupo mata meninas na Nigéria. Assim, e “em nome do Deus de cada um”, o pau está quebrando pelo mundo. Até as religiões do ocidente começam a ficar intolerantes. Isso me foi lembrado com quebras de ima- gens de santas na TV e intole- rância com todas as religiões. Portanto, não estamos com nossos deveres humanos em dia, e sim regredindo com fé exacerbada e intolerância espa- lhadas pela sociedade. O excesso de fé transforma o ser humano num touro indomá- vel, incapaz de aceitar que cada um é cada um, e que religião não depende de livros, missas ou cultos. O respeito ao próximo inclui uma tranquilidade que poucas religiões do mundo conseguem atingir, mas nenhuma é favorá- vel à morte. Ao contrário do que nos é re- passado, o Islã não prega a morte para aqueles que não são muçulmanos. Isso é pregado pelos extremistas para justificar outros fins, como poder e dinheiro, por exemplo. Nenhum ser humano entregaria a sua alma para uma religião que somente pensa em morte e destruição. Pensamos desta forma, porque somente nos é repassado pela mídia os atos terro- ristas dos extremistas. Os últimos acontecimentos como o aten- tado em Paris foram severamente con- denados pelos muçulmanos espalhados pelo mundo. Aliás, mais de 80% das víti- mas dos extremistas são muçulmanos, o que prova que é muito mais uma luta pelo poder e dinheiro do que propriamente re- ligiosa. Mas a humanidade está assistindo a tudo como uma guerra religiosa que, antes estava restrita aos templos e hoje mata milhares de inocentes por ano. Sim. Tudo com base nas religiões inter- pretadas de forma a favorecer interesses de grupos e na fé exagerada que, sabe- mos, não serve para nada. Religiões transformam o mundo e duran- te séculos muitos povos baixam a cabeça para seres humanos que dizem ter rece- bido missões de entidades. Povos foram até oprimidos para “respeitar” as mensa- gens desses humanos “especiais”. Todos precisam de um líder e isso inclui as religiões. Cada uma tem o seu líder. Assim, já sei que o mundo vai acabar em nome de deuses, quando poderíamos simplesmente viver em paz e não prejudi- car o próximo. Essa, sim, é uma maneira de viver bem. Meu pai tem razão. Fernando Mello, Advogado www.fariasmelloberanger.com.br e-mail: fmelloadv@gmail.com SeÊvocê ÊnãoÊaguentaÊmaisÊserÊjogadoÊdeÊumÊladoÊ proÊoutroÊpeloÊSAC,ÊligueÊpraÊgente.ÊAqui,ÊvamosÊ ouvirÊ eÊ acompanharÊ suasÊ reclamaçõ esÊ sobreÊ leisÊ queÊnãoÊestãoÊsendoÊcumpridasÊeÊatéÊmesmoÊdeÊ serviçosÊmalÊprestadosÊporÊempresasÊprivadas. P I N G P I N G P O N G P I N G P I N G P O N G
  11. 11. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com Pela Cidade 11 Edição na internet para Hum milhão e 700 mil leitores Rio Music Conference ARio Music Conference fará a sua séti- ma edição nos dias 4 e 7 de feverei- ro, provando que nem só de samba vive o Carnaval do Rio de Janeiro. O evento é o maior encontro de música eletrônica e en- tretenimento da América Latina, e reunirá profissionais de diversos países. Artistas, produtores, empresários e personalidades influentes da cena eletrônica e da indús- tria criativa nacional e internacional estarão presentes na conferência, com palestras e workshops, além do Club Week, uma pro- gramação especial em todos os dias do evento com locais parceiros do RMC. REFIS Municipal em Niterói Aprefeitura de Niterói, regulamentou a Lei 3.123/2014 que institui o Progra- ma de Recuperação Fiscal (REFIS) no mu- nicípio. O REFIS municipal oferece anistia parcial e total a multas e juros relativos ao IPTU (Im- posto Sobre a Propriedade Predial e Ter- ritorial Urbana), ISS (Imposto Sobre Ser- viços de Qualquer Natureza) e TCIL (Taxa de Coleta Imobiliária de Lixo) em atraso até 30 de dezembro de 2011, estando ou não inscritos na Dívida Ativa. O REFIS terá três prazos. A partir de 21de janeiro até o dia 20 de maio, será para con- tribuintes com débitos que se encontram apenas na Secretaria Municipal de Fazenda. Deverão se dirigir à sede da pasta, na Rua da Conceição, nº 100, no Centro. Entre 4 de fevereiro e 3 de junho, o aten- dimento será para os devedores de ISS Autônomo, IPTU, TCIL cujos débitos se encontram na Procuradoria Fiscal. Atendi- mento na sede da Procuradoria (7º andar do Fórum), no Centro. A partir do dia 23 de fevereiro, o atendi- mento será feito em outros dois postos: na Região Oceânica (Estrada Caetano Montei- ro, s/nº, no Fórum da Região Oceânica, 4º andar), no Fonseca (Alameda São Boaven- tura, nº 770, no Horto do Fonseca). Entre os dias 23 de fevereiro e 22 de junho, será a vez do atendimento para os contri- buintes com débitos de auto de infração tri- butário e de ISS de empresas. Eles devem se dirigir também à Procuradoria Fiscal e aos três postos avançados. Será possível o parcelamento dos débitos com desoneração de juros e de multas. A Prefeitura cobrará apenas o valor principal do débito. Caso o pagamento do crédito principal seja for feito à vista, o contribuinte terá anistia de 100% sobre juros e multas. Sendo o dé- bito parcelado em até 12 vezes (90%), en- tre 13 e 36 parcelas (80%), entre 37 e 48 parcelas (70%), 49 a 60 parcelas (desconto de 60%) e parcelamento de 61 a 120 vezes (40%). “Pauta Quente” Os cartunistas são o enredo deste ano do bloco “Pauta Quente”, que reúne os jornalistas de Ni- terói e seus amigos. Os cartunistas Carias, Floriano Carvalho, Ykenga e André Barroso vão levar seus trabalhos gráficos para exposição neste domingo, dia 25, no Grito de Car- naval a ser realizado, a partir das 14h, no Fluminense Atlético Clube, à Rua Xavier de Brito, 22, no Centro. Além do “Pauta Quente”, estarão presentes os blo- cos Toca do Leiteiro, Kizomba, da Alegria e compo- nentes da Escola de Samba Bafo do Tigre. A anima- ção vai durar seis horas com revezamento no palco dos grupos Chamego e Só Amizade. Ingressos a R$ 10,00 para mulheres e R$ 15,00, para homens. O “Pauta Quente” desfilará no sábado de Carnaval, dia 14, com concentração a partir das 16h, no calçadão da Estação das Barcas de Niterói. Associação Casa do Cão e Gato AAssociação Casa do Cão e Gato foi fundada por um grupo de idealistas há quase 19 anos sob a li- derança de Bárbara Ribeiro. O obje- tivo da instituição é recolher cães e gatos abandonados com o propósito de tratá-los, alimentá-los, restabelecer as condições saudáveis, para então oferecê-los à adoção. Funciona sem fins lucrativos em uma propriedade de 10.000 m2, com instalações modestas, mas com dig- nidade, no limite entre Niterói e São Gonçalo (Morro do Castro). Mantêm o foco de não ultrapassar a quantidade máxima, que é de 400 animais, para poder manter um atendimento satisfatório e ade- quado ao seu porte. A atual presidente da instituição Rosimar Lessa disse: “queremos tratar dignamente todos que estiverem sob nossa responsa- bilidade, dando-lhes abrigo, segurança, alimento, água fresca, protegendo-os do frio, esterilizando-os, vacinando-os, ver- mifugando-os, além de fornecer assistência veterinária e todas as tentativas possíveis para que possam obter um lar amoroso, até quando forem adotados”. As dificuldades com a manutenção da instituição são recorrentes e eles apelam para quem tiver condições de contribuir, inclusive financeiramente, serão bem vin- dos. “Iniciamos o mês apostando em nos- sa reputação e na solidariedade dos que acompanham nosso trabalho. Além disso, somente as faturas e a esperança de dias melhores, Estamos numa comunidade ca- rente e os vizinhos precisam ser ajudados e ensinados quanto ao trato com seus ani- mais. Gastamos em média uma tonelada de ração por mês e recebemos a ajuda de ape- nas de alguns voluntários, e dos pets Nova Kenel Veterinária, em Icaraí e Fifi Pet Shop do Jardim Botânico, Rio de Janeiro”. Disse Rosimar. A equipe é pequena, formada pelos mem- bros mais atuantes: Bárbara Ribeiro (fun- dadora), Rosimar Lessa (presidente), Léa Bonalume (diretora) e Flora Aymara (vete- rinária). Contatos: 21-997277447- Rosimar e 21- 988469414- Bárbara. Alex Slagter (Amsterdam Dance Event/ Holanda), Alex Jukes (Juke Box PR/ EUA) e Alok (Up Club) são alguns dos palestrantes do evento. Confira a lista completa aqui: https://eventioz.com.br/e/rio-music-confe- rence-2015/speakers. A Sede Principal será no Pestana Rio Atlân- tica, Avenida Atlântica, 2964 - Copaca- bana, Rio de Janeiro – RJ. Inscrições pela plataforma online para criação, promoção e venda de ingressos Eventioz/ Eventbrite: https://eventioz.com.br/e/rio-music-confe- rence-2015/registrations/new. Arte de Floriano Carvalho
  12. 12. Niterói 24/01 a 07/02/15 www.dizjornal.com Em Foco dizjornal@gmail.com 12 Edição na internet para Hum milhão e 200 mil leitores A Carga Tributária Acarga tributária inci- dente sobre a indús- tria de transformação bra- sileira é de 45,4% do seu PIB, o que significa que quase metade de tudo o que é produzido pelo setor é direcionado para o paga- mento de tributos. A indústria tem a carga tributária mais elevada entre todos os setores e praticamente o dobro da incidente sobre a atividade produtiva como um todo (23,6%). No país, a carga tri- butária apresenta trajetória ascendente desde 1996, tendo atingido o recorde de 36,42% do PIB em 2013. Os setores de Serviços, Construção e SIUP (Serviços In- dustriais de Utilidade Pública) têm 17,6% do PIB compro- metidos com a carga tributária; Comércio apresenta 35%; e os setores Agropecuário e Extrativo 5,4%. Os dados são do estudo “A Carga Tributária para a Indús- tria de Transformação”, divulgado pelo Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro). Arte na Rua Exposição Fotográfica Aexposição “Almana- que”, do fotógrafo niteroiense Leo Zulluh, estreia no dia 1º de fe- vereiro, domingo, às 10h, no Solar do Jam- beiro. A mostra reúne registros fotográficos de apresen- tações musicais, artes cênicas e do projeto Arte na Rua, pela pers- pectiva de Zulluh. O Arte na Rua é um pro- grama da Fundação de Arte de Niterói (FAN) e da Secretaria Municipal de Cultura que, de modo gratuito, promove intervenções artísticas em diversos pontos da cidade. “Almanaque” pode ser visitada até 28 de fevereiro, de ter- ça-feira a domingo, das 10h às 18h. Entrada gratuíta. O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195 – Boa Viagem. Mostra Teatro Verão no Palco AOficina Social de Teatro (OST) Estará completando 15 anos em 2015 e, para abrir as come- morações, vai reali- zar nos meses de ja- neiro e fevereiro a mostra de teatro Ve- rão no Palco, onde serão apresentados espetáculos inéditos de cinco turmas da escola, no Teatro Eduardo Kraichete, em Icaraí. Os meses de Janeiro e fevereiro são tradicionalmente de re- cesso nos teatros da cidade. Na contramão dessa tradição, a OST coloca o teatro como programa ideal para o verão niteroiense. A mostra começou no dia 22 de janeiro, com a peça “O despertar da minha vida”. No dia 29 será a vez da apre- sentação de “O Ensaio”. Em fevereiro o festival continua com os espetáculos “Paidégua”,no dia 05, “Um Quintal de Histórias”, no dia 12, e Zona Norte, dia 26. Ingressos a 20 e 40 reais.

×