Conceitos Variados de Esporte

2.217 visualizações

Publicada em

ESPORTE COMO DIREITO SOCIAL; ESPORTE EDUCACIONAL; ESPORTE E LAZER; ESPORTE DE PARTICIPAÇÃO; ESPORTE E A MÍDIA ; ESPORTE DE RENDIMENTO

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.217
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
139
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitos Variados de Esporte

  1. 1. CÓLEGIO ESTADUAL POLIVALENTE FREI JOÃO BATISTA
  2. 2. ESPORTE EDUCACIONAL • O conceito de esporte-educação ou esporte educacional surge a partir da Carta Internacional da Educação Física, elaborada pela Unesco, que renovou os conceitos do esporte em função da reação mundial pelo uso político do esporte durante a Guerra Fria.
  3. 3. ESPORTE EDUCACIONAL • Desenvolvido nos sistemas de educação formal e não-formal de maneira desinstitucionalizada (não segue padrões das federações internacionais das modalidades esportivas), adaptando regras, estrutura, espaços, materiais e gestos motores de acordo com as condições sociais e pessoais, o esporte educacional procura transcender a visão do esporte como performance e como busca por resultado. Está fundamentado em valores como co-educação, emancipação, participação e cooperação.
  4. 4. ESPORTE EDUCACIONAL • Tem por objetivo alcançar o desenvolvimento integral do indivíduo, com o desenvolvimento dos quatro pilares da educação: Saber, Fazer, Ser e Conviver, para a formação de competências à cidadania plena, na busca da inclusão e transformação social.
  5. 5. PRINCIPIOS DO ESPORTE EDUCACIONAL
  6. 6. ESPORTE DE RENDIMENTO A competição de alto rendimento é caracterizada pelos princípios de sobre pujança (busca vitória sobre adversários), de comparações objetivas entre jogadores e equipes (a partir da padronização dos locais de disputa, normas e regras universais), de seleção dos jogadores (pelas habilidades, idade, sexo, biotipo físico adequado às modalidades), da especialização (redução de repertório de ofertas de modalidades para se obter maior grau possível de rendimento) e de instrumentalização (regras e métodos cada vez mais requintados são aplicados na busca do melhor rendimento).
  7. 7. ESPORTE DE RENDIMENTO • O esporte de alto rendimento ou de alto desempenho é aquele cuja finalidade é de se preparar fisicamente para determinada modalidade esportiva. Seja qual for essa atividade esportiva pretendida, os desafios e dificuldades a serem trilhadas serão bastante similares. • O indivíduo que se envolve num esporte de alto nível deve ter em mente duas características importantes em todo o processo ao qual será submetido. Primeiro fator é ter plena disciplina e perseverança nos seus objetivos. Segundo, estar bem claro de que poderá haver grandes dificuldades e que essas deverão ser superadas.
  8. 8. ESPORTE DE PARTICIPAÇÃO • O esporte de participação, também conhecido como desporto não-profissional ou esporte possível, pode ser considerado um dos grandes desafios da gestão municipal: "garantir e propiciar a todos munícipes o desporto previsto pela constituição federal e regulamentado por outras legislações vigentes. • Maior objetivo é o PRAZER.
  9. 9. ESPORTE DE PARTICIPAÇÃO • O segmento esporte de participação inclui iniciativas desportivas que têm como objetivo principal a interação social entre seus praticantes e a promoção de bem-estar, saúde e qualidade de vida. • Cabe destacar que o esporte de participação é tão Importante quanto o esporte educacional e o esporte de rendimento, pois será alicerce e fomentará ambos em momentos diferentes.
  10. 10. ESPORTE E A MÍDIA • A relação entre mídia e esporte vem se estreitando cada vez mais ao longo dos anos, até chegarmos ao estado atual de dependência mútua. • O crescimento mundial na cobertura esportiva pela mídia tem sido a principal alavanca do que se chama hoje de marketing esportivo. Sem tal cobertura, o gigantesco crescimento do interesse pelo esporte nunca teria ocorrido, e as várias indústrias que dependem dele jamais teriam se desenvolvido.
  11. 11. ESPORTE E A MÍDIA • Maior responsável pela popularização do esporte, expandindo o interesse pelas diversas modalidades, que antes se restringiam aos aficionados, a mídia passou a atender melhor às demandas de seus dois públicos: os consumidores de esporte (telespectadores e torcedores) e o mercado anunciante, interessado em atingir esses consumidores. A televisão é ainda a principal responsável pela globalização do esporte, já que sua linguagem universal permite que as imagens das partidas sejam comercializadas em escala global.
  12. 12. ESPORTE E A MÍDIA • Esta é a estratégia das empresas transnacionais que fabricam produtos esportivos. Além dos benefícios dessa massificação do esporte pela mídia – tais como a globalização dos atletas, a maior organização das entidades esportivas e o desenvolvimento do marketing esportivo -, a exposição de mídia se encontra no centro dos ganhos relacionados à indústria esportiva.
  13. 13. ESPORTE COMO DIREITO SOCIAL • A prática do esporte garantido a todas as camadas da população pode ser uma importante ferramenta para, em conjunto com os demais direitos, oferecer mais qualidade de vida e inclusão social a milhares de crianças e adolescentes excluídos da cidadania. • O esporte seguro e inclusivo oferece condições essenciais para o desenvolvimento e contribui para promover uma transformação social.
  14. 14. ESPORTE COMO DIREITO SOCIAL • Por este raciocínio, compreende-se que, "sendo o esporte um vetor significativo na prevenção de doenças e na manutenção da saúde; sendo a saúde uma condição essencial para se viver bem e com dignidade; e, sendo o Direito á Vida um direito fundamental, logo, o direito á prática esportiva passa a ser, portanto, um direito fundamental".
  15. 15. ESPORTE E LAZER • Desde suas origens, Esporte e lazer compartilharam sentidos e significados, chegando mesmo a ser, em determinados momentos, sinônimos: não se pode compreender uma “sociedade esportiva” fora do entendimento da configuração de uma “sociedade do lazer”, da mesma forma que a configuração dessa última é, em boa parte, devedora da força do fenômeno esportivo.
  16. 16. ESPORTE E LAZER • Uma das formas de praticar uma atividade física prazerosa é associando-a ao lazer. Muitas pessoas participam e praticam esportes como uma alternativa de entretenimento nos seus momentos livres.
  17. 17. VAMOS AO TRABALHO?

×