Acontece365net

242 visualizações

Publicada em

Acontece Agora

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
242
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acontece365net

  1. 1. ANO XX - No 365 - 1ª quinzeNA DE setembro DE 2014 ® Em defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e região -  2031-2364 e 2513-0928 - raleste@gmail.com Missa dá abertura aos festejos dos 392 anos de São Miguel Paulista PÁG. 3 PÁG. 4 PÁG. 3 Para abrir com chave de ouro a programação de aniversário dos 392 anos de São Miguel Paulista, na noite de domingo (31) foi realizado a tradicional missa de abertura dos festejos de aniversario do bairro. No mês de Aniversário e da Primavera São Miguel Paulista recebe arborização A praça localizada na rua Santa Davina receberá o plantio de 12 árvores e, na próxima semana, outras mudas serão plantadas no local, totalizando 127 árvores, entre as espécies estão: ipê amarelo, ipê roxo, peroba, jabuticaba, araçá e muito mais. Durante o mutirão, haverá também a distribuição de mil mudas de plantas ornamentais para a comunidade, uma parceria entre a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente e a Subprefeitura São Miguel. Marina Silva visita Casa de Isabel no Itaim Paulista Zé Gustavo, único candidato pela Rede reúne apoios Único candidato a deputado federal da Rede Sustentabi-lidade em São Paulo, Zé Gustavo participa de evento com candidatos estaduais. Evento foi organizado por Walter Feldman, ex-deputado e coordenador da campanha de Marina Silva e contou com mais de 100 pessoas. Serra participa de encontro com Jornais de Bairro de São Paulo PÁG. 5 PÁG. 5 “Festival do Livro e da Literatura de São Miguel Paulista 2014” PÁG. 3 anuncio.indd 1 8/27/14 9:51 AM
  2. 2. 1ª quinzena de setembro de 2014 P ág. 2 Uma pessoa se suicida a cada 40 segundos, aponta OMS Uso da tecnologia na educação exige mudanças no mercado editorial Para especialista, produtos e modelo de negócio terão de se adequar à nova realidade digital Jornal Acontece Agora, Folha do Itaim & Curuça, Jornal de Ermelino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tiradentes e Revista Acontece Leste Tiragem: 40.000 exemplares cnpj: 03.115.443/0001-16 Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jd. helena, v. curuça E GUARULHOS O suicídio se tornou uma epidemia de proporções globais, mata mais de 800 mil pessoas por ano e 75% dos casos são registrados em países emergentes e po-bres, não nas capitais escan-dinavas, como a cultura po-pular insiste. A Organização Mundial da Saúde (OMS) publica, pela primeira vez em mais de 50 anos de his-tória, um levantamento global sobre o fenômeno que tira a vida de uma pes-soa a cada 40 segundos. O estigma faz só um pe-queno número de países coletar dados sobre o fe-nômeno. Dos 194 países da OMS, apenas 60 mantêm in-formações sobre o assunto. Diante dessa realidade, a Organização Mundial de Saúde vai lançar-se em cam-panha para ajudar governos a desenhar programas de Se por um lado, a inser-ção da tecnologia na edu-cação provoca alterações nas formas de aprender e ensinar, por outro apresen-ta às editoras o desafio de reavaliar os materiais didá-ticos e sua produção. “Livros didáticos têm conteúdos demais. É preciso mudar o formato do conteúdo, tor-ná- lo interativo e oferecer materiais relevantes em áu-dio, vídeo, etc.”, diz Carlos Seabra, coordenador técni-co pedagógico da gerência de Inovação e Novas Mídias da Editora FTD, que atua na gestão e produção de jogos, infográficos e outros produ-tos tecnológicos nos quais a editora vem investindo. No último dia 26, o espe-cialista participou de uma mesa-redonda com o tema Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Representante comercial: Adriana Sena, Eduardo Rocha e Ariane Andrade Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Rosa Fotos: Bruno Barreto Rosa Diagramador: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora Avenida dos Guachos, 166 - Vila Curuça Cep: 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com site: www.grupoacontece.com.br O jornal Acontece Agora é Filiado à A J O R L E S T E Associação dos Jornais da Zona Leste REDAÇÃO E PUBLICIDADE 2031-2364 | 2513-0928 Patente: PROC. 830024034 Classe 16 RPI RM 2087 FL = Free Lancer As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. Sebo Papel & Caneta Rua Pedro Soares de Andrade, 221 V. Rosaria SUBPREFEITURA DE SÃO MIGUEL R. Dom Ana Flora P. Souza, 76 - Vila Jacuí-SP REVISTARIA CAVOA Rua Cavoá, 425 - Vila Curuça BANCA CULTURAL (Banca do Assai Atacadista) Av. Mal. Tito, 1300 São Miguel BANCA DO MERCADÃO Av. Mal. Tito, 567 São Miguel BANCA DO NAGUMO Pça. Francisco Pereira, 80 Vila Curuça BANCA NOVA GERAÇÃO Av. Mal. Tito, 686 São Miguel PADARIA UNIDA Av. Pires do Rio, 2681 São Miguel BANCA DO NAGUMO Pça. Francisco Pereira, 80 Vila Curuçá Anuncie no mais completo e mais lido Jornal de São Miguel e região. Ótimas promoções e formas de pagamento. Consulte!!! 2031-2364 2513-0928 CHEGOU A HORA! FAN 150 ESDi MENSAIS R$ 199, + ENTRADA JAPAUTOwww.japauto.com.br CB 300 MENSAIS R$ 299, + ENTRADA RODAS LARANJA EXCLUSIVADE DA JAPAUTO ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA CG Fan ESDI 150 14/15 a/v 8.490, ou entr. 3.100,+48x199, (t.prazo 12.652,).CB 300R 14/14 (Standard) a/v 13.600, ou entr.5.300,+48x299, (t. prazo 19.652,). PCX 14/15 a/v 9.590, ou entr. 3.900,+48x240, (t.prazo 15.420,). Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom. Juros 2.75% a.m. (38,48% a.m.).Banco Honda (TC R$ 496,). CET máximo 52,85% a.a. TC e IOF inclusos.NX 400i Falcon 14/15 a/v 18.157, ou entr. 11.803,+18x399, (t.prazo 18.985, com TC incluso) c/ juros 0%.Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada).Ofertas não cumulativas com outras.Imagens ilustrativas.Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. Todos juntos fazem um trânsito melhor. NX 400i FALCON MENSAIS R$ 399, + ENTRADA SEM JUROS PCX 150 MENSAIS R$ 240, + ENTRADA Faustino Vicente Passadas as emoções da Copa do Mundo, os holofo-tes se voltaram para o cam-panha eleitoral, cujos pri-meiros passos já ganharam as ruas, a mídia e as gran-des vedetes das eleições; os aplicativos das redes sociais. O que realmente o Brasil precisa e o que o povo quer assistir, é tão somente, um debate (profundo) sobre as seguintes reformas: tribu-tária, administrativa, traba-lhista, politica e judiciária. A classe política precisa se comprometer a detalhar cada projeto e como ele será apresentado, aprovado, re-gulamentado e implemen-tado, dentro do próximo mandato. Apesar do inte-resse pela Política, a nossa caminhada profissional foi pautada pela iniciativa pri-vada (banco e empresa de grande porte), o que nos le-vou a recusar convites para assumir cargo comissionado, candidatura a vereador e fi-liação partidária. Trabalhamos, durante muitos anos, em dias de eleições e em contagens prevenção e reduzir a taxa em 10% até 2020. Hoje ape-nas 28 países pelo mundo têm estratégias nacionais de prevenção. “Para cada suicídio cometido, muitos outros tentam a cada ano”, alerta a OMS. Brasil. Em termos absolu-tos, o Brasil é o oitavo país do mundo com maior núme-ro de casos de suicídio, mais de 11,8 mil em 2012. Mas, em proporção ao tamanho da população, a taxa é infe-rior à média mundial. O que preocupa os especialistas é que esse comportamento tem atingido número cada vez maior de pessoas. Em apenas dez anos, o número de suicídios aumentou no País em mais de 10%. A liderança em termos de números absolutos é da Índia, com 258 mil casos por ano. A China vem em se-gundo lugar, com 120 mil. Na terceira posição estão os americanos, com 43 mil suicídios por ano, seguidos por Rússia, Japão, Coreia, Paquistão e Brasil. Na liderança em termos proporcionais está a Guia-na, com 44 casos para cada 100 mil pessoas. A Coreia do Norte vem em segun-do lugar, com 38,5 casos. Sri Lanka, Coreia do Sul e Lituânia dividem a tercei-ra colocação, com 28 casos para cada 100 mil pessoas. Locais associados com esse comportamento, como Su-écia, Finlândia e Suíça re-gistram taxas de 11, 14 e 9 casos para cada cem mil pessoas. O Brasil está distante desse grupo. Mas o País pas-sou de uma taxa de 5,3 ca-sos por 100 mil pessoas em 2000 para 5,8 em 2012. de votos em Jundiaí e em Londrina (PR). As primeiras “alfinetadas”, por parte de alguns políticos, parecem ditar o tom de eleições pas-sadas, ou seja: discurso da situação – fizemos mais e melhor – afirmação da opo-sição: fizeram menos e pior. Vem aí a mesmice, com raras exceções. Somente “oxigenando” as estruturas vigentes, o país dará o indis-pensável salto de excelência, para que a sétima economia do planeta deixe de amar-gar, segundo o PNUD – Pro-grama das Nações Unidas para o Desenvolvimento - o nada honroso 79° lugar de IDH ( Índice de Desenvolvi-mento Humano). “Impacto das tecnologias disruptivas na vida, nos ne-gócios e na educação”, que fez parte da programação da Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares (Abrelivros) na 23ª Bienal do Livro de São Paulo. Este ano, a entidade se reuniu com suas onze associadas para debater o futuro do livro na Educação. Seabra acredita que para se adequar aos novos tem-pos, o caminho é repensar a produção dos conteúdos e as necessidades dos profes-sores e alunos. O modelo de negócio atual das editoras também precisará ser reconsidera-do. Uma das grandes ques-tões ainda obscuras é se a lucratividade atual – com os materiais impressos – irá se manter na produção dos conteúdos digitais. “O traba-lho editorial com essas novas ferramentas fica muito mais complicado e caro para pro-duzir, embora o consumidor tenha a expectativa de pagar menos em obras didáticas di-gitais”, pontua. Aliada a todas essas ponderações, está também a discussão acerca dos direi-tos autorais, que, segundo ele, no Brasil são bastante restritivos. “O digital pede multiplicação, então não há como estipular o acesso como no caso do impresso (por tiragem, por exem-plo). É legítimo que quem tem direitos autorais lute por eles, mas quem produz conteúdo, também deve ter o direito de disponibili-zá- lo”, afirma. Reformas Estruturais O empreendedorismo na gestão pública, com par-ticipação popular, deve le-var o nosso país a melhorar a qualidade de vida, facili-tar a competitividade das empresas e reduzir o Custo Brasil, cuja elevadíssima car-ga tributária é incompatível com a baixa qualidade dos serviços públicos. Os baixos índices de cres-cimento do PIB ( Produto In-terno Bruto) destes últimos anos e a forte pressão infla-cionária são fatores, mais do que evidentes, que uma “melhoria pontual” não nos levará aos patamares de países com elevados ín-dices de qualidade de vida. O excesso de burocracia, ineficaz contra a corrupção, é o “calcanhar-de-aquiles” do Estado brasileiro. Somente com reformas estruturais poderemos re-duzir essa cruel desigualda-de existente entre a ilha de ricos e o oceano de pobres. Faustino Vicente – Advogado, Professor e Consultor de Em-presas e de Órgãos Públicos – e- -mail:faustino.vicente@uol.com. br – Jundiaí (Terra da Uva) – São Paulo – Brasil
  3. 3. 1ª quinzena de setembro de 2014 P ág. 3 Missa dá abertura aos festejos dos 392 anos de São Miguel Paulista Para abrir com chave de ouro a programação de aniversário dos 392 anos de São Miguel Paulista, na noite de domingo (31) foi realizado a tradicional mis-sa de abertura dos festejos de aniversario do bairro. Cerca de 1.500 fiéis estive-ram reunidos na Catedral de São Miguel Arcanjo para agradecer pelo aniversario do bairro e também para fazer suas habituais orações e agradecimentos pelas bênçãos recebidas. Algumas autoridades e personalidades vieram par-ticipar da Missa dos festejos, destacando-se: o subprefei-to Adalberto Dias de Souza, a chefe de gabinete Célia As-sumpção, o gerente da Nitro Química Marcos Romanoski e o candidato a deputado estadual pelo PV Alexandre Francisco além de outras personalidade e lideranças que emocionadas participa-ram da missa atentamente e no decorrer da cerimônia fizeram suas preces . De 01 de setembro a 10 de outubro, todas as pesso-as podem doar livros novos ou usados em São Miguel e em pontos espalhados pela cidade de São Paulo (SP) para o Festival do Livro e da Literatura de São Miguel Paulista. A campanha de arreca-dação faz parte dos prepa-rativos do Festival do Livro e da Literatura de 2014. Este grande evento aberto e gratuito de incentivo à leitura tomará as ruas do bairro da zona leste em 06, 07 e 08 de novembro deste ano. Os exemplares doados serão distribuídos ao longo do festival para os mora-dores que podem apanhá- -los nas árvores de “frutos literários” espalhadas por diversos pontos do territó-rio. A árvore, símbolo do festival, traz em sua poéti-ca a possibilidade de tornar acessível o livro e a literatu-ra a todos. Pontos de Arrecadação do Festival do Livro e da Literatura de São Miguel 2014. CDC Tide Setubal - R. Mário Dallari, 170 – Jardim São Vicente, São Miguel Paulista Fone 2025-5500 Galpão de Cultura e Ci-dadania – R. Serra da Juruo-ca, 112 – Jardim Lapenna - São Miguel Paulista Fone: 2030-2530 E em mais 23 pontos es-palhados pelo bairro e pela cidade, confira no anexo e no cartaz. Sobre o “Festival do Livro e da Literatura de São Miguel Paulista” Por quatro anos o CDC Tide Setubal, situado em São Miguel Paulista, sediou a Feira do Livro com o ob-jetivo de estimular e demo-cratizar o acesso à leitura, com atividades capazes de aproximar o público dos livros. São Miguel tem um dos piores índices de livros disponíveis para o público adulto da cidade de São Paulo: 0,12 por habitante, na faixa etária acima de 15 anos, quando o recomenda-do pela Unesco fica em, no mínimo, dois por habitante. A estatística foi levantada pelo Observatório Cida- No mês da primavera, o bairro de São Miguel Paulista, ficará mais arborizado. A praça localizada na rua Santa Davina receberá o plantio de 12 árvores e, na próxima semana, outras mudas serão plantadas no local, totalizando 127 árvo-res, entre as espécies estão: ipê amarelo, ipê roxo, pero-ba, jabuticaba, araçá e mui-to mais. Durante o mutirão, haverá também a distribui-ção de mil mudas de plantas ornamentais para a comu-nidade, uma parceria entre a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente e a Subpre-feitura São Miguel. A ação A Missa foi abrilhantada pelo coral da Diocese junta-mente com a procissão dos Santos de devoção dos fiéis, durante a cerimônia o páro-co da catedral Padre Geral-do Rodrigues invocou uma benção para todos da igreja e enalteceu a importância da igreja para a região de São Miguel Paulista. “Estamos orando a mais de 40 dias em favor de São Miguel Paulista, precisamos nos esforçar por uma região melhor, precisamos amar ao próximo como a nós mesmo, quem ama ao pró-ximo ama a Deus”, orienta o padre. Na ocasião foram en-tregues para alguns fieis o quadro com a imagem de São Miguel Arcanjo. A simbologia representa a forma dos membros pro-pagarem a palavra de Deus por onde andarem. Após a evangelização os quadros serão devolvidos a catedral e passados adiante para outros fies. “Festival do Livro e da Literatura de São Miguel Paulista 2014” dão, do Nossa São Paulo, a partir de dados de 2008 da Secretaria Municipal de Cul-tura e da Fundação Seade. Em quatro edições, a fei-ra reuniu mais de 16 mil pessoas, cerca de 4 mil por edição, em uma ampla pro-gramação com conversas com escritores, contações de histórias, intervenções artísticas, vendas e troca de livros. Caco Barcellos, Ferréz, Fernando Bonassi, Jeferson De, Fernando Me-ligeni, Ivana Arruda, Sergio Vaz, Jorge da Cunha Lima, Pedro Bandeira, Eucanaã Ferraz, Luiz Rufato, Ferrei-ra Gullar, entre tantos ou-tros, se encontraram com a comunidade em debates sobre temas da atualidade. Em 2010, a Feira ganhou as ruas como o Festival do Li-vro e da Literatura. O CDC entrou no mapa do evento com mais de 30 locais espa-lhados por São Miguel com programação direcionada para literatura. Pontos de ônibus, praças, pontos de leitura, calçadões, escolas se uniram em três dias de muita leitura, personagens, discussões. Mais de 1500 li-vros foram espalhados pe-las ruas do bairro. Pendura-das nas árvores, eles foram distribuídos gratuitamente à comunidade. O ano de 2012 nos apre-sentou a terceira versão da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil que expõe graves problemas nesta área confe-rindo ainda mais prioridade as ações voltadas a promover hábitos literários em toda a população brasileira, sobre-tudo nas crianças e jovens. Ter consciência de que preci-samos intensificar nossas in-tervenções diante de limites de toda ordem nos sugere novas estratégias e arranjos locais que permitam poten-cializar as atividades imple-mentadas pelos diversos atores do território. Neste sentido, o Festival do Livro e da Literatura de São Miguel apresenta-se como um cami-nho para sinergias literárias balizadas em novos fazeres. Em 2013, um olhar inovador do Festival do Livro foi esta-belecer um diálogo profícuo entre Literatura e a ocupa-ção do espaço público, uma busca para que o ambiente urbano seja um lugar volta-do ao conhecimento e às ex-periências humanizadoras. Se por um lado, é próprio da literatura a criatividade e o acolhimento de sonhos, por outro, temos muito a fazer no campo da imagi-nação para darmos a cidade tais características. Cidades criativas e sus-tentáveis surgirão, necessa-riamente, do conhecimen-to, passando pela aquisição de hábitos de cultivar o saber, da prática da leitu-ra e do convívio solidário. Em 2014, o Festival do Livro lança o desafio de pensar-mos os vários caminhos da literatura e suas diferentes formas de publicação. Seja em livros, Saraus, com in-tervenções “Literovisuais”, dança, música, teatro e ou-tros, convidamos a pensar e construir a literatura como um direito cidadão e a pen-sar seu papel na construção desta cidadania, abarcando a diversidade de gêneros e o diálogo intergeracional. Nesta edição, teremos uma mesa dedicada especial-mente às mulheres além de uma homenagem pelo cen-tenário de nascimento da escritora Carolina Maria de Jesus. São Miguel recebe arborização tem o objetivo de arborizar uma das regiões considera-das mais áridas da capital, que tem o menor número de árvores por habitante. Além de conscientizar a po-pulação na preservação de árvores e áreas verdes. O público ainda pode-rá aproveitar para curtir as várias atividades recreativas e culturais que acontecerão durante o mutirão, como oficina de garrafa pet, sho-ws de MPB, tenda literária, grafite, rap, entre outras. Programação do evento 8h - Música Instrumental – Air (Bach) | Nathalia da Sil-va Carmo; 8h20 - Cantação de Histórias: As travessuras de Rafael; 9h - Contação de História: A panela de arroz e outras histórias; 9h - Dis-tribuição de mil mudas (até o término do estoque e/ou evento); 10h - Promoção da Leitura: cantando, contan-do e encantando histórias; 11h - Poesias e versos co-letivos com Sarau Debaixo D’Arvore e Sarau do MAP; 12h - Yoga Dance; 13h - Samba-rock, MPB e RAP. Programação contínua 8h às 14h - Tenda literá-ria - Campeonato de fute-bol infantil - Jogos recreati-vos: dama, dominó e peteca - Grafite – Oficina de jardim com garrafa PET e exposi-ção de materiais de reuso
  4. 4. 1ª quinzena de setembro de 2014 P ág. 4 Candidata Marina Silva visita Casa de Isabel no Itaim Paulista Zé Gustavo, único candidato pela Rede reúne apoios Único candidato a deputado federal da Rede Sustenta-bilidade em São Paulo, Zé Gustavo participa de evento com candidatos estaduais. Evento foi organizado por Walter Feldman, ex-deputado e coordenador da campa-nha de Marina Silva e contou com mais de 100 pessoas. Anuncie no jornal de São Miguel e região. Ótimas promoções e formas de pagamento!!! Consulte!!! José Serra participa de encontro com Jornais de Bairro de São Paulo O combate ao narcotrá-fico, com foco no crack, e a necessidade de reestrutu-ração do sistema tributário foram alguns dos temas abordados pelo candida-to ao Senado, José Serra (PSDB), em encontro com jornais de bairro da cidade de São Paulo na terça-feira, 9 de setembro. O primeiro suplente José Aníbal, os vereadores Andrea Matarazzo e Adol-fo Quintas também acom-panharam a entrevista co-letiva do ex-governador à imprensa regional, que contou com mais de 50 jornais e revistas da capi-tal. Além da Associação de Jornais de Bairro da Zona Leste e do Sindicato dos Jornais e Revistas de Bairro que representam o segui-mento. Nesta eleição, São Paulo irá escolher um novo sena-dor para representar o es-tado em Brasília. Se eleito, Serra também quer liderar uma grande campanha nacional contra as drogas. “Hoje você abre o jornal, liga o rádio ou a TV e não vê nenhuma campanha do governo federal contra as drogas. É um absurdo. Te-mos que mostrar para os nossos jovens, pessoas que já enfrentaram o vício e conseguiram vencê-lo fa-lando sobre como a droga é destruidora. Destrói vi-das e famílias. Se você me perguntar qual é o inimigo público número 1 do Bra-sil, eu respondo na hora: as drogas - sobretudo, o cra-ck”, afirmou. “Atualmente, 42% da arrecadação do Governo Fe-deral é feita em São Paulo e apenas 10% voltam para o Estado. Isso tem que mu-dar,” disse o ex-governador do Estado, José Serra. Outra preocupação é a reforma política. José Ser-recuperar os investimentos com urgência.” Ele também defende mais rapidez para a aprovação de novos genéri-cos: “Quando eu estava no Ministério da Saúde, a gen-te levava cinco meses para aprovar. Hoje, leva até dois anos e meio! É muito tem-po. Vou propor uma lei para que o limite máximo para avaliação seja de seis me-ses”, declarou o candidato ao Senado pelo PSDB. ra acredita que o sistema eleitoral precisa ser revisto, e defende o voto distrital como exemplo. “O voto distrital seria aplicado, ini-cialmente, nas cidades com mais de 200 mil eleitores. Em São Paulo são 55 vere-adores, o que daria 55 dis-tritos. Funcionaria assim: cada região da cidade for-maria um distrito. E cada distrito escolheria um ve-reador. Ou seja, o vereador não andaria pedindo votos pela cidade inteira. Faria isso apenas no seu bairro. O custo da campanha cai-ria cinco vezes e o eleitor poderia cobrar o vereador, pois estaria mais próximo dele”, explicou. Serra defende ainda uma reformulação na política da Saúde. “O Governo Federal diminuiu os investimentos, por isso as Santas Casas es-tão em crise. Temos que Nesta última quarta-feira (10) Mariana Silva acompa-nhada por seu candidato a vice, Beto Albuquerque e sua coordenadora de campanha Luiza Erundina visitou a Casa de Isabel, entidade filantró-pica fundada em 2001 pela Advogada Sonia Maurelli para garantir o acesso ao atendimento de advogados e terapia para cidadãos pobres e vitimas de violência domés-tica e familiar, com priorida-de para mulheres e crianças, adolescentes, idosos e pesso-as com necessidades especiais, localizada no Itaim Paulista A candidata à Presidên-cia da República, Marina co-nheceu as dependências da casa, cumprimentou a todos os presentes, conversou com a diretoria da casa de Isabel. Para a candidata, “uni-dades como essa podem ser espalhadas pelo país inteiro em parceria com o poder pú-blico, levando atendimento não apenas a mulheres que são vítimas de violência, mas também um tratamento que é feito aqui com os agresso-res, porque a violência é um processo que acontece no seio do núcleo familiar”. Marina disse que é pre-ciso que as mulheres vítimas de violência possam estudar e trabalhar para ganhar autono-mia financeira, serem empo- deradas dentro de seus lares e de suas comunidades. Outra demanda identificada por ela no local foi a “moradia digna, que uma grande quantidade delas ainda não conseguiu”. Ela apontou a importância das casas abrigo, porque muitas mulheres correm o risco de vida quando denunciam as agreções sofridas. “Nossa proposta é combi-nar as políticas sociais já exis-tentes do Minha Casa Minha Vida, do Bolsa Família, com outras políticas que possam favorecer a profissionaliza-ção, a urbanização dos lotes onde essas mulheres vivem. E que a gente possa ter uma política integrada voltada para que elas saiam da situ-ação do risco e da violência.” Na ocasião Marina fez questão de receber a impren-sa que lhe aguardava do lado de fora da entidade. Pergun-tada sobre o resultado das últimas pesquisas divulgados ontem pela CNT-MDA, após dizer que “reflete o momen-to dos eleitores que foram entrevistados”, mandou um recado aos adversários: “Gos-taria muito que estivessem fazendo o mesmo que nós, tivessem apresentado um programa para ser debatido, estivessem conversando, dia-logando com os diferentes setores da sociedade para enriquecer cada vez mais esse programa, feito a esco-lha de que não podemos nos conformar de que as crianças continuem sem creche, que se tenha 8 milhões de jovens e adolescentes analfabetos”. Marina, mais uma vez re-lembrou os problemas que a indústria está enfrentando, o desemprego, o insucesso da política atual de redução da inflação, a política de juros altos, a crise de credibilidade pela qual o país está passan-do, enfatizando “que aque-les que negam a realidade não se credenciam para cor-rigir os problemas, porque partem do princípio de que basta ter tempo de televisão para mostrar uma realidade que não combina com a re-alidade dessas pessoas que a gente encontra no dia a dia, que não são atendidas na saúde, na educação, vivem na violência e não têm a sua casa digna para morar”. Ela comentou também so-bre a realização do segundo turno das eleições, afirman-do que o povo tem sabedo-ria e que uma eleição em dois turnos pode estimular um debate mais profundo e com tempo igual de televisão para todos os partidos. “Eu sinto que há um desejo mui-to grande de mudança. A so-ciedade brasileira está dando uma grande demonstração de que quem está renovando a política é a própria socieda-de. Ela está mostrando para os partidos, para as lideran-ças que não quer mais saber do embate, da fofoca, quer saber do compromisso e ava-liar as ideias, as trajetórias. E, em cima disso, vai formar a sua opinião.” Ela lamentou “que este-jam sendo vocalizadas men-tiras, ampliadas mentiras”. E que isso está perturbando o processo democrático em que o leitor tem direito de, com base na verdade, formar a sua opinião. Sobre a independência do Banco Central, Marina disse que isso sempre foi um consenso desde o Plano Real. “Eu não ouvi nenhum par-tido dizendo que é contra a autonomia do Banco Cen-tral. E o presidente Lula até fez uma carta aos brasileiros dizendo que se comprometia em manter os instrumentos da política macroeconômica do governo Fernando Henri-que, a autonomia do Banco Central, a responsabilidade fiscal e o controle da infla-ção.” Tudo isso, criticou ela, “foi negligenciado no gover-no da presidente Dilma a tal ponto que hoje a realidade que temos é que a autono-mia de fato foi corroída na prática”. Ela afirmou que o Brasil precisa voltar a ter credibi-lidade. E, para isso, o Banco Central necessita de autono-mia. “Não se pode permitir que o Banco Central fique ao sabor dos interesses da lógica do poder pelo poder dos gru-pos políticos para favorecer a sanha de ganhar as eleições em prejuízo do futuro do país. O Banco Central autô-nomo é para controle da in-flação, adquirir credibilidade para o país voltar a crescer, para preservar o emprego”. Ao comentar os ataques que vem recebendo dos seus adversários políticos durante a campanha, a candidata fi-nalizou: “Vamos responder a altura apresentando as nossas propostas, falando a verdade. Os brasileiros estão cansados da polarização, de não se fazer o debate, mas só o embate, desconstruindo um ao outro. Nós estamos fazendo um esforço muito grande para construir uma vitória programática”. Único candidato da Rede Sustentabilidade a disputar uma vaga na Câmara Fe-deral, Zé Gustavo partici-pou na noite de ontem de um encontro com outros candidatos à deputado es-tadual da Rede e políticos. Evento foi organizado pelo por Walter Feldman, ex- -deputado e coordenador nacional da campanha de Marina Silva. O encontro contou com mais de 100 pessoas na sede estadual da Rede Sustentabilidade em São Paulo. Durante o encontro, Feldman apresentou os candidatos aos convidados e destacou a candidatura de Zé Gustavo, que classi-ficou como “inovadora e necessária”. “O Zé Gustavo representa o novo, essa ne-cessidade de renovação na política de que tanto preci-samos”, disse Feldman. “Estou aqui dedicado ao debate e a construção de uma nova forma de fa-zer política. A política foi sequestrada de nós pelas instituições. Precisamos retomar a política e der- rubar esse muro que nos separa do Congresso Na-cional”, disse Zé Gustavo, em sua fala durante o en-contro. Durante sua fala, Zé Gustavo também explicou um pouco mais sobre suas bandeiras de campanha, entre elas o chamado para que a população Ocupe a Política e a sua proposta de nova tecnologia social, a dos Codeputados, que tem como objetivo aproximar a sociedade da política, a proposta de um mandato colaborativo por meio dos codeputados estabelece a participação deles na co- -criação de projetos de leis e posicionamentos políti-cos do mandato de Zé Gus-tavo. Além disso, cada um desses representantes será responsável pela mobiliza-ção e articulação em suas redes para se envolverem e participarem como inter-locutores junto a uma de-terminada região ou área temática em que atuam. Além disso, o codepu-tado representará o man-dato do deputado como porta-voz junto à socieda-de. A participação é de for-ma voluntária, ao contrário dos cabos eleitorais e asses-sores políticos, que rece-bem por isso. Para aderir a esse projeto, a pessoa pre-cisa estar disposta a ser um mobilizador da campanha, encampar as bandeiras de luta e estar sintonizado com os posicionamentos políticos da proposta. Siga o Zé Gustavo: www.zegustavo.com. br ou www.facebook. com/zegustavofavaro 2031-2364 e 2513-0928
  5. 5. 1ª quinzena de setembro de 2014 P ág. 5 Publicidade o retorno é incrível. e o investimento, ao seu alcance. Ensino forte com mensalidade sob medida é no Cruzeiro do Sul. Educação Infantil • Ensino Fundamental • Ensino Médio • Ensino Técnico Saiba mais em colegiocruzeirodosul.com.br ou ligue (11) 2037-5777. Todos os valores pagos no Ensino Médio são revertidos para a faculdade.
  6. 6. 1ª quinzena de setembro de 2014 P ág. 6 Levantamento ma-peou os cargos mais de-mandados em 7 áreas. Gerentes são os profis-sionais mais procura-dos em 5 setores. Pesquisa da Robert Half, empresa de recrutamento especializado, mapeou as profissões mais demanda-das em 2014 no Brasil. O le-vantamento inclui as áreas de finanças e contabilidade, mercado financeiro, ven-das, marketing, engenha-ria, seguros e jurídico. Os cargos em alta são: gerente contábil, gerente de riscos, gerente de vendas, gerente de marketing, engenheiro de vendas, gerente comer-cial/ novos negócios e advo-gado sênior especializado em consultivo tributário. O aumento na demanda por esses cargos pode ser expli-cado em função do momen-to econômico do país. “Em cenários menos favoráveis, a regra é alavancar vendas, controlar custos e melhorar a eficiência das operações”, afirma Fernando Mantova-ni. Confira a lista dos profis-sionais mais procurados: 1) Finanças e contabi-lidade: Gerente contábil: O mercado de finanças e con-tabilidade sofre com uma contínua escassez de profis-sionais que tenham conhe-cimentos em inglês e per-fil “parceiro do negócio”. Perfil esperado: formação em contabilidade, com CRC ativo, inglês fluente, atualizado com as normas contábeis brasileiras e in-ternacionais, que seja capaz de entender e influenciar o negócio e que tenha boa comunicação. 2) Mercado financei-ro: Gerente de riscos (mer-cado, crédito, liquidez, operacional). Os bancos têm se readequado às no-vas legislações e às regula- Veja erros que você deve evitar em uma entrevista de emprego Improviso e interrup-ção durante a conver-sa deixam má impressão. Segundo consultora, prepa-ração é a melhor estratégia para evitar gafes. Ao chegar à etapa da en-trevista de emprego, o candi-dato já eliminou vários con-correntes. E como superar os outros na nova fase? Como deixar uma boa impressão para o recrutador? Para espe-cialistas em comportamento, além de se “vender” bem, o profissional precisa evitar er-ros comuns. Veja 7 comporta-mentos que não podem ocor-rer durante a conversa: 1) Cheiro e perfumes fortes: ninguém quer che-gar ao local da entrevista cheirando a cigarro, bebida, comida ou café. Os candida-tos precisam prestar atenção ao que vão comer e beber antes da entrevista. Ter uma bala de hortelã ou escova e pasta de dente sempre à mão pode ajudar. Também é im-portante tomar cuidado com o perfume escolhido. E se o recrutador for alérgico? A melhor solução é optar por perfumes suaves. 2) Improviso: antes de entrar no local da entrevis-ta, o candidato precisa saber com quem vai falar, quais são as experiências do recrutador e também por que ele é uma boa opção para a vaga. 3) Interrupção: inter-romper o recrutador não demonstra apenas falta de educação, mas também in-dica que o profissional é um mau ouvinte. E isso não é uma característica valorizada por quem atua com recursos humanos. 4) Atraso: chegar atra- Pessoas usam Facebook para se vingar, diz estudo Uma pesquisa da City Uni-versity, de Londres, provou que o Facebook é um dos “palcos” mais utilizados por pessoas que querem se vin-gar de outras. De acordo com o estudo, mais de dois terços dos entrevistados afirmaram que as mídias sociais são fer-ramentas ideais para propa-gar este tipo de ato. Mais da metade dos en-trevistados explicou ainda que já presenciou alguma situação do tipo, enquanto 38% disseram que eles pró-prios já usaram o Facebook e também o Twitter com este propósito. O diretor de sociologia da universidade, Frank Webster, acredita que o grande fator que pode in-centivar este comportamen-to é o anonimato proporcio-nado pela web. “Responder a quem nos fez mal pela Internet é mais fácil, instantâneo e pode até ser feito com anonimato. As tecnologias online estão fa-zendo com que estes atos se-jam cada vez mais comuns”, avaliou Webster. Os motivos são os mais va-riados possíveis. Um quarto dos entrevistados, por exem-plo, afirmou que se vingou de amigos que os marcaram em fotos embaraçosas no Facebook. Outros 14% disse-ram que deram o troco nas pessoas que os removeram de suas listas no Facebook. De qualquer forma, a pes-quisa comprova que as redes sociais se tornaram, sim, mais um grande “palco” para “la-var a roupa suja”. Pesquisa aponta profissões em alta no Brasil em 2014; veja lista ções do Banco Central. Para isto, a demanda em áreas de controles, complian-ce e risco está aquecida. Perfil esperado: Formação em cursos como administra-ção, economia e engenha-ria, Profissionais analíticos, com perfil organizado e de processos. Inglês fluente é mandatório. 3) Vendas: Gerente de vendas: Momento econô-mico tem forçado as em-presas a apostar na força de vendas para alavancar os re-sultados e a rentabilidade. A profissionalização de al-guns setores, especialmente os relacionados a serviços, vem impactando ainda mais a demanda na área de ven-das das empresas. 4) Marketing: Geren-te de marketing: A área de marketing vem passando por um momento de reestrutu-ração nos últimos semestres. As organizações optaram por estruturas mais enxutas, ganho de sinergia e agrupa-mento de mais responsabili-dades sob equipes menores. O gerente de marketing com experiência e visão de negó-cios é mais valorizado nesse cenário. 5) Engenharia: En-genheiro de vendas: O engenheiro consultivo e integrado ao negócio vem sendo cada vez mais de-mandado em diferentes indústrias, principalmente quando se trata da área co-mercial técnica. A indústria dá preferência a contratar engenheiros nas áreas co-merciais, pois a formação técnica permite que ele entenda a necessidade do cliente de forma específica para propor soluções com-pletas. 6) Seguros: Gerente comercial/novos negócios: Com a profissionalização e o desenvolvimento da indústria de seguros e res-seguros no país, cresceu a demanda por foco em de-senvolvimento de relacio-namento em novas contas. 7) Jurídico: Advoga-do sênior especializado em consultivo tributário Com o aumento da preo-cupação das empresas em desenvolver planejamen-tos tributários que possibi-litem economia financeira, cresce a demanda por ad-vogados com conhecimen-to na área. sado para uma entrevista já deixa uma impressão ruim para o recrutador. Isso tam-bém passa a ideia de que o profissional é desorganizado e não valoriza o tempo. O ideal é chegar um pouco an-tes do horário marcado, mes-mo que o candidato tenha de esperar. 5) Levar pessoas ou ob-jetos: uma pesquisa realiza-da, diz que 3% dos candida-tos da geração Y (os nascidos nas décadas de 1980 e 1990) levaram seus pais para uma entrevista de emprego. Mes-mo que a presença de fami-liares ou conhecidos possa ajudar o profissional a se sen-tir melhor, somente o entre-vistado deve comparecer. 6) Deixar de fazer per-guntas: quando o recruta-dor fala “você tem alguma pergunta?”, o candidato não deve ficar imóvel e calado. É preciso estar preparado para fazer boas perguntas e apro-veitar para esclarecer dúvi-das que surgiram durante a entrevista. 7) Chegar desprepara-do: no primeiro contato com o futuro empregador, o pro-fissional precisa mostrar suas habilidades e como poderá ajudar a empresa. Ele deve fazer uma pesquisa sobre a companhia para ter uma ideia de como será a conver-sa com o recrutador. Conheça hábitos que irritam colegas de trabalho Trabalhar todos os dias com o mesmo grupo de pes-soas não é fácil e é natural que algumas características nos colegas ou no próprio ambiente de trabalho sejam irritantes. O que surpreende é a variedade de coisas que podem tirar trabalhadores do sério, desde estarem co-piados em e-mails não rele-vantes até alguém mexer na marmita guardada na gela-deira e colegas que leem e- -mails sem autorização. Outros problemas relata-dos são odor ruim, excesso de ligações telefônicas durante o expediente, funcionários que se gabam dos próprios filhos para os demais, pesso-as que comem comidas com cheiro desagradável na mesa de trabalho, que ficam des- crevendo sonhos e a vida pes-soal ou falando de dietas que deram certo e incentivando outras pessoas a adotarem o cardápio. Funcionários que correm para ir embora quando ter-mina o expediente e os que reservam feriados com an-tecedência também podem irritar os demais colegas de trabalho. As pessoas que te-lefonam pouco antes do fim do expediente são conside-radas extremamente desa-gradáveis. Em relação ao am-biente de trabalho, um dos itens de reclamação foi o chá, considerado de péssima qua-lidade pelos entrevistados. A falta de aumentos sa-lariais e a carga de trabalho muito pesada também foram pontos críticos. Um quarto dos entrevistados disse odiar quando um colega de traba-lho chega mais tarde e sai mais cedo. Um quinto afir-mou que a característica mais irritante em um funcionário é não admitir quando está errado. O levantamento foi realizado pela instituição em prol dos animais A Brooke, com 2 mil pessoas. Valor R$ 1.000,00
  7. 7. 1ª quinzena de setembro de 2014 Giro dos famosos P ág. 7 Magérrima, Paulinha Leite alfineta as inimigas: “Me odeie. Você é a motivação que eu preciso” Ex-BBB apareceu toda produzida no dia 7. A ex- -BBB Paulinha Leite mudou muito de silhueta. Depois de emagrecer quase 40 kg, ela publicou neste domingo (7) uma foto em que aparece toda produzida e magérrima. Na legenda, Paulinha brin-cou com as recalcadas. – Du-vide de mim, me odeie, fale de mim...Você é a motivação que eu preciso. Dica, busque até nas coisas negativas for-ças. Poderosa, né? Bruna Marquezine exibe as pernas em foto tirada por suposto affair Atriz acordou animada neste domingo (7) e postou clique fei-to por Beto Gatti em Los Ange-les Bruna Marquezine acordou bem empolgada neste domin-go, feriado da independência do Brasil. Em seu Instagram, a atriz deu bom dia aos seguido-res com uma foto clicada por Beto Gatti, apontado como seu suposto affair. Os dois se aproxi-maram bastante durante a via-gem da gata teen a Los Angeles, levantando rumores de um su-posto romance. Grazi e Cauã reatam casamento, mas cada um ficará no seu apê! Um dos casais mais queridinhos do Brasil está de volta. Grazi Mas-safera e Cauã Rey-mond reataram, estão felizes, mas vivem em aparta-mentos diferentes Após algumas ten-tativas frustradas, Cauã Reymond e Grazi Massafera voltaram a ser ma-rido e mulher! Se-gundo uma fonte segura, o casal reatou, sim, mas por en-quanto não pretende mais morar junto. “Eles se gostam, mas vão seguir esse ‘namoro’ em casas separadas. Assim, quem sabe, a união não cai na mesmice, né?!” A mesma fonte revela que Grazi e Cauã tiveram uma noite pra lá de romântica em Paris, na França, em maio. Na época, em seu Instagram, a loira postou fotos de sua ida para a Cida-de Luz com a filha, Sophia, de 2 anos, garantindo que era uma viagem apenas com sua princesa. Tá... Kate Middleton está grávida do segundo filho A espera do segundo filho da duquesa é motivo de alegria para a família real, embora Kate já esteja com for-tes enjoos matinais. Kate Middleton, 32, está grávida de novo! De acordo com o Facebook oficial da família real britânica, ela está esperando o segundo filho e tanto a família da duquesa como a do Príncipe William, 32, estão encantados com a novidade. “Suas Altezas Reais, o Duque e a Duquesa de Cambridge, estão muito felizes em anun-ciar que a Duquesa está esperando seu segundo filho. As-sim como a primeira gestação, a Duquesa está sofrendo de hiperêmese gravídica. Ela não acompanhará o Duque de Cambridge no compromisso marcado em Oxford hoje. A Duquesa está sendo tratada por médicos no Palácio de Kensington”, diz o comunicado oficial. Em crise com o marido, Luana Piovani distribui grosserias em festa da Globo Não se falava em ou-tra coisa nas rodinhas de fofocas no lança-mento da série Dupla Identidade, da Globo: o casamento de Luana Piovani com o surfista Pedro Scooby está estremecido novamente. Como de costume, Piovani (que fará parte da série) estava azeda, arredia e monos-silábica com a imprensa e com fãs que arriscaram chegar perto dela. A atriz não estava fazendo a menor questão de ajudar na divulgação do trabalho e quando jornalistas perguntavam sobre sua personagem (uma psiquiatra), ela chegava a responder às perguntas até com um certo tom de deboche. Jô Soares volta ao trabalho nesta segunda e conversa com três entrevistados O programa vai ao ar nesta noite, após um hiato de mais de um mês causado pela internação do apresentador. Após se recuperar de uma infecção pulmonar que lhe rendeu 21 dias de internação no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo — ele entrou em 25 de julho e teve alta em 15 de agosto — Jô Soares está recuperado, e pronto para voltar ao batente. O apresentador de 76 anos já grava seu talk-show nesta segunda-feira, quando a atração também retorna à gra-de. Neste primeiro “Programa do Jô”, que vai ao ar depois do “Jornal da Globo”, ele recebe a cantora Claudia Leitte, o ufólogo Chico Penteado e o historiador Marco Antonio Villa. A primeira comenta a experiência de ser rainha de bateria da Mocidade no carnaval carioca do ano que vem e os preparativos para a nova temporada do reality musical “The voice”, que estreia em 18 de setembro. Com Chico Penteado, a conversa é mais densa: o ufólogo, que jura ser uma reencarnação de um extraterrestre reptiliano, comen-ta seu livro “As conversas cósmicas de Ed”. Por fim, Villa, que é mestre em Sociologia pela USP e professor da Fede-ral de São Carlos, bate um papo com Jô sobre os boatos, e como eles podem influenciar a vida de uma pessoa.
  8. 8. 1ª quinzena de setembro de 2014 PUBLICIDADE P ág. 8 “Guardiões da Galáxia” permanece no topo da bilheteria dos Estados Unidos O blockbuster “Guardi-ões da Galáxia” permanece no topo da bilheteria dos cinemas dos Estados Unidos no seu sexto final de se-mana de exibição. O longa baseado em quadrinhos da Marvel arrecadou US$ 10,6 milhões (R$ 23,7 milhões) entre sexta e domingo. Com os novos números, “Guardiões da Galáxia” tornou-se o filme de maior arrcadação no ano nos EUA. Em todo o mundo, o longa já faturou US$ 586,2 mi-lhões. Este final de semana, o primeiro depois das co-memorações do Dia do Trabalho nos EUA, é tradi-cionalmente ruim para as bilheterias de cinema. Mas neste 2014 o faturamento foi dos piores - 20% menor do que em 2013 no mesmo período. O segundo lugar ficou com “As Tartarugas Ninja”, que abocanhou US$ 6,5 milhões no final de se-mana. Em terceiro aparece “Let’s Be Cops”, em quarto “Se Eu Ficar” e, em quinto, “The November Man”. Venha participar da VIrada Esportiva 2014. Chame a família e os amigos. Vai ter basquete, futebol, ginástica, artes marciais e muito mais. veja abaixo os locais com as atividades esportivas em sua região. consulte a programaçÃo completa em Viradaesportiva.prefeitura.sp.gov.br SÃO PAULO EM MOVIMENTO VIRADA ESPORTIVA 2014 20 e 21 set 34 horas de atividades Esportivas em toda a cidade CIDADE ADEMAR: ASSOCIAÇÃO JARDIM RUBILENE • CDC PARQUE DOROTÉIA • CDC JARDIM MIRIAM • CDC JARDIM NITERÓI • CDC VILA MISSIONÁRIA • CDC CIDADE ADEMAR • CEU ALVARENGA. CIDADE TIRADENTES: ARENA 88 • CAMPO AMIGOS DO MORRO • CAMPO DO BURACÃO • CAMPO DO MEC • CDC NOVA ERA • CDC PASSAGEM FUNDA • PRAÇA XII • CEU INÁCIO MONTEIRO • CEU ÁGUA AZUL • CE JUSCELINO KUBITSCHEK • CE TIRADENTES. GUAIANASES: CEU JAMBEIRO • CEU LAJEADO • CDC MARCILIO ALVES DO PRADO • CDC SERRA DA QUEIMADA • PRAÇA DA PAZ • RUA DE LAZER. ITAIM PAULISTA: CDC ARLINDO DE OLIVEIRA MIRAGAIA • CDC CIDADE KEMEL • CDC GREGÓRIO PEREIRA FALCONERES • CDC JARDIM DAS OLIVEIRAS • CDC JOSÉ AMÂNCIO FERNANDES • CDC MAMONAS • CDC PARQUE VEREDAS • CDC VILA CURUÇÁ VELHA • CE VILA CURUÇÁ • CEU VILA CURUÇÁ • CEU PARQUE VEREDAS • VILA CURUÇÁ PISTA DE SKATE. SÃO MATEUS: CE SÃO MATEUS • CEU ALTO ALEGRE • CEU ROSA DA CHINA • CEU SÃO MATEUS • CEU SÃO RAFAEL • RUA DE LAZER. SÃO MIGUEL: CAMPO SETE DE SETEMBRO • CDC ABELINO SOARES DE ANDRADE • CDC JARDIM HELENA • CDC PARQUE CENTRAL • CDC TIDE SETÚBAL • CE JARDIM SÃO VICENTE • CEU PARQUE SÃO CARLOS • CEU TRÊS PONTES • COLÉGIO ATAULFO ALVES.

×