Setemi News Março/2015

360 visualizações

Publicada em

Jornal Setemi News edição de março/2015

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
360
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
156
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Setemi News Março/2015

  1. 1. Ano 2 - Edição 24 Mogi das Cruzes, março de 2015 Distribuição gratuita SETEMI NEWS DESTAQUE Uma pesquisa recente indicou as 300 maiores economias metropolitanas do mundo com base na evolução do seu Produto Interno Bruto (PIB) per capita e dacriaçãodeempregos. Salvador foi a cidade que mais perdeu posições, passando do 64º lugar em 2013 do estudo para 266º neste ano, com uma queda de 0,9% do PIB per capita e um aumento de 0,5% na taxa deemprego. PÁGINA 2 CUIDADO: música alta pode levar um bilhão de jovens a surdez EDUCAÇÃO PÁGINA 5 GERAL A OMS recomenda não usar fones de ouvido durante mais de uma hora por dia, e a um nível baixo. No volume máxi- mo, o máximo permitido são apenasquatrominutos. O barulho está por toda a parte. Mas a epidemia de ruído dos dias atuais acontece, no entanto, em silêncio. Mais especifica- mente dentro dos fones de ouvi- do. PÁGINA 10 Crianças menores de 6 anos de idade só poderão ser matriculadas no ensino fundamental caso completem a idade até 31 de março. Essas crianças menores de 6 anos de idade não poderão mais ser matriculadas no ensino fundamental, conforme decisão do Superior TribunaldeJustiça(STJ). Oito de onze cidades brasileiras despencam em ranking global STJ proíbe a matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental PortoAlegrefoiasegundacida- de do país com a maior piora, ao passar do 158º para o 290º lugar. A capital gaúcha teve uma redução de 1,7% no PIB per capita e de 0,2% na taxa de emprego. Além destas, São Paulo, Campinas, Brasília, Curitiba, Vitória e Fortaleza caíram no ranking. Já Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizon- temelhoraram deposição. RECEITA Bolo de Leite Ninho PÁGINA 8 PESQUISA Os índices de QI (quociente de inteligência) estão aumentan- do em muitos lugares do mun- do. Mas o que está por trás desse aumento? Isso realmente significa que as gerações atua- is estão ficando mais inteligen- tesdoqueseus avós? É até comum ouvir pais PÁGINA 4 comentando que seus filhos são mais espertos do que eles mesmos. Fazendo isso, eles disfarçam uma observação prepotente sobre seus filhos por trás de um comentário autodepreciativo. Estamos ficando mais inteligentes? SEGURANÇA PÁGINA 9 A Lei Maria da Penha teve impacto positivo na redução de assassinatos de mulheres, em decorrência de violência doméstica, diz o estudo Avaliando a Efetividade da Lei Maria da Penha, divulgado pelo Instituto de Pesquisa EconômicaAplicada(Ipea). Lei Maria da Penha reduziu violência doméstica contra mulheres Um bolo prático e rápido de fazer. Confira essa deliciosareceita.
  2. 2. março de 2015 Oito de onze cidades brasileiras despencam em ranking global SETEMI EDITORA & COMUNICAÇÃO CNPJ 19.641.464/0001-05 Jornalista Profissional: Marcos Dantas - MTB 55235-SP Arte e Revisão: Luzia Miranda Representante Comercial: Geralda Cesário Departamento Jurídico: Dra. Virgínia M. Oliver da Silva Gráfica: Notícias do Alto Tietê Empresa Jornalística, Gráfica e Editora Ltda. (11) 4735-8005 Distribuição: Mogi das Cruzes e região ANUNCIE JÁ (11) 2867-6433 (11) 97538-0790 TODAS AS PROPAGANDAS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE Acesse: www.seteminews.com.br facebook.com/seteminews Fontes de notícias e imagens desta edição: 2 SETEMI NEWS DESTAQUE • agenciabrasil • bbcbrasil • usp.br • google images • minhavida.com.br • gazeta.com Uma pesquisa recente indicou as 300 maiores economias metropolitanas do mundo com base na evolução do seu Produ- to Interno Bruto (PIB) per capi- taedacriaçãodeempregos. Salvador foi a cidade que mais perdeu posições, passando do 64º lugar em 2013 do estudo para 266º neste ano, com uma queda de 0,9% do PIB per capi- ta e um aumento de 0,5% na taxadeemprego. PortoAlegre foi a segunda cida- de do país com a maior piora, ao passar do 158º para o 290º lugar. A capital gaúcha teve uma redução de 1,7% no PIB per capita e de 0,2% na taxa de emprego.Alémdestas,SãoPau- lo, Campinas, Brasília, Curiti- ba, Vitória e Fortaleza caíram no ranking. Já Rio de Janeiro, Recife e Belo Horizonte melho- raram deposição. Mas, de forma geral, o desem- penho das cidades do país pre- sentes no estudo decepcionou no ano passado, mesmo os das trêsquegalgaramposições. Estemêsdemarçoémuitoespe- cial, pois comemoramos o Dia Internacional da mulher no dia 08(Domingo). Sabemos que as mulheres têm seu papel de destaque e impor- tância na sociedade, principal- mente no atual modelo familiar, onde passa ser a auxiliadora presente na vida do marido e filhos. à vocês mulheres: PARABÉNS!!! Mas infelizmente não temos o que comemorar com relação a nossa economia. Fomos bom- bardeados no início deste mês com aumento de combustível e maisumavezaenergiaelétrica. Está ficando cada vez mais difícil manter as finanças esta- bilizadas diante de tanto aumentoeinflação. Precisamos urgentemente de mudanças em nosso país pois só assim poderemos ter a cer- teza de um futuro melhor para nossos filhos e netos. Vamos torcerefazernossa parte! Convidamos você a prestigiar nossos clientes, pois traba- lham com produtos de quali- dadeecompreçojusto. Se desejar entrar em contato conosco envie um e-mail para: jornalismo@seteminews.com.br. MarcosDantas-Jornalista S S SÓ AUMENTO! Gêmeos Lucas e Mateus Dantas A queda no PIB per capita foi quase uma constante entre as metrópoles brasileiras. Somen- te Recife, em 200º lugar, teve umligeiroaumento,de0,2%. Segundo Jesus Trujillo, coautor do estudo, assim como as eco- nomias de maior crescimento obtiveram um bom resultado embaladas pelo bom desempe- nho da economia nacional, o resultado ruim das cidades do Brasil é um reflexo do mau momento pelo qual passa a eco- nomiadopaís. "O ano de 2014 foi ruim para a economia brasileira. O menor crescimento chinês afetou o crescimento daAmérica do Sul, especialmente o do Brasil. Além disso, a economia global vem numa trajetória de recu- peração lenta desde a crise de 2008. Por fim, a população cresceu mais do que o PIB, gerando um impacto negativo no PIB per capita", afirma o pesquisador. "Ainda assim, sete das 11 cida- des tiveram um crescimento maior do que o da economia nacional e continuarão a ter um papel importante para a perfor- mance da economia brasileira no futuro." Mas o ano passado foi especialmente ruim para as economias metropolitanas por causa de sua dependência da produçãoindustrial. "No interior, o desempenho econômico foi melhor, porque as commodities estavam com um bom preço, mas vimos uma recessão de 4% na indústria brasileira, e também foi um ano ruim para exportação", afirmaoeconomista. "O aumento da taxa de empre- go foi a principal razão da melhora de posição do Rio no ranking, e isso ocorreu por causa dos setores de constru- ção, serviço e turismo, com a Copa e as Olimpíadas, aumen- tando também o consumo", afirma.
  3. 3. março de 2015 3SETEMI NEWS Cidadania e Participação Social S CIDADE Ser cidadão expressa um con- junto de direitos que dá à pessoa a possibilidade de participar ativamente da vida e do gover- no. Quem não exerce a cidada- nia decide, inconscientemente, nãointerferirnatomadadedeci- sões que circulam nosso dia a dia. Por extensão, a cidadania pode designar o conjunto de pessoas que gozam desses direi- tos de lutar por aquilo que dese- jam. Aparticipação pode se dar dire- tamente, por meio da democra- cia direta, como o referendo, plebiscito ou iniciativa popular, como também pode ser propos- ta a partir de meios que, junta- mente com a administração pública, pretendem cooperar para uma administração partici- pativa, que pode se dar por meio de conselhos autônomos que, apesar de não pertencerem e subordinados à administração pública, podem fiscalizar e até mesmo participar da adminis- tração nos assuntos que forem pertinenteatodacoletividade. Assim, como cidadãos, deve-se respeitar e participar das deci- sões da sociedade, exercendo a cidadania, desde o gesto de não jogar papel na rua, não pichar os muros, respeitar os sinais e pla- cas, não destruir telefones públicos, saber dizer obriga- do... até conhecer o que prefeito e vereadores estão fazendo pelo município. Não podemos permitir que o senso comum do brasileiro em não se interessar por política aumente. Os problemas do bair- roedacidadesempreserãomui- tos e a participação popular é fundamental para reivindicar e fazer com que o desejo daquele grupo de pessoas de determina- do local do município seja ouvi- doporvereadoreseprefeito. Por último, é importante assina- lar que os direitos da cidadania são, ao mesmo tempo, deveres. Pode parecer estranho dizer que uma pessoa tem o dever de exer- cer os seus direitos, porque isso dá a impressão de que tais direi- tos são convertidos em obriga- ções.Entretanto,anaturezaasso- ciativa da pessoa humana e a solidariedade natural caracterís- tica da humanidade são fatores que tornam necessária a partici- pação de todos nas atividades sociais. Quando a sociedade participar ativamente da vida política do seu bairro, teremos cada vez mais chances de ter uma cidade melhoremaisjusta. PedroKomura(PSDB) VereadoremMogidasCruzes
  4. 4. Estamos ficando mais inteligentes? março de 20154 SETEMI NEWS PESQUISA Os índices de QI (quociente de inteligência) estão aumentando em muitos lugares do mundo. Mas o que está por trás desse aumento? Isso realmente signi- fica que as gerações atuais estão ficando mais inteligentes do queseus avós? É até comum ouvir pais comen- tando que seus filhos são mais espertos do que eles mesmos. Fazendo isso, eles disfarçam uma observação prepotente sobre seus filhos por trás de um comentárioautodepreciativo. Mas um novo estudo, divulga- do pela publicação científica Intelligence, traz novas provas de que, em muitos casos, isso poderealmenteser verdade. Os pesquisadores – Peera Won- gupparaj, Veena Kumari e Robin Morris, da Universidade Kings College, de Londres des- cobriram que, em média, a inte- ligência dos seres humanos aumentou o equivalente a 20 pontos desde 1950. Conside- rando que a pontuação média de um teste de QI é 100, esse é um aumentosignificativo. Esses "ganhos de inteligência", porém, não foram distribuídos de maneira uniforme. Os índi- ces de QI, em geral, aumenta- ram de forma mais rápida em países em desenvolvimento, com os maiores saltos aconte- cendonaChinaenaÍndia. Já no mundo desenvolvido, o crescimento do QI tem sido mais contido e variável – nos Estados Unidos, por exemplo, houve um aumento contínuo, mas no Reino Unido, houve umdeclínio. A nova pesquisa é uma confir- mação real de uma tendência que os cientistas identificaram háalgumtempo. Uma explicação possível tem a ver com as mudanças na edu- cação. Na maioria dos países desenvolvidos, mais pessoas estão ficando por um período maislongonaescola,eos méto- dos de ensino evoluíram – não se resumem simplesmente a memorizar nomes, datas e fatos. Parece razoável supor que a educação esteja treinando as pessoas apensarmais. A escola, porém, prepara as S SEMINÁRIO TEOLÓGICO MISSIONÁRIO INDEPENDENTE SEMINÁRIO TEOLÓGICO MISSIONÁRIO INDEPENDENTE Crescendo na graça e no conhecimento Telefones: 11 2867-6433 (fixo) - 11 99927-0908 (vivo) - 11 97289-2484 (vivo) Rua Mário Yoshida, 683 - Vila Cintra - Mogi das Cruzes - SP - Site: www.setemiteologia.com.br CURSOS DE EXTENSÃO, PALESTRAS E WORKSHOPS: CURSOS de GRADUAÇÃO SEMIPRESENCIAIS: PÓS GRADUAÇÃO LATU SENSU: * Diversos cursos práticos de curta duração com certificado * Teologia Bíblica do Novo Testamento * Bacharel em Teologia * Básico * Médio Não perca mais tempo! Venha aprender mais da Palavra de Deus Matrícula Grátis! crianças para fazer os testes de QI de outras maneiras – o que o psicólogo Arthur Jensen tem chamado de "sabedoria dos tes- tes". Com o tempo, os alunos ficam acostumados com a pres- são de provas e com o fato de serem testados o tempo todo, e eles aprendem táticas de exames que ajudam a melhorar o desem- penho. Atualmente, praticamente todo o ensino formal, na trajetória que passa pelo primeiro e segundo grau e entra na universidade, se baseia no raciocínio hipotético", conta Flynn. "Isso é a base da lógica científica. E você está aplicando a lógica em categorias abstratas. Há ainda o fenômeno do "hot- house parenting" – pais que incentivam seus filhos a apren- derem mais rapidamente coisas avançadas para a idade deles –, o que também pode ser um fator para o crescimento do QI das novasgerações.
  5. 5. março de 2015 5SETEMI NEWS STJ proíbe matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental S EDUCAÇÃO Crianças menores de 6 anos de idade só poderão ser matricula- das no ensino fundamental caso completem a idade até 31 de março. Essas crianças menores de 6 anos de idade não poderão mais ser matriculadas no ensino fundamental, conforme decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A Corte modificou acórdão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) que permitia que crianças que completassem 6 anos após 31 de março fossem matri- culadas no ensino fundamental em Per- nambuco, desde que tivessem a capacida- de intelectual com- provada por meio de avaliação psicope- dagógica. A decisão do TRF-5 foi moti- vada por ação civil pública apre- sentada pelo Ministério Público Federal contra os critérios fixa- dos nas resoluções Número 1 e 6 do Conselho Nacional de Edu- cação(CNE). No entanto, para o ministro Sér- gio Kukina, relator dos recursos na Primeira Turma do STJ, a Lei de Diretrizes e Bases da Educa- ção (LDB) é clara ao definir que o ensino fundamental obrigató- rioinicia-seaos6anos. “A insofismável circunstância de que a criança, após a data de corte, 31 de março, pudesse completar seis anos ainda ao longo do ano letivo não indica desarmonia ou afronta ao aludi- doArtigo 32, até porque o artigo 29 da mesma LDB, de forma coerente, estabelece que o ciclo etário alusivo ao antecedente ensino infantil abarca crianças de 'até 6 anos de idade', evitando indesejado hiato etário que pudesse acarretar prejuízo aos infantes”, argumentou o minis- tro em seu voto proferido em dezembro do ano passado e divulgado peloSTJ. O relator ressaltou ainda que o critério cronológico para a inici- ação no ensino fundamental não foi definido “aleatoriamente”, mas sim precedido de diversas audiências públicas e sugestões deespecialistas. Para Sérgio Kukina, a simples leitura dos dispositivos da LDB mostra que não há ilegali- dade nas resoluções do CNE que impedem o acesso de cri- anças abaixo de 6 anos ao ensi- nofundamental. Além disso, o ministro relator destacou que a eventual modi- ficação da idade mínima para ingresso no ensino fundamen- tal por parte do Poder Judiciá- rio representaria uma “invasão de competência” na tarefa do Poder Executivo de definir diretrizes no âmbito do ensino fundamental.
  6. 6. SETEMI NEWS SETEMI NEWS LUSTRES Lustre L.223506 lâmpada E14 R$ 159,00 R$ 46,35 Pendente MT2371P Pendente SG01011P (branco ou azul) R$ 46,35 Lustre SG 1017 lâmpada E14 R$ 184,45 RUA DR. DEODATO WERTHEIMER, 2502 - MOGI MODERNO - M. CRUZES Hidráulica • Elétrica • Ferragens PISOS E REVESTIMENTOS TUDO PARA SUA CASA DO BÁSICO AO ACABAMENTO KING dl ãa oS Aceitamos todos os cartões Tel: 4796-4754 4799-0211 / 4798-2187 *Oferta válida de 01/03 a 20/03 ou enquanto durarem os estoques (no estado) SPOT Spor Sobrepor B209 (preto, branco ou dourado) R$ 9,90 Spot Embutir 0040 (no estado) R$ 6,99 Spot Embutir 113A1 R$ 7,60 Spot Embutir Plamp. E27 - 9517 preto ou branco (no estado) R$ 8,99 Spot Embutir Plamp. E27 - TK-A 31 (no estado) R$ 8,90 Pedra Canjiquinha 8186 CEUZA R$ 89,90 PISOS 34740 Incefra R$ 17,90 Piso Formigues BAUXITA R$ 11,90 Pocelanato P. Ferreira Madeira Carvalho (B) R$ 18,90 Veneziana de Alumínio 100X120 R$ 289,90 Janela Alumínio 100X120 R$ 199,90 Bacia com caixa Sabatini (Icasa) Pia Inox 120 CLASSINO R$ 99,90 Piso Vinílico várias cores R$ 59,90 Piso Calçada DELTA R$ 14,90 Gabinete Cozinha LORETO 1,50MT R$ 229,90 Porta Basculante Alumínio R$ 329,90 PRODUTOS DE QUALIDADE 046MR11 R$ 7,60 Lustre 269 1 R$ 46,35 Pendente 5284 R$ 123,90 Lustre E1114 R$ 154,00 Lustre E601263 R$ 139,00 Lustre 98406 R$ 139,00 Spot 80161 R$ 12,00 Lustre 61200 S R$ 151,90 Lustre 60141 2 R$ 139,00 9306 R$ 30,80 G 110 e 12001 R$ 30,80 Pendente SG 0041 R$ 122,45 Lustre 60137 R$ 139,00 Lustre MT 1002 R$ 184,45 SG 002 R$ 84,00 TC 730 2 R$ 139,35 março de 2015 7março de 20156 OFERTA SUPER ESPECIAL Pedra Miracema OFERTA SUPER ESPECIAL
  7. 7. Google Images -2barrasde180gdecho- colate branco ralado (para salpicar entre as camadas do recheio no boloeporcimadele); - 700 ml de leite (para molhar as camadas do bolo) Modo depreparo: março de 20158 SETEMI NEWS RECEITA Delicioso Bolo de Leite Ninho S Massa: - Na batedeira em velocidade média coloque os 8 ovos e os 300gdeaçúcaretambémovina- grebranco; - Deixe bater por 20 minutos (vai ficar tipo gemada, uma massa bemleveecheia); - Tire da batedeira e peneire aos poucos os 300 g de farinha de trigo e vá mexendo devagar com umaespátula; - Unte a assadeira e leve ao fogo médio; -Eleassa entre20e25minutos; - Deixe esfriar no forno pra não murchar; Recheioecobertura: - Coloque todos os ingredientes do recheio na batedeira (menos o chocolate ralado) e bata por 10minutos,reserve; - Rale o chocolate e deixe na geladeira pra não derreter e gru- dar. Quando o bolo estiver frio, corte-o em três partes com uma facadepão; - Coloque a primeira camada da massa e molhe com um pouco doleite,coloqueorecheio,espa- lhe bem e salpique um pouco do chocolateralado; - Coloque a segunda parte da massa e repita o mesmo proces- so comonaprimeiraparte; - É importante ser cortado em 3 partes, pra ficar bem molhadi- nhoebemrecheado; Cubra todo o bolo com o restan- te do recheio e salpique o res- tantedochocolateralado. TempodePreparo:1h00min Rendimento:10porções Ingredientes: Massa: -8ovos; - 300gdeaçúcar; -300gdefarinhadetrigo; - 4 gotas de vinagre branco ou limão (para não ficar com cheirodeovo); Recheioecobertura: - 1 manteiga extra sem sal (200g); -1latadeleitecondensado; -1latadecremedeleite; -16colheresdeleiteninho; -1gema; única dos sete grupos pesquisados que apre- sentou aumento de pre- ços. O impacto sobre o orçamento doméstico foi sentido, principal- mente, em relação à conta de luz. O valor cobrado pelo uso da energia elétrica sal- tou10,92%. Cinco dos sete grupos apurados tiveram elevações, com índices abaixo do mês anterior. Entre eles, está o de alimentação que passou de1,57%para1%.Embo- ra os preços dos itens alimentíci- os tenham subido com menos intensidade, no acumulado em 12 meses, eles ficaram 9,63% mais caros, liderando os aumen- tos. Em transportes, o índice atingiu 1%, inferior ao medido no fechamento de janeiro (1,57%). Em despesas pessoas, a taxa saiu de 1,16% para 0,07%. No grupo saúde, os pre- ços aumentaram, na média em 0,22%, menor do que em janei- ro(0,48%). Em educação, a redução no ritmo de correção foi mais expressiva, passando de 6,86% para 0,3%. No grupo vestuário, houve uma queda de 0,45%, contra variação negativa de 0,21%. O Índice de Preços ao Consu- midor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesqui- sas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, encerrou o mês de fevereiro em alta de 1,22%, mas abaixo do regis- trado no fechamento de janei- ro (1,62%). Em 12 meses, o IPC acumula alta de 7,21%, acima do apurado de feverei- rode2013a2014(4,2%). Apesar de perder força, a inflação no foi pressionada pelo grupo habitação que pas- sou de 0,41% para 1,82%. Essa classe de despesa foi a Gastos com habitação pressionam inflação em São Paulo, mostra Fipe ECONOMIA S Dicas para tirar manchas: Você manchou sua peça de roupa preferida e não sabe como resolver? Veja as dicas abaixo: 1. Caneta: Deixe a roupa de molho por algumas horas em uma mistura de leite e vinagre. 2. Graxa: Coloque um pouco de margarina vegetal sobre a mancha de graxa, deixe por alguns minutos e depois lave com água e sabão. 3. Chiclete: Use o lado sem corte de uma faca para tirar o excesso. Em seguida, passe gelo sobre o chiclete. Ele vai endurecer e se soltar do tecido com facili- dade. S
  8. 8. março de 2015 9SETEMI NEWS Dengue: alerta na cidade de São Paulo A primeira morte por dengue na capital paulista foi confir- mada pelo Instituto Adolfo Lutz, da rede estadual de saú- de. A vítima era uma idosa, com aproximadamente 80 anos, moradora da Freguesia do Ó, zona norte da cidade, de acordo com a Secretaria de SaúdedoEstado. A prefeitura divulgou o últi- mo balanço sobre a situação da dengue na cidade no final de Fevereiro. No período de 4 de janeiro até 14 de fevereiro, 2.708 casos foram notificados e 563 foram confirmados autóctones (contraídos no município). No estado, os dados são referentes aos meses de janeiro e fevereiro e mos- tram 38.714 casos de dengue. A doen- ça matou 32 pesso- as, incluindo aquela c o n fi r m a d a n a capitalpaulista. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, informou que, nos dois primeiros meses do ano, houve aumento de 139% nos casos notificados de dengue no país, em relação ao mesmo período do ano passado. Em janeiro e fevereiro de 2015, foram 174,67 mil registros, contra 73,13 mil noprimeirobimestrede2014. Sintomasdadengue: Os sintomas da dengue iniciam de uma hora para outra e duram entre 5 a 7 dias. Os principais sinaissão: - Febre alta com início súbito (39°a40°C); -Fortedordecabeça; - Dor atrás dos olhos, que piora comomovimentodos mesmos; -Perdadopaladareapetite; - Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, prin- cipalmente no tórax e membros superiores; -Náuseasevômitos; -Tontura; -Extremocansaço; -Molezaedornocorpo; - Muitas dores nos ossos e arti- culações; - Dor abdominal (principal- menteemcrianças). Os sintomas da dengue hemor- rágica são os mesmos da den- gue clássica. A diferença é que a febre diminui ou cessa após o SAÚDE S terceiro ou quarto dia da doença e surgem hemorragias em fun- ção do sangramento de peque- nos vasos na pele e nos órgãos internos. Quando acaba a febre começam a surgir os sinais de alerta. Na dengue hemorrágica, o qua- dro clínico se agrava rapida- mente, apresentando sinais de insuficiência circulatória. A baixa circulação sanguínea pode levar a pessoa a um estado dechoque. Embora a maioria dos pacientes com dengue não desenvolva choque, é necessário estar em alerta, pois quando não tratada, pode levar a pessoa à morte em até24horas. Lei Maria da Penha reduziu violência doméstica contra mulheres SEGURANÇA A Lei Maria da Penha teve impacto positivo na redução de assassinatos de mulheres, em decorrência de violência doméstica, diz o estudoAvali- ando a Efetividade da Lei Maria da Penha, divulgado peloInstitutodePesquisaEco- nômica Aplicada (Ipea). De acordo com o instituto, a lei fez diminuir em cerca de 10% a projeção anterior de aumen- to da taxa de homicídios domésticos,desde2006,quan- do entrou em vigor. “Isto implica dizer que a Lei Maria da Penha foi responsável por evitar milhares de casos de vio- lência doméstica no país”, diz o estudo. Enquanto a taxa de homicídios de homens, ocorridos em casa, continuou aumentando, a de mulheres permaneceu pratica- mente no mesmo patamar. “Aparentemente, a Lei Maria da Penha teve papel importante para coibir a violência de gêne- ro, uma vez que a violência generalizadanasociedadeesta- va aumentando. Ou seja, num cenário em que não existisse a Lei Maria da Penha, possivel- mente as taxas de homicídios de mulheres nas residências aumentariam”. Os dados do Ipea mostram que, no Brasil, a taxa de homicídios de mulheres dentro de casa era de 1,1 para cada 100 mil habi- tantes, em 2006, e de 1,2 para cada 100 mil habitantes, em 2011. Já as mortes violentas de homens dentro de casa passa- ram de 4,5 por 100 mil habitan- tes, em 2006, para 4,8, em 2011. Nesse caso,estãoincluídosvári- os fatores, além de violência doméstica. “Se não tivesse havido a Lei Maria da Penha, a trajetória de S homicídiosdemulheresnoBra- sil teria crescido muito mais. Homicídios como um todo aumentaram [no país], mas, na contramão dessa direção, a Lei Maria da Penha conseguiu con- ter os homicídios de mulheres dentro de casa”, relatou o dire- tordoIpea,DanielCerqueira. Av. Alexandrina de Paula, 750 Vila Cintra - Mogi das Cruzes Tel.: (11) 4312-9627 Cel.: (11) 94766-1105 ID 35*22*52266 E-mail: gruposupremo@outlook.com PORTARIA ZELADORIA LIMPEZA VIGILÂNCIA• • • SEGURANÇA COM CÃO LIMPEZA PÓS-OBRA• SEGURANÇA ELETRÔNICA MONITORAMENTO 24H•
  9. 9. março de 201510 SETEMI NEWS Cuidado: música alta pode levar um bilhão de jovens a surdez GERAL A OMS recomenda não usar fones de ouvido durante mais de uma hora por dia, e a um nível baixo. No volume máxi- mo, o máximo permitido são apenasquatrominutos. O barulho está por toda a par- te. Mas a epidemia de ruído dos dias atuais acontece, no entanto, em silêncio. Mais especificamente dentro dos fones de ouvido. Ninguém está a salvo dela, mas o pro- blema, que já se tornou crôni- co, afeta particularmente os jovens. A Organização Mundi- al de Saúde (OMS) alerta que 1,1 bilhão de jovens em todo o mundo correm risco de sofrer perda auditiva devido à exposi- ção ao barulho causada por seus hábitosdiários. Nos países desenvolvidos, a situação é tão grave que, de acordo com estimativas, mais de 43 milhões de pessoas, entre 12 e 35 anos, já sofrem de sur- dezincapacitante. Em um relatório publicado por ocasião do Dia Internacional do Cuidado Auditivo, come- morado neste mês de Março, a OMS estimou que 50% dessa faixa etária (12 a 35 anos) está exposta a riscos pelo uso exces- sivo de tocadores de mp3 e smartphones,e40%pelosníve- is de ruído prejudiciais de dis- cotecasebares. Especialistas avaliam que 85 decibéis (dB) até 8 horas é o nível máximo de exposição sem riscos a que um ser humano pode se submeter. Esse período de tempo diminui na medida em que a intensidade do som aumenta. Não se trata de uma tarefa fácil, especialmente con- siderando que o volume de dis- S positivos de áudio pessoais, como tocadores de mp3, pode variar entre 75 dB e 136 dB no nível máximo. O relatório da OMS recomenda, contudo, que as pessoas usem esses apare- lhos não mais do que uma hora pordiaeaumvolumebaixo. PASSATEMPO S E-mail: artediagramacao@seteminews.com.br Serviços Gráficos com rapidez e qualidade! Preços Imperdíveis!!! Flyer 90g A partir de R$ 210,00 (5.000 unidades) Cartão de Visita A partir de R$ 49,00 (1.000 unidades) Tel: 2867-6433 Cel: 99927-0908 Artes Gráficas ETEMIS Preencha o quadro com números de 1 a 9. Não vale repetir!
  10. 10. março de 2015 11SETEMI NEWS SERVIÇOS CLASSIFICADOS SETEMI NEWS ALIMENTAÇÃO AUTOS E AFINS MODA, BELEZA E ACESSÓRIOS Salão de Beleza Stephany Hair R. Capitão Joaquim de Melo Freire, 1451 Vl. Cléo - Mogi das Cruzes - SP 2312-1624 / 96404-8090 / 99934-7655 Venda de cabelos naturais e Kanekallon SETEMI NEWS Informação e oportunidade!
  11. 11. março de 201512 SETEMI NEWS TEL: 4723-2420 VENHA CONFERIR: NOSSA OBRIGAÇÃO É VENDER BARATO!!! AV. LOURENÇO DE SOUZA FRANCO, Nº 504 JUNDIAPEBA - MOGI DAS CRUZES PISOS À PARTIR DE R$ 6,99 EXTRA PAGAMENTO FACILITADO EM ATÉ 3X, 6X E 10X S/ JUROS* *CONSULTAR CONDIÇÕES NA LOJA PORTA LISA FORRO PVC CIMENTO COLA AC1 MASSA CORRIDA PORTA DE ALUMÍNIO TINTA LÁTEX OPUS GABINETE À PARTIR GRAFIATO E TEXTURA NÃO PERCA! A T A C A D Ã O MOGI PISOS Rogério Blanco Liquidação TOTAL Preços IMBATÍVEIS

×