Liderança cristã

25.057 visualizações

Publicada em

"Apostila introdutória produzida para ministração do Seminário sobre Liderança Cristã da Igreja Assembléia de Deus Central de Turiaçú."

Publicada em: Espiritual
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
25.057
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
885
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liderança cristã

  1. 1. Seminário “Liderança Cristã”Introdução ao conceito de Liderança no cotidiano CristãoAPOSTILA DO PARTICIPANTE Nome:Local: Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Turiaçú – IEADCDias: 23 e 30 de março de 2012.Professor: Diego Rocha
  2. 2. ____________________________________________________________________________________ 2Sobre o autor:GRADUAÇÃOGestão de Recursos Humanos pela Universidade Castelo Branco – UCB, conclusão 2010.Licenciatura em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, emandamento.Bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica e Cultural da Bahia – FATECBA, emandamento.ESPECIALIZAÇÃOPós-Graduação Lato-Senso em Docência do Ensino Superior pelo Instituto A Vez doMestre – IAVM/ Universidade Cândido Mendes – UCAM, conclusão em 2012.CURSOSSaúde, Desastres e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro –UFRJ.Básico em Defesa Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.Assistente Administrativo pelo SENAI.Gestão Empresarial pela Unidade Corporativa.Capelania Pós-Desastres pela Subsecretaria de Defesa Civil do Rio de Janeiro - SUBDECRecrutamento e Seleção pelo SEBRAE.EXPERIÊNCIASuperintendente e Professor da Escola Bíblica Dominical por mais de 4 (quatro) anos.Responsável por Evangelismo da Caravana Missionária Resgatando Almas – EMICRA.Cofundador do trabalho social Casa Criança no bairro Vitória – Campo Grande.Instrutor de Agentes de Saúde e Responsável pelo setor de Programas e Projetos doCentro de Treinamento para Emergências – CETREM da Subsecretaria de Defesa Civil daCidade do Rio de Janeiro.CONTATOS:DIEGO ROCHA BRAGA DE ARAÚJOCel.: (21) 8808-9599Tel.: (21) 2411-0396e-mail: diego.rocha_evangelista@hotmail.comBlog: DiegoRBAraujo.blogspot.comRedes Sociais: twitter.com.br/DiegoRBAraujo e facebook.com/DiegoRBAraujo____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  3. 3. ____________________________________________________________________________________ 3 INTRODUÇÃOO que é Liderança?Liderança é o processo de conduzir um grupo de pessoas a um objetivo comum.Quem é o líder?Líder é aquele que recebe tal responsabilidade, assumindo o compromisso de levar ogrupo àquele objetivo. Portanto, entende-se que o ato de liderar requer conhecimentos específicos,técnicas de relacionamento e um aprendizado contínuo no convívio com as pessoas. Porisso não se pode confundir a função administrar com a de liderar pessoas, pois ahabilidade de conduzir administrativamente uma igreja e controlar bem suas finanças, nãocredencia ninguém como um verdadeiro líder. Por isso exige-se do líder o estabelecimentode objetivos claros e alcançáveis, pois a falta destes mostrará a deficiência de umaliderança que nunca sabe o que alcançou e que lidera um grupo sem destino e conquistas,consequentemente um grupo sem motivações. Além dos objetivos, precisa-se decomprometimento com pessoas, pois não há como liderar coisas, lidera-se pessoas.1.1 ESTILOS DE LIDERANÇAAutocrática: todas as ações estão focadas no líder, sem que haja qualquer participação dogrupo, é ele quem determina as providências e as técnicas para a execução das tarefas;É caracterizado pela decisão unilateral, sem abertura de espaço para novos líderesdesenvolverem seu potencial. Suas características mais marcantes são a EXIGÊNCIA e ofoco nos “resultados” em detrimento das pessoas;Democrática: a ênfase é no líder e nos subordinados, o grupo debate e decide asdiretrizes, há estímulos e assistência do líder para com os subordinados, o grupo esboça asprovidências e as técnicas para atingirem o alvo esperado ou a meta principal da empresa.O líder coloca seu foco nas pessoas e não no objetivo, por isso a decisão é sempre coletiva____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  4. 4. ____________________________________________________________________________________ 4e não particularizada.Liderança Laissez-Faire (Liberal) - criada por Lippitt e White, e tem por característica aausência de liderança. O significado da palavra Laissez-faire em língua francesa querdizer literalmente "deixai fazer, deixai ir, deixai passar". Neste estilo o liderado possuitotal autonomia, pois atingiu um alto grau de maturidade, comprometimento eresponsabilidade. Isso o exclui de um supervisão mais acentuada advinda do líder.1.2 PRÍNCIPIOS DE LIDERANÇA O ato de liderar é um capacidade instituída por Deus, por isso existem inúmerosprincípios compatíveis com as Sagradas Escrituras que servem de base para o aspirantes aLiderança Cristã. Segundo o Pastor Josias Moura existem pelo menos nove princípios deliderança, os quais são: 1.2.1 Os líderes tocam o coração antes de pedir ajuda: Para liderar-se basta apenas usar a cabeça, no entanto para liderar pessoas é neces-sário a utilização do coração. O êxito da gestão está no quanto a liderança consegue co-nhecer da sua equipe individualmente e de como fará para estimular a emoção de cadamembro em particular. Se esta ligação for firme, a possibilidade de consenso e união serãogigantes. 1.2.2 O potencial de um líder é determinado pelas pessoas mais próximas dele: Liderança são pessoas, por isso a capacidade do grupo escolhido pelo líder deter-minará o potencial de alcance da equipe, ou seja, se as pessoas são fortes, o líder pode rea-lizar grandes coisas, se são fracas, nada feito. Quando a isso, observa-se a impossibilidadede uma Liderança Solitária, pois o só não lidera ninguém 1.2.3 Não existe sucesso do dia para a noite. Liderança é aprendizado: A diferenciação entre os lideres dos seguidores reside na habilidade de desenvolvi-mento continuado, ou seja, o líder consegue manter um aprendizado constante e com issoestá sempre aperfeiçoando suas habilidades. Líderes são aprendizes e entendem a Lideran-____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  5. 5. ____________________________________________________________________________________ 5ça como investimento que rende juros, mas exige muito: respeito, experiência, força emo-cional, habilidade com pessoas, disciplina, visão, ímpeto e senso de oportunidade. 1.2.4 A verdadeira medida da Liderança é a influência – nada mais, nada menos: A característica do alcance da excelência na Liderança esta no fato de as pessoas oseguirem aonde você for, mesmo que por mera curiosidade. Portanto entende-se que averdadeira liderança não pode ser concedida, nomeada ou atribuída. 1.2.5 Qualquer um pode pilotar o barco, mas só um Líder sabe traçar o percurso: Segundo Leroy Eims: “ O líder é aquele que vê mais do que os outros, que vê maislonge do que os outros, que vê antes dos outros”. Saber administrar retamente e com exa-tidão não credencia uma pessoa como líder, pois as pessoas precisam de líderes capazesde navegar eficientemente. Os navegadores vislumbram a viagem com antecedência. 1.2.6 Quando o verdadeiro líder fala, as pessoas ouvem: Os olhos revelam (em uma reunião): Quando alguém fez uma pergunta, para quemolham as pessoas? Quem. elas esperam ouvir? O verdadeiro teste de liderança não é oponto de partida, mas o ponto de chegada. 1.2.7 Sete aspectos fundamentais na vida dos líderes que os fazem se destacar: Caráter, Relações, Conhecimento, Intuição, Experiência, Êxitos passados e Capa-cidade. 1.2.8 Só líderes seguros delegam poder aos outros: O líder não precisa excluir os liderados com potencial de liderança ou com habili-dades extraordinárias em determinada tarefa. O importante é extrair o máximo de potenci-al desta equipe e delegar funções e tarefas aos seus seguidores. Todavia existem líderesque descartam os líderes fortes, esquecendo-se que a boa liderança é constatada quando setem a capacidade de perceber homens competentes que façam o que se quer que faça, equando o líder tem autodomínio para não se intrometer no trabalho desses homens.____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  6. 6. ____________________________________________________________________________________ 6 1.2.9 Credibilidade: As propostas “absurdas” do líder fazem com que os liderados fiquem receososacerca deste caminho novo apontado pelo líder, contudo a confiança e a credibilidade queeste possui faz com que todos o concedam uma oportunidade de provar sua assertividadenesta decisão. Quanto a isso, compreende-se que a experiência somada a credibilidade sãofundamentais para a adesão da equipe as decisões do líder.1.3 REQUISITOS PARA SER UM BOM LÍDER: Tanto os que são líderes como os que esperam ser, devem estar conscientes dos se-guintes requisitos e conceitos: • Capacidade de liderança é um dom de DEUS. • Essa capacidade dever ser desenvolvida pela educação, instrução e treinamento • No reino de DEUS a liderança dever ser exercida por aqueles que demonstram de- sejo de servir e não de “aparecer”. O evangelho em si é um serviço de DEUS aos homens e destes aos seus semelhantes. Examine-se e veja se o seu desejo é moti- vado pelo desejo de servir ou, de ser reconhecido. • Facilidade de expressão e conhecimentos gramaticais ajudam o líder na tarefa de “comunicar”. Quanto melhor fora a vida devocional do líder, melhor será a sua li- derança. • Todo líder deve conhecer “regras parlamentares”. Isso o ajudará na direção de reu- niões ou assembleias de caráter administrativo. • Ao líder não pode faltar o conhecimento básico de “boas maneiras”; isso o ajudará no seu intercâmbio social. • Conhecimento específico e profundo do que diz respeito ao seu campo de ação e generalizado, em outros assuntos, são necessários ao bom líder. • Firmeza, humildade e amor, precisam estar juntos, sempre, na ação do líder evan- gélico. Pontualidade nos compromissos e horários, deve ser uma característica marcante do líder cristão.____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  7. 7. ____________________________________________________________________________________ 7 • Não se pode exercer uma boa liderança sem conhecimento profundo da vida e dos problemas dos liderados. • Para ocupar um posto de liderança é preciso conhecer bem a história, princípios, leis, estatutos, regimento e tudo mais que diga respeito à organização onde será exercida a liderança. • Conhecer bem as Escrituras e as Doutrinas que caracterizam o grupo, igreja ou de- nominação, são essenciais a uma liderança capaz e eficiente. • Acerto na escolha de auxiliares dará tranquilidade ao líder. • Administração em grupo (diretoria) com distribuição de tarefas, deverá manter a unidade na pluralidade de ação.1.4 LIDERANÇA DE JESUS Objetivo: livrar os homens do pecado originado no Éden e cumprir o plano de Salva- ção; Comunicou: a mensagem de seu Pai em uma linguagem entendível ao povo da época em uma língua comum na Palestina, aramaico. Seus principais temas eram o amor e nova vida; Planejou: quando especificou seus desejos aos discípulos e escolheu 12 homens para a liderança, treinando-os durante 3 anos. Delegou: a missão de espalhar a mensagem de salvação a todo o mundo. Inovou: ao romper com as antigas tradições religiosas da época e buscou um ensino ao ar livre, de forma a alcançar as prostitutas, os cobradores de impostos e os pecado- res. A partir daí curou no sábado e debateu com os mais sábios entre os religiosos. Motivou: ao enviar o Consolador prometido aos seus discípulos. Este episódio foi de- terminante para o levante dos cristãos que estavam em esconderijos, todos com espíri- to de medo ocasionado pela morte do Messias. A partir daí a Igreja cresceu extraordi- nariamente.1.5 A ESCALA DE VALORES DO LÍDER CRISTÃO O líder cristão é diferente de todos os outros, pois a Bíblia é o seu manual____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  8. 8. ____________________________________________________________________________________ 8balizador e por isso as suas decisões são mediadas e medidas pelos princípios expressosnos mandamentos cristãos. Sendo assim suas prioridades sempre giram em torno dosseguinte itens:1º CRISTO: É o principal ajudador do líder, por isso é o primeiro em qualquer momentoou circunstância e nenhuma possibilidade de atuação exclui o Messias.2º PESSOAS: São fundamentais para um líder, pois através delas que surge a liderança.Sendo assim, faz necessário um conhecimento detalhado de cada componentes da equipe.3º IGREJA: É o local de concentração dos lideres cristãos, onde se pode assumirposições no trabalho cristão e potencializar pessoas para o alcance de determinadosobjetivos.4º EU: Após o cumprimento de todos os desafios da liderança Cristã, o líder busca sanarsuas próprias pendências. Neste ponto consegue-se atender a sua família e suas particula-ridades. Esta escala parece até contraditória, mas o fato é que assumir uma posição no ser-viço cristão é escolher cumprir a vontade de Cristo em qualquer momento ou circunstân-cia. Sendo assim, prioriza-se pessoas em detrimento de sua própria vontade, o fato é negara si mesmo para servir ao próximo. Dentre os objetivos temos: o “Servir a Cristo e Seu Reino, como embaixadores”(Mt 6.33,2 Co 5.19-20); também o priorizar as “Almas” (Mt 28.18-20); o método de ser“Missionário, através do Corpo de Cristo (a Igreja)” (Mt 16.18-19); e a condição de ser o“eu” (Mc 19.35, Lc 9.46-48) o menor servo.1.6 DIFERENÇA DO LÍDER NATURAL PARA O ESPIRITUAL Segundo o pastor Walter Santos da Igreja Batista Sião em Salvador existemdiferenças entre o líder natural do espiritual, as quais são:O Líder Natural  É autoconfiante____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  9. 9. ____________________________________________________________________________________ 9  Conhece os homens  Toma as próprias decisões  Usa os próprios métodos  Gosta de comandar os outros (e ser obedecido)  É motivado por questões pessoais  É independente.Bem diferente, portanto, do Líder Espiritual, o qual:  Confia em Deus  Conhece os homens e conhece a Deus  Faz a vontade de Deus  É humilde  Usa o método de Deus  Busca obedecer a Deus  É motivado pelo amor a Deus e aos homens  Dependência de Deus Além do mais, o líder cristão deve entender que: • Nada se faz sem consultar a DEUS. Um razoável período de oração deve pre- ceder cada decisão. • Nada se faz que não seja do interesse ou para o bem geral do grupo. • Nada se faz sem a aceitação do grupo. A unanimidade nas decisões é o ideal. Mais de dez por cento do grupo contrário a qualquer decisão, deve fazer com que o assunto fique sobre a mesa para reestudo. • Nada se faz sem consultar pessoas que já tiveram o mesmo problema ou pes- soas mais experimentadas. • Nada se faz sem ouvir opiniões contrárias, quando há. Nada se faz sem estudar as várias soluções oferecidas. Nada se faz sem estudar as vantagens e desvan- tagens. • Nada se faz sem ter, pelo menos, três orçamentos (em se tratando de serviços entregues a terceiros).____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  10. 10. ____________________________________________________________________________________ 10 • Nada se faz sem avaliar as possibilidades econômicas e financeiras. • Nada se faz sem organizar um esquema de execução.1.7 LIDERANÇA – BARREIRAS E ERROS • Barreiras à delegação do poder • Desejo de segurança e “status” – O único líder verdadeiro é aquele que se repro- duz! • Resistência à mudança. • Falta de auto-estima. • Só os líderes seguros são capazes de doar. • As melhores coisas acontecem somente quando você dá a fama aos outros.1.8 LÍDER MEDÍOCRE A mediocridade é uma das características do ser humano que não combinam com olíder, pois segundo o Dicionário Aurélio esta palavra se caracteriza por falta de relevo ouvulgaridade, ou seja, o indivíduo não é bom nem mau. Sendo assim vejamos algumas ati-tudes de um líder medíocre: ESTÁ SEMPRE CERTO: ele não aceita perder nunca, por isso tem sempre ga- nhar uma discussão, nem que para isso tenha que forçar as pessoas a concordarem com sua opinião e a realizarem todas as tarefas do seu jeito. Isso porque o seu ego nunca permite que eles aceitem que estão errados ou que cometeram um erro. Isso acaba destruindo qualquer possibilidade de criatividade ou inovação dentro da equipe. PERDE FACILMENTE A CALMA: ele acaba utilizando esta raiva e destempera- mento para intimidação dos liderados e como forma de controle emocional.____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  11. 11. ____________________________________________________________________________________ 11 EXTERNA SEUS PROBLEMAS CULPANDO OS OUTROS: com esta atitude ele não soluciona os problemas e nem evita que surjam novos, ao invés disso, ele faz aumentar o ressentimento e a desmotivação da equipe. POUCA TOLERÂNCIA E NENHUMA PACIÊNCIA: usa o desrespeito como arma de dominação, com isso diminui a sua equipe e cria um ambiente muito de- sagradável, no qual contribui para matar a motivação e energia de todos os lidera- dos. NÃO CONSEGUE CONTROLAR-SE: ele precisa estar no controle permanente- mente, pois quando alguém comanda sente-se perdido e desconfortável. Ao seu entender ele possui todas as respostas, e por isso acha que sempre devem ser a resposta certa ou mais adequada a situação. MEDO DE DELEGAR: ele trata seus iguais como seguidores desprovidos de cog- nição, que estão a postos para cumprir suas ordens “da sua melhor maneira possí- vel”. Esta atitude contribui para acabar com a liberdade de expressão, com a diver- sidade e com qualquer possibilidade de mudança interna. SEM PROPÓSITO MAIOR NA VIDA: baseia sua prática na busca excessiva por melhora nas estatísticas, em detrimento das pessoas que compõem sua equipe. Para isso cobram demasiadamente e perturbam o ambiente ao invés de estimular as pessoas. NÃO TÊM HABILIDADE DE RECONHECER SINCERAMENTE: o seu conhe- cimento da equipe baseia-se no resultado produtivo que as mesmas apresentam e não pelo que elas são efetivamente. Por não serem capazes de lidar com suas pró- prias emoções, eles se abstêm de lidar com as emoções dos outros. BAIXÍSSIMA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: em sua grande maioria ele é for- mado em Universidades de altíssimo nível, por isso apresentam alto grau de inteli- gência e muito conhecimento técnico. No entanto ele é desprovido de habilidade de relacionamento, devido a sua pobreza nas qualidades pessoais, de personalida- de e caráter, que são fundamentais para liderar e inspirar uma equipe.____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  12. 12. ____________________________________________________________________________________ 12 SEM AUTENTICIDADE E HONESTIDADE: ele utiliza pequenas mentiras, mei- as verdade ou falsas promessas com objetivo de ludibriar o público, mas esquece que pequenas atitudes contribuem para a sua ruína. As pessoas podem esquecer do que foi dito ou feito a elas, no entanto jamais esquecerão das pessoas que o fize- ram.1.9 CINCO PILARES DO SERVIÇO CRISTÃODEUS quando chama tem um trabalho para lhe dar. No reino de DEUS não há banco dereserva.DEUS quando chama tem um local para você servi-Lo. Isso não significa que o seu traba-lho não possa ser itinerante.DEUS quando chama, capacita o obreiro para o trabalho, ou dá o trabalho de acordo coma capacidade do obreiro.DEUS quando chama tem um salário razoável para o obreiro. ELE não pode ser um maupatrão.DEUS quando chama tem a solução para todos os problemas que essa chamada porventu-ra possa ocasionar.1.10 ORGANOGRAMA DAS IGREJAS MASCULINO Ministério APÓSTOLO (Em poucas), BISPO (Em algumas), PASTOR, PRESBÍTERO, EVAN- GELISTA E MISSIONÁRIOS (Em algumas) Obreiros DIÁCONO, TRABALHADOR E COOPERADOR (Em algumas) FEMININO Ministério PASTORA (Em algumas), PRESBÍTERA E EVANGELISTA (Em poucas) E MISSIO- NÁRIA. Obreiras DIACONISA, TRABALHADORA E COOPERADORA (Em algumas)____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã
  13. 13. ____________________________________________________________________________________ 13 Em Efésios 4:11 – 12 o apóstolo Paulo diz: “ E ele mesmo deu uns para apóstolos,e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outro para pastores e doutores, queren-do o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para a edificação do corpo deCristo,” . Em 1 Coríntios 12: 28 Paulo fala ainda mais, pois diz: “E a uns pôs Deus naIgreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar , profetas, em terceiro, doutores, de-pois, milagres, depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Existe hierarquia eclesiástica? Quem é o líder? Será que socorros é menor que mi-lagres? Pastores são superiores aos evangelistas? Onde se aplica a Liderança Cristã? CONCLUSÃO Há muitos desafios para a atual Liderança Cristã. Segundo Wiersbe (apud Pr. Wal-ter Santos Baptista) “Paulo exclamou com as veras da sua alma: "não me envergonho doevangelho!" E sugere que talvez o evangelho afirme: "(mas) eu me envergonho dos cris-tãos". Quanta coisa tem sido praticada em nome do evangelho, com aparência de evange-lho, com linguagem de evangelho, e tem dado como resultado superficialidade de convic-ções, confusão mental e espiritual, e enfraquecimento da fé porque os líderes, pastores ounão, têm aberto campo para a falta de ética, para a manipulação dos sentimentos, para afalta de integridade”. Portanto neste século precisamos de uma liderança pura e santa. Que veja nos prin-cípios bíblicos a fonte de conhecimento e o respaldo para as tomadas de decisão. Não po-demos baixar a guarda para o Diabo, pois cada dia mais ele tentará nos parar na Obra doSenhor, mas temos por certo que se resistirmos ao Diabo e nos sujeitarmos a Deus, ele fu-girá de nós.____________________________________________________________Seminário sobre Liderança Cristã

×