Projeto Alerta nas Escolas 2013

993 visualizações

Publicada em

Este projeto consiste em uma simulação de evacuação realizada nas escolas para treinar alunos residentes em comunidades que possuem o Sistema de Alerta e Alarme para atuarem na mobilização dos seus familiares em situações de emergência.

A sua aplicabilidade pode ser útil em inúmeras outras situações emergências, tais quais incêndios, inundações, rompimento de tubulações, confronto armado, etc. A Defesa Civil objetiva transformar esse projeto em um poderoso instrumento didático de conscientização e preparação do público escolar para atuar em qualquer eventualidade que de alguma maneira possa acometer a unidade escolar, seja esta próxima de áreas de alto risco geológico ou não.

Em 2011 o Projeto Alerta nas Escolas foi realizado em 25 (vinte e cinco) escolas, em ambos os turnos, conseguindo um alcance total de cerca de 9.000 alunos, dos quais 1.270 foram capacitados para atuar como monitores na evacuação dos colegas das séries inferiores. Na retomada do projeto em 2012 houve um aumento no número de unidades escolares, 48, só que em apenas um turno, manhã ou tarde. Neste ano houve um alcance total de cerca de 10.300 alunos, dos quais 1.426 alunos foram formados agentes jovens de Defesa Civil em uma grande formatura, onde cada um recebeu 1 (um) colete, 1 (um) certificado e 1 (um) calendário 2013.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Alerta nas Escolas 2013

  1. 1. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E DEFESA CIVIL SUBDEC – SUBSECRETARIA DE DEFESA CIVIL “PROJETO ALERTA NAS ESCOLAS” CETREM - CENTRO DE TREINAMENTO PARA EMERGÊNCIAS RIO DE JANEIRO – RJ JANEIRO – 2013
  2. 2. 1 – INTRODUÇÃO A Cidade do Rio de Janeiro, com seus mais de 6 milhões de habitantes, possui problemas como qualquer outra grande metrópole. Além disso, o nosso município possui características bastante peculiares. Trata-se de uma cidade espremida entre o mar e a montanha que sofreu uma ocupação desordenada durante décadas que ocasionou em uma alta densidade populacional nos morros com risco geológico. Como conseguinte, as chuvas torrenciais de verão provocam graves danos não apenas ambientais e materiais, mas principalmente Danos Humanos, entre os quais os óbitos, causados por Deslizamentos de Encostas. O desastre ocorrido entre os dias 05 e 07 de abril de 2010, no qual 67 pessoas morreram, todas moradoras de comunidades carentes localizadas em encostas, representou um marco nas ações do Sistema Municipal de Defesa Civil. Desde então diversas ações foram fortalecidas e muitas outras foram iniciadas com o objetivo de tornar as comunidades mais resilientes, ou seja, com maior capacidade de adaptação para absorver os impactos de eventos adversos, bem como possibilitar um rápido retorno a normalidade. A Defesa Civil Municipal (Subsecretaria de Defesa Civil – SUBDEC) vem desenvolvendo o Programa de Proteção Comunitária, que engloba os projetos: Capacitação e Treinamento dos Moradores, Sistema de Alerta e Alarme Comunitário e Defesa Civil nas Escolas. Além disso, promoveu o Fortalecimento Institucional. Em 2011 o Projeto Alerta nas Escolas foi realizado em 25 (vinte e cinco) escolas, em ambos os turnos, conseguindo um alcance total de cerca de 9.000 alunos, dos quais 1.270 foram capacitados para atuar como monitores na evacuação dos colegas das séries inferiores. Na retomada do projeto em 2012 houve um aumento no número de unidades escolares, 48, só que em apenas um turno, manhã ou tarde. Neste ano foi houve um alcance total de cerca de 10.300 alunos, dos quais 1.426 alunos foram formados agentes jovens de Defesa Civil em uma grande formatura, onde cada um recebeu 1 (um) colete, 1 (um) certificado e 1 (um) calendário 2013. A simulação de evacuação não significa apenas treinar alunos residentes em comunidades que possuem o Sistema de Alerta e Alarme para atuarem na mobilização dos seus familiares em situações de emergência. A sua aplicabilidade pode ser útil em inúmeras outras situações emergências, tais quais incêndios, inundações, rompimento de tubulações, confronto armado, etc.
  3. 3. A Defesa Civil objetiva transformar esse projeto em um poderoso instrumento didático de conscientização e preparação do público escolar para atuar em qualquer eventualidade que de alguma maneira possa acometer a unidade escolar, seja esta próxima de áreas de alto risco geológico ou não. 2 – OBJETIVO GERAL Incorporar conceitos de Prevenção de Desastre e/ou Acidentes à educação escolar por intermédio da mobilização do Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Fortes nas Escolas da Rede Pública Municipal do Ensino Fundamental para a redução dos riscos de desastres locais, o treinamento de desocupação das áreas de risco para as áreas seguras e a elevação dos níveis de segurança comunitária contra desastres. 3 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS Realizar Exercícios Combinados e Simulados de Desocupação das Áreas de Risco Geológico para os Pontos de Apoio, em escala reduzida, com os Alunos das Escolas da Rede Pública Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro. 4 – PÚBLICO ALVO 4.1 – UNIDADES ESCOLARES Propõe que no ano de 2013 o projeto seja retomado em algumas Escolas Públicas Municipais localizadas no entorno das 103 (cento e três) comunidades que possuem o Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Fortes – A2C2, em função da maior facilidade de produzir significado para a evacuação preventiva dos alunos em comparação a realizada com os moradores. Serão 45 Escolas, cuja relação se encontra no anexo I (Relação de escolas). 4.2 – NÍVEL DE INSTRUÇÃO DOS ALUNOS O projeto será executado com alunos do 5º ano (antiga 4ª série), que é o último ano do 1º segmento do Ensino Fundamental, podendo ser capacitados alunos do 6º ano em unidades escolares onde esse público é regido por um único professor multidisciplinar. A faixa etária 3
  4. 4. regular destes alunos é entre 10 e 11 anos, porém é comum a presença de alunos (atrasados) de 12 ou mais anos de idade. Os alunos que participarem do Exercício Simulado serão cadastrados junto a Defesa Civil. Convém ressaltar que o Simulado de Desocupação e as Atividades Lúdicas Complementares envolverão os alunos do 1º ao 4º ano. 5 – OBJETIVOS E METAS DO PROJETO a) Executar o Projeto, por um prazo de 04 (dois) meses, a contar de 01/03/2013, com previsão de reativação em 01/03/2014. b) Treinar, por intermédio de Exercícios Combinados e Simulados do Sistema de Alerta e Alarme Comunitários para Chuvas Fortes, cerca de XX (onze mil) Alunos, divididos em 45 (quarenta e cinco) Escolas Municipais, até o dia 28/06/2013. c) Fixar os Mapas de Riscos Geológicos da região, com as respectivas sinalizações dos Pontos de Sirenes Instaladas e dos Pontos de Apoio, em murais dos Estabelecimentos da Rede Pública de Ensino. 6 – JUSTIFICATIVA  Há 103 (cento e três) comunidades no Município do Rio de Janeiro, mapeadas pela GeoRio, que possuem residências em áreas de alto risco geológico;  Há muitos Alunos da Rede Pública Municipal de Ensino, que residem nas áreas de alto risco geológico;  As crianças e adolescentes matriculados na Rede Pública Municipal de Ensino, moradores das comunidades em lide, possuem um forte potencial de mobilização de suas famílias nas situações emergenciais relacionadas com a Chuva Forte. 7 – METODOLOGIA A evacuação dos alunos de 1º à 4º ano será realizada através da monitoria dos alunos do 5º ano. Estes últimos serão divididos em três categorias: Agente de Defesa Civil, Agente de Saúde e Agente da Assistência Social, todas com suas respectivas atribuições e funções. 4
  5. 5. Sendo assim, cada Sala de Aula representará uma residência em área de alto risco e os agentes selecionados serão distribuídos com na seguinte proporção, aproximada, por turma: 1 (um) Assistente Social, 1 (um) Agente de Defesa Civil e 3 (três) Agentes de Saúde. Fig. 01 – Diagrama da Estratégia de Mobilização do Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Forte. Os tópicos de execução da Simulação são:  Uma breve aula explicativa de 50 (cinquenta) minutos sobre o Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Fortes (Atividade Preparatória), esclarecendo sobre os riscos geológicos das comunidades do entorno, o que são os Pontos de Apoio, onde estão instaladas as Sirenes e quais são os protocolos para o seu acionamento, incluindo: a previsão do tempo, o envio de SMS (torpedo) de Alerta e o monitoramento dos pluviômetros, também instalados nas comunidades.  Orientação aos professores e alunos sobre a divisão das turmas do 1º ao 4º ano em três grupos de “famílias” e aos do 5º ano em três categorias profissionais, a saber, Agentes de Defesa Civil, Assistência Social e Saúde. 5
  6. 6.  Feito as divisões, os alunos, com o auxílio dos diretores e professores da Escola, executarão a simulação do sistema de alarme com sirenes, disparadas pela unidade móvel ou por megafones no interior da escola.  Ao ouvirem o toque da sirene, os alunos deverão pegar os seus Kits (remédios e documentos) e se dirigirem para o Ponto de Apoio (PA), o qual já estará sinalizado pela Defesa Civil.  Cada Sala de Aula representará uma residência.  O Exercício Simulado nas Escolas terá o potencial de ser executado como uma grande atividade lúdico-prática. Obs.: Será muito importante a participação dos professores regentes da turma do 5º ano para acompanhamento das atividades a serem realizada na unidade escolar, além de conhecer mais sobre o tema Proteção e Defesa Civil. Fig. 02 – Alunos do 5° Ano que representaram os Agentes Públicos (Assistência Social, Defesa Civil e Agentes Comunitários de Saúde) na Escola Municipal Noel Rosa. 6
  7. 7. Fig. 03 – Simulação da Mobilização e Desocupação dos Moradores. 8 – PESQUISA Para geração de estatísticas pertinente as ações da Defesa Civil nas comunidades atendidas pelo Sistema de Alerta e Alarme - A2C2 será aplicado uma pesquisa individual aos alunos do 5º ano sobre assuntos do seu contexto social e da sua relação com o sistema de sirenes de sua comunidade. O modelo dessa pesquisa se encontra no anexo II (Modelo de Pesquisa de Opinião). 9 – CONSIDERAÇÕES FINAIS A Preparação dos Moradores das comunidades e a implantação do Sistema de Alerta e Alarme Comunitário são medidas fundamentais na Redução dos Desastres, em especial na minimização dos Danos Humanos. A estas ações devem se somar outras medidas preventivas com atuações diretas nas comunidades (Reflorestamento, Ecolimites, Obras de Infra estrutura – entre elas obras de Contenção de Encostas, Programa Permanente de Coleta de Lixo, entre outras ações), assim como ações envolvendo tecnologia e conhecimento (Mapeamento de Risco, Aparelhamento do Sistema de Previsão e Monitoramento das Chuvas, Implantação de um Centro de Operações, 7
  8. 8. etc). Mais do que isso, é necessário um investimento, na educação de crianças, jovens e adultos, estudantes ou não, com objetivo de produzir uma cultura de prevenção de desastres em toda população carioca, principalmente, nas famílias que estão em áreas de maior risco de ocorrência de desastres ou em situações de vulnerabilidade social. Isto trará resultados não apenas em longo prazo (com futuros cidadãos esclarecidos), mas também em curto e médio prazo (em função ao estímulo da discussão dos assuntos no ambiente familiar). Desta forma, e complementando com ações integradas, rápidas e eficientes de Resposta e Reconstrução, o Município do Rio de Janeiro poderá se tornar uma Cidade Resiliente, tanto à Chuvas Fortes, quanto aos demais desastres, e com isso ganhar uma grande capacidade de enfrentar, se adaptar e absorver os impactos destes tipos de ocorrências e restaurar a normalidade o mais breve possível. 8
  9. 9. Anexo I – Relação de Escolas E/1ª CRE Designação Unidade Escolar 1 01.03.001 ESTADOS UNIDOS 2 01.07.006 MARECHAL TROMPOWSKY 3 01.03.003 MEM DE SÁ 4 01.03.004 PEREIRA PASSOS 5 01.07.009 URUGUAI Santa Teresa - Morro dos Prazeres. Centro. Estácio. Santo Cristo. São Cristóvão - Tuiuti. Stª Teresa. Saúde. Bairro de Fátima. Gamboa. Benfica. Cidade Nova. Catumbi. Santa Teresa. Rio Comprido - Turano. Caju. Mangueira. Mangueira - Morro dos Telégrafos. Vasco da Gama. Praça Onze. Santa Tereza. Paquetá. São Cristóvão. Praça Mauá. Rio Comprido. E/2ª CRE Designação Unidade Escolar 1 02.05.001 SANTO TOMÁS DE AQUINO 2 02.06.021 ALMIRANTE TAMANDARÉ 3 02.06.023 DJALMA MARANHÃO 4 02.09.024 DUQUE DE CAXIAIS 5 02.27.002 FRANCISCO DE PAULA BRITO 6 02.08.014 FREI CASSIANO 7 02.08.009 GAL. EUCLYDES FIGUEIREDO 8 02.08.011 JORNALISTA BRITO BROCA 9 02.04.002 MARIA LEOPOLDINA 10 02.09.012 MÁRIO DE ANDRADE 11 02.04.012 MÉXICO 12 02.09.011 NOEL ROSA Vidigal. Rocinha. Praia Vermelha. Copacabana - Morro dos Cabritos. Catete. Grajaú - Morro Nova Divinéia. Flamengo. Lagoa. Tijuca - Andaraí. Leblon. Usina. Tijuca - Comunidade Chacrinha. Praça da Bandeira. Jardim Botânico. Urca. Tijuca. Andaraí - Morro do Andaraí. Leme. Ipanema. Grajaú. Laranjeiras. Rio Comprido. Copacabana. Alto da Boa Vista. Vila Isabel. Glória. São Conrado. Humaitá. Maracanã. Andaraí. Botafogo. Andaraí - Jamelão. Gávea. Cosme Velho. Alto Boa Vista. Praça Da Bandeira. E/3ª CRE Designação Unidade Escolar 1 03.13.008 DR. MÁRIO AUGUSTO DE FREITAS 2 03.12.041 JOSÉ APARECIDO DO PRADO SARTI 3 03.13.011 JOSÉ EDUARDO DE MACEDO SOARES 4 03.13.013 MINISTRO GAMA FILHO 5 03.13.004 PRESIDENTE KENNEDY 9
  10. 10. 6 03.12.027 PROFESSOR AFFONSO VÁRZEA 7 03.29.001 PROFESSOR MOURÃO FILHO 8 03.13.053 SUÉCIA Bonsucesso. Manguinhos. Complexo do Alemão - Ramos. Higienópolis. Bonsucesso - Complexo do Alemão. Largo do Jacaré. Cachambi. Méier. Del Castilho. Abolição. Ramos. Piedade. Rocha. Jacaré. Maria Da Graça. Riachuelo. Água Santa. Inhaúma. Engenho Da Rainha. Jacarezinho. Engenho De Dentro. Tomáz Coelho. Lins de Vasconcelos. Engenho Novo. Tomás Coelho. Pilares. Sampaio. Triagem. Todos os Santos. Engenho de Dentro. Encantado. E/4ª CRE Designação Unidade Escolar 1 04.10.006 PROFESSOR CARNEIRO RIBEIRO 2 04.11.012 JOÃO MARQUES DOS REIS 3 04.11.004 LEONOR COELHO DE PEREIRA 4 04.10.023 LUIZ CÉSAR SAYÃO GARCEZ 5 04.11.001 MONSENHOR ROCHA 6 04.10.022 ODILON DE ANDRADE 7 04.10.007 PADRE MANOEL DA NÓBREGA 8 04.11.011 PROFESSOR AUGUSTO MOTTA 9 04.10.008 WALT DISNEY Olaria. Freguesia. Manguinhos - Bonsucesso. Ramos. Portuguesa. Cocotá. Tubiacanga. Zumbi. Praça da Bandeira. Manguinhos. Penha. Guarabu. Bonsucesso. Vila Da Penha. Tauá. Ilha do Governador. Benfica. J. Carioca. Jardim América. Brás de Pina. Parada de Lucas. Itacolomi. Penha Circular. Pitangueiras. Cordovil. Penha Circular. Moneró. Galeão. J. Guanabara. ILHA DO GOVERNADOR. Praça Do Carmo/Penha. Bancários. Vila do João / Maré. C. Universitária. Vigário Geral. E/5ª CRE Designação Unidade Escolar 1 05.15.060 IRMÃ ZÉLIA 2 05.15.048 ROSTHAM PEDRO DE FARIAS 3 05.14.004 SERGIPE Cascadura. Marechal Hermes. Campinho. _. Vicente de Carvalho. Rocha Miranda. Bento Ribeiro. Irajá. Quintino Bocaiúva. Turiaçu. Madureira. Vista Alegre. Vila Da Penha. Cavalcante. Irajá . Osvaldo Cruz. Colégio. Vila Kosmos. Vaz Lobo. Honório Gurgel. E/7ª CRE Designação Unidade Escolar 1 07.16.060 DOM ARMANDO LOMBARDY 2 07.16.061 MORVAN DE FIGUEIREDO 3 07.16.062 JOSÉ JOAQUIM DE QUEIROZ 4 07.16.063 SOBRAL PINTO 5 07.16.052 ROSA DO POVO 6 07.24.027 MARIA CLARA MACHADO 10
  11. 11. 7 07.16.204 CIEP GOV. ROBERTO DA SILVEIRA 8 07.16.057 EMBAIXADOR DIAS CARNEIRO Barra da Tijuca. Anil. Tanque. Vila Valqueire. Camorim. Taquara. Rio Das Pedras. Pechincha. Freguesia. Curicica. Itanhangá. Vargem Pequena. Praça Seca. Cidade de Deus. Cidade De Deus. Vargem Grande. Recreio dos Bandeirantes. Gardênia Azul. Jacarepaguá. Jacarepaguá - Taquara. Anil -Jacarepaguá. Rio das Pedras. Rio das Pedras - Jacarepaguá. Maré - Bonsucesso. Recreio. CRE’s Unidades Escolares 1 5 2 12 3 8 4 9 5 3 7 8 Total 45 11
  12. 12. Anexo II – Modelo de Pesquisa de Opinião Nome completo: __________________________________________________________________________________________________________ Nome da Escola: __________________________________________________________________________________________________________ Série: ______________ Idade: _________ Você mora em alguma comunidade? ( ) sim ( ) não Se sim. Qual comunidade? _______________________________________________________________________________________________ Sistema de Alerta e Alarme Você conhece o sistema de Sirenes? ( ) sim ( ) não Se sim. Onde você viu a Sirene instalada? ______________________________________________________________________________ Você já participou de algum Exercício Simulado em sua comunidade? ( ) sim ( ) não Seus pais já participaram do Exercício Simulado em sua comunidade? ( ) sim ( ) não Você conhece algum Ponto de Apoio na sua comunidade? ( ) sim ( ) não Se sim. Qual(is)? __________________________________________________________________________________________________________ Aprendizado com a Simulação O que você aprendeu com o Simulado na sua Escola? _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ Você acha que a Simulação pode ajudar em algum outro tipo de emergência? Se sim, qual(is)? _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ Como você pode ajudar as pessoas que estão em áreas de risco? _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________ 12
  13. 13. Anexo III – Cronograma preliminar HORÁRIO CRE Nº TARDE SÉRIE TURNO 1 E.M. ESTADOS UNIDOS 05/03/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 2 E.M. MARECHAL TROMPOWSKY 06/03/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 3 E.M. MEM DE SÁ 07/03/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 4 E.M. PEREIRA PASSOS 12/03/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 5 E.M. URUGUAI 13/03/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 6 E.M. SANTO TOMÁS DE AQUINO 14/03/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 7 E.M. ALMIRANTE TAMANDARÉ 19/03/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 8 E.M. DJALMA MARANHÃO 20/03/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 9 1 Nome da Escola DATA DIA/SEMANA MANHÃ E.M. DUQUE DE CAXIAIS MANHÃ/TARDE 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 11 E.M. FREI CASSIANO 27/03/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 28/03/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 02/04/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 03/04/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 04/04/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 16 E.M. MÉXICO 09/04/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 17 E.M. NOEL ROSA 10/04/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 18 E.M. DR. MÁRIO AUGUSTO DE FREITAS 11/04/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 19 E.M. JOSÉ APARECIDO DO PRADO SARTI 16/04/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 20 E.M. JOSÉ EDUARDO DE MACEDO SOARES 17/04/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 21 E.M. MINISTRO GAMA FILHO 18/04/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 22 E.M. PRESIDENTE KENNEDY 23/04/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 23 E.M. PROF. AFFONSO VÁRZEA 24/04/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 24 E.M. PROFESSOR MOURÃO FILHO 25/04/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 25 E.M. SUÉCIA 07/05/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 26 E.M. PROFESSOR CARNEIRO RIBEIRO 08/05/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 27 E.M. JOÃO MARQUES DOS REIS 09/05/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 6º MANHÃ/TARDE 28 E.M. LEONOR COELHO PEREIRA 14/05/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 29 E.M. LUIZ CÉSAR SAYÃO GARCEZ 15/05/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 30 E.M. MONSENHOR ROCHA 16/05/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 31 E.M. ODILON DE ANDRADE 21/05/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 32 E.M. PADRE MANOEL DA NÓBREGA 22/05/13 QUARTA 09:00 13:30 4º ao 9º MANHÃ/TARDE 33 E.M. PROFESSOR AUGUSTO MOTTA 23/05/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 34 E.M. WALT DISNEY 04/06/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 35 E.M. IRMÃ ZÉLIA 05/06/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 36 E.M. ROSTHAM PEDRO DE FARIAS 06/06/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 37 E.M. SERGIPE 11/06/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 38 E.M. DOM ARMANDO LOMBARDI 12/06/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 39 E.M. MORVAN DE FIGUEIREDO 13/06/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 40 E.M. JOSÉ JOAQUIM DE QUEIROZ 7 1º ao 5º 13:30 15 E.M. MÁRIO DE ANDRADE 5 13:30 09:00 14 E.M. MARIA LEOPOLDINA 4 09:00 TERÇA 13 E.M. JORNALISTA BRITO BROCA 3 QUINTA 26/03/13 12 E.M. GAL EUCLYDES FIGUEIREDO 2 21/03/13 10 E.M. FRANCISCO DE PAULA BRITO 18/06/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 41 E.M. SOBRAL PINTO 19/06/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 42 E.M. ROSA DO POVO 20/06/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 9º MANHÃ/TARDE 43 E.M. MARIA CLARA MACHADO 25/06/13 TERÇA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 44 CIEP GOV. ROBERTO DA SILVEIRA 26/06/13 QUARTA 09:00 13:30 1º ao 5º MANHÃ/TARDE 45 E.M. BEM. DIAS CARNEIRO 27/06/13 QUINTA 09:00 13:30 1º ao 8º MANHÃ/TARDE 13
  14. 14. 14

×