Métodos de Estabilização de Fraturas 2

11.732 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina, Negócios
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.732
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
398
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos de Estabilização de Fraturas 2

  1. 1. DR CARLOS ANDRADE R2 DENIS CABRAL DUARTE DEZEMBRO 2009
  2. 2. <ul><li>“ Manter um membro, ou apenas um segmento de um membro, estável, em repouso, e em posição correta.” </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Tratamento de Emergência </li></ul><ul><li>Tratamento Definitivo </li></ul><ul><li>Reabilitação </li></ul>
  4. 4. Tipóia: usada para imobilização de descanso de membro superior. Colar: usado para imobilização da coluna cervical.
  5. 5. <ul><li>Apoio: imobilização de apoio e estabilização para o membro acometido. </li></ul>Tração: diminui a dor do traumatizado.
  6. 8. <ul><li>Imobilizar uma fratura já reduzida. </li></ul><ul><li>Imobilizar segmento corpóreo com traumatismo, mesmo sem fratura. </li></ul><ul><li>Imobilizar segmento osteoarticular com processo infeccioso. </li></ul><ul><li>Imobilizar mantendo correção de deformidades. </li></ul><ul><li>Imobilizar uma região operada. </li></ul>
  7. 9. <ul><li>Goteiras (ou Calhas) Gessadas – devem recobrir ¾ da circunferência do membro. </li></ul><ul><li>Aparelhos Gessados – devem recobrir a totalidade da circunferência do membro. </li></ul>
  8. 10. Goteira Antebraquiopalmar Destina-se à imobilização do terço distal do antebraço e do punho, indicada nas contusões e torções do punho. Goteira Axilopalmar Destina-se à imobilização de todo o cotovelo, antebraço e punho, em fraturas do antebraço, cotovelo e úmero distal.
  9. 12. Goteira Suropodálica Destina-se à imobilização do pé, do tornozelo e do terço distal da perna. Aplicada em fraturas dos ossos do pé e do tornozelo; nas distensões e contusões do tornozelo.
  10. 13. Tala Inguinopodálica Destina-se à imobilização provisória do membro inferior; indicada nas fraturas dos ossos da perna e patela.
  11. 18. <ul><li>FIXAÇÃO INTERNA </li></ul><ul><li>(PLACAS,PARAFUSOS,HASTES, CERCLAGEM , </li></ul><ul><li>FIOS DE KIRSCHNER) </li></ul><ul><li>FIXAÇÃO EXTERNA </li></ul><ul><li>( FIXADORES EXTERNOS,ILIZAROV) </li></ul>
  12. 19. <ul><li>Material desenvolvido nas decadas de 60/70 </li></ul><ul><li>Uteis especialmente para fraturas articulares ou fraturas de diafise muito complicada </li></ul><ul><li>Estabelecer o retorno precoce da função, inclusive para idosos e atletas. </li></ul>
  13. 20. <ul><li>Restabelecer o comprimento e rotação osséa </li></ul><ul><li>Obter alinhamento ósseo </li></ul><ul><li>Restaurar a superficie articular </li></ul>
  14. 26. <ul><li>É mais adequada para fratura do terço central da tíbia e fêmur </li></ul><ul><li>Suporta mais carga do que a placa </li></ul><ul><li>Sustentação do peso corpóreo mais rápido do que qualquer outro meio de fixação </li></ul>
  15. 28. <ul><li>Fios finos e flexíveis </li></ul><ul><li>Usados para estabilizar ossos fragmentados </li></ul><ul><li>Podem ser introduzidos dentro da estrutura óssea, como via percutânea </li></ul><ul><li>Podem ser usados também como tratamento definitivo das lesões </li></ul>
  16. 30. <ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Estabilização da fratura; </li></ul><ul><li>Preparação para o tratamento definitivo </li></ul><ul><li>Tratamento definitivo </li></ul><ul><li>Tratamento provisório </li></ul><ul><li>Tratamento da infecção </li></ul><ul><li>Alívio da dor e cuidado com o ferimento </li></ul><ul><li>Reabilitação precoce </li></ul>
  17. 32. <ul><li>Objetivos; </li></ul><ul><li>Remodelamento ósseo </li></ul><ul><li>Alongamento ósseo </li></ul><ul><li>Correção de fratura </li></ul><ul><li>Correção de deformidades óssea </li></ul>

×