óRteses para o tronco e coluna cervical

756 visualizações

Publicada em

órteses

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
756
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

óRteses para o tronco e coluna cervical

  1. 1. Órteses para o Tronco e Coluna Cervical Prof: Alan de Souza Araújo
  2. 2. INTRODUÇÃO  As órteses na coluna são utilizadas com o objetivo de estabilizar ou imobilizar, diminuir a dor estabilizando para que a dor não aumente.  Em alguns casos ocorrerá uma tração vertebral principalmente em discopatias, pois em caso de uma hérnia discal, será interessante aumentar o espaço intervertebral.  Terão atuação essencialmente também na correção de escolioses e hipercifoses  Pode ser usada também em pacientes para ou tetraplégico que podem vir a ter uma escoliose ou por não ter um controle do tronco.  Elas tem sua área de atuação resistindo ao movimento ou protegendo alguma parte do corpo, mais do que assitindo ao movimento como nas órteses de MMII.
  3. 3. ÓRTESES CERVICAIS  Alguns colares cervicais trazem 4 pontos de apoio, são eles: na região anterior(apoio mentoniano e no esterno), região posterior(apoio na região occipital e na região das primeiras vértebras torácica).  A maioria dos colares que tiverem esses 4 pontos de apoio terá uma tração maior dos corpos vertebrais e maior estabilidade.  Outros tipos de colares também farão uma tração, mas os de 4 pontos fazem uma tração maior.
  4. 4. Classificação  Colares  Dispositivos com haste de sustentação  Órteses de imobilização máxima
  5. 5. Colar cervical  São flexíveis ou semi-rígidas.  Envolvem o pescoço, lembrando ao usuário para evitar movimentos bruscos. Mantém o calor, evitando espasmos musculares.  INDICAÇÕES: Cervicalgia com irradiação,traumatismos leves, artroses, artrites, torcicolos e afecções da coluna cervical
  6. 6. Colar de Thomas ou Americano  Envolvem o pescoço, lembrando ao usuário para evitar movimentos bruscos. Mantém o calor, evitando espasmos musculares.  Mais flexível, permite o movimento de flexão controlada.  INDICAÇÕES: Cervicalgia com irradiação,traumatismos leves, artroses, artrites, torcicolos e afecções da coluna cervical
  7. 7. COLAR PHILADÉLFIA  FUNÇÃO: Imobilizar a região cervical a fim de proporcionar maior estabilidade, controle nos movimentos de flexão, extensão e rotação cervical. É mais restritivo que colares comuns.  INDICAÇÕES: Cervicalgia com irradiação, fratura, pós operatórios, traumatismos, artroses, artrites, torcicolos e afecções da coluna cervical.
  8. 8. Colar Miami  FUNÇÃO: Imobilizar a região cervical a fim de proporcionar maior estabilidade, controle nos movimentos de flexão, extensão e rotação cervical. É mais restritivo que colares comuns.  INDICAÇÕES: Cervicalgia com irradiação, fratura, pós operatórios, traumatismos, artroses, artrites, torcicolos e afecções da coluna cervical
  9. 9. Colar com Apoio Mentoniano  FUNÇÃO: Proporcionar um maior suporte para a cabeça devido ao apoio mentoniano (para o queixo) para reduzir o movimento e assim limita o movimento de flexão cervical.  INDICAÇÕES: Artrite reumatóide, artroses, torcicolos, traumatismos, pós operatórios ortopédicos ou neurológicos de coluna cervical e afecções da coluna cervical.
  10. 10. Órteses com Hastes Verticais  FUNÇÃO: Imobilizar a região cervical a fim de proporcionar maior estabilidade, controle nos movimentos de flexão, extensão e rotação cervical. Possui componentes de tração cervical  INDICAÇÕES: Cervicalgia com irradiação, fraturas (principalmente por compresssão, pós operatórios, traumatismos, artroses, artrites, torcicolos e afecções da coluna cervical.
  11. 11. Órteses de Imobilização máxima Minerva  FUNÇÃO: Imobilizar a região cervical a fim de proporcionar maior estabilidade, controle nos movimentos de flexão, extensão e rotação cervical. Possui componentes de tração cervical  INDICAÇÕES: Cervicalgia com irradiação, fraturas (principalmente por compresssão, pós operatórios, traumatismos, artroses, artrites, torcicolos e afecções da coluna cervical.
  12. 12. Halo  É o única invasivo, é como uma fixação externa colado sob cirurgia.  São feitos dois furos na calota craniana anteriormente e posteriormente, (parafuso), sendo usado somente em casos de fraturas graves, principalmente altas (c1 e c2, dente do áxis). Possui componente de tração, o paciente geralmente está no leito.
  13. 13. Halo West  FUNÇÃO: Tem como função imobilizar a coluna cervical, com inúmeras vantagens sobre os demais modelos, pois permite que o paciente possa se locomover e trabalhar normalmente, não exigindo uma imobilização no leito.  INDICAÇÕES: Fraturas cervicais altas, fraturas cervicais com ou sem luxação, pós operatório de artrodese cervical.
  14. 14. Órteses para o tronco  A curto prazo, o efeito terapêutico é desejável; entretanto, caso a órtese para o tronco seja utilizada durante um período prolongado, o paciente desenvolverá atrofia e fraqueza por desuso. Os efeitos psicosociais também não podem deixar de ser ignorados: a órtese para o tronco não podem ser ignoradas, pois ela é um indicador visível de deficiência.  São chamadas de coletes (verticais) ou cintas (horizontais)
  15. 15. Órteses sacroilíacas  Envolvem a porção mais baixa do tronco.  Entre a crista ilíaca e ligamento inguinais  Feitas em lona (algumas com elásticos, ou neoprene)  Indicação: diástase da articulação sacro ilíacas ou separação da sínfise púbica, em alguns casos de sacroileíte
  16. 16. Cinta para gestantes  Função: aliviar musculatura abdominal e da coluna, melhora da postura.  Tecido deve ser macio , geralmente em material elástico.
  17. 17. Faixa ou Tensor Abdominal  Função: Aumento da PIA, limitação do movimento e melhora da estabilidade.  Material: lona, neoprene, elásticas  Indicação: Lombalgia, hérnia de disco, cirurgias abdominais e lipoaspirações.  Ex: colete de Putti (alto ou baixo),faixa lombar.
  18. 18. Órteses lombosacras (OLS)  Os coletes são as órteses mais utilizadas para o tronco .  Uma OLS envolve superiormente do processo xifóide até a sínfise púbica, posteriormente do ângulo inferior da escápula até as nádegas.
  19. 19. OLS para controle dos movimentos  Podem controlar os movimentos em todos os planos dependendo da colocação das hastes (plástico rígido, ou metal).  São mais rígidas  Indicações : Discopatias graves, espondilólise ou espondilolisteses, estenose do canal medular.  Ex: colete de Knight/ Taylor

×