MéTodos Contraceptivos

95.092 visualizações

Publicada em

4 comentários
17 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
95.092
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
435
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.627
Comentários
4
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

MéTodos Contraceptivos

  1. 1. Introdução:  Com base no tema da sexualidade iremos discutir neste trabalho o que são e quais são os métodos contraceptivos que existem; como utilizar e qual a sua função;
  2. 2. O que são métodos contraceptivos?
  3. 3. O que são métodos contraceptivos?  Métodos contraceptivos são processos que permitem evitar uma gravidez não desejada e têm como objectivo impedir que o espermatozóide encontre o ovócito II ou que o embrião se implante no útero. Alguns destes métodos servem para evitar doenças sexualmente transmissíveis.
  4. 4. Quais os tipos de métodos contraceptivos que conheces?
  5. 5. Tipos de métodos:  Naturais – consistem em calcular o período fértil e, desta forma, evitar que ocorra fecundação. Assim, durante este período, devem evitar-se as relações sexuais – abstinência periódica;  Não naturais – impedem a gravidez através de dispositivos locais, de medicamentos com hormonas sexuais sintéticas ou de intervenção cirúrgica. Podem classificar-se em mecânicos, químicos e cirúrgicos.
  6. 6. Exemplos de métodos naturais:  Método de Ogino/knauss ou do calendário: método que permite calcular os dias férteis da mulher através do cálculo da ovulação. Este cálculo pode ser aplicado para um ciclo sexual de 28 dias. O período fértil situa-se próximo da ovulação, aproximadamente, entre o 10º e o 16º dia desde do início da menstruação;
  7. 7. Continuação:  Método da temperatura: método que permite calcular o período fértil, através da avaliação da temperatura do corpo da mulher. Esta temperatura sofre, após uma descida acentuada, uma subida desde a ovulação até ao início da próxima menstruação;
  8. 8. Continuação:  Método de billings ou do muco cervical: Método que permite calcular o período fértil da mulher com base na análise das propriedades, produzido pelo útero, que escorre pela vagina. Durante o período fértil (cerca de 5 dias), verificam-se alterações no muco (fica transparente, elástico e escorregadio ), que atinge o máximo elasticidade quando distendido entre dois dedos.
  9. 9. Exemplos de métodos não naturais:  Barreira: impedem o encontro dos gâmetas;  Hormonais: impedem a ovulação;  Cirúrgicos: obstrução da progressão dos gâmetas;  Contracepção de emergência.
  10. 10. Métodos Barreira:  Preservativo:  Masculino :invólucro de borracha muito fino, descartável, que é desenrolado sobre o pénis erecto, antes da relação sexual;  Feminino: invólucro de borracha que se coloca no interior da vagina;
  11. 11. Continuação:  Diafragma: Cúpula de borracha fina, com um arco de metal flexível. É introduzido na vagina, sobre o colo do útero, pela mulher, antes da relação sexual;  Espermicidas: Cremes, geleias ou espumas, que são utilizados antes das relações sexuais;  Dispositivo intra-uterino (Diu):dispositivo metálico ou plástico colocado no interior do útero por um médico especialista;
  12. 12. Métodos Hormonais:  Pílula combinada: Comprimidos constituídos por diferentes combinações de hormonas sexuais sintéticas (estrogénios e progesterona), que alteram o ciclo sexual normal;  Minipílula: Comprimido constituído por progesterona sintética;
  13. 13. Continuação:  Contraceptivos injectáveis: Injecções de elevada dosagem de hormonas sexuais sintéticas;  Adesivo: Aplicado sobre a pele (nádegas, contas, braços ou abdómen), liberta, lentamente, hormonas sexuais sintéticas;
  14. 14. Continuação:  Implante subcutâneo: Pequeno dispositivo introduzido na parte superior do braço, sob a pele, que liberta diariamente doses de hormonas sexuais sintéticas;  Anel vaginal: Anel de borracha introduzido no colo do útero, com hormonas sexuais sintéticas.
  15. 15. Métodos Cirúrgicos:  Vasectomia: Pequena cirurgia, feita no homem, na qual são cortados ou bloqueados os canais deferentes. Desta forma, os espermatozóides não são expelidos durante a ejaculação;  Laqueação das trompas de Falópio: Pequena cirurgia, feita na mulher, na qual são cortadas ou bloqueadas as trompas de Falópio.
  16. 16. Contracepção de emergência:  Pílula do dia seguinte: Comprimidos com doses elevadas de estrogénio e progesterona sintéticas. A primeira dose deve ser administrada durante as 72 horas a seguir á relação sexual e a segunda 12 horas depois da primeira dose.
  17. 17. Na tua opinião és a favor ou contra os métodos contraceptivos?
  18. 18. Conclusão:  Achamos que conseguimos atingir o nosso objectivo, relembrando á turma a definição e a função dos métodos contraceptivo;
  19. 19. Trabalho realizado por:  Raquel Sousa nº18  Susana Ferreira nº24 9ºC

×