SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
ADOLESCÊNCIA E AS
   TRANSFORMAÇÕES DO
         CORPO




            Trabalho realizado por:
Marisa Moreira N.º 13
Renata Ferreira N.º 19
       9*C
A PRIMEIRA MENSTRUAÇÃO
         A primeira menstruação é chamada menarca e pode
    chegar a qualquer momento. É impossível saber o dia
    exacto em que se produzirá, mas existem alguns sinais
    prévios que podes observar. Em algum momento entre os 9
    e os 16 anos, o teu corpo começará a mudar rapidamente.
    Começarás a notar na tua roupa interior um fluido
    esbranquiçado procedente da tua vagina. É o fluxo vaginal.
    Aproximadamente um ano após estas mudanças, é muito
    provável que tenhas a tua primeira menstruação.
A PRIMEIRA         MENSTRUAÇÃO

         Geralmente, a menstruação é irregular durante os
    primeiros dois anos. É possível que, depois da primeira
    menstruação, a segunda só venha alguns meses depois, ou
    que tenha duas ou mais vezes durante o mês. Também pode
    ocorrer que uma menstruação dure apenas três dias, e a
    seguinte sete e a outra quatro... A partir do segundo ano, a
    menstruação regulariza-se.
         A menstruação pode mudar de cor (de rosa para
    vermelho escuro no inicio, podendo ficar castanho no final)
    e de textura (algumas vezes será mais espesso que outras).
    Ocasionalmente, podem aparecer restos de endométrico
    junto á menstruação, algo semelhante a coágulos.
O QUE UTILIZAR
Os pensos higiénicos:
       Os pensos são um tipo de protecção menstrual
  externa. São muito fáceis de usar. Durante o dia, os pensos
  devem ser mudados de quatro em quatro horas,
  aproximadamente, dependendo do fluxo menstrual.
Os tampões:
       Os tampões são um método de protecção menstrual
  interna, uma vez que absorvem o fluxo antes de sair do
  corpo. Muitos tampões possuem um aplicador: um sistema
  que facilita a sua colocação de forma cómoda e higiénica.
  Uma vez dentro, os músculos da vagina, pressionam
  suavemente o tampão, impedindo que este caia.
O CICLO MENSTRUAL
   O ciclo menstrual corresponde ao intervalo de tempo entre o
    primeiro dia de um período e o primeiro dia do período
    seguinte. O ciclo pode durar entre 21 e 35 dias, mas
    normalmente são 28 dias. Durante este ciclo, o corpo
    experimenta 4 fases.
FASES DO CICLO MENSTRUAL

       1ª Fase: período. O período ocorre porque o óvulo que
    se encontra numas das trompas de Falópio não foi
    fecundado por nenhum espermatozóide. O endómetrio, já
    preparado para receber o óvulo fecundado, torna-se
    desnecessário e solta-se. O desprendimento deste tecido,
    dotado de muitos vasos sanguíneos, dá origem ao fluxo
    menstrual.
         2ª Fase: pré-ovulação. Imediatamente após o
    período, as hormonas produzidas pela a hipófise (uma
    pequena glândula situada na base do cérebro) alertam os
    ovários que chegou o momento de mudar outro óvulo.
    Simultaneamente, as hormonas segregadas pelos ovários
    fazem com que o endómetrio (ou camada interna do útero)
    comece de novo a crescer e a prepara-se para uma possível
    gravidez.
FASES DO CICLO MENSTRUAL
            3ª Fase: Ovulação. O óvulo (já maduro) sai do
    ovário e vai para o útero através de uma das trompas de
    Falópio (a esquerda ou á direita, segundo seja o ovário
    esquerdo ou direito a gerar o óvulo). O óvulo tem uma vida
    fértil de 24 a 48 horas. A ovulação pode produzir-se a
    qualquer momento do ciclo (ovulações espontâneas), até
    mesmo durante o período.
         4ª Fase: Pós-ovulação. O óvulo chega ao útero entre
    sete a dez dias depois da ovulação. Se não foi fecundado
    por um espermatozóide, o óvulo morre e é eliminado
    juntamente com o fluxo menstrual. A partir desse momento
    começa uma nova menstruação e, com ela, a primeira fase
    de uma novo ciclo.
PUBERDADE
   A puberdade são as transformações psicológicas
    acompanhadas pelas mudanças morfológicas que se
    reflectem no comportamento e modo de pensar.
CARACTERES SEXUAIS SECUNDÁRIOS
          FEMININOS
PUBERDADE NAS RAPARIGAS
A puberdade nas meninas começa por volta dos 9 ou 10 anos e
  é caracterizado pela primeira menstruação e o
  desenvolvimento dos órgãos genitais e da mamas.

  As principais características são:
  - alargamento dos ossos da bacia;
  - início do ciclo menstrual;
  - surgimento de pêlos nos púbis e nas axilas;
  - depósito de gordura nas nádegas, nos quadris e nas coxas;
  - desenvolvimento das mamas.
CARACTERES SEXUAIS
SECUNDÁRIOS MASCULINOS
PUBERDADE NO RAPAZES
-   A puberdade nos rapazes começa por volta dos 11 ou 12
    anos e é caracterizado por um período de intensas
    mudanças.

    As principais mudanças são:
    -ocorre a primeira ejaculação
    -surgimento de pêlos nos púbis, nas axilas e no peito;
    - aumento dos testículos e do pênis;
    - crescimento da barba;
    - voz grossa;
    - ombros mais largos;
    - aumento da massa muscular;
    - início da produção de espermatozóides;
    - aumento do peso e da estatura.
HORMONAS

   As hormonas são quot;mensageirosquot; químicos especiais que
    controlam várias actividades no interior de um organismo.
    As hormonas humanas são segregadas pelas glândulas
    endócrinas. Algumas actuam apenas em áreas específicas do
    corpo (células-alvo ou órgãos-alvo), outras são responsáveis
    por desencadear uma resposta por parte do organismo em
    geral.
HORMONAS FEMININAS

Definição de progesterona
 A progesterona é o segundo hormônio feminino e é
  produzida principalmente no ovário. No processo
  da ovulação, o óvulo, célula fértil feminina, se encontra
  dentro de uma pequena bolinha de líquido chamada folículo.
  Este folículo produz o estrógeno. É o estrógeno que faz o
  aspecto da mulher, físico e emocional.
HORMONAS FEMININAS

Conceito de Estrogénio
 Os Estrogénios (também designadas por hormonas sexuais
  femininas) são hormonas ováricas, pertencentes ao grupo das
  hormonas estrogénicas e são produzidas pelas células
  foliculares.
HORMONA MASCULINA
   Testosterona é uma hormona esteróide produzido, nos
    indivíduos do sexo masculino, pelos testículos (os quais
    também produzem espermatozóides e uma série de outros
    hormônios que controlam o desenvolvimento normal e
    funcionamento).
A Primeira Menstruação De Mafalda




Mafalda teve a sua primeira menstruação quando estava sozinha em sua casa e não
  sabia o que fazer. Foi então que se lembrou de ir até à casa do seu melhor
  amigo, Carlinhos.
  Quando chega a sua casa diz:
  - Olá Carlinhos, a tua mamã está?
  - Não, Mafalda, mas em que posso eu ajudar?
  - Não, Carlinhos, não podes ajudar, são coisas de mulheres que nem te posso
  contar.
  - Mas, diz-me Mafalda, claro que posso ajudar, eu sei tudo sobre mulheres.
  - Não, Carlinhos, e a tua irmã está?
  - Não, Mafalda, mas conta-me, já te disse que sei tudo sobre mulheres.
  - Não, Carlos, deixa-me! Não percebes? E a tua empregada, está?
  - Não, Mafalda, mas conta-me, quantas vezes preciso de dizer que sei tudo sobre
  mulheres.
  - Bom... Carlinhos, vou-te contar...
  Mafalda levanta a saia e Carlinhos vê que ela estava toda cheia de sangue.
  Carlinhos, horrorizado, diz-lhe:
  - Mas Mafalda, que fizeste???? ARRANCASTE OS “TOMATES”!!!!!!???????

   Homens!!!
ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8 ano sistema reprodutor masculino e feminino
8 ano sistema reprodutor masculino e feminino8 ano sistema reprodutor masculino e feminino
8 ano sistema reprodutor masculino e femininocrisbassanimedeiros
 
Adolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpo
Adolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpoAdolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpo
Adolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpolucols
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivosCésar Milani
 
Adolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidadeAdolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidadeBio Sem Limites
 
Puberdade e Adolescência
Puberdade e AdolescênciaPuberdade e Adolescência
Puberdade e Adolescêncialucikd
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoRebeca Vale
 
O que acontece com o seu corpo
O que acontece com o seu corpoO que acontece com o seu corpo
O que acontece com o seu corpoVaMartins
 
Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)Lucas Fontes
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisEdvaldo S. Júnior
 
Apresentação metodos anticoncepcionais
Apresentação metodos anticoncepcionaisApresentação metodos anticoncepcionais
Apresentação metodos anticoncepcionaisjoao11batista
 
Métodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosMétodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosCarlos Priante
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoGabriel Resende
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivosmartins1977
 

Mais procurados (20)

Metodos contraceptivos spe
Metodos contraceptivos speMetodos contraceptivos spe
Metodos contraceptivos spe
 
Adolescência e puberdade
Adolescência e puberdadeAdolescência e puberdade
Adolescência e puberdade
 
8 ano sistema reprodutor masculino e feminino
8 ano sistema reprodutor masculino e feminino8 ano sistema reprodutor masculino e feminino
8 ano sistema reprodutor masculino e feminino
 
Adolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpo
Adolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpoAdolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpo
Adolescência - Mudanças que ocorrem em nosso corpo
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivos
 
Adolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidadeAdolescência e sexualidade
Adolescência e sexualidade
 
Puberdade e Adolescência
Puberdade e AdolescênciaPuberdade e Adolescência
Puberdade e Adolescência
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimento
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
O que acontece com o seu corpo
O que acontece com o seu corpoO que acontece com o seu corpo
O que acontece com o seu corpo
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Ciclo menstrual
Ciclo menstrualCiclo menstrual
Ciclo menstrual
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
 
Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)Sistema reprodutor (masculino e feminino)
Sistema reprodutor (masculino e feminino)
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 
Slides infanto completo
Slides infanto completoSlides infanto completo
Slides infanto completo
 
Apresentação metodos anticoncepcionais
Apresentação metodos anticoncepcionaisApresentação metodos anticoncepcionais
Apresentação metodos anticoncepcionais
 
Métodos Contraceptivos
Métodos ContraceptivosMétodos Contraceptivos
Métodos Contraceptivos
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 
Metodos contraceptivos
Metodos contraceptivosMetodos contraceptivos
Metodos contraceptivos
 

Semelhante a ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO

Ciclo menstrual ana c; andreia ...
Ciclo menstrual   ana c; andreia ...Ciclo menstrual   ana c; andreia ...
Ciclo menstrual ana c; andreia ...anacarreira2
 
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,partoCél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,partoRosa Pereira
 
Gravides de ciencias lara
Gravides de ciencias laraGravides de ciencias lara
Gravides de ciencias laraCarla Gomes
 
O Planeamento Familiar 20080216 V2
O Planeamento Familiar 20080216 V2O Planeamento Familiar 20080216 V2
O Planeamento Familiar 20080216 V2lourencoalmeida
 
Enfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptx
Enfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptxEnfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptx
Enfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptxAnaKarolina50033
 
Embriologia gravidez e parto
Embriologia gravidez e partoEmbriologia gravidez e parto
Embriologia gravidez e partoVanessa Lima
 
Ciclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptx
Ciclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptxCiclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptx
Ciclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptxClícia S. Gonzaga
 
Reprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3dReprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3dCarla Gomes
 
Sexualidade E TransmissãO Da Vida
Sexualidade E TransmissãO Da VidaSexualidade E TransmissãO Da Vida
Sexualidade E TransmissãO Da Vidafernando2112
 
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstSexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstAna Beatriz Cargnin
 
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andréPower point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andré5eeugeiocastro
 
Transmissão de vida
Transmissão de vidaTransmissão de vida
Transmissão de vidaleonoreis2
 

Semelhante a ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO (20)

Ciclo menstrual
Ciclo menstrualCiclo menstrual
Ciclo menstrual
 
Ciclo menstrual ana c; andreia ...
Ciclo menstrual   ana c; andreia ...Ciclo menstrual   ana c; andreia ...
Ciclo menstrual ana c; andreia ...
 
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,partoCél.sex.desenv.embrionário,parto
Cél.sex.desenv.embrionário,parto
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Gravides de ciencias lara
Gravides de ciencias laraGravides de ciencias lara
Gravides de ciencias lara
 
EMBRIOLOGIA HUMANA-Aula
EMBRIOLOGIA HUMANA-Aula EMBRIOLOGIA HUMANA-Aula
EMBRIOLOGIA HUMANA-Aula
 
O Planeamento Familiar 20080216 V2
O Planeamento Familiar 20080216 V2O Planeamento Familiar 20080216 V2
O Planeamento Familiar 20080216 V2
 
Enfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptx
Enfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptxEnfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptx
Enfermagem Materno - Infantil Slide 1.pptx
 
Embriologia gravidez e parto
Embriologia gravidez e partoEmbriologia gravidez e parto
Embriologia gravidez e parto
 
Ciclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptx
Ciclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptxCiclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptx
Ciclo menstrual e Desenvolvimento Embrionário.pptx
 
Reprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3dReprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3d
 
Sexualidade E TransmissãO Da Vida
Sexualidade E TransmissãO Da VidaSexualidade E TransmissãO Da Vida
Sexualidade E TransmissãO Da Vida
 
Elton
EltonElton
Elton
 
Ciclo reprodutivo feminino
Ciclo reprodutivo femininoCiclo reprodutivo feminino
Ciclo reprodutivo feminino
 
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstSexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
 
Projeto vale sonhar
Projeto vale sonharProjeto vale sonhar
Projeto vale sonhar
 
Prof vale sonhar
Prof vale sonharProf vale sonhar
Prof vale sonhar
 
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andréPower point sobre gravidez trabalho com o andré
Power point sobre gravidez trabalho com o andré
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Transmissão de vida
Transmissão de vidaTransmissão de vida
Transmissão de vida
 

Mais de veronicasilva

Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoroveronicasilva
 
Regras de segurança no laboratório
Regras de segurança no laboratórioRegras de segurança no laboratório
Regras de segurança no laboratórioveronicasilva
 
A Sexualidade Na AdolescêNcia
A Sexualidade Na AdolescêNciaA Sexualidade Na AdolescêNcia
A Sexualidade Na AdolescêNciaveronicasilva
 
Educação Ambiental
Educação AmbientalEducação Ambiental
Educação Ambientalveronicasilva
 
Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3
Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3
Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3veronicasilva
 
energias renováveis
energias renováveisenergias renováveis
energias renováveisveronicasilva
 
AsséDio & Abuso Sexual
AsséDio & Abuso SexualAsséDio & Abuso Sexual
AsséDio & Abuso Sexualveronicasilva
 
Sexualidade Infantil
Sexualidade InfantilSexualidade Infantil
Sexualidade Infantilveronicasilva
 
Os Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNcia
Os Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNciaOs Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNcia
Os Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNciaveronicasilva
 
á Descoberta Da Sexualidade
á Descoberta Da Sexualidadeá Descoberta Da Sexualidade
á Descoberta Da Sexualidadeveronicasilva
 
MéTodos Contraceptivos
MéTodos ContraceptivosMéTodos Contraceptivos
MéTodos Contraceptivosveronicasilva
 

Mais de veronicasilva (20)

Higiene
HigieneHigiene
Higiene
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
 
Regras de segurança no laboratório
Regras de segurança no laboratórioRegras de segurança no laboratório
Regras de segurança no laboratório
 
Escola ElectãO
Escola  ElectãOEscola  ElectãO
Escola ElectãO
 
A Sexualidade Na AdolescêNcia
A Sexualidade Na AdolescêNciaA Sexualidade Na AdolescêNcia
A Sexualidade Na AdolescêNcia
 
Educação Sexual
Educação  SexualEducação  Sexual
Educação Sexual
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Educação Ambiental
Educação AmbientalEducação Ambiental
Educação Ambiental
 
Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3
Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3
Le Forme Del Dialogo Sociale In Italia Europam3
 
Europa
EuropaEuropa
Europa
 
Fidestra M11
Fidestra M11Fidestra M11
Fidestra M11
 
energias renováveis
energias renováveisenergias renováveis
energias renováveis
 
Electronica
ElectronicaElectronica
Electronica
 
AsséDio & Abuso Sexual
AsséDio & Abuso SexualAsséDio & Abuso Sexual
AsséDio & Abuso Sexual
 
Sexualidade Infantil
Sexualidade InfantilSexualidade Infantil
Sexualidade Infantil
 
Os Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNcia
Os Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNciaOs Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNcia
Os Agentes De SocializaçãO Na AdolescêNcia
 
á Descoberta Da Sexualidade
á Descoberta Da Sexualidadeá Descoberta Da Sexualidade
á Descoberta Da Sexualidade
 
Sexo E Sexualidade
Sexo E SexualidadeSexo E Sexualidade
Sexo E Sexualidade
 
MéTodos Contraceptivos
MéTodos ContraceptivosMéTodos Contraceptivos
MéTodos Contraceptivos
 

Último

bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.FLAVIA LEZAN
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarDouglasVasconcelosMa
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdflbgsouza
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 

Último (20)

bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 

ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO

  • 1. ADOLESCÊNCIA E AS TRANSFORMAÇÕES DO CORPO Trabalho realizado por: Marisa Moreira N.º 13 Renata Ferreira N.º 19 9*C
  • 2. A PRIMEIRA MENSTRUAÇÃO  A primeira menstruação é chamada menarca e pode chegar a qualquer momento. É impossível saber o dia exacto em que se produzirá, mas existem alguns sinais prévios que podes observar. Em algum momento entre os 9 e os 16 anos, o teu corpo começará a mudar rapidamente. Começarás a notar na tua roupa interior um fluido esbranquiçado procedente da tua vagina. É o fluxo vaginal. Aproximadamente um ano após estas mudanças, é muito provável que tenhas a tua primeira menstruação.
  • 3. A PRIMEIRA MENSTRUAÇÃO  Geralmente, a menstruação é irregular durante os primeiros dois anos. É possível que, depois da primeira menstruação, a segunda só venha alguns meses depois, ou que tenha duas ou mais vezes durante o mês. Também pode ocorrer que uma menstruação dure apenas três dias, e a seguinte sete e a outra quatro... A partir do segundo ano, a menstruação regulariza-se.  A menstruação pode mudar de cor (de rosa para vermelho escuro no inicio, podendo ficar castanho no final) e de textura (algumas vezes será mais espesso que outras). Ocasionalmente, podem aparecer restos de endométrico junto á menstruação, algo semelhante a coágulos.
  • 4. O QUE UTILIZAR Os pensos higiénicos:  Os pensos são um tipo de protecção menstrual externa. São muito fáceis de usar. Durante o dia, os pensos devem ser mudados de quatro em quatro horas, aproximadamente, dependendo do fluxo menstrual. Os tampões:  Os tampões são um método de protecção menstrual interna, uma vez que absorvem o fluxo antes de sair do corpo. Muitos tampões possuem um aplicador: um sistema que facilita a sua colocação de forma cómoda e higiénica. Uma vez dentro, os músculos da vagina, pressionam suavemente o tampão, impedindo que este caia.
  • 5. O CICLO MENSTRUAL  O ciclo menstrual corresponde ao intervalo de tempo entre o primeiro dia de um período e o primeiro dia do período seguinte. O ciclo pode durar entre 21 e 35 dias, mas normalmente são 28 dias. Durante este ciclo, o corpo experimenta 4 fases.
  • 6. FASES DO CICLO MENSTRUAL  1ª Fase: período. O período ocorre porque o óvulo que se encontra numas das trompas de Falópio não foi fecundado por nenhum espermatozóide. O endómetrio, já preparado para receber o óvulo fecundado, torna-se desnecessário e solta-se. O desprendimento deste tecido, dotado de muitos vasos sanguíneos, dá origem ao fluxo menstrual.  2ª Fase: pré-ovulação. Imediatamente após o período, as hormonas produzidas pela a hipófise (uma pequena glândula situada na base do cérebro) alertam os ovários que chegou o momento de mudar outro óvulo. Simultaneamente, as hormonas segregadas pelos ovários fazem com que o endómetrio (ou camada interna do útero) comece de novo a crescer e a prepara-se para uma possível gravidez.
  • 7. FASES DO CICLO MENSTRUAL  3ª Fase: Ovulação. O óvulo (já maduro) sai do ovário e vai para o útero através de uma das trompas de Falópio (a esquerda ou á direita, segundo seja o ovário esquerdo ou direito a gerar o óvulo). O óvulo tem uma vida fértil de 24 a 48 horas. A ovulação pode produzir-se a qualquer momento do ciclo (ovulações espontâneas), até mesmo durante o período.  4ª Fase: Pós-ovulação. O óvulo chega ao útero entre sete a dez dias depois da ovulação. Se não foi fecundado por um espermatozóide, o óvulo morre e é eliminado juntamente com o fluxo menstrual. A partir desse momento começa uma nova menstruação e, com ela, a primeira fase de uma novo ciclo.
  • 8.
  • 9. PUBERDADE  A puberdade são as transformações psicológicas acompanhadas pelas mudanças morfológicas que se reflectem no comportamento e modo de pensar.
  • 11. PUBERDADE NAS RAPARIGAS A puberdade nas meninas começa por volta dos 9 ou 10 anos e é caracterizado pela primeira menstruação e o desenvolvimento dos órgãos genitais e da mamas. As principais características são: - alargamento dos ossos da bacia; - início do ciclo menstrual; - surgimento de pêlos nos púbis e nas axilas; - depósito de gordura nas nádegas, nos quadris e nas coxas; - desenvolvimento das mamas.
  • 13. PUBERDADE NO RAPAZES - A puberdade nos rapazes começa por volta dos 11 ou 12 anos e é caracterizado por um período de intensas mudanças. As principais mudanças são: -ocorre a primeira ejaculação -surgimento de pêlos nos púbis, nas axilas e no peito; - aumento dos testículos e do pênis; - crescimento da barba; - voz grossa; - ombros mais largos; - aumento da massa muscular; - início da produção de espermatozóides; - aumento do peso e da estatura.
  • 14. HORMONAS  As hormonas são quot;mensageirosquot; químicos especiais que controlam várias actividades no interior de um organismo. As hormonas humanas são segregadas pelas glândulas endócrinas. Algumas actuam apenas em áreas específicas do corpo (células-alvo ou órgãos-alvo), outras são responsáveis por desencadear uma resposta por parte do organismo em geral.
  • 15. HORMONAS FEMININAS Definição de progesterona  A progesterona é o segundo hormônio feminino e é produzida principalmente no ovário. No processo da ovulação, o óvulo, célula fértil feminina, se encontra dentro de uma pequena bolinha de líquido chamada folículo. Este folículo produz o estrógeno. É o estrógeno que faz o aspecto da mulher, físico e emocional.
  • 16. HORMONAS FEMININAS Conceito de Estrogénio  Os Estrogénios (também designadas por hormonas sexuais femininas) são hormonas ováricas, pertencentes ao grupo das hormonas estrogénicas e são produzidas pelas células foliculares.
  • 17. HORMONA MASCULINA  Testosterona é uma hormona esteróide produzido, nos indivíduos do sexo masculino, pelos testículos (os quais também produzem espermatozóides e uma série de outros hormônios que controlam o desenvolvimento normal e funcionamento).
  • 18. A Primeira Menstruação De Mafalda Mafalda teve a sua primeira menstruação quando estava sozinha em sua casa e não sabia o que fazer. Foi então que se lembrou de ir até à casa do seu melhor amigo, Carlinhos. Quando chega a sua casa diz: - Olá Carlinhos, a tua mamã está? - Não, Mafalda, mas em que posso eu ajudar? - Não, Carlinhos, não podes ajudar, são coisas de mulheres que nem te posso contar. - Mas, diz-me Mafalda, claro que posso ajudar, eu sei tudo sobre mulheres. - Não, Carlinhos, e a tua irmã está? - Não, Mafalda, mas conta-me, já te disse que sei tudo sobre mulheres. - Não, Carlos, deixa-me! Não percebes? E a tua empregada, está? - Não, Mafalda, mas conta-me, quantas vezes preciso de dizer que sei tudo sobre mulheres. - Bom... Carlinhos, vou-te contar... Mafalda levanta a saia e Carlinhos vê que ela estava toda cheia de sangue. Carlinhos, horrorizado, diz-lhe: - Mas Mafalda, que fizeste???? ARRANCASTE OS “TOMATES”!!!!!!???????  Homens!!!