Sónia Catarina Cruz | Ana Amélia Carvalhosoniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.ptVIDEOCONFERÊNCIA:PROMOVER A COMUNIC...
INTRODUÇÃO   A Web 2.0 oferece um conjunto de aplicações que    cada vez mais conferem interactividade e colaboração    e...
   Procurámos alcançar uma prática    pedagógica mais activa em que o aluno    fosse convocado a construir e partilhar   ...
MODELO ITIC      Figura 1 – Pressupostos e Componentes do Modelo ITIC
PORQUÊ AVIDEOCONFERÊNCIA?    Manuseamento rápido e fácil deste     software, que permite em tempo real     comunicar (atr...
O ESTUDO  soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
 OBJETIVOS  aferirde que modo o sistema de   videoconferência pode potenciar o   desenvolvimento de   competências, nome...
TÉCNICAS DE RECOLHA DE DADOS   Inquérito     Dois     questionários          Fichade Literacia Informática - possibilit...
FICHA DELITERACIA INFORMÁTICA      Utilitários/Recursos/Ferramentas online usados           Frequência na utilização do co...
PARTICIPANTES     27 sujeitos          16 rapazes          11 raparigas   Frequentavam o 9º ano de escolaridade   Esc...
DESCRIÇÃO DO ESTUDO                   Figura 2 – Site História Nove     soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
TEMÁTICA EM ESTUDO    Movimentos de independência liderados pelo     FNLA, UPA, UNITA, PAIGC e FRELIMO                   ...
PREPARAÇÃO   Visualização de uma    apresentação sobre as    razões do conflito e a    recusa por parte do    regime sala...
   Registo das conclusões    pelos alunos, seguidas    de um debate sobre o    assunto.   Planeamento, em    grupo, de q...
NO DIA   Breve contextualização do    período a que se    reportavam os factos,   Exposição do modo como:      conviveu...
APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOSRESULTADOS   soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
QUESTIONÁRIODE OPINIÃO                         A experiência          através do sistema de videoconferência foi:         ...
Estar em contacto com um ex-combatente da guerra colonial                                                                 ...
Considero que o sistema de videoconferência pode ajudar naaprendizagem porque:                                         fAp...
CONCLUSÃO   A videoconferência motivou os alunos e    possibilitou o desenvolvimento da competência    da Comunicação – e...
Sónia Catarina Cruz | Ana Amélia Carvalhosoniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt                 MUITO OBRIGADA!VII...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

VIDEOCONFERÊNCIA: PROMOVER A COMUNICAÇÃO NOS ALUNOS DO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO

1.013 visualizações

Publicada em

A presente comunicação aborda a integração de Videoconferência em contexto de sala de aula, reflectindo sobre a necessidade de utilizar este sistema como forma de promover situações de aprendizagem, em particular a competência da comunicação. De seguida, descreve-se o estudo efectuado com um ex-combatente durante o módulo “Portugal: do autoritarismo à democracia” e reflecte-se sobre os resultados obtidos.

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.013
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

VIDEOCONFERÊNCIA: PROMOVER A COMUNICAÇÃO NOS ALUNOS DO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO

  1. 1. Sónia Catarina Cruz | Ana Amélia Carvalhosoniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.ptVIDEOCONFERÊNCIA:PROMOVER A COMUNICAÇÃO NOS ALUNOSDO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICOVII Conferência Internacional de TIC na EducaçãoUniversidade do Minho | Portugal12 de Maio de 2011
  2. 2. INTRODUÇÃO A Web 2.0 oferece um conjunto de aplicações que cada vez mais conferem interactividade e colaboração enriquecendo o processo de ensino – aprendizagem; Muitas destas ferramentas já são do conhecimento dos alunos, nativos digitais (Prensky, 2001), que têm, normalmente sobre elas, uma visão mais direccionada para a diversão do que para o trabalho; Sempre que lhes é mostrado outro caminho, os alunos passam a ter novas formas de perspectivar estas ferramentas, conferindo-lhes um novo papel para além de pura diversão, integrando-as quer na vida pessoal, quer na vida profissional. soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  3. 3.  Procurámos alcançar uma prática pedagógica mais activa em que o aluno fosse convocado a construir e partilhar conhecimento através da videoconferência. Combinando recursos e ferramentas disponíveis online, que podem potenciar uma aprendizagem significativa. soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  4. 4. MODELO ITIC Figura 1 – Pressupostos e Componentes do Modelo ITIC
  5. 5. PORQUÊ AVIDEOCONFERÊNCIA?  Manuseamento rápido e fácil deste software, que permite em tempo real comunicar (através de vídeo, som, texto) e partilhar ficheiros:  evita-se o deslocamento de pessoas (e custos que isso acarreta),  maior disponibilidade de horários uma vez que se torna mais fácil definir a hora da sessão,  possibilita a gravação da videoconferência como registo da reunião,  partilha de documentos. soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  6. 6. O ESTUDO soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  7. 7.  OBJETIVOS  aferirde que modo o sistema de videoconferência pode potenciar o desenvolvimento de competências, nomeadamente, da competência de comunicação;  integrar novas ferramentas online que motivem para a aprendizagem, nomeadamente a aprendizagem colaborativa;  privilegiar o contacto com especialistas. soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  8. 8. TÉCNICAS DE RECOLHA DE DADOS Inquérito  Dois questionários  Fichade Literacia Informática - possibilitou aquilatar as apetências informáticas da amostra (preenchido no início do ano lectivo).  Questionário de Opinião - inquiriu a opinião dos sujeitos sobre a utilização da videoconferência na aprendizagem (preenchido no final da actividade, já no 3.º período lectivo, ). Observação  Registo dos comportamentos dos sujeitos durante a sessão de videoconferência, nomeadamente, o interesse dos alunos, as dificuldades manifestadas e problemas técnicos ocorridos. soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  9. 9. FICHA DELITERACIA INFORMÁTICA Utilitários/Recursos/Ferramentas online usados Frequência na utilização do computador Já tinhas assistido o uma pelos com a Primeiro contactoalunos computador (%) videoconferência? (%) (%) 74.1 (%) 80 85.240,7 90 70 77.8 80 60 66.7 33.4 70 50 59.3 25.9 60 40 80 18.5 48.1 30 44.4 7.4 50 20 60 40 10 23 0 30 0 40 18.5 20 0 11.1 0 7.4 20 10 0 0 Antes de Quando Quando Há um ano Este ano entrar para entrei para vim para o Não Sim a escola a escola 2° ciclo
  10. 10. PARTICIPANTES  27 sujeitos  16 rapazes  11 raparigas  Frequentavam o 9º ano de escolaridade  Escola do Alto-Minho, Viana do Castelo  Disciplina de História soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  11. 11. DESCRIÇÃO DO ESTUDO Figura 2 – Site História Nove soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  12. 12. TEMÁTICA EM ESTUDO  Movimentos de independência liderados pelo FNLA, UPA, UNITA, PAIGC e FRELIMO EXPERIÊNCIA  Entrada em contacto com um ex- combatente da guerra colonial (1961- 1974), Manuel Bastos.
  13. 13. PREPARAÇÃO Visualização de uma apresentação sobre as razões do conflito e a recusa por parte do regime salazarista na aceitação da independência das colónias.
  14. 14.  Registo das conclusões pelos alunos, seguidas de um debate sobre o assunto. Planeamento, em grupo, de questões que gostariam de ver esclarecidas pelo ex- combatente e registá- las no blogue da turma.
  15. 15. NO DIA Breve contextualização do período a que se reportavam os factos, Exposição do modo como:  conviveu com a ideia de que fora chamado para a guerra,  viveu no terreno esta guerra,  era o ambiente entre os camaradas da Companhia,
  16. 16. APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOSRESULTADOS soniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt
  17. 17. QUESTIONÁRIODE OPINIÃO A experiência através do sistema de videoconferência foi: (%) 100 100 80 60 40 20 0 0 0 0 Desafiante Pouco Aborrecida Muito desafiante aborrecida
  18. 18. Estar em contacto com um ex-combatente da guerra colonial f %através do sistema de videoconferência foi uma experiênciaDesafiante 26 100 Aprende-se bastante melhor com a experiência de outros 20 Aprende-se de uma forma interessante e cativante 14 Tive cuidado com as perguntas para não ferir 1 susceptibilidadesPouco desafiante 0 0,0Aborrecida 0 0,0Muito aborrecida 0 0,0 Não assistiu 1 -
  19. 19. Considero que o sistema de videoconferência pode ajudar naaprendizagem porque: fAprende-se com base em testemunhos reais 17Desperta o interesse e a atenção 15Facilita a compreensão da matéria 7Troca-se ideias com outra pessoa de fora da sala 4
  20. 20. CONCLUSÃO A videoconferência motivou os alunos e possibilitou o desenvolvimento da competência da Comunicação – evidenciada no debate da turma e com o especialista. Pode constituir um excelente meio para comunicar de forma interactiva, em particular com especialistas ainda que separados geograficamente; Permite ao professor proporcionar novos ambientes educativos, potenciar o intercâmbio e permitir que a comunicação e partilha de
  21. 21. Sónia Catarina Cruz | Ana Amélia Carvalhosoniacatarinacruz@gmail.com | aac@ie.uminho.pt MUITO OBRIGADA!VII Conferência Internacional de TIC na EducaçãoUniversidade do Minho | Portugal12 de Maio de 2011

×