SlideShare uma empresa Scribd logo
SSST – Seção de Segurança e Saúde
do Trabalhador
• 4 Médicos
• 4 Engenheiros de Segurança do Trabalho
• 9 Técnicos de Segurança do Trabalho
• 3 Assistentes Administrativos
População
• 12 mil servidores ativos em quatro campi
distintos, sendo dois no Estado do Rio de
Janeiro.
Emissão de LTCAT – Laudo Técnico
das Condições da Ambiente de
Trabalho
• Atendendo a ON 16 de 23/12/2013;
• Para trabalhadores expostos a Agentes Físicos
e Biológicos;
• Monitoramentos usando instrumentos
previamente calibrados junto a RBC.
Emissão de PPP
• Atendendo a ON 15 de 23/12/2013;
• Para trabalhadores das Instituições Federais
que laboraram nas mesmas, antes de
dezembro de 1990.
Elaboração de Programa de
Prevenção de Riscos Ambientais
• Atendendo demandas do controle externo –
MPT, TEM, ANVISA, SUS, Estado e Município;
• Equacionando adicional de insalubridade
através de recursos;
Treinamentos
• Curso da C.I.S.S.P. – Comissão interna de
Saúde do Servidor Público;
• Treinamento sobre Equipamento de Proteção
Individual;
• Treinamento sobre Prevenção e Combate a
Incêndios;
• Primeiros Socorros.
Outros documentos
• Análise Ergonômica do Trabalho;
• Laudo de Iluminância;
• PGRSS – Programa de Gerenciamento de
Resíduos Sólidos de Saúde;
• O Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor
(SIASS), foi criado pelo Ministério do Planejamento em 2009 e
prevê a criação da Comissão Interna de Saúde do Servidor
Público (CISSP).
• Desde novembro de 2010, com a assinatura do Termo de
Cooperação Técnica entre a Universidade Federal do Rio de
Janeiro (UFRJ) e o Ministério do Planejamento, Orçamento e
Gestão (MPOG), a UFRJ/PR-4/CPST tornou-se a unidade de
referência SIASS no Estado do Rio de Janeiro.
A CISSP - Comissão Interna de Saúde do
Servidor Público tem papel importante na
construção de ações que resultarão em
melhorias contínuas aplicadas nos ambientes
e processos de trabalho, o que proporcionará
saúde, segurança e qualidade de vida aos
trabalhadores da UFRJ. Em dezembro de 2013,
na Prefeitura Universitária da UFRJ tomaram
posse os 24 integrantes da primeira Comissão
Interna de Saúde do Servidor Público (CISSP)
das universidades federais brasileiras.
Contatos
• raqueltst@gmail.com
• Celulares: 21 - 98872-4969
21 - 99372-8356

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagio
CV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagioCV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagio
CV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagio
Paulo Sng Man Yoo
 
Sistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgênciasSistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgências
biblisaocamilo
 
Regulação médica cias
Regulação médica ciasRegulação médica cias
Regulação médica cias
phudendo
 
Cofen
CofenCofen
Cofen
rosa07
 
Urgências e emergências na atenção primária à saúde
Urgências e emergências na atenção primária à saúdeUrgências e emergências na atenção primária à saúde
Urgências e emergências na atenção primária à saúde
João Mazzoncini de Azevedo-Marques
 
Coren
CorenCoren
Coren
WillD12
 
Pgrss passo a passo
Pgrss passo a passoPgrss passo a passo
Pgrss passo a passo
Itaecio Lane Itaecio Lane
 
Pgrss atual bettina
Pgrss atual bettinaPgrss atual bettina
Pgrss atual bettina
Itaecio Lane Itaecio Lane
 
Modelo de Atenção às Condições Crônicas no Paraná
Modelo de Atenção às Condições Crônicas no ParanáModelo de Atenção às Condições Crônicas no Paraná
Modelo de Atenção às Condições Crônicas no Paraná
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Regimento2017
Regimento2017Regimento2017
Regimento2017
Inaiara Bragante
 
Qualifica SUS - DF / Brasília Saudável
Qualifica SUS - DF / Brasília SaudávelQualifica SUS - DF / Brasília Saudável
Qualifica SUS - DF / Brasília Saudável
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJFolder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Inaiara Bragante
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes
Oncoguia
 
Artigo perícia médica
Artigo perícia médicaArtigo perícia médica
Artigo perícia médica
Apeoesp Vale Do Ribeira
 
Folder do PRMFC -SMS/RJ
Folder do PRMFC -SMS/RJFolder do PRMFC -SMS/RJ
Folder do PRMFC -SMS/RJ
Inaiara Bragante
 
Atenção Especializada no Paraná
Atenção Especializada no ParanáAtenção Especializada no Paraná
Atenção Especializada no Paraná
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Rmnf2222
Rmnf2222Rmnf2222
Cartilha pgrss-2013
Cartilha pgrss-2013Cartilha pgrss-2013
Cartilha pgrss-2013
Patrícia Alves
 

Mais procurados (19)

CV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagio
CV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagioCV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagio
CV PauloYoo_ADM_faltandoultimoestagio
 
Sistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgênciasSistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgências
 
Regulação médica cias
Regulação médica ciasRegulação médica cias
Regulação médica cias
 
Cofen
CofenCofen
Cofen
 
Urgências e emergências na atenção primária à saúde
Urgências e emergências na atenção primária à saúdeUrgências e emergências na atenção primária à saúde
Urgências e emergências na atenção primária à saúde
 
Coren
CorenCoren
Coren
 
Pgrss passo a passo
Pgrss passo a passoPgrss passo a passo
Pgrss passo a passo
 
Pgrss atual bettina
Pgrss atual bettinaPgrss atual bettina
Pgrss atual bettina
 
Modelo de Atenção às Condições Crônicas no Paraná
Modelo de Atenção às Condições Crônicas no ParanáModelo de Atenção às Condições Crônicas no Paraná
Modelo de Atenção às Condições Crônicas no Paraná
 
Regimento2017
Regimento2017Regimento2017
Regimento2017
 
Qualifica SUS - DF / Brasília Saudável
Qualifica SUS - DF / Brasília SaudávelQualifica SUS - DF / Brasília Saudável
Qualifica SUS - DF / Brasília Saudável
 
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJFolder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
Folder do Programa de Residência em MFC - SMS/RJ
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rodrigo Eloy Arantes
 
Artigo perícia médica
Artigo perícia médicaArtigo perícia médica
Artigo perícia médica
 
Folder do PRMFC -SMS/RJ
Folder do PRMFC -SMS/RJFolder do PRMFC -SMS/RJ
Folder do PRMFC -SMS/RJ
 
Atenção Especializada no Paraná
Atenção Especializada no ParanáAtenção Especializada no Paraná
Atenção Especializada no Paraná
 
Rmnf2222
Rmnf2222Rmnf2222
Rmnf2222
 
EMSR nORTEe
EMSR nORTEeEMSR nORTEe
EMSR nORTEe
 
Cartilha pgrss-2013
Cartilha pgrss-2013Cartilha pgrss-2013
Cartilha pgrss-2013
 

Semelhante a VIGILÂNCIA AMBIENTAL NA UFRJ : Raquel Galdino - 17/06/2015

Conceito de Biossegurança e Normas.pptx
Conceito de Biossegurança e Normas.pptxConceito de Biossegurança e Normas.pptx
Conceito de Biossegurança e Normas.pptx
rogerioxavier22
 
ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDEESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
engbiancardine
 
Artigo bioterra v18_n1_08
Artigo bioterra v18_n1_08Artigo bioterra v18_n1_08
Artigo bioterra v18_n1_08
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Noss livreto
Noss livretoNoss livreto
Noss livreto
Rbtconseg Tst
 
Prêmio MC Final
Prêmio MC FinalPrêmio MC Final
Prêmio MC Final
cipasap
 
Cv Funabashi
Cv FunabashiCv Funabashi
Aula saude do trabalhador 15 agosto_11
Aula saude do trabalhador 15 agosto_11Aula saude do trabalhador 15 agosto_11
Aula saude do trabalhador 15 agosto_11
Peter Cera
 
Monografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalho
Monografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalhoMonografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalho
Monografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalho
✪ Paulo Montenegro Eng Seg do Trabalho
 
A importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de smsA importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de sms
Universidade Federal Fluminense
 
A importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de smsA importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de sms
Universidade Federal Fluminense
 
Pcmso e cipa
Pcmso e  cipaPcmso e  cipa
Pcmso e cipa
valdenor Alves
 
Pcmso
PcmsoPcmso
Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Franco Danny Manciolli
 
Diretrizes da SCPMSO
Diretrizes da SCPMSODiretrizes da SCPMSO
Diretrizes da SCPMSO
SCPMSOSEPLAG
 
Plano nacional de segurança e saúde no trabalho
Plano nacional de segurança e saúde no trabalhoPlano nacional de segurança e saúde no trabalho
Plano nacional de segurança e saúde no trabalho
Jhonas de Queiroz
 
Manejo residuos costa
Manejo residuos costaManejo residuos costa
Manejo residuos costa
Patricia Moura
 
8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...
8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...
8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
RECURSOS HUMANOS.pdf
RECURSOS HUMANOS.pdfRECURSOS HUMANOS.pdf
RECURSOS HUMANOS.pdf
sumaya Sobrenome
 
73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo
73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo
73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo
VitorMussoline
 
B&R Consultoria Qualidade no meio ambiente
B&R Consultoria Qualidade no meio ambienteB&R Consultoria Qualidade no meio ambiente
B&R Consultoria Qualidade no meio ambiente
B&R Consultoria Empresarial
 

Semelhante a VIGILÂNCIA AMBIENTAL NA UFRJ : Raquel Galdino - 17/06/2015 (20)

Conceito de Biossegurança e Normas.pptx
Conceito de Biossegurança e Normas.pptxConceito de Biossegurança e Normas.pptx
Conceito de Biossegurança e Normas.pptx
 
ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDEESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
ESTRUTURAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
 
Artigo bioterra v18_n1_08
Artigo bioterra v18_n1_08Artigo bioterra v18_n1_08
Artigo bioterra v18_n1_08
 
Noss livreto
Noss livretoNoss livreto
Noss livreto
 
Prêmio MC Final
Prêmio MC FinalPrêmio MC Final
Prêmio MC Final
 
Cv Funabashi
Cv FunabashiCv Funabashi
Cv Funabashi
 
Aula saude do trabalhador 15 agosto_11
Aula saude do trabalhador 15 agosto_11Aula saude do trabalhador 15 agosto_11
Aula saude do trabalhador 15 agosto_11
 
Monografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalho
Monografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalhoMonografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalho
Monografia paulo de_souza_montenegro_eng_seg_trabalho
 
A importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de smsA importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de sms
 
A importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de smsA importância dos diálogos diários de sms
A importância dos diálogos diários de sms
 
Pcmso e cipa
Pcmso e  cipaPcmso e  cipa
Pcmso e cipa
 
Pcmso
PcmsoPcmso
Pcmso
 
Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
 
Diretrizes da SCPMSO
Diretrizes da SCPMSODiretrizes da SCPMSO
Diretrizes da SCPMSO
 
Plano nacional de segurança e saúde no trabalho
Plano nacional de segurança e saúde no trabalhoPlano nacional de segurança e saúde no trabalho
Plano nacional de segurança e saúde no trabalho
 
Manejo residuos costa
Manejo residuos costaManejo residuos costa
Manejo residuos costa
 
8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...
8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...
8ª Assembleia do CONASS – Plano Diretor dos Hospitais - Programa de Apoio ao ...
 
RECURSOS HUMANOS.pdf
RECURSOS HUMANOS.pdfRECURSOS HUMANOS.pdf
RECURSOS HUMANOS.pdf
 
73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo
73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo
73908613 ppra-cozinha-mod-â¬lo
 
B&R Consultoria Qualidade no meio ambiente
B&R Consultoria Qualidade no meio ambienteB&R Consultoria Qualidade no meio ambiente
B&R Consultoria Qualidade no meio ambiente
 

Mais de Gláucia Castro

História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015
História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015
História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015
Gláucia Castro
 
PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...
PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...
PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...
Gláucia Castro
 
Pacientes tabagistas ufrj_2015
Pacientes tabagistas ufrj_2015Pacientes tabagistas ufrj_2015
Pacientes tabagistas ufrj_2015
Gláucia Castro
 
Tabagismo doenças relacionadas ao tabaco servidor
Tabagismo doenças relacionadas ao tabaco  servidorTabagismo doenças relacionadas ao tabaco  servidor
Tabagismo doenças relacionadas ao tabaco servidor
Gláucia Castro
 
Decreto 7003/ 2009
Decreto 7003/ 2009Decreto 7003/ 2009
Decreto 7003/ 2009
Gláucia Castro
 
Decreto 5992 1996
Decreto 5992 1996Decreto 5992 1996
Decreto 5992 1996
Gláucia Castro
 
Decreto 977 1993
Decreto 977 1993Decreto 977 1993
Decreto 977 1993
Gláucia Castro
 
Lei 8112 90_2ed
Lei 8112 90_2edLei 8112 90_2ed
Lei 8112 90_2ed
Gláucia Castro
 
Legislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembro
Legislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembroLegislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembro
Legislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembro
Gláucia Castro
 
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO.
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO. O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO.
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO.
Gláucia Castro
 
Envelhecimento populacional em servidores públicos
Envelhecimento populacional em servidores públicosEnvelhecimento populacional em servidores públicos
Envelhecimento populacional em servidores públicos
Gláucia Castro
 
Referencias desenho universalumconceitoparatodos
Referencias desenho universalumconceitoparatodosReferencias desenho universalumconceitoparatodos
Referencias desenho universalumconceitoparatodos
Gláucia Castro
 
Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1
Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1
Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1
Gláucia Castro
 
Envelhecimento do Servidor e Acessibilidade
Envelhecimento do Servidor e AcessibilidadeEnvelhecimento do Servidor e Acessibilidade
Envelhecimento do Servidor e Acessibilidade
Gláucia Castro
 
Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...
Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...
Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...
Gláucia Castro
 
Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013
Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013
Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013
Gláucia Castro
 
ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.
ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.
ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.
Gláucia Castro
 
Orientação normativa 12 2013
Orientação normativa 12   2013Orientação normativa 12   2013
Orientação normativa 12 2013
Gláucia Castro
 
Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014
Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014
Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014
Gláucia Castro
 
Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...
Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...
Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...
Gláucia Castro
 

Mais de Gláucia Castro (20)

História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015
História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015
História da telessaúde da cidade para o estado do rj - 2015
 
PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...
PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...
PROBLEMAS RELACIONADOS AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO SERVIÇO PÚ...
 
Pacientes tabagistas ufrj_2015
Pacientes tabagistas ufrj_2015Pacientes tabagistas ufrj_2015
Pacientes tabagistas ufrj_2015
 
Tabagismo doenças relacionadas ao tabaco servidor
Tabagismo doenças relacionadas ao tabaco  servidorTabagismo doenças relacionadas ao tabaco  servidor
Tabagismo doenças relacionadas ao tabaco servidor
 
Decreto 7003/ 2009
Decreto 7003/ 2009Decreto 7003/ 2009
Decreto 7003/ 2009
 
Decreto 5992 1996
Decreto 5992 1996Decreto 5992 1996
Decreto 5992 1996
 
Decreto 977 1993
Decreto 977 1993Decreto 977 1993
Decreto 977 1993
 
Lei 8112 90_2ed
Lei 8112 90_2edLei 8112 90_2ed
Lei 8112 90_2ed
 
Legislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembro
Legislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembroLegislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembro
Legislação aplicada à perícia em saúde 2014 setembro
 
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO.
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO. O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO.
O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL. UM DESAFIO NOVO.
 
Envelhecimento populacional em servidores públicos
Envelhecimento populacional em servidores públicosEnvelhecimento populacional em servidores públicos
Envelhecimento populacional em servidores públicos
 
Referencias desenho universalumconceitoparatodos
Referencias desenho universalumconceitoparatodosReferencias desenho universalumconceitoparatodos
Referencias desenho universalumconceitoparatodos
 
Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1
Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1
Health and Ageing A Discussion Paper. Who nmh hps_01.1
 
Envelhecimento do Servidor e Acessibilidade
Envelhecimento do Servidor e AcessibilidadeEnvelhecimento do Servidor e Acessibilidade
Envelhecimento do Servidor e Acessibilidade
 
Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...
Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...
Implementação da política de atenção à saúde do servidor nas ifes elsa thomé ...
 
Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013
Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013
Orientação normativa nº 13, de 30 de outubro de 2013
 
ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.
ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.
ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 17 , DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013.
 
Orientação normativa 12 2013
Orientação normativa 12   2013Orientação normativa 12   2013
Orientação normativa 12 2013
 
Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014
Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014
Rede rute funpresp apresentação ricardo pena, bsb, 06 AGOSTO 2014
 
Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...
Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...
Estrategia obesidade para estados e municípios versao para revisão final - Co...
 

VIGILÂNCIA AMBIENTAL NA UFRJ : Raquel Galdino - 17/06/2015

  • 1.
  • 2. SSST – Seção de Segurança e Saúde do Trabalhador • 4 Médicos • 4 Engenheiros de Segurança do Trabalho • 9 Técnicos de Segurança do Trabalho • 3 Assistentes Administrativos
  • 3. População • 12 mil servidores ativos em quatro campi distintos, sendo dois no Estado do Rio de Janeiro.
  • 4. Emissão de LTCAT – Laudo Técnico das Condições da Ambiente de Trabalho • Atendendo a ON 16 de 23/12/2013; • Para trabalhadores expostos a Agentes Físicos e Biológicos; • Monitoramentos usando instrumentos previamente calibrados junto a RBC.
  • 5. Emissão de PPP • Atendendo a ON 15 de 23/12/2013; • Para trabalhadores das Instituições Federais que laboraram nas mesmas, antes de dezembro de 1990.
  • 6. Elaboração de Programa de Prevenção de Riscos Ambientais • Atendendo demandas do controle externo – MPT, TEM, ANVISA, SUS, Estado e Município; • Equacionando adicional de insalubridade através de recursos;
  • 7. Treinamentos • Curso da C.I.S.S.P. – Comissão interna de Saúde do Servidor Público; • Treinamento sobre Equipamento de Proteção Individual; • Treinamento sobre Prevenção e Combate a Incêndios; • Primeiros Socorros.
  • 8. Outros documentos • Análise Ergonômica do Trabalho; • Laudo de Iluminância; • PGRSS – Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde;
  • 9. • O Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (SIASS), foi criado pelo Ministério do Planejamento em 2009 e prevê a criação da Comissão Interna de Saúde do Servidor Público (CISSP). • Desde novembro de 2010, com a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), a UFRJ/PR-4/CPST tornou-se a unidade de referência SIASS no Estado do Rio de Janeiro.
  • 10. A CISSP - Comissão Interna de Saúde do Servidor Público tem papel importante na construção de ações que resultarão em melhorias contínuas aplicadas nos ambientes e processos de trabalho, o que proporcionará saúde, segurança e qualidade de vida aos trabalhadores da UFRJ. Em dezembro de 2013, na Prefeitura Universitária da UFRJ tomaram posse os 24 integrantes da primeira Comissão Interna de Saúde do Servidor Público (CISSP) das universidades federais brasileiras.
  • 11.
  • 12. Contatos • raqueltst@gmail.com • Celulares: 21 - 98872-4969 21 - 99372-8356