SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Principais Modelos
Pedagógicos
UFCD 9637
Modelos
Pedagógicos
Pedagogia
Diretiva
Pedagogia
Não diretiva
Pedagogia
Relacional
Pedagogia
Diretiva
O educador fala e o aluno ouve.
O educador propõe a atividade e o aluno
executa.
O professor ensina e o aluno aprende.
Pedagogia
Não
Diretiva
O educador é um auxiliar do aluno, um facilitador.
O aluno é independente no processo de aprendizagem.
O educador não ensina, o aluno é que aprende.
Pedagogia
Relacional
O educador problematiza e o aluno age,
estabelecendo-se uma interação aluno-educador, que
será a base de toda a aprendizagem.
Relaciona a aprendizagem com a construção do
conhecimento (pedagogia construtivista).
Há uma troca mútua de saberes. O educador não é
dono da verdade e age como mediador da
aprendizagem.
O educador traz situações da realidade do aluno. A
aprendizagem é construção, vivência e tomada de
consciência da coordenação das ações entre
educadores e alunos.
O educador, para além de ensinar, precisa de
aprender o que o seu aluno já construiu até ao
momento.
"A investigação tem provado que um dos fatores da
qualidade na educação de infância é a adoção, pelo
educador, de um modelo curricular concreto”.
Júlia Formosinho; Dalila Lino; Sérgio Niza
O programa de atividades de cada estabelecimento pode incluir
vários modelos pedagógicos, dos quais os mais utilizados,
atualmente, em Portugal são:
• O Modelo Curricular Movimento Escola Moderna (MEM)
• Modelo Curricular High-Scope.
Outros:
• João de Deus
• Reggio Emília
• Pedagogia de Projeto
Trabalho de pesquisa individual
✓ MEM
✓ High-Scope
✓ João de Deus
✓ Reggio Emília
✓ Pedagogia de Projeto
Descobre as características, vantagens e desvantagens.
Partilha as informações com os pares do mesmo tema e, em conjunto,
apresentem à turma.
Movimento Escola Moderna (MEM)
Um modelo construtivista criado nos anos 60, com base nos trabalhos
de Freinet.
Algumas características:
• Os meios pedagógicos como veículo;
• A atividade escolar como contrato social e educativo;
• Os processos de trabalho como processos sociais de construção da
cultura;
• Partilha da informação;
• As práticas escolares com sentido social imediato;
• Os alunos como intervenientes no meio social.
High Scope
Um modelo com base nas teorias de Piaget de orientação cognitivista e
construtivista. Começou a ser estruturado nos anos sessenta, em Ypsilanti
(Michigan, USA), recebendo o nome da instituição em que se desenvolveu.
Algumas características:
• Rotina diária estruturada (pouco flexível no início do ano letivo);
• A aprendizagem ativa e experiências chave;
• A rotina diária com o ciclo: planear – fazer– rever;
• A organização do espaço e dos materiais.
Os dois modelos anteriores defendem a existência de momentos
diários de trabalho diferenciado, de acordo com os interesses,
necessidades, ritmos e estilos de aprendizagem dos alunos. O
modelo High Scope tem uma visão mais individualista e coloca
uma tónica no papel do professor enquanto promotor das
atividades junto dos alunos. O modelo do Movimento da Escola
Moderna afirma-se mais pela gestão cooperativa de tudo o que
diz respeito à vida da turma, com a participação ativa do aluno.
Movimento
Escola
Moderna
High
Scope
João de Deus
A metodologia usada é sólida e consistente e assenta na Cartilha
Maternal (1876) para a iniciação precoce da leitura e da escrita.
Algumas características:
• Modelo centrado na preparação académica da criança (o educador tem um
papel ativo e diretivo).
• Espaço organizado por uma decoração simples, mas onde a arte tem
presença. Valoriza-se uma arquitetura funcional e atraente de
características nacionais e regionais.
• Existem diversos materiais para as atividades programadas (para a educação
sensorial, percetiva, motora e física, materiais para os trabalhos manuais e atividades
plásticas, materiais de apoio para a aprendizagem da matemática como o Cuisinaire, Blocos
lógicos. Tangran, Calculador multibásico, Dons de Froebel. Para os mais pequenos existem
materiais para imitação: para aprender a viver e integrar-se no meio social - Loja, Casa das
bonecas e Jogos de trânsito).
Reggio Emilia
Nasceu depois da segunda Guerra Mundial, em 1945, no norte de Itália, próximo da cidade
de Reggio Emilia, pela necessidade de se construir uma escola para as crianças pequenas
• Algumas características:
• Pais e toda a comunidade participam na educação e formação das crianças.
• Professor/educador com um papel ativo no apoio educativo.
• Espaço organizado de forma a refletir as ideias, valores e atitudes de todos que nele
trabalham.
• Dá-se relevância ao atelier para uma diversidade de técnicas de expressão plástica:
desenho, pintura, modelagem, colagem, etc.
• Espaço exterior organizado para atividades como cultivo de plantas, criação de animais,
etc.
• Acredita-se na competência da criança e na competência do educador.
O papel da escola e da educação é criar condições para que todos tenham
oportunidades para desenvolver as suas competências e capacidades em plenitude.
Pedagogia de projeto
A metodologia de trabalho de projeto decorre do movimento de
educação progressista associado ao pensamento de John Dewey, que
preconiza abordagens pedagógicas que incluam o experimentalismo, a
preocupação com as necessidades e motivações intrínsecas dos
formandos e os seus ritmos e diferenças individuais, bem como a
necessidade de nunca desligar a teoria da prática.
Trata-se de um método de trabalho orientado para a resolução de
problemas, que requer a participação de cada membro de um grupo,
segundo as suas capacidades, com vista à realização de um trabalho
conjunto, decidido, planificado e organizado de comum acordo.
Algumas características:
✓Requer uma entrega total enquanto pessoa e não apenas procurar
soluções racionais e lógicas (por isso, os intervenientes são agentes do seu
desenvolvimento e do processo de aprendizagem).
✓Defende a autonomia da criança (a capacidade que cada um tem de utilizar os
recursos internos em interação com os externos ao serviço do desenvolvimento e da
aprendizagem).
✓Desenvolve a responsabilidade (que se define pela capacidade de tomar
decisões, assumindo o resultado dessa escolha, seja ela feita individualmente ou em
grupo. É-se responsável quando se assume o controlo de algo e se é capaz de responder
por ele. A responsabilização pelo resultado só pode surgir se tiver havido liberdade na
escolha do caminho).
Pedagogia
de
Projeto
✓Parte do concreto e das realidades específicas dos indivíduos.
✓Promove a mobilização integrada de saberes culturais, científicos e
tecnológicos (para compreender a realidade e abordar situações e problemas do
quotidiano).
✓Promove o saber agir.
✓Desenvolve competências sociais:
- comunicação;
- trabalho em equipa;
- gestão de conflitos;
- tomada de decisões;
- auto e hetero-avaliação.
Pedagogia
de
Projeto
Seguindo qualquer um dos modelos pedagógicos, o educador ou
professor precisa de planificar as suas atividades usando, para isso,
metodologias adequadas.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ufcd_9637_-_principais_modelos_pedagogicos.pdf

2º encontro presencial
2º encontro presencial2º encontro presencial
2º encontro presencial
anamariadis
 
Zabala, antonio a pratica educativa, como ensinar
Zabala, antonio   a pratica educativa, como ensinarZabala, antonio   a pratica educativa, como ensinar
Zabala, antonio a pratica educativa, como ensinar
marcaocampos
 
A didatica para o ensino superior
A didatica para o ensino superiorA didatica para o ensino superior
A didatica para o ensino superior
tati mariano
 
Pedagogiade projetos
Pedagogiade projetosPedagogiade projetos
Pedagogiade projetos
afermartins
 
PROJETO PEDAGOGICO
PROJETO PEDAGOGICOPROJETO PEDAGOGICO
PROJETO PEDAGOGICO
guest04f18b
 
Pedagogiade projetos
Pedagogiade projetosPedagogiade projetos
Pedagogiade projetos
afermartins
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagem
normaquilino
 

Semelhante a ufcd_9637_-_principais_modelos_pedagogicos.pdf (20)

PCN
PCNPCN
PCN
 
Didática
Didática Didática
Didática
 
2º encontro presencial
2º encontro presencial2º encontro presencial
2º encontro presencial
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Estágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciaisEstágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciais
 
Apresentação currículo para o curso PAA e PA
Apresentação currículo para o curso PAA e PAApresentação currículo para o curso PAA e PA
Apresentação currículo para o curso PAA e PA
 
Apostila de didatica
Apostila de didaticaApostila de didatica
Apostila de didatica
 
didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3
 
Zabala, antonio a pratica educativa, como ensinar
Zabala, antonio   a pratica educativa, como ensinarZabala, antonio   a pratica educativa, como ensinar
Zabala, antonio a pratica educativa, como ensinar
 
Sugestões de como trabalhar (ensinar) a turma toda
Sugestões de como trabalhar (ensinar) a turma todaSugestões de como trabalhar (ensinar) a turma toda
Sugestões de como trabalhar (ensinar) a turma toda
 
A didatica para o ensino superior
A didatica para o ensino superiorA didatica para o ensino superior
A didatica para o ensino superior
 
Plano de ação setor de psicologia
Plano de ação   setor de psicologiaPlano de ação   setor de psicologia
Plano de ação setor de psicologia
 
Pedagogiade projetos
Pedagogiade projetosPedagogiade projetos
Pedagogiade projetos
 
Pedagogia de projetos
Pedagogia de projetosPedagogia de projetos
Pedagogia de projetos
 
PROJETO PEDAGOGICO
PROJETO PEDAGOGICOPROJETO PEDAGOGICO
PROJETO PEDAGOGICO
 
Pedagogiade projetos
Pedagogiade projetosPedagogiade projetos
Pedagogiade projetos
 
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.pptApresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
 
Processo de Ensinagem
Processo de EnsinagemProcesso de Ensinagem
Processo de Ensinagem
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagem
 
Apostila Didática
Apostila Didática Apostila Didática
Apostila Didática
 

Último

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 

ufcd_9637_-_principais_modelos_pedagogicos.pdf

  • 3. Pedagogia Diretiva O educador fala e o aluno ouve. O educador propõe a atividade e o aluno executa. O professor ensina e o aluno aprende.
  • 4. Pedagogia Não Diretiva O educador é um auxiliar do aluno, um facilitador. O aluno é independente no processo de aprendizagem. O educador não ensina, o aluno é que aprende.
  • 5. Pedagogia Relacional O educador problematiza e o aluno age, estabelecendo-se uma interação aluno-educador, que será a base de toda a aprendizagem. Relaciona a aprendizagem com a construção do conhecimento (pedagogia construtivista). Há uma troca mútua de saberes. O educador não é dono da verdade e age como mediador da aprendizagem. O educador traz situações da realidade do aluno. A aprendizagem é construção, vivência e tomada de consciência da coordenação das ações entre educadores e alunos. O educador, para além de ensinar, precisa de aprender o que o seu aluno já construiu até ao momento.
  • 6. "A investigação tem provado que um dos fatores da qualidade na educação de infância é a adoção, pelo educador, de um modelo curricular concreto”. Júlia Formosinho; Dalila Lino; Sérgio Niza
  • 7. O programa de atividades de cada estabelecimento pode incluir vários modelos pedagógicos, dos quais os mais utilizados, atualmente, em Portugal são: • O Modelo Curricular Movimento Escola Moderna (MEM) • Modelo Curricular High-Scope. Outros: • João de Deus • Reggio Emília • Pedagogia de Projeto
  • 8. Trabalho de pesquisa individual ✓ MEM ✓ High-Scope ✓ João de Deus ✓ Reggio Emília ✓ Pedagogia de Projeto Descobre as características, vantagens e desvantagens. Partilha as informações com os pares do mesmo tema e, em conjunto, apresentem à turma.
  • 9. Movimento Escola Moderna (MEM) Um modelo construtivista criado nos anos 60, com base nos trabalhos de Freinet. Algumas características: • Os meios pedagógicos como veículo; • A atividade escolar como contrato social e educativo; • Os processos de trabalho como processos sociais de construção da cultura; • Partilha da informação; • As práticas escolares com sentido social imediato; • Os alunos como intervenientes no meio social.
  • 10. High Scope Um modelo com base nas teorias de Piaget de orientação cognitivista e construtivista. Começou a ser estruturado nos anos sessenta, em Ypsilanti (Michigan, USA), recebendo o nome da instituição em que se desenvolveu. Algumas características: • Rotina diária estruturada (pouco flexível no início do ano letivo); • A aprendizagem ativa e experiências chave; • A rotina diária com o ciclo: planear – fazer– rever; • A organização do espaço e dos materiais.
  • 11. Os dois modelos anteriores defendem a existência de momentos diários de trabalho diferenciado, de acordo com os interesses, necessidades, ritmos e estilos de aprendizagem dos alunos. O modelo High Scope tem uma visão mais individualista e coloca uma tónica no papel do professor enquanto promotor das atividades junto dos alunos. O modelo do Movimento da Escola Moderna afirma-se mais pela gestão cooperativa de tudo o que diz respeito à vida da turma, com a participação ativa do aluno. Movimento Escola Moderna High Scope
  • 12. João de Deus A metodologia usada é sólida e consistente e assenta na Cartilha Maternal (1876) para a iniciação precoce da leitura e da escrita. Algumas características: • Modelo centrado na preparação académica da criança (o educador tem um papel ativo e diretivo). • Espaço organizado por uma decoração simples, mas onde a arte tem presença. Valoriza-se uma arquitetura funcional e atraente de características nacionais e regionais. • Existem diversos materiais para as atividades programadas (para a educação sensorial, percetiva, motora e física, materiais para os trabalhos manuais e atividades plásticas, materiais de apoio para a aprendizagem da matemática como o Cuisinaire, Blocos lógicos. Tangran, Calculador multibásico, Dons de Froebel. Para os mais pequenos existem materiais para imitação: para aprender a viver e integrar-se no meio social - Loja, Casa das bonecas e Jogos de trânsito).
  • 13. Reggio Emilia Nasceu depois da segunda Guerra Mundial, em 1945, no norte de Itália, próximo da cidade de Reggio Emilia, pela necessidade de se construir uma escola para as crianças pequenas • Algumas características: • Pais e toda a comunidade participam na educação e formação das crianças. • Professor/educador com um papel ativo no apoio educativo. • Espaço organizado de forma a refletir as ideias, valores e atitudes de todos que nele trabalham. • Dá-se relevância ao atelier para uma diversidade de técnicas de expressão plástica: desenho, pintura, modelagem, colagem, etc. • Espaço exterior organizado para atividades como cultivo de plantas, criação de animais, etc. • Acredita-se na competência da criança e na competência do educador. O papel da escola e da educação é criar condições para que todos tenham oportunidades para desenvolver as suas competências e capacidades em plenitude.
  • 14. Pedagogia de projeto A metodologia de trabalho de projeto decorre do movimento de educação progressista associado ao pensamento de John Dewey, que preconiza abordagens pedagógicas que incluam o experimentalismo, a preocupação com as necessidades e motivações intrínsecas dos formandos e os seus ritmos e diferenças individuais, bem como a necessidade de nunca desligar a teoria da prática. Trata-se de um método de trabalho orientado para a resolução de problemas, que requer a participação de cada membro de um grupo, segundo as suas capacidades, com vista à realização de um trabalho conjunto, decidido, planificado e organizado de comum acordo.
  • 15. Algumas características: ✓Requer uma entrega total enquanto pessoa e não apenas procurar soluções racionais e lógicas (por isso, os intervenientes são agentes do seu desenvolvimento e do processo de aprendizagem). ✓Defende a autonomia da criança (a capacidade que cada um tem de utilizar os recursos internos em interação com os externos ao serviço do desenvolvimento e da aprendizagem). ✓Desenvolve a responsabilidade (que se define pela capacidade de tomar decisões, assumindo o resultado dessa escolha, seja ela feita individualmente ou em grupo. É-se responsável quando se assume o controlo de algo e se é capaz de responder por ele. A responsabilização pelo resultado só pode surgir se tiver havido liberdade na escolha do caminho). Pedagogia de Projeto
  • 16. ✓Parte do concreto e das realidades específicas dos indivíduos. ✓Promove a mobilização integrada de saberes culturais, científicos e tecnológicos (para compreender a realidade e abordar situações e problemas do quotidiano). ✓Promove o saber agir. ✓Desenvolve competências sociais: - comunicação; - trabalho em equipa; - gestão de conflitos; - tomada de decisões; - auto e hetero-avaliação. Pedagogia de Projeto
  • 17. Seguindo qualquer um dos modelos pedagógicos, o educador ou professor precisa de planificar as suas atividades usando, para isso, metodologias adequadas.