SlideShare uma empresa Scribd logo
AILLYN FERNANDA BIANCHI
TOC – TRANSTORNO OBSESSIVO
COMPULSIVO
Prof. Maria Fernnanda Carvalho
Faculdade de Medicina – UNIC
 Atualmente  Doença psiquiátrica comum e bastante sensível ao
tratamento.
CONCEITO
 É caracterizado pela presença de pensamentos obsessivos e
comportamentos compulsivos exagerados ou irracionais, causando
sofrimento e prejuízo para o indivíduo.
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
 Pode ser um transtorno incapacitante, interferindo na rotina normal do indivíduo, em seu
funcionamento ocupacional, atividades sociais habituais ou relacionamentos.
OBSESSÃO
IDEIAS
SENTIMENTOS
INTRUSIVA
REPETITIVA
ANSIEDADE
COMPULSÃO
COMPORTAMENTO CONSCIENTE
RECORRENTE
ATOS MENTAIS ESTEREOTIPADOS
Ex: Verificar, evitar.
ALIVIA OS PENSAMENTOS
OBSESSIVOS
 3º Transtorno psiquiátrico mais frequente, atrás somente da
depressão e da dependência química.
 Prevalência no período de vida estimada em 2 – 3% na população
geral.
 10% dos pacientes ambulatoriais em clínicas psiquiátricas.
 A idade média do início é por volta dos 20 anos de idade.
EPIDEMIOLOGIA
EPIDEMIOLOGIA
 Adultos  Ambos os sexos estão igualmente propensos a serem
afetados.
 Adolescência  + Meninos do que meninas.
 2/3 dos pacientes apresentam o início dos sintomas antes dos 25
anos.
 O TOC pode iniciar na infância também, porém é mais raro.
ETIOLOGIA
 Não totalmente esclarecida.
 Natureza biológica.
 Fatores psicológicos - crenças distorcidas.
 Cultura ou educação recebida.
ETIOLOGIA
O FATORES NEUROBIOLÓGICOS
 Evidências:
- Ocorem após traumatismos, lesões, infecções cerebrais.
- Pré-disposição genética: vários indivíduos de uma mesma família
acometidos.
- Descoberta de que determinados medicamentos que estimulam a. função
serotonérgica cerebral reduzem os sintomas de TOC
- Presença de zonas cerebrais hiperativas em portadores (região frontal).
ETIOLOGIA
 NÃO ESCLARECIDO!
- Resposta de muitos pacientes aos inibidores da recaptação da
serotonina é parcial ou nula.
- Obsessões e compulssões associadas a tiques, ao Transtorno de
Gilles de La Tourette, à febre reumática, outras doenças neurológicas
ou psiquiátricas
ETIOLOGIA
FATORES DE NATUREZA PSICOLÓGICA
Rituais ou outras manobras psicológicas que proporcionam alívio da
aflição e do medo que acompanham os pensamentos.
Estes atos podem ajudar a manter ou a agravar
a doença.
Distorções cognitivas: alterações do modo de
pensar, de perceber e avaliar a realidade.
FATORES DE NATUREZA PSICOLÓGICA
- Supervalorizam o pensamento (pensar = agir).
- Exageram os risco e as possibilidades dos desastres (doenças, perdas de
familiares, contaminação).
- Superestimam a própria responsabilidade quanto a
provocar ou prevenir eventos futuros.
- Perfeccionistas (perdem muito tempo com isso).
- Pensamentos mágicos (mudar o curso futuro para prevenir desastres).
ETIOLOGIA
TIPO DE EDUCAÇÃO
• Severa ou exigente.
• Culpa ou não.
• Crenças e regras.
 Tudo isso pode gerar um terreno propício para o surgimento
do TOC.
ETIOLOGIA
QUADRO CLÍNICO
 Coexistência de sintomas obsessivos e compulsivos.
OBSESSÃO
 Pensamentos, impulsos ou imagens recorrentes,
estereotipadas e de difícil resistência, que são
experimentados como intrusivos e inadequados, levando à
intensa ansiedade.
 Geralmente são acompanhadas de desconforto, medo,
angústia, culpa ou desprazer.
QUADRO CLÍNICO
COMPULSÃO
 Comportamentos ou atos mentais repetitivos, que o indivíduo se sente compelido a executar como
resposta a um pensamento obsessivo, ou tentativa de reduzir a angústia.
 As compulsões aliviam momentaneamente a ansiedade, levando o paciente a executá-las toda vez
que sua mente é invadida por uma obsessão acompanhada de aflição
 Nem sempre tem conexão realística com o que desejam prevenir.
 Ambas são reconhecidas como absurdas ou irracionais pelo paciente.
 Insucesso em resistir aos sintomas.
QUADRO CLÍNICO
 4 padrões sintomáticos principais:
• Obsessão de contaminação seguida de compulsão de lavagem ou esquiva compulsiva
do objeto supostamente contaminado.
• Obsessão de dúvida seguida de compulsão de verificação.
• Pensamentos obsessivos intrusivos sem compulsão.
• Necessidade de simetria ou precisão, podendo levar à compulsão de lentidão
*Preocupações com ordem ou números de sorte ou azar também podem ser
observadas.
 Sintomas depressivos estão presentes em 50% dos
pacientes.
EXAME DO ESTADO MENTAL
DIAGNÓSTICO
 Pensamento obsessivos recorrentes
que causam ansiedade significativa.
 Sintomas compulsivos.
 Sintomas excessivos ou irracionais.
 Lavo as mãos a todo o momento ou de forma exagerada.
 Limpo ou lavo demasiadamente o piso, móveis, roupas ou objetos.
 Tomo vários banhos por dia ou demoro demasiadamente no banho.
 Não toco em certos objetos (corrimãos, trincos de portas, dinheiro, etc.) sem lavar as mãos depois.
 Evito certos lugares (banheiros públicos, hospitais, cemitérios) por considerá-los pouco limpos ou achar que posso contrair doenças.
 Verifico portas, janelas, o gás, mais do que o necessário;
 Verifico repetidamente o fogão, as torneiras, aparelhos elétricos, interruptores de luz mesmo após desligá-los.
 Minha mente é invadida por pensamentos desagradáveis e impróprios, que me causam aflição e que nem sempre consigo afastá-los.
 Tenho sempre muitas dúvidas, repetindo várias vezes a mesma tarefa ou pergunta para ter certeza de que não vou errar.
 Preocupo-me demais com a ordem, o alinhamento ou simetria das coisas, e fico aflito(a) quando estão fora do lugar.
QUANDO PENSAR EM TOC?
DIAGNÓSTICO
CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS DSM-IV
DIAGNÓSTICO
DIAGNÓSTICO
 O QUE É TOC X O QUE NÃO É TOC
Sofrimento pessoal e comprometimento funcional x hábitos comuns excessivos.
 CONDIÇÕES MÉDICAS
 Transtorno de Tourette
Tiques motores e vocais
Sintomas Compulsivos
Criterios diagnóstico para TOC
 Epilepsia do lobo temporal, traumatismos e complicações pós-encefálicas.
 CONDIÇÕES PSIQUIÁTRICAS
 Esquizofrenia – natureza bizarra dos sintomas e insight do paciente pelo transtorno.
 Fobias – ausência de uma relação entre os pensamentos obsessivos e compulsivos.
 Transtorno depressivo maior – pode estar associado.
 Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva – não tem o grau de comprometimento funcional.
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
 Início súbito  mais de 50% dos pacientes, geralmente após evento
estressante.
 5 a 10 anos para procurar um médico.
 Na maioria dos casos, há uma melhora parcial dos sintomas e o curso tende
a ser crônico (flutuante ou constante).
 1/3 desenvolve transtorno depressivo, e o suicídio é um risco para todos
eles.
PROGNÓSTICO
MAU PROGNÓSTICO
- Submissão (ao invés de
resistência) às compulsões.
- Início na infância.
- Compulsões bizarras.
- Necessidade de hospitalização .
PROGNÓSTICO
BOM PROGNÓSTICO
- Bom ajustamento social e
profissional.
- Ausência de compulsões na
presença de obsessões.
- Presença de um evento
desencadeante.
FARMACOLÓGICO
 Objetivo  reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida.
 Antidepressivos  (amenizar ansiedade).
Clomipramida (1ª ESCOLHA; tricíclico - específica da
serotonina)
ISRS
TRATAMENTO
TERAPIA COMPORTAMENTAL COGNITIVA
Terapia breve.
Exposições com prevenção da resposta auto-imposta.
Visitas domiciliares.
Orientação familiar.
Acompanhamento terapêutico.
TRATAMENTO
Tratamento neurocirúrgicos tem sido considerado
em casos crônicos resistentes aos tratamentos
convencionais.
 ESTUDOS ADICIONAIS!!!
TRATAMENTO
 HELDTH, ELIZETH; et al. TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO:
Perguntas e Respostas. Artigo. UFRGS.
 KAPLAN, HAROLD I; et al. Compêndio de Psiquiatria: Ciências do Comportamento
e Psiquiatria Clínica. 7ª ed. Editora: Artmed.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
Rogério Oliveira
 
Transtorno obsessivo compulsivo toc
Transtorno obsessivo compulsivo tocTranstorno obsessivo compulsivo toc
Transtorno obsessivo compulsivo toc
Cristiane Dos Santos Pereira
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
Leticia Costa
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Lampsi
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
UNIME
 
Transtornos de personalidade
Transtornos de personalidadeTranstornos de personalidade
Transtornos de personalidade
gfolive
 
A esquizofrenia
A esquizofreniaA esquizofrenia
A esquizofrenia
Marcos Figueiredo
 
mapa-mental.pdf
mapa-mental.pdfmapa-mental.pdf
mapa-mental.pdf
Luana Pereira
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade Borderline
Camila
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
Aroldo Gavioli
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
Miriam Gorender
 
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo CompulsivoTOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
JooCosme3
 
Toc neurofisiologia - Simone W. L.
Toc   neurofisiologia - Simone W. L.Toc   neurofisiologia - Simone W. L.
Toc neurofisiologia - Simone W. L.
Simone Wanderley Lustosa Landen
 
Psicofarmacologia
PsicofarmacologiaPsicofarmacologia
Psicofarmacologia
Aroldo Gavioli
 
Transtorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderlineTranstorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderline
edugiannotti
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
Joyce Domingues
 
Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem
Júnior Maidana
 
Toc neurofisiologia
Toc   neurofisiologiaToc   neurofisiologia
Toc neurofisiologia
Simone Wanderley Lustosa Landen
 
Transtornos mentais
 Transtornos mentais Transtornos mentais
Transtornos mentais
Gustavo Henrique
 
Transtorno de ansiedade
Transtorno de ansiedadeTranstorno de ansiedade
Transtorno de ansiedade
Fernanda Marinho
 

Mais procurados (20)

Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtorno obsessivo compulsivo toc
Transtorno obsessivo compulsivo tocTranstorno obsessivo compulsivo toc
Transtorno obsessivo compulsivo toc
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Transtornos de personalidade
Transtornos de personalidadeTranstornos de personalidade
Transtornos de personalidade
 
A esquizofrenia
A esquizofreniaA esquizofrenia
A esquizofrenia
 
mapa-mental.pdf
mapa-mental.pdfmapa-mental.pdf
mapa-mental.pdf
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade Borderline
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo CompulsivoTOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
 
Toc neurofisiologia - Simone W. L.
Toc   neurofisiologia - Simone W. L.Toc   neurofisiologia - Simone W. L.
Toc neurofisiologia - Simone W. L.
 
Psicofarmacologia
PsicofarmacologiaPsicofarmacologia
Psicofarmacologia
 
Transtorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderlineTranstorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderline
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem
 
Toc neurofisiologia
Toc   neurofisiologiaToc   neurofisiologia
Toc neurofisiologia
 
Transtornos mentais
 Transtornos mentais Transtornos mentais
Transtornos mentais
 
Transtorno de ansiedade
Transtorno de ansiedadeTranstorno de ansiedade
Transtorno de ansiedade
 

Semelhante a TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo

Guia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasGuia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicas
Oficina Psicologia
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
Renata Pimentel
 
Aula13 05 2014
Aula13 05 2014Aula13 05 2014
Aula13 05 2014
Inaiara Bragante
 
Depressão palestra uniplac
Depressão   palestra uniplacDepressão   palestra uniplac
Depressão palestra uniplac
eduardo guagliardi
 
Esquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadeEsquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridade
cleytonlopes
 
Psicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e AdolescênciaPsicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e Adolescência
Claudia Paola Aguilar
 
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOSTRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
kadrikasecomerce
 
Psicologia da educação i
Psicologia da educação iPsicologia da educação i
Psicologia da educação i
Kelly Oliveira
 
Toc
TocToc
Transtorno Obsessivo Compulsivo
Transtorno Obsessivo CompulsivoTranstorno Obsessivo Compulsivo
Transtorno Obsessivo Compulsivo
guest22e51a
 
T.O.C - TRABALHO PRONTO.pdf
T.O.C - TRABALHO PRONTO.pdfT.O.C - TRABALHO PRONTO.pdf
T.O.C - TRABALHO PRONTO.pdf
AnaClaraVeloso5
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
Renata Fernandes
 
POC - Psicopatologia
POC - PsicopatologiaPOC - Psicopatologia
POC - Psicopatologia
Ana Sofia Costa
 
Estresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da AlmaEstresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da Alma
Robson Roberto
 
Toc2
Toc2Toc2
Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29
Liberty Ensino
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mental
morganal13
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
PatriciaAiresCosta1
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
RafaelLoureno59
 
PRIMEIRA AULA.pdf
PRIMEIRA AULA.pdfPRIMEIRA AULA.pdf
PRIMEIRA AULA.pdf
BrendoArruda
 

Semelhante a TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo (20)

Guia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasGuia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicas
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
 
Aula13 05 2014
Aula13 05 2014Aula13 05 2014
Aula13 05 2014
 
Depressão palestra uniplac
Depressão   palestra uniplacDepressão   palestra uniplac
Depressão palestra uniplac
 
Esquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadeEsquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridade
 
Psicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e AdolescênciaPsicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e Adolescência
 
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOSTRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
TRANSTORNOS ANSIOSOS E SINTOMAS CLINICOS
 
Psicologia da educação i
Psicologia da educação iPsicologia da educação i
Psicologia da educação i
 
Toc
TocToc
Toc
 
Transtorno Obsessivo Compulsivo
Transtorno Obsessivo CompulsivoTranstorno Obsessivo Compulsivo
Transtorno Obsessivo Compulsivo
 
T.O.C - TRABALHO PRONTO.pdf
T.O.C - TRABALHO PRONTO.pdfT.O.C - TRABALHO PRONTO.pdf
T.O.C - TRABALHO PRONTO.pdf
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
 
POC - Psicopatologia
POC - PsicopatologiaPOC - Psicopatologia
POC - Psicopatologia
 
Estresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da AlmaEstresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da Alma
 
Toc2
Toc2Toc2
Toc2
 
Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mental
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
 
PRIMEIRA AULA.pdf
PRIMEIRA AULA.pdfPRIMEIRA AULA.pdf
PRIMEIRA AULA.pdf
 

Mais de Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC

Aneurisma de Aorta
Aneurisma de AortaAneurisma de Aorta
Prevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicos
Prevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicosPrevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicos
Prevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicos
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e GastrosquiseCirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Pé Diabético
Pé DiabéticoPé Diabético
Pré e Pós Operatório em Cirurgia
Pré e Pós Operatório em CirurgiaPré e Pós Operatório em Cirurgia
Pré e Pós Operatório em Cirurgia
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Resposta Orgânica ao Trauma
Resposta Orgânica ao TraumaResposta Orgânica ao Trauma
Nutrição em Cirurgia
Nutrição em CirurgiaNutrição em Cirurgia
Meningite e Interpretação do LCR
Meningite e Interpretação do LCRMeningite e Interpretação do LCR
Meningite e Interpretação do LCR
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Trauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Trauma Cranioencefálico - Urgência & EmergênciaTrauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Trauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Hipertensão Portal
Hipertensão PortalHipertensão Portal
Obstrução Arterial Aguda
Obstrução Arterial AgudaObstrução Arterial Aguda
Síndrome de Down
Síndrome de Down   Síndrome de Down
Vigilância sanitária: Proteção e Defesa da Saúde
Vigilância sanitária: Proteção e Defesa da SaúdeVigilância sanitária: Proteção e Defesa da Saúde
Vigilância sanitária: Proteção e Defesa da Saúde
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Osteoartrose Na Terceira Idade
Osteoartrose Na Terceira IdadeOsteoartrose Na Terceira Idade
Osteoartrose Na Terceira Idade
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Antiparkinsonianos e Anestésicos Gerais
Antiparkinsonianos e Anestésicos GeraisAntiparkinsonianos e Anestésicos Gerais
Antiparkinsonianos e Anestésicos Gerais
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Esclerodermia - Clínica Médica
Esclerodermia - Clínica MédicaEsclerodermia - Clínica Médica
Esclerodermia - Clínica Médica
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
A oferta de serviços
A oferta de serviços    A oferta de serviços
Doença Ulcerosa Péptica
Doença Ulcerosa PépticaDoença Ulcerosa Péptica
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica CirúrgicaPancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 

Mais de Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC (19)

Aneurisma de Aorta
Aneurisma de AortaAneurisma de Aorta
Aneurisma de Aorta
 
Prevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicos
Prevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicosPrevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicos
Prevalência de pacientes tabagistas em uso de psicotrópicos
 
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e GastrosquiseCirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
Cirurgia Neonatal - Onfalocele e Gastrosquise
 
Pé Diabético
Pé DiabéticoPé Diabético
Pé Diabético
 
Pré e Pós Operatório em Cirurgia
Pré e Pós Operatório em CirurgiaPré e Pós Operatório em Cirurgia
Pré e Pós Operatório em Cirurgia
 
Resposta Orgânica ao Trauma
Resposta Orgânica ao TraumaResposta Orgânica ao Trauma
Resposta Orgânica ao Trauma
 
Nutrição em Cirurgia
Nutrição em CirurgiaNutrição em Cirurgia
Nutrição em Cirurgia
 
Meningite e Interpretação do LCR
Meningite e Interpretação do LCRMeningite e Interpretação do LCR
Meningite e Interpretação do LCR
 
Trauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Trauma Cranioencefálico - Urgência & EmergênciaTrauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
Trauma Cranioencefálico - Urgência & Emergência
 
Hipertensão Portal
Hipertensão PortalHipertensão Portal
Hipertensão Portal
 
Obstrução Arterial Aguda
Obstrução Arterial AgudaObstrução Arterial Aguda
Obstrução Arterial Aguda
 
Síndrome de Down
Síndrome de Down   Síndrome de Down
Síndrome de Down
 
Vigilância sanitária: Proteção e Defesa da Saúde
Vigilância sanitária: Proteção e Defesa da SaúdeVigilância sanitária: Proteção e Defesa da Saúde
Vigilância sanitária: Proteção e Defesa da Saúde
 
Osteoartrose Na Terceira Idade
Osteoartrose Na Terceira IdadeOsteoartrose Na Terceira Idade
Osteoartrose Na Terceira Idade
 
Antiparkinsonianos e Anestésicos Gerais
Antiparkinsonianos e Anestésicos GeraisAntiparkinsonianos e Anestésicos Gerais
Antiparkinsonianos e Anestésicos Gerais
 
Esclerodermia - Clínica Médica
Esclerodermia - Clínica MédicaEsclerodermia - Clínica Médica
Esclerodermia - Clínica Médica
 
A oferta de serviços
A oferta de serviços    A oferta de serviços
A oferta de serviços
 
Doença Ulcerosa Péptica
Doença Ulcerosa PépticaDoença Ulcerosa Péptica
Doença Ulcerosa Péptica
 
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica CirúrgicaPancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
 

TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo

  • 1. AILLYN FERNANDA BIANCHI TOC – TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO Prof. Maria Fernnanda Carvalho Faculdade de Medicina – UNIC
  • 2.  Atualmente  Doença psiquiátrica comum e bastante sensível ao tratamento. CONCEITO  É caracterizado pela presença de pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos exagerados ou irracionais, causando sofrimento e prejuízo para o indivíduo. INTRODUÇÃO
  • 3. INTRODUÇÃO  Pode ser um transtorno incapacitante, interferindo na rotina normal do indivíduo, em seu funcionamento ocupacional, atividades sociais habituais ou relacionamentos. OBSESSÃO IDEIAS SENTIMENTOS INTRUSIVA REPETITIVA ANSIEDADE COMPULSÃO COMPORTAMENTO CONSCIENTE RECORRENTE ATOS MENTAIS ESTEREOTIPADOS Ex: Verificar, evitar. ALIVIA OS PENSAMENTOS OBSESSIVOS
  • 4.  3º Transtorno psiquiátrico mais frequente, atrás somente da depressão e da dependência química.  Prevalência no período de vida estimada em 2 – 3% na população geral.  10% dos pacientes ambulatoriais em clínicas psiquiátricas.  A idade média do início é por volta dos 20 anos de idade. EPIDEMIOLOGIA
  • 5. EPIDEMIOLOGIA  Adultos  Ambos os sexos estão igualmente propensos a serem afetados.  Adolescência  + Meninos do que meninas.  2/3 dos pacientes apresentam o início dos sintomas antes dos 25 anos.  O TOC pode iniciar na infância também, porém é mais raro.
  • 6. ETIOLOGIA  Não totalmente esclarecida.  Natureza biológica.  Fatores psicológicos - crenças distorcidas.  Cultura ou educação recebida.
  • 7. ETIOLOGIA O FATORES NEUROBIOLÓGICOS  Evidências: - Ocorem após traumatismos, lesões, infecções cerebrais. - Pré-disposição genética: vários indivíduos de uma mesma família acometidos. - Descoberta de que determinados medicamentos que estimulam a. função serotonérgica cerebral reduzem os sintomas de TOC - Presença de zonas cerebrais hiperativas em portadores (região frontal).
  • 8. ETIOLOGIA  NÃO ESCLARECIDO! - Resposta de muitos pacientes aos inibidores da recaptação da serotonina é parcial ou nula. - Obsessões e compulssões associadas a tiques, ao Transtorno de Gilles de La Tourette, à febre reumática, outras doenças neurológicas ou psiquiátricas
  • 9. ETIOLOGIA FATORES DE NATUREZA PSICOLÓGICA Rituais ou outras manobras psicológicas que proporcionam alívio da aflição e do medo que acompanham os pensamentos. Estes atos podem ajudar a manter ou a agravar a doença. Distorções cognitivas: alterações do modo de pensar, de perceber e avaliar a realidade.
  • 10. FATORES DE NATUREZA PSICOLÓGICA - Supervalorizam o pensamento (pensar = agir). - Exageram os risco e as possibilidades dos desastres (doenças, perdas de familiares, contaminação). - Superestimam a própria responsabilidade quanto a provocar ou prevenir eventos futuros. - Perfeccionistas (perdem muito tempo com isso). - Pensamentos mágicos (mudar o curso futuro para prevenir desastres). ETIOLOGIA
  • 11. TIPO DE EDUCAÇÃO • Severa ou exigente. • Culpa ou não. • Crenças e regras.  Tudo isso pode gerar um terreno propício para o surgimento do TOC. ETIOLOGIA
  • 12. QUADRO CLÍNICO  Coexistência de sintomas obsessivos e compulsivos. OBSESSÃO  Pensamentos, impulsos ou imagens recorrentes, estereotipadas e de difícil resistência, que são experimentados como intrusivos e inadequados, levando à intensa ansiedade.  Geralmente são acompanhadas de desconforto, medo, angústia, culpa ou desprazer.
  • 13. QUADRO CLÍNICO COMPULSÃO  Comportamentos ou atos mentais repetitivos, que o indivíduo se sente compelido a executar como resposta a um pensamento obsessivo, ou tentativa de reduzir a angústia.  As compulsões aliviam momentaneamente a ansiedade, levando o paciente a executá-las toda vez que sua mente é invadida por uma obsessão acompanhada de aflição  Nem sempre tem conexão realística com o que desejam prevenir.  Ambas são reconhecidas como absurdas ou irracionais pelo paciente.  Insucesso em resistir aos sintomas.
  • 14. QUADRO CLÍNICO  4 padrões sintomáticos principais: • Obsessão de contaminação seguida de compulsão de lavagem ou esquiva compulsiva do objeto supostamente contaminado. • Obsessão de dúvida seguida de compulsão de verificação. • Pensamentos obsessivos intrusivos sem compulsão. • Necessidade de simetria ou precisão, podendo levar à compulsão de lentidão *Preocupações com ordem ou números de sorte ou azar também podem ser observadas.
  • 15.  Sintomas depressivos estão presentes em 50% dos pacientes. EXAME DO ESTADO MENTAL
  • 16. DIAGNÓSTICO  Pensamento obsessivos recorrentes que causam ansiedade significativa.  Sintomas compulsivos.  Sintomas excessivos ou irracionais.
  • 17.  Lavo as mãos a todo o momento ou de forma exagerada.  Limpo ou lavo demasiadamente o piso, móveis, roupas ou objetos.  Tomo vários banhos por dia ou demoro demasiadamente no banho.  Não toco em certos objetos (corrimãos, trincos de portas, dinheiro, etc.) sem lavar as mãos depois.  Evito certos lugares (banheiros públicos, hospitais, cemitérios) por considerá-los pouco limpos ou achar que posso contrair doenças.  Verifico portas, janelas, o gás, mais do que o necessário;  Verifico repetidamente o fogão, as torneiras, aparelhos elétricos, interruptores de luz mesmo após desligá-los.  Minha mente é invadida por pensamentos desagradáveis e impróprios, que me causam aflição e que nem sempre consigo afastá-los.  Tenho sempre muitas dúvidas, repetindo várias vezes a mesma tarefa ou pergunta para ter certeza de que não vou errar.  Preocupo-me demais com a ordem, o alinhamento ou simetria das coisas, e fico aflito(a) quando estão fora do lugar. QUANDO PENSAR EM TOC?
  • 21.  O QUE É TOC X O QUE NÃO É TOC Sofrimento pessoal e comprometimento funcional x hábitos comuns excessivos.  CONDIÇÕES MÉDICAS  Transtorno de Tourette Tiques motores e vocais Sintomas Compulsivos Criterios diagnóstico para TOC  Epilepsia do lobo temporal, traumatismos e complicações pós-encefálicas.  CONDIÇÕES PSIQUIÁTRICAS  Esquizofrenia – natureza bizarra dos sintomas e insight do paciente pelo transtorno.  Fobias – ausência de uma relação entre os pensamentos obsessivos e compulsivos.  Transtorno depressivo maior – pode estar associado.  Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva – não tem o grau de comprometimento funcional. DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
  • 22.  Início súbito  mais de 50% dos pacientes, geralmente após evento estressante.  5 a 10 anos para procurar um médico.  Na maioria dos casos, há uma melhora parcial dos sintomas e o curso tende a ser crônico (flutuante ou constante).  1/3 desenvolve transtorno depressivo, e o suicídio é um risco para todos eles. PROGNÓSTICO
  • 23. MAU PROGNÓSTICO - Submissão (ao invés de resistência) às compulsões. - Início na infância. - Compulsões bizarras. - Necessidade de hospitalização . PROGNÓSTICO BOM PROGNÓSTICO - Bom ajustamento social e profissional. - Ausência de compulsões na presença de obsessões. - Presença de um evento desencadeante.
  • 24. FARMACOLÓGICO  Objetivo  reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida.  Antidepressivos  (amenizar ansiedade). Clomipramida (1ª ESCOLHA; tricíclico - específica da serotonina) ISRS TRATAMENTO
  • 25. TERAPIA COMPORTAMENTAL COGNITIVA Terapia breve. Exposições com prevenção da resposta auto-imposta. Visitas domiciliares. Orientação familiar. Acompanhamento terapêutico. TRATAMENTO
  • 26. Tratamento neurocirúrgicos tem sido considerado em casos crônicos resistentes aos tratamentos convencionais.  ESTUDOS ADICIONAIS!!! TRATAMENTO
  • 27.  HELDTH, ELIZETH; et al. TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO: Perguntas e Respostas. Artigo. UFRGS.  KAPLAN, HAROLD I; et al. Compêndio de Psiquiatria: Ciências do Comportamento e Psiquiatria Clínica. 7ª ed. Editora: Artmed. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS