SlideShare uma empresa Scribd logo
saude mental
saude mental
Transtornos orgânicos
Saúde Mental e Psiquiatria II
Profª Enfª Géssica Tuani Teixeira
A história
•Lei 8.080/90
•Lei 10.216/01
•Processo de transformações no
modelo de assistência em
saúde mental
Sofrimento Psíquico
•O sofrimento psíquico tornou-se mais evidente por adquirir
proporções alarmantes.
•De acordo com a OPAS e a OMS houve nas últimas décadas um
crescente aumento da prevalência de transtornos mentais na
população.
saude mental
• População mundial: estima-se que atualmente
há cerca de 450 milhões de pessoas que sofrem
de transtornos mentais ou neurobiológicos.
(OPAS/OMS).
• Em outubro de 2020, a OMS publicou um
estudo indicando que a pandemia havia abalado
os serviços de saúde mental em 93% dos
países – ao mesmo tempo em que a demanda
por atendimentos crescia significativamente.
• Um exemplo disso está na comercialização de
antidepressivos e estabilizadores de humor, que
só no Brasil aumentou 14% em 2020 – saindo de
56,3 milhões de unidades vendidas em 2019
para 64,1 milhões.
• Segundo pesquisa realizada entre junho e julho
de 2020 por cientistas da Universidade Federal
do Rio Grande do Sul (UFRGS), 80% da
população brasileira apresentou sintomas de
ansiedade depois do início da pandemia. Os
dados evidenciam a enorme lacuna aberta entre
a demanda e o acesso a serviços de saúde
mental.
•É importante ressaltar que os sofrimentos psíquicos representam
quatro das dez principais causas de incapacitação em todo o mundo.
•Integram o quadro de doenças crônicas não transmissíveis, se
apresentam como um problema de saúde global e representa uma
ameaça à saúde e o desenvolvimento humano.
•As cargas dessas doenças recaem especialmente sobre países de
baixa e média renda.
•Projeções epidemiológicas referentes à saúde mental enfatizam a
magnitude dos problemas mentais tendem a aumentar nos próximos
anos e os diferentes transtornos têm contribuído para
contextualizar esse panorama.
Os transtornos mentais orgânicos
•São constituídos pelas
demências, transtornos
relacionados a algum tipo
de lesão ou disfunção
cerebral, delirium e
síndrome amnéstica (ambos
não induzidos pelo álcool ou
por substâncias psicoativas).
Os transtornos mentais orgânicos
• São caracterizadas pela perda de várias habilidades cognitivas e funcionais, por
um empobrecimento progressivo dos processos psíquicos e afetivos e estão
relacionadas a doenças como Alzheimer e Parkinson.
• Acometem a população mais idosa.
O que dizem os estudos?
• Estudo realizado no Brasil,
em um serviço de
emergência em saúde
mental, com pessoas idosas,
apontou os transtornos
mentais orgânicos como a
segunda causa mais
frequente de atendimento
(Almeida, 1999).
Verificou-se que a amostra era
composta predominantemente por
mulheres (65,5%); por idosos na faixa
etária entre 70-79 anos (41,3%);
casados (56,6%); e com ensino
fundamental incompleto (65,0%).
Os transtornos mentais orgânicos
estavam presentes em 56,9% da
amostra, seguidos por 28,1% com
transtornos de humor
(BIASOLI; MORETTO; GUARIENTO,
2016).
•Já os transtornos ocasionados
por lesão cerebral,
caracterizam-se por lesões em
determinadas áreas do cérebro
(frontal, temporal, áreas
límbicas, núcleos de base, etc.)
e ocasionam, na maioria das
vezes, perturbações
relacionadas ao humor, aos
impulsos instintivos e à
personalidade
(Dalgalarrondo, 2000).
Estudo realizado com idosos (SP),
apontou que mais de 7% dos
entrevistados apresentavam algum tipo
de demência.
• Pesquisa realizada com idosos institucionalizados no Rio de Janeiro, apontou que
mais de 4% destes pacientes possuíam algum diagnóstico de transtorno mental
relacionado à lesão ou disfunção cerebral.
• Outro achado importante, verificado entre pacientes com este tipo de
transtorno, refere-se à relação entre a doença mental e a violência, sendo que
cerca de 60% dos pacientes com lesões frontais apresentam comportamento
violento (Valença; Moraes, 2006).
Envelhecimento do Cérebro
•Transtornos Mentais orgânicos podem afetar
qualquer idade.
•A medida em que a população envelhece mais
TMO tendem a surgir.
•Na população idosa, os problemas físicos
podem interagir com problemas sociais e
emocionais.
•Maior dificuldade no diagnóstico?
saude mental
Fisiologia do Cérebro
•Em processo de envelhecimento tem capacidade diminuída de
responder ao estresse metabólico.
•A necessidade de glicose no cérebro declina e o uso do O2 reduz.
•O cérebro senil apresenta síntese de transmissores prejudicada e
níveis de transmissores reduzidos.
ACETILCOLINA
IMPORTANTE PAPEL NA
MEMÓRIA
IDOSOS <
ACETILCOLINATRASFERASE
REDUÇÃO DA MEMÓRIA
Fisiologia do Cérebro A capacidade das mitocôndrias
diminui com a idade.
Oxidantes mitocondriais podem ser a
fonte principal para lesões que se
acumulam com a idade.
O cérebro fica suscetível a dano por
radicais livres que danificam o DNA
mitocondrial, proteases e
membranas.
Os RL são potencialmente os
principais contribuintes para o
envelhecimento celular e tecidual
•Radicais Livres
•Estresse Oxidativo:
•Antioxidantes
Radicais Livres:
Poluição
Tabagismo
Herbicidas
Estresse
Falta de sono
Sedentarismo
Artrite
Inflamação
Câncer
Envelhecimento
Precoce
DCV
saude mental
Demências Degenerativas
•Memória
•Humor
•Cognição
•Comportamento
Dados Epidemiológicos
•É o tipo mais comum de demência
progressiva;
•20% da população com mais de 80
anos;
•4.000.000 de norte-americanos –
8.000.000 de pessoas até 2040.
•Impacto de 58 bilhões de
dólares/ano.
Genética
•Diversidade Genética
•Trissomia do Cromossomo 21 – Probabilidade > de desenvolver DA.
•Herança Autossômica Dominante.
Sinais e Sintomas
•Perda da memória
•Perda da memória para detalhes e relacionamentos temporais.
•Agnosia (Falha de reconhecer ou identificar objetos).
•Afasia (Transtorno de linguagem).
•Apraxia (Dificuldade nos movimentos de fala).
Codificação – recuperação – Consolidação
Sinais e Sintomas
•Idoso mais rude, passivo e menos
espontâneo.
•Depressão: < substância nigra
degenerada.
•50% dos pacientes tem pelo menos
1 sintoma psiquiátrico e 1/3 dois e
mais sintomas.
•Negação = Ansiedade
•Desnorteados, inquietos e reflexo
de preensão é comum.
Achados laboratoriais e por imagem
• TC – Atrofia
• RNM – espectroscopia
• PET – tomografia por emissão de pósitrons
• EEG – não apresentam anormalidades no
início da doença.
Anemia;
- Infeção;
- Equilíbrio de eletrólitos (sal e água);
- Função hepática;
- Deficiência de vitamina B12;
- Função tireoidea;
- Interações medicamentosas e
problemas de dosagem.
Tratamento
•Farmacoterapia:
•Prevenir a doença em indivíduos assintomáticos;
•Alterar o curso da doença nos já diagnosticados;
•Aprimorar cognição e memória
ACETILCOLINA
Primeira medicação:
Tacrina
Doses aumentadas = efeitos
colaterais >
Donepezil: DU diária/ Sem efeitos
hepatotóxicos graves
Prognóstico e curso da doença
•DA precoce: > 40 anos.
•Casos precoces tendem a progredir mais rapidamente.
-Dificuldade para dirigir;
-Incapacidade para gerir finanças;
-Não prepara refeições completas;
- Mais tarde: dificuldade de reconhecer pessoas, prejuízo de linguagem, agitação, inquietação e
perambulação.
- > Probabilidade de morte por comorbidades.
•Sobrevida de até 20 anos após o reconhecimento clínico.
Papel da Enfermagem
• Atividades de prevenção e inclusão;
• Humanização e integralidade na assistência;
• Proporcionar bem estar e melhora na
qualidade de vida desses pacientes e familiares
- cuidadores.
• As orientações compartilhadas com familiares
e cuidadores;
• Enfatizar a importância do afeto, da
comunicação, da dedicação, da paciência
diante do stress e esgotamento existente no
decorrer do tratamento.
Referências
Ob: Artigos complementares serão
disponibilizados no Class para leitura
complementar.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
Rosemar Prota
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
Cristiane Thiel
 
Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
Oficina Psicologia
 
Apresentação saude mental 1
Apresentação saude mental 1Apresentação saude mental 1
Apresentação saude mental 1
Alinebrauna Brauna
 
Saúde Mental
Saúde Mental Saúde Mental
Saúde Mental
Marco Aurélio Leão
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
Alinebrauna Brauna
 
Palestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e AnsiedadePalestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e Ansiedade
Renata Pimentel
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
Aroldo Gavioli
 
Palestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vidaPalestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vida
Fernando R. G. Paolini
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
Leticia Costa
 
A rede de atenção psicossocial (raps)
A rede de atenção psicossocial (raps)A rede de atenção psicossocial (raps)
A rede de atenção psicossocial (raps)
Joanna de Angelis lopes
 
Saúde mental no trabalho
Saúde mental no trabalhoSaúde mental no trabalho
Saúde mental no trabalho
Fernando Henrique
 
Transtorno de ansiedade
Transtorno de ansiedadeTranstorno de ansiedade
Transtorno de ansiedade
Fernanda Marinho
 
Ansiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoAnsiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superação
Rafael Almeida
 
Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização
Inaiara Bragante
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
Juliana Calixto
 
Saúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherSaúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulher
Pra Paula Barros
 
Transtornos mentais
Transtornos mentaisTranstornos mentais
Transtornos mentais
joao hermano
 
Palestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio originalPalestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio original
Alinebrauna Brauna
 
Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
Aroldo Gavioli
 

Mais procurados (20)

Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
 
Apresentação saude mental 1
Apresentação saude mental 1Apresentação saude mental 1
Apresentação saude mental 1
 
Saúde Mental
Saúde Mental Saúde Mental
Saúde Mental
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
 
Palestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e AnsiedadePalestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e Ansiedade
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Palestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vidaPalestra saúde mental e qualidade de vida
Palestra saúde mental e qualidade de vida
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
 
A rede de atenção psicossocial (raps)
A rede de atenção psicossocial (raps)A rede de atenção psicossocial (raps)
A rede de atenção psicossocial (raps)
 
Saúde mental no trabalho
Saúde mental no trabalhoSaúde mental no trabalho
Saúde mental no trabalho
 
Transtorno de ansiedade
Transtorno de ansiedadeTranstorno de ansiedade
Transtorno de ansiedade
 
Ansiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoAnsiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superação
 
Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização Transtornos mentais comuns e somatização
Transtornos mentais comuns e somatização
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
 
Saúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherSaúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulher
 
Transtornos mentais
Transtornos mentaisTranstornos mentais
Transtornos mentais
 
Palestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio originalPalestra sobre suicídio original
Palestra sobre suicídio original
 
Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
 

Semelhante a saude mental

Depressão na Terceira Idade
Depressão na Terceira IdadeDepressão na Terceira Idade
Depressão na Terceira Idade
joanadebarros
 
Transtornos mentais
 Transtornos mentais Transtornos mentais
Transtornos mentais
Gustavo Henrique
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
DNAses
 
Alzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementaresAlzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementares
Luciana Mateus
 
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
KarinaErthal
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
RafaelLoureno59
 
Depressão palestra uniplac
Depressão   palestra uniplacDepressão   palestra uniplac
Depressão palestra uniplac
eduardo guagliardi
 
Trabalho Final
Trabalho FinalTrabalho Final
Trabalho Final
catarinni
 
Alzheimer atualizado
Alzheimer atualizadoAlzheimer atualizado
Alzheimer atualizado
Misterios10
 
Terapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptx
Terapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptxTerapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptx
Terapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptx
aldrscrcr
 
04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx
04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx
04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx
Nathalialvares1
 
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2
Gustavo Henrique
 
Anxiety disorders
Anxiety disordersAnxiety disorders
Anxiety disorders
Dru de Nicola Macchione
 
ENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdf
ENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdfENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdf
ENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdf
ANDREAMAYERVEIGA1
 
Saude MENTAL
Saude MENTAL Saude MENTAL
Saude MENTAL
Karina Lira
 
Depressão
DepressãoDepressão
Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.
Solange Leite
 
Nelcy 2
Nelcy 2Nelcy 2
Nelcy 2
cunhaluis
 
Alcool alcoolismo
Alcool alcoolismoAlcool alcoolismo
Alcool alcoolismo
Gleuciane Rocha
 
iii_escola_de_inverno_de_neurociencias.ppt
iii_escola_de_inverno_de_neurociencias.pptiii_escola_de_inverno_de_neurociencias.ppt
iii_escola_de_inverno_de_neurociencias.ppt
CarolVidal20
 

Semelhante a saude mental (20)

Depressão na Terceira Idade
Depressão na Terceira IdadeDepressão na Terceira Idade
Depressão na Terceira Idade
 
Transtornos mentais
 Transtornos mentais Transtornos mentais
Transtornos mentais
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Alzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementaresAlzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementares
 
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
 
Depressão palestra uniplac
Depressão   palestra uniplacDepressão   palestra uniplac
Depressão palestra uniplac
 
Trabalho Final
Trabalho FinalTrabalho Final
Trabalho Final
 
Alzheimer atualizado
Alzheimer atualizadoAlzheimer atualizado
Alzheimer atualizado
 
Terapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptx
Terapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptxTerapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptx
Terapia Cognitiva-Comportamental para Transtono de Ansiedade - Aula 1.pptx
 
04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx
04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx
04 PROSAD_Saúde mental do adolescente (1).pptx
 
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 2
 
Anxiety disorders
Anxiety disordersAnxiety disorders
Anxiety disorders
 
ENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdf
ENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdfENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdf
ENVELHECIMENTO-CEREBRAL-E-PATOLOGIAS-RELACIONADAS.pdf
 
Saude MENTAL
Saude MENTAL Saude MENTAL
Saude MENTAL
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.
 
Nelcy 2
Nelcy 2Nelcy 2
Nelcy 2
 
Alcool alcoolismo
Alcool alcoolismoAlcool alcoolismo
Alcool alcoolismo
 
iii_escola_de_inverno_de_neurociencias.ppt
iii_escola_de_inverno_de_neurociencias.pptiii_escola_de_inverno_de_neurociencias.ppt
iii_escola_de_inverno_de_neurociencias.ppt
 

saude mental

  • 3. Transtornos orgânicos Saúde Mental e Psiquiatria II Profª Enfª Géssica Tuani Teixeira
  • 4. A história •Lei 8.080/90 •Lei 10.216/01 •Processo de transformações no modelo de assistência em saúde mental
  • 5. Sofrimento Psíquico •O sofrimento psíquico tornou-se mais evidente por adquirir proporções alarmantes. •De acordo com a OPAS e a OMS houve nas últimas décadas um crescente aumento da prevalência de transtornos mentais na população.
  • 7. • População mundial: estima-se que atualmente há cerca de 450 milhões de pessoas que sofrem de transtornos mentais ou neurobiológicos. (OPAS/OMS). • Em outubro de 2020, a OMS publicou um estudo indicando que a pandemia havia abalado os serviços de saúde mental em 93% dos países – ao mesmo tempo em que a demanda por atendimentos crescia significativamente. • Um exemplo disso está na comercialização de antidepressivos e estabilizadores de humor, que só no Brasil aumentou 14% em 2020 – saindo de 56,3 milhões de unidades vendidas em 2019 para 64,1 milhões. • Segundo pesquisa realizada entre junho e julho de 2020 por cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), 80% da população brasileira apresentou sintomas de ansiedade depois do início da pandemia. Os dados evidenciam a enorme lacuna aberta entre a demanda e o acesso a serviços de saúde mental.
  • 8. •É importante ressaltar que os sofrimentos psíquicos representam quatro das dez principais causas de incapacitação em todo o mundo. •Integram o quadro de doenças crônicas não transmissíveis, se apresentam como um problema de saúde global e representa uma ameaça à saúde e o desenvolvimento humano.
  • 9. •As cargas dessas doenças recaem especialmente sobre países de baixa e média renda. •Projeções epidemiológicas referentes à saúde mental enfatizam a magnitude dos problemas mentais tendem a aumentar nos próximos anos e os diferentes transtornos têm contribuído para contextualizar esse panorama.
  • 10. Os transtornos mentais orgânicos •São constituídos pelas demências, transtornos relacionados a algum tipo de lesão ou disfunção cerebral, delirium e síndrome amnéstica (ambos não induzidos pelo álcool ou por substâncias psicoativas).
  • 11. Os transtornos mentais orgânicos • São caracterizadas pela perda de várias habilidades cognitivas e funcionais, por um empobrecimento progressivo dos processos psíquicos e afetivos e estão relacionadas a doenças como Alzheimer e Parkinson. • Acometem a população mais idosa.
  • 12. O que dizem os estudos? • Estudo realizado no Brasil, em um serviço de emergência em saúde mental, com pessoas idosas, apontou os transtornos mentais orgânicos como a segunda causa mais frequente de atendimento (Almeida, 1999). Verificou-se que a amostra era composta predominantemente por mulheres (65,5%); por idosos na faixa etária entre 70-79 anos (41,3%); casados (56,6%); e com ensino fundamental incompleto (65,0%). Os transtornos mentais orgânicos estavam presentes em 56,9% da amostra, seguidos por 28,1% com transtornos de humor (BIASOLI; MORETTO; GUARIENTO, 2016).
  • 13. •Já os transtornos ocasionados por lesão cerebral, caracterizam-se por lesões em determinadas áreas do cérebro (frontal, temporal, áreas límbicas, núcleos de base, etc.) e ocasionam, na maioria das vezes, perturbações relacionadas ao humor, aos impulsos instintivos e à personalidade (Dalgalarrondo, 2000). Estudo realizado com idosos (SP), apontou que mais de 7% dos entrevistados apresentavam algum tipo de demência.
  • 14. • Pesquisa realizada com idosos institucionalizados no Rio de Janeiro, apontou que mais de 4% destes pacientes possuíam algum diagnóstico de transtorno mental relacionado à lesão ou disfunção cerebral. • Outro achado importante, verificado entre pacientes com este tipo de transtorno, refere-se à relação entre a doença mental e a violência, sendo que cerca de 60% dos pacientes com lesões frontais apresentam comportamento violento (Valença; Moraes, 2006).
  • 15. Envelhecimento do Cérebro •Transtornos Mentais orgânicos podem afetar qualquer idade. •A medida em que a população envelhece mais TMO tendem a surgir. •Na população idosa, os problemas físicos podem interagir com problemas sociais e emocionais. •Maior dificuldade no diagnóstico?
  • 17. Fisiologia do Cérebro •Em processo de envelhecimento tem capacidade diminuída de responder ao estresse metabólico. •A necessidade de glicose no cérebro declina e o uso do O2 reduz. •O cérebro senil apresenta síntese de transmissores prejudicada e níveis de transmissores reduzidos. ACETILCOLINA IMPORTANTE PAPEL NA MEMÓRIA IDOSOS < ACETILCOLINATRASFERASE REDUÇÃO DA MEMÓRIA
  • 18. Fisiologia do Cérebro A capacidade das mitocôndrias diminui com a idade. Oxidantes mitocondriais podem ser a fonte principal para lesões que se acumulam com a idade. O cérebro fica suscetível a dano por radicais livres que danificam o DNA mitocondrial, proteases e membranas. Os RL são potencialmente os principais contribuintes para o envelhecimento celular e tecidual
  • 19. •Radicais Livres •Estresse Oxidativo: •Antioxidantes Radicais Livres: Poluição Tabagismo Herbicidas Estresse Falta de sono Sedentarismo Artrite Inflamação Câncer Envelhecimento Precoce DCV
  • 22. Dados Epidemiológicos •É o tipo mais comum de demência progressiva; •20% da população com mais de 80 anos; •4.000.000 de norte-americanos – 8.000.000 de pessoas até 2040. •Impacto de 58 bilhões de dólares/ano.
  • 23. Genética •Diversidade Genética •Trissomia do Cromossomo 21 – Probabilidade > de desenvolver DA. •Herança Autossômica Dominante.
  • 24. Sinais e Sintomas •Perda da memória •Perda da memória para detalhes e relacionamentos temporais. •Agnosia (Falha de reconhecer ou identificar objetos). •Afasia (Transtorno de linguagem). •Apraxia (Dificuldade nos movimentos de fala). Codificação – recuperação – Consolidação
  • 25. Sinais e Sintomas •Idoso mais rude, passivo e menos espontâneo. •Depressão: < substância nigra degenerada. •50% dos pacientes tem pelo menos 1 sintoma psiquiátrico e 1/3 dois e mais sintomas. •Negação = Ansiedade •Desnorteados, inquietos e reflexo de preensão é comum.
  • 26. Achados laboratoriais e por imagem • TC – Atrofia • RNM – espectroscopia • PET – tomografia por emissão de pósitrons • EEG – não apresentam anormalidades no início da doença. Anemia; - Infeção; - Equilíbrio de eletrólitos (sal e água); - Função hepática; - Deficiência de vitamina B12; - Função tireoidea; - Interações medicamentosas e problemas de dosagem.
  • 27. Tratamento •Farmacoterapia: •Prevenir a doença em indivíduos assintomáticos; •Alterar o curso da doença nos já diagnosticados; •Aprimorar cognição e memória ACETILCOLINA Primeira medicação: Tacrina Doses aumentadas = efeitos colaterais > Donepezil: DU diária/ Sem efeitos hepatotóxicos graves
  • 28. Prognóstico e curso da doença •DA precoce: > 40 anos. •Casos precoces tendem a progredir mais rapidamente. -Dificuldade para dirigir; -Incapacidade para gerir finanças; -Não prepara refeições completas; - Mais tarde: dificuldade de reconhecer pessoas, prejuízo de linguagem, agitação, inquietação e perambulação. - > Probabilidade de morte por comorbidades. •Sobrevida de até 20 anos após o reconhecimento clínico.
  • 29. Papel da Enfermagem • Atividades de prevenção e inclusão; • Humanização e integralidade na assistência; • Proporcionar bem estar e melhora na qualidade de vida desses pacientes e familiares - cuidadores. • As orientações compartilhadas com familiares e cuidadores; • Enfatizar a importância do afeto, da comunicação, da dedicação, da paciência diante do stress e esgotamento existente no decorrer do tratamento.
  • 30. Referências Ob: Artigos complementares serão disponibilizados no Class para leitura complementar.