SlideShare uma empresa Scribd logo
9 e 10 de julho, 2018
Local: FPCEUP
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de
estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura
Marta Pinto, Carlinda Leite
mpinto@fpce.up.pt, carlinda@fpce.up.pt
Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do
Porto
Expectativas de uma transformação em educação ao nível do espaço físico
das escolas e das formas de fazer chegar e interagir com o conteúdo (Pedro,
Barbosa, & Santos, 2018; Siemens & Tittenberger, 2009).
Transformações efetivas no modo como se faz chegar o conteúdo, em
processos de aprendizagem mais personalizados, no acesso a ambientes
de aprendizagem, nos papéis assumidos por professors e estudantes, no
acesso equitativo ao Ensino Superior (Conole & Alevizou, 2010; Henderson, Selwyn, &
Aston, 2017).
SFRH/BPD/116440/2016
Enquadramento
SFRH/BPD/116440/2016
Dispositivos móveis e tecnologias digitais têm suportado metodologias de e-learning,
b-learning e m-learning, combinando tecnologias síncronas e assíncronas (Garrison &
Kanuka, 2004) que requerem desenhos instrucionais mais flexíveis, o alargamento das
fronteiras entre os contextos e ambientes de ensino e aprendizagem formais e
informais, e a diluição da distinção clara do uso de tecnologias para fins pessoais ou
académicos.
Expectativas
…como é que a transformação vai continuar a suportar e melhorar a educação
(Selwyn, 2016).
É importante olhar para trás para compreender como é que as tecnologias têm
vindo a fazer parte dos contextos académicos.
Que Tecnologias Digitais estão a ser usadas pelos estudantes do Ensino
Superior, no suporte à aprendizagem?
SFRH/BPD/116440/2016
SCOPUS ‘‘ensino superior” E ‘‘tecnologia” E “estudantes” E
“aprendizagem”.
PTPT
ENEN
851
SFRH/BPD/116440/2016
Análise dos resumos/artigos
Uma ou mais tecnologias usadas no suporte à
aprendizagem de estudantes do ES.
Dados recolhidos junto de estudantes do ES.
Tenologias em desenvolvimento.
248
SFRH/BPD/116440/2016
1. Ambientes de Gestão da Aprendizagem: Blackboard, Moodle, Plataformas de cursos online.
2. Publicação e partilha: Blogs, Wikis, Flickr, YouTube, Podcast, Social Bookmarking, e-portfolio,
Digital storytelling, e-books, Video lectures, etc.
3. Colaboração: Google Docs, Social Bookmarking, Mind Maps, Wikis, Blogs, etc.
4. Redes sociais: Facebook, Twitter, Hi5, LinkedIn, Ning, Academia.edu, etc.
5. Comunicação interpessoal: email, MSN, Skype, Forums, Video-conferência, etc.
6. Agregação de conteúdo: RSS feeds, NetVibes, Google Reader, etc.
7. Mundos virtuais 3D: Second Life, Habbo, Augmented reality, Jogos, Laboratórios virtuais, etc.
8. Avaliação e Feedback: Electronic marking, Clickers, Audio feedback, Computer note taking,
etc.
9. Mobile: aplicações móveis.
10.Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC): software ou aplicações com base na
internet (condições: referência específica a TIC, ou ‘conjunto de tecnologias’).
Tecnologias Digitais de suporte à aprendizagem no Ensino Superior
(Batista, Morais & Ramos, 2016)
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias digitais usadas por estudantes do Ensino Superior, no
suporte à aprendizagem
Nº de artigos
Publicação e partilha
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias digitais usadas por estudantes do Ensino Superior, no
suporte à aprendizagem
Graduação; Pós-graduação;
Internacional; c/Deficiência;
Não-tradicional; Geral
56
Publicação e partilha
SFRH/BPD/116440/2016
Ambientes de gestão da aprendizagem (58)
Moodle & Blackboard MOOCs & SPOCs (Small
Private Online Courses)
Laboratórios Virtuais
• Compreender o impacto e
resultados de
aprendizagem.
• Motivação envolvimento
na aprendizagem.
Os estilos de
aprendizagem influenciam
as experiências de
aprendizagem e a sua
intenção de uso desta
tecnologia/ambientes no
apoio à aprendizagem
Tecnologia assistiva de
apoio a estudantes com
necessidades educativas
especiais
• Práticas de e-learning e
b-learning;
• Unidades curriculares
específicas.
• Potencia a comunicação
com estudantes
(internacionais).
Graduação (30); Pós-graduação (14); Internacional (2); c/Deficiência (1).
(14)
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias da Informação e Comunicação (52)
• Uso para apoio à aprendizagem académica e social.
• Vários estudos estabeleceram a relação entre o seu uso e o aumento da
performance académica.
• Uso em processos de aprendizagem presencial e b-learning.
• Perceção positiva dos estudantes relativamente à influência positive das TIC no
seu trabalho académico.
• Perceção de desvantagens de uso das TIC em relação ao aumento do stress
desentendimentos nas relações e situações de conflitos, tendo-se apontado no
sentido de alguma incivilidade nas interações mediadas pelas TIC, entre
estudantes e estudantes-instituição.
Graduação (23); Pós-graduação (13); c/Deficiência (2).
(11)
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias de publicação e partilha (40)
• Tecnologias vídeo (maioritária) usada em combinação de momentos de
aprendizagem presencial e a distância, frequentemente adotadas em métodos
de flipped classroom, resultando num envolvimento mais positivo e de maior
participação durante os momentos de aula.
• Potencial de registo das aulas e de experiências no terreno, usadas como
complemento às aulas, usada pelos alunos ao seu próprio ritmo de estudo, e
no apoio à preparação para momentos de avaliação.
• Storytelling usada em actividades de aprendizagem reflexive e crítica,
levantando algumas questões éticas relacionadas com o conteúdo partilhado
advindo de histórias pessoais dos estudantes e que é tornado público.
• Podcasts facilita o acesso a conteúdos da aula, em casos de registo da
mesma.
SFRH/BPD/116440/2016
• Blogues, usados sobretudo em atividades de escrita (reflexões pessoais) ou
partilha de conteúdo escrito relacionado com o curso, partilha entre pares e
com docents, com atividades de revisão por pares, e para avaliação, pelos
docents, das interações dos estudantes com o conteúdo.
• e-books, acessibilidade a documentos a qualquer hora e lugar.
• e-portfolios, uso na relação com a aprendizagem de apoio ao
desenvolvimento de carreira e orientação future (pós-graduação) (Yang, Coleman,
Das, & Hawkins, 2015).
• Wiki, tarefas individuais de escrita, com resultados positivos nos resultados se
aprendizagem.
• Qrcodes, apoio a aulas desenvolvidas no terreno, facilitando o acesso a
recursos e conteúdos for a da sala de aula.
Graduação (23); Pós-graduação (5); Não-tradicionais (1).
(18)
SFRH/BPD/116440/2016
Redes sociais (26)
Graduação (18); Pós-graduação (4); Internacional (1).
(11)
• Facebook grupos e páginas, facilita a comunicação e interação entre
estudantes e docentes, envolvendo os estudantes para além do espaço da sala
de aula com conteúdos de aprendizagem e atividades de grupo.
• Twitter, apoio às interações entre estudantes e docents na aula,
providenciando espaços onde se estabelece e mantém uma comunidade de
participação, partilha, discussão e reflexão em torno de materiais de estudo.
• Experiências positivas relacionadas com aprendizagem colaborativa.
• Estudantes revelaram dificuldade em transferir competências adquiridas no uso
pessoal das RS, para um uso educativo e profissional que requer a construção
de diferentes identidades digitais, demonstrando alguma resistência em
aprender essas diferentes identidades digitais.
SFRH/BPD/116440/2016
Avaliação e feedback (22)
Graduação (12); Pós-graduação (5); Internacional (1).
(8)
• Clickers e Riddle (ferramenta de quiz) usadas durante as aulas como
ferramentas de interação dos estudantes com o conteúdo.
– Contribuem para a melhoria da aprendizagem ativa, aumento da
participação e envolvimento na aula.
– A interação anónima foi considerada positiva em momentos presenciais.
• Feedback vídeo e audio, para fazer resumos dos conteúdos e comunicação
assíncrona e individual entre professor e estudante.
• Anotação eletrónica, tem um retorno mais rápido, afetando positivamente a
avaliação.
• Uma maior satisfação relativa à avaliação e ao feedback aumenta a motivação
e promove uma participação mais ativa na aprendizagem. É necessário ter em
consideração a estrutura do feedback: atempado, encorajador, e apoiando os
estudantes na construção melhorada do seu trabalho.
SFRH/BPD/116440/2016
Mundos virtuais 3D (20)
Graduação (9); Pós-graduação (4).
(13)
• Laboratórios virtuais remotos, integrados em atividades do curso, presenciais e a
distância.
– Reflecte positivamente nos níveis de enolvimento e aprendizagem dos
estudantes, assim como num sentimento de maior satisfação.
• Simuladores (Virtuais e realidade aumentada), permite a interação em ambientes
de simulação, podendo replicar situações da vida real, num processo de avaliação
contínuo e individual através do feedback do sistema, potenciando a aquisição de
competências essenciais.
• Jogos, abordagem mais lúdica à aprendizagem considerada motivadora,
beneficiando dos diferentes níveis e objetivos do não-jogador incorporados nos
jogos; com abordagens mais competitivas, como drill-quiz, são usados como forma
de reforçar competências.
– impacto positivo no desenvolvimento de comunicação e competências
linguísticas, cooperação entre estudantes e docentes-estudantes.
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias de colaboração (18)
Graduação (10); Pós-graduação (4).
(6)
• Wiki, a ferramenta mais utilizada para a promoção de atividades de aprendizagem
colaborativa, enquadradas por metodologias b-learning e m-learning.
– Motivação no seu uso, mas pouca compreenção sobre o valor da ferramenta
na promoção da aprendizagem colaborativa.
• Documentos partilhados - Google Drive, Etherpad - promoção de trabalho
colaborativo, partilha, edição, escrita e comentários aos trabalhos por estudantes a
trabalhos de outros colegas numa abordagem diferente à comunicação, tendo que
acordar previamente as regras de edição e comentário aos trabalhos uns dos
outros.
• Blogues
SFRH/BPD/116440/2016
Comunicação interpessoal (13)
Graduação (6); Pós-graduação (3); Internacional (2); c/Deficiência (1).
(3)
• Videoconferência, apoio à comunicação entre estudantes e professors, num
contínuo diálogo e interação (fora da sala de aula), estimulando a participação dos
estudantes.
• Foruns usados para o apoio a uma prática reflexiva, de comunicação, amplificando
a voz dos estudantes e promovendo uma aprendizagem ativa.
• MSN Messenger / WhatsApp / Twitter, facilitadoras das interações e
comunicação em momentos na sala de aula.
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias móveis (11)
Graduação (4); Pós-graduação (1).
(2)
• Combinam metodologias de ensino e aprendizagem presencial e à distância,
dentro do m-learning.
– Perceção positiva sobre o seu uso como complemento às atividades da aula,
(ex: usar a biblioteca online).
– Os estudantes consideraram que o impacto do seu uso poderá ser
influenciado pelos níveis de literacia da informação (Carmen-Ricoy & Da Silva-Couto,
2016), assim como o seu uso numa tarefa que consiga enquadrar a tecnologia
tirando o máximo partido do seu potencial (Yi et al., 2016).
SFRH/BPD/116440/2016
Conclusões
Usadas em combinação de metodologias de ensino presencial ou a
distância, frequentemente em relação com o método flipped classroom
As tecnologias digitais foram fortemente utilizadas no apoio à publicação e
partilha de conteúdo.
No geral a perceção e impacto do seu uso é positivo ao nível académico, da
participação e na capacidade de aprendizagem (ativa, reflexiva).
Promovendo a colaboração, autonomia e sentimentos de motivação nos
processo de aprendizagem.
SFRH/BPD/116440/2016
Flexibildade dos espaços de aprendizagem e acesso a esses espaços,
permitindo um envolvimento remoto, ao ritmo do estudante, em espaços
síncronos de simulação e replicação de ambientes reais.
Estes acessos remotos tendem a complementar as atividades de aprenidazem
presenciais.
Novas abordagens pedagógicas suportadas por tecnologias específicas são
reduzidas, mas trazem desafios de mudança nos papéis dos estudantes, que
revelaram alguma dificuldade em aprender estes novos papéis mais
participativos online, com mais ênfase na comunicação e colaboração, aspetos
que habitualmente não são requeridos nos contextos académicos.
O uso feito das Tecnologias digitais está intimamente ligado, ou será que até
refletem, o Currículo, os tipos de Avaliação valorizados e também à
Formação dada aos professors e experiências durante a formação dos
estudantes.
9 e 10 de julho, 2018
Local: FPCEUP
SFRH/BPD/116440/2016
Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de
estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura
Marta Pinto, Carlinda Leite
mpinto@fpce.up.pt, carlinda@fpce.up.pt
Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do
Porto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação DigitalApresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
JoseCicero
 
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Itarare proinfo
 
Relatório final isabel morais.doc 1
Relatório final isabel morais.doc 1Relatório final isabel morais.doc 1
Relatório final isabel morais.doc 1
isamorais54
 
Apresentação do Programa Proinfo
Apresentação do Programa ProinfoApresentação do Programa Proinfo
Apresentação do Programa Proinfo
carmelitalh
 
Comunicação e linguagem no AVA
Comunicação e linguagem no AVAComunicação e linguagem no AVA
Comunicação e linguagem no AVA
maritania.linux
 
Apresentação do curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do curso Introdução a Educação DigitalApresentação do curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do curso Introdução a Educação Digital
Ana Cristina Farias
 
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Sandra Oliveira
 
Af excel-s01
Af excel-s01Af excel-s01
Af excel-s01
nuno.jose.duarte
 
O Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´Pedagógico
O Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´PedagógicoO Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´Pedagógico
O Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´Pedagógico
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Projetooficina Tla M Iv1[1]
Projetooficina Tla M Iv1[1]Projetooficina Tla M Iv1[1]
Projetooficina Tla M Iv1[1]
sanrose18
 
Slides Proinfo
Slides ProinfoSlides Proinfo
Monografia Fatima
Monografia FatimaMonografia Fatima
Monografia Fatima
Fátima Franco
 
Proinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqzProinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqz
Evenio Matos
 
Educação digital
Educação digitalEducação digital
Educação digital
Eunice Castro
 
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano LageProposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Cristiano Esperto Lage
 
Programa Aprender em Parceria - saiba mais
Programa Aprender em Parceria - saiba maisPrograma Aprender em Parceria - saiba mais
Programa Aprender em Parceria - saiba mais
Instituto Crescer
 
ProInfo Integrado
ProInfo IntegradoProInfo Integrado
ProInfo Integrado
donicleo
 
Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h
Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60hProjeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h
Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h
Carminha
 
Projeto tecnologia e Educação
Projeto tecnologia  e EducaçãoProjeto tecnologia  e Educação
Projeto tecnologia e Educação
Nadirce Vieira
 
Slideintroduoaeducaodigital
SlideintroduoaeducaodigitalSlideintroduoaeducaodigital
Slideintroduoaeducaodigital
marciom26
 

Mais procurados (20)

Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação DigitalApresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
 
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
Proinfo Curso Introdução à EducaçãO Digital(40h)
 
Relatório final isabel morais.doc 1
Relatório final isabel morais.doc 1Relatório final isabel morais.doc 1
Relatório final isabel morais.doc 1
 
Apresentação do Programa Proinfo
Apresentação do Programa ProinfoApresentação do Programa Proinfo
Apresentação do Programa Proinfo
 
Comunicação e linguagem no AVA
Comunicação e linguagem no AVAComunicação e linguagem no AVA
Comunicação e linguagem no AVA
 
Apresentação do curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do curso Introdução a Educação DigitalApresentação do curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do curso Introdução a Educação Digital
 
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
 
Af excel-s01
Af excel-s01Af excel-s01
Af excel-s01
 
O Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´Pedagógico
O Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´PedagógicoO Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´Pedagógico
O Uso do Computador Nas Escolas Brasileiras Como Recurso ´Pedagógico
 
Projetooficina Tla M Iv1[1]
Projetooficina Tla M Iv1[1]Projetooficina Tla M Iv1[1]
Projetooficina Tla M Iv1[1]
 
Slides Proinfo
Slides ProinfoSlides Proinfo
Slides Proinfo
 
Monografia Fatima
Monografia FatimaMonografia Fatima
Monografia Fatima
 
Proinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqzProinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqz
 
Educação digital
Educação digitalEducação digital
Educação digital
 
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano LageProposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
 
Programa Aprender em Parceria - saiba mais
Programa Aprender em Parceria - saiba maisPrograma Aprender em Parceria - saiba mais
Programa Aprender em Parceria - saiba mais
 
ProInfo Integrado
ProInfo IntegradoProInfo Integrado
ProInfo Integrado
 
Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h
Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60hProjeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h
Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h
 
Projeto tecnologia e Educação
Projeto tecnologia  e EducaçãoProjeto tecnologia  e Educação
Projeto tecnologia e Educação
 
Slideintroduoaeducaodigital
SlideintroduoaeducaodigitalSlideintroduoaeducaodigital
Slideintroduoaeducaodigital
 

Semelhante a Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura

Apresenthipertexto
ApresenthipertextoApresenthipertexto
Apresenthipertexto
Ana Beatriz
 
Apresentação CBIE 2013 UNICAMP
Apresentação CBIE 2013  UNICAMPApresentação CBIE 2013  UNICAMP
Apresentação CBIE 2013 UNICAMP
Silvia Fichmann
 
Design pedagógico na EAD e a integração de mídias
Design pedagógico na EAD e a integração de mídiasDesign pedagógico na EAD e a integração de mídias
Design pedagógico na EAD e a integração de mídias
Renata Aquino
 
Tecnosocialidade no quotidiano da educação em saúde
Tecnosocialidade no quotidiano da educação em saúdeTecnosocialidade no quotidiano da educação em saúde
Tecnosocialidade no quotidiano da educação em saúde
Leonardo Langaro
 
Web ufpel 1
Web ufpel 1Web ufpel 1
Web ufpel 1
Valmir Heckler
 
Mediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediado
Mediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediadoMediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediado
Mediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediado
UFPE
 
Problemas e Perspetivas do Ensino Híbrido
Problemas e Perspetivas do Ensino HíbridoProblemas e Perspetivas do Ensino Híbrido
Problemas e Perspetivas do Ensino Híbrido
José Bidarra
 
Estilos e videojogos
Estilos e videojogosEstilos e videojogos
Estilos e videojogos
Ana Gardenia
 
EAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).doc
EAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).docEAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).doc
EAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).doc
DouglasBressan3
 
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem design de red...
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem  design de red...[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem  design de red...
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem design de red...
UFPE
 
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
Josi Zanette do Canto
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
TEODORO SOARES
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Webrádio - Apresentacao dissertacao
Webrádio - Apresentacao dissertacaoWebrádio - Apresentacao dissertacao
Webrádio - Apresentacao dissertacao
Jorge Teixeira
 
Redes sociais 31032016
Redes sociais 31032016Redes sociais 31032016
Redes sociais 31032016
encontrocultcom
 
1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs
Abel Antunes
 
O elearning para suporte ao ensino universitário
O elearning para suporte ao ensino universitárioO elearning para suporte ao ensino universitário
O elearning para suporte ao ensino universitário
Luis Borges Gouveia
 
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
AdrianaBruno9
 
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem OnlineModelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
José Bidarra
 
Apresentação2 semic2014
Apresentação2 semic2014Apresentação2 semic2014
Apresentação2 semic2014
marta santos
 

Semelhante a Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura (20)

Apresenthipertexto
ApresenthipertextoApresenthipertexto
Apresenthipertexto
 
Apresentação CBIE 2013 UNICAMP
Apresentação CBIE 2013  UNICAMPApresentação CBIE 2013  UNICAMP
Apresentação CBIE 2013 UNICAMP
 
Design pedagógico na EAD e a integração de mídias
Design pedagógico na EAD e a integração de mídiasDesign pedagógico na EAD e a integração de mídias
Design pedagógico na EAD e a integração de mídias
 
Tecnosocialidade no quotidiano da educação em saúde
Tecnosocialidade no quotidiano da educação em saúdeTecnosocialidade no quotidiano da educação em saúde
Tecnosocialidade no quotidiano da educação em saúde
 
Web ufpel 1
Web ufpel 1Web ufpel 1
Web ufpel 1
 
Mediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediado
Mediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediadoMediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediado
Mediação tecnológica dos ensino e aprendizagem mediado
 
Problemas e Perspetivas do Ensino Híbrido
Problemas e Perspetivas do Ensino HíbridoProblemas e Perspetivas do Ensino Híbrido
Problemas e Perspetivas do Ensino Híbrido
 
Estilos e videojogos
Estilos e videojogosEstilos e videojogos
Estilos e videojogos
 
EAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).doc
EAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).docEAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).doc
EAC - MICROSOF TEAMS COMO AVA (2).doc
 
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem design de red...
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem  design de red...[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem  design de red...
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem design de red...
 
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
 
Webrádio - Apresentacao dissertacao
Webrádio - Apresentacao dissertacaoWebrádio - Apresentacao dissertacao
Webrádio - Apresentacao dissertacao
 
Redes sociais 31032016
Redes sociais 31032016Redes sociais 31032016
Redes sociais 31032016
 
1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs
 
O elearning para suporte ao ensino universitário
O elearning para suporte ao ensino universitárioO elearning para suporte ao ensino universitário
O elearning para suporte ao ensino universitário
 
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
 
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem OnlineModelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
 
Apresentação2 semic2014
Apresentação2 semic2014Apresentação2 semic2014
Apresentação2 semic2014
 

Mais de Marta Pinto

From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...
From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...
From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...
Marta Pinto
 
Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...
Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...
Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...
Marta Pinto
 
Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...
Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...
Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...
Marta Pinto
 
Oficina improvavel: infografia e visualização
Oficina improvavel: infografia e visualizaçãoOficina improvavel: infografia e visualização
Oficina improvavel: infografia e visualização
Marta Pinto
 
U-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior
U-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino SuperiorU-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior
U-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior
Marta Pinto
 
U tracer
U tracerU tracer
U tracer
Marta Pinto
 
Seminário 2ºano PDMME
Seminário 2ºano PDMMESeminário 2ºano PDMME
Seminário 2ºano PDMME
Marta Pinto
 

Mais de Marta Pinto (7)

From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...
From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...
From LIBEs’ framework to users experience of LIBE courses: analysing the Port...
 
Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...
Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...
Dia Aberto da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UP | Proje...
 
Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...
Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...
Key Competences and Skills for Young Low Achievers: Hearing the Voices Of Stu...
 
Oficina improvavel: infografia e visualização
Oficina improvavel: infografia e visualizaçãoOficina improvavel: infografia e visualização
Oficina improvavel: infografia e visualização
 
U-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior
U-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino SuperiorU-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior
U-TRACER Mapear Tecnologias da Comunicação no Ensino Superior
 
U tracer
U tracerU tracer
U tracer
 
Seminário 2ºano PDMME
Seminário 2ºano PDMMESeminário 2ºano PDMME
Seminário 2ºano PDMME
 

Último

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 

Último (20)

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 

Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura

  • 1. 9 e 10 de julho, 2018 Local: FPCEUP SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura Marta Pinto, Carlinda Leite mpinto@fpce.up.pt, carlinda@fpce.up.pt Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • 2. Expectativas de uma transformação em educação ao nível do espaço físico das escolas e das formas de fazer chegar e interagir com o conteúdo (Pedro, Barbosa, & Santos, 2018; Siemens & Tittenberger, 2009). Transformações efetivas no modo como se faz chegar o conteúdo, em processos de aprendizagem mais personalizados, no acesso a ambientes de aprendizagem, nos papéis assumidos por professors e estudantes, no acesso equitativo ao Ensino Superior (Conole & Alevizou, 2010; Henderson, Selwyn, & Aston, 2017). SFRH/BPD/116440/2016 Enquadramento
  • 3. SFRH/BPD/116440/2016 Dispositivos móveis e tecnologias digitais têm suportado metodologias de e-learning, b-learning e m-learning, combinando tecnologias síncronas e assíncronas (Garrison & Kanuka, 2004) que requerem desenhos instrucionais mais flexíveis, o alargamento das fronteiras entre os contextos e ambientes de ensino e aprendizagem formais e informais, e a diluição da distinção clara do uso de tecnologias para fins pessoais ou académicos. Expectativas …como é que a transformação vai continuar a suportar e melhorar a educação (Selwyn, 2016). É importante olhar para trás para compreender como é que as tecnologias têm vindo a fazer parte dos contextos académicos. Que Tecnologias Digitais estão a ser usadas pelos estudantes do Ensino Superior, no suporte à aprendizagem?
  • 4. SFRH/BPD/116440/2016 SCOPUS ‘‘ensino superior” E ‘‘tecnologia” E “estudantes” E “aprendizagem”. PTPT ENEN 851
  • 5. SFRH/BPD/116440/2016 Análise dos resumos/artigos Uma ou mais tecnologias usadas no suporte à aprendizagem de estudantes do ES. Dados recolhidos junto de estudantes do ES. Tenologias em desenvolvimento. 248
  • 6. SFRH/BPD/116440/2016 1. Ambientes de Gestão da Aprendizagem: Blackboard, Moodle, Plataformas de cursos online. 2. Publicação e partilha: Blogs, Wikis, Flickr, YouTube, Podcast, Social Bookmarking, e-portfolio, Digital storytelling, e-books, Video lectures, etc. 3. Colaboração: Google Docs, Social Bookmarking, Mind Maps, Wikis, Blogs, etc. 4. Redes sociais: Facebook, Twitter, Hi5, LinkedIn, Ning, Academia.edu, etc. 5. Comunicação interpessoal: email, MSN, Skype, Forums, Video-conferência, etc. 6. Agregação de conteúdo: RSS feeds, NetVibes, Google Reader, etc. 7. Mundos virtuais 3D: Second Life, Habbo, Augmented reality, Jogos, Laboratórios virtuais, etc. 8. Avaliação e Feedback: Electronic marking, Clickers, Audio feedback, Computer note taking, etc. 9. Mobile: aplicações móveis. 10.Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC): software ou aplicações com base na internet (condições: referência específica a TIC, ou ‘conjunto de tecnologias’). Tecnologias Digitais de suporte à aprendizagem no Ensino Superior (Batista, Morais & Ramos, 2016)
  • 7. SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias digitais usadas por estudantes do Ensino Superior, no suporte à aprendizagem Nº de artigos Publicação e partilha
  • 8. SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias digitais usadas por estudantes do Ensino Superior, no suporte à aprendizagem Graduação; Pós-graduação; Internacional; c/Deficiência; Não-tradicional; Geral 56 Publicação e partilha
  • 9. SFRH/BPD/116440/2016 Ambientes de gestão da aprendizagem (58) Moodle & Blackboard MOOCs & SPOCs (Small Private Online Courses) Laboratórios Virtuais • Compreender o impacto e resultados de aprendizagem. • Motivação envolvimento na aprendizagem. Os estilos de aprendizagem influenciam as experiências de aprendizagem e a sua intenção de uso desta tecnologia/ambientes no apoio à aprendizagem Tecnologia assistiva de apoio a estudantes com necessidades educativas especiais • Práticas de e-learning e b-learning; • Unidades curriculares específicas. • Potencia a comunicação com estudantes (internacionais). Graduação (30); Pós-graduação (14); Internacional (2); c/Deficiência (1). (14)
  • 10. SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias da Informação e Comunicação (52) • Uso para apoio à aprendizagem académica e social. • Vários estudos estabeleceram a relação entre o seu uso e o aumento da performance académica. • Uso em processos de aprendizagem presencial e b-learning. • Perceção positiva dos estudantes relativamente à influência positive das TIC no seu trabalho académico. • Perceção de desvantagens de uso das TIC em relação ao aumento do stress desentendimentos nas relações e situações de conflitos, tendo-se apontado no sentido de alguma incivilidade nas interações mediadas pelas TIC, entre estudantes e estudantes-instituição. Graduação (23); Pós-graduação (13); c/Deficiência (2). (11)
  • 11. SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias de publicação e partilha (40) • Tecnologias vídeo (maioritária) usada em combinação de momentos de aprendizagem presencial e a distância, frequentemente adotadas em métodos de flipped classroom, resultando num envolvimento mais positivo e de maior participação durante os momentos de aula. • Potencial de registo das aulas e de experiências no terreno, usadas como complemento às aulas, usada pelos alunos ao seu próprio ritmo de estudo, e no apoio à preparação para momentos de avaliação. • Storytelling usada em actividades de aprendizagem reflexive e crítica, levantando algumas questões éticas relacionadas com o conteúdo partilhado advindo de histórias pessoais dos estudantes e que é tornado público. • Podcasts facilita o acesso a conteúdos da aula, em casos de registo da mesma.
  • 12. SFRH/BPD/116440/2016 • Blogues, usados sobretudo em atividades de escrita (reflexões pessoais) ou partilha de conteúdo escrito relacionado com o curso, partilha entre pares e com docents, com atividades de revisão por pares, e para avaliação, pelos docents, das interações dos estudantes com o conteúdo. • e-books, acessibilidade a documentos a qualquer hora e lugar. • e-portfolios, uso na relação com a aprendizagem de apoio ao desenvolvimento de carreira e orientação future (pós-graduação) (Yang, Coleman, Das, & Hawkins, 2015). • Wiki, tarefas individuais de escrita, com resultados positivos nos resultados se aprendizagem. • Qrcodes, apoio a aulas desenvolvidas no terreno, facilitando o acesso a recursos e conteúdos for a da sala de aula. Graduação (23); Pós-graduação (5); Não-tradicionais (1). (18)
  • 13. SFRH/BPD/116440/2016 Redes sociais (26) Graduação (18); Pós-graduação (4); Internacional (1). (11) • Facebook grupos e páginas, facilita a comunicação e interação entre estudantes e docentes, envolvendo os estudantes para além do espaço da sala de aula com conteúdos de aprendizagem e atividades de grupo. • Twitter, apoio às interações entre estudantes e docents na aula, providenciando espaços onde se estabelece e mantém uma comunidade de participação, partilha, discussão e reflexão em torno de materiais de estudo. • Experiências positivas relacionadas com aprendizagem colaborativa. • Estudantes revelaram dificuldade em transferir competências adquiridas no uso pessoal das RS, para um uso educativo e profissional que requer a construção de diferentes identidades digitais, demonstrando alguma resistência em aprender essas diferentes identidades digitais.
  • 14. SFRH/BPD/116440/2016 Avaliação e feedback (22) Graduação (12); Pós-graduação (5); Internacional (1). (8) • Clickers e Riddle (ferramenta de quiz) usadas durante as aulas como ferramentas de interação dos estudantes com o conteúdo. – Contribuem para a melhoria da aprendizagem ativa, aumento da participação e envolvimento na aula. – A interação anónima foi considerada positiva em momentos presenciais. • Feedback vídeo e audio, para fazer resumos dos conteúdos e comunicação assíncrona e individual entre professor e estudante. • Anotação eletrónica, tem um retorno mais rápido, afetando positivamente a avaliação. • Uma maior satisfação relativa à avaliação e ao feedback aumenta a motivação e promove uma participação mais ativa na aprendizagem. É necessário ter em consideração a estrutura do feedback: atempado, encorajador, e apoiando os estudantes na construção melhorada do seu trabalho.
  • 15. SFRH/BPD/116440/2016 Mundos virtuais 3D (20) Graduação (9); Pós-graduação (4). (13) • Laboratórios virtuais remotos, integrados em atividades do curso, presenciais e a distância. – Reflecte positivamente nos níveis de enolvimento e aprendizagem dos estudantes, assim como num sentimento de maior satisfação. • Simuladores (Virtuais e realidade aumentada), permite a interação em ambientes de simulação, podendo replicar situações da vida real, num processo de avaliação contínuo e individual através do feedback do sistema, potenciando a aquisição de competências essenciais. • Jogos, abordagem mais lúdica à aprendizagem considerada motivadora, beneficiando dos diferentes níveis e objetivos do não-jogador incorporados nos jogos; com abordagens mais competitivas, como drill-quiz, são usados como forma de reforçar competências. – impacto positivo no desenvolvimento de comunicação e competências linguísticas, cooperação entre estudantes e docentes-estudantes.
  • 16. SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias de colaboração (18) Graduação (10); Pós-graduação (4). (6) • Wiki, a ferramenta mais utilizada para a promoção de atividades de aprendizagem colaborativa, enquadradas por metodologias b-learning e m-learning. – Motivação no seu uso, mas pouca compreenção sobre o valor da ferramenta na promoção da aprendizagem colaborativa. • Documentos partilhados - Google Drive, Etherpad - promoção de trabalho colaborativo, partilha, edição, escrita e comentários aos trabalhos por estudantes a trabalhos de outros colegas numa abordagem diferente à comunicação, tendo que acordar previamente as regras de edição e comentário aos trabalhos uns dos outros. • Blogues
  • 17. SFRH/BPD/116440/2016 Comunicação interpessoal (13) Graduação (6); Pós-graduação (3); Internacional (2); c/Deficiência (1). (3) • Videoconferência, apoio à comunicação entre estudantes e professors, num contínuo diálogo e interação (fora da sala de aula), estimulando a participação dos estudantes. • Foruns usados para o apoio a uma prática reflexiva, de comunicação, amplificando a voz dos estudantes e promovendo uma aprendizagem ativa. • MSN Messenger / WhatsApp / Twitter, facilitadoras das interações e comunicação em momentos na sala de aula.
  • 18. SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias móveis (11) Graduação (4); Pós-graduação (1). (2) • Combinam metodologias de ensino e aprendizagem presencial e à distância, dentro do m-learning. – Perceção positiva sobre o seu uso como complemento às atividades da aula, (ex: usar a biblioteca online). – Os estudantes consideraram que o impacto do seu uso poderá ser influenciado pelos níveis de literacia da informação (Carmen-Ricoy & Da Silva-Couto, 2016), assim como o seu uso numa tarefa que consiga enquadrar a tecnologia tirando o máximo partido do seu potencial (Yi et al., 2016).
  • 19. SFRH/BPD/116440/2016 Conclusões Usadas em combinação de metodologias de ensino presencial ou a distância, frequentemente em relação com o método flipped classroom As tecnologias digitais foram fortemente utilizadas no apoio à publicação e partilha de conteúdo. No geral a perceção e impacto do seu uso é positivo ao nível académico, da participação e na capacidade de aprendizagem (ativa, reflexiva). Promovendo a colaboração, autonomia e sentimentos de motivação nos processo de aprendizagem.
  • 20. SFRH/BPD/116440/2016 Flexibildade dos espaços de aprendizagem e acesso a esses espaços, permitindo um envolvimento remoto, ao ritmo do estudante, em espaços síncronos de simulação e replicação de ambientes reais. Estes acessos remotos tendem a complementar as atividades de aprenidazem presenciais. Novas abordagens pedagógicas suportadas por tecnologias específicas são reduzidas, mas trazem desafios de mudança nos papéis dos estudantes, que revelaram alguma dificuldade em aprender estes novos papéis mais participativos online, com mais ênfase na comunicação e colaboração, aspetos que habitualmente não são requeridos nos contextos académicos. O uso feito das Tecnologias digitais está intimamente ligado, ou será que até refletem, o Currículo, os tipos de Avaliação valorizados e também à Formação dada aos professors e experiências durante a formação dos estudantes.
  • 21. 9 e 10 de julho, 2018 Local: FPCEUP SFRH/BPD/116440/2016 Tecnologias digitais como suporte à aprendizagem de estudantes do Ensino Superior: revisão de literatura Marta Pinto, Carlinda Leite mpinto@fpce.up.pt, carlinda@fpce.up.pt Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto