PROJETO “INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO DIGITAL”
PROINFO
Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional
SMED
Ja...
NOME DO PROJETO
Projeto “Introdução à Educação Digital” – Proinfo – 60h
ÓRGÃO PROMOTOR
Ministério da Educação – Secretaria...
CARGA HORÁRIA
60 horas
LOCAL DE EXECUÇÃO
Telecentro Municipal – Polo UAB
AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM
e-Proinfo
JUSTIFICATIVA
Este projeto tem a finalidade de oferecer aos professores da Rede Municipal de
Ensino, do município de Jagua...
É preciso fomentar a vontade do professor de estar construindo algo novo. É
preciso compartilhar de seus momentos de dúvid...
 Operar as funções básicas dos principais aplicativos (editores de textos, de imagens, de
apresentações, navegadores web ...
METODOLOGIA
Encontro inicial
Apresentação do curso: Explorar a estrutura do curso e reconhecer a importância da realização...
Unidade 6: Cooperação pressupõe diálogo!
Divulgação dos resultados: Comunicar via e-mail a criação do blog do projeto para...
CRONOGRAMA TURMA 1 TURMA 2
Cadastramento no AVA 02/07/13 03/07/13
1ª Etapa 09/07/13 10/07/13
2ª Etapa 06/08/13 07/08/13
3ª...
REFERÊNCIAS
BORBA, Marcelo de Carvalho & PENTEADO, Miriam Godoy; (2007). Informática e
Educação Matemática. 3 ed. Belo Hor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h

2.056 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.056
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto introdução-à-educação-digital-proinfo-60h

  1. 1. PROJETO “INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO DIGITAL” PROINFO Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional SMED Jaguarão - 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARÃO Estado Do Rio Grande Do Sul Praça do Desembarque, 24 – CEP 96300000 Fone/Fax: (53) 3261-2003 E-mail: sec.edu2009@yahoo.com.br SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E DESPORTO
  2. 2. NOME DO PROJETO Projeto “Introdução à Educação Digital” – Proinfo – 60h ÓRGÃO PROMOTOR Ministério da Educação – Secretaria da Educação a Distância Prefeitura Municipal de Jaguarão Secretaria Municipal de Educação e Desporto de Jaguarão GESTOR MUNICIPAL José Cláudio Martins GESTORA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E DESPORTO Maria da Graça Souza FORMADOR RESPONSÁVEL PELO PROJETO Carmem Angela Corrêa Araujo MULTIPLICADORAS Carmem Angela Corrêa Araujo Elisangela Soares Pereira
  3. 3. CARGA HORÁRIA 60 horas LOCAL DE EXECUÇÃO Telecentro Municipal – Polo UAB AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM e-Proinfo
  4. 4. JUSTIFICATIVA Este projeto tem a finalidade de oferecer aos professores da Rede Municipal de Ensino, do município de Jaguarão, a formação “Introdução à Educação Digital” (60h) do Proinfo. Segundo Moran, “A comunicação caminha na direção da inclusão, da integração. Da inclusão de pessoas diferentes, de formas distintas de ver. Caminha na aproximação de mais pessoas, de mais grupos; no estabelecimento de vínculos, de pontes para aproximar-nos das pessoas, sem isolar-nos em grupinhos, 'panelinhas' ou seitas.” (1998:10) A Secretaria Municipal, por meio do setor de Informática Educativa, vem implementando ações que visam a formação dos professores para o desenvolvimento de projetos que façam usos das NTICs1 . “Estamos em um mundo em que as tecnologias interferem no cotidiano, sendo relevante, assim, que a educação também envolva a democratização do acesso ao conhecimento, à produção e à interpretação das tecnologias” (BRITO e PURIFICAÇÃO, 2008). Nesse sentido, a SME de Jaguarão vem empenhando esforços no incentivo à utilização das Novas Tecnologias, uma vez que as escolas possuem os equipamentos tecnológicos, mas o corpo docente, em grande parte, não se sente preparado para utilizá-los como ferramentas de apoio na sua prática pedagógica. Em 2011, a Secretaria de Educação do Município de Jaguarão recebeu o material impresso e os CDs das formações do Proinfo. Como já estava sendo realizado um trabalho de inclusão digital, optou-se por desenvolver o curso de 40h, no ano de 2012. O setor de Informática Educativa da SME – Jaguarão já estava com o trabalho planejado para o início das atividades, com início previsto para o mês de maio, quando se recebeu um convite para participar da formação na cidade de Igrejinha. A formação foi realizada em duas etapas presenciais e uma parte da carga horária a distância e será concluída em agosto do corrente ano. Partindo-se dessa realidade, programou-se o início das atividades para setembro de 2012, em que serão oferecidos 10 encontros presenciais com atividades a distância, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem e-Proinfo, tendo como apoio o manual do Proinfo, que contempla a exploração de uso pedagógico das diversas ferramentas computacionais. O referido manual possibilita reflexões sobre a importância das ferramentas de comunicação digital na prática pedagógica. Para Valente, 1 Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação.
  5. 5. É preciso fomentar a vontade do professor de estar construindo algo novo. É preciso compartilhar de seus momentos de dúvidas, questionamentos e incertezas, como parceiro que o encoraja a ousar, mas de forma reflexiva para que possa reconstruir um novo referencial pedagógico (2003:23). A incorporação da tecnologia ao processo educativo cria uma oportunidade ímpar para a estruturação e implantação de novos cenários pedagógicos. Entende-se que a escola não pode ficar a parte de toda a evolução tecnológica e, que esta, deve saber aproveitar o grande potencial pedagógico das ferramentas presentes no cotidiano escolar, uma vez que esta, enquanto instituição, já vem, há algum tempo, fazendo uso desses recursos em suas atividades de gestão. OBJETIVO GERAL Trabalhar com tecnologias e mídias digitais, analisando e reconhecendo o impacto, o potencial e a complexidade de sua inserção na prática pedagógica, na vida privada e em sociedade, com vistas a adquirir as competências básicas para o manejo dos recursos mais usuais, tomando consciência do papel das redes digitais na promoção dos processos cooperativos de trabalho e de aprendizagem. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Identificar a escola como um espaço privilegiado na promoção da inclusão digital;  Reconhecer que é preciso promover uma compreensão crítica para o uso da tecnologia digital;  Reconhecer que a incorporação da tecnologia ao processo educativo cria uma oportunidade ímpar para a estruturação e implantação de novos cenários pedagógicos;  Conceituar os componentes de um computador e do seu sistema operacional;  Identificar o padrão de organização das interfaces gráficas e o uso dos principais dispositivos de entrada e saída (mouse, teclado e monitor);  Operar adequadamente com administradores de arquivos, reconhecendo os principais dispositivos de armazenamento (HD, CD, pen drive);  Utilizar os principais aplicativos (editores de textos, de imagens, de apresentações, navegadores web e planilhas eletrônicas), identificando que necessidades e problemas podem ser por eles resolvidos;
  6. 6.  Operar as funções básicas dos principais aplicativos (editores de textos, de imagens, de apresentações, navegadores web e planilhas eletrônicas);  Organizar e sistematizar conteúdos em diversos tipos de formatos digitais;  Reconhecer as possibilidades de transferências de dados entre os diferentes formatos explorados;  Identificar e reconhecer o potencial de uso pedagógico das diversas ferramentas computacionais utilizadas durante o curso;  Compreender a estrutura do conteúdo web, habilitando-se assim, a buscar e avaliar informações na web;  Identificar os procedimentos mais comuns de segurança e privacidade ao compartilhar informações em rede;  Analisar a importância da cooperação no aprendizado e refletir sobre a importância das ferramentas de comunicação digital na prática pedagógica;  Conceituar e reconhecer as especificidades comunicativas, as diferentes textualidades, o potencial e o papel pedagógicos dos seguintes serviços: redes sociais, bate-papo, e-mail, fóruns e listas de discussão;  Analisar o alcance social e econômico de algumas das principais ferramentas de produção e/ou veiculação de conteúdo digital (blogs, wikis, youtube, etc.);  Trabalhar com projetos de aprendizagem com temática escolhida coletivamente pelos cursistas, com desenvolvimento integrado ao aprendizado do uso das ferramentas. RECURSOS  Computador e internet;  Material impresso;  Software e aplicativos;  Câmera digital. PÚBLICO ALVO Professores da Rede Municipal de Educação de Jaguarão.
  7. 7. METODOLOGIA Encontro inicial Apresentação do curso: Explorar a estrutura do curso e reconhecer a importância da realização de Projetos de Aprendizagem. Primeiro contato com os computadores: Desenvolver uma compreensão intuitiva sobre a tecnologia. Unidade 1: Tecnologia na sociedade e na escola Iniciar a discussão e aprofundar as reflexões sobre as relações entre escola, tecnologia e sociedade. Contato com vídeos, fóruns e páginas web. Escolha do tema e problematização: Escolha pelo Grupo do tema gerador e do tema foco. Informar o tema gerador por meio da ferramenta fórum. Unidade 2: Navegação, pesquisa na Internet e segurança na rede Problematização, Pesquisa, Sistematização e Produção: Buscar referências digitais relevantes ao desenvolvimento do seu tema foco. Detalhar a problematização (reeditar mensagem inicial) incluindo links das referências encontradas. Unidade 3: Blogs: O quê? Por quê? Como? Problematização, Pesquisa, Sistematização e Produção: Criar o blog do projeto, incluindo textos já elaborados, os links e imagens, fotos produzidas e selecionadas pelo grupo. Unidade 4: Elaboração e Edição de Textos Prosseguindo com o projeto de aprendizagem – Dar continuidade às pesquisas e elaboração dos relatórios. Início da formatação – Realizar a diagramação do texto do seu relatório de pesquisa. Encontro livre: para o desenvolvimento do projeto de Aprendizagem Aprofundar as pesquisas, a sistematização e produção: trabalhar no desenvolvimento do texto do relatório. Alimentar o blog do Projeto. Unidade 5: Cooperação (ou interação?) na rede A escrita colaborativa do relatório do seu projeto – Usar ferramentas de comunicação digital na produção colaborativa.
  8. 8. Unidade 6: Cooperação pressupõe diálogo! Divulgação dos resultados: Comunicar via e-mail a criação do blog do projeto para colegas da sua escola. Enviar os documentos já produzidos em anexo aos e-mails. Unidade 7: Apresentações de slides digitais Apresentação dos resultados: preparar a apresentação final do seu projeto de aprendizagem, buscando um bom design para o seu documento hipermídia. O papel das imagens na apresentação de slides. Unidade 8: Resolução de problemas com a planilha eletrônica Utilizar a planilha de cálculo, com enfoque na instrumentação para o trabalho (cálculo de médias e registro de dados sobre a turma, orçamentos, etc.). Sugerir a possibilidade do seu uso para a gestão do desenvolvimento dos trabalhos coletivos (projeto de aprendizagem). Encontro final: apresentação dos projetos e avaliação final Divulgação dos resultados e avaliação. CRONOGRAMA / PROCEDIMENTOS PERÍODO DE EXECUÇÃO: De outubro a dezembro de 2012. ETAPAS 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª Tecnologias no cotidiano: Desafios à inclusão digital X Navegação, pesquisa na Internet e segurança na rede X Blogs: O quê? Para quê? Como? X Elaboração e edição de textos X Desenvolvimento do Projeto de Aprendizagem X Cooperação (ou interação) na rede? X Cooperação pressupõe diálogo! X Slides digitais na escola X Resolução de problemas eletrônicos X Avaliação Final X Socialização das produções no site EduCarTICsJa2 X 2 EduCarTICsJa – Disponível em: https://sites.google.com/site/profecarminha/
  9. 9. CRONOGRAMA TURMA 1 TURMA 2 Cadastramento no AVA 02/07/13 03/07/13 1ª Etapa 09/07/13 10/07/13 2ª Etapa 06/08/13 07/08/13 3ª Etapa 13/08/13 14/08/13 4ª Etapa 20/08/13 21/08/13 5ª Etapa 27/08/13 28/08/13 6ª Etapa 03/09/13 04/09/13 7ª Etapa 10/09/13 11/09/13 8ª Etapa 17/09/13 18/09/13 9ª Etapa 24/09/13 25/09/13 10ª Etapa 01/10/13 02/10/13 AVALIAÇÃO Será considerado satisfatório se os cursistas conseguirem participar das etapas, navegar e contribuir em Ambiente Virtual de Aprendizagem e adotarem práticas de Informática Educativa e de utilização de redes digitais nos fazeres pedagógicos da disciplina em que atuam.
  10. 10. REFERÊNCIAS BORBA, Marcelo de Carvalho & PENTEADO, Miriam Godoy; (2007). Informática e Educação Matemática. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica. BRITO, G. S.; PURIFICAÇÃO, I. Educação e novas tecnologias: um re-pensar. 2ª ed. Curitiba: Ibpex, 2008. LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: O futuro do pensamento na era da Informática / Título original: Les technologies de I'ntelligence. Pierre Lévy; tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Ed.34, 1993. MORAN, José Manoel. Mudanças na comunicação pessoal: gerenciamento integrado da comunicação pessoal, social e tecnológica. São Paulo: Paulinas, 1998. _______________________ Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica / José Manuel Moran, Marcos Masetto, Marilda Aparecida Behrens; 14 Ed. Campinas: Papirus, 2000. OLIVEIRA, Mírian & ABDALA, Elisabeth Ávila (Organizadoras). Tecnologias da Internet: casos práticos em empresas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003. VALENTE, J. A. (Org.). Formação de Educadores para o Uso da Informática na Escola. Campinas : NIED/Unicamp, 2003. VALENTE, J. A. (Org.). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: NIED/Unicamp, 1999.

×