SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
UFMA – Universidade Federal do Maranhão
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - CCSST
C O O R D E N AÇ Ã O D O C U R S O D E P E D A G O G I A
P E S Q U I S A E D U C AC I O N A L I I
PROFESSOR: MANUEL PINTO
Participantes
ADOLFO LEONARDO DE ARAUJO FILHO
FRANCISCO HUDSON COELHO FROTA
IMPERATRIZ(MA) – JUNHO - 2016
Saber Inovar
Inovação e tecnologia na
Educação
A Sociedade e a
Trajetória Tecnológica
James Gleick
Conhecimento
sem Sabedoria
A Sociedade e a
Trajetória Tecnológica
• Andar com calma
• Correr apressado
Guy Claxton
A aceleração de praticamente tudo
The Acceleration Of Just About
Everything
A Sociedade e a
Trajetória Tecnológica
Guy Claxton
• Andar com calma
• Correr apressado
A velocidade das mudanças se tornou algo
obsessivo.
A Sociedade e a
Trajetória Tecnológica
Guy Claxton
Preço da profundidade
hermenêutica
Errar e corrigir
ver mais longe e fundo
A Sociedade e a
Trajetória Tecnológica
Guy Claxton
O Paradoxo das Instituições
de Ensino
Capacidade de inovar:
Coerência Lógica:
Inovar para quê e para quem?
Um mundo que mudará em uma
velocidade cada vez maior
Ray Kurzweil
O computador se tornará microscópico -- Será um instrumento de informação
CLIFFORD STOLL
Por que os
computadores não
pertencem a sala de
aula e outras
reflexões Contrarias
ao uso do
Computador
A diferença entre
acesso a informação e a
capacidade de
interpretação com base
em pensamento
crítico
“ A tecnologia promete
atalhos para graus mais
elevados de aprendizagem
sem dor”(Stoll, 1999: 11)
Computadores
levam os jovens a
distanciar-se de:
• Ler
• Escrever
• Aprender
O argumento da
tentação de
transformar o processo
de aprendizagem em
divertimento
FAZ DURAS CRÍTICAS AO
EAD – QUE SE TORNARÁ
COMERCIALIZAÇÃO DA
EDUCAÇÃO
Argumentos de Stoll
Confunde-se informação
com conhecimento:
• Estudo
• Ideias
• Experiências
• Maturidade
• Julgamento
• Perspectiva
• Reflexão
1
2
Imposição de obsolescência
planejada
O que abre os desejos em nossos
cérebros não é informação
Máquinas de busca e soft de
indexação
- A distancia entre dados e informação
- Maior entre informação e conhecimento
- Ideias
- Invenções e inspiração
- Procuram por palavras e não por conceitos
- Não sabem sobre nuances da linguagem e
contexto
3
Don Tapscott
“Tudo o que uma pessoa precisa é um computador, uma conexão
com a internet e um brilho de iniciativa e criatividade para se
inserir no mercado.”
O Futuro da educação
ESTÁ NA TELEDUCAÇÃO
“A sala de aula invertida é uma
modalidade de e-learning na qual
o conteúdo e as instruções são
estudados on-line antes de o
aluno frequentar a sala de aula.”
Valente - Educar em Revista, Curitiba, Brasil, Edição
Especial n. 4/2014, p. 79-97. Editora UFPR
As mudanças no
ensino superior: a
proposta da sala de
aula invertida
Vantagens da EAD
A possibilidade das pessoas
• Se manter na origem
• Ficar junto c/ a família
• Perder o emprego
• Mudar de vida
• Deslocamento
• Segurança
• Economia
1
2
Direito de aprender
A individualização da aprendizagem
A nova geração exigirá das
instituições
- O direito de aprender em qualquer hora e
lugar.
- Cada indivíduo aprende melhor por um
canal e forma pessoal
- Pesquisa
- Elaboração própria
- Trabalho em rede
- Flexibilidade de horários e locais
3
Palloff e Pratt
Aprendizagem a distancia – exige a presença do professor, e tem a
atenção e participação ativa dos alunos.
Palloff e
Pratt
Definem esta
teleducação pelos
seguintes tópicos:
1 Separação do professor e do aluno
durante pelo menos a maioria do
processo instrucional;
Uso da mídia educacional para unir
professor e aluno e para trabalhar o
conteúdo;
Provisão de comunicação de
duplo caminho entre professor,
tutor ou agência educacional e
o aluno;
Separação do professor no
espaço de tempo;
Controle deliberado da
aprendizagem pelos estudantes
2
3
4
5
A intoxicação tecnológica
O Melhor que se pode fazer é
“cuidar do poder da tecnologia do
que rejeitar”
• tecnófobos
• tecnófilos
John Naisbitt
Sintomas da
intoxicação
tecnológica
1 Favorecer o que é rápido, desde de
religião até nutrição;
Temer e adorar a tecnologia;
Embaralhar a distinção entre
real e imaginário;
Aceitar a violência como
normal;
Vivermos nossa vida
distanciados e distraídos.
2
3
4
5
6
Amamos a tecnologia como
brinquedos
60
No fim dos Anos
Tecnologia era objeto, coisa
80
No fim dos Anos
Com algo relacionado com a
vida, a sociedade e o ambiente
John Naisbitt
Higth touch
&
Higth Tech
“De um lado temos a higth tech,
sinalizando avanços futuros,
inovações, progresso, mais
decaindo em controle. De outro,
conclama o hight touch, para
recuperar o humano da vida
humana, abraçandoas forças
primevas da vida e da morte,
reconhecendo tudo que é maior
que nós.”
John Naisbitt
“Abraça a tecnologia que
preservam nosso jeito de ser
humano e rejeitam a tecnologia
que se intromete em nós.
Reconhecendo a tecnologia
como parte integral da evolução
da cultura”.
Higth touch
&
Higth Tech
John Naisbitt
Atribui importância especial ao
complexo militar:
Representa avanços
tecnológicos imprecionantes;
Normaliza a violência e a
superioridade.
A América está entrincheirada
em cultura da violência
Higth touch
&
Higth Tech
John Naisbitt
“se a televisão é o terceiro pai, então o
computador poderá ser o quarto”.
“perca de senso pela violência e
aceitação cultural do imaginário
violento está fazendo difícil para as
pessoas reconhecer perigo real”.
“Fenômeno sociobiológico que se
chama ‘fadiga da compaixão’ ”.
Higth touch
&
Higth Tech
John Naisbitt
“Abraça a tecnologia que
preservam nosso jeito de ser
humano e rejeitam a tecnologia
que se intromete em nós.
Reconhecendo a tecnologia
como parte integral da evolução
da cultura”.
Higth touch
&
Higth Tech
John Naisbitt
“A mescla atordoante de televisão e
guerra produz a síndrome de querer
se tornar célebre por quinze minutos
aprontando algum tiroteio mortal”.
Higth touch
&
Higth Tech
John Naisbitt
“A sociedade se
sobressalta perante a
selvageria, E aí aparece
o jogo de empurra
sobre quem é culpado.
Para Clinton são os pais
sem perceber que o
problema mais básico é
da própria sociedade e
de suas indústrias de
diversão que teima em
ser diretamente
responsabilizados.”
Associação Médica
Americana recomenda:
1 Não use TV Radio jogos eletrônicos jogos
de computador e vídeos como baby
sitters;
Mantenha longe da cama das Crianças
TV e jogos eletrônicos e os Desligue
durante as refeições
Ensine às crianças sobre
propaganda e influência da mídia;
Ponha diretrizes sobre o que é
apropriado ver ou não
Der um bom exemplo imitando o seu
próprio uso da mídia e advogando
publicamente por programas mais
sadios para crianças
2
3
4
5
As escolas por sua vez
devem trabalhar o
enquadramento e a
alfabetização pela mídia,
entendendo-se aí não só
o uso da mídia para
suporte educativo, mas
sobretudo a necessária
educação para manejá-la
pedagogicamente.
CONCLUSÃO
A integração cada
vez maior entre sala
de aula e ambientes
virtuais é
fundamental para
abrir a escola para o
mundo e trazer o
mundo para dentro
da escola.
REFERENCIAS
Christensen, Clayton M. Ensino Híbrido: uma Inovação
Disruptiva? Uma introdução à teoria dos híbridos - Fundação
Lemann e Instituto Península – 2013.
Demo, Pedro. Saber Pensar. 7° ed. – São Paulo : Cortez:
Instituto Paulo Freire, 2011. – (Guia da escola cidadã ; v. 6)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?diogofranciscorocha
 
Aula 9 adolescentes e a mídia
Aula 9 adolescentes e a mídiaAula 9 adolescentes e a mídia
Aula 9 adolescentes e a mídiaariadnemonitoria
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOJILAN C. GERAL
 
Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2Lamira Biologa
 
o poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristão poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristãhenrique dressler
 
O uso da tecnologia em nossas vidas !
O uso da tecnologia em nossas vidas !O uso da tecnologia em nossas vidas !
O uso da tecnologia em nossas vidas !cassiaaguilar
 
A utilização da tecnologia no nosso cotidiano
A utilização da tecnologia no nosso cotidianoA utilização da tecnologia no nosso cotidiano
A utilização da tecnologia no nosso cotidianoFrancielle Leite
 
Apresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleia
Apresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleiaApresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleia
Apresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleiaVanessa Fellix
 
Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2
Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2
Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2Kettily Flores
 
Identidade Digital
Identidade DigitalIdentidade Digital
Identidade DigitalPaula Peres
 
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt rafaela bambil.
Os  adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt   rafaela   bambil.Os  adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt   rafaela   bambil.
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt rafaela bambil.Rafaela456
 
A influência da televisão na vida das pessoas
A influência da televisão na vida das pessoasA influência da televisão na vida das pessoas
A influência da televisão na vida das pessoasvalandrogil
 
Trabalho tecnófobo
Trabalho tecnófoboTrabalho tecnófobo
Trabalho tecnófoboLuiz1965
 
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias Universidade Estadual do Ceará
 
Jovens e mídia paloma cristina
Jovens e mídia   paloma cristinaJovens e mídia   paloma cristina
Jovens e mídia paloma cristinaRedeci Uftm
 

Mais procurados (20)

Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?
 
Aula 9 adolescentes e a mídia
Aula 9 adolescentes e a mídiaAula 9 adolescentes e a mídia
Aula 9 adolescentes e a mídia
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
 
Tecnologia e juventude
Tecnologia e juventudeTecnologia e juventude
Tecnologia e juventude
 
Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2
 
o poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristão poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristã
 
O uso da tecnologia em nossas vidas !
O uso da tecnologia em nossas vidas !O uso da tecnologia em nossas vidas !
O uso da tecnologia em nossas vidas !
 
A utilização da tecnologia no nosso cotidiano
A utilização da tecnologia no nosso cotidianoA utilização da tecnologia no nosso cotidiano
A utilização da tecnologia no nosso cotidiano
 
Apresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleia
Apresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleiaApresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleia
Apresentacao projeto aprendizagem_vanessaezukleia
 
Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2
Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2
Redes sociais a favor da aprendizagem Atividade 3.2
 
Identidade Digital
Identidade DigitalIdentidade Digital
Identidade Digital
 
O Impacto das Novas Tecnologias
O Impacto das Novas TecnologiasO Impacto das Novas Tecnologias
O Impacto das Novas Tecnologias
 
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt rafaela bambil.
Os  adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt   rafaela   bambil.Os  adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt   rafaela   bambil.
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea.ppt rafaela bambil.
 
A influência da televisão na vida das pessoas
A influência da televisão na vida das pessoasA influência da televisão na vida das pessoas
A influência da televisão na vida das pessoas
 
Trabalho tecnófobo
Trabalho tecnófoboTrabalho tecnófobo
Trabalho tecnófobo
 
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
 
A Influência da Mídia
A  Influência da  MídiaA  Influência da  Mídia
A Influência da Mídia
 
As ameaças pelas inovações tecnológicas
 As ameaças pelas inovações tecnológicas As ameaças pelas inovações tecnológicas
As ameaças pelas inovações tecnológicas
 
Jovens e mídia paloma cristina
Jovens e mídia   paloma cristinaJovens e mídia   paloma cristina
Jovens e mídia paloma cristina
 
Saber Unitau
Saber UnitauSaber Unitau
Saber Unitau
 

Destaque

Educação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da Tecnologia
Educação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da TecnologiaEducação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da Tecnologia
Educação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da TecnologiaEduardo Chaves
 
conhecendo o skype
conhecendo o skype conhecendo o skype
conhecendo o skype Zeina Arruda
 
Aluno virtual[1]
Aluno virtual[1]Aluno virtual[1]
Aluno virtual[1]josete
 
O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...
O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...
O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...josete
 
eBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagem
eBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagemeBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagem
eBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagemPimenta Cultural
 
Gestão da sala de aula : o desafio da integração das tecnologias
Gestão da sala de aula : o desafio da integração  das tecnologiasGestão da sala de aula : o desafio da integração  das tecnologias
Gestão da sala de aula : o desafio da integração das tecnologiasMaria de los Dolores J Peña
 
Palestra novas tecnologias na educação
Palestra   novas tecnologias na educaçãoPalestra   novas tecnologias na educação
Palestra novas tecnologias na educaçãoLuciana Viter
 
Slide tecnologias e midias educativas
Slide tecnologias e  midias educativas  Slide tecnologias e  midias educativas
Slide tecnologias e midias educativas osmaream
 

Destaque (11)

Técnologia e Educaçäo
Técnologia e EducaçäoTécnologia e Educaçäo
Técnologia e Educaçäo
 
Educação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da Tecnologia
Educação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da TecnologiaEducação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da Tecnologia
Educação, Mudança e Inovação: O Papel do Professor e da Tecnologia
 
conhecendo o skype
conhecendo o skype conhecendo o skype
conhecendo o skype
 
Aluno virtual[1]
Aluno virtual[1]Aluno virtual[1]
Aluno virtual[1]
 
O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...
O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...
O uso do blog para formação de professores em escolas públicas de São Paulo -...
 
eBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagem
eBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagemeBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagem
eBook Sobre educação e tecnologia: processos e aprendizagem
 
Educação e novas tecnologias
Educação e novas tecnologiasEducação e novas tecnologias
Educação e novas tecnologias
 
Gestão da sala de aula : o desafio da integração das tecnologias
Gestão da sala de aula : o desafio da integração  das tecnologiasGestão da sala de aula : o desafio da integração  das tecnologias
Gestão da sala de aula : o desafio da integração das tecnologias
 
Palestra novas tecnologias na educação
Palestra   novas tecnologias na educaçãoPalestra   novas tecnologias na educação
Palestra novas tecnologias na educação
 
Slide tecnologias e midias educativas
Slide tecnologias e  midias educativas  Slide tecnologias e  midias educativas
Slide tecnologias e midias educativas
 
As Novas Tecnologias E Educação
As Novas Tecnologias E EducaçãoAs Novas Tecnologias E Educação
As Novas Tecnologias E Educação
 

Semelhante a Inovação e tecnologia na Educação

Linguagens e Tecnologias na Educação
Linguagens e Tecnologias na EducaçãoLinguagens e Tecnologias na Educação
Linguagens e Tecnologias na Educaçãonovafaculdade
 
Avanços tecnológicos (1)
Avanços tecnológicos (1)Avanços tecnológicos (1)
Avanços tecnológicos (1)Sheilakstew
 
A sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidianaA sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidianacharmechulo
 
Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!sergiocrespo
 
PALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana Moura
PALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana MouraPALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana Moura
PALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana MouraPapo de Consultor
 
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdfAES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdfIlda Bicacro
 
Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.
Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.
Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.Cássio Nunes
 
tECNOLOGIA E EDUCAÇÃO
tECNOLOGIA E EDUCAÇÃOtECNOLOGIA E EDUCAÇÃO
tECNOLOGIA E EDUCAÇÃOperolina
 
Aula 01 tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
Aula 01   tics - tecnologia da informacao e comunicacao finalAula 01   tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
Aula 01 tics - tecnologia da informacao e comunicacao finalGilberto Campos
 
Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?
Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã? Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?
Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã? mentesbrilhantes
 
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Rita Brito
 
Texto informativos.
Texto informativos.Texto informativos.
Texto informativos.adrianna41
 
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e socialPalestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e socialClaudio Seixas
 
Atividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativas
Atividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativasAtividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativas
Atividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativasmilacintra
 
Artigo filosofia andrea_caramaschi
Artigo  filosofia andrea_caramaschiArtigo  filosofia andrea_caramaschi
Artigo filosofia andrea_caramaschiAndrea Caramaschi
 
Tecnologia e educacao
Tecnologia e educacaoTecnologia e educacao
Tecnologia e educacaocleidemarina
 

Semelhante a Inovação e tecnologia na Educação (20)

Geração Y
Geração YGeração Y
Geração Y
 
Linguagens e Tecnologias na Educação
Linguagens e Tecnologias na EducaçãoLinguagens e Tecnologias na Educação
Linguagens e Tecnologias na Educação
 
Avanços tecnológicos (1)
Avanços tecnológicos (1)Avanços tecnológicos (1)
Avanços tecnológicos (1)
 
A sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidianaA sociedade de informação na vida quoatidiana
A sociedade de informação na vida quoatidiana
 
Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!
 
PALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana Moura
PALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana MouraPALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana Moura
PALESTRA Comunicar para engajar - Fabiana Moura
 
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdfAES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
 
Ntic e educação app1
Ntic e educação app1Ntic e educação app1
Ntic e educação app1
 
Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.
Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.
Palestra - Bem vindo a era pós-digital: Empreendendo em um ambiente mutante.
 
Tarefa apresentação1
Tarefa apresentação1Tarefa apresentação1
Tarefa apresentação1
 
tECNOLOGIA E EDUCAÇÃO
tECNOLOGIA E EDUCAÇÃOtECNOLOGIA E EDUCAÇÃO
tECNOLOGIA E EDUCAÇÃO
 
Aula 01 tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
Aula 01   tics - tecnologia da informacao e comunicacao finalAula 01   tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
Aula 01 tics - tecnologia da informacao e comunicacao final
 
Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?
Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã? Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?
Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?
 
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
 
Tic e Educação2
Tic e Educação2Tic e Educação2
Tic e Educação2
 
Texto informativos.
Texto informativos.Texto informativos.
Texto informativos.
 
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e socialPalestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
 
Atividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativas
Atividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativasAtividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativas
Atividade 13 -Curso Tecnologias e midias educativas
 
Artigo filosofia andrea_caramaschi
Artigo  filosofia andrea_caramaschiArtigo  filosofia andrea_caramaschi
Artigo filosofia andrea_caramaschi
 
Tecnologia e educacao
Tecnologia e educacaoTecnologia e educacao
Tecnologia e educacao
 

Mais de Hudson Frota

PNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão DemocráticaPNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão DemocráticaHudson Frota
 
Significado de Sistema Educacional
Significado de Sistema Educacional Significado de Sistema Educacional
Significado de Sistema Educacional Hudson Frota
 
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃOHudson Frota
 
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADEESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADEHudson Frota
 
Apresentação Psicologia da Educação, Processos Cognitivos.
Apresentação Psicologia da Educação,   Processos Cognitivos.Apresentação Psicologia da Educação,   Processos Cognitivos.
Apresentação Psicologia da Educação, Processos Cognitivos.Hudson Frota
 
Pestalozzi e o Movimento da Escola Elementar
Pestalozzi e o Movimento da Escola ElementarPestalozzi e o Movimento da Escola Elementar
Pestalozzi e o Movimento da Escola ElementarHudson Frota
 
GLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL
GLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIALGLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL
GLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIALHudson Frota
 

Mais de Hudson Frota (8)

PNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão DemocráticaPNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão Democrática
 
Significado de Sistema Educacional
Significado de Sistema Educacional Significado de Sistema Educacional
Significado de Sistema Educacional
 
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
 
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADEESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
 
Apresentação Psicologia da Educação, Processos Cognitivos.
Apresentação Psicologia da Educação,   Processos Cognitivos.Apresentação Psicologia da Educação,   Processos Cognitivos.
Apresentação Psicologia da Educação, Processos Cognitivos.
 
Pestalozzi e o Movimento da Escola Elementar
Pestalozzi e o Movimento da Escola ElementarPestalozzi e o Movimento da Escola Elementar
Pestalozzi e o Movimento da Escola Elementar
 
A Escola Nova
A Escola Nova A Escola Nova
A Escola Nova
 
GLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL
GLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIALGLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL
GLOBALIZAÇÃO E EXCLUSÃO SOCIAL
 

Último

O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 

Último (20)

O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 

Inovação e tecnologia na Educação

  • 1. UFMA – Universidade Federal do Maranhão CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - CCSST C O O R D E N AÇ Ã O D O C U R S O D E P E D A G O G I A P E S Q U I S A E D U C AC I O N A L I I PROFESSOR: MANUEL PINTO
  • 2. Participantes ADOLFO LEONARDO DE ARAUJO FILHO FRANCISCO HUDSON COELHO FROTA IMPERATRIZ(MA) – JUNHO - 2016
  • 3. Saber Inovar Inovação e tecnologia na Educação
  • 4. A Sociedade e a Trajetória Tecnológica James Gleick Conhecimento sem Sabedoria
  • 5. A Sociedade e a Trajetória Tecnológica • Andar com calma • Correr apressado Guy Claxton A aceleração de praticamente tudo The Acceleration Of Just About Everything
  • 6. A Sociedade e a Trajetória Tecnológica Guy Claxton • Andar com calma • Correr apressado
  • 7. A velocidade das mudanças se tornou algo obsessivo. A Sociedade e a Trajetória Tecnológica Guy Claxton
  • 8. Preço da profundidade hermenêutica Errar e corrigir ver mais longe e fundo A Sociedade e a Trajetória Tecnológica Guy Claxton
  • 9. O Paradoxo das Instituições de Ensino Capacidade de inovar: Coerência Lógica: Inovar para quê e para quem? Um mundo que mudará em uma velocidade cada vez maior
  • 10. Ray Kurzweil O computador se tornará microscópico -- Será um instrumento de informação
  • 11. CLIFFORD STOLL Por que os computadores não pertencem a sala de aula e outras reflexões Contrarias ao uso do Computador A diferença entre acesso a informação e a capacidade de interpretação com base em pensamento crítico “ A tecnologia promete atalhos para graus mais elevados de aprendizagem sem dor”(Stoll, 1999: 11)
  • 12. Computadores levam os jovens a distanciar-se de: • Ler • Escrever • Aprender O argumento da tentação de transformar o processo de aprendizagem em divertimento FAZ DURAS CRÍTICAS AO EAD – QUE SE TORNARÁ COMERCIALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO
  • 13. Argumentos de Stoll Confunde-se informação com conhecimento: • Estudo • Ideias • Experiências • Maturidade • Julgamento • Perspectiva • Reflexão 1 2 Imposição de obsolescência planejada O que abre os desejos em nossos cérebros não é informação Máquinas de busca e soft de indexação - A distancia entre dados e informação - Maior entre informação e conhecimento - Ideias - Invenções e inspiração - Procuram por palavras e não por conceitos - Não sabem sobre nuances da linguagem e contexto 3
  • 14. Don Tapscott “Tudo o que uma pessoa precisa é um computador, uma conexão com a internet e um brilho de iniciativa e criatividade para se inserir no mercado.”
  • 15. O Futuro da educação ESTÁ NA TELEDUCAÇÃO “A sala de aula invertida é uma modalidade de e-learning na qual o conteúdo e as instruções são estudados on-line antes de o aluno frequentar a sala de aula.” Valente - Educar em Revista, Curitiba, Brasil, Edição Especial n. 4/2014, p. 79-97. Editora UFPR As mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida
  • 16. Vantagens da EAD A possibilidade das pessoas • Se manter na origem • Ficar junto c/ a família • Perder o emprego • Mudar de vida • Deslocamento • Segurança • Economia 1 2 Direito de aprender A individualização da aprendizagem A nova geração exigirá das instituições - O direito de aprender em qualquer hora e lugar. - Cada indivíduo aprende melhor por um canal e forma pessoal - Pesquisa - Elaboração própria - Trabalho em rede - Flexibilidade de horários e locais 3
  • 17. Palloff e Pratt Aprendizagem a distancia – exige a presença do professor, e tem a atenção e participação ativa dos alunos.
  • 18. Palloff e Pratt Definem esta teleducação pelos seguintes tópicos: 1 Separação do professor e do aluno durante pelo menos a maioria do processo instrucional; Uso da mídia educacional para unir professor e aluno e para trabalhar o conteúdo; Provisão de comunicação de duplo caminho entre professor, tutor ou agência educacional e o aluno; Separação do professor no espaço de tempo; Controle deliberado da aprendizagem pelos estudantes 2 3 4 5
  • 19. A intoxicação tecnológica O Melhor que se pode fazer é “cuidar do poder da tecnologia do que rejeitar” • tecnófobos • tecnófilos
  • 20. John Naisbitt Sintomas da intoxicação tecnológica 1 Favorecer o que é rápido, desde de religião até nutrição; Temer e adorar a tecnologia; Embaralhar a distinção entre real e imaginário; Aceitar a violência como normal; Vivermos nossa vida distanciados e distraídos. 2 3 4 5 6 Amamos a tecnologia como brinquedos
  • 21.
  • 22. 60 No fim dos Anos Tecnologia era objeto, coisa 80 No fim dos Anos Com algo relacionado com a vida, a sociedade e o ambiente John Naisbitt
  • 23. Higth touch & Higth Tech “De um lado temos a higth tech, sinalizando avanços futuros, inovações, progresso, mais decaindo em controle. De outro, conclama o hight touch, para recuperar o humano da vida humana, abraçandoas forças primevas da vida e da morte, reconhecendo tudo que é maior que nós.” John Naisbitt
  • 24. “Abraça a tecnologia que preservam nosso jeito de ser humano e rejeitam a tecnologia que se intromete em nós. Reconhecendo a tecnologia como parte integral da evolução da cultura”. Higth touch & Higth Tech John Naisbitt
  • 25. Atribui importância especial ao complexo militar: Representa avanços tecnológicos imprecionantes; Normaliza a violência e a superioridade. A América está entrincheirada em cultura da violência Higth touch & Higth Tech John Naisbitt
  • 26. “se a televisão é o terceiro pai, então o computador poderá ser o quarto”. “perca de senso pela violência e aceitação cultural do imaginário violento está fazendo difícil para as pessoas reconhecer perigo real”. “Fenômeno sociobiológico que se chama ‘fadiga da compaixão’ ”. Higth touch & Higth Tech John Naisbitt
  • 27. “Abraça a tecnologia que preservam nosso jeito de ser humano e rejeitam a tecnologia que se intromete em nós. Reconhecendo a tecnologia como parte integral da evolução da cultura”. Higth touch & Higth Tech John Naisbitt
  • 28. “A mescla atordoante de televisão e guerra produz a síndrome de querer se tornar célebre por quinze minutos aprontando algum tiroteio mortal”. Higth touch & Higth Tech John Naisbitt
  • 29. “A sociedade se sobressalta perante a selvageria, E aí aparece o jogo de empurra sobre quem é culpado. Para Clinton são os pais sem perceber que o problema mais básico é da própria sociedade e de suas indústrias de diversão que teima em ser diretamente responsabilizados.”
  • 30. Associação Médica Americana recomenda: 1 Não use TV Radio jogos eletrônicos jogos de computador e vídeos como baby sitters; Mantenha longe da cama das Crianças TV e jogos eletrônicos e os Desligue durante as refeições Ensine às crianças sobre propaganda e influência da mídia; Ponha diretrizes sobre o que é apropriado ver ou não Der um bom exemplo imitando o seu próprio uso da mídia e advogando publicamente por programas mais sadios para crianças 2 3 4 5
  • 31. As escolas por sua vez devem trabalhar o enquadramento e a alfabetização pela mídia, entendendo-se aí não só o uso da mídia para suporte educativo, mas sobretudo a necessária educação para manejá-la pedagogicamente.
  • 32. CONCLUSÃO A integração cada vez maior entre sala de aula e ambientes virtuais é fundamental para abrir a escola para o mundo e trazer o mundo para dentro da escola.
  • 33. REFERENCIAS Christensen, Clayton M. Ensino Híbrido: uma Inovação Disruptiva? Uma introdução à teoria dos híbridos - Fundação Lemann e Instituto Península – 2013. Demo, Pedro. Saber Pensar. 7° ed. – São Paulo : Cortez: Instituto Paulo Freire, 2011. – (Guia da escola cidadã ; v. 6)