SlideShare uma empresa Scribd logo
BATE-PAPO
este deveria ser o
sobrenome dela
SOLIDARIEDADE
A pediatra e sanitarista Zilda Arns
Neumann foi a criadora da metodologia de
trabalho da Pastoral da Criança,organismo
da Conferência Nacional dos Bispos do
Brasil (CNBB),que ela fundou e coordena,
considerado até hoje um projeto inédito
no mundo.
	 Com 23 anos de existência,a Pas-
toral recebeu diversas premiações,dentre
as mais importantes o da Unesco, nas ca-
tegorias Direitos Humanos e Cultura de
Paz, e quatro indicações ao prêmio Nobel
da Paz. Hoje, com 72 anos, Dra. Zilda acu-
mulou um total de 128 prêmios,sendo 44
deles como Cidadã Honorária.
	 A Pastoral é hoje uma rede de
assistência e atendimento básico nas áre-
as de saúde pública, nutrição e educação
que envolve aproximadamente mais de
96mil gestantes, dois bilhões de crianças
pobres menores de seis anos de idade
em 1,5 milhões de famílias, inseridas em
50mil comunidades em aproximadamente
70% de todos os municípios do país. Com
270mil voluntários em nível comunitário,
atuam em bolsões de miséria da área rural
e urbana, detectando as principais causas
da mortalidade infantil:diarréias,pneumo-
nias e nascimentos abaixo do peso - todos
prevenidos com soro caseiro, aleitamento
materno (que diminui em até quatro
vezes a incidência de pneumonia e bron-
quites) e melhor nutrição das gestantes.
Além destas ações de prevenção, outras
atuações como palestras, capacitação de
pessoas e a melhora da auto-estima, é
que contribuem para o aumento desta
grande rede, que não pretende parar de
se expandir. Em entrevista para a revista
Qualitá Socioambiental, ela conta como
foi sua emocionante experiência noTimor
Leste, país que recentemente cessou uma
guerra, juntamente com as intenções que
espera dos políticos que serão eleitos pelo
ENTREVISTA/ fotos de Adriane BALDINI
08
QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL
Ano2N5
No mês de agosto,a senhora esteve noTi-
mor Leste.Como está a evolução do país?
Bem,estive pela primeira vez noTimor Leste em
janeiro 2002, fui convidada pelo FHC para fazer
uma visita junto com a comitiva presidencial.
O país estava em guerra com a Indonésia nos
ultimos 25 anos, e constatei que a metade da
população havia morrido nesta primeira visita
rápida.Lá,tive a oportunidade de falar em público
por 20 minutos, para professores e membros
da comunidade local, o que é a Pastoral. Muitos
deles acharam importante, pois havia acabado a
guerra,mas a violência ainda não.No mesmo ano,
meses depois, mandamos uma comitiva de três
pessoas para começarem a organizar a comuni-
dade e capacitar líderes.Voltei para lá neste ano
a convite do Ministério das Relações Exteriores,
e,encontrei cerca de oito mil crianças que estão
comprometidas com a Pastoral. Mesmo com
um grande número de crianças, ainda é muito
difícil divulga-la, pois ainda existe um grande
número de refugiados, crianças completamente
desnutridas. Comida e água vindas de fora não
faltam,a ONU tem trabalhado bem nestas horas.
Muitas ONGs também têm ajudado, além da
Igreja. Por mais que não admitam, o lugar ainda
está em estado de alerta; há muito medo entre
os assentados. Muitos helicópteros, soldados e
alguns rebeldes que matam pessoas e incendeiam
casas,incomodam a população que quer paz.Em
uma noite, saímos para comer com brasileiros
que lá moravam e começaram a atirar pedras
no nosso carro. Claro que fugimos, e na volta
da viagem, no avião, comentei este fato a uma
procuradora deTimor que trabalha naAustrália.
Ela disse que estes grupos estão sendo pagos
por países vizinhos para aterrorizar a população,
devido interesse deles no petróleo. O que vai
ser do futuro político ainda é uma incógnita.Mas
fora isso,a Pastoral está indo muito bem,e já até
possuí uma coordenadora nacional que tem o
apoio do governo de lá e da UNICEF.
E em quais outros países a Pastoral está?
Bem implantados estão no Paraguai e Colômbia.
Há também a Pastoral nas Filipinas,Moçambique,
Bolívia,Venezuela,Honduras,Guatemala,México,
República Dominicana entre outros.
Há problemas de aceitação quando o país
não é católico?
Não.Quando eu fui visitar Guiné-Bissau,90% da
população é muçulmana e 10% cristã, mas nem
todos deste último percentual são católicos.A
pastoral foi implantada por uma necessidade
muito sentida no país. Talvez nossos maiores
problema sejam as barreiras das línguas e darmos
conta do recado.
GOOGLEIMAGES
Acima,mapadeTimor,consideradaamenore
amaisorientaldasilhasdoarquipélagomalaio.
Situa-seacercade550kmaonortedaAustrália
e faz parte do sul da Ásia. A língua portuguesa
éconsideradaoficialnopaís,masaindasefala
Tétum(misturademalaiocommelanésio,com
muitaspalavrasdeorigemportuguesa).Parteda
populaçãofalaoBahasaIndonésio,resultadoda
ocupaçãoindonésiaaté1998.Umanodepois,
passou a ser administrado pela ONU até 20 de
maio2002,quandorecuperouaindependência.
Atéhoje,protestoscontrainteressesestrangeiros
são destaques no país.
QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL
Ano2N5
Vinculada a CNBB,a Pastoral trabalha com
pessoas abaixo da linha da pobreza, con-
siderados miseráveis. Se a igreja proíbe o
uso da camisinha,como prevenir o controle
desenfreado da natalidade?
Bem, trabalhamos a consciência do casal, e claro,
somos totalmente contra o aborto. Em palestras,
ensinamos o que é o planejamento familiar,e que o
casal deve decidir o que é melhor para eles.Onde
está a Pastoral, o numero de filhos menores de
seis anos é menor do que a media nacional, um
resultado de palestras sobre a reestruturação da
família. Uma espécie de educação familiar, que é
muito importante para o país.
Como sensibilizar a alta sociedade a parti-
cipar da desconcentração de renda?
A Pastoral é uma entidade que une aproximada-
mente 250mil voluntários no Brasil de todas as
classes sociais.Não queremos exclusão da partici-
pação da alta sociedade.Queremos a inclusão seja
de quem for para o desenvolvimento do país,mas
desde que essa pessoa esteja disposta – ela ou sua
entidade - a ajudar as Pastorais locais.
A participação das empresas é importante
nesta hora?
Sim! Importante porque o governo não dá conta
de tudo sozinho.São deveres do governo,empre-
sas privadas, sociedade e famílias que crianças e
adolescentes tenham progresso na vida.Um culpar
o outro somente não adianta em nada. O povo
tem como cobrar e conduzir o congresso para
conseguir melhores resultados. Já as empresas
devem contribuir e exercer a responsabilidade
social.Temos empresas como HSBC,Gol,Criança
Esperança,Novartis,Gerdau,FGEB dentre outras
que nos ajudam muito.Todas as empresas devem
ajudar a sociedade, afinal é nela que está sua
mão-de-obra.
E qual é sua opinião sobre as diversas ONGs
do país?
Todas as entidades, quando se formam, devem ter
objetivos BEM definidos. Se não tiverem, morrem
e causam má impressão. Quando ela nasce, deve
antes se fazer estas perguntas:“Faço o quê? E para
quem?” é o fundamental. Para divulgar o que faz,
são necessários também números indicadores,
apresentar sistemas de capacitação,materiais edu-
cativos, o que gera ônus.Todas as ONGs nascem
de boa vontade, mas facilmente desanda por falta
de reestruturação e planejamento. Isso muda a
reputação de quem deseja ajudar. Por isso, indico
sempre o uso de números, para manter a credibi-
lidade da instituição.
Dentre tantas ONGs existentes que defen-
dem diversas causas,porque a senhora optou
pela Criança?
Eu sempre gostei muito delas.EmTimor,no campo
dos refugiados, uma menina abriu os braços para
mim e não quis sair mais do meu colo. Tive de
dar a palestra o tempo inteiro com ela! Apesar
da guerra, ainda não perdeu a esperança de que
existe o carinho.(...)As crianças são os seres mais
completos que Deus poderia criar na Natureza.
São transparentes, falam o que pensam na hora,
sem julgar nada.Não distinguem as sujas das limpas,
ricas das pobres...Brincam uma com as outras sem
preconceito,até porque não conhecem o que é isso
- a não ser que os adultos influenciem. Mas, para
ela crescer bem e ser uma boa pessoa, deve ter
atenção já dentro da barriga da mãe,que deve fazer
um bom pré-natal e um bom parto – o que ajuda a
criança a ser mais pacífica.O aleitamento materno
faz com que ela seja mais resolvida emocionalmente
e, depois, com a educação infantil obtida em casa
com carinho pelos pais e familiares, é o suficiente
para que ela cresça feliz, e espiritualmente até. Es-
tes fatores com certeza formarão novas gerações
capazes de sanar doenças e a violência, e com
certeza, se prepararem com serenidade para um
futuro desconhecido. E é este o foco da Pastoral
da Criança: atenção começa com ela já dentro do
ventre materno.
“As crianças são
os seres mais
completos que
Deus poderia criar
na Natureza. São
transparentes, fa-
lam o que pensam
na hora, sem julgar
nada. Não distin-
guem as sujas das
limpas, ricas das
pobres... Brincam
uma com as ou-
tras sem precon-
ceito, até porque
não conhecem o
que é isso - a não
ser que os adultos
influenciem.”
Zilda Arns
10
QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL
Ano 2 N5
Este é um ano eleitoral.Que recado a senhora manda
aos futuros eleitos?
Bem, a Pastoral enviou cartas à todos presidenciáveis para
assumirem compromissos,também aos deputados federais e
estaduais.Prioridades como investimentos na saúde materno
-infantil, desenvolvimento de talentos para música, esportes
e artes na escola em tempo integral,promover a desconcen-
tração de renda, atenção com os idosos e principalmente o
combate à corrupção e que não se deixem corromper.
É interessante a proposta. Mas existe alguma outra
dica para ajuda-los?
Para que o país se desenvolva,é preciso começar o trabalho
de baixo para cima, organizando as comunidades pobres e
fortalecendo as famílias, pois ela é a base da sociedade. A
Pastoral faz sucesso no mundo porque organiza as famílias,
promove lideres comunitários - e eles incentivam o saber
e a solidariedade, o pobre ensinando o pobre. Multiplicar o
saber e a solidariedade são palavras-chaves. Nada promove
mais a inclusão social do que o conhecimento, afinal toda
comunidade é um reflexo do que acontece com as crianças.
Se elas estão mal, a comunidade também está. Para mudar
isso, somente o trabalho e incentivo voluntário. O povo
brasileiro só vai melhorar se somar esforços, sociedade e
governo juntos.
E qual foi a resposta deles?
Muitos se mostraram interessados, estou pensando em
agendar essas assinaturas em público em Brasília. Se todos
assinarem, pode ter a certeza que vamos cobrar depois.
SERVIÇO
Pastoral da Criança
Rua Jacarezinho 1691 - Mercês. CEP: 80810-900 - Curitiba - Paraná - Brasil
Telefone: ++55 (41) 2105-0250 / Fax: +55 (41) 2105-0201 e 2105-0299
*dados aproximados. Fonte: Relatório de Metas e Coberturas,
Cobertura Brasil (Regiões/Estados, 4º trimestre de 2005, Folhas de Acompanhamento digitadas até
17/04/2006. Disponível em http://www.pastoraldacrianca.org.br/pastcri-dev/)
PRINCIPAIS AÇÕES DESENVOLVIDAS
PELAs equipes de capacitação
- Apoio às gestantes com orientação e
supervisão nutricional
- Incentivo ao aleitamento materno;
-Vigilância nutricional com controle mensal do
peso e crescimento da criança;
- Criação de alternativas alimentares por meio
do aproveitamento de alimentos;
- Prevenção de doenças como a diarréia e
doenças respiratórias;
-Vacinação de rotina de crianças e gestantes;
- Educação essencial com orientação da
importância das famílias no papel no
desenvolvimento das crianças e sociedade;
- Prevenção de acidentes domésticos;
- Controle de natalidade pelo método natural
(controle do ato sexual no período fértil da
mulher).
QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL
Ano2N5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8 Jeito Para Mudar O Mundo
8 Jeito Para Mudar O Mundo8 Jeito Para Mudar O Mundo
8 Jeito Para Mudar O Mundo
Eliete França
 
Metas do Milênio
Metas do MilênioMetas do Milênio
Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014
Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014
Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014
ObsDrFurb
 
Projecto ines costa 9 a
Projecto  ines costa 9 aProjecto  ines costa 9 a
Projecto ines costa 9 a
Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes
 
Slides 2º ano idh e objetivos do milênio
Slides 2º ano idh e objetivos do milênioSlides 2º ano idh e objetivos do milênio
Slides 2º ano idh e objetivos do milênio
Oberlania Alves
 
Missões Estatísticas Globais 2011
Missões Estatísticas Globais 2011Missões Estatísticas Globais 2011
Missões Estatísticas Globais 2011
GILSON DE MOURA
 
O futuro de 7 mil milhões
O futuro de 7 mil milhõesO futuro de 7 mil milhões
O futuro de 7 mil milhões
Maria de Sousa
 
Domingos simões pereira “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...
Domingos simões pereira  “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...Domingos simões pereira  “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...
Domingos simões pereira “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...
Novas da Guiné Bissau
 
Missões Estatísticas Globais 2012
Missões Estatísticas Globais 2012Missões Estatísticas Globais 2012
Missões Estatísticas Globais 2012
GILSON DE MOURA
 
Os objetivos do milênio da ONU
Os objetivos do milênio da ONUOs objetivos do milênio da ONU
Os objetivos do milênio da ONU
paulotmo
 
Objetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fomeObjetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fome
Gerson Valle
 
Brasil carinhoso
Brasil carinhosoBrasil carinhoso
Brasil carinhoso
Alyce Levino
 
2015 revista qs pornografia
2015 revista qs   pornografia2015 revista qs   pornografia
2015 revista qs pornografia
Luciano Siqueira
 
Onu
OnuOnu
8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo
Marisa Seara
 

Mais procurados (15)

8 Jeito Para Mudar O Mundo
8 Jeito Para Mudar O Mundo8 Jeito Para Mudar O Mundo
8 Jeito Para Mudar O Mundo
 
Metas do Milênio
Metas do MilênioMetas do Milênio
Metas do Milênio
 
Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014
Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014
Informativo Nós Podemos Santa Catarina - 2014
 
Projecto ines costa 9 a
Projecto  ines costa 9 aProjecto  ines costa 9 a
Projecto ines costa 9 a
 
Slides 2º ano idh e objetivos do milênio
Slides 2º ano idh e objetivos do milênioSlides 2º ano idh e objetivos do milênio
Slides 2º ano idh e objetivos do milênio
 
Missões Estatísticas Globais 2011
Missões Estatísticas Globais 2011Missões Estatísticas Globais 2011
Missões Estatísticas Globais 2011
 
O futuro de 7 mil milhões
O futuro de 7 mil milhõesO futuro de 7 mil milhões
O futuro de 7 mil milhões
 
Domingos simões pereira “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...
Domingos simões pereira  “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...Domingos simões pereira  “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...
Domingos simões pereira “urgente repor ordem na guiné bissau” ex-secretário-...
 
Missões Estatísticas Globais 2012
Missões Estatísticas Globais 2012Missões Estatísticas Globais 2012
Missões Estatísticas Globais 2012
 
Os objetivos do milênio da ONU
Os objetivos do milênio da ONUOs objetivos do milênio da ONU
Os objetivos do milênio da ONU
 
Objetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fomeObjetivos para erradicar a fome
Objetivos para erradicar a fome
 
Brasil carinhoso
Brasil carinhosoBrasil carinhoso
Brasil carinhoso
 
2015 revista qs pornografia
2015 revista qs   pornografia2015 revista qs   pornografia
2015 revista qs pornografia
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo
 

Destaque

Bcs april 2013
Bcs april 2013Bcs april 2013
Bcs april 2013
BCSLeicester
 
RD 2015 - Cervejas de Inverno
RD 2015 - Cervejas de InvernoRD 2015 - Cervejas de Inverno
RD 2015 - Cervejas de Inverno
Adri Baldini
 
Curriculum Vitae in English
Curriculum Vitae in EnglishCurriculum Vitae in English
Curriculum Vitae in English
Ruben Martins Pereira
 
RQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - Especial
RQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - EspecialRQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - Especial
RQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - Especial
Adri Baldini
 
Bodyshot Performance Case Studies - Jo Rooney
Bodyshot Performance Case Studies - Jo RooneyBodyshot Performance Case Studies - Jo Rooney
Bodyshot Performance Case Studies - Jo Rooney
Leanne Spencer
 
7 mistakes people make when selecting a personal trainer
7 mistakes people make when selecting a personal trainer 7 mistakes people make when selecting a personal trainer
7 mistakes people make when selecting a personal trainer
Leanne Spencer
 
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - EspecialRQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo Caminho
RQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo CaminhoRQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo Caminho
RQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo Caminho
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das Peças
RQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das PeçasRQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das Peças
RQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das Peças
Adri Baldini
 
Practica 4
Practica 4Practica 4
Practica 4
Alexis Ante
 

Destaque (10)

Bcs april 2013
Bcs april 2013Bcs april 2013
Bcs april 2013
 
RD 2015 - Cervejas de Inverno
RD 2015 - Cervejas de InvernoRD 2015 - Cervejas de Inverno
RD 2015 - Cervejas de Inverno
 
Curriculum Vitae in English
Curriculum Vitae in EnglishCurriculum Vitae in English
Curriculum Vitae in English
 
RQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - Especial
RQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - EspecialRQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - Especial
RQS 2006 - Você Sabe O Que É Reciclável - Especial
 
Bodyshot Performance Case Studies - Jo Rooney
Bodyshot Performance Case Studies - Jo RooneyBodyshot Performance Case Studies - Jo Rooney
Bodyshot Performance Case Studies - Jo Rooney
 
7 mistakes people make when selecting a personal trainer
7 mistakes people make when selecting a personal trainer 7 mistakes people make when selecting a personal trainer
7 mistakes people make when selecting a personal trainer
 
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - EspecialRQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
 
RQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo Caminho
RQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo CaminhoRQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo Caminho
RQS 2006 - Sistema Carcerário - Um Novo Caminho
 
RQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das Peças
RQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das PeçasRQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das Peças
RQS 2006 - Gincana Ecológica na Isolada Ilha das Peças
 
Practica 4
Practica 4Practica 4
Practica 4
 

Semelhante a RQS 2006 - Entrevista com Zilda Arns

Relações de Poder
Relações de PoderRelações de Poder
Relações de Poder
IN2
 
Arq 818 guia_direitos_gestante-bebe
Arq 818 guia_direitos_gestante-bebeArq 818 guia_direitos_gestante-bebe
Arq 818 guia_direitos_gestante-bebe
deborawilbert
 
Jovens
JovensJovens
Guia Gestante Bebê
Guia Gestante BebêGuia Gestante Bebê
Guia Gestante Bebê
ivone guedes borges
 
Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...
Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...
Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...
FCVSA
 
Semana do bebê como fazer
Semana do bebê   como fazerSemana do bebê   como fazer
Semana do bebê como fazer
Onésimo Remígio
 
Projeto design de estande
Projeto design de estandeProjeto design de estande
Projeto design de estande
karennalima
 
Br guiagestantebebe
Br guiagestantebebeBr guiagestantebebe
Br guiagestantebebe
gabrielcaetano2016
 
Revista quebrando silencio 2019
Revista quebrando silencio 2019 Revista quebrando silencio 2019
Revista quebrando silencio 2019
Rogerio Sena
 
Gravidez na Adolescência
Gravidez na AdolescênciaGravidez na Adolescência
Gravidez na Adolescência
Michele Pó
 
Cartilha+mídia unicef
Cartilha+mídia unicefCartilha+mídia unicef
Cartilha+mídia unicef
Onésimo Remígio
 
Famílias
FamíliasFamílias
Revista Boa Vontade - Edição 241
Revista Boa Vontade - Edição 241Revista Boa Vontade - Edição 241
Revista Boa Vontade - Edição 241
Boa Vontade
 
Boa Vontade Mulher, edição 2016
Boa Vontade Mulher, edição 2016Boa Vontade Mulher, edição 2016
Boa Vontade Mulher, edição 2016
Boa Vontade
 
Comunicação - Aldeias
Comunicação - AldeiasComunicação - Aldeias
Comunicação - Aldeias
dinizpatricia
 
.
..
Solidariedade
Solidariedade Solidariedade
Solidariedade
Espaço Emrc
 
Gravidez e Maternidade Adolescente
Gravidez e Maternidade AdolescenteGravidez e Maternidade Adolescente
Gravidez e Maternidade Adolescente
Valéria Teixeira
 
Mateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveresMateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveres
Daniel Fantin
 
Mateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveresMateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveres
eduemateus
 

Semelhante a RQS 2006 - Entrevista com Zilda Arns (20)

Relações de Poder
Relações de PoderRelações de Poder
Relações de Poder
 
Arq 818 guia_direitos_gestante-bebe
Arq 818 guia_direitos_gestante-bebeArq 818 guia_direitos_gestante-bebe
Arq 818 guia_direitos_gestante-bebe
 
Jovens
JovensJovens
Jovens
 
Guia Gestante Bebê
Guia Gestante BebêGuia Gestante Bebê
Guia Gestante Bebê
 
Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...
Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...
Associação projeto paz e união vislumbrando o exercício da cidadania em cidad...
 
Semana do bebê como fazer
Semana do bebê   como fazerSemana do bebê   como fazer
Semana do bebê como fazer
 
Projeto design de estande
Projeto design de estandeProjeto design de estande
Projeto design de estande
 
Br guiagestantebebe
Br guiagestantebebeBr guiagestantebebe
Br guiagestantebebe
 
Revista quebrando silencio 2019
Revista quebrando silencio 2019 Revista quebrando silencio 2019
Revista quebrando silencio 2019
 
Gravidez na Adolescência
Gravidez na AdolescênciaGravidez na Adolescência
Gravidez na Adolescência
 
Cartilha+mídia unicef
Cartilha+mídia unicefCartilha+mídia unicef
Cartilha+mídia unicef
 
Famílias
FamíliasFamílias
Famílias
 
Revista Boa Vontade - Edição 241
Revista Boa Vontade - Edição 241Revista Boa Vontade - Edição 241
Revista Boa Vontade - Edição 241
 
Boa Vontade Mulher, edição 2016
Boa Vontade Mulher, edição 2016Boa Vontade Mulher, edição 2016
Boa Vontade Mulher, edição 2016
 
Comunicação - Aldeias
Comunicação - AldeiasComunicação - Aldeias
Comunicação - Aldeias
 
.
..
.
 
Solidariedade
Solidariedade Solidariedade
Solidariedade
 
Gravidez e Maternidade Adolescente
Gravidez e Maternidade AdolescenteGravidez e Maternidade Adolescente
Gravidez e Maternidade Adolescente
 
Mateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveresMateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveres
 
Mateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveresMateus e fantin direitos e deveres
Mateus e fantin direitos e deveres
 

Mais de Adri Baldini

RD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 Anos
RD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 AnosRD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 Anos
RD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 Anos
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Expressões Urbanas - Especial
RQS 2006 - Expressões Urbanas - EspecialRQS 2006 - Expressões Urbanas - Especial
RQS 2006 - Expressões Urbanas - Especial
Adri Baldini
 
RD 2014 - Receitas Alemãs na Versão Brasileira
RD 2014 - Receitas Alemãs na Versão BrasileiraRD 2014 - Receitas Alemãs na Versão Brasileira
RD 2014 - Receitas Alemãs na Versão Brasileira
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo CheidaRQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
Adri Baldini
 
RD 2015 - Cervejas Curitibanas em Ascensão
RD 2015 - Cervejas Curitibanas em AscensãoRD 2015 - Cervejas Curitibanas em Ascensão
RD 2015 - Cervejas Curitibanas em Ascensão
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite SchneiderRQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
Adri Baldini
 

Mais de Adri Baldini (6)

RD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 Anos
RD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 AnosRD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 Anos
RD 2015 - Mestre Cervejeiro há 40 Anos
 
RQS 2006 - Expressões Urbanas - Especial
RQS 2006 - Expressões Urbanas - EspecialRQS 2006 - Expressões Urbanas - Especial
RQS 2006 - Expressões Urbanas - Especial
 
RD 2014 - Receitas Alemãs na Versão Brasileira
RD 2014 - Receitas Alemãs na Versão BrasileiraRD 2014 - Receitas Alemãs na Versão Brasileira
RD 2014 - Receitas Alemãs na Versão Brasileira
 
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo CheidaRQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
RQS 2006 - Entrevista com Luiz Eduardo Cheida
 
RD 2015 - Cervejas Curitibanas em Ascensão
RD 2015 - Cervejas Curitibanas em AscensãoRD 2015 - Cervejas Curitibanas em Ascensão
RD 2015 - Cervejas Curitibanas em Ascensão
 
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite SchneiderRQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
 

RQS 2006 - Entrevista com Zilda Arns

  • 1. BATE-PAPO este deveria ser o sobrenome dela SOLIDARIEDADE A pediatra e sanitarista Zilda Arns Neumann foi a criadora da metodologia de trabalho da Pastoral da Criança,organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB),que ela fundou e coordena, considerado até hoje um projeto inédito no mundo. Com 23 anos de existência,a Pas- toral recebeu diversas premiações,dentre as mais importantes o da Unesco, nas ca- tegorias Direitos Humanos e Cultura de Paz, e quatro indicações ao prêmio Nobel da Paz. Hoje, com 72 anos, Dra. Zilda acu- mulou um total de 128 prêmios,sendo 44 deles como Cidadã Honorária. A Pastoral é hoje uma rede de assistência e atendimento básico nas áre- as de saúde pública, nutrição e educação que envolve aproximadamente mais de 96mil gestantes, dois bilhões de crianças pobres menores de seis anos de idade em 1,5 milhões de famílias, inseridas em 50mil comunidades em aproximadamente 70% de todos os municípios do país. Com 270mil voluntários em nível comunitário, atuam em bolsões de miséria da área rural e urbana, detectando as principais causas da mortalidade infantil:diarréias,pneumo- nias e nascimentos abaixo do peso - todos prevenidos com soro caseiro, aleitamento materno (que diminui em até quatro vezes a incidência de pneumonia e bron- quites) e melhor nutrição das gestantes. Além destas ações de prevenção, outras atuações como palestras, capacitação de pessoas e a melhora da auto-estima, é que contribuem para o aumento desta grande rede, que não pretende parar de se expandir. Em entrevista para a revista Qualitá Socioambiental, ela conta como foi sua emocionante experiência noTimor Leste, país que recentemente cessou uma guerra, juntamente com as intenções que espera dos políticos que serão eleitos pelo ENTREVISTA/ fotos de Adriane BALDINI 08 QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL Ano2N5
  • 2. No mês de agosto,a senhora esteve noTi- mor Leste.Como está a evolução do país? Bem,estive pela primeira vez noTimor Leste em janeiro 2002, fui convidada pelo FHC para fazer uma visita junto com a comitiva presidencial. O país estava em guerra com a Indonésia nos ultimos 25 anos, e constatei que a metade da população havia morrido nesta primeira visita rápida.Lá,tive a oportunidade de falar em público por 20 minutos, para professores e membros da comunidade local, o que é a Pastoral. Muitos deles acharam importante, pois havia acabado a guerra,mas a violência ainda não.No mesmo ano, meses depois, mandamos uma comitiva de três pessoas para começarem a organizar a comuni- dade e capacitar líderes.Voltei para lá neste ano a convite do Ministério das Relações Exteriores, e,encontrei cerca de oito mil crianças que estão comprometidas com a Pastoral. Mesmo com um grande número de crianças, ainda é muito difícil divulga-la, pois ainda existe um grande número de refugiados, crianças completamente desnutridas. Comida e água vindas de fora não faltam,a ONU tem trabalhado bem nestas horas. Muitas ONGs também têm ajudado, além da Igreja. Por mais que não admitam, o lugar ainda está em estado de alerta; há muito medo entre os assentados. Muitos helicópteros, soldados e alguns rebeldes que matam pessoas e incendeiam casas,incomodam a população que quer paz.Em uma noite, saímos para comer com brasileiros que lá moravam e começaram a atirar pedras no nosso carro. Claro que fugimos, e na volta da viagem, no avião, comentei este fato a uma procuradora deTimor que trabalha naAustrália. Ela disse que estes grupos estão sendo pagos por países vizinhos para aterrorizar a população, devido interesse deles no petróleo. O que vai ser do futuro político ainda é uma incógnita.Mas fora isso,a Pastoral está indo muito bem,e já até possuí uma coordenadora nacional que tem o apoio do governo de lá e da UNICEF. E em quais outros países a Pastoral está? Bem implantados estão no Paraguai e Colômbia. Há também a Pastoral nas Filipinas,Moçambique, Bolívia,Venezuela,Honduras,Guatemala,México, República Dominicana entre outros. Há problemas de aceitação quando o país não é católico? Não.Quando eu fui visitar Guiné-Bissau,90% da população é muçulmana e 10% cristã, mas nem todos deste último percentual são católicos.A pastoral foi implantada por uma necessidade muito sentida no país. Talvez nossos maiores problema sejam as barreiras das línguas e darmos conta do recado. GOOGLEIMAGES Acima,mapadeTimor,consideradaamenore amaisorientaldasilhasdoarquipélagomalaio. Situa-seacercade550kmaonortedaAustrália e faz parte do sul da Ásia. A língua portuguesa éconsideradaoficialnopaís,masaindasefala Tétum(misturademalaiocommelanésio,com muitaspalavrasdeorigemportuguesa).Parteda populaçãofalaoBahasaIndonésio,resultadoda ocupaçãoindonésiaaté1998.Umanodepois, passou a ser administrado pela ONU até 20 de maio2002,quandorecuperouaindependência. Atéhoje,protestoscontrainteressesestrangeiros são destaques no país. QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL Ano2N5
  • 3. Vinculada a CNBB,a Pastoral trabalha com pessoas abaixo da linha da pobreza, con- siderados miseráveis. Se a igreja proíbe o uso da camisinha,como prevenir o controle desenfreado da natalidade? Bem, trabalhamos a consciência do casal, e claro, somos totalmente contra o aborto. Em palestras, ensinamos o que é o planejamento familiar,e que o casal deve decidir o que é melhor para eles.Onde está a Pastoral, o numero de filhos menores de seis anos é menor do que a media nacional, um resultado de palestras sobre a reestruturação da família. Uma espécie de educação familiar, que é muito importante para o país. Como sensibilizar a alta sociedade a parti- cipar da desconcentração de renda? A Pastoral é uma entidade que une aproximada- mente 250mil voluntários no Brasil de todas as classes sociais.Não queremos exclusão da partici- pação da alta sociedade.Queremos a inclusão seja de quem for para o desenvolvimento do país,mas desde que essa pessoa esteja disposta – ela ou sua entidade - a ajudar as Pastorais locais. A participação das empresas é importante nesta hora? Sim! Importante porque o governo não dá conta de tudo sozinho.São deveres do governo,empre- sas privadas, sociedade e famílias que crianças e adolescentes tenham progresso na vida.Um culpar o outro somente não adianta em nada. O povo tem como cobrar e conduzir o congresso para conseguir melhores resultados. Já as empresas devem contribuir e exercer a responsabilidade social.Temos empresas como HSBC,Gol,Criança Esperança,Novartis,Gerdau,FGEB dentre outras que nos ajudam muito.Todas as empresas devem ajudar a sociedade, afinal é nela que está sua mão-de-obra. E qual é sua opinião sobre as diversas ONGs do país? Todas as entidades, quando se formam, devem ter objetivos BEM definidos. Se não tiverem, morrem e causam má impressão. Quando ela nasce, deve antes se fazer estas perguntas:“Faço o quê? E para quem?” é o fundamental. Para divulgar o que faz, são necessários também números indicadores, apresentar sistemas de capacitação,materiais edu- cativos, o que gera ônus.Todas as ONGs nascem de boa vontade, mas facilmente desanda por falta de reestruturação e planejamento. Isso muda a reputação de quem deseja ajudar. Por isso, indico sempre o uso de números, para manter a credibi- lidade da instituição. Dentre tantas ONGs existentes que defen- dem diversas causas,porque a senhora optou pela Criança? Eu sempre gostei muito delas.EmTimor,no campo dos refugiados, uma menina abriu os braços para mim e não quis sair mais do meu colo. Tive de dar a palestra o tempo inteiro com ela! Apesar da guerra, ainda não perdeu a esperança de que existe o carinho.(...)As crianças são os seres mais completos que Deus poderia criar na Natureza. São transparentes, falam o que pensam na hora, sem julgar nada.Não distinguem as sujas das limpas, ricas das pobres...Brincam uma com as outras sem preconceito,até porque não conhecem o que é isso - a não ser que os adultos influenciem. Mas, para ela crescer bem e ser uma boa pessoa, deve ter atenção já dentro da barriga da mãe,que deve fazer um bom pré-natal e um bom parto – o que ajuda a criança a ser mais pacífica.O aleitamento materno faz com que ela seja mais resolvida emocionalmente e, depois, com a educação infantil obtida em casa com carinho pelos pais e familiares, é o suficiente para que ela cresça feliz, e espiritualmente até. Es- tes fatores com certeza formarão novas gerações capazes de sanar doenças e a violência, e com certeza, se prepararem com serenidade para um futuro desconhecido. E é este o foco da Pastoral da Criança: atenção começa com ela já dentro do ventre materno. “As crianças são os seres mais completos que Deus poderia criar na Natureza. São transparentes, fa- lam o que pensam na hora, sem julgar nada. Não distin- guem as sujas das limpas, ricas das pobres... Brincam uma com as ou- tras sem precon- ceito, até porque não conhecem o que é isso - a não ser que os adultos influenciem.” Zilda Arns 10 QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL Ano 2 N5
  • 4. Este é um ano eleitoral.Que recado a senhora manda aos futuros eleitos? Bem, a Pastoral enviou cartas à todos presidenciáveis para assumirem compromissos,também aos deputados federais e estaduais.Prioridades como investimentos na saúde materno -infantil, desenvolvimento de talentos para música, esportes e artes na escola em tempo integral,promover a desconcen- tração de renda, atenção com os idosos e principalmente o combate à corrupção e que não se deixem corromper. É interessante a proposta. Mas existe alguma outra dica para ajuda-los? Para que o país se desenvolva,é preciso começar o trabalho de baixo para cima, organizando as comunidades pobres e fortalecendo as famílias, pois ela é a base da sociedade. A Pastoral faz sucesso no mundo porque organiza as famílias, promove lideres comunitários - e eles incentivam o saber e a solidariedade, o pobre ensinando o pobre. Multiplicar o saber e a solidariedade são palavras-chaves. Nada promove mais a inclusão social do que o conhecimento, afinal toda comunidade é um reflexo do que acontece com as crianças. Se elas estão mal, a comunidade também está. Para mudar isso, somente o trabalho e incentivo voluntário. O povo brasileiro só vai melhorar se somar esforços, sociedade e governo juntos. E qual foi a resposta deles? Muitos se mostraram interessados, estou pensando em agendar essas assinaturas em público em Brasília. Se todos assinarem, pode ter a certeza que vamos cobrar depois. SERVIÇO Pastoral da Criança Rua Jacarezinho 1691 - Mercês. CEP: 80810-900 - Curitiba - Paraná - Brasil Telefone: ++55 (41) 2105-0250 / Fax: +55 (41) 2105-0201 e 2105-0299 *dados aproximados. Fonte: Relatório de Metas e Coberturas, Cobertura Brasil (Regiões/Estados, 4º trimestre de 2005, Folhas de Acompanhamento digitadas até 17/04/2006. Disponível em http://www.pastoraldacrianca.org.br/pastcri-dev/) PRINCIPAIS AÇÕES DESENVOLVIDAS PELAs equipes de capacitação - Apoio às gestantes com orientação e supervisão nutricional - Incentivo ao aleitamento materno; -Vigilância nutricional com controle mensal do peso e crescimento da criança; - Criação de alternativas alimentares por meio do aproveitamento de alimentos; - Prevenção de doenças como a diarréia e doenças respiratórias; -Vacinação de rotina de crianças e gestantes; - Educação essencial com orientação da importância das famílias no papel no desenvolvimento das crianças e sociedade; - Prevenção de acidentes domésticos; - Controle de natalidade pelo método natural (controle do ato sexual no período fértil da mulher). QUALITÁ SOCIOAMBIENTAL Ano2N5