SlideShare uma empresa Scribd logo
1
2
Sistema
de
Padronização
Procedimento Operacional Padrão
Formadora: Adriana Guimas
Formadora: Simone Helen Drumond Ischkanian
Escola
Municipal
Presidente
Tancredo
Neves
Professora (s): Claudionora Torres da Silva
Número:
01/2018
PNAIC
Localizador:
2º período
Ano 2018
Revisão:
PNAIC
2018
Folha:
11
Título: O FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO
LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO,
JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS.
Aprovado por: PNAIC – SEMED
Simone Helen Drumond Ischkanian Data: Agosto 2018
INTRODUÇÃO: Conhecer as obras de Monteiro Lobato é uma aventura no
mundo da imaginação, uma vez que Monteiro Lobato significa literatura de
qualidade e não ler sua obra significa abrir mão de livros que representam
nossa própria identidade cultural. Trabalhar Monteiro Lobato, na Escola
Municipal Presidente Tancredo é vivenciar um mundo rico em cultura, em
um mundo mágico de personagens que encantam as nossas crianças, uma
vez que o projeto formato POP, permitiu que elas pudessem criar, recriar,
modificar, contar, recontar, ouvir, dramatizar e produzir histórias. As
atividades desenvolvidas, na Escola Municipal Presidente Tancredo Neves
propõem ampliar as oportunidades culturais na comunidade, através do
acesso às obras literárias. Com a proposta do PNAIC de trabalhar “Um novo
olhar a concepção de criança na Educação Infantil de Manaus norteada pela
BNCC: linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e
brincadeiras”. Nosso foco rumou para a formação de crianças críticas, e
inventivas, uma vez que precisamos superar o modelo de escola que vive de
atividades caracterizadas por repetições e padronizações. Percebemos nas
formações que o PNAIC projeta perspectivas coesas para o desenvolvendo
das crianças, onde a curiosidade, a solidariedade e a afetividade se fazem
presentes nas propostas de trabalho. O projeto “O Folclore nas obras de
Monteiro Lobato: Linguagens, Interações, Letramento, Jogos, Brinquedos e
Brincadeiras”. É uma oportunidade para possibilitar uma visão mais
abrangente do mundo em que a criança vive, para constituir crianças que
experimentam as infinitas capacidades de criar, imaginar e transformar a
realidade em que estão inseridos, vivendo situações em que assumam o
papel de leitores, através das linguagens, interações, letramento, jogos,
brinquedos e brincadeiras.
3
OBJETIVO:
 Oportunizar momentos de estímulo ao letramento, a partir do trabalho
com as histórias de Monteiro Lobato.
 Promover atividades lúdicas, a partir das interações e brincadeiras,
voltadas à narração de histórias, dramatização, letramento e escrita
espontânea, possam promover situações relacionadas às linguagens,
interações, letramento, jogos, brinquedos e brincadeiras.
 Instigar a curiosidade das crianças e abrir espaço permanente para suas
colocações.
 Proporcionar a integração entre as crianças na busca e na socialização
dos conhecimentos voltados a educação integral.
 Estimular o interesse pela pesquisa envolvendo os espaços, tempos,
quantidades, relações e transformações.
 Estimular a participação das crianças no projeto, por meio das atividades
lúdicas e do letramento do “Viajando no mundo da leitura com a turma do
Sítio do Pica-Pau Amarelo”.
 Levar a Literatura de Monteiro Lobato ao conhecimento das crianças,
demonstrando a importância das linguagens, interações, letramento, jogos,
brinquedos e brincadeiras. ajudando-as a perceber o quanto podem aprender
de forma prazerosa.
O certo em literatura é escrever com o mínimo possível de literatura. (…) a mim
me salvaram as crianças. De tanto escrever para elas, simplifiquei-me.”
(Monteiro Lobato).
ITEM DE CONTROLE - Direitos de aprendizagem e desenvolvimento na
Educação Infantil, relacionados ao projeto “O Folclore nas obras de
Monteiro Lobato: Linguagens, Interações, Letramento, Jogos, Brinquedos e
Brincadeiras”, e sua importância na cultura das crianças da Escola
Municipal Presidente Tancredo Neves.
4
Conviver com outras crianças e adultos, em pequenos e grandes grupos,
utilizando diferentes linguagens, ampliando o conhecimento de si e do
outro, o respeito em relação à cultura e às diferenças entre as pessoas, por
meio das histórias de Monteiro Lobato.
Brincar de diversas formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes
parceiros (crianças e adultos), de forma a ampliar e diversificar suas
possibilidades de acesso a produções culturais. A participação e as
transformações introduzidas pelas crianças nas brincadeiras devem ser
valorizadas, tendo em vista o estímulo ao desenvolvimento de seus
conhecimentos, sua imaginação, criatividade, experiências emocionais,
corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais.
Participar ativamente, com adultos e outras crianças, tanto do planejamento
da gestão da escola e das atividades propostas pelo educador quanto da
realização das atividades da vida cotidiana, tais como a escolha das
brincadeiras, dos materiais e dos ambientes, desenvolvendo diferentes
linguagens e elaborando conhecimentos, decidindo e se posicionando, por
meio das histórias de Monteiro Lobato.
Explorar movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras,
emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos, elementos da
natureza, na escola e fora dela, ampliando seus saberes sobre a cultura, em
suas diversas modalidades: as artes, a escrita, a ciência e a tecnologia.
Expressar, como sujeito dialógico, criativo e sensível, suas necessidades,
emoções, sentimentos, dúvidas, hipóteses, descobertas, opiniões,
questionamentos, por meio de diferentes linguagens, por meio das histórias
de Monteiro Lobato.
Conhecer-se e construir sua identidade pessoal, social e cultural,
constituindo uma imagem positiva de si e de seus grupos de pertencimento,
nas diversas experiências de cuidados, interações, brincadeiras e linguagens
vivenciadas na instituição escolar e em seu contexto familiar e comunitário.
CAMPO DE APLICAÇÃO:
Crianças do 2º Período da Educação Infantil. Faixa etária de 5 anos e 11 meses.
5
PRINCIPAIS PASSOS:
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: O eu, o outro e o nós.
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO
FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS,
INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E
BRINCADEIRAS.
 Demonstrar empatia pelos outros, percebendo no enredo da historia de
Emília e Saci que as pessoas têm diferentes sentimentos, necessidades e
maneiras de pensar, locomover-se e agir;
 Perceber o próprio corpo, seus limites, habilidades e singularidades, nas
atividades de imitações dos personagens de Monteiro Lobato;
 Reconhecer e valorizar a própria cultura nas histórias de Monteiro Lobato,
por meio do contato com a cultura local e as culturas de outros povos;
 Vivenciar nas histórias de Monteiro Lobato, brincadeiras e jogos de faz de
conta, valorizando a diversidade e a inclusão, contidas nas atividades do
Projeto: Inclusão – Autismo e Educação, disponíveis em:
http://autismosimonehelendrumond.blogspot.com;
 Expressar sentimentos, desejos e necessidades, em diálogos nos enredos
das histórias de Monteiro Lobato;
 Perceber o efeito das próprias ações e empatia, nas atitudes dos
personagens das histórias de Monteiro Lobato;
 Ampliar as relações interpessoais desenvolvendo atitudes de participação
e colaboração em situações de dramatizações, canções e construção de
jogos no decorrer das contações das histórias de Monteiro Lobato;
 Atuar de maneira independente, através do teatro de fantoches dos
personagens das histórias de Monteiro Lobato, expressando capacidades,
reconhecendo assim, suas conquistas e limitações;
 Promover atividades psicomotoras, de passeios imaginários por trechos
contidos nas histórias de Monteiro Lobato, para ampliar as relações
interpessoais, desenvolvendo atitudes de participação e cooperação;
 Manifestar oposição a qualquer forma de discriminação e atitudes
negativas no decorrer das contações de histórias de Monteiro Lobato, onde
seus personagens evidenciam características distintas;
 Promover brincadeiras, individuais e em grupo, através de circuitos
psicomotores que retratem o enredo das histórias de Monteiro Lobato.
6
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Corpo, gestos e movimentos.
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO
FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS,
INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E
BRINCADEIRAS.
 Movimentar-se com autonomia e segurança para buscar objetos
relacionados às histórias de Monteiro Lobato;
 Criar movimentos, gestos, olhares, mímicas e sons com o corpo em
brincadeiras, jogos e atividades artísticas atribuídas às histórias de Monteiro
Lobato;
 Criar em grupos: danças, teatros e músicas relacionadas às histórias de
Monteiro Lobato;
 Demonstrar controle e adequação do uso de seu corpo em momentos de
cuidado, brincadeiras e jogos, escuta e reconto de histórias, atividades
artísticas, entre outras possibilidades relacionadas à temática das histórias
de Monteiro Lobato;
 Atuar de maneira independente, com confiança em suas capacidades,
reconhecendo conquistas e limitações, no decorrer as atividades das
histórias de Monteiro Lobato;
 Demonstrar valorização das características de seu corpo, nas diversas
atividades relacionadas às histórias de Monteiro Lobato das quais participa
e em momentos de cuidado de si e do outro;
 Criar com o corpo formas diversificadas de expressão de sentimentos,
sensações e emoções do cotidiano no decorrer das atividades com as
histórias de Monteiro Lobato;
 Participar de brincadeiras e jogos, buscando por desafios corporais,
controle motor, posicionamento espacial, deslocamentos, adequação dos
gestos e movimentos em atividades que envolvam as histórias de Monteiro
Lobato;
 Criar gestos e movimentos expressivos do corpo como comunicador de
ações de novos conhecimentos, a partir das histórias de Monteiro Lobato;
 Participar de atividades de cuidados com o próprio corpo, higiene,
alimentação e bem estar, relacionados aos personagens das histórias de
Monteiro Lobato.
7
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Traços, sons, cores e formas.
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO
FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS,
INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E
BRINCADEIRAS.
 Expressar o enredo das histórias de Monteiro Lobato, comunicando
através de traços, sons, cores e formas;
 Criar e experimentar diversas linguagens e formas expressivas no enredo
das histórias de Monteiro Lobato;
 Propor vivências artísticas e ampliação de repertório cultural e artístico;
 Brincar de pesquisar perspectivas sonoras pertinentes as histórias de
Monteiro Lobato;
 Vivenciar o repertório musical contido nas histórias de Monteiro Lobato,
variado em gêneros, estilos, épocas e culturas diferentes;
 Reconhecimento de sons e ritmos pertinentes as histórias de Monteiro
Lobato;
 Momento de cantiga, roda e brincadeiras tradicionais que representem os
personagens das histórias de Monteiro Lobato;
 Dançar movimentos e gestos expressivos que representem os personagens
das histórias de Monteiro Lobato;
 Utilizar sons produzidos por materiais, objetos e instrumentos musicais
durante as brincadeiras de faz de conta;
 Utilizar encenações e criações musicais referentes as histórias de Monteiro
Lobato;
 Expressar-se livremente por meio de desenho, pintura, colagem dobradura
e escultura, criando produções bidimensionais e tridimensionais;
 Reconhecer as qualidades do som (intensidade, duração, altura e timbre),
utilizando instrumentos musicais de materiais recicláveis;
 Criar bidimensional e tridimensional (desenhos, pinturas, modelagens,
construções com materiais recicláveis e colagens);
 Explorar materiais de largo alcance, não convencionais e sucatas de
diferentes formas e cores;
 Promover brincadeiras com autonomia na criação de enredos, cenários e
papeis;
 Vivenciar em espaços naturais e modificados brincadeiras que ampliem o
faz de conta, por meio das histórias de Monteiro Lobato.
8
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Oralidade e escrita.
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO
FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS,
INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E
BRINCADEIRAS.
 Vivenciar oportunidades para compreender a fala dos adultos e das
crianças;
 Promover brincadeiras cantadas, poemas e canções, criando rimas,
aliterações e ritmos;
 Escolher e folhear livros, pertinentes as obras de Monteiro Lobato,
procurando orientar-se por temas e ilustrações e tentando identificar
palavras conhecidas;
 Recontar as histórias de Monteiro Lobato ouvidas e planejar
coletivamente roteiros de vídeos e de encenações, definindo os contextos, os
personagens e a estrutura;
 Recontar as histórias de Monteiro Lobato, ouvidas para produção de
reconto escrito, tendo o/a professor (a) como escriba;
 Produzir suas próprias histórias orais e escritas (escrita espontânea), em
situações com função social significativa;
 Perceber por meio das brincadeiras, diferentes discursos e usos sociais da
língua (falada e escrita);
 Brincar com as palavras (cantigas, parlendas, quadrinhas);
 Levantar hipóteses sobre gêneros textuais veiculados em portadores
conhecidos, reconhecendo a estratégias de observação gráfica e de leitura;
 Identificar gêneros textuais mais freqüentes, recorrendo a estratégias de
configuração gráfica do portador e do texto e ilustrações nas páginas dos
livros de Monteiro Lobato;
 Promover experiências com momentos de narrativas literárias (contação
de histórias, cantigas, parlendas etc.) e momentos de conversas em grupo
(rodinha de novidades);
 Oportunizar momentos para desenvolver o comportamento leitor;
 Levantar hipóteses em relação à linguagem escrita, realizando registros de
palavras e textos, por meio de escrita espontânea;
 Promover a experimentação gráfica de marcas – desenho/pintura – para
ampliar as narrativas e despertar hipóteses para a escrita;
 Dialogar com as crianças sobre a elaboração de hipóteses e explicações
para situações-problema.
9
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Espaços, tempos, quantidades, relações e
transformações.
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO
FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS,
INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E
BRINCADEIRAS.
 Estabelecer relações de comparação entre objetos, observando suas
propriedades, contidos nas histórias de Monteiro Lobato;
 Observar os padrões, irregularidades e permanências; noções de espaço e
tempo; percepção de transformações, causas e conseqüências nos espaços,
contidos nas histórias de Monteiro Lobato;;
 Explorar as características dos objetos e materiais: odor, sabor,
sonoridade, forma, peso, tamanho, posição, plasticidade, contidos nas
histórias de Monteiro Lobato;.
 Vivenciar e pesquisar as transformações e fenômenos naturais (clima,
tempo, relevo), físicos e químicos, relacionados às histórias de Monteiro
Lobato;
 Observar e descrever mudanças em diferentes materiais, resultantes de
ações sobre eles, em experimentos envolvendo fenômenos naturais e
artificiais;
 Registrar observações, manipulações e medidas, usando múltiplas
linguagens (desenho, registro por números ou escrita espontânea), em
diferentes suportes;
 Promover a experimentação de conceitos relacionados à quantidade, peso,
tamanho, forma e posição;
 Classificar objetos e figuras, de acordo com suas semelhanças e
diferenças, relacionadas aos contextos das histórias de Monteiro Lobato;
 Resolver situações-problema, reformulando questões, levantando
hipóteses, organizando dados, testando possibilidades de solução;
 Promover oportunidades, a partir dos personagens das histórias de
Monteiro Lobato, para criar estratégias para classificar, ordenar, relacionar,
transferir e transvasar;
 Promover momentos de relação direta e experiências com a natureza
(flora e fauna) e seus ciclos de vida, diversidade, relações entre os seres
vivos, os elementos (água, ar, terra e fogo), respeito e conservação,
evidenciados nos livros de Monteiro Lobato.
10
RECURSOS NECESSÁRIOS:
Painel com os personagens de Monteiro Lobato, cartazes, desenhos para
pinturas, giz de cera, tinta guache e lápis de cor, sucatas para confecção dos
jogos, brinquedos e brincadeiras, livros infantis de Monteiro Lobato, TNT,
matérias de colagens e pintura, fantasias, roteiros para dramatização, pen
drive com vídeos das histórias de Monteiro Lobato, CD de música.
CUIDADOS ESPECIAIS:
 Conversa de maneira lúdica sobre o tema: “O Folclore nas obras de
Monteiro Lobato: linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e
brincadeiras”;
 Cumprimentar as crianças com musicas, brincadeiras e novidades
relacionados aos personagens das histórias de Monteiro Lobato;
 Contar histórias de Monteiro Lobato, dramatizando e falando sobra
as suas características;
 Resgatar vivenciar e valorizar as manifestações da cultura popular
regional, contidas nas histórias de Monteiro Lobato;
 Relatar causos contados por pais das crianças, a partir de suas
vivências com as histórias de Monteiro Lobato.
REFERENCIA:
ISCHKANIAN, Simone Helen Drumond. O lúdico, jogos, brinquedos e brincadeiras na
construção do processo de aprendizagem na educação infantil. Disponível em:
https://pt.slideshare.net/SimoneHelenDrumond/o-ldico-jogos-brinquedos-e-brincadeiras-na-
construo-do-processo-de-aprendizagem-na-educao-infantil-simone-helen-drumond.
Acessado em: 02/07/2018.
ISCHKANIAN, Simone Helen Drumond. Conselheiro (13 Atividades) - Projeto
Monteiro Lobato. Disponível em:
http://simonehelendrumond.blogspot.com/2012/04/conselheiro-13-atividades-projeto.html.
Acessado em: 08/07/2018.
MELLO, S. A. Infância e Humanização: algumas considerações da perspectiva
histórico cultural. Perspectiva,Florianópolis, v. 25, n.1, pp.83-104, jan./jun.,2007.
VYGOTSKI, L.S. Aprendizagem e Desenvolvimento na Idade Escolar.In: VYGOTSKY,
L.S.; LEONTIEV, A. N.; LURIA, A. R. (Orgs.).Linguagem, Desenvolvimento e
Aprendizagem.1Ed. São Paulo: Ícone/Edusp. 1988. pp.86-121.
11
Escola Municipal Presidente Tancredo Neves

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Power point slide
Power point  slidePower point  slide
Power point slide
thattygomes
 
Projeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelhoProjeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelho
ladydanasoares
 
Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9
Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9
Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9
SimoneHelenDrumond
 
Rita cristina professor inovador
Rita cristina  professor inovadorRita cristina  professor inovador
Rita cristina professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Ana Kelly Brustolin
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosCaderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
valdirnicioli1
 
Projeto leitura terezinha
Projeto leitura   terezinhaProjeto leitura   terezinha
Projeto leitura terezinha
sylvio
 
Agenda outubro 2010
Agenda outubro 2010Agenda outubro 2010
Agenda outubro 2010
Maria Da Graça Oliveira
 
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De NeveProjeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Escola BN
 
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto  chapeuzinho vermelhoApresentação do conto  chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
eliane
 
Agenda julho 2011
Agenda julho 2011 Agenda julho 2011
Agenda julho 2011
Maria Da Graça Oliveira
 
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
Weruska Dutra
 
Projeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu contoProjeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu conto
Leidi Laura Breguedo
 
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
juniorfuleragem
 
Agenda setembro 2011
Agenda setembro 2011Agenda setembro 2011
Agenda setembro 2011
Maria Da Graça Oliveira
 
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Cirlei Santos
 

Mais procurados (16)

Power point slide
Power point  slidePower point  slide
Power point slide
 
Projeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelhoProjeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelho
 
Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9
Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9
Projeto PNAIC modelo POP SEMED MANAUS Chapeuzinho Vermelho 9.9
 
Rita cristina professor inovador
Rita cristina  professor inovadorRita cristina  professor inovador
Rita cristina professor inovador
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosCaderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
 
Projeto leitura terezinha
Projeto leitura   terezinhaProjeto leitura   terezinha
Projeto leitura terezinha
 
Agenda outubro 2010
Agenda outubro 2010Agenda outubro 2010
Agenda outubro 2010
 
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De NeveProjeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
 
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto  chapeuzinho vermelhoApresentação do conto  chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
 
Agenda julho 2011
Agenda julho 2011 Agenda julho 2011
Agenda julho 2011
 
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
 
Projeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu contoProjeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu conto
 
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
 
Agenda setembro 2011
Agenda setembro 2011Agenda setembro 2011
Agenda setembro 2011
 
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
 

Semelhante a Reduzido 10 escola presidente tancredo nesves 4

Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho
SimoneHelenDrumond
 
Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho
SimoneHelenDrumond
 
10 rita cristina professor inovador
10 rita cristina  professor inovador10 rita cristina  professor inovador
10 rita cristina professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
Contador de Histórias
Contador de HistóriasContador de Histórias
Contador de Histórias
Ainsf Eder Dalberto
 
Silmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobatoSilmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobato
Silmara Robles
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
Ana Kelly Brustolin
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
AnaKelly
 
Artigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanchesArtigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanches
waldilsonBarros1
 
PNAIC - Ano 02 unidade 4
PNAIC - Ano 02   unidade 4PNAIC - Ano 02   unidade 4
PNAIC - Ano 02 unidade 4
ElieneDias
 
5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
Liliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovadorLiliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
Ano 02 unidade 4
Ano 02 unidade 4Ano 02 unidade 4
Projeto o folclore
Projeto o folcloreProjeto o folclore
Projeto o folclore
Francineteproinfo
 
Projeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e AprendizProjeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e Aprendiz
thaededan
 
dia do livro - planejamento.docx
dia do livro - planejamento.docxdia do livro - planejamento.docx
dia do livro - planejamento.docx
martasacramento5
 
PLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.doc
PLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.docPLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.doc
PLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.doc
TarsilaNajara1
 
importancia da leitura e escrita.pptx
importancia da leitura e escrita.pptximportancia da leitura e escrita.pptx
importancia da leitura e escrita.pptx
AdeliceBraga
 
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTILA ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
Rossita Figueira
 
Projetos de Ed . Infantil 1 E2
Projetos de Ed . Infantil 1 E2Projetos de Ed . Infantil 1 E2
Projetos de Ed . Infantil 1 E2
Alinemmoliveira
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
EscolaMunicipalMaria16
 

Semelhante a Reduzido 10 escola presidente tancredo nesves 4 (20)

Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho
 
Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho Projeto pop chapeuzinho vermelho
Projeto pop chapeuzinho vermelho
 
10 rita cristina professor inovador
10 rita cristina  professor inovador10 rita cristina  professor inovador
10 rita cristina professor inovador
 
Contador de Histórias
Contador de HistóriasContador de Histórias
Contador de Histórias
 
Silmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobatoSilmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobato
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 
Artigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanchesArtigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanches
 
PNAIC - Ano 02 unidade 4
PNAIC - Ano 02   unidade 4PNAIC - Ano 02   unidade 4
PNAIC - Ano 02 unidade 4
 
5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador
 
Liliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovadorLiliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovador
 
Ano 02 unidade 4
Ano 02 unidade 4Ano 02 unidade 4
Ano 02 unidade 4
 
Projeto o folclore
Projeto o folcloreProjeto o folclore
Projeto o folclore
 
Projeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e AprendizProjeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e Aprendiz
 
dia do livro - planejamento.docx
dia do livro - planejamento.docxdia do livro - planejamento.docx
dia do livro - planejamento.docx
 
PLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.doc
PLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.docPLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.doc
PLANEJAMENTO OUTUBRO - CRIANÇA FELIZ.doc
 
importancia da leitura e escrita.pptx
importancia da leitura e escrita.pptximportancia da leitura e escrita.pptx
importancia da leitura e escrita.pptx
 
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTILA ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
 
Projetos de Ed . Infantil 1 E2
Projetos de Ed . Infantil 1 E2Projetos de Ed . Infantil 1 E2
Projetos de Ed . Infantil 1 E2
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
 

Mais de SimoneHelenDrumond

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 

Mais de SimoneHelenDrumond (20)

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
 

Último

Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 

Reduzido 10 escola presidente tancredo nesves 4

  • 1. 1
  • 2. 2 Sistema de Padronização Procedimento Operacional Padrão Formadora: Adriana Guimas Formadora: Simone Helen Drumond Ischkanian Escola Municipal Presidente Tancredo Neves Professora (s): Claudionora Torres da Silva Número: 01/2018 PNAIC Localizador: 2º período Ano 2018 Revisão: PNAIC 2018 Folha: 11 Título: O FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS. Aprovado por: PNAIC – SEMED Simone Helen Drumond Ischkanian Data: Agosto 2018 INTRODUÇÃO: Conhecer as obras de Monteiro Lobato é uma aventura no mundo da imaginação, uma vez que Monteiro Lobato significa literatura de qualidade e não ler sua obra significa abrir mão de livros que representam nossa própria identidade cultural. Trabalhar Monteiro Lobato, na Escola Municipal Presidente Tancredo é vivenciar um mundo rico em cultura, em um mundo mágico de personagens que encantam as nossas crianças, uma vez que o projeto formato POP, permitiu que elas pudessem criar, recriar, modificar, contar, recontar, ouvir, dramatizar e produzir histórias. As atividades desenvolvidas, na Escola Municipal Presidente Tancredo Neves propõem ampliar as oportunidades culturais na comunidade, através do acesso às obras literárias. Com a proposta do PNAIC de trabalhar “Um novo olhar a concepção de criança na Educação Infantil de Manaus norteada pela BNCC: linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e brincadeiras”. Nosso foco rumou para a formação de crianças críticas, e inventivas, uma vez que precisamos superar o modelo de escola que vive de atividades caracterizadas por repetições e padronizações. Percebemos nas formações que o PNAIC projeta perspectivas coesas para o desenvolvendo das crianças, onde a curiosidade, a solidariedade e a afetividade se fazem presentes nas propostas de trabalho. O projeto “O Folclore nas obras de Monteiro Lobato: Linguagens, Interações, Letramento, Jogos, Brinquedos e Brincadeiras”. É uma oportunidade para possibilitar uma visão mais abrangente do mundo em que a criança vive, para constituir crianças que experimentam as infinitas capacidades de criar, imaginar e transformar a realidade em que estão inseridos, vivendo situações em que assumam o papel de leitores, através das linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e brincadeiras.
  • 3. 3 OBJETIVO:  Oportunizar momentos de estímulo ao letramento, a partir do trabalho com as histórias de Monteiro Lobato.  Promover atividades lúdicas, a partir das interações e brincadeiras, voltadas à narração de histórias, dramatização, letramento e escrita espontânea, possam promover situações relacionadas às linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e brincadeiras.  Instigar a curiosidade das crianças e abrir espaço permanente para suas colocações.  Proporcionar a integração entre as crianças na busca e na socialização dos conhecimentos voltados a educação integral.  Estimular o interesse pela pesquisa envolvendo os espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.  Estimular a participação das crianças no projeto, por meio das atividades lúdicas e do letramento do “Viajando no mundo da leitura com a turma do Sítio do Pica-Pau Amarelo”.  Levar a Literatura de Monteiro Lobato ao conhecimento das crianças, demonstrando a importância das linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e brincadeiras. ajudando-as a perceber o quanto podem aprender de forma prazerosa. O certo em literatura é escrever com o mínimo possível de literatura. (…) a mim me salvaram as crianças. De tanto escrever para elas, simplifiquei-me.” (Monteiro Lobato). ITEM DE CONTROLE - Direitos de aprendizagem e desenvolvimento na Educação Infantil, relacionados ao projeto “O Folclore nas obras de Monteiro Lobato: Linguagens, Interações, Letramento, Jogos, Brinquedos e Brincadeiras”, e sua importância na cultura das crianças da Escola Municipal Presidente Tancredo Neves.
  • 4. 4 Conviver com outras crianças e adultos, em pequenos e grandes grupos, utilizando diferentes linguagens, ampliando o conhecimento de si e do outro, o respeito em relação à cultura e às diferenças entre as pessoas, por meio das histórias de Monteiro Lobato. Brincar de diversas formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes parceiros (crianças e adultos), de forma a ampliar e diversificar suas possibilidades de acesso a produções culturais. A participação e as transformações introduzidas pelas crianças nas brincadeiras devem ser valorizadas, tendo em vista o estímulo ao desenvolvimento de seus conhecimentos, sua imaginação, criatividade, experiências emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais. Participar ativamente, com adultos e outras crianças, tanto do planejamento da gestão da escola e das atividades propostas pelo educador quanto da realização das atividades da vida cotidiana, tais como a escolha das brincadeiras, dos materiais e dos ambientes, desenvolvendo diferentes linguagens e elaborando conhecimentos, decidindo e se posicionando, por meio das histórias de Monteiro Lobato. Explorar movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras, emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos, elementos da natureza, na escola e fora dela, ampliando seus saberes sobre a cultura, em suas diversas modalidades: as artes, a escrita, a ciência e a tecnologia. Expressar, como sujeito dialógico, criativo e sensível, suas necessidades, emoções, sentimentos, dúvidas, hipóteses, descobertas, opiniões, questionamentos, por meio de diferentes linguagens, por meio das histórias de Monteiro Lobato. Conhecer-se e construir sua identidade pessoal, social e cultural, constituindo uma imagem positiva de si e de seus grupos de pertencimento, nas diversas experiências de cuidados, interações, brincadeiras e linguagens vivenciadas na instituição escolar e em seu contexto familiar e comunitário. CAMPO DE APLICAÇÃO: Crianças do 2º Período da Educação Infantil. Faixa etária de 5 anos e 11 meses.
  • 5. 5 PRINCIPAIS PASSOS: CAMPO DE EXPERIÊNCIA: O eu, o outro e o nós. OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS.  Demonstrar empatia pelos outros, percebendo no enredo da historia de Emília e Saci que as pessoas têm diferentes sentimentos, necessidades e maneiras de pensar, locomover-se e agir;  Perceber o próprio corpo, seus limites, habilidades e singularidades, nas atividades de imitações dos personagens de Monteiro Lobato;  Reconhecer e valorizar a própria cultura nas histórias de Monteiro Lobato, por meio do contato com a cultura local e as culturas de outros povos;  Vivenciar nas histórias de Monteiro Lobato, brincadeiras e jogos de faz de conta, valorizando a diversidade e a inclusão, contidas nas atividades do Projeto: Inclusão – Autismo e Educação, disponíveis em: http://autismosimonehelendrumond.blogspot.com;  Expressar sentimentos, desejos e necessidades, em diálogos nos enredos das histórias de Monteiro Lobato;  Perceber o efeito das próprias ações e empatia, nas atitudes dos personagens das histórias de Monteiro Lobato;  Ampliar as relações interpessoais desenvolvendo atitudes de participação e colaboração em situações de dramatizações, canções e construção de jogos no decorrer das contações das histórias de Monteiro Lobato;  Atuar de maneira independente, através do teatro de fantoches dos personagens das histórias de Monteiro Lobato, expressando capacidades, reconhecendo assim, suas conquistas e limitações;  Promover atividades psicomotoras, de passeios imaginários por trechos contidos nas histórias de Monteiro Lobato, para ampliar as relações interpessoais, desenvolvendo atitudes de participação e cooperação;  Manifestar oposição a qualquer forma de discriminação e atitudes negativas no decorrer das contações de histórias de Monteiro Lobato, onde seus personagens evidenciam características distintas;  Promover brincadeiras, individuais e em grupo, através de circuitos psicomotores que retratem o enredo das histórias de Monteiro Lobato.
  • 6. 6 CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Corpo, gestos e movimentos. OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS.  Movimentar-se com autonomia e segurança para buscar objetos relacionados às histórias de Monteiro Lobato;  Criar movimentos, gestos, olhares, mímicas e sons com o corpo em brincadeiras, jogos e atividades artísticas atribuídas às histórias de Monteiro Lobato;  Criar em grupos: danças, teatros e músicas relacionadas às histórias de Monteiro Lobato;  Demonstrar controle e adequação do uso de seu corpo em momentos de cuidado, brincadeiras e jogos, escuta e reconto de histórias, atividades artísticas, entre outras possibilidades relacionadas à temática das histórias de Monteiro Lobato;  Atuar de maneira independente, com confiança em suas capacidades, reconhecendo conquistas e limitações, no decorrer as atividades das histórias de Monteiro Lobato;  Demonstrar valorização das características de seu corpo, nas diversas atividades relacionadas às histórias de Monteiro Lobato das quais participa e em momentos de cuidado de si e do outro;  Criar com o corpo formas diversificadas de expressão de sentimentos, sensações e emoções do cotidiano no decorrer das atividades com as histórias de Monteiro Lobato;  Participar de brincadeiras e jogos, buscando por desafios corporais, controle motor, posicionamento espacial, deslocamentos, adequação dos gestos e movimentos em atividades que envolvam as histórias de Monteiro Lobato;  Criar gestos e movimentos expressivos do corpo como comunicador de ações de novos conhecimentos, a partir das histórias de Monteiro Lobato;  Participar de atividades de cuidados com o próprio corpo, higiene, alimentação e bem estar, relacionados aos personagens das histórias de Monteiro Lobato.
  • 7. 7 CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Traços, sons, cores e formas. OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS.  Expressar o enredo das histórias de Monteiro Lobato, comunicando através de traços, sons, cores e formas;  Criar e experimentar diversas linguagens e formas expressivas no enredo das histórias de Monteiro Lobato;  Propor vivências artísticas e ampliação de repertório cultural e artístico;  Brincar de pesquisar perspectivas sonoras pertinentes as histórias de Monteiro Lobato;  Vivenciar o repertório musical contido nas histórias de Monteiro Lobato, variado em gêneros, estilos, épocas e culturas diferentes;  Reconhecimento de sons e ritmos pertinentes as histórias de Monteiro Lobato;  Momento de cantiga, roda e brincadeiras tradicionais que representem os personagens das histórias de Monteiro Lobato;  Dançar movimentos e gestos expressivos que representem os personagens das histórias de Monteiro Lobato;  Utilizar sons produzidos por materiais, objetos e instrumentos musicais durante as brincadeiras de faz de conta;  Utilizar encenações e criações musicais referentes as histórias de Monteiro Lobato;  Expressar-se livremente por meio de desenho, pintura, colagem dobradura e escultura, criando produções bidimensionais e tridimensionais;  Reconhecer as qualidades do som (intensidade, duração, altura e timbre), utilizando instrumentos musicais de materiais recicláveis;  Criar bidimensional e tridimensional (desenhos, pinturas, modelagens, construções com materiais recicláveis e colagens);  Explorar materiais de largo alcance, não convencionais e sucatas de diferentes formas e cores;  Promover brincadeiras com autonomia na criação de enredos, cenários e papeis;  Vivenciar em espaços naturais e modificados brincadeiras que ampliem o faz de conta, por meio das histórias de Monteiro Lobato.
  • 8. 8 CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Oralidade e escrita. OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS.  Vivenciar oportunidades para compreender a fala dos adultos e das crianças;  Promover brincadeiras cantadas, poemas e canções, criando rimas, aliterações e ritmos;  Escolher e folhear livros, pertinentes as obras de Monteiro Lobato, procurando orientar-se por temas e ilustrações e tentando identificar palavras conhecidas;  Recontar as histórias de Monteiro Lobato ouvidas e planejar coletivamente roteiros de vídeos e de encenações, definindo os contextos, os personagens e a estrutura;  Recontar as histórias de Monteiro Lobato, ouvidas para produção de reconto escrito, tendo o/a professor (a) como escriba;  Produzir suas próprias histórias orais e escritas (escrita espontânea), em situações com função social significativa;  Perceber por meio das brincadeiras, diferentes discursos e usos sociais da língua (falada e escrita);  Brincar com as palavras (cantigas, parlendas, quadrinhas);  Levantar hipóteses sobre gêneros textuais veiculados em portadores conhecidos, reconhecendo a estratégias de observação gráfica e de leitura;  Identificar gêneros textuais mais freqüentes, recorrendo a estratégias de configuração gráfica do portador e do texto e ilustrações nas páginas dos livros de Monteiro Lobato;  Promover experiências com momentos de narrativas literárias (contação de histórias, cantigas, parlendas etc.) e momentos de conversas em grupo (rodinha de novidades);  Oportunizar momentos para desenvolver o comportamento leitor;  Levantar hipóteses em relação à linguagem escrita, realizando registros de palavras e textos, por meio de escrita espontânea;  Promover a experimentação gráfica de marcas – desenho/pintura – para ampliar as narrativas e despertar hipóteses para a escrita;  Dialogar com as crianças sobre a elaboração de hipóteses e explicações para situações-problema.
  • 9. 9 CAMPO DE EXPERIÊNCIA: Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações. OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO NO FOLCLORE NAS OBRAS DE MONTEIRO LOBATO: LINGUAGENS, INTERAÇÕES, LETRAMENTO, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS.  Estabelecer relações de comparação entre objetos, observando suas propriedades, contidos nas histórias de Monteiro Lobato;  Observar os padrões, irregularidades e permanências; noções de espaço e tempo; percepção de transformações, causas e conseqüências nos espaços, contidos nas histórias de Monteiro Lobato;;  Explorar as características dos objetos e materiais: odor, sabor, sonoridade, forma, peso, tamanho, posição, plasticidade, contidos nas histórias de Monteiro Lobato;.  Vivenciar e pesquisar as transformações e fenômenos naturais (clima, tempo, relevo), físicos e químicos, relacionados às histórias de Monteiro Lobato;  Observar e descrever mudanças em diferentes materiais, resultantes de ações sobre eles, em experimentos envolvendo fenômenos naturais e artificiais;  Registrar observações, manipulações e medidas, usando múltiplas linguagens (desenho, registro por números ou escrita espontânea), em diferentes suportes;  Promover a experimentação de conceitos relacionados à quantidade, peso, tamanho, forma e posição;  Classificar objetos e figuras, de acordo com suas semelhanças e diferenças, relacionadas aos contextos das histórias de Monteiro Lobato;  Resolver situações-problema, reformulando questões, levantando hipóteses, organizando dados, testando possibilidades de solução;  Promover oportunidades, a partir dos personagens das histórias de Monteiro Lobato, para criar estratégias para classificar, ordenar, relacionar, transferir e transvasar;  Promover momentos de relação direta e experiências com a natureza (flora e fauna) e seus ciclos de vida, diversidade, relações entre os seres vivos, os elementos (água, ar, terra e fogo), respeito e conservação, evidenciados nos livros de Monteiro Lobato.
  • 10. 10 RECURSOS NECESSÁRIOS: Painel com os personagens de Monteiro Lobato, cartazes, desenhos para pinturas, giz de cera, tinta guache e lápis de cor, sucatas para confecção dos jogos, brinquedos e brincadeiras, livros infantis de Monteiro Lobato, TNT, matérias de colagens e pintura, fantasias, roteiros para dramatização, pen drive com vídeos das histórias de Monteiro Lobato, CD de música. CUIDADOS ESPECIAIS:  Conversa de maneira lúdica sobre o tema: “O Folclore nas obras de Monteiro Lobato: linguagens, interações, letramento, jogos, brinquedos e brincadeiras”;  Cumprimentar as crianças com musicas, brincadeiras e novidades relacionados aos personagens das histórias de Monteiro Lobato;  Contar histórias de Monteiro Lobato, dramatizando e falando sobra as suas características;  Resgatar vivenciar e valorizar as manifestações da cultura popular regional, contidas nas histórias de Monteiro Lobato;  Relatar causos contados por pais das crianças, a partir de suas vivências com as histórias de Monteiro Lobato. REFERENCIA: ISCHKANIAN, Simone Helen Drumond. O lúdico, jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem na educação infantil. Disponível em: https://pt.slideshare.net/SimoneHelenDrumond/o-ldico-jogos-brinquedos-e-brincadeiras-na- construo-do-processo-de-aprendizagem-na-educao-infantil-simone-helen-drumond. Acessado em: 02/07/2018. ISCHKANIAN, Simone Helen Drumond. Conselheiro (13 Atividades) - Projeto Monteiro Lobato. Disponível em: http://simonehelendrumond.blogspot.com/2012/04/conselheiro-13-atividades-projeto.html. Acessado em: 08/07/2018. MELLO, S. A. Infância e Humanização: algumas considerações da perspectiva histórico cultural. Perspectiva,Florianópolis, v. 25, n.1, pp.83-104, jan./jun.,2007. VYGOTSKI, L.S. Aprendizagem e Desenvolvimento na Idade Escolar.In: VYGOTSKY, L.S.; LEONTIEV, A. N.; LURIA, A. R. (Orgs.).Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem.1Ed. São Paulo: Ícone/Edusp. 1988. pp.86-121.