SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Química (do egípcio kēme (chem), "terra")

     Ciência que trata das substâncias da natureza, dos
   elementos que a constituem, de suas características,
propriedades combinatórias, processos de obtenção, suas
              aplicações e sua identificação.
Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem
 entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida
              durante estas transformações.
A origem da Ciência

A ciência química surge no século XVII, a partir dos estudos de alquimia,
  populares entre muitos dos cientistas da época. Considera-se que os
princípios básicos da Química se recolhem pela primeira vez, na obra do
     cientista britânico Robert Boyle: The Sceptical Chymist (1661).

  A Química, como tal, começa um século mais tarde, com os trabalhos
do francês Antoine Lavoisier e suas descobertas em relação ao oxigênio,
 à lei da conservação da massa e à refutação da teoria do flogisto como
                         teoria da combustão.
A Hipótese Atomística
   Cientista inglês que ficou intrigado com o
   fato de que, ao decompor qualquer
   substância em seus constituintes mais
   simples, observava razões entre as
   massas das diversas substâncias obtidas.
   Frequentemente do tipo 1:2, 2:3, 5:2 etc.
   Propôs, em 1881, um modelo para a
   constituição da matéria: tais dados seriam
   facilmente explicados se toda a matéria
   fosse constituída por unidades
   indivisíveis, nomeadas de átomo (do
   grego "indivisível"). Tal conceito, cuja
   primeira descrição provinha do filósofo
   grego Demócrito, agora surgia,
   naturalmente, de medidas quantitativas
   rigorosas.
Racionalização da Matéria
       Baseado em dados experimentais, um
       cientista francês, chamado Joseph
       Proust, já tinha proposto formalmente o
       conceito de que toda substância tinha
       uma composição constante e homogênea.
       Assim, a água, por exemplo,
       independente de sua origem, era sempre
       composta pela mesma proporção de dois
       gases: oxigênio e hidrogênio. Juntando
       esse conceito e seus postulados
       atomísticos, Dalton organizou de forma
       racional as diversas substâncias
       conhecidas, criando uma tabela de
       substâncias que seriam formadas por
       apenas um tipo de átomo, e substâncias
       que eram formadas por uma combinação
       característica de átomos.
Conceitos fundamentais
Fases ou estados da matéria
        Conjuntos de configurações que objetos macroscópicos podem apresentar.
        São três os estados ou fases considerados: sólido, líquido e gasoso. Outros tipos
          de fases da matéria, como o estado pastoso ou o plasma, são estudados em
          níveis mais avançados de física.
No estado sólido, considera-se que a matéria do corpo mantém a forma
macroscópica e a posição relativa de suas partículas. É particularmente
estudado nas áreas da Estática e da Dinâmica.
No estado líquido, o corpo mantém a quantidade de matéria e,
aproximadamente, o volume; a forma e a posição relativa das partículas não
se mantêm. É particularmente estudado nas áreas da Hidrostática e da
Hidrodinâmica.
No estado gasoso, o corpo mantém apenas a quantidade de matéria, podendo
variar, amplamente, a forma e o volume. É particularmente estudado nas
áreas da aerostática e da aerodinâmica.
Conceitos Fundamentais
Substância
Possui uma composição característica, determinada, e um conjunto definido
de propriedades.
Exemplos de substâncias: cloreto de sódio, sacarose e o oxigênio, entre outros.
Uma substância pode ser formada por um único elemento químico (substância
simples), como, por exemplo, o ouro, o ferro ou o cobre, ou por dois ou mais
elementos, numa proporção definida (substância composta), como é o caso do cloreto
de sódio (39,34% de sua massa é de sódio e 60,66%,de cloro).
Duas ou mais substâncias agrupadas constituem uma mistura, cuja composição e
propriedade são variáveis. O leite, por exemplo, é uma mistura.
Conceitos Fundamentais
Elementos e Compostos Químicos
Denominam-se elemento químico todos os átomos que possuem o mesmo número
atômico (Z), ou seja, o mesmo número de prótons.
Um composto químico é uma substância química constituída por moléculas ou
cristais de dois ou mais átomos, ou íons, ligados entre si numa proporção fixa e
definida, isto é, as proporções entre elementos de uma substância não podem ser
alteradas por processos físicos. Por exemplo, a água é um composto formado por
hidrogênio e oxigênio, na proporção de dois para um.
Tabela Periódica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Estados da matéria
Estados da matériaEstados da matéria
Estados da matéria
 
Evolução da tabela periódica
Evolução da tabela periódicaEvolução da tabela periódica
Evolução da tabela periódica
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
A evolução da tabela periódica
A evolução da tabela periódicaA evolução da tabela periódica
A evolução da tabela periódica
 
Glenn theodore seaborg [Zircônio] 1º Ano G
Glenn theodore seaborg [Zircônio] 1º Ano GGlenn theodore seaborg [Zircônio] 1º Ano G
Glenn theodore seaborg [Zircônio] 1º Ano G
 
Tabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementosTabela periódica dos elementos
Tabela periódica dos elementos
 
Aula1 fundamentosda química
Aula1 fundamentosda químicaAula1 fundamentosda química
Aula1 fundamentosda química
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Evolução Histórica da Tabela Periódica
Evolução Histórica da Tabela PeriódicaEvolução Histórica da Tabela Periódica
Evolução Histórica da Tabela Periódica
 
Evolução histórica da Tabela Periódica
Evolução histórica da Tabela PeriódicaEvolução histórica da Tabela Periódica
Evolução histórica da Tabela Periódica
 
Tabela Periódica dos Elementos
Tabela Periódica dos ElementosTabela Periódica dos Elementos
Tabela Periódica dos Elementos
 
Diamantino
DiamantinoDiamantino
Diamantino
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
power point de química professor Vinicius
power point de química professor Vinicius power point de química professor Vinicius
power point de química professor Vinicius
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Classificação periódica
Classificação periódicaClassificação periódica
Classificação periódica
 
Importância da tabela periódica
Importância da tabela periódicaImportância da tabela periódica
Importância da tabela periódica
 
Tabela periódica - história e cia
Tabela periódica - história e ciaTabela periódica - história e cia
Tabela periódica - história e cia
 
Modelo atômico de dalton
Modelo atômico de daltonModelo atômico de dalton
Modelo atômico de dalton
 

Destaque

Destaque (20)

7pecados
7pecados7pecados
7pecados
 
Indicadores Sócio-Educacionais de Sta. Rosa de Lima
Indicadores Sócio-Educacionais de Sta. Rosa de LimaIndicadores Sócio-Educacionais de Sta. Rosa de Lima
Indicadores Sócio-Educacionais de Sta. Rosa de Lima
 
Que importa...
Que importa...Que importa...
Que importa...
 
Programação do Sesc Birigui junho de 2013
Programação do Sesc Birigui junho de 2013Programação do Sesc Birigui junho de 2013
Programação do Sesc Birigui junho de 2013
 
1 e 2 dorms. No Forte
1 e 2 dorms. No Forte1 e 2 dorms. No Forte
1 e 2 dorms. No Forte
 
Indicadores Sócio-Educacionais de Feira Nova
Indicadores Sócio-Educacionais de Feira NovaIndicadores Sócio-Educacionais de Feira Nova
Indicadores Sócio-Educacionais de Feira Nova
 
Plantas
PlantasPlantas
Plantas
 
Mesas marzo 2012 - Mantovani
Mesas marzo 2012 - MantovaniMesas marzo 2012 - Mantovani
Mesas marzo 2012 - Mantovani
 
Taller 1 cmap
Taller 1   cmapTaller 1   cmap
Taller 1 cmap
 
Toma de notas
Toma de notasToma de notas
Toma de notas
 
Presentacion congreso turismo rural nvarra
Presentacion congreso turismo rural nvarraPresentacion congreso turismo rural nvarra
Presentacion congreso turismo rural nvarra
 
Aristóteles, nosso contemporâneo
Aristóteles, nosso contemporâneoAristóteles, nosso contemporâneo
Aristóteles, nosso contemporâneo
 
CARTA ABIERTA A BENEDICTO XVI
CARTA ABIERTA A BENEDICTO XVICARTA ABIERTA A BENEDICTO XVI
CARTA ABIERTA A BENEDICTO XVI
 
Portfolio Daiana Durante
Portfolio Daiana DurantePortfolio Daiana Durante
Portfolio Daiana Durante
 
Esfuerzo recompensado
Esfuerzo recompensadoEsfuerzo recompensado
Esfuerzo recompensado
 
Projeto Fênix
Projeto FênixProjeto Fênix
Projeto Fênix
 
Camiones y remolques
Camiones y remolquesCamiones y remolques
Camiones y remolques
 
Fotografia 01
Fotografia 01Fotografia 01
Fotografia 01
 
Vvg
VvgVvg
Vvg
 
Modelagem
ModelagemModelagem
Modelagem
 

Semelhante a QuíMica

Unidade 2 nova friburgo
Unidade 2 nova friburgoUnidade 2 nova friburgo
Unidade 2 nova friburgoHelson Costa
 
Aula 2 quim em
Aula 2   quim emAula 2   quim em
Aula 2 quim emWalney M.F
 
Evolução do modelo atómico
Evolução do modelo atómicoEvolução do modelo atómico
Evolução do modelo atómicoInês Mota
 
081356 estrutura atomica
081356 estrutura atomica081356 estrutura atomica
081356 estrutura atomicavjbazo
 
Modelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGRO
Modelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGROModelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGRO
Modelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGROWaldir Montenegro
 
Evolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo AtómicoEvolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo Atómico713773
 
Trabalho de quimica isomeria
Trabalho de quimica   isomeria Trabalho de quimica   isomeria
Trabalho de quimica isomeria Fabricio Faustino
 
Aula de química
Aula de químicaAula de química
Aula de químicaAldemy
 
Modelos Atômicos.pdf
Modelos Atômicos.pdfModelos Atômicos.pdf
Modelos Atômicos.pdfKaique54
 
Química Geral - Aula 1 - Introdução.pdf
Química Geral - Aula 1 - Introdução.pdfQuímica Geral - Aula 1 - Introdução.pdf
Química Geral - Aula 1 - Introdução.pdfphvs120
 
Conceito de elemento
Conceito de elementoConceito de elemento
Conceito de elementoshdobreva
 
Reações Químicas - PDF
Reações Químicas - PDFReações Químicas - PDF
Reações Químicas - PDFQuimicaem1mol
 
Aula 2: Concepções científicas acerca do átomo
Aula 2: Concepções científicas acerca do átomoAula 2: Concepções científicas acerca do átomo
Aula 2: Concepções científicas acerca do átomoNewton Silva
 

Semelhante a QuíMica (20)

Leis Ponderais - aula 1 e 2
Leis Ponderais - aula 1 e 2Leis Ponderais - aula 1 e 2
Leis Ponderais - aula 1 e 2
 
Aula
Aula  Aula
Aula
 
Unidade 2 nova friburgo
Unidade 2 nova friburgoUnidade 2 nova friburgo
Unidade 2 nova friburgo
 
Aula 2 quim em
Aula 2   quim emAula 2   quim em
Aula 2 quim em
 
Evolução do modelo atómico
Evolução do modelo atómicoEvolução do modelo atómico
Evolução do modelo atómico
 
081356 estrutura atomica
081356 estrutura atomica081356 estrutura atomica
081356 estrutura atomica
 
Química - Modelos Atômicos - (dupla Luíza Lira e Manuela Pessoa Amorim)
Química - Modelos Atômicos - (dupla Luíza Lira e Manuela Pessoa Amorim)Química - Modelos Atômicos - (dupla Luíza Lira e Manuela Pessoa Amorim)
Química - Modelos Atômicos - (dupla Luíza Lira e Manuela Pessoa Amorim)
 
Modelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGRO
Modelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGROModelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGRO
Modelos Atômicos -CSSA 2014.PROF: WALDIR MONTENEGRO
 
Evolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo AtómicoEvolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo Atómico
 
Introdução a tabela periódica
Introdução a tabela periódicaIntrodução a tabela periódica
Introdução a tabela periódica
 
Manual de quínica 2ª parte
Manual de quínica 2ª parteManual de quínica 2ª parte
Manual de quínica 2ª parte
 
Manual de quínica 2ª parte
Manual de quínica 2ª parteManual de quínica 2ª parte
Manual de quínica 2ª parte
 
Trabalho de quimica isomeria
Trabalho de quimica   isomeria Trabalho de quimica   isomeria
Trabalho de quimica isomeria
 
Aula de química
Aula de químicaAula de química
Aula de química
 
Modelos Atômicos.pdf
Modelos Atômicos.pdfModelos Atômicos.pdf
Modelos Atômicos.pdf
 
1° ano aula 01 - história e tabela periodica moderna
1° ano   aula 01 - história e tabela periodica moderna1° ano   aula 01 - história e tabela periodica moderna
1° ano aula 01 - história e tabela periodica moderna
 
Química Geral - Aula 1 - Introdução.pdf
Química Geral - Aula 1 - Introdução.pdfQuímica Geral - Aula 1 - Introdução.pdf
Química Geral - Aula 1 - Introdução.pdf
 
Conceito de elemento
Conceito de elementoConceito de elemento
Conceito de elemento
 
Reações Químicas - PDF
Reações Químicas - PDFReações Químicas - PDF
Reações Químicas - PDF
 
Aula 2: Concepções científicas acerca do átomo
Aula 2: Concepções científicas acerca do átomoAula 2: Concepções científicas acerca do átomo
Aula 2: Concepções científicas acerca do átomo
 

Mais de SESI 422 - Americana (20)

Origem da vida e Evolução
Origem da vida e EvoluçãoOrigem da vida e Evolução
Origem da vida e Evolução
 
Genética de populações
Genética de populaçõesGenética de populações
Genética de populações
 
Bioquímica básica
Bioquímica básicaBioquímica básica
Bioquímica básica
 
Expressividade e penetrância
Expressividade e penetrânciaExpressividade e penetrância
Expressividade e penetrância
 
Alelos múltiplos
Alelos múltiplosAlelos múltiplos
Alelos múltiplos
 
Casos especiais de herança
Casos especiais de herançaCasos especiais de herança
Casos especiais de herança
 
Exercícios 2
Exercícios 2Exercícios 2
Exercícios 2
 
Probabilidades e heredogramas
Probabilidades e heredogramasProbabilidades e heredogramas
Probabilidades e heredogramas
 
Textos novas espécies
Textos novas espéciesTextos novas espécies
Textos novas espécies
 
Exercícios
ExercíciosExercícios
Exercícios
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
Cromossomos, genes e alelos
Cromossomos, genes e alelosCromossomos, genes e alelos
Cromossomos, genes e alelos
 
Genética mendeliana básica
Genética mendeliana básicaGenética mendeliana básica
Genética mendeliana básica
 
Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evolução
 
Projeto terrário
Projeto terrárioProjeto terrário
Projeto terrário
 
Projeto paleontólogos
Projeto paleontólogosProjeto paleontólogos
Projeto paleontólogos
 
Garça branca
Garça brancaGarça branca
Garça branca
 
Reportagem jornalística – coalas
Reportagem jornalística – coalasReportagem jornalística – coalas
Reportagem jornalística – coalas
 
Capivara o maior roedor do mundo
Capivara o maior roedor do mundoCapivara o maior roedor do mundo
Capivara o maior roedor do mundo
 
Lírios
LíriosLírios
Lírios
 

QuíMica

  • 1. Química (do egípcio kēme (chem), "terra") Ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, de suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, suas aplicações e sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
  • 2. A origem da Ciência A ciência química surge no século XVII, a partir dos estudos de alquimia, populares entre muitos dos cientistas da época. Considera-se que os princípios básicos da Química se recolhem pela primeira vez, na obra do cientista britânico Robert Boyle: The Sceptical Chymist (1661). A Química, como tal, começa um século mais tarde, com os trabalhos do francês Antoine Lavoisier e suas descobertas em relação ao oxigênio, à lei da conservação da massa e à refutação da teoria do flogisto como teoria da combustão.
  • 3. A Hipótese Atomística Cientista inglês que ficou intrigado com o fato de que, ao decompor qualquer substância em seus constituintes mais simples, observava razões entre as massas das diversas substâncias obtidas. Frequentemente do tipo 1:2, 2:3, 5:2 etc. Propôs, em 1881, um modelo para a constituição da matéria: tais dados seriam facilmente explicados se toda a matéria fosse constituída por unidades indivisíveis, nomeadas de átomo (do grego "indivisível"). Tal conceito, cuja primeira descrição provinha do filósofo grego Demócrito, agora surgia, naturalmente, de medidas quantitativas rigorosas.
  • 4. Racionalização da Matéria Baseado em dados experimentais, um cientista francês, chamado Joseph Proust, já tinha proposto formalmente o conceito de que toda substância tinha uma composição constante e homogênea. Assim, a água, por exemplo, independente de sua origem, era sempre composta pela mesma proporção de dois gases: oxigênio e hidrogênio. Juntando esse conceito e seus postulados atomísticos, Dalton organizou de forma racional as diversas substâncias conhecidas, criando uma tabela de substâncias que seriam formadas por apenas um tipo de átomo, e substâncias que eram formadas por uma combinação característica de átomos.
  • 5. Conceitos fundamentais Fases ou estados da matéria Conjuntos de configurações que objetos macroscópicos podem apresentar. São três os estados ou fases considerados: sólido, líquido e gasoso. Outros tipos de fases da matéria, como o estado pastoso ou o plasma, são estudados em níveis mais avançados de física. No estado sólido, considera-se que a matéria do corpo mantém a forma macroscópica e a posição relativa de suas partículas. É particularmente estudado nas áreas da Estática e da Dinâmica. No estado líquido, o corpo mantém a quantidade de matéria e, aproximadamente, o volume; a forma e a posição relativa das partículas não se mantêm. É particularmente estudado nas áreas da Hidrostática e da Hidrodinâmica. No estado gasoso, o corpo mantém apenas a quantidade de matéria, podendo variar, amplamente, a forma e o volume. É particularmente estudado nas áreas da aerostática e da aerodinâmica.
  • 6. Conceitos Fundamentais Substância Possui uma composição característica, determinada, e um conjunto definido de propriedades. Exemplos de substâncias: cloreto de sódio, sacarose e o oxigênio, entre outros. Uma substância pode ser formada por um único elemento químico (substância simples), como, por exemplo, o ouro, o ferro ou o cobre, ou por dois ou mais elementos, numa proporção definida (substância composta), como é o caso do cloreto de sódio (39,34% de sua massa é de sódio e 60,66%,de cloro). Duas ou mais substâncias agrupadas constituem uma mistura, cuja composição e propriedade são variáveis. O leite, por exemplo, é uma mistura.
  • 7. Conceitos Fundamentais Elementos e Compostos Químicos Denominam-se elemento químico todos os átomos que possuem o mesmo número atômico (Z), ou seja, o mesmo número de prótons. Um composto químico é uma substância química constituída por moléculas ou cristais de dois ou mais átomos, ou íons, ligados entre si numa proporção fixa e definida, isto é, as proporções entre elementos de uma substância não podem ser alteradas por processos físicos. Por exemplo, a água é um composto formado por hidrogênio e oxigênio, na proporção de dois para um.