SlideShare uma empresa Scribd logo
1




   2ª Série - Ensino Médio
                                    COLÉGIO ESTADUAL EURÍDICE SANT’ANA


                                CULTURA BRASILEIRA
                                                   Capítulo 1




                                   A diversidade cultural no Brasil

Apesar do processo de globalização, que busca a mundialização do espaço geográfico, tentando
através dos meios de comunicação criar uma sociedade homogênea, aspectos locais continuam
fortemente presentes. A cultura é um desses aspectos, várias comunidades continuam mantendo
seus costumes e tradições.

O Brasil, por apresentar uma grande dimensão territorial,
configura uma vasta diversidade cultural no seu povo. Os
colonizadores europeus, a população indígena e os escravos
africanos foram os primeiros responsáveis pela disseminação
cultural no Brasil. Em seguida, os imigrantes italianos,
japoneses, alemães, árabes, entre outros, contribuíram para
a diversidade cultural do Brasil.
Aspectos como a culinária, danças, religião, são elementos
que integram a cultura de um povo.

As regiões brasileiras apresentam diferentes peculiaridades
culturais.
No Nordeste, a cultura é representada através de danças e
festas como o bumba meu boi, maracatu, caboclinhos,
carnaval, ciranda, coco, reisado, frevo, cavalhada e capoeira.               Capoeira

                                                     A culinária típica é representada pelo
                                                     sarapatel, buchada de bode, peixes e frutos
                                                     do mar, arroz doce, bolo de fubá cozido, bolo
                                                     de massa de mandioca, broa de milho verde,
                                                     pamonha, cocada, tapioca, pé de moleque,
                                                     entre tantos outros. A cultura nordestina
                                                     também está presente no artesanato de
                                                     rendas.

                                                              O Centro-oeste brasileiro tem sua cultura
                                                              representada pelas Cavalhadas e Procissão do
                                                              Fogaréu, no Estado de Goiás, o Cururu em
                             Cavalhadas em Pirenópolis (GO)   Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A culinária
2

é de origem indígena, e recebe forte influência da culinária mineira e paulista. Os pratos principais
são: galinhada com pequi e guariroba, empadão goiano, pamonha, angu, cural, os peixes do
Pantanal - como o Pintado, Pacu e Dourado.

                                                                       As representações culturais
                                                                       no Norte do Brasil estão nas
                                                                       festas populares como o
                                                                       Círio de Nazaré, Festival de
                                                                       Paratins a maior festa do
                                                                       boi-bumbá do país. A
                                                                       culinária apresenta uma
                                                                       grande herança indígena,
                                                                       baseada na mandioca e em
                                                                       peixes. Pratos como o
                                                                       tacacá, pirarucu de casaca,
                                                                       pato no tucupi, picadinho de
                                                                       jacaré, mussarela de búfala.
                                                                       As frutas típicas são:
                                                                       cupuaçu,     bacuri,      açaí,
                       Festival de Paratins (AM)                       taperebá, graviola, buriti.


                                          No Sudeste, várias festas populares de cunho religioso são
                                          celebradas no interior da região. Festa do Divino, festejos
                                          da Páscoa e dos santos padroeiros, com destaque para a
                                          peregrinação a Aparecida (SP), congada, cavalhadas em
                                          Minas Gerais, bumba meu boi, carnaval, peão de
                                          boiadeiro. A culinária é muito diversificada, os principais
                                          pratos são: queijo minas, pão de queijo, feijão tropeiro,
                                          tutu de feijão, moqueca capixaba, feijoada, farofa, pirão,
                                          etc.

               Feijoada



O Sul apresenta aspectos culturais dos
imigrantes portugueses, espanhóis e,
principalmente, alemães e italianos.
Algumas cidades ainda celebram as
tradições dos antepassados em festas
típicas, como a Festa da Uva (cultura
italiana) e a Oktoberfest (cultura
alemã), o fandango de influência
portuguesa e espanhola, pau de fita e
congada. Na culinária estão presentes:
churrasco, chimarrão, camarão, pirão
de peixe, marreco assado, barreado
(cozido de carne em uma panela de
barro), vinho.                                                 Churrasco Gaúcho
3



          Aspectos culturais da Região Nordeste




A Região Nordeste do território brasileiro é composta pelos estados de Alagoas, Bahia, Ceará,
Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Apresenta grande
pluralidade cultural, com elementos diversificados, por esse motivo serão abordados alguns
elementos que integram a cultura da região.

O carnaval é o evento popular mais famoso do Nordeste, especialmente em Salvador, Olinda e
Recife. Também as festas juninas de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB) se destacam. Os festejos
de bumba meu boi são tradicionais em todos estados nordestinos.

                                                       Bumba meu Boi é um festejo que apresenta
                                                       um pequeno drama. O dono do boi, um
                                                       homem branco, presencia um homem
                                                       negro roubando o seu animal para
                                                       alimentar a esposa grávida que estava com
                                                       vontade de comer língua de boi. Matam o
                                                       boi, mas depois é preciso ressuscitá-lo.

                                                    A capoeira foi introduzida no Brasil pelos
                                                    escravos africanos, é considerada uma
                                                    modalidade de luta e também de dança.
                                                    Adquiriu adeptos rapidamente nos estados
                    Bumba Meu boi                   nordestinos, principalmente na Bahia e
                                                    Pernambuco. O instrumento utilizado
durante as apresentações de capoeira é o berimbau, que é constituído de arco, cabaça cortada,
caxixi (cestinha com sementes), vareta e dobrão (moeda).

O Reisado é uma manifestação cultural trazida pelos colonizadores portugueses. É um espetáculo
popular das festas de Natal e Reis, cujo palco é a praça pública, a rua. No Nordeste, a partir do dia
24 de dezembro, saem os vários Reisados, cada bairro com o seu, cantando e dançando. Os
4

participantes dos Reisados acreditam ser continuadores dos Reis Magos que vieram do Oriente
para visitar o Menino Jesus, em Belém.

O coco é um estilo de dança muito praticado nos estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio
Grande do Norte. A dança é uma expressão do desabafo da alma popular, da gente mais sofrida
do Nordeste brasileiro; além disso, foi a dança preferida dos cangaceiros; Lampião e outros
cangaceiros dançavam nas horas de descanso e distração.



                                                                    O frevo surgiu através da
                                                                    capoeira, pois o capoeirista
                                                                    sai dançando o frevo à frente
                                                                    dos cordões, das bandas de
                                                                    música, executando passos
                                                                    semelhantes ao da capoeira.
                                                                    É uma dança de alucinação
                                                                    coletiva,    do      carnaval
                                                                    pernambucano, é praticado
                                                                    em salões e nas ruas.

                       Frevo em Pernambuco



Terno de Zabumba é um conjunto musical típico do Nordeste, que alegra sempre as festas. O
Terno de Zabumba exerce função profana e religiosa. Tocam as “salvas”, nas rezas e novenas. É
conhecido também pelos nomes de Terno de Música, Esquenta Mulher, Cabaçal e Banda de
Couro.

O maracatu é originário de Recife (PE), surgiu durante as procissões em louvor a Nossa Senhora do
Rosário dos Negros, que batiam o xangô (candomblé) o ano inteiro. O maracatu é um cortejo
simples, inicialmente tinha um cunho altamente religioso, hoje é uma mistura de música primitiva
e teatro.

Marujada é um bailado popular muito antigo. Consiste na dramatização das lutas portuguesas, da
tragédia que foi a conquista marítima.

Quilombo é um folguedo tradicional alagoano, tema puramente brasileiro, revivendo a época do
Brasil Colônia. Dramatiza a fuga dos escravos, que foram buscar um local seguro para se esconder,
na serra da Barriga, formando o Quilombo dos Palmares.

Candomblé consiste num culto de origem africana trazido pelos escravos negros, na época do
Brasil colonial. Na Bahia esse culto é chamado de candomblé, em Pernambuco nomeia-se xangô,
no Maranhão, tambor de menina. Atualmente o candomblé, em algumas regiões, está muito
modificado em razão da influência dos brancos.

Afoxê é o sagrado participando do profano. É uma obrigação religiosa que os membros dos
candomblés (de origem jeje-nagô) devem cumprir. É uma vertente do candomblé adequado ao
carnaval. Inicia-se com um despacho para Exu, para que ele não interrompa as festividades
carnavalescas, dão-lhe farofa de dendê com azeite.
5

A Festa de Iemanjá é um agradecimento à Rainha do Mar. A maior festa de Iemanjá ocorre na
Bahia, no Rio Vermelho, dia 2 de fevereiro. Todas as pessoas que têm “obrigação” com a Rainha
do Mar se dirigem para a praia. Nesse evento cultural há o encontro de todos os candomblés da
Bahia. Levam flores e presentes, principalmente espelhos, pentes, joias e perfumes.

Lavagem do Bonfim é uma das maiores
festas religiosas populares da Bahia. É
realizada numa quinta feira de janeiro.
Milhares de romeiros chegam ao
Santuário do Senhor do Bonfim, na
Bahia. Senhor do Bonfim é o Oxalá
africano, existem também promessas
católicas de “lavagens de igrejas”. Os
fiéis lavam as escadarias da igreja com
água e flores.

                                                            Lavagem do Bonfim


Literatura de Cordel é uma das manifestações culturais nordestinas, consiste na elaboração de
pequenos livros contendo histórias escritas em prosa ou verso, os assuntos são os mais variados:
desafios, histórias ligadas à religião, ritos ou cerimônias.

Outro elemento cultural de extrema importância no Nordeste são os artesanatos. A variedade de
produtos artesanais na região é imensa, entre eles podemos destacar as redes tecidas, rendas,
crivo, produtos de couro, cerâmica, madeira, entre outros.

                                                               A culinária nordestina é bem
                                                               diversificada e se destaca pelos
                                                               temperos fortes e comidas
                                                               apimentadas. Os pratos típicos
                                                               são: carne de sol, buchada de
                                                               bode, sarapatel, acarajé, vatapá,
                                                               cururu, feijão verde, canjica,
                                                               tapioca, peixes, frutos do mar,
                                                               etc. Também são comuns as
                                                               frutas seriguela, umbu, buriti,
                                                               cajá e macaúba.




                        Buchada de bode

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades sobre índios de Goiás
Atividades sobre índios de GoiásAtividades sobre índios de Goiás
Atividades sobre índios de Goiás
Letras Mágicas
 
Produzindo texto
Produzindo textoProduzindo texto
Produzindo texto
Mary Alvarenga
 
Avaliação de Português 5º Ano 2º bimestre
Avaliação de Português 5º Ano 2º bimestreAvaliação de Português 5º Ano 2º bimestre
Avaliação de Português 5º Ano 2º bimestre
Kelry Carvalho
 
Avaliação Ciências
Avaliação CiênciasAvaliação Ciências
Avaliação Ciências
Isa ...
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
Katia Lopes
 
Avaliação bimestral geografia
Avaliação bimestral geografiaAvaliação bimestral geografia
Avaliação bimestral geografia
nislene nogueira santos
 
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
André Moraes
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
As cores II
As cores IIAs cores II
As cores II
Claudia Ramos
 
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdfAtividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
André Moraes
 
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdfHistoria Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
marilei4
 
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Avaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º anoAvaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º ano
Raimunda Mascarenhas B. Melo
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana
Washington Rocha
 
Texto sobre a água com interpretação e gramática
Texto sobre a água com interpretação e gramáticaTexto sobre a água com interpretação e gramática
Texto sobre a água com interpretação e gramática
Paulo Alves de Araujo
 
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docx
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docxATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docx
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docx
SuelenDosSantos8
 
I atividade de geografia 5º ano andré
I atividade de geografia 5º ano   andréI atividade de geografia 5º ano   andré
I atividade de geografia 5º ano andré
André Moraes
 
Avaliação de história 4º ano negros imigrantes
Avaliação de história   4º ano negros imigrantesAvaliação de história   4º ano negros imigrantes
Avaliação de história 4º ano negros imigrantes
Shirley Braga
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 

Mais procurados (20)

Atividades sobre índios de Goiás
Atividades sobre índios de GoiásAtividades sobre índios de Goiás
Atividades sobre índios de Goiás
 
Produzindo texto
Produzindo textoProduzindo texto
Produzindo texto
 
Avaliação de Português 5º Ano 2º bimestre
Avaliação de Português 5º Ano 2º bimestreAvaliação de Português 5º Ano 2º bimestre
Avaliação de Português 5º Ano 2º bimestre
 
Avaliação Ciências
Avaliação CiênciasAvaliação Ciências
Avaliação Ciências
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
 
Avaliação bimestral geografia
Avaliação bimestral geografiaAvaliação bimestral geografia
Avaliação bimestral geografia
 
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geofgrafia e História 3º ano pdf
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2º BIMEST...
 
As cores II
As cores IIAs cores II
As cores II
 
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdfAtividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
Atividade avaliatíva de geo e hist 3º ano pdf
 
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdfHistoria Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
Historia Atividade Cidadania Diversidade Cultural e Respeito 5º ano (1).pdf
 
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
Avaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º anoAvaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º ano
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana
 
Texto sobre a água com interpretação e gramática
Texto sobre a água com interpretação e gramáticaTexto sobre a água com interpretação e gramática
Texto sobre a água com interpretação e gramática
 
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docx
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docxATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docx
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA CONTINENTES ADAPTADA.docx
 
Cidade e município
Cidade e municípioCidade e município
Cidade e município
 
I atividade de geografia 5º ano andré
I atividade de geografia 5º ano   andréI atividade de geografia 5º ano   andré
I atividade de geografia 5º ano andré
 
Avaliação de história 4º ano negros imigrantes
Avaliação de história   4º ano negros imigrantesAvaliação de história   4º ano negros imigrantes
Avaliação de história 4º ano negros imigrantes
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
 

Destaque

Multiculturalismo
MulticulturalismoMulticulturalismo
Multiculturalismo
Maria Lúcia Cunha
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
Gestão Pública
 
diversidade cultural
diversidade culturaldiversidade cultural
diversidade cultural
jamerson alencar
 
Lei 10.639 2003
Lei 10.639 2003Lei 10.639 2003
Lei 10.639 2003
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Lei Afro-indígena
Lei Afro-indígenaLei Afro-indígena
Lei Afro-indígena
culturaafro
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03
EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03
EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03
literatoliberato
 
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
André Santos Luigi
 
Artigo Lei 10639
Artigo Lei 10639Artigo Lei 10639
Artigo Lei 10639
literatoliberato
 
Diversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No BrasilDiversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No Brasil
Joemille Leal
 
Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...
Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...
Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...
UNEB
 
Diversidade brasileira apresentacao
Diversidade brasileira   apresentacaoDiversidade brasileira   apresentacao
Diversidade brasileira apresentacao
mirtes_vieira
 
DIVERSIDADE CULTURAL
DIVERSIDADE CULTURALDIVERSIDADE CULTURAL
DIVERSIDADE CULTURAL
catynes
 
Formação do professor em relação a lei 10639
Formação  do  professor   em  relação  a  lei 10639Formação  do  professor   em  relação  a  lei 10639
Formação do professor em relação a lei 10639
culturaafro
 
Implementação da Lei 10.639
Implementação da Lei 10.639Implementação da Lei 10.639
Implementação da Lei 10.639
Observatório Negro
 
K apresentação lei 10639 03 3 versao
K apresentação lei 10639 03  3 versaoK apresentação lei 10639 03  3 versao
K apresentação lei 10639 03 3 versao
Marcos Antonio Leopoldino
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
Paula Melo
 
Diversidade Cultural Brasileira
Diversidade Cultural BrasileiraDiversidade Cultural Brasileira
Diversidade Cultural Brasileira
Jaqueline Gonçalves
 
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaCultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Alexandre da Rosa
 
Multiculturalismo e a sociologia
Multiculturalismo e a sociologiaMulticulturalismo e a sociologia
Multiculturalismo e a sociologia
Leonardo de Barros
 

Destaque (20)

Multiculturalismo
MulticulturalismoMulticulturalismo
Multiculturalismo
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
diversidade cultural
diversidade culturaldiversidade cultural
diversidade cultural
 
Lei 10.639 2003
Lei 10.639 2003Lei 10.639 2003
Lei 10.639 2003
 
Lei Afro-indígena
Lei Afro-indígenaLei Afro-indígena
Lei Afro-indígena
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03
EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03
EducaçãO Anti Racista Caminhos Abertos Pela Lei 10639 03
 
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
 
Artigo Lei 10639
Artigo Lei 10639Artigo Lei 10639
Artigo Lei 10639
 
Diversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No BrasilDiversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No Brasil
 
Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...
Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...
Entre o que diz a lei 10.639 03 e as novas práticas escolares um estudo de ca...
 
Diversidade brasileira apresentacao
Diversidade brasileira   apresentacaoDiversidade brasileira   apresentacao
Diversidade brasileira apresentacao
 
DIVERSIDADE CULTURAL
DIVERSIDADE CULTURALDIVERSIDADE CULTURAL
DIVERSIDADE CULTURAL
 
Formação do professor em relação a lei 10639
Formação  do  professor   em  relação  a  lei 10639Formação  do  professor   em  relação  a  lei 10639
Formação do professor em relação a lei 10639
 
Implementação da Lei 10.639
Implementação da Lei 10.639Implementação da Lei 10.639
Implementação da Lei 10.639
 
K apresentação lei 10639 03 3 versao
K apresentação lei 10639 03  3 versaoK apresentação lei 10639 03  3 versao
K apresentação lei 10639 03 3 versao
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Diversidade Cultural Brasileira
Diversidade Cultural BrasileiraDiversidade Cultural Brasileira
Diversidade Cultural Brasileira
 
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaCultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
 
Multiculturalismo e a sociologia
Multiculturalismo e a sociologiaMulticulturalismo e a sociologia
Multiculturalismo e a sociologia
 

Semelhante a Diversidade cultural

A diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasilA diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasil
Atividades Diversas Cláudia
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Diversidade cultural do brasil.pptx
Diversidade cultural do brasil.pptxDiversidade cultural do brasil.pptx
Diversidade cultural do brasil.pptx
NayanaNayllah
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
souzaaline2
 
Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02
Giselda morais rodrigues do
 
Receitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte BrasilReceitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte Brasil
tibisaycotua
 
2015 colibri de mesquita
2015   colibri de mesquita2015   colibri de mesquita
2015 colibri de mesquita
LelioGomes
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
Weberth Diniz
 
Brasilcrianca
BrasilcriancaBrasilcrianca
Brasilcrianca
quituteira quitutes
 
Região nordeste 2009
Região nordeste 2009Região nordeste 2009
Região nordeste 2009
Manuel de Abreu
 
Atividade diversidade
Atividade diversidadeAtividade diversidade
A chamada diversidade cultural baiana
A chamada diversidade cultural baianaA chamada diversidade cultural baiana
A chamada diversidade cultural baiana
Sarah Grazielle
 
Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2
Claudia Cardoso
 
Pratos tipicos do brazil
Pratos tipicos do brazilPratos tipicos do brazil
Pratos tipicos do brazil
Gilmer De La Cruz Abanto
 
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordesteExposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Celinhabortolozo
 
Eletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptxEletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptx
maria leir leir
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
soradinda_59
 
Nordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroNordeste Brasileiro
Nordeste Brasileiro
Jailson Lima
 
Cultura brasileira
Cultura brasileiraCultura brasileira
Cultura brasileira
Cristine Beatriz
 

Semelhante a Diversidade cultural (20)

A diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasilA diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasil
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
 
Diversidade cultural do brasil.pptx
Diversidade cultural do brasil.pptxDiversidade cultural do brasil.pptx
Diversidade cultural do brasil.pptx
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02Regionordeste 120830083855-phpapp02
Regionordeste 120830083855-phpapp02
 
Receitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte BrasilReceitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte Brasil
 
2015 colibri de mesquita
2015   colibri de mesquita2015   colibri de mesquita
2015 colibri de mesquita
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
 
Brasilcrianca
BrasilcriancaBrasilcrianca
Brasilcrianca
 
Região nordeste 2009
Região nordeste 2009Região nordeste 2009
Região nordeste 2009
 
Atividade diversidade
Atividade diversidadeAtividade diversidade
Atividade diversidade
 
A chamada diversidade cultural baiana
A chamada diversidade cultural baianaA chamada diversidade cultural baiana
A chamada diversidade cultural baiana
 
Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2Região sudeste novo 2
Região sudeste novo 2
 
Pratos tipicos do brazil
Pratos tipicos do brazilPratos tipicos do brazil
Pratos tipicos do brazil
 
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordesteExposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
 
Eletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptxEletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptx
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
 
Nordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroNordeste Brasileiro
Nordeste Brasileiro
 
Cultura brasileira
Cultura brasileiraCultura brasileira
Cultura brasileira
 

Mais de quituteira quitutes

Receitas Soja
Receitas SojaReceitas Soja
Receitas Soja
quituteira quitutes
 
Receitas Drinks
Receitas DrinksReceitas Drinks
Receitas Drinks
quituteira quitutes
 
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta GarotadaReceita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
quituteira quitutes
 
Receita GeléIa De Jabuticaba
Receita GeléIa De JabuticabaReceita GeléIa De Jabuticaba
Receita GeléIa De Jabuticaba
quituteira quitutes
 
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com CassisReceita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
quituteira quitutes
 
Receita Costela Poncho Verde
Receita Costela Poncho VerdeReceita Costela Poncho Verde
Receita Costela Poncho Verde
quituteira quitutes
 
Receita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa RecheadoReceita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa Recheado
quituteira quitutes
 
Livro De Receitas Naturais 02
Livro De Receitas Naturais 02Livro De Receitas Naturais 02
Livro De Receitas Naturais 02
quituteira quitutes
 
Livro De Receitas Mundiais 02
Livro De Receitas Mundiais 02Livro De Receitas Mundiais 02
Livro De Receitas Mundiais 02
quituteira quitutes
 
Comida Mineira
Comida MineiraComida Mineira
Comida Mineira
quituteira quitutes
 
Receitas Walita
Receitas WalitaReceitas Walita
Receitas Walita
quituteira quitutes
 
Receitas Holiday Christmas
Receitas  Holiday  ChristmasReceitas  Holiday  Christmas
Receitas Holiday Christmas
quituteira quitutes
 
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
Livro De  Receitas  Cocina  Melhores  ReceitasLivro De  Receitas  Cocina  Melhores  Receitas
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
quituteira quitutes
 
Receitas Chocolate Orkut
Receitas Chocolate OrkutReceitas Chocolate Orkut
Receitas Chocolate Orkut
quituteira quitutes
 
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das FloresGuia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
quituteira quitutes
 
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos PoderososFrutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
quituteira quitutes
 
LinhaçA
LinhaçALinhaçA
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med SpaReceitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
quituteira quitutes
 
Menu Chef Vol 20
Menu Chef Vol 20Menu Chef Vol 20
Menu Chef Vol 20
quituteira quitutes
 

Mais de quituteira quitutes (20)

Receitas Soja
Receitas SojaReceitas Soja
Receitas Soja
 
Receitas Drinks
Receitas DrinksReceitas Drinks
Receitas Drinks
 
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta GarotadaReceita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
 
Receita GeléIa De Jabuticaba
Receita GeléIa De JabuticabaReceita GeléIa De Jabuticaba
Receita GeléIa De Jabuticaba
 
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com CassisReceita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
 
Receita Costela Poncho Verde
Receita Costela Poncho VerdeReceita Costela Poncho Verde
Receita Costela Poncho Verde
 
Receita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa RecheadoReceita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa Recheado
 
Livro De Receitas Naturais 02
Livro De Receitas Naturais 02Livro De Receitas Naturais 02
Livro De Receitas Naturais 02
 
Livro De Receitas Mundiais 02
Livro De Receitas Mundiais 02Livro De Receitas Mundiais 02
Livro De Receitas Mundiais 02
 
Comida Mineira
Comida MineiraComida Mineira
Comida Mineira
 
Receitas Walita
Receitas WalitaReceitas Walita
Receitas Walita
 
Receitas Holiday Christmas
Receitas  Holiday  ChristmasReceitas  Holiday  Christmas
Receitas Holiday Christmas
 
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
Livro De  Receitas  Cocina  Melhores  ReceitasLivro De  Receitas  Cocina  Melhores  Receitas
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
 
Receitas Chocolate Orkut
Receitas Chocolate OrkutReceitas Chocolate Orkut
Receitas Chocolate Orkut
 
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das FloresGuia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
 
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos PoderososFrutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
 
Receita Bolo De Iogurte
Receita Bolo De IogurteReceita Bolo De Iogurte
Receita Bolo De Iogurte
 
LinhaçA
LinhaçALinhaçA
LinhaçA
 
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med SpaReceitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
 
Menu Chef Vol 20
Menu Chef Vol 20Menu Chef Vol 20
Menu Chef Vol 20
 

Último

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsxGuerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsxGuerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 

Diversidade cultural

  • 1. 1 2ª Série - Ensino Médio COLÉGIO ESTADUAL EURÍDICE SANT’ANA CULTURA BRASILEIRA Capítulo 1 A diversidade cultural no Brasil Apesar do processo de globalização, que busca a mundialização do espaço geográfico, tentando através dos meios de comunicação criar uma sociedade homogênea, aspectos locais continuam fortemente presentes. A cultura é um desses aspectos, várias comunidades continuam mantendo seus costumes e tradições. O Brasil, por apresentar uma grande dimensão territorial, configura uma vasta diversidade cultural no seu povo. Os colonizadores europeus, a população indígena e os escravos africanos foram os primeiros responsáveis pela disseminação cultural no Brasil. Em seguida, os imigrantes italianos, japoneses, alemães, árabes, entre outros, contribuíram para a diversidade cultural do Brasil. Aspectos como a culinária, danças, religião, são elementos que integram a cultura de um povo. As regiões brasileiras apresentam diferentes peculiaridades culturais. No Nordeste, a cultura é representada através de danças e festas como o bumba meu boi, maracatu, caboclinhos, carnaval, ciranda, coco, reisado, frevo, cavalhada e capoeira. Capoeira A culinária típica é representada pelo sarapatel, buchada de bode, peixes e frutos do mar, arroz doce, bolo de fubá cozido, bolo de massa de mandioca, broa de milho verde, pamonha, cocada, tapioca, pé de moleque, entre tantos outros. A cultura nordestina também está presente no artesanato de rendas. O Centro-oeste brasileiro tem sua cultura representada pelas Cavalhadas e Procissão do Fogaréu, no Estado de Goiás, o Cururu em Cavalhadas em Pirenópolis (GO) Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A culinária
  • 2. 2 é de origem indígena, e recebe forte influência da culinária mineira e paulista. Os pratos principais são: galinhada com pequi e guariroba, empadão goiano, pamonha, angu, cural, os peixes do Pantanal - como o Pintado, Pacu e Dourado. As representações culturais no Norte do Brasil estão nas festas populares como o Círio de Nazaré, Festival de Paratins a maior festa do boi-bumbá do país. A culinária apresenta uma grande herança indígena, baseada na mandioca e em peixes. Pratos como o tacacá, pirarucu de casaca, pato no tucupi, picadinho de jacaré, mussarela de búfala. As frutas típicas são: cupuaçu, bacuri, açaí, Festival de Paratins (AM) taperebá, graviola, buriti. No Sudeste, várias festas populares de cunho religioso são celebradas no interior da região. Festa do Divino, festejos da Páscoa e dos santos padroeiros, com destaque para a peregrinação a Aparecida (SP), congada, cavalhadas em Minas Gerais, bumba meu boi, carnaval, peão de boiadeiro. A culinária é muito diversificada, os principais pratos são: queijo minas, pão de queijo, feijão tropeiro, tutu de feijão, moqueca capixaba, feijoada, farofa, pirão, etc. Feijoada O Sul apresenta aspectos culturais dos imigrantes portugueses, espanhóis e, principalmente, alemães e italianos. Algumas cidades ainda celebram as tradições dos antepassados em festas típicas, como a Festa da Uva (cultura italiana) e a Oktoberfest (cultura alemã), o fandango de influência portuguesa e espanhola, pau de fita e congada. Na culinária estão presentes: churrasco, chimarrão, camarão, pirão de peixe, marreco assado, barreado (cozido de carne em uma panela de barro), vinho. Churrasco Gaúcho
  • 3. 3 Aspectos culturais da Região Nordeste A Região Nordeste do território brasileiro é composta pelos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Apresenta grande pluralidade cultural, com elementos diversificados, por esse motivo serão abordados alguns elementos que integram a cultura da região. O carnaval é o evento popular mais famoso do Nordeste, especialmente em Salvador, Olinda e Recife. Também as festas juninas de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB) se destacam. Os festejos de bumba meu boi são tradicionais em todos estados nordestinos. Bumba meu Boi é um festejo que apresenta um pequeno drama. O dono do boi, um homem branco, presencia um homem negro roubando o seu animal para alimentar a esposa grávida que estava com vontade de comer língua de boi. Matam o boi, mas depois é preciso ressuscitá-lo. A capoeira foi introduzida no Brasil pelos escravos africanos, é considerada uma modalidade de luta e também de dança. Adquiriu adeptos rapidamente nos estados Bumba Meu boi nordestinos, principalmente na Bahia e Pernambuco. O instrumento utilizado durante as apresentações de capoeira é o berimbau, que é constituído de arco, cabaça cortada, caxixi (cestinha com sementes), vareta e dobrão (moeda). O Reisado é uma manifestação cultural trazida pelos colonizadores portugueses. É um espetáculo popular das festas de Natal e Reis, cujo palco é a praça pública, a rua. No Nordeste, a partir do dia 24 de dezembro, saem os vários Reisados, cada bairro com o seu, cantando e dançando. Os
  • 4. 4 participantes dos Reisados acreditam ser continuadores dos Reis Magos que vieram do Oriente para visitar o Menino Jesus, em Belém. O coco é um estilo de dança muito praticado nos estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. A dança é uma expressão do desabafo da alma popular, da gente mais sofrida do Nordeste brasileiro; além disso, foi a dança preferida dos cangaceiros; Lampião e outros cangaceiros dançavam nas horas de descanso e distração. O frevo surgiu através da capoeira, pois o capoeirista sai dançando o frevo à frente dos cordões, das bandas de música, executando passos semelhantes ao da capoeira. É uma dança de alucinação coletiva, do carnaval pernambucano, é praticado em salões e nas ruas. Frevo em Pernambuco Terno de Zabumba é um conjunto musical típico do Nordeste, que alegra sempre as festas. O Terno de Zabumba exerce função profana e religiosa. Tocam as “salvas”, nas rezas e novenas. É conhecido também pelos nomes de Terno de Música, Esquenta Mulher, Cabaçal e Banda de Couro. O maracatu é originário de Recife (PE), surgiu durante as procissões em louvor a Nossa Senhora do Rosário dos Negros, que batiam o xangô (candomblé) o ano inteiro. O maracatu é um cortejo simples, inicialmente tinha um cunho altamente religioso, hoje é uma mistura de música primitiva e teatro. Marujada é um bailado popular muito antigo. Consiste na dramatização das lutas portuguesas, da tragédia que foi a conquista marítima. Quilombo é um folguedo tradicional alagoano, tema puramente brasileiro, revivendo a época do Brasil Colônia. Dramatiza a fuga dos escravos, que foram buscar um local seguro para se esconder, na serra da Barriga, formando o Quilombo dos Palmares. Candomblé consiste num culto de origem africana trazido pelos escravos negros, na época do Brasil colonial. Na Bahia esse culto é chamado de candomblé, em Pernambuco nomeia-se xangô, no Maranhão, tambor de menina. Atualmente o candomblé, em algumas regiões, está muito modificado em razão da influência dos brancos. Afoxê é o sagrado participando do profano. É uma obrigação religiosa que os membros dos candomblés (de origem jeje-nagô) devem cumprir. É uma vertente do candomblé adequado ao carnaval. Inicia-se com um despacho para Exu, para que ele não interrompa as festividades carnavalescas, dão-lhe farofa de dendê com azeite.
  • 5. 5 A Festa de Iemanjá é um agradecimento à Rainha do Mar. A maior festa de Iemanjá ocorre na Bahia, no Rio Vermelho, dia 2 de fevereiro. Todas as pessoas que têm “obrigação” com a Rainha do Mar se dirigem para a praia. Nesse evento cultural há o encontro de todos os candomblés da Bahia. Levam flores e presentes, principalmente espelhos, pentes, joias e perfumes. Lavagem do Bonfim é uma das maiores festas religiosas populares da Bahia. É realizada numa quinta feira de janeiro. Milhares de romeiros chegam ao Santuário do Senhor do Bonfim, na Bahia. Senhor do Bonfim é o Oxalá africano, existem também promessas católicas de “lavagens de igrejas”. Os fiéis lavam as escadarias da igreja com água e flores. Lavagem do Bonfim Literatura de Cordel é uma das manifestações culturais nordestinas, consiste na elaboração de pequenos livros contendo histórias escritas em prosa ou verso, os assuntos são os mais variados: desafios, histórias ligadas à religião, ritos ou cerimônias. Outro elemento cultural de extrema importância no Nordeste são os artesanatos. A variedade de produtos artesanais na região é imensa, entre eles podemos destacar as redes tecidas, rendas, crivo, produtos de couro, cerâmica, madeira, entre outros. A culinária nordestina é bem diversificada e se destaca pelos temperos fortes e comidas apimentadas. Os pratos típicos são: carne de sol, buchada de bode, sarapatel, acarajé, vatapá, cururu, feijão verde, canjica, tapioca, peixes, frutos do mar, etc. Também são comuns as frutas seriguela, umbu, buriti, cajá e macaúba. Buchada de bode