SlideShare uma empresa Scribd logo
1



Programa de Gestão da Aprendizagem Escolar
Antonio Carlos Carneiro Barroso
Colégio Estadual Dinah Gonçalves




A Utilização da Calculadora na Resolução de Problemas




                           Salvador
                            2012
2



Programa de Gestão da Aprendizagem Escolar
Antonio Carlos Carneiro Barroso
Colégio Estadual Dinah Gonçalves




A Utilização da calculadora na Resolução de Problemas




                           Projeto de pesquisa apresentado ao professor
                           formador Mario Tourinho como avaliação parcial
                           do curso gestar II




                           Salvador
                           2012
3



                           Sumário


1   Apresentação                           4
2   Temática                               5
3   Problemática                           6
4   Justificativa/ Fundamentação teórica   7
5   Objetivos                              8
6   Metodologia aplicada                   9
7   Cronograma de atividades               10
8   Avaliação                              11
9   Referência                             12
4




   1 Apresentação


Na minha experiência profissional como professores de matemática tanto
na rede pública quanto privada podem perceber as dificuldades dos
alunos nas resoluções dos problemas de matemática, sendo que a maior
dificuldade estar relacionada aos cálculos, baseado nesse fato é que nós
resolvemos elaborar esse projeto que consiste no uso da calculadora na
aula de matemática para que os alunos obtenham sucesso na resolução
dos problemas.
   Deve-se reconhecer que no ensino tradicional, se gasta muito tempo
com o mecanismo de calculo ao invés de se ressaltar o significado dos
cálculos. Atualmente as proposta de ensino da matemática não mais
consideram importante que os alunos façam cálculos excessivos, ao invés
disso ele consideram fundamental que os alunos compreendam e
relacionem os diversos ramos da matemática e possam resolver
problemas em diferentes situações.
5



   2   Temática:


A Utilização da calculadora na resolução de problemas
6



   3   Problemática


O uso da calculadora na sala contribui para melhor aprendizagem?
7



4     Justificativa/ Fundamentação teórica


Atualmente, já não faz mais sentido afirmar que as calculadoras devem
ser evitadas na sala de aula de matemática porque os alunos não iriam
mais raciocinar nem se interessar em aprender a tabuada. Muitos deles
têm acesso a essa maquina de muito cedo.
O uso da calculadora, para resolver cálculos trabalhosos já era difundido
na década de 60. Entre tanto, ainda hoje discutimos, na escola pública, se
devemos ou não usá-la, enquanto nas escolas particulares, onde estudam
as camadas da sociedade mais favorecidas economicamente, já são
usados computadores há algum tempo, portanto devemos incentivar e
orientar os alunos quanto ao uso de calculadora na sala de aula.
      A calculadora, uma das ferramentas que o homem desenvolveu
para atender as suas necessidades de fazer cálculos, tem sua utilidades
reconhecida, há muitos tempo, fora da sala de aula.
Entre tanto, cuida hoje seu uso escolar estar cercado de duvidas e
preconceitos infundados. A mão do homem foi à primeira máquina de
calcular de todos os tempos. Foram os dedos das mãos e dos pés os
primeiros a ser utilizado para atender a diferentes necessidades como a
de controlar a quantidade de animais dos rebanhos utilizados em seu
sustento..
                                 Segundo Duhalde (1998) deve-se reconhecer
                                 que no ensino tradicional, de gasta muito tempo
                                 com mecanismo de cálculos ao invés de se
                                 ressaltar o significado dos cálculos. Atualmente,
                                 as propostas de ensino matemático não mais
                                 consideram importante que os alunos façam
                                 cálculos excessivos, a chamada calculadora.
                                 Ao invés disso, consideram fundamental que os
                                 alunos compreendam e relacionem os diversos
                                 ramos   da   matemática    e   passam    resolver
                                 problemas em diferentes situações.
8



   5 Objetivos:
Geral:
Investigar a influência da calculadora na resolução de problemas.
Específicos:
Analisar os benefícios do uso da calculadora na aula discutir o habito dos
estudantes usarem calculadoras avaliar a qualidade do aprendizado com
o uso da calculadora.
9




   6 Metodologia aplicada:


Esse projeto é de cunho qualitativo que visa abordar, se o uso da calculadora na
escola conduz aos estudantes um melhor desempenho nas aulas de matemática.
Para essa abordagem será feita entrevistas e atividades em grupo com os alunos
com os alunos da 8ª A matutino do Colégio Estadual Dinah Gonçalves.
A pós a visita de campo e coleta de dados, os mesmos serão interpretados e
analisados para esta prevista para quatro semanas do mês de outubro.
10




   7 Cronograma de Atividades:


Atividades                  1ª Semana   2ª Semana   3ª Semana   4ª Semana
Pesquisa bibliográfica           X
pesquisa de campo                            X
Levantamento de dados                                    X
Triagem dos questionários                                X
tabulação dos dados                                                  X




   8 Avaliação
11



Após as aulas sobre seno, cosseno e tangente os alunos deverão
responder a um questionário com 20 questões utilizando a calculadora
e a tabua trigonométrica.




9 Referências:
12



Duhalde, Mana Elena. Encontros Iniciais com a matemática: contribuições
á Educação Infantil. Porta Alegre Arte médicas, 1998
Bortolanza, Carlete. Matemática gistosa é a do dia a dia.
Revista nova Escola. São Paulo: Fundação Victor Civita ago.2004
Brasil, secretaria de Educação Fundamental. PeN
Freire, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessário á pratica
educativa. São Paulo: Paz e terra1996

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto tabuada divertida 2012 leitura
Projeto tabuada divertida 2012 leituraProjeto tabuada divertida 2012 leitura
Projeto tabuada divertida 2012 leitura
Márcio Cavallini
 
Slides encontro 16 ago claudia e fabiana 2014
Slides encontro  16 ago claudia e fabiana 2014Slides encontro  16 ago claudia e fabiana 2014
Slides encontro 16 ago claudia e fabiana 2014
Fabiana Esteves
 
Ch 01595
Ch 01595Ch 01595
Ch 01595
Fran Correa
 
Livro aprender mais_matematica_anos_finais
Livro aprender mais_matematica_anos_finaisLivro aprender mais_matematica_anos_finais
Livro aprender mais_matematica_anos_finais
Fran Correa
 
Livro aprender mais_matematica_anos_finais2
Livro aprender mais_matematica_anos_finais2Livro aprender mais_matematica_anos_finais2
Livro aprender mais_matematica_anos_finais2
elannialins
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Geraldo PROFESSOR
 
Slide Artigo Resolução de Problemas
Slide Artigo Resolução de ProblemasSlide Artigo Resolução de Problemas
Slide Artigo Resolução de Problemas
Edir Amaral
 
Projeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na EscolaProjeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na Escola
School
 
Artigo sobre ensino da matematica
Artigo sobre ensino da matematicaArtigo sobre ensino da matematica
Artigo sobre ensino da matematica
Leonardo Costa Leonardo
 
A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008
A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008
A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008
Nanci Rodrigues
 
8º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 2014
8º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 20148º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 2014
8º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 2014
Fabiana Esteves
 
Projeto intervencao matemática
Projeto intervencao   matemáticaProjeto intervencao   matemática
Projeto intervencao matemática
Leonaci Rios
 
Uma visão prática para o ensino de frações completa
Uma visão prática para o ensino de frações completaUma visão prática para o ensino de frações completa
Uma visão prática para o ensino de frações completa
slucarz
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
loh09
 
E3e4 matemática
E3e4 matemáticaE3e4 matemática
E3e4 matemática
Adrielly Neres
 
Projeto 1ª Olimpiada De Matemática
Projeto 1ª Olimpiada De MatemáticaProjeto 1ª Olimpiada De Matemática
Projeto 1ª Olimpiada De Matemática
Pérola Santos
 
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Abraão Matos
 
Materiais concretos
Materiais concretosMateriais concretos
Materiais concretos
Marcio Vilhena
 
Planos de aula mat 5º ano
Planos de aula mat   5º anoPlanos de aula mat   5º ano
Planos de aula mat 5º ano
Eunice Rodrigues
 

Mais procurados (19)

Projeto tabuada divertida 2012 leitura
Projeto tabuada divertida 2012 leituraProjeto tabuada divertida 2012 leitura
Projeto tabuada divertida 2012 leitura
 
Slides encontro 16 ago claudia e fabiana 2014
Slides encontro  16 ago claudia e fabiana 2014Slides encontro  16 ago claudia e fabiana 2014
Slides encontro 16 ago claudia e fabiana 2014
 
Ch 01595
Ch 01595Ch 01595
Ch 01595
 
Livro aprender mais_matematica_anos_finais
Livro aprender mais_matematica_anos_finaisLivro aprender mais_matematica_anos_finais
Livro aprender mais_matematica_anos_finais
 
Livro aprender mais_matematica_anos_finais2
Livro aprender mais_matematica_anos_finais2Livro aprender mais_matematica_anos_finais2
Livro aprender mais_matematica_anos_finais2
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Slide Artigo Resolução de Problemas
Slide Artigo Resolução de ProblemasSlide Artigo Resolução de Problemas
Slide Artigo Resolução de Problemas
 
Projeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na EscolaProjeto Matemática na Escola
Projeto Matemática na Escola
 
Artigo sobre ensino da matematica
Artigo sobre ensino da matematicaArtigo sobre ensino da matematica
Artigo sobre ensino da matematica
 
A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008
A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008
A Historia da Matemática e a Geometria na Educação de Jovens e Adultos/2008
 
8º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 2014
8º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 20148º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 2014
8º encontro slides claudia e fabiana - 25 de outubro 2014
 
Projeto intervencao matemática
Projeto intervencao   matemáticaProjeto intervencao   matemática
Projeto intervencao matemática
 
Uma visão prática para o ensino de frações completa
Uma visão prática para o ensino de frações completaUma visão prática para o ensino de frações completa
Uma visão prática para o ensino de frações completa
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 
E3e4 matemática
E3e4 matemáticaE3e4 matemática
E3e4 matemática
 
Projeto 1ª Olimpiada De Matemática
Projeto 1ª Olimpiada De MatemáticaProjeto 1ª Olimpiada De Matemática
Projeto 1ª Olimpiada De Matemática
 
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
Projeto de ensino; operações matemáticas na cesta básica. 2010
 
Materiais concretos
Materiais concretosMateriais concretos
Materiais concretos
 
Planos de aula mat 5º ano
Planos de aula mat   5º anoPlanos de aula mat   5º ano
Planos de aula mat 5º ano
 

Semelhante a Projeto gestar ii

Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
A viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimentoA viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimento
slucarz
 
A viabilidade da construção do conhecimento de números
A viabilidade da construção do conhecimento de númerosA viabilidade da construção do conhecimento de números
A viabilidade da construção do conhecimento de números
slucarz
 
A viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimentoA viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimento
slucarz
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemasPNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
ElieneDias
 
Síntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaicSíntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaic
Fatima Lima
 
Sala aula foco
Sala aula focoSala aula foco
Sala aula foco
Escola do Amanhã
 
A sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloiA sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloi
daliarafaela
 
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Dos naturais aos racionais. texto
Dos naturais aos racionais. textoDos naturais aos racionais. texto
Dos naturais aos racionais. texto
CidaLoth
 
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...
Daniel Raber
 
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdfMaterial-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
GalbertoGomesOliveir1
 
ensinar-multiplicacao-e-divisao
 ensinar-multiplicacao-e-divisao ensinar-multiplicacao-e-divisao
ensinar-multiplicacao-e-divisao
a1980
 
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 

Semelhante a Projeto gestar ii (20)

Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
 
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
 
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
 
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 8ªsérie9º ano gestar 2012
 
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 7ªsérie8º ano gestar 2012
 
Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 5ªsérie6º ano gestar 2012
 
A viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimentoA viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimento
 
A viabilidade da construção do conhecimento de números
A viabilidade da construção do conhecimento de númerosA viabilidade da construção do conhecimento de números
A viabilidade da construção do conhecimento de números
 
A viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimentoA viabilidade da construção do conhecimento
A viabilidade da construção do conhecimento
 
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemasPNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
PNAIC - MATEMÁTICA - Operações na resolução problemas
 
Síntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaicSíntese caderno4 pnaic
Síntese caderno4 pnaic
 
Sala aula foco
Sala aula focoSala aula foco
Sala aula foco
 
A sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloiA sala deaulaemfocomoduloi
A sala deaulaemfocomoduloi
 
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
 
Dos naturais aos racionais. texto
Dos naturais aos racionais. textoDos naturais aos racionais. texto
Dos naturais aos racionais. texto
 
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: Uma proposta com potencia...
 
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdfMaterial-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
Material-de-MAtemática-para-Professores-do-4º-e-5º-anos-1.pdf
 
ensinar-multiplicacao-e-divisao
 ensinar-multiplicacao-e-divisao ensinar-multiplicacao-e-divisao
ensinar-multiplicacao-e-divisao
 
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de2ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de2ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
 
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
Plano de 1ª aula 6ªsérie7º ano gestar 2012
 

Mais de Antonio Carneiro

Volumes 17122016
Volumes 17122016Volumes 17122016
Volumes 17122016
Antonio Carneiro
 
Sessão de cônicas 17122016
Sessão de cônicas 17122016Sessão de cônicas 17122016
Sessão de cônicas 17122016
Antonio Carneiro
 
Angulos 17122016
Angulos 17122016Angulos 17122016
Angulos 17122016
Antonio Carneiro
 
Estudodareta 17122016
Estudodareta 17122016Estudodareta 17122016
Estudodareta 17122016
Antonio Carneiro
 
Função de 2º grau 17122016
Função de 2º grau 17122016Função de 2º grau 17122016
Função de 2º grau 17122016
Antonio Carneiro
 
Polinomios 17122016
Polinomios 17122016Polinomios 17122016
Polinomios 17122016
Antonio Carneiro
 
Matrizes 17122016
Matrizes 17122016Matrizes 17122016
Matrizes 17122016
Antonio Carneiro
 
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Antonio Carneiro
 
Matriz
MatrizMatriz
Polinomios
PolinomiosPolinomios
Polinomios
Antonio Carneiro
 
Matrizes
Matrizes Matrizes
Matrizes
Antonio Carneiro
 
Matrizes
MatrizesMatrizes
Ângulo
ÂnguloÂngulo
Função do 2º Grau.
Função do 2º Grau.Função do 2º Grau.
Função do 2º Grau.
Antonio Carneiro
 
Estudo da reta
Estudo da retaEstudo da reta
Estudo da reta
Antonio Carneiro
 
Matemática Comercial e Financeira
 Matemática Comercial e Financeira Matemática Comercial e Financeira
Matemática Comercial e Financeira
Antonio Carneiro
 
Sessões Cônicas
 Sessões Cônicas Sessões Cônicas
Sessões Cônicas
Antonio Carneiro
 
Triângulo
TriânguloTriângulo
Triângulo
Antonio Carneiro
 
Produtos notaveis
Produtos notaveisProdutos notaveis
Produtos notaveis
Antonio Carneiro
 
Função Exponencial
Função ExponencialFunção Exponencial
Função Exponencial
Antonio Carneiro
 

Mais de Antonio Carneiro (20)

Volumes 17122016
Volumes 17122016Volumes 17122016
Volumes 17122016
 
Sessão de cônicas 17122016
Sessão de cônicas 17122016Sessão de cônicas 17122016
Sessão de cônicas 17122016
 
Angulos 17122016
Angulos 17122016Angulos 17122016
Angulos 17122016
 
Estudodareta 17122016
Estudodareta 17122016Estudodareta 17122016
Estudodareta 17122016
 
Função de 2º grau 17122016
Função de 2º grau 17122016Função de 2º grau 17122016
Função de 2º grau 17122016
 
Polinomios 17122016
Polinomios 17122016Polinomios 17122016
Polinomios 17122016
 
Matrizes 17122016
Matrizes 17122016Matrizes 17122016
Matrizes 17122016
 
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
 
Matriz
MatrizMatriz
Matriz
 
Polinomios
PolinomiosPolinomios
Polinomios
 
Matrizes
Matrizes Matrizes
Matrizes
 
Matrizes
MatrizesMatrizes
Matrizes
 
Ângulo
ÂnguloÂngulo
Ângulo
 
Função do 2º Grau.
Função do 2º Grau.Função do 2º Grau.
Função do 2º Grau.
 
Estudo da reta
Estudo da retaEstudo da reta
Estudo da reta
 
Matemática Comercial e Financeira
 Matemática Comercial e Financeira Matemática Comercial e Financeira
Matemática Comercial e Financeira
 
Sessões Cônicas
 Sessões Cônicas Sessões Cônicas
Sessões Cônicas
 
Triângulo
TriânguloTriângulo
Triângulo
 
Produtos notaveis
Produtos notaveisProdutos notaveis
Produtos notaveis
 
Função Exponencial
Função ExponencialFunção Exponencial
Função Exponencial
 

Projeto gestar ii

  • 1. 1 Programa de Gestão da Aprendizagem Escolar Antonio Carlos Carneiro Barroso Colégio Estadual Dinah Gonçalves A Utilização da Calculadora na Resolução de Problemas Salvador 2012
  • 2. 2 Programa de Gestão da Aprendizagem Escolar Antonio Carlos Carneiro Barroso Colégio Estadual Dinah Gonçalves A Utilização da calculadora na Resolução de Problemas Projeto de pesquisa apresentado ao professor formador Mario Tourinho como avaliação parcial do curso gestar II Salvador 2012
  • 3. 3 Sumário 1 Apresentação 4 2 Temática 5 3 Problemática 6 4 Justificativa/ Fundamentação teórica 7 5 Objetivos 8 6 Metodologia aplicada 9 7 Cronograma de atividades 10 8 Avaliação 11 9 Referência 12
  • 4. 4 1 Apresentação Na minha experiência profissional como professores de matemática tanto na rede pública quanto privada podem perceber as dificuldades dos alunos nas resoluções dos problemas de matemática, sendo que a maior dificuldade estar relacionada aos cálculos, baseado nesse fato é que nós resolvemos elaborar esse projeto que consiste no uso da calculadora na aula de matemática para que os alunos obtenham sucesso na resolução dos problemas. Deve-se reconhecer que no ensino tradicional, se gasta muito tempo com o mecanismo de calculo ao invés de se ressaltar o significado dos cálculos. Atualmente as proposta de ensino da matemática não mais consideram importante que os alunos façam cálculos excessivos, ao invés disso ele consideram fundamental que os alunos compreendam e relacionem os diversos ramos da matemática e possam resolver problemas em diferentes situações.
  • 5. 5 2 Temática: A Utilização da calculadora na resolução de problemas
  • 6. 6 3 Problemática O uso da calculadora na sala contribui para melhor aprendizagem?
  • 7. 7 4 Justificativa/ Fundamentação teórica Atualmente, já não faz mais sentido afirmar que as calculadoras devem ser evitadas na sala de aula de matemática porque os alunos não iriam mais raciocinar nem se interessar em aprender a tabuada. Muitos deles têm acesso a essa maquina de muito cedo. O uso da calculadora, para resolver cálculos trabalhosos já era difundido na década de 60. Entre tanto, ainda hoje discutimos, na escola pública, se devemos ou não usá-la, enquanto nas escolas particulares, onde estudam as camadas da sociedade mais favorecidas economicamente, já são usados computadores há algum tempo, portanto devemos incentivar e orientar os alunos quanto ao uso de calculadora na sala de aula. A calculadora, uma das ferramentas que o homem desenvolveu para atender as suas necessidades de fazer cálculos, tem sua utilidades reconhecida, há muitos tempo, fora da sala de aula. Entre tanto, cuida hoje seu uso escolar estar cercado de duvidas e preconceitos infundados. A mão do homem foi à primeira máquina de calcular de todos os tempos. Foram os dedos das mãos e dos pés os primeiros a ser utilizado para atender a diferentes necessidades como a de controlar a quantidade de animais dos rebanhos utilizados em seu sustento.. Segundo Duhalde (1998) deve-se reconhecer que no ensino tradicional, de gasta muito tempo com mecanismo de cálculos ao invés de se ressaltar o significado dos cálculos. Atualmente, as propostas de ensino matemático não mais consideram importante que os alunos façam cálculos excessivos, a chamada calculadora. Ao invés disso, consideram fundamental que os alunos compreendam e relacionem os diversos ramos da matemática e passam resolver problemas em diferentes situações.
  • 8. 8 5 Objetivos: Geral: Investigar a influência da calculadora na resolução de problemas. Específicos: Analisar os benefícios do uso da calculadora na aula discutir o habito dos estudantes usarem calculadoras avaliar a qualidade do aprendizado com o uso da calculadora.
  • 9. 9 6 Metodologia aplicada: Esse projeto é de cunho qualitativo que visa abordar, se o uso da calculadora na escola conduz aos estudantes um melhor desempenho nas aulas de matemática. Para essa abordagem será feita entrevistas e atividades em grupo com os alunos com os alunos da 8ª A matutino do Colégio Estadual Dinah Gonçalves. A pós a visita de campo e coleta de dados, os mesmos serão interpretados e analisados para esta prevista para quatro semanas do mês de outubro.
  • 10. 10 7 Cronograma de Atividades: Atividades 1ª Semana 2ª Semana 3ª Semana 4ª Semana Pesquisa bibliográfica X pesquisa de campo X Levantamento de dados X Triagem dos questionários X tabulação dos dados X 8 Avaliação
  • 11. 11 Após as aulas sobre seno, cosseno e tangente os alunos deverão responder a um questionário com 20 questões utilizando a calculadora e a tabua trigonométrica. 9 Referências:
  • 12. 12 Duhalde, Mana Elena. Encontros Iniciais com a matemática: contribuições á Educação Infantil. Porta Alegre Arte médicas, 1998 Bortolanza, Carlete. Matemática gistosa é a do dia a dia. Revista nova Escola. São Paulo: Fundação Victor Civita ago.2004 Brasil, secretaria de Educação Fundamental. PeN Freire, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessário á pratica educativa. São Paulo: Paz e terra1996