SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA LUQUINHA
                     RUA: JOSÉ TOMAZ DE AQUINO, Nº 045.
                       DONA INÊS – PARAÍBA – BRASIL




     AUTORES, COAUTORES, ELABORADORES E EXECUTORES:
1.   IZABEL CRISTINA COSTA DE ARAÚJO RODRIGUES
2.   JOSENILDO FERNANDES DA SILVA
3.   MARIA DAS DORES SILVA ARAÚJO
4.   MARIA DA PAZ TEIXEIRA
5.   ROCICLEIDE FRAZÃO
6.   ROSINEIDE MAXIMINO DUARTE
7. PDE – ESCOLA
8. MONITORES:
     Alfredo Pinho e companhia LTDA;
     Esteves



                         Dona Inês/PB, 17/julho/2011.


                                                          1
SUMÁRIO
1. APRESENTAÇÃO........................................................................03



2. JUSTIFICATIVA..........................................................................04


3. OBJETIVOS:................................................................................08

   GERAL
   ESPECIFICOS


4. DESENVOLVIMENTO:...................................................................10

   METODOLOGIA
   LOCAIS DAS ATIVIDADES
   TEMPO DE DURAÇÃO DO PROJETO
   RECURSOS UTILIZADOS


5. PROGRAMA ANUAL......................................................................14


6. REFERÊNCIAS...............................................................................17




                                                                                                  2
APRESENTAÇÃO
        O xadrez é utilizado na educação como instrumento multidisciplinar, pois auxilia no
desenvolvimento de algumas características do pensamento cognitivo, como abstração,
memorização, raciocínio lógico, dedução, indução e seu vínculo com a informática e as
novas tecnologias de informação que permitem aumentar o espectro de sua utilização.
        A escola dos novos tempos tem um papel muito mais importante do que há uma
década. O mundo mudou, uma multiplicidade de novas formas de ensino surge a cada dia;
a inserção de novas tecnologias, principalmente ligada à área de informática, tem feito uma
revolução diária no cotidiano dos profissionais da educação. Não se adaptar a essas
mudanças, não se capacitar, não se reciclar é parar no tempo e, consequentemente, não
ser capaz de acompanhar a evolução do ensino. Apesar de percebermos uma significativa
mudança de valores em nosso país, com relação à valorização do profissional da
educação, é claro que muito ainda precisa ser feito. A cada dia, vemos despertar a
consciência de que, para ter um país desenvolvido, precisamos investir na educação, em
especial, a qualificação profissional de nossos educadores. A implantação do Projeto de
Xadrez na Escola Municipal Professora Luquinha é uma Ação do PDE – Escola com
atuação dos docentes, sendo uma iniciativa que caminha em sintonia com as novas
tendências educacionais do país e do mundo. Além de oferecer suporte teórico e
experimental aos alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental da rede municipal, poderá
enriquecer a sua atuação discente e docente, além de formar agentes multiplicadores, que,
certamente, difundirão a prática pedagógica e esportiva dessa ciência.
        Este projeto iniciará suas atividades no mês de agosto de 2011 e terá continuidade
do1º bimestre letivo de 2012, sendo duas turmas em seu piloto nos ambos os turnos:
manhã e tarde. O Projeto Xadrez na Escola será desenvolvido com grupos misto de
crianças na faixa etária dos 08 aos 14 anos, com o objetivo de despertar nelas o espírito de
disciplina e integração, visando ao aprimoramento, técnico, moral e intelectual.




                                                                                               3
JUSTIFICATIVA
      O projeto xadrez na Escola, em especial na Escola Municipal Professora Luquinha, surgiu
da experiência vivida pela professora e autora desse projeto, IZABELCRISTINA COSTA DE
ARAÚJO RODRIGUES, qual participou do Curso INICIAÇÃO AO XADREZ, promovido
pelo Centro de Referência da Assistência Social – CRAS, no período de 09 de maio de 2009 até
17 de novembro do mesmo ano, sendo a princípio o público alvo apenas docente, quais se
tonarão disseminadores para os discentes nas Escolas Municipais do Município de Dona Inês no
ano letivo de 2010, não preenchendo as vagas com estes membros, foi aberto ao público e assim
atendeu várias pessoas da sociedade local. Só agora no ano 2011 vai tornar realidade com apoio
financeiro do PDE – Escola, junto ao apoio logístico de importância apoiadora dos membros da
escola como também dos monitores e amigos da Escola.
      Durante essa experiência desenvolverão o xadrez como uma disciplina extraclasse e
modalidade esportiva, serão adquiridas conhecimentos importantes sobre esse jogo.
Conhecimentos estes que nos levarão a descobrir que o jogo de xadrez está implantado em várias
escolas do Brasil numa escala bastante acentuada e a nossa entrará para esta rica estatística.
      A presença do xadrez na grande maioria dos centros educativos é hoje uma realidade.
Sejam por meio das associações de pais, de clubes esportivos, escolas municipais, de algum
professor com interesse pelo xadrez, ou inclusive através de academias privadas. “É uma situação
de feito e não de direito".
      Esse projeto de xadrez na escola justifica sua existência por estar demonstrando que o
xadrez:

       É cultura: uma atividade lúdica de origem milenar que se tem distribuído por todos
       os países do mundo e que encerra um corpo de conhecimentos e experiência que
       constituem patrimônio cultural da humanidade.
       Tem uma base matemática: a matemática é um instrumento e linguagem da ciência,
       da técnica e do pensamento organizado.
       Estimula o desenvolvimento de habilidades cognitivas tais como: atenção, memória,
       raciocínio lógico, inteligência, imaginação, etc...; capacidades fundamentais no
       desenvolvimento futuro do indivíduo.
       Estimula a autoestima, a competição saudável e o trabalho em equipe.

                                                                                                   4
Pode ser utilizado como elemento estruturante do tempo livre do indivíduo.
       Proporciona prazer em seu estudo e prática.
       Por ser um jogo de regras, dita uma pauta ética em um momento propício para a
       aquisição de valores morais.
       Devido às suas múltiplas virtudes, contribui para a formação de melhores cidadãos.

            O jogo de xadrez é uma atividade que através do tempo, conquistou cultura e
costumes de povos e países em todo mundo durante milênios.
            O xadrez é o segundo esporte mais praticado no mundo, é um grande impulsionador
da imaginação, que também contribui para o desenvolvimento da memória da capacidade de
concentração e da velocidade de raciocínio. Foi constatado que o xadrez desempenha um papel
social por ensinar a lidar com a derrota e com a vitória, mostrando que "derrota não é sinônimo
de fracasso nem vitória é sinônimo de sucesso". O xadrez é capaz de mostrar consequências de
atitudes displicentes, que não tenham sido previamente calculadas, por conseguinte, estimular o
hábito de refletir antes de agir, além de ensinar a arcar com as próprias responsabilidades dos
próprios atos.
            O raciocínio lógico e a capacidade de calculo são estimulados, produzindo excelentes
resultados no desempenho escolar, com destaque particularmente notável em casos de Física e
matemática.
            Algumas pesquisas educativas relacionadas com o xadrez provam a influência
positiva deste jogo/esporte sobre seus praticantes.
            Por exemplo, há mais de cem anos, Binet (1891) foi o primeiro que começou a
estabelecer relações entre o xadrez e sua influência sobre aspectos da mente tais como:
inteligência, concentração, imaginação e memória.
            Rank (1974), trabalhando com dois grupos de estudantes, um que estudava o xadrez e
outro sem instrução enxadrística, demonstrou que o grupo que estudava o xadrez em cursos
dirigidos apresentava uma performance melhor tanto na parte de cálculos como na parte verbal.
            Por exemplo, Stephenson (1979), trabalhando com programas intensivo de xadrez
provou o aumento do rendimento escolar nas atitudes, esforço, concentração e auto-estima em,
pelo menos, 50% de seus estudantes.
            Browm (1981), afirma que a difusão do xadrez no meio escolar contribui, não
somente para se exercitar as qualidades pessoais de cada indivíduo como também ajuda a superar
problemas de convívio em grupo e de conduta.
            Nesse mesmo ano, Cristiansem, trabalhando com programas de xadrez para crianças
de 10 e 11 anos demonstrou que este influenciava positivamente o rendimento geral de seus
alunos.
            Fergusson, em 1983, demonstrou a influencia decisiva do xadrez sobre o pensamento
crítico de estudantes que haviam sido submetidos a cursos intensivos desta disciplina.
            Pesquisas realizadas por Charles Partos, professor do Departamento de Instrução
Pública do Cantão do Valais (Suíça), afirma que o xadrez desenvolve:
            1. A atenção e concentração;
            2. O julgamento e o planejamento;

                                                                                                   5
3. A imaginação e a antecipação;
           4. A memória;
           5. A vontade de vencer, a paciência e o autocontrole;
           6. O espírito de decisão e a coragem;
           7. A lógica matemática, o raciocínio analítico e sintético;
           8. A criatividade;
           9. A inteligência;
          10.A organização metódica do estudo e o interesse pelas línguas estrangeiras.

           "Depois de anos pesquisando o desenvolvimento da concentração em crianças e
adolescentes posso afirmar que o progresso mais acentuado coincide-se com o começo da prática
do xadrez, o qual influe, sem dúvida, na mentalidade deles".
                                                   KROGIUS, N. V. La psicologia em ajedrez.

           "A impossibilidade de conhecer o melhor lance em uma partida de xadrez é que eleva
o xadrez de um jogo científico para uma forma de arte, um meio de expressão individual".
                                                                   JOHN R. BOWAN(Físico)



         “Por isso o xadrez merece credito, porque ensina o mais importante na
solução de um problema, que é saber olhar e entender a realidade que se
apresenta.”
            E, além disso, aprender que as peças no xadrez não têm valores absolutos, que se
devem controlar as posições das demais peças, tanto as próprias como as do adversário, para
armar uma estratégia. Ter a percepção de flexibilidade e reversibilidade do pensamento que
ordena o jogo.
            Quantas vezes podemos notar crianças, por exemplo, ao não entenderem o que o
enunciado do problema lhe diz. Não sabem solucioná-lo, aprendem fórmulas de memória, quando
encontram textos diferentes não acham a resposta correta.
            Devemos conseguir que as crianças e jovens encontrem seus próprios sistema de ação
e para isso teremos que evitar, sempre que possível, as soluções mecanizadas.
            Assim na escola secundária com os dados de um teorema e sua idéia, a demonstração
pode ser encontrada pelo aluno, porém para que isso aconteça é importante certo treinamento na
escola fundamental.
            Sentindo a importância que o jogo de xadrez tem hoje no âmbito escolar no mundo e
no Brasil, elaboramos esse projeto xadrez nas escolas, para ser implantado nas escolas estaduais
de Mossoró e quem sabe no futuro em todo estado.
           Trata-se de um instrumento de grande relevância para divulgar e difundir o xadrez,
tornando-o popular e objeto de estudo para ser admirado, praticado e construir uma disciplina
opcional ou curricular obrigatória nas escolas.



                                                                                                   6
Nossa idéia é que em uma época em que os conhecimentos se ultrapassam em
quantidade e a vida é efêmera, a melhor ferramenta que a criança pode obter em sua escolaridade
é um PENSAMENTO ORGANIZADO, utilizando para isso o xadrez como recurso.

                                         “Os hindus explicam pelas casas do
tabuleiro a passagem do tempo e das idades, as grandes influências que regem o
mundo e os vínculos que unem o xadrez com as almas humanas.” ..........     Al
Masudi, historiador árabe, no ano 947.

QUADRO COMPARATIVO DAS CARACTERÍSTICAS DO
XADREZ E SUAS IMPLICAÇÕES EDUCATIVAS

   CARACTERÍSTICAS DO XADREZ                          IMPLICAÇÕES NOS ASPECTOS
                                                    EDUCACIONAIS E DE FORMAÇÃO
                                                                DO CARÁTER
Concentração      enquanto      imóvel     na     Desenvolvimento         do    autocontrole
cadeira                                           psicofísico

Fornecer um número de movimentos                  Avaliação da hierarquia do problema e
num determinado tempo                             a locação do tempo disponível
                                                  Desenvolvimento da capacidade para
Movimentar peças após              exaustiva      pensamento abrangente e profundo
análise de lances seguintes

Encontrar um lance, a procura de outro            Empenho no progresso contínuo
melhor.
De uma posição a principio igual,
direcionar a uma conclusão brilhante              Criatividade e imaginação
(combinação)
O resultado indica quem tinha melhor
plano                                             Respeito à opinião do interlocutor
                                                  Capacidade para o processo de tomar
Entre várias possibilidades, escolher             decisões com autonomia
uma única, sem ajuda externa.



Um movimento deve ser conseqüência                Capacidade para o pensamento e
lógica do anterior devendo apresentar o           execução lógicos, auto consistência e
seguinte                                          fluidez de raciocínio.

                                                                                                  7
PÚBLICO ALVO:

       Alunos da Escola Municipal Professora Luquinha.



    DISCIPLINAS ENVOLVIDAS NO PROJETO:

      Português, Matemática, Geografia, História, Ciências, Artes e Educação Física.




                                                                                        8
OBJETIVOS

                     OBJETIVOS GERAIS DO PROJETO
     Proporcionar aos alunos da Escola municipal Professora Luquinha a oportunidade de
    conhecer e aprender o jogo de xadrez e utilizá-lo para desenvolver suas habilidades
    cognitivas, democratizando este jogo-arte-ciência popularizando-o na escola e na
    Comunidade Escola locais.


                        OBJETIVOS ESPECÍFICOS
     Criar um intercâmbio entre as escolas Municipais.
        Oferecer aos alunos uma opção de atividades extraclasse.
        Dar oportunidade aos alunos praticantes do xadrez de ter um local e material
    necessário para evoluir na sua aprendizagem.
        Preparar alunos da Escola para o torneio de competição.
        Incentivar a pratica do xadrez e preparar os alunos para realizar competição interna
    na sua respectiva escola.
        Educar através da ética enxadrística.
        Implantar o clube de xadrez escolar.




                                                                                                9
DESENVOLVIMENTO DO
     PROJETO - ETAPAS

          O Projeto Xadrez Na Escola Professora Luquinha foi planejado para ser
executado por etapas:

          1ª ETAPA - INSTALAÇÃO DO LOCAL PARA EXECUÇÃO DO PROJETO:
                 Instalar-se-á na em uma sala (a ser definida) da Escola Municipal Professora
Luquinha com as condições possíveis e necessárias ao desenvolvimento do jogo de xadrez para o
número de 28 alunos em duas turmas de quatorze enxadristas. A princípio iniciará com apenas o
numero de sete tabuleiros educativos de material em madeira e plástico.

           2ª ETAPA - FORMAÇÃO DAS EQUIPES DE TRABALHO
                 A formação das equipes de trabalho será feita através de convites as enxadristas
que participarão ao curso de Xadrez aplicado pelo CRAS no ano de 2009. Num primeiro
momento a professora Izabel Cristina C. A. Rodrigues se responsabilizar-se deste convite e
agendamento do primeiro contato na Escola.

          3ª ETAPA - ELABORAÇÃO DO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
           Em parceria da Direção da Escola faremos um levantamento dos discentes
selecionados e elaboraremos um cronograma de atividades para realizar as oficinas de xadrez.
Essas oficinas serão distribuídas e executadas de acordo com a realidade do espaço físico
disponível em consonância com o horário vago do Enxadrista responsável.

           4ª ETAPA - FUNCIONAMENTO DA SALA DE XADREZ NA ESCOLA
MUNICIPAL PROFESSORA LUQUINHA:
           O CLUBE ESCOLAR DE XADREZ. Uma equipe realizará a divulgação do
projeto em todas as salas de aulas da E.E. JERÔNIMO ROSADO, nos três turnos, incentivando
os alunos a participarem das atividades que serão realizadas no CLUBE ESCOLAR DE XADREZ.

                                                                                                    10
Faremos suas inscrições e distribuiremos todos nos seus respectivos horários de acordo suas
disponibilidades e de seu nível, se é praticante ou iniciante no xadrez.

        5ª ETAPA - AS OFICINAS DE XADREZ
            As oficinas consistem na apresentação do jogo de xadrez por equipes previamente
selecionadas e treinadas no próprio clube escolar de xadrez. Com material disponível. Nessas
oficinas incentivaremos a pratica do jogo de xadrez e incentivaremos os enxadristas a sua prática
para melhor se tornar estrategista de jogo.
            Todos serão inscritos em horários pré-estabelecidos e receberão todo apoio para sua
participação como principiante ou praticante do jogo de xadrez.
            As oficinas serão realizadas, em datas e horários definidos pela própria escola junto ao
CLUBE ESCOLAR DE XADREZ.
            Nessas oficinas poderão aparecer alunos com nível avançado no jogo do xadrez, os
mesmo serão orientados e atualizados em relação aos torneios e campeonatos e receberão atenção
especial para serem treinados e servirem de elo entre sua escola e o clube escolar de xadrez.

            6ª ETAPA - ORGANIZAR O FUNCIONAMENTO DO CLUBE ESCOLAR DE
XADREZ.
           O CLUBE ESCOLAR DE XADREZ funcionará nos dois turnos onde será escalonado o
pessoal que irá executar os trabalhos. Um programa anual com conteúdos elaborados de acordo
com o nível das turmas selecionadas norteara a metodologia de ensino.
           Um corpo administrativo escolhido pela diretora da escola PAULA ALVES DA
SILVA junto a professora responsável pela implantação deste Projeto, orientado pela equipe
responsável do projeto criará um estatuto para nortear e disciplinar o funcionamento do CLUBE
ESCOLAR DE XADREZ.

           .7ª ETAPA - ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÕES.
             Definido as normas e regulamento do funcionamento do CLUBE ESCOLAR DE
XADREZ, a equipe responsável pela direção acompanhará o bom andamento das atividades,
preservando o patrimônio, a disciplina interna e realizando reuniões para planejar e avaliar os
alunos participantes.

            8ª ETAPA - REALIZAR TORNEIOS E CAMPEONATOS.
            Ao final do ano de funcionamento (2011) do CLUBE ESCOLAR DE XADREZ, será
realizado um torneio e campeonato com os participantes que apresentarem desempenho
satisfatório no jogo de xadrez e os enxadristas que já participaram de eventos anteriormente.
Nesta etapa não é obrigatória à participação de todos, porque o nosso objetivo maior é implantar
uma metodologia em que o xadrez seja visto como um instrumento para a educação global do
aluno, um suporte pedagógico a ser utilizado na escola e não uma modalidade esportiva.

           10ª ETAPA - ESTUDOS DE NOVA PERSPECTIVAS PARA O XADREZ



                                                                                                       11
No último bimestre do ano letivo terá a realização de uma fórum para avaliar e debater
    o desenvolvimento do projeto para sabermos se houveram avanços ou retrocessos na metodologia
    aplicada e definir os rumos a serem seguidos. É objetivo a continuação desse projeto para num
    futuro próximo implantar definitivamente o xadrez como uma disciplina opcional ou curricular
    obrigatória nas escolas estaduais.


         LOCAL DAS ATIVIDADES
    Escola Municipal Professora Luquinha.




    TEMPO DE DURAÇÃO DO PROJETO
    Todo ano letivo




                RECURSOS HUMANOS E MATERIAL
    RECURSOS HUMANOS;

      Professores da rede municipal de ensino com conhecimento na prática de xadrez;
      Professores e funcionários da Escola Municipal Professora Luquinha;
      Voluntários;
      Participantes do clube “Dona Inês” de xadrez.


    RECURSOS MATERIAIS;
    Recursos materiais, necessários para implantação do CLUBE DE XADREZ ESCOLAR,
    para serem utilizados por grupos com média: quatorze a vinte enxadristas.


                        RECURSOS                               QUANTIDADE             CUSTOS
                                                                                      (+/-)
      Tabuleiros de xadrez escolar                                   07               300,00
      Conjuntos de peças para xadrez                                 07
      Relógios para xadrez                                           03               250,00
      Quadro de lousa                                                01               DOAÇÃO
                                                                                      SECRETARIA

      Pincel atômico                                                 01               6,00
      Material didático para oficinas                      -                          100,00
      CUSTO TOTAL APROXIMADO                                                          656,00
                                                                                                        12
SUGESTÃO DE MATERIAL COMPLEMENTAR

LIVROS:

Bobby Fisher Ensina Xadrez
Coleção IRIS - Editora Cedibra


Manual de Xadrez
Idel Becker
Livraria Nobel SA- São Paulo - SP


Xadrez Básico
Dr. Orfeu Gilberto D'agostini
EDIOURO


XADREZ - Partidas selecionadas de V.V. Smyslov
IBRASA


Ataque e Contra-ataque no xadrez
Fred Reinfeld
IBRASA


Lições Elementares de Xadrez
José Raul Capablanca
Hemus Editora Ltda
Fone:(011)2799911


Estratégias Vitoriosas no xadrez
Yasser Seirawan-8604 e (011)820-6622.
MAKRON Books do Brasil Editora Ltda - Sã- SP o Paulo




                                                       13
PROGRAMA ANUAL

    1 - Histórico.
    2 - Objetivo pedagógico do jogo.
    3 - O tabuleiro;
           Divisão
           Nomenclatura das casas

    4 - As peças;
   Nome das peças e suas posições no tabuleiro
   As peças e seus movimentos
   O valor das peças
   Os três movimentos especiais
   O deslocamento das peças no tabuleiro nas suas diversas direções
   Como eliminar as peças adversárias

    5 - O xeque e o xeque-mate;
   Objetivo principal do jogo (o xeque-mate)
   Xeque a descoberto
   Empate por afogamento
   O xeque contínuo
   Abandono de partida

    6 - Anotações enxadrísticas;
   Anotação descritiva
   Sistema algébrico
   Anotações e leituras de partidas
   Símbolos
   Termos técnicos
   Outras anotações.

    7 - A ética enxadrística;
   Normas de conduta esportiva
   Hábitos nocivos ao desenvolvimento do jogo

                                                                       14
   Coordenação motora no manuseio das peças, relógio e súmulas.

    8 - O jogo de xadrez;
   Noções básicas do jogo de xadrez
   Como iniciar uma partida
   Abertura, jogo médio e final.
   Planos de jogo
   Técnicas enxadrísticas
   Saída com as brancas e com as pretas
   Partidas instrutivas
   Miniaturas
   Exercícios diversos com jogadas a resolver
   Partidas memoráveis.

    9 - Regras oficiais, regulamentos e sistemas de competições;
               Regulamento internacional (FIDE)
               Leis do xadrez
               Regras atualizadas
               Torneios:
   Oficial
   Rápido
   Ativo
   Relâmpago
   Por equipe
   Outros sistemas.
               Sistemas de competições: Suíço e schuring.

    10 - Ataque e contra-ataque no xadrez;
              Ponto de vista das brancas
              Ponto de vista das pretas
              Como controlar o centro
              Defesas siliciana, ninzoíndia da dama, alekhine, filidor...
              Ataques do gambito dama, Evans recuado, Ruy Lopes, partida vienense...

    11- Participações em torneios e campeonatos;
     Jogos internos na própria escola
     Jogos escolares
     Torneios municipais, regional, estadual, nacional e internacional.
     Torneios pelo clube epistolar brasileiro
     Campeonatos pelo clube brasileiro de xadrez
     Torneios pela internet.

                                                                                       15
12 – Avaliações:
          Provas escritas e orais - Trabalhos individuais e em grupos - Resultados em torneios e
campeonatos.




OBSERVAÇÃO: O PLANO ANUAL VARIA DE ACORDO COM O PROFESSOR QUE
VAI APLICAR O PROGRAMA DE XADREZ.




                                                                                                   16
REFERÊNCIAS

   FISCHER, J. Como é fácil aprender xadrez- Porto Alegre - Rigel, 1991.

   REMFELD, Fred. Xeque-mate - o raciocínio em xeque - São Paulo, 1973.

   CORTEZ, Cleandro. Projeto curso básico de xadrez - Açu-Rn, apostilha, 2002.

   DE SÁ, Antonio Vilar Marques. O xadrez e a evolução - Curitiba: revista preto e branco,
    1990.
   LASKER, Edward. A aventura do xadrez - São Paulo: Ibrasa, 1962.

   SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE XADREZ NAS ESCOLAS-( 1º : 1993 Curitiba)

    Anais Curitiba CBX

   VASCONCELOS, F. A. - Apontamentos para uma história de xadrez e 125, partidas

    brilhantes. Brasília/DF: Da Anta Casa editora, 1991.

   BATISTA, Gerson Peres. - Projeto para ensino de xadrez em escolas e clubes - Federação

    Espírito-santense de xadrez - ES - 2003.

   LLADA, David. - Xadrez: um meio pedagógico a ser explorado – Oviedo (Espanha) 2003.

    Publicação: suplemento escolar "Aula" do diário, 25 de março de 2003 - El Mundo.

   DA SILVA, Wilson. – Xadrez nas escolas, Projeto da Fundação Cultural de Curitiba

    1997.

   ORKUT e E-mail do Clube de xadrez “Dona Inês” – xadrezdipb2009@hotmail.com




                                                                                              17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Oficina de Jogos e Brincadeiras
Oficina de Jogos e BrincadeirasOficina de Jogos e Brincadeiras
Oficina de Jogos e Brincadeiras
Gilmar Alves de Oliveira
 
Planejamento anual 2013 1ºao5º ano
Planejamento anual 2013 1ºao5º anoPlanejamento anual 2013 1ºao5º ano
Planejamento anual 2013 1ºao5º ano
Léo Madureira
 
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
josivaldopassos
 
Projeto interclasses
Projeto interclassesProjeto interclasses
Projeto interclasses
José Paulo da Conceição
 
Relatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação físicaRelatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação física
BeatrizMarques25
 
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Isa ...
 
Projecto Clube Do Xadrez Escola
Projecto Clube Do Xadrez  EscolaProjecto Clube Do Xadrez  Escola
Projecto Clube Do Xadrez Escola
isabelpinto
 
Jogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calma
Jogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calmaJogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calma
Jogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calma
Patrick Alexsandro
 
Plano de aula Queimada
Plano de aula Queimada Plano de aula Queimada
Plano de aula Queimada
Diógenes Gomes
 
Plano aula matematica
Plano aula matematicaPlano aula matematica
Plano aula matematica
ivanetesantos
 
Projeto jogos escolares
Projeto jogos escolaresProjeto jogos escolares
Projeto jogos escolares
Ipu Notícias
 
Projeto interclasses
Projeto interclassesProjeto interclasses
Projeto interclasses
José Paulo da Conceição
 
Planos bimestrais 6º ao 9º educação física
Planos bimestrais  6º ao 9º educação físicaPlanos bimestrais  6º ao 9º educação física
Plano de Aula - JOGOS
Plano de Aula - JOGOSPlano de Aula - JOGOS
Plano de Aula - JOGOS
Shirley Lauria
 
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
orientadoresdeestudopaic
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Mary Alvarenga
 
Jogos e brincadeiras a deficientes
Jogos e brincadeiras a deficientesJogos e brincadeiras a deficientes
Jogos e brincadeiras a deficientes
Ana Sebastião
 
Apostila de Jogos do PNAIC
Apostila de Jogos do PNAICApostila de Jogos do PNAIC
Apostila de Jogos do PNAIC
Eleúzia Lins Silva
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
Denise
 

Mais procurados (20)

Oficina de Jogos e Brincadeiras
Oficina de Jogos e BrincadeirasOficina de Jogos e Brincadeiras
Oficina de Jogos e Brincadeiras
 
Planejamento anual 2013 1ºao5º ano
Planejamento anual 2013 1ºao5º anoPlanejamento anual 2013 1ºao5º ano
Planejamento anual 2013 1ºao5º ano
 
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
 
Projeto interclasses
Projeto interclassesProjeto interclasses
Projeto interclasses
 
Relatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação físicaRelatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação física
 
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
 
Projecto Clube Do Xadrez Escola
Projecto Clube Do Xadrez  EscolaProjecto Clube Do Xadrez  Escola
Projecto Clube Do Xadrez Escola
 
Jogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calma
Jogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calmaJogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calma
Jogos e brincadeiras para aquecimento e volta a calma
 
Plano de aula Queimada
Plano de aula Queimada Plano de aula Queimada
Plano de aula Queimada
 
Plano aula matematica
Plano aula matematicaPlano aula matematica
Plano aula matematica
 
Projeto jogos escolares
Projeto jogos escolaresProjeto jogos escolares
Projeto jogos escolares
 
Projeto interclasses
Projeto interclassesProjeto interclasses
Projeto interclasses
 
Planos bimestrais 6º ao 9º educação física
Planos bimestrais  6º ao 9º educação físicaPlanos bimestrais  6º ao 9º educação física
Planos bimestrais 6º ao 9º educação física
 
Plano de Aula - JOGOS
Plano de Aula - JOGOSPlano de Aula - JOGOS
Plano de Aula - JOGOS
 
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
 
Jogos e brincadeiras a deficientes
Jogos e brincadeiras a deficientesJogos e brincadeiras a deficientes
Jogos e brincadeiras a deficientes
 
Apostila de Jogos do PNAIC
Apostila de Jogos do PNAICApostila de Jogos do PNAIC
Apostila de Jogos do PNAIC
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
 

Semelhante a Projeto de xadrez

Clube de Xadrez 11-12
Clube de Xadrez 11-12Clube de Xadrez 11-12
Clube de Xadrez 11-12
aliceb.formacao
 
BNCCJogosDeMesa.pdf
BNCCJogosDeMesa.pdfBNCCJogosDeMesa.pdf
BNCCJogosDeMesa.pdf
JooBatistaFerreiraCo
 
Projetos
ProjetosProjetos
Projetos
Ladislau
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
Marcio Cunha
 
Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinho
Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinhoTrabalho metodol matematica: brincando de mercadinho
Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinho
Jomari
 
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 finalEntrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Dores Pinto
 
2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf
2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf
2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf
jessicaeklewerton
 
Caderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCRO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCROCaderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCRO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCRO
LOCIMAR MASSALAI
 
8° ANO - CIENCIAS.pdf
8° ANO - CIENCIAS.pdf8° ANO - CIENCIAS.pdf
8° ANO - CIENCIAS.pdf
ElizaneGoncalvesSant
 
O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...
O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...
O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...
Alan Pacheco
 
Artigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogo
Artigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogoArtigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogo
Artigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogo
Sergio R Molletta
 
Xadrez na escol1
Xadrez na escol1Xadrez na escol1
Xadrez na escol1
Carlos Toriani
 
Xadrez na escol1
Xadrez na escol1Xadrez na escol1
Xadrez na escol1
Carlos Toriani
 
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de salaR.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
Maria de lurdes valentim gerardo
 
Relatorio dragao da-paz
Relatorio dragao da-pazRelatorio dragao da-paz
Relatorio dragao da-paz
Ivanilson Lima
 
Seção 2 caderno temático
Seção 2   caderno temáticoSeção 2   caderno temático
Seção 2 caderno temático
Sandra Andrea
 
Corrida orientação escola
Corrida orientação escolaCorrida orientação escola
Corrida orientação escola
marcelosilveirazero1
 
Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)
Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)
Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)
weleslima
 
Proposta tize
Proposta  tizeProposta  tize
Proposta tize
cassiocolorado
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
Lilian Baungratz de Oliveira
 

Semelhante a Projeto de xadrez (20)

Clube de Xadrez 11-12
Clube de Xadrez 11-12Clube de Xadrez 11-12
Clube de Xadrez 11-12
 
BNCCJogosDeMesa.pdf
BNCCJogosDeMesa.pdfBNCCJogosDeMesa.pdf
BNCCJogosDeMesa.pdf
 
Projetos
ProjetosProjetos
Projetos
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 
Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinho
Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinhoTrabalho metodol matematica: brincando de mercadinho
Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinho
 
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 finalEntrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 final
 
2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf
2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf
2019_05_10 Palestra Ellis Regina- Educação Infantil-BNCC -.pdf
 
Caderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCRO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCROCaderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCRO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Geografia - RCRO
 
8° ANO - CIENCIAS.pdf
8° ANO - CIENCIAS.pdf8° ANO - CIENCIAS.pdf
8° ANO - CIENCIAS.pdf
 
O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...
O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...
O xadrez como atividade complementar na escola: uma possibilidade de utilizaç...
 
Artigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogo
Artigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogoArtigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogo
Artigo paulo educação fisica matematica a interdiciplinariedade via jogo
 
Xadrez na escol1
Xadrez na escol1Xadrez na escol1
Xadrez na escol1
 
Xadrez na escol1
Xadrez na escol1Xadrez na escol1
Xadrez na escol1
 
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de salaR.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
 
Relatorio dragao da-paz
Relatorio dragao da-pazRelatorio dragao da-paz
Relatorio dragao da-paz
 
Seção 2 caderno temático
Seção 2   caderno temáticoSeção 2   caderno temático
Seção 2 caderno temático
 
Corrida orientação escola
Corrida orientação escolaCorrida orientação escola
Corrida orientação escola
 
Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)
Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)
Pnaic mat caderno 8_pg001-080 (12)
 
Proposta tize
Proposta  tizeProposta  tize
Proposta tize
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 

Mais de Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB

HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdfHINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
sapo campeão.pdf
sapo campeão.pdfsapo campeão.pdf
sacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leiturasacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leitura
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
clara curriculo.pdf
clara curriculo.pdfclara curriculo.pdf
Currículo - Laís (1).pdf
Currículo - Laís (1).pdfCurrículo - Laís (1).pdf
gatoxadrez.pdf
gatoxadrez.pdfgatoxadrez.pdf
Joaoeopedefeijao
JoaoeopedefeijaoJoaoeopedefeijao
Cartilha de alfa1
Cartilha de alfa1Cartilha de alfa1
2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
A raposa e as uvas esopo
A raposa e as uvas   esopoA raposa e as uvas   esopo
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Lendas do folclore brasileiro
Lendas do folclore brasileiroLendas do folclore brasileiro
Album do folclore
Album do folcloreAlbum do folclore
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASSaci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASIara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASLobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Sequencia 2 ana lucia
Sequencia 2  ana luciaSequencia 2  ana lucia
Tarefinha das vogais creche
Tarefinha das vogais crecheTarefinha das vogais creche
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasilProva de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 

Mais de Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB (20)

HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdfHINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
 
sapo campeão.pdf
sapo campeão.pdfsapo campeão.pdf
sapo campeão.pdf
 
sacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leiturasacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leitura
 
clara curriculo.pdf
clara curriculo.pdfclara curriculo.pdf
clara curriculo.pdf
 
Currículo - Laís (1).pdf
Currículo - Laís (1).pdfCurrículo - Laís (1).pdf
Currículo - Laís (1).pdf
 
gatoxadrez.pdf
gatoxadrez.pdfgatoxadrez.pdf
gatoxadrez.pdf
 
Joaoeopedefeijao
JoaoeopedefeijaoJoaoeopedefeijao
Joaoeopedefeijao
 
Cartilha de alfa1
Cartilha de alfa1Cartilha de alfa1
Cartilha de alfa1
 
2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel
 
3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel
 
A raposa e as uvas esopo
A raposa e as uvas   esopoA raposa e as uvas   esopo
A raposa e as uvas esopo
 
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
 
Lendas do folclore brasileiro
Lendas do folclore brasileiroLendas do folclore brasileiro
Lendas do folclore brasileiro
 
Album do folclore
Album do folcloreAlbum do folclore
Album do folclore
 
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASSaci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
 
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASIara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
 
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASLobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
 
Sequencia 2 ana lucia
Sequencia 2  ana luciaSequencia 2  ana lucia
Sequencia 2 ana lucia
 
Tarefinha das vogais creche
Tarefinha das vogais crecheTarefinha das vogais creche
Tarefinha das vogais creche
 
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasilProva de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
 

Último

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 

Último (20)

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 

Projeto de xadrez

  • 1. ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA LUQUINHA RUA: JOSÉ TOMAZ DE AQUINO, Nº 045. DONA INÊS – PARAÍBA – BRASIL AUTORES, COAUTORES, ELABORADORES E EXECUTORES: 1. IZABEL CRISTINA COSTA DE ARAÚJO RODRIGUES 2. JOSENILDO FERNANDES DA SILVA 3. MARIA DAS DORES SILVA ARAÚJO 4. MARIA DA PAZ TEIXEIRA 5. ROCICLEIDE FRAZÃO 6. ROSINEIDE MAXIMINO DUARTE 7. PDE – ESCOLA 8. MONITORES: Alfredo Pinho e companhia LTDA; Esteves Dona Inês/PB, 17/julho/2011. 1
  • 2. SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO........................................................................03 2. JUSTIFICATIVA..........................................................................04 3. OBJETIVOS:................................................................................08 GERAL ESPECIFICOS 4. DESENVOLVIMENTO:...................................................................10 METODOLOGIA LOCAIS DAS ATIVIDADES TEMPO DE DURAÇÃO DO PROJETO RECURSOS UTILIZADOS 5. PROGRAMA ANUAL......................................................................14 6. REFERÊNCIAS...............................................................................17 2
  • 3. APRESENTAÇÃO O xadrez é utilizado na educação como instrumento multidisciplinar, pois auxilia no desenvolvimento de algumas características do pensamento cognitivo, como abstração, memorização, raciocínio lógico, dedução, indução e seu vínculo com a informática e as novas tecnologias de informação que permitem aumentar o espectro de sua utilização. A escola dos novos tempos tem um papel muito mais importante do que há uma década. O mundo mudou, uma multiplicidade de novas formas de ensino surge a cada dia; a inserção de novas tecnologias, principalmente ligada à área de informática, tem feito uma revolução diária no cotidiano dos profissionais da educação. Não se adaptar a essas mudanças, não se capacitar, não se reciclar é parar no tempo e, consequentemente, não ser capaz de acompanhar a evolução do ensino. Apesar de percebermos uma significativa mudança de valores em nosso país, com relação à valorização do profissional da educação, é claro que muito ainda precisa ser feito. A cada dia, vemos despertar a consciência de que, para ter um país desenvolvido, precisamos investir na educação, em especial, a qualificação profissional de nossos educadores. A implantação do Projeto de Xadrez na Escola Municipal Professora Luquinha é uma Ação do PDE – Escola com atuação dos docentes, sendo uma iniciativa que caminha em sintonia com as novas tendências educacionais do país e do mundo. Além de oferecer suporte teórico e experimental aos alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental da rede municipal, poderá enriquecer a sua atuação discente e docente, além de formar agentes multiplicadores, que, certamente, difundirão a prática pedagógica e esportiva dessa ciência. Este projeto iniciará suas atividades no mês de agosto de 2011 e terá continuidade do1º bimestre letivo de 2012, sendo duas turmas em seu piloto nos ambos os turnos: manhã e tarde. O Projeto Xadrez na Escola será desenvolvido com grupos misto de crianças na faixa etária dos 08 aos 14 anos, com o objetivo de despertar nelas o espírito de disciplina e integração, visando ao aprimoramento, técnico, moral e intelectual. 3
  • 4. JUSTIFICATIVA O projeto xadrez na Escola, em especial na Escola Municipal Professora Luquinha, surgiu da experiência vivida pela professora e autora desse projeto, IZABELCRISTINA COSTA DE ARAÚJO RODRIGUES, qual participou do Curso INICIAÇÃO AO XADREZ, promovido pelo Centro de Referência da Assistência Social – CRAS, no período de 09 de maio de 2009 até 17 de novembro do mesmo ano, sendo a princípio o público alvo apenas docente, quais se tonarão disseminadores para os discentes nas Escolas Municipais do Município de Dona Inês no ano letivo de 2010, não preenchendo as vagas com estes membros, foi aberto ao público e assim atendeu várias pessoas da sociedade local. Só agora no ano 2011 vai tornar realidade com apoio financeiro do PDE – Escola, junto ao apoio logístico de importância apoiadora dos membros da escola como também dos monitores e amigos da Escola. Durante essa experiência desenvolverão o xadrez como uma disciplina extraclasse e modalidade esportiva, serão adquiridas conhecimentos importantes sobre esse jogo. Conhecimentos estes que nos levarão a descobrir que o jogo de xadrez está implantado em várias escolas do Brasil numa escala bastante acentuada e a nossa entrará para esta rica estatística. A presença do xadrez na grande maioria dos centros educativos é hoje uma realidade. Sejam por meio das associações de pais, de clubes esportivos, escolas municipais, de algum professor com interesse pelo xadrez, ou inclusive através de academias privadas. “É uma situação de feito e não de direito". Esse projeto de xadrez na escola justifica sua existência por estar demonstrando que o xadrez: É cultura: uma atividade lúdica de origem milenar que se tem distribuído por todos os países do mundo e que encerra um corpo de conhecimentos e experiência que constituem patrimônio cultural da humanidade. Tem uma base matemática: a matemática é um instrumento e linguagem da ciência, da técnica e do pensamento organizado. Estimula o desenvolvimento de habilidades cognitivas tais como: atenção, memória, raciocínio lógico, inteligência, imaginação, etc...; capacidades fundamentais no desenvolvimento futuro do indivíduo. Estimula a autoestima, a competição saudável e o trabalho em equipe. 4
  • 5. Pode ser utilizado como elemento estruturante do tempo livre do indivíduo. Proporciona prazer em seu estudo e prática. Por ser um jogo de regras, dita uma pauta ética em um momento propício para a aquisição de valores morais. Devido às suas múltiplas virtudes, contribui para a formação de melhores cidadãos. O jogo de xadrez é uma atividade que através do tempo, conquistou cultura e costumes de povos e países em todo mundo durante milênios. O xadrez é o segundo esporte mais praticado no mundo, é um grande impulsionador da imaginação, que também contribui para o desenvolvimento da memória da capacidade de concentração e da velocidade de raciocínio. Foi constatado que o xadrez desempenha um papel social por ensinar a lidar com a derrota e com a vitória, mostrando que "derrota não é sinônimo de fracasso nem vitória é sinônimo de sucesso". O xadrez é capaz de mostrar consequências de atitudes displicentes, que não tenham sido previamente calculadas, por conseguinte, estimular o hábito de refletir antes de agir, além de ensinar a arcar com as próprias responsabilidades dos próprios atos. O raciocínio lógico e a capacidade de calculo são estimulados, produzindo excelentes resultados no desempenho escolar, com destaque particularmente notável em casos de Física e matemática. Algumas pesquisas educativas relacionadas com o xadrez provam a influência positiva deste jogo/esporte sobre seus praticantes. Por exemplo, há mais de cem anos, Binet (1891) foi o primeiro que começou a estabelecer relações entre o xadrez e sua influência sobre aspectos da mente tais como: inteligência, concentração, imaginação e memória. Rank (1974), trabalhando com dois grupos de estudantes, um que estudava o xadrez e outro sem instrução enxadrística, demonstrou que o grupo que estudava o xadrez em cursos dirigidos apresentava uma performance melhor tanto na parte de cálculos como na parte verbal. Por exemplo, Stephenson (1979), trabalhando com programas intensivo de xadrez provou o aumento do rendimento escolar nas atitudes, esforço, concentração e auto-estima em, pelo menos, 50% de seus estudantes. Browm (1981), afirma que a difusão do xadrez no meio escolar contribui, não somente para se exercitar as qualidades pessoais de cada indivíduo como também ajuda a superar problemas de convívio em grupo e de conduta. Nesse mesmo ano, Cristiansem, trabalhando com programas de xadrez para crianças de 10 e 11 anos demonstrou que este influenciava positivamente o rendimento geral de seus alunos. Fergusson, em 1983, demonstrou a influencia decisiva do xadrez sobre o pensamento crítico de estudantes que haviam sido submetidos a cursos intensivos desta disciplina. Pesquisas realizadas por Charles Partos, professor do Departamento de Instrução Pública do Cantão do Valais (Suíça), afirma que o xadrez desenvolve: 1. A atenção e concentração; 2. O julgamento e o planejamento; 5
  • 6. 3. A imaginação e a antecipação; 4. A memória; 5. A vontade de vencer, a paciência e o autocontrole; 6. O espírito de decisão e a coragem; 7. A lógica matemática, o raciocínio analítico e sintético; 8. A criatividade; 9. A inteligência; 10.A organização metódica do estudo e o interesse pelas línguas estrangeiras. "Depois de anos pesquisando o desenvolvimento da concentração em crianças e adolescentes posso afirmar que o progresso mais acentuado coincide-se com o começo da prática do xadrez, o qual influe, sem dúvida, na mentalidade deles". KROGIUS, N. V. La psicologia em ajedrez. "A impossibilidade de conhecer o melhor lance em uma partida de xadrez é que eleva o xadrez de um jogo científico para uma forma de arte, um meio de expressão individual". JOHN R. BOWAN(Físico) “Por isso o xadrez merece credito, porque ensina o mais importante na solução de um problema, que é saber olhar e entender a realidade que se apresenta.” E, além disso, aprender que as peças no xadrez não têm valores absolutos, que se devem controlar as posições das demais peças, tanto as próprias como as do adversário, para armar uma estratégia. Ter a percepção de flexibilidade e reversibilidade do pensamento que ordena o jogo. Quantas vezes podemos notar crianças, por exemplo, ao não entenderem o que o enunciado do problema lhe diz. Não sabem solucioná-lo, aprendem fórmulas de memória, quando encontram textos diferentes não acham a resposta correta. Devemos conseguir que as crianças e jovens encontrem seus próprios sistema de ação e para isso teremos que evitar, sempre que possível, as soluções mecanizadas. Assim na escola secundária com os dados de um teorema e sua idéia, a demonstração pode ser encontrada pelo aluno, porém para que isso aconteça é importante certo treinamento na escola fundamental. Sentindo a importância que o jogo de xadrez tem hoje no âmbito escolar no mundo e no Brasil, elaboramos esse projeto xadrez nas escolas, para ser implantado nas escolas estaduais de Mossoró e quem sabe no futuro em todo estado. Trata-se de um instrumento de grande relevância para divulgar e difundir o xadrez, tornando-o popular e objeto de estudo para ser admirado, praticado e construir uma disciplina opcional ou curricular obrigatória nas escolas. 6
  • 7. Nossa idéia é que em uma época em que os conhecimentos se ultrapassam em quantidade e a vida é efêmera, a melhor ferramenta que a criança pode obter em sua escolaridade é um PENSAMENTO ORGANIZADO, utilizando para isso o xadrez como recurso. “Os hindus explicam pelas casas do tabuleiro a passagem do tempo e das idades, as grandes influências que regem o mundo e os vínculos que unem o xadrez com as almas humanas.” .......... Al Masudi, historiador árabe, no ano 947. QUADRO COMPARATIVO DAS CARACTERÍSTICAS DO XADREZ E SUAS IMPLICAÇÕES EDUCATIVAS CARACTERÍSTICAS DO XADREZ IMPLICAÇÕES NOS ASPECTOS EDUCACIONAIS E DE FORMAÇÃO DO CARÁTER Concentração enquanto imóvel na Desenvolvimento do autocontrole cadeira psicofísico Fornecer um número de movimentos Avaliação da hierarquia do problema e num determinado tempo a locação do tempo disponível Desenvolvimento da capacidade para Movimentar peças após exaustiva pensamento abrangente e profundo análise de lances seguintes Encontrar um lance, a procura de outro Empenho no progresso contínuo melhor. De uma posição a principio igual, direcionar a uma conclusão brilhante Criatividade e imaginação (combinação) O resultado indica quem tinha melhor plano Respeito à opinião do interlocutor Capacidade para o processo de tomar Entre várias possibilidades, escolher decisões com autonomia uma única, sem ajuda externa. Um movimento deve ser conseqüência Capacidade para o pensamento e lógica do anterior devendo apresentar o execução lógicos, auto consistência e seguinte fluidez de raciocínio. 7
  • 8. PÚBLICO ALVO:  Alunos da Escola Municipal Professora Luquinha. DISCIPLINAS ENVOLVIDAS NO PROJETO:  Português, Matemática, Geografia, História, Ciências, Artes e Educação Física. 8
  • 9. OBJETIVOS OBJETIVOS GERAIS DO PROJETO  Proporcionar aos alunos da Escola municipal Professora Luquinha a oportunidade de conhecer e aprender o jogo de xadrez e utilizá-lo para desenvolver suas habilidades cognitivas, democratizando este jogo-arte-ciência popularizando-o na escola e na Comunidade Escola locais. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Criar um intercâmbio entre as escolas Municipais.  Oferecer aos alunos uma opção de atividades extraclasse.  Dar oportunidade aos alunos praticantes do xadrez de ter um local e material necessário para evoluir na sua aprendizagem.  Preparar alunos da Escola para o torneio de competição.  Incentivar a pratica do xadrez e preparar os alunos para realizar competição interna na sua respectiva escola.  Educar através da ética enxadrística.  Implantar o clube de xadrez escolar. 9
  • 10. DESENVOLVIMENTO DO PROJETO - ETAPAS O Projeto Xadrez Na Escola Professora Luquinha foi planejado para ser executado por etapas: 1ª ETAPA - INSTALAÇÃO DO LOCAL PARA EXECUÇÃO DO PROJETO: Instalar-se-á na em uma sala (a ser definida) da Escola Municipal Professora Luquinha com as condições possíveis e necessárias ao desenvolvimento do jogo de xadrez para o número de 28 alunos em duas turmas de quatorze enxadristas. A princípio iniciará com apenas o numero de sete tabuleiros educativos de material em madeira e plástico. 2ª ETAPA - FORMAÇÃO DAS EQUIPES DE TRABALHO A formação das equipes de trabalho será feita através de convites as enxadristas que participarão ao curso de Xadrez aplicado pelo CRAS no ano de 2009. Num primeiro momento a professora Izabel Cristina C. A. Rodrigues se responsabilizar-se deste convite e agendamento do primeiro contato na Escola. 3ª ETAPA - ELABORAÇÃO DO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES Em parceria da Direção da Escola faremos um levantamento dos discentes selecionados e elaboraremos um cronograma de atividades para realizar as oficinas de xadrez. Essas oficinas serão distribuídas e executadas de acordo com a realidade do espaço físico disponível em consonância com o horário vago do Enxadrista responsável. 4ª ETAPA - FUNCIONAMENTO DA SALA DE XADREZ NA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA LUQUINHA: O CLUBE ESCOLAR DE XADREZ. Uma equipe realizará a divulgação do projeto em todas as salas de aulas da E.E. JERÔNIMO ROSADO, nos três turnos, incentivando os alunos a participarem das atividades que serão realizadas no CLUBE ESCOLAR DE XADREZ. 10
  • 11. Faremos suas inscrições e distribuiremos todos nos seus respectivos horários de acordo suas disponibilidades e de seu nível, se é praticante ou iniciante no xadrez. 5ª ETAPA - AS OFICINAS DE XADREZ As oficinas consistem na apresentação do jogo de xadrez por equipes previamente selecionadas e treinadas no próprio clube escolar de xadrez. Com material disponível. Nessas oficinas incentivaremos a pratica do jogo de xadrez e incentivaremos os enxadristas a sua prática para melhor se tornar estrategista de jogo. Todos serão inscritos em horários pré-estabelecidos e receberão todo apoio para sua participação como principiante ou praticante do jogo de xadrez. As oficinas serão realizadas, em datas e horários definidos pela própria escola junto ao CLUBE ESCOLAR DE XADREZ. Nessas oficinas poderão aparecer alunos com nível avançado no jogo do xadrez, os mesmo serão orientados e atualizados em relação aos torneios e campeonatos e receberão atenção especial para serem treinados e servirem de elo entre sua escola e o clube escolar de xadrez. 6ª ETAPA - ORGANIZAR O FUNCIONAMENTO DO CLUBE ESCOLAR DE XADREZ. O CLUBE ESCOLAR DE XADREZ funcionará nos dois turnos onde será escalonado o pessoal que irá executar os trabalhos. Um programa anual com conteúdos elaborados de acordo com o nível das turmas selecionadas norteara a metodologia de ensino. Um corpo administrativo escolhido pela diretora da escola PAULA ALVES DA SILVA junto a professora responsável pela implantação deste Projeto, orientado pela equipe responsável do projeto criará um estatuto para nortear e disciplinar o funcionamento do CLUBE ESCOLAR DE XADREZ. .7ª ETAPA - ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÕES. Definido as normas e regulamento do funcionamento do CLUBE ESCOLAR DE XADREZ, a equipe responsável pela direção acompanhará o bom andamento das atividades, preservando o patrimônio, a disciplina interna e realizando reuniões para planejar e avaliar os alunos participantes. 8ª ETAPA - REALIZAR TORNEIOS E CAMPEONATOS. Ao final do ano de funcionamento (2011) do CLUBE ESCOLAR DE XADREZ, será realizado um torneio e campeonato com os participantes que apresentarem desempenho satisfatório no jogo de xadrez e os enxadristas que já participaram de eventos anteriormente. Nesta etapa não é obrigatória à participação de todos, porque o nosso objetivo maior é implantar uma metodologia em que o xadrez seja visto como um instrumento para a educação global do aluno, um suporte pedagógico a ser utilizado na escola e não uma modalidade esportiva. 10ª ETAPA - ESTUDOS DE NOVA PERSPECTIVAS PARA O XADREZ 11
  • 12. No último bimestre do ano letivo terá a realização de uma fórum para avaliar e debater o desenvolvimento do projeto para sabermos se houveram avanços ou retrocessos na metodologia aplicada e definir os rumos a serem seguidos. É objetivo a continuação desse projeto para num futuro próximo implantar definitivamente o xadrez como uma disciplina opcional ou curricular obrigatória nas escolas estaduais. LOCAL DAS ATIVIDADES Escola Municipal Professora Luquinha. TEMPO DE DURAÇÃO DO PROJETO Todo ano letivo RECURSOS HUMANOS E MATERIAL RECURSOS HUMANOS;  Professores da rede municipal de ensino com conhecimento na prática de xadrez;  Professores e funcionários da Escola Municipal Professora Luquinha;  Voluntários;  Participantes do clube “Dona Inês” de xadrez. RECURSOS MATERIAIS; Recursos materiais, necessários para implantação do CLUBE DE XADREZ ESCOLAR, para serem utilizados por grupos com média: quatorze a vinte enxadristas. RECURSOS QUANTIDADE CUSTOS (+/-) Tabuleiros de xadrez escolar 07 300,00 Conjuntos de peças para xadrez 07 Relógios para xadrez 03 250,00 Quadro de lousa 01 DOAÇÃO SECRETARIA Pincel atômico 01 6,00 Material didático para oficinas - 100,00 CUSTO TOTAL APROXIMADO 656,00 12
  • 13. SUGESTÃO DE MATERIAL COMPLEMENTAR LIVROS: Bobby Fisher Ensina Xadrez Coleção IRIS - Editora Cedibra Manual de Xadrez Idel Becker Livraria Nobel SA- São Paulo - SP Xadrez Básico Dr. Orfeu Gilberto D'agostini EDIOURO XADREZ - Partidas selecionadas de V.V. Smyslov IBRASA Ataque e Contra-ataque no xadrez Fred Reinfeld IBRASA Lições Elementares de Xadrez José Raul Capablanca Hemus Editora Ltda Fone:(011)2799911 Estratégias Vitoriosas no xadrez Yasser Seirawan-8604 e (011)820-6622. MAKRON Books do Brasil Editora Ltda - Sã- SP o Paulo 13
  • 14. PROGRAMA ANUAL 1 - Histórico. 2 - Objetivo pedagógico do jogo. 3 - O tabuleiro;  Divisão  Nomenclatura das casas 4 - As peças;  Nome das peças e suas posições no tabuleiro  As peças e seus movimentos  O valor das peças  Os três movimentos especiais  O deslocamento das peças no tabuleiro nas suas diversas direções  Como eliminar as peças adversárias 5 - O xeque e o xeque-mate;  Objetivo principal do jogo (o xeque-mate)  Xeque a descoberto  Empate por afogamento  O xeque contínuo  Abandono de partida 6 - Anotações enxadrísticas;  Anotação descritiva  Sistema algébrico  Anotações e leituras de partidas  Símbolos  Termos técnicos  Outras anotações. 7 - A ética enxadrística;  Normas de conduta esportiva  Hábitos nocivos ao desenvolvimento do jogo 14
  • 15. Coordenação motora no manuseio das peças, relógio e súmulas. 8 - O jogo de xadrez;  Noções básicas do jogo de xadrez  Como iniciar uma partida  Abertura, jogo médio e final.  Planos de jogo  Técnicas enxadrísticas  Saída com as brancas e com as pretas  Partidas instrutivas  Miniaturas  Exercícios diversos com jogadas a resolver  Partidas memoráveis. 9 - Regras oficiais, regulamentos e sistemas de competições; Regulamento internacional (FIDE) Leis do xadrez Regras atualizadas Torneios:  Oficial  Rápido  Ativo  Relâmpago  Por equipe  Outros sistemas. Sistemas de competições: Suíço e schuring. 10 - Ataque e contra-ataque no xadrez; Ponto de vista das brancas Ponto de vista das pretas Como controlar o centro Defesas siliciana, ninzoíndia da dama, alekhine, filidor... Ataques do gambito dama, Evans recuado, Ruy Lopes, partida vienense... 11- Participações em torneios e campeonatos;  Jogos internos na própria escola  Jogos escolares  Torneios municipais, regional, estadual, nacional e internacional.  Torneios pelo clube epistolar brasileiro  Campeonatos pelo clube brasileiro de xadrez  Torneios pela internet. 15
  • 16. 12 – Avaliações: Provas escritas e orais - Trabalhos individuais e em grupos - Resultados em torneios e campeonatos. OBSERVAÇÃO: O PLANO ANUAL VARIA DE ACORDO COM O PROFESSOR QUE VAI APLICAR O PROGRAMA DE XADREZ. 16
  • 17. REFERÊNCIAS  FISCHER, J. Como é fácil aprender xadrez- Porto Alegre - Rigel, 1991.  REMFELD, Fred. Xeque-mate - o raciocínio em xeque - São Paulo, 1973.  CORTEZ, Cleandro. Projeto curso básico de xadrez - Açu-Rn, apostilha, 2002.  DE SÁ, Antonio Vilar Marques. O xadrez e a evolução - Curitiba: revista preto e branco, 1990.  LASKER, Edward. A aventura do xadrez - São Paulo: Ibrasa, 1962.  SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE XADREZ NAS ESCOLAS-( 1º : 1993 Curitiba) Anais Curitiba CBX  VASCONCELOS, F. A. - Apontamentos para uma história de xadrez e 125, partidas brilhantes. Brasília/DF: Da Anta Casa editora, 1991.  BATISTA, Gerson Peres. - Projeto para ensino de xadrez em escolas e clubes - Federação Espírito-santense de xadrez - ES - 2003.  LLADA, David. - Xadrez: um meio pedagógico a ser explorado – Oviedo (Espanha) 2003. Publicação: suplemento escolar "Aula" do diário, 25 de março de 2003 - El Mundo.  DA SILVA, Wilson. – Xadrez nas escolas, Projeto da Fundação Cultural de Curitiba 1997.  ORKUT e E-mail do Clube de xadrez “Dona Inês” – xadrezdipb2009@hotmail.com 17