SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL SONHO FELIZ

PROJETO ANUAL: JOGOS E BRINCADEIRAS
NADA MAIS SÉRIO DO QUE CRIANÇA BRINCANDO.

Coordenadora: Maria Luzia

Auxiliar Pedagógica: Maria Lúcia

Professoras: Dariele, Elvira, Miriane Shirley.
SÃO FRANCISCO DO SUL – SC
2014
OBJETIVO GERAL:


Atender a criança e toda sua potencialidade e permitir o lazer e recreação,

pois para brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da
identidade e da autonomia.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:


Confrontar realidade e fantasia;



Estabelecer relações e vínculos afetivos.



Exercitar a percepção visual e auditiva da criança.



Ajudara criança a adquirir destreza e firmeza na coordenação motora em

movimentos de precisão.


Favorecer a sensibilidade tátil e ensina-la a perceber texturas e materiais.



Favorecer o desenvolvimento de sua capacidade criativa.



Inventar brincadeiras de construção criativa.



Estimular sua capacidade de pegar e reconhecer.



Desenvolver sua capacidade de observação atenta e rápida.



Ensina-la a reconhecer formas e objetos.



Facilitar sua percepção espacial.



Desenvolver sua memoria.



Ensina-la a reconhecer imagem.



Ajuda-lo a explorar o ambiente ao seu redor e sua capacidade de

organização.


Ajuda-lo a manter o equilíbrio ao realizar diferentes atividades dinâmicas.



Aumentar seu controle psicomotor.



Ensina-la a realizar atividades em conjunto.



Ensina-la a aceitar e respeitar normas e convenções.

Promover sensibilizar identificar criar


Desenvolver a linguagem oral e ampliar o vocabulário;



Estimular a criatividade;



Descobrir o mundo sonoro à sua volta e valorizá-lo;



Explorar o esquema corporal;


Ampliar progressivamente a destreza de deslocar-se no espaço (engatinhar,

andar, correr, saltar, etc.);


Participar de brincadeiras e jogos cantados e rítmicos;



Manusear



Estimular a emissão de sons, balbucios e palavras cantando músicas,

imitando os personagens das histórias, etc.;


Desenvolver a percepção sensorial, experimentando diferentes sensações

táteis;

JUSTIFICATIVA:
A criança gosta de brincar. Se o processo educacional for conduzido de forma
lúdica, haverá maior aprendizado. [...] a criança gosta de aprender e de brincar. E por que
não aprender brincando?
Encaixar, montar, empilhar, chacoalhar... Com esse tipo de atividade, crianças de
até 3 anos começam a explorar o mundo. Para turmas de berçário, brincar e jogar não
são passatempos: trata-se de atividades fundamentais para a construção de
conhecimentos sobre o mundo. Com elas, os pequenos aprendem a estar com os outros
e consigo mesmos.
A brincadeira é necessária para a criança, como as tradicionais, as espontâneas e
as de faz de conta, são de suma importância como instrumento de uma forma didática na
aprendizagem, junto á construção do conhecimento.Afeto, motricidade, linguagem,
percepção, representação, memoria e outras funções cognitivas estão profundamente
interligados quando a criança brinca a brincadeira favorece o equilíbrio afetivo da criança
e contribui para o processo de apropriação de signos sociais, criando condições para uma
transformação significativa da consciência infantil, por exigir das crianças formas mais
complexa de relacionamento com o mundo.
Assim sendo deve-se as desenvolver com responsabilidade e comprometimento,
pois é uma atividade que faz parte do cotidiano da criança, portanto, o educador deve
planejar as brincadeiras, Integrando-as na proposta pedagógica.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA:
Na educação infantil as crianças vivem umas das mais complexas fases do
desenvolvimento humano nos aspectos educativos, emocional, intelectual, social e
motora.É por meio das brincadeiras que a criança estimula suas capacidades de pensar e
estabelecer bases para formação de uma pessoa ética capaz de conviver num ambiente
democrático.
“Brincar com criança não é perder tempo, é ganha-lo; se é triste ver meninos sem
escola, ainda é vê-los sentados enfileirados, em salas sem ar, com exercícios
estéreis, sem valor para formação do homem”.
Carlos Drummond de Andrade.

Brincando ela emita gestos e atitudes do mundo, descobre o mundo, vivência leis,
regras, gostos, desejos, duvidas, mal-estar, criticas aborrecimentos, manifestações de
prazer e de angustia cria uma imagem de respeito a si mesma e experimenta
sensações.Quando brinca se defronta com problemas e desafios e busca constantes
soluções para situações que a ela é colocada.
De acordo com Oliveira (2002), o jogo humano requer a capacidade de se
relacionar com diferentes parceiros e com eles comunicar-se por meio de diferentes
linguagens para criar o novo e tomar decisões. É algo culturalmente determinado.
O jogo simbólico ou faz de conta, particularmente, é ferramenta para a criação da
fantasia, necessária a leituras não convencionais de mundo. Abre caminho para
autonomia, a criatividade, a exploração de significados e sentidos. Essa atividade atua,
também, sobre a capacidade da criança de imaginar e representar, articuladas com outras
formas de expressão. São os jogos, ainda, instrumentos para aprendizagens de regras
sociais.
A criança brinca porque, principalmente, esta é uma atividade construtiva do ser
humano, e porque ela tem a necessidade de agir em relação não apenas aos
objetos que estão ao seu alcance, mas em relação ao mundo mais amplos dos
adultos.
(LEONTIEV,2001,p.124)

Pode até parecer estranho que a ideia do brincar, que aparece como tema central e
fonte de aprendizado, necessita ser defendida. Entretanto, há muita pressão sobre os
educadores que atuam com as crianças. Conforme a idade das crianças aumenta, a
cobrança da sociedade pelo não brincar é ainda maior.
Vygotsky declara que o brincar preenche a necessidade da criança, e entende o
termo necessidadenão como necessidade física, mas uma motivação intrínseca do ser
humano, como “[...] tudo aquilo que é motivo para a ação. (VYGOTSKY, 1996,p.121)”.
Brincar é uma atividade caracterizada por ações que satisfazem necessidades.
E, assim, a criança ao brincar vai criando suas experiências, contribuindo e
construindo o conhecimento a cerca do mundo e do outro com quem se relaciona.

METODOLOGIA:
A intervenção intencional baseada na observação das brincadeiras das crianças,
oferecendo-lhes material adequado, assim como um espaço estruturado para brincar
permite o enriquecimento das competências imaginativas, criativo e organizacional
infantil.
O brincar apresenta-se por meio de várias categorias de experiências que são
diferenciadas pelo uso do material ou dos recursos predominantemente implicados. Essas
categorias incluem: o movimento e as mudanças da percepção resultantes
essencialmente da mobilidade física das crianças; a relação com os objetos e suas
propriedades físicas assim como a combinação e associação entre eles; a linguagem oral
e gestual que oferecem vários níveis de organização a serem utilizados para brincar; os
conteúdos sociais, como papéis, situações, valores e atitudes que se referem à forma
como o universo social se constrói; e, finalmente, os limites definidos pelas regras,
constituindo-se em um recurso fundamental para brincar. As categorias de experiências
podem ser agrupadas em três modalidades básicas, quais sejam brincar de faz-de-conta
ou com papéis, considerada como atividade fundamental da qual se originam todas as
outras; brincar com materiais de construção e brincar com regras.
Portanto é o educador que ajuda a estruturar o campo das brincadeiras na vida das
crianças. Consequentemente é ele que organiza sua base estrutural, por meio da oferta
de determinados objetos, fantasias, brinquedos ou jogos, da delimitação e arranjo dos
espaços e do tempo para brincar.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e
da autonomia. O fato de a criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de
gestos, sons e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela
desenvolva sua imaginação. Nas brincadeiras as crianças podem desenvolver algumas
capacidades importantes, tais como a atenção, a imitação, a memória, a imaginação.
Amadurecem também algumas capacidades de socialização, por meio da interação e da
utilização e experimentação de regras e papéis sociais. No ato de brincar, os sinais, os
gestos, os objetos e os espaços valem e significam outra coisa daquilo que aparentam
ser. Ao brincar as crianças recriam e repensam os acontecimentos que lhes deram
origem, sabendo que estão brincando.

REFERÊNCIAS:
BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental.
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.
Jorge Batllori e VcitorEscandell. 150 Jogos para estimulação de criançasReferencial
Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.
SANTA CATARINA.Secretaria do Estado da Educação. Ciência e Tecnologia.Proposta
CurricularCurricularde Santa Catarina.Estudos temáticos. Florianópolis: IOESC, 2005.
SÃO FRANCISCO DO SUL. Secretaria Municipal de Educação. Profissionais da
Educação da Rede Municipal de Ensino. Diretrizes Curriculares da Educação Infantil.
São Francisco do Sul, 2012.

Sites disponível em 04/02/2014:
http://revistaescola.abril.com.br/creche-pre-escola/?educacao-infantil.creche---0-a-3-anos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
janainasantosborba
 
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Maria Vanderlan Rahal
 
Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil
Rosemary Batista
 
Projeto " Brincando no Jogo"
Projeto " Brincando no Jogo"Projeto " Brincando no Jogo"
Projeto " Brincando no Jogo"
Danielle Souza
 
Projeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumondProjeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumond
SimoneHelenDrumond
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
Heloiza Moura
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
cefaprodematupa
 
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ritagatti
 
Slides Ludicidade - PNAIC
Slides Ludicidade - PNAICSlides Ludicidade - PNAIC
Slides Ludicidade - PNAIC
Vera Marlize Schröer
 
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do OntemBrinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Profrochedo
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
FSBA
 
Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013
Débora Lambert
 
Brinquedos antigos
Brinquedos antigosBrinquedos antigos
Brinquedos antigos
IsauradeCarli
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
cibelefernoli
 
A importancia do brincar
A importancia do brincarA importancia do brincar
A importancia do brincar
Jakeline Lemos
 
Proposta do maternal l e ll educação infantil
Proposta do maternal l e ll   educação infantilProposta do maternal l e ll   educação infantil
Proposta do maternal l e ll educação infantil
Rosemary Batista
 
Plano de aula musica
Plano de aula musicaPlano de aula musica
Plano de aula musica
Leticia Miura
 
Oficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e BrincadeirasOficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e Brincadeiras
Jaklane Abreu
 
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
Izabel Sampaio
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Joelson Honoratto
 

Mais procurados (20)

Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
 
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
 
Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil
 
Projeto " Brincando no Jogo"
Projeto " Brincando no Jogo"Projeto " Brincando no Jogo"
Projeto " Brincando no Jogo"
 
Projeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumondProjeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumond
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Slides Ludicidade - PNAIC
Slides Ludicidade - PNAICSlides Ludicidade - PNAIC
Slides Ludicidade - PNAIC
 
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do OntemBrinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013Projeto; O corpo em movimento 2013
Projeto; O corpo em movimento 2013
 
Brinquedos antigos
Brinquedos antigosBrinquedos antigos
Brinquedos antigos
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
A importancia do brincar
A importancia do brincarA importancia do brincar
A importancia do brincar
 
Proposta do maternal l e ll educação infantil
Proposta do maternal l e ll   educação infantilProposta do maternal l e ll   educação infantil
Proposta do maternal l e ll educação infantil
 
Plano de aula musica
Plano de aula musicaPlano de aula musica
Plano de aula musica
 
Oficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e BrincadeirasOficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e Brincadeiras
 
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
 

Semelhante a Projeto anual jogos e brincadeiras

O brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto finalO brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto final
Elaine Caçador
 
O brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto finalO brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto final
AgustineRita
 
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_criancaA importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
CatiaDuarte_1
 
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_criancaA importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
margarida_branco
 
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_criancaA importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
Ana Teresa
 
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilBrincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Simone Everton
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
SimoneHelenDrumond
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
SimoneHelenDrumond
 
O brincar na educação infantil
O brincar na educação infantilO brincar na educação infantil
O brincar na educação infantil
Renata Santana Cruz
 
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantilA importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
Elaine Costa
 
Projeto parque na Escola
Projeto parque na EscolaProjeto parque na Escola
Projeto parque na Escola
escolamuller
 
Artigo7
Artigo7Artigo7
Quadro de conteúdos- anual jardim II 2023.docx.pdf
Quadro de conteúdos- anual  jardim II 2023.docx.pdfQuadro de conteúdos- anual  jardim II 2023.docx.pdf
Quadro de conteúdos- anual jardim II 2023.docx.pdf
KeniaeRodrigoOliveir
 
Os jogos ludicos
Os jogos ludicosOs jogos ludicos
Os jogos ludicos
Rosa Paollucci
 
Bruna sdmara
Bruna sdmaraBruna sdmara
Bruna sdmara
Fernando Pissuto
 
2633
26332633
2633
lucima
 
Prontp
ProntpProntp
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
Eduardo Lopes
 
Jucilene priscila
Jucilene priscilaJucilene priscila
Jucilene priscila
Fernando Pissuto
 
Apostila ludica
Apostila ludicaApostila ludica
Apostila ludica
Ju Dias
 

Semelhante a Projeto anual jogos e brincadeiras (20)

O brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto finalO brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto final
 
O brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto finalO brincar na educação infantil texto final
O brincar na educação infantil texto final
 
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_criancaA importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
 
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_criancaA importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
 
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_criancaA importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
A importancia do_brincar_no_desenvolvimento_da_crianca
 
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilBrincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantil
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
 
O brincar na educação infantil
O brincar na educação infantilO brincar na educação infantil
O brincar na educação infantil
 
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantilA importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
A importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil
 
Projeto parque na Escola
Projeto parque na EscolaProjeto parque na Escola
Projeto parque na Escola
 
Artigo7
Artigo7Artigo7
Artigo7
 
Quadro de conteúdos- anual jardim II 2023.docx.pdf
Quadro de conteúdos- anual  jardim II 2023.docx.pdfQuadro de conteúdos- anual  jardim II 2023.docx.pdf
Quadro de conteúdos- anual jardim II 2023.docx.pdf
 
Os jogos ludicos
Os jogos ludicosOs jogos ludicos
Os jogos ludicos
 
Bruna sdmara
Bruna sdmaraBruna sdmara
Bruna sdmara
 
2633
26332633
2633
 
Prontp
ProntpProntp
Prontp
 
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
 
Jucilene priscila
Jucilene priscilaJucilene priscila
Jucilene priscila
 
Apostila ludica
Apostila ludicaApostila ludica
Apostila ludica
 

Último

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 

Último (20)

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 

Projeto anual jogos e brincadeiras

  • 1. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL SONHO FELIZ PROJETO ANUAL: JOGOS E BRINCADEIRAS NADA MAIS SÉRIO DO QUE CRIANÇA BRINCANDO. Coordenadora: Maria Luzia Auxiliar Pedagógica: Maria Lúcia Professoras: Dariele, Elvira, Miriane Shirley. SÃO FRANCISCO DO SUL – SC 2014
  • 2. OBJETIVO GERAL:  Atender a criança e toda sua potencialidade e permitir o lazer e recreação, pois para brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da autonomia. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:  Confrontar realidade e fantasia;  Estabelecer relações e vínculos afetivos.  Exercitar a percepção visual e auditiva da criança.  Ajudara criança a adquirir destreza e firmeza na coordenação motora em movimentos de precisão.  Favorecer a sensibilidade tátil e ensina-la a perceber texturas e materiais.  Favorecer o desenvolvimento de sua capacidade criativa.  Inventar brincadeiras de construção criativa.  Estimular sua capacidade de pegar e reconhecer.  Desenvolver sua capacidade de observação atenta e rápida.  Ensina-la a reconhecer formas e objetos.  Facilitar sua percepção espacial.  Desenvolver sua memoria.  Ensina-la a reconhecer imagem.  Ajuda-lo a explorar o ambiente ao seu redor e sua capacidade de organização.  Ajuda-lo a manter o equilíbrio ao realizar diferentes atividades dinâmicas.  Aumentar seu controle psicomotor.  Ensina-la a realizar atividades em conjunto.  Ensina-la a aceitar e respeitar normas e convenções. Promover sensibilizar identificar criar  Desenvolver a linguagem oral e ampliar o vocabulário;  Estimular a criatividade;  Descobrir o mundo sonoro à sua volta e valorizá-lo;  Explorar o esquema corporal;
  • 3.  Ampliar progressivamente a destreza de deslocar-se no espaço (engatinhar, andar, correr, saltar, etc.);  Participar de brincadeiras e jogos cantados e rítmicos;  Manusear  Estimular a emissão de sons, balbucios e palavras cantando músicas, imitando os personagens das histórias, etc.;  Desenvolver a percepção sensorial, experimentando diferentes sensações táteis; JUSTIFICATIVA: A criança gosta de brincar. Se o processo educacional for conduzido de forma lúdica, haverá maior aprendizado. [...] a criança gosta de aprender e de brincar. E por que não aprender brincando? Encaixar, montar, empilhar, chacoalhar... Com esse tipo de atividade, crianças de até 3 anos começam a explorar o mundo. Para turmas de berçário, brincar e jogar não são passatempos: trata-se de atividades fundamentais para a construção de conhecimentos sobre o mundo. Com elas, os pequenos aprendem a estar com os outros e consigo mesmos. A brincadeira é necessária para a criança, como as tradicionais, as espontâneas e as de faz de conta, são de suma importância como instrumento de uma forma didática na aprendizagem, junto á construção do conhecimento.Afeto, motricidade, linguagem, percepção, representação, memoria e outras funções cognitivas estão profundamente interligados quando a criança brinca a brincadeira favorece o equilíbrio afetivo da criança e contribui para o processo de apropriação de signos sociais, criando condições para uma transformação significativa da consciência infantil, por exigir das crianças formas mais complexa de relacionamento com o mundo. Assim sendo deve-se as desenvolver com responsabilidade e comprometimento, pois é uma atividade que faz parte do cotidiano da criança, portanto, o educador deve planejar as brincadeiras, Integrando-as na proposta pedagógica. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: Na educação infantil as crianças vivem umas das mais complexas fases do desenvolvimento humano nos aspectos educativos, emocional, intelectual, social e motora.É por meio das brincadeiras que a criança estimula suas capacidades de pensar e
  • 4. estabelecer bases para formação de uma pessoa ética capaz de conviver num ambiente democrático. “Brincar com criança não é perder tempo, é ganha-lo; se é triste ver meninos sem escola, ainda é vê-los sentados enfileirados, em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para formação do homem”. Carlos Drummond de Andrade. Brincando ela emita gestos e atitudes do mundo, descobre o mundo, vivência leis, regras, gostos, desejos, duvidas, mal-estar, criticas aborrecimentos, manifestações de prazer e de angustia cria uma imagem de respeito a si mesma e experimenta sensações.Quando brinca se defronta com problemas e desafios e busca constantes soluções para situações que a ela é colocada. De acordo com Oliveira (2002), o jogo humano requer a capacidade de se relacionar com diferentes parceiros e com eles comunicar-se por meio de diferentes linguagens para criar o novo e tomar decisões. É algo culturalmente determinado. O jogo simbólico ou faz de conta, particularmente, é ferramenta para a criação da fantasia, necessária a leituras não convencionais de mundo. Abre caminho para autonomia, a criatividade, a exploração de significados e sentidos. Essa atividade atua, também, sobre a capacidade da criança de imaginar e representar, articuladas com outras formas de expressão. São os jogos, ainda, instrumentos para aprendizagens de regras sociais. A criança brinca porque, principalmente, esta é uma atividade construtiva do ser humano, e porque ela tem a necessidade de agir em relação não apenas aos objetos que estão ao seu alcance, mas em relação ao mundo mais amplos dos adultos. (LEONTIEV,2001,p.124) Pode até parecer estranho que a ideia do brincar, que aparece como tema central e fonte de aprendizado, necessita ser defendida. Entretanto, há muita pressão sobre os educadores que atuam com as crianças. Conforme a idade das crianças aumenta, a cobrança da sociedade pelo não brincar é ainda maior. Vygotsky declara que o brincar preenche a necessidade da criança, e entende o termo necessidadenão como necessidade física, mas uma motivação intrínseca do ser humano, como “[...] tudo aquilo que é motivo para a ação. (VYGOTSKY, 1996,p.121)”. Brincar é uma atividade caracterizada por ações que satisfazem necessidades. E, assim, a criança ao brincar vai criando suas experiências, contribuindo e construindo o conhecimento a cerca do mundo e do outro com quem se relaciona. METODOLOGIA:
  • 5. A intervenção intencional baseada na observação das brincadeiras das crianças, oferecendo-lhes material adequado, assim como um espaço estruturado para brincar permite o enriquecimento das competências imaginativas, criativo e organizacional infantil. O brincar apresenta-se por meio de várias categorias de experiências que são diferenciadas pelo uso do material ou dos recursos predominantemente implicados. Essas categorias incluem: o movimento e as mudanças da percepção resultantes essencialmente da mobilidade física das crianças; a relação com os objetos e suas propriedades físicas assim como a combinação e associação entre eles; a linguagem oral e gestual que oferecem vários níveis de organização a serem utilizados para brincar; os conteúdos sociais, como papéis, situações, valores e atitudes que se referem à forma como o universo social se constrói; e, finalmente, os limites definidos pelas regras, constituindo-se em um recurso fundamental para brincar. As categorias de experiências podem ser agrupadas em três modalidades básicas, quais sejam brincar de faz-de-conta ou com papéis, considerada como atividade fundamental da qual se originam todas as outras; brincar com materiais de construção e brincar com regras. Portanto é o educador que ajuda a estruturar o campo das brincadeiras na vida das crianças. Consequentemente é ele que organiza sua base estrutural, por meio da oferta de determinados objetos, fantasias, brinquedos ou jogos, da delimitação e arranjo dos espaços e do tempo para brincar. CONSIDERAÇÕES FINAIS Brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da autonomia. O fato de a criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de gestos, sons e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela desenvolva sua imaginação. Nas brincadeiras as crianças podem desenvolver algumas capacidades importantes, tais como a atenção, a imitação, a memória, a imaginação. Amadurecem também algumas capacidades de socialização, por meio da interação e da utilização e experimentação de regras e papéis sociais. No ato de brincar, os sinais, os gestos, os objetos e os espaços valem e significam outra coisa daquilo que aparentam ser. Ao brincar as crianças recriam e repensam os acontecimentos que lhes deram origem, sabendo que estão brincando. REFERÊNCIAS: BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998. Jorge Batllori e VcitorEscandell. 150 Jogos para estimulação de criançasReferencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.
  • 6. SANTA CATARINA.Secretaria do Estado da Educação. Ciência e Tecnologia.Proposta CurricularCurricularde Santa Catarina.Estudos temáticos. Florianópolis: IOESC, 2005. SÃO FRANCISCO DO SUL. Secretaria Municipal de Educação. Profissionais da Educação da Rede Municipal de Ensino. Diretrizes Curriculares da Educação Infantil. São Francisco do Sul, 2012. Sites disponível em 04/02/2014: http://revistaescola.abril.com.br/creche-pre-escola/?educacao-infantil.creche---0-a-3-anos