SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
Baixar para ler offline
Dias de aprendizagem
por: Nayara Marques

Formando um Professor
   (relato verídico)




                  1
Portfólio
  " O nascimento do pensamento é igual ao
nascimento de uma criança: tudo começa com
   um ato de amor. Uma semente há de ser
 depositada no ventre vazio. E a semente do
pensamento é o sonho. Por isso os educadores,
antes de serem especialistas em ferramentas do
  saber, deveriam ser especialistas em amor:
            intérpretes de sonhos."
               ( Rubem Alves )
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA –
                   DCET
          CAMPUS II – ALAGOINHAS



          Orientadora: Cláudia Regina
           Regente: Cristina Mançur
          Estagiária: Nayara Marques


                       Portfólio apresentado ao colegiado
                       do curso de graduação em Ciências
                       Biológicas, Universidade do Estado
                       da Bahia, como um dos pré-
                       requisitos para a disciplina Estágio
                       Supervisionado II, sob a regência
                       da Profª Cristina Mançur e
                       Orientação da Profª Cláudia Regina
                       Teixeira de Souza.


                                                       3
O Estágio
O estágio ajuda            perceber a      O      Estágio     Supervisionado
realidade                 profissional,    articulou teoria e prática,
aproximando os conhecimentos               permitindo       uma        vivencia
acadêmicos das práticas de                 pedagógica no meio em que
mercado, complementando o                  futuramente atuaremos. Como
processo ensino-aprendizagem.              procedimento               didático-
De acordo com o Decreto Nº.                pedagógico, ele é visto como elo
87.497/82, que regulamente a Lei           de ligação entre as várias
Nº. 6.494/77, considera-se como            disciplinas específicas do curso e
Estágio Curricular:                        tem por finalidade principal
       As          atividades         de   fornecer       ao        licenciado
       aprendizagem              social,   oportunidade de apropriação
       profissional      e     cultural,   contextualizada da realidade
       proporcionadas                 ao   escolar da prática docente.
       estudante                    pela   Com       o    estágio      criou-se
       participação em situações           condições para que o professor
       reais de vida e de trabalho         se defrontasse com os problemas
       de      seu      meio,     sendo    específicos dos processos de
       realizada na comunidade             ensinar e aprender e com a
       em geral ou junto a pessoas         dinâmica própria do espaço
       jurídicas de direito público        escolar. Desta forma, o aluno, ao
       ou          privado,          sob   mesmo tempo, avalia se sua
       responsabilidade                e   formação está sendo adequada
       coordenação de instituição          para o trabalho que irá
       de ensino (art. 2º.)                futuramente realizar, e ainda
                                           analisa como este trabalho está
                                           sendo desenvolvido por outros
                                           profissionais.




                                                                         4
Importância do Estágio
Pimenta e Anastasiou (2002)           Reafirmamos o nosso conceito
afirmam que o significado social      de Estágio, como campo de
que os professores atribuem a si      conhecimento, que envolve
mesmos e à educação escolar           estudos,                  análise,
exerce papel fundamental nos          problematização, reflexão e
processos de construção da            proposição de soluções sobre o
identidade docente. Para as           ensinar e o aprender, tendo
autoras, esta identidade se           como eixo a pesquisa sobre as
constrói no confronto entre as        ações pedagógicas, o trabalho
teorias e as práticas, na análise     docente       e   as     práticas
sistemática das práticas à luz das    institucionais,  situadas     em
teorias, na construção de teorias.    contextos sociais, históricos e
Essa      compreensão      permite    culturais (PIMENTA; LIMA,
analisar o estágio como espaço de     2004).
mediação reflexiva entre a
universidade, a escola e a
sociedade.
Acreditamos no Estágio como
lócus de formação do professor
reflexivo-pesquisador,           de
aprendizagens significativas da
profissão,     de     cultura    do
magistério,     de     aproximação
investigativa da realidade e do seu
contexto social.                                                  5
O Colégio
O Colégio da Polícia Militar, é
uma instituição mantida pelo
governo do Estado da Bahia
como corpo docente formado
por profissionais concursados, a
maioria com nível superior
completo.
Funciona em um espaço amplo
com pátio sem cobertura. As
salas são amplas, arejadas; com
ventiladores, há mesa para
professor e as carteiras são
conservadas e em quantidade
suficiente para os alunos. A
cantina é pequena com uma
grade por onde é distribuída a
merenda. Possui auditório com
datashow e TV-pendrive que
estão presente em todas as salas
servindo para apresentação de
vídeos e aulas utilizando slides.
Possui ainda biblioteca, Lab. de
Ciências e Lab. de Informática.



                                    6
A Regente
A professora regente, obteve        Desde o primeiro momento
sua formação acadêmica em           sempre se mostrou presente e
Licenciatura     em      Ciências   me acolheu de forma
Biológicas, na UNEB, Campus         cativante.
II, Alagoinhas. Logo após sua       Quando requisitada esclarecia
formação ela prestou concurso       minhas dúvidas a respeito de
para se tornar professora do        como ministrar as aulas e
Estado, a partir de então, atua     sobre         o      próprio
como professora de Biologia do      funcionamento da escola e
Colégio da Polícia Militar,         perfil da turma.
ensinando nas séries do             Sendo ela peça fundamental
Ensino Fundamental ao Médio.        para meu bom desempenho
Sua relação com os colegas e        no estágio.
direção, demonstra que ela é
muito querida na escola, assim
como também na sala com seus
alunos, possui uma relação
aluno-professor que demonstra
afeto e respeito entre eles.




                                                              7
O Livro
Sua virtude principal é oferecer
quantidade e qualidade de
informações      ajustadas    às
características do aluno do
Ensino Médio, permitindo um
sólido      embasamento       de
biologia e um aprendizado
muito mais motivador e
consistente.
Totalmente atualizada em
termos       de    metodologia,
conteúdo e nomenclatura.
E no início de cada capítulo, o
texto de abertura faz a ligação
do assunto a ser estudado com
o dia-a-dia do aluno. Ao final,
perguntas       auxiliam      na   Questões e propostas para
interpretação e ajudam a           discussão,      favorecem       a
organizar a discussão.             habilidade de o aluno se
                                   expressar, aceitar opiniões,
                                   defender pontos de vista etc.
                                   Testes de diversos graus de
                                   dificuldade retirados dos vários
                                   vestibulares do país, ajudam o
                                   aluno a se preparar para um
                                   futuro                 vestibular.



                                                                  8
A Turma
A turma é composta por 26
alunos,    destes      todos
freqüentam as aulas, dos
quais tem média de idade
entre 14 e 15 anos, eles se
relacionam      de    forma
harmoniosa e unida, na sua
maioria     são    bastante
atentos e participativos.
Geralmente a turma se
divide entre os alunos que
estão sempre no fundo e os
alunos que sentam a frente,
existindo            alunos
interessados nos dois lados.




                               9
Aulas de observação
                                         05 e 06/05/2010
Um período onde tudo o que
aconteceu foi interessante. Um
momento muito enriquecedor
para todas as partes envolvidas,
pois, foi onde professores,
estagiários    e    alunos    se
encontraram pela primeira vez,
gerando assim descobertas,
incertezas e dúvidas.
                                   Durante essa etapa, percebi que a
                                   professora-regente trabalha de
                                   forma habitual, ou seja, escrevia
                                   no quadro, explicava e depois
                                   aplicava uma atividade. Percebeu-
                                   se que a professora possuía uma
                                   relação de respeito e afeto que
                                   refletia     positivamente      na
                                   interação, interesse e aprendizado
                                   dos alunos.




                                                              10
Período de Regência
Todas as etapas do Estágio
Supervisionado         II    foram           12/05 a 05/08/10
importantes e enriquecedoras,         A professora da sala Cristina
ocorrendo sempre à troca de           Mançur, esteve sempre muito
conhecimentos. No começo os           prestativa e simpática, se colocou
alunos ficaram desconfiados,          sempre a disposição para sanar
uma vez que a professora estava       qualquer problema ou dúvida,
sendo substituída por uma
estagiária. Iniciado os trabalhos     além disso, todos os funcionários
e com o andamento das aulas           da escola estavam à disposição e
foram        adaptando-se         à   sempre que solicitados atenderam
metodologia aplicada ao longo         de forma muito gentil.
das aulas.                            Pode-se também observar que as
Foram        elaboradas       aulas   atividades tiveram um retorno
diferenciadas que despertassem
a curiosidade e atenção dos           satisfatório não apenas pelo
mesmos;        utilizando     aulas   aprendizado e pelos gestos de
dinâmicas          através       de   aceitação, mas também pelo
brincadeiras, slides, vídeos e        retorno dado com o aumento da
experimentos,           percebeu-se
também o interesse cada vez           médias. Em todo período de
maior e a interação com os            regência utilizou-se a concepção
assuntos       abordados.       As    epistemológica      construtivista,
atividades dadas em sala de aula,     baseada na idéia de que a criança
as pesquisas encomendadas
foram realizadas com êxito por        constrói o conhecimento a partir
parte dos discentes. Nas aulas        de suas descobertas, quando em
posteriores notava-se o explicito     contato com o mundo e com os
interesse, pois os alunos se          objetos. Por isso que as
ofereciam para ajudar
a buscar livros,                      brincadeiras e experiências são
montar os                             importantes mecanismos de
                                      aprendizado para o Ensino     11
experimentos e
organizar o laboratório.              Médio.
1ª Semana
Carboidratos
Letra: Vídeo/Música Carboidratos
                                                                         12 e 13/05/2010
                                                                 Aula Prática:
Carboidrato que é açúcar de energia fonte
    principal                                                    Experimento com amido
Também aparece como reserva                                      Separou-se      previamente      os
E uma função que é chamada estrutural                            materiais em cada bancada do
Observando um carboidrato dá pra ver                             laboratório, de maneira que os
Que ele basicamente tem na composição                            grupos      pudessem      trabalhar
Carbono, Hidrogênio, Oxigênio e pode crer                        adequadamente.
Enxofre, Fósforo, Nitrogênio                                     Orientou-se os alunos quanto aos
Hidratos de Carbono, Sacarídeos e                                tipos de alimento. Onde os sólidos
    glicídios                                                    deveriam ser dissolvidos em água.
São nomes que freqüentemente aparecerão                          Os alunos deveriam pingar 3 gotas
Tem mono, tem o di e polissacarídeos                             do reagente (iodo) sobre o
Separados na classificação                                       alimento.Orientou-se os alunos
Carboidratos que é açúcar de energia fonte                       para     que    observassem      as
    principal...                                                 mudanças na coloração da
                                                                 solução, após o uso do reagente,
                                                                 de maneira a compará-la com o
                                                                 alimento-controle. E observou-se
                                                                 as diferentes reações e anotar o
                                                                 resultado.
                                                                 Os resultados puderam ser
                                                                 registrados em uma tabela
             1º A
             COLÉGIO MILITAR
                                                                 contendo os seguintes itens:
                               Carboidratos
                                          PROFª NAYARA MARQUES
                                                                 Alimentos utilizados, Coloração
                                                                 inicial, Coloração final (após o
                                                                                              12
                                                                 reagente) e a Indicação da
                                                                 presença de amido.
Fundamentação Teórica
Segundo Santo (2005), a
utilização de recursos artísticos
para auxiliar o desenvolvimento
de       conteúdos       escolares
específicos vem-se expandindo
cada vez mais, com o foco do
trabalho       pedagógico       na
aprendizagem do aluno. Os
cursos      de    formação      de
                                     Segundo Lima et al (1999), a
professores procuram enfatizar
atividades      didáticas     que    experimentação inter-relaciona o
privilegiem a ação do aluno e,       aprendiz e os objetos de seu
neste sentido, as atividades         conhecimento, a teoria e a
artísticas     são      excelentes   prática, ou seja, une a
recursos, uma vez que, a arte        interpretação do sujeito aos
vem ocupando significativo           fenômenos e processos naturais
espaço na formação humana,           observados, pautados não apenas
desde o início das civilizações      pelo conhecimento científico já
até a atualidade.
                                     estabelecido, mas pelos saberes e
                                     hipóteses     levantadas    pelos
                                     estudantes, diante de situações
                                     desafiadoras. Além ser um local
                                     de aprendizagem, o laboratório é
                                     um local de desenvolvimento do
                                     aluno como um todo.


                                                                  13
2ª Semana
Lipídios
                                           19 a 20/05/2010
Solicitou-se que os alunos
                                       ESTERÓIDES ANABOLIZANTES
                                       ESTERÓ
pesquisassem sobre as doenças
causadas pelo acúmulo de
gordura, fazendo um mapa
conceitual e colassem no
caderno imagens de alimentos
que possuem lipídio.
Aula expositiva sobre os
benefícios e malefícios do
consumo das gorduras para o         Na sala os alunos fizeram a
nosso corpo, tratando, inclusive,   experiência de misturar óleo e
de      possíveis     problemas     água e óleo e assim perceberam
cardiovasculares     (HDL       -   as principais características dos
colesterol bom; LDL - colesterol    lipídios.
ruim).
                                    O professor salientou os
                                    prejuízos causados a saúde pelo
                                    uso de esteróides anabolizantes.




                                                               14
Fundamentação Teórica
Com o uso de mapas               Para promover a aprendizagem
conceituais, o conhecimento      significativa; (Moreira, 1999)
pode ser exteriorizado através   recomendam ao professor,
da utilização de conceitos e     como recurso didático, o uso de
palavras de ligação, formando    mapas conceituais com a
proposições que mostram as       finalidade     de      identificar
relações existentes entre        significados (subsunçores) pré-
conceitos percebidos por um      existentes na estrutura cognitiva
indivíduo (Araújo et al.,        do estudante que são necessários
2002), e representadas pelo      à aprendizagem.
tripé conceito – relação –
conceito.       Os      mapas
conceituais     vêm      sendo
utilizados nas mais distintas
áreas do conhecimento, tendo
diferentes finalidades, como
na       aprendizagem,      na
avaliação, na organização e na
representação               de
conhecimento.




                                                               15
3ª Semana
                                              26 a 27/05/2010
Proteínas
Comentou-se        sobre      os
alimentos ricos em proteínas e         Proteínas
se      os    alunos     tinham
conhecimento dos mesmos.
Também foi elaborado um
experimento em que os alunos                          Colégio Militar (1º A)
                                                      Profª Nayara Marques
puderam perceber como ocorre
a desnaturação         protéica,
utilizando apenas álcool, ovo e
um prato colorido, depois os
alunos puderam observar as
etapas, de todo o processo.
                                     1
                     Fig. 1. Materiais
                     utilizados
                     ovo, prato).
                                   (álcool,
                                              2
                     Fig. 2. Proteína do
                     ovo começando a
                     desnaturação.
                     Fig. 3. Proteína do          3
                     ovo completamente
                     desnaturada,      pela                          16
                     ação     do     álcool
                     etílico.
Fundamentação Teórica
Segundo Capeletto (1992), existe    As aulas de laboratório podem,
uma fundamentação psicológica       assim, funcionar como um
e pedagógica que sustenta a         contraponto das aulas teóricas,
necessidade de proporcionar à       como um poderoso catalisador
criança e ao adolescente a          no processo de aquisição de
oportunidade de, por um lado,       novos conhecimentos, pois a
exercitar     habilidades     com   vivência     de      uma     certa
cooperação,         concentração,   experiência facilita a fixação do
organização, manipulação de         conteúdo a ela relacionado,
equipamentos e, por outro,          descartando-se a idéia de que as
vivenciar o método científico,      atividades experimentais devem
entendendo      como      tal   a   servir somente para a ilustração
observação de fenômenos, o          da teoria (Capeletto, 1992). Para
registro sistematizado de dados,    o autor, permitir que o próprio
a formulação e o teste de           aluno raciocine e realize as
hipóteses e a inferência de         diversas etapas da investigação
conclusões.                         científica (incluindo, até onde
                                    for possível, a descoberta) é a
                                    finalidade primordial de uma
                                    aula de laboratório.




                                                                 17
4ª Semana
Ácidos nucléicos
                                             02 a 03/06/2010
Os alunos confeccionaram os
filamentos de DNA e RNA,
utilizando materiais recicláveis
como (canudos, massa de
modelar, tinta, isopor, palito e
etc.).                                            CLIQUE AQUI PARA
                                                   INICIAR O JOGO




Fizeram um lindo trabalho
onde aprenderam como se            A revisão utilizando o Show do
associam as bases nitrogenadas     Milhão foram feitas diversas
e também puderam utilizar          perguntas, sobre todos os assuntos
criatividade e imaginação.         estudados durante a unidade de
                                   forma bem didática, para que eles
                                   se divertissem e aprendessem ao
                                   mesmo tempo.
                                   A sala foi dividida em grupos e cada
   Ácidos Nucléicos                grupo escolheu um representante
       O código da vida            que teve que responder algumas
                                   questões envolvendo os assuntos
                                   trabalhados em sala e outros três
                                   que poderiam ajudá-lo quando
                                   fosse requisitado pelo participante.
                                   Cada pergunta certa valeria décimos
                                   que no final poderia chegar a
                                   completar 1,0 ponto, os grupos que
                                   conseguissem acertar todas as
                                   perguntas ganhariam prêmios. 18
Fundamentação Teórica
Construtivismo       significa   Por ter um valor educacional
isto: a idéia de que nada, a     Intrínseco, os jogos podem ser
rigor, está pronto, acabado,     Utilizados     como        recursos
e de que, especificamente, o     Pedagógicos                (material
conhecimento não é dado,         paradidático).       Os       jogos
em nenhuma instância,            funcionam         como         uma
como algo terminado. Ele se
constitui pela interação do      motivação a mais, que une a
Indivíduo com o meio físico      vontade e o prazer na realização
e social, com o simbolismo       de uma atividade; desta forma, o
humano, com o mundo das          ensino utilizando Meios lúdicos
relações sociais; e se           cria um ambiente gratificante e
constitui por força de sua       atraente para o desenvolvimento
ação e não por qualquer          integral do educando. No
dotação prévia, na bagagem       ensino de Biologia, os jogos
hereditária ou no meio, de
tal modo que podemos             didáticos podem ser utilizados
afirmar que antes da ação        em sala de aula para apresentar
não há psiquismo nem             um conteúdo, ilustrar aspectos
consciência e, muito menos,      importantes ou revisar pontos-
pensamento.        (Fernando     chave. Para muitos alunos, as
Becker, 1992)                    atividades lúdicas são mais
                                 interativas e produtivas que os
                                 costumeiros “exercícios          de
                                 revisão”.(Silva, et al, 2008)



                                                                19
5ª Semana
                                    10/06/2010
Os alunos demonstraram um
rendimento       superior     ao
esperado, 95% da sala obteve
uma média final maior ao da
unidade                 anterior,
demonstrando assim que de
alguma maneira as aulas mais
interativas e lúdicas trouxeram
um efeito positivo na maioria
da turma




                                          20
Fundamentação Teórica
A avaliação escolar, também          É, portanto, uma prática valiosa,
chamada avaliação do processo        reconhecidamente         educativa,
ensino-aprendizagem            ou    quando      utilizada     com     o
avaliação do rendimento escolar,     propósito de compreender o
tem como dimensão de análise o       processo de aprendizagem que o
desempenho do aluno, do              aluno está percorrendo em um
professor e de toda a situação de    dado curso, no qual o
ensino que se realiza no contexto    desempenho do professor e
escolar. Sua principal função de     outros recursos devem ser
subsidiar o professor, a equipe      modificados para favorecer o
escolar e o próprio sistema no       cumprimento dos objetivos
aperfeiçoamento do ensino.           previstos        e       assumidos
Desde que utilizada com as           coletivamente na Escota.
cautelas previstas e já descritas    O processo avaliativo parte do
em bibliografia especializada,       pressuposto de que se defrontar
fornece     informações       que    com dificuldades é inerente ao
possibilitam tomar decisões          ato de aprender. Assim, o
sobre        quais       recursos    diagnóstico de dificuldades e
educacionais       devem       ser   facilidades         deve        ser
organizados quando se quer           compreendido não como um
tomar o ensino mais efetivo.         veredito que irá culpar ou
                                     absolver o aluno, mas sim como
                                     uma análise da situação escolar
                                     atual do aluno, em função das
                                     condições de ensino que estio
                                     sendo oferecidas. (SOUZA,2000)
                                                                   21
6ª Semana
Descoberta da célula                                   07 a 08/07/2010
. Material para aula prática:
     • Microscópio óptico
     • Lâminas e lamelas
     • Água destilada
     • Pinça
     • Azul de Metileno
     • Conta gotas
     • Papel de filtro
     • Cebola (Allium cepa)
     • Células da mucosa
     Atividade 1:
     1. Descascou-se uma cebola e destacou-se a
         epiderme interna do bolbo da cebola;      Fig.1 - Célula vegetal da cebola
                                                   (Allium cepa, L)vista
     2. Efetuou-se uma preparação com uma gota
                                                   do microscópio e corada
         de água destilada e a porção destacada;   com azul de metila
     3. Corou-a com azul de metileno;
     4.Observou-se a preparação no microscópio;
     Atividade 2:
     1. Colocou-se uma gota de água na lâmina;
     2. Raspou-se a parte interna da bochecha com
         o palito;
     3. Esfregou-se o palito na gota de água;
     4. Colocou-se a lamela por cima com cuidado;
                                                  Fig. 2 - Célula animal da mucosa.
     5. Corou-se com azul de metileno;
                                                  Vista do microscópio e corada, com
     6. Observou-se a preparação no microscópio; azul de metila, observe o núcleo
                                                   destacado.
Fundamentação Teórica
Na aula prática, o aluno             A        partir     delas,    ou
desenvolve             habilidades   concomitantemente, ocorre o
processuais ligadas ao processo      desenvolvimento de habilidades
científico, tais como capacidade     integradas: controle de variáveis
de observação (todos os              (identificação e controle das
sentidos atuando visando à           variáveis do experimento),
coleta      de      informações),    definição             operacional
inferência (a partir da posse das    (operacionalização            do
informações sobre o objeto ou        experimento), formulação de
evento, passa-se ao campo das        hipóteses       (soluções     ou
suposições), medição (descrição      explicações provisórias para um
através da manipulação física        fato), interpretação de dados
ou mental do objeto de estudo),      (definir tendências a partir dos
comunicação (uso de palavras         resultados), conclusão (finalizar
ou símbolos gráficos para            o experimento, através de
descrever uma ação, um objeto,       conclusões e generalizações)
um fato, um fenômeno ou um           ( Vasconcelos et al, 2002)
evento), classificação (agrupar
ou ordenar fatos ou eventos em
categorias com base em
propriedades ou critérios),
predição (previsão do resultado
de um evento diante de um
padrão de evidências.




                                                                   23
7ª Semana
   Membranas celulares                       14 a 15/07/2010
Objetivo
   Observar e entender o fenômeno
   da osmose.
Material
• Placas de Petri
• Béquer
• Água
• Sal de cozinha (NaCl)
• Batata
• Tomate
Procedimento
• Preparou-se uma solução de
   cloreto de sódio, acrescentando-se
   sal à aproximadamente 30 mL de
   água, até que o sal não mais se      •Em outra placa de Petri
   dissolvesse na água e começasse a    colocou água e introduziu outra
   se depositar no fundo do béquer.     fatia de batata e tomate.
• Cortou-se finas fatias de batata e    •Esperou-se aproximadamente
   tomate mantendo a casca.             20 minutos e observou as
• Colocou-se na placa de Petri a        fatias.
   solução de cloreto de sódio e
   introduziu uma fatia de batata e
   outra de tomate.                                              24
Fundamentação Teórica
A educação em Ciências deve           Atividades experimentais na
proporcionar aos estudantes a         perspectiva construtivista são
oportunidade de desenvolver           organizadas     levando      em
capacidades         que       neles   consideração o conhecimento
despertem a inquietação diante        prévio dos alunos. Adotar esta
do desconhecido, buscando             postura construtivista significa
explicações lógicas e razoáveis,      aceitar      que        nenhum
levando          os         alunos    conhecimento é assimilado do
desenvolverem             posturas    nada, mas deve ser construído ou
críticas, realizar julgamentos e      reconstruído pela estrutura de
tomar decisões fundamentadas          conceitos já existentes. Deste
em critérios objetivos, baseados      modo, a discussão e o diálogo
em                 conhecimentos      assumem um papel importante e
compartilhados        por      uma    as atividades experimentais
comunidade            escolarizada    combinam, intensamente, ação e
(BIZZO,1998).                         reflexão (ROSITO, 2003).




                                                                 25
8ª Semana
   Organelas citoplasmáticas
   Solicitou aos alunos que desenhassem
                                               21 a 22/07/2010
   nos cadernos uma célula eucariótica
   (animal ou vegetal), nomeando suas
   partes.                                     CENTRÍOLO

   Apresentou-se a célula eucariótica                 DIVISÃO CELULAR
                                                 BATIMENTO dos cílios e flagelos.
   animal,     utilizando     demonstração
   didática (slides), e identificando as
   organelas citoplasmáticas;
   Discorreu sobre as funções das
   organelas;
   Repetiu o mesmo procedimento com a          PEROXISSOMOS

   célula vegetal, salientando as diferenças        DEGRADAÇÃO de substâncias
                                                            tóxicas.
   em relação à célula animal.

                                                         PAREDE CELULAR
   CIRANDA, CIRANDINHA
                                                            PROTEÇÃO
                                                           RESISTÊNCIA
Mitocôndria, mitocôndria
É quem faz respiração                          CLOROPLASTO
Ribossomo sintetiza                                     FOTOSSÍNTESE.
Proteínas de montão                            Assim como a mitocôndria, possui o seu
                                                          próprio DNA.
O complexo de Golgi
Armazena secreção
Lisossomo tem enzimas
Pra fazer a digestão
O reticulo apresenta
A função de transportar                                                             26
O centríolo participa
Da divisão celular
Fundamentação Teórica
FERNANDES (1998), Segundo                 MITOCONDRIA

ele, os slides permitem uma            •RESPIRAÇÃO CELULAR.
                                       •Está presente em células
projeção de alta resolução,            animais e vegetais
                                       • APRESENTA SEU PRÓPRIO
enfatizando cores, beleza e            DNA (DNA MITOCONDRIAL)

                                                                     RIBOSSOMO
detalhes, visíveis de qualquer ponto
de uma sala de aula. Argumenta                                                   SÍNTESE PROTÉICA.


também que as imagens em si não
asseguram nenhum aprendizado e
que devem vir acompanhadas de            COMPLEXO DE GOLGI

uma      nova      abordagem,     de               ARMAZENAMENTO
                                             SECREÇÃO de diversas substâncias.
sensibilização do aluno para o
mundo natural. Um enfoque
                                                                     RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO
naturalista e aventureiro, mas que                                   LISO

não se limite a isso: que também                                              TRANSPORTE de substâncias
                                                                          PRODUÇÃO de esteróides (lipídeos).
faça com que esse aluno aprenda,
pense, questione e principalmente
                                           RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO
queira saber mais.                         RUGOSO

O artigo da Revista Galileu-Ciência               TRANSPORTE de substâncias
                                                      SÍNTESE PROTEÍNAS

(GARCIA,         2002)     apresenta
pesquisas recentes realizadas na
Universidade de Heildelberg, na
Alemanha demonstrando que
músicos têm 130% a mais de
massa cinzenta na área do cérebro
correspondente à audição (córtex
auditivo primário). Nesta área está
também a memória verbal,
fundamental para o aprendizado da
matemática, línguas e ciências.                                                                   27
9ª Semana
Aula dinâmica
Organelas celulares
                                                   28 a 29/07/2010
A professora iniciou a aula
explicando sobre a dinâmica
“Baralho das Organelas”, que tem
por finalidade revisar sobre o
assunto     abordado      na     aula
anterior.O Baralho das Organelas
compõe-se de cartas versando
sobre diferentes organelas e
estruturas celulares: ribossomo,
retículo endoplasmático rugoso,          Este recebeu a carta e selecionou
retículo    endoplasmático       liso,   entre as suas, incluindo a que acabou
complexo de Golgi, centríolo,            de receber, uma carta para passar ao
lisossomo,              mitocôndria,     próximo e assim sucessivamente, até
cloroplasto. Para cada organela          que um jogador conseguisse ter em
haviam     quatro     cartas,     que    sua mão quatro cartas versando
descrevem aspectos de sua forma,         sobre a mesma organela. Nesse
funções e imagem. As cartas foram        momento mostrou-se suas cartas
apresentadas        aos       alunos,    para que seja conferido e
embaralhadas, contendo figuras e         considerado o vencedor da rodada.
texto. No primeiro momento o             As cartas foram embaralhadas
grupo de 5 alunos analisaram todas       novamente e distribuídas para uma
as cartas e as ordenaram sobre a         nova rodada. Retirando-se aquela
mesa, encontrando as quatro cartas       que já foi mostrada na rodada
correspondentes                     as   anterior.
organelas/estruturas celulares. As       O objetivo do jogo garante que a
cartas      selecionadas       foram     vitória é imune à sorte. Foi
embaralhadas e distribuídas para os      necessário que o jogador tivesse
jogadores: cinco cartas para cada        conhecimento sobre o assunto para
jogador. Após sorteio, o primeiro        poder selecionar entre as cartas em
jogador analisou suas cartas,            sua mão, aquelas que versam sobre a
verificando se já possuía mais de        mesma organela e que ele manterá e
uma relacionada à mesma organela         aquela que passará para o próximo
e escolheu uma carta para entregar                                        28
                                         jogador em cada rodada, por tratar
ao próximo jogador.                      de outra organela.
Fundamentação Teórica
O jogo pedagógico ou didático        Os jogos de expressão,
tem         como         objetivo    interiorização de conteúdos e
proporcionar        determinadas     interpretação,     além     de
aprendizagens, diferenciando-se      estimularem a inteligência,
do material didático por conter      enriquecem a linguagem oral e
o aspecto lúdico e por ser           escrita e a interiorização de
utilizado       para       atingir   conhecimentos, libertando o
determinados            objetivos    aluno do imobilismo para uma
pedagógicos,       sendo     uma     participação ativa, criativa e
alternativa para melhorar o          crítica    no   processo    de
desempenho dos alunos em             aprendizagem
alguns conteúdos de difícil          (ALMEIDA,2003).
aprendizagem.
“Jogo é o resultado de
interações lingüísticas diversas
em termos de características e
ações     lúdicas,    ou     seja,
atividades lúdicas que implicam
no prazer, no divertimento, na
liberdade e na voluntariedade,
que contenham um sistema de
regras claras e explícitas e que
tenham um lugar delimitado
onde possa agir: um espaço ou
um brinquedo” (SOARES,
2008).




                                                               29
10ª Semana
   Teste                Tes              05/08/2010
Assuntos:
                              te
• Organelas celulares
• Transporte através
da membrana.




                                   1
                                       Figuras 1 e 2
                                       utilizadas no teste
                                       abordando transporte
                                       ativo e fagocitose
                                       respectivamente.




                                                     30

                                   2
Fundamentação Teórica
A avaliação deve ser utilizada     Após       a    obtenção     das
com o apoio de múltiplos           informações, análise-as de
instrumentos de coleta de          acordo com os critérios
informações, sempre de acordo      preestabelecidos,     com     as
com as características do plano    condições de ensino oferecidas,
de ensino, isto é, dos objetivos   e tome as decisões que julgar
que se está buscando junto ao      satisfatórias para a melhoria da
aluno. Assim, conforme o tipo      qualidade da Educação escolar.
de objetivo, podem ser             Além disso, o processo
empregados trabalhos em            avaliativo não se encerra com
grupos e individuais, provas       este       levantamento       de
orais e escritas, seminários,      informações, as quais devem
observação      de     cadernos,   ser comparadas com os
realização de exercícios em        critérios e julgadas a partir do
classe ou em casa e observação     contexto em que foram
dos alunos em classe.              produzidas. Somente assim elas
Não restrinja o levantamento       poderão subsidiar o processo
de informações para realização     de tomada de decisão quanto a
da avaliação ao final de um        que medidas devem ser
bimestre letivo. Informações       previstas para aperfeiçoar o
descontinuadas e distanciadas      processo de ensino, com vistas
umas das outras podem              a levar o aluno a superar suas
modificar a sintomatologia do      dificuldades. (SOUZA, 2000)
aluno e do professor quanto a
condições de aprendizagem e
ensino.




                                                               31
Referências
ALMEIDA, P. N. Educação lúdica: Técnica e               CAPELETTO, A.
Jogos Pedagógicos. 11ª ed. São Paulo: Loyola, 2003.
                                                        Biologia e Educação
                                                        ambiental: Roteiros de
ARAÚJO, A.; MENEZES, C. E CURY, D., Um
                                                        trabalho. Editora Ática,
Ambiente Integrado para Apoiar a Avaliaçã da
                                                        1992.
Aprendizagem       Baseado     em     Mapas
Conceituais, Anais do XII Simpósio Brasileiro
                                                        LIMA, M.E.C.C.; JÚNIOR,
de Informática na Educação, 2002.
                                                        O.G.A.; BRAGA, S.A.M.
                                                        Aprender
BECKER, Fernando. O que é construtivismo?
Revista de Educação AEC, Brasília, v. 21, n.            ciências – um mundo de materiais.
83, p. 7-15, abr./jun. 1992.                            Belo Horizonte: Ed. UFMG. 1999.

BIZZO, N. Ciências: fácil ou difícil. Ed. Ática, São    SILVA, T. D., CARDOSO, F. S., RODRIGUES,
Paulo, SP                                               C. R., LIBERTO, M. .I., Jogos Virtuais no
                                                        Ensino: usando a dengue como modelo. R. B.
PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Léa das             E. C. T., Vol. 1, Núm. 2, mai/ago. 2008.
Graças Camargo. Docência no ensino superior. São
Paulo: Cortez, 2002. (Coleção                           SOUZA, C. P. Avaliação escolar Limites e
Docência em Formação).                                  possibilidades, 2000

______; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e           MOREIRA, M.A., INvestigación en ensenãnza:
docência. São Paulo: Cortez, 2004. (Coleção Docência    aspectos metodológicos. Programa Internacional
em Formação).
                                                        de Doctorado en Ensiñanza de las Ciencias.
                                                        Universidade de Burgos, España; Universidade
                                                        Federal do Rio Grande do Sul, Brasil., 1999.
SANTO, J. M. R di. Arte Terapia como Recurso
eficaz no Ambiente Escolar. Centro
Educacional, 2005. Disponível em:                       VASCONCELOS, A. L. S., COSTA C. H. C.,
www.centrorefeducacional.com.br/arterapi.htm            SANTANA, J.          R., CECCATTO, V. M.,
Acesso em 10 de agosto de 2010.                         Importância da abordagem prática no ensino de
                                                        biologia Para a formação de professores
FERNANDES, H. L. Um naturalista na sala de aula.        (licenciatura plena em Ciências / habilitação em
Ciência & Ensino. Campinas, Vol. 5, 1998.               biologia/química ) em limoeiro Do norte – CE,
                                                        2002.
GARCIA, R. Cérebros Afinados – Massa Cinzenta
Auditiva revela Segredos do Talento Musical. Galileu-   ROSITO, B.A. O ensino de Ciências e a
Ciência, n. 132, nov. 2002.                             experimentação. In: MORAES, R. Construtivismo
                                                        e Ensino de Ciências: Reflexões Epistemológicas e
SOARES, M. H. F. B.; Jogos e atividades lúdicas         Metodológicas. 2 ed. Porto Alegre: Editora
no ensino de química: teoria, métodos e
aplicações. Anais do XIV Encontro Nacional do           EDIPUCRS, 2003.
Ensino      de    Química.      Disponível  em:                                                   32
www.quimica.ufpr.br/eduquim/eneq2008/resumos/
R0302-1.pdf. Acesso dia 25/05/2010.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Portfólio
PortfólioPortfólio
Portfólio
viviprof
 
Portfólio luciana andrade
Portfólio luciana andradePortfólio luciana andrade
Portfólio luciana andrade
familiaestagio
 
Portfólio Oficina Geográfica IV
Portfólio Oficina Geográfica IVPortfólio Oficina Geográfica IV
Portfólio Oficina Geográfica IV
Fernando Marques
 
Portfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane muniz
Portfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane munizPortfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane muniz
Portfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane muniz
familiaestagio
 
Ativ port1 descritores l. portuguesa
Ativ port1  descritores l. portuguesaAtiv port1  descritores l. portuguesa
Ativ port1 descritores l. portuguesa
Edileusa Camargo
 
Portfólio leire 2013 (2)
Portfólio leire 2013 (2)Portfólio leire 2013 (2)
Portfólio leire 2013 (2)
270581
 
Portfolio maria tereza
Portfolio maria terezaPortfolio maria tereza
Portfolio maria tereza
familiaestagio
 

Mais procurados (20)

Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
Portifólio de victor
Portifólio de victorPortifólio de victor
Portifólio de victor
 
Portfólio hipólito
Portfólio   hipólitoPortfólio   hipólito
Portfólio hipólito
 
Portifólio milena
 Portifólio   milena Portifólio   milena
Portifólio milena
 
Portfólio
PortfólioPortfólio
Portfólio
 
Portfólio luciana andrade
Portfólio luciana andradePortfólio luciana andrade
Portfólio luciana andrade
 
Portfólio Pacto Pelo Fortalecimento do Ensino Médio 2014
Portfólio Pacto Pelo Fortalecimento do Ensino Médio 2014Portfólio Pacto Pelo Fortalecimento do Ensino Médio 2014
Portfólio Pacto Pelo Fortalecimento do Ensino Médio 2014
 
Portfólio cris
Portfólio   crisPortfólio   cris
Portfólio cris
 
Portfólio
  Portfólio  Portfólio
Portfólio
 
Portfólio Oficina Geográfica IV
Portfólio Oficina Geográfica IVPortfólio Oficina Geográfica IV
Portfólio Oficina Geográfica IV
 
Portifolio
PortifolioPortifolio
Portifolio
 
Portfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane muniz
Portfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane munizPortfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane muniz
Portfólio estágio supervisionado ii 1º n5_viliane muniz
 
Portfólio digital kézia silmara
Portfólio digital kézia silmaraPortfólio digital kézia silmara
Portfólio digital kézia silmara
 
Diário paulo
 Diário   paulo Diário   paulo
Diário paulo
 
Ativ port1 descritores l. portuguesa
Ativ port1  descritores l. portuguesaAtiv port1  descritores l. portuguesa
Ativ port1 descritores l. portuguesa
 
Portfólio leire 2013 (2)
Portfólio leire 2013 (2)Portfólio leire 2013 (2)
Portfólio leire 2013 (2)
 
Portfólio didática no ensino superior
Portfólio didática no ensino superiorPortfólio didática no ensino superior
Portfólio didática no ensino superior
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
 
Portifólio
PortifólioPortifólio
Portifólio
 
Portfolio maria tereza
Portfolio maria terezaPortfolio maria tereza
Portfolio maria tereza
 

Semelhante a Portfólioa (20)

Portifolio finalizado
Portifolio finalizadoPortifolio finalizado
Portifolio finalizado
 
Portfólio elda nunes
Portfólio   elda nunesPortfólio   elda nunes
Portfólio elda nunes
 
Portifólio gilson
Portifólio   gilsonPortifólio   gilson
Portifólio gilson
 
Portifólio rondinelle
Portifólio rondinellePortifólio rondinelle
Portifólio rondinelle
 
Capacitação de Ciências - 2ª parte
Capacitação de Ciências - 2ª parteCapacitação de Ciências - 2ª parte
Capacitação de Ciências - 2ª parte
 
Portfólio deiseane
Portfólio deiseanePortfólio deiseane
Portfólio deiseane
 
Portifolio charlene
Portifolio charlenePortifolio charlene
Portifolio charlene
 
Portifólio helen rosa
Portifólio helen rosaPortifólio helen rosa
Portifólio helen rosa
 
Portfólio Marília Alves
Portfólio Marília AlvesPortfólio Marília Alves
Portfólio Marília Alves
 
Portifólio marcília
 Portifólio   marcília Portifólio   marcília
Portifólio marcília
 
Tcc ana cristina versão final
Tcc ana cristina versão finalTcc ana cristina versão final
Tcc ana cristina versão final
 
Portifólio adriana
 Portifólio   adriana Portifólio   adriana
Portifólio adriana
 
Portifolio
PortifolioPortifolio
Portifolio
 
Portfólio
PortfólioPortfólio
Portfólio
 
Portfóli eliane
Portfóli elianePortfóli eliane
Portfóli eliane
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
Portifólio
 Portifólio Portifólio
Portifólio
 
Portfólio ana carine o
Portfólio ana carine oPortfólio ana carine o
Portfólio ana carine o
 
PortifóLio
PortifóLioPortifóLio
PortifóLio
 
Portifólio clicia
 Portifólio clicia Portifólio clicia
Portifólio clicia
 

Mais de naymarques

Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
naymarques
 
Proteínas 1ºa
Proteínas 1ºaProteínas 1ºa
Proteínas 1ºa
naymarques
 
Baralho organelas
Baralho organelasBaralho organelas
Baralho organelas
naymarques
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
naymarques
 
Show da quimicacelular
Show da quimicacelularShow da quimicacelular
Show da quimicacelular
naymarques
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
naymarques
 
áCidos nucléicos 1ºa
áCidos nucléicos 1ºaáCidos nucléicos 1ºa
áCidos nucléicos 1ºa
naymarques
 

Mais de naymarques (20)

Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
 
Proteínas 1ºa
Proteínas 1ºaProteínas 1ºa
Proteínas 1ºa
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Baralho organelas
Baralho organelasBaralho organelas
Baralho organelas
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
 
Show da quimicacelular
Show da quimicacelularShow da quimicacelular
Show da quimicacelular
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
 
áCidos nucléicos 1ºa
áCidos nucléicos 1ºaáCidos nucléicos 1ºa
áCidos nucléicos 1ºa
 
Plano aula 6
Plano aula 6Plano aula 6
Plano aula 6
 
Plano aula 10
Plano aula 10Plano aula 10
Plano aula 10
 
Plano aula 9
Plano aula 9Plano aula 9
Plano aula 9
 
Plano aula 8
Plano aula 8Plano aula 8
Plano aula 8
 
Plano aula 7
Plano aula 7Plano aula 7
Plano aula 7
 
Plano aula 5
Plano aula 5Plano aula 5
Plano aula 5
 
Plano aula 4
Plano aula 4Plano aula 4
Plano aula 4
 
Plano aula 3
Plano aula 3Plano aula 3
Plano aula 3
 
Plano aula 3
Plano aula 3Plano aula 3
Plano aula 3
 
Plano aula 2
Plano aula 2Plano aula 2
Plano aula 2
 

Portfólioa

  • 1. Dias de aprendizagem por: Nayara Marques Formando um Professor (relato verídico) 1
  • 2. Portfólio " O nascimento do pensamento é igual ao nascimento de uma criança: tudo começa com um ato de amor. Uma semente há de ser depositada no ventre vazio. E a semente do pensamento é o sonho. Por isso os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber, deveriam ser especialistas em amor: intérpretes de sonhos." ( Rubem Alves )
  • 3. UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA – DCET CAMPUS II – ALAGOINHAS Orientadora: Cláudia Regina Regente: Cristina Mançur Estagiária: Nayara Marques Portfólio apresentado ao colegiado do curso de graduação em Ciências Biológicas, Universidade do Estado da Bahia, como um dos pré- requisitos para a disciplina Estágio Supervisionado II, sob a regência da Profª Cristina Mançur e Orientação da Profª Cláudia Regina Teixeira de Souza. 3
  • 4. O Estágio O estágio ajuda perceber a O Estágio Supervisionado realidade profissional, articulou teoria e prática, aproximando os conhecimentos permitindo uma vivencia acadêmicos das práticas de pedagógica no meio em que mercado, complementando o futuramente atuaremos. Como processo ensino-aprendizagem. procedimento didático- De acordo com o Decreto Nº. pedagógico, ele é visto como elo 87.497/82, que regulamente a Lei de ligação entre as várias Nº. 6.494/77, considera-se como disciplinas específicas do curso e Estágio Curricular: tem por finalidade principal As atividades de fornecer ao licenciado aprendizagem social, oportunidade de apropriação profissional e cultural, contextualizada da realidade proporcionadas ao escolar da prática docente. estudante pela Com o estágio criou-se participação em situações condições para que o professor reais de vida e de trabalho se defrontasse com os problemas de seu meio, sendo específicos dos processos de realizada na comunidade ensinar e aprender e com a em geral ou junto a pessoas dinâmica própria do espaço jurídicas de direito público escolar. Desta forma, o aluno, ao ou privado, sob mesmo tempo, avalia se sua responsabilidade e formação está sendo adequada coordenação de instituição para o trabalho que irá de ensino (art. 2º.) futuramente realizar, e ainda analisa como este trabalho está sendo desenvolvido por outros profissionais. 4
  • 5. Importância do Estágio Pimenta e Anastasiou (2002) Reafirmamos o nosso conceito afirmam que o significado social de Estágio, como campo de que os professores atribuem a si conhecimento, que envolve mesmos e à educação escolar estudos, análise, exerce papel fundamental nos problematização, reflexão e processos de construção da proposição de soluções sobre o identidade docente. Para as ensinar e o aprender, tendo autoras, esta identidade se como eixo a pesquisa sobre as constrói no confronto entre as ações pedagógicas, o trabalho teorias e as práticas, na análise docente e as práticas sistemática das práticas à luz das institucionais, situadas em teorias, na construção de teorias. contextos sociais, históricos e Essa compreensão permite culturais (PIMENTA; LIMA, analisar o estágio como espaço de 2004). mediação reflexiva entre a universidade, a escola e a sociedade. Acreditamos no Estágio como lócus de formação do professor reflexivo-pesquisador, de aprendizagens significativas da profissão, de cultura do magistério, de aproximação investigativa da realidade e do seu contexto social. 5
  • 6. O Colégio O Colégio da Polícia Militar, é uma instituição mantida pelo governo do Estado da Bahia como corpo docente formado por profissionais concursados, a maioria com nível superior completo. Funciona em um espaço amplo com pátio sem cobertura. As salas são amplas, arejadas; com ventiladores, há mesa para professor e as carteiras são conservadas e em quantidade suficiente para os alunos. A cantina é pequena com uma grade por onde é distribuída a merenda. Possui auditório com datashow e TV-pendrive que estão presente em todas as salas servindo para apresentação de vídeos e aulas utilizando slides. Possui ainda biblioteca, Lab. de Ciências e Lab. de Informática. 6
  • 7. A Regente A professora regente, obteve Desde o primeiro momento sua formação acadêmica em sempre se mostrou presente e Licenciatura em Ciências me acolheu de forma Biológicas, na UNEB, Campus cativante. II, Alagoinhas. Logo após sua Quando requisitada esclarecia formação ela prestou concurso minhas dúvidas a respeito de para se tornar professora do como ministrar as aulas e Estado, a partir de então, atua sobre o próprio como professora de Biologia do funcionamento da escola e Colégio da Polícia Militar, perfil da turma. ensinando nas séries do Sendo ela peça fundamental Ensino Fundamental ao Médio. para meu bom desempenho Sua relação com os colegas e no estágio. direção, demonstra que ela é muito querida na escola, assim como também na sala com seus alunos, possui uma relação aluno-professor que demonstra afeto e respeito entre eles. 7
  • 8. O Livro Sua virtude principal é oferecer quantidade e qualidade de informações ajustadas às características do aluno do Ensino Médio, permitindo um sólido embasamento de biologia e um aprendizado muito mais motivador e consistente. Totalmente atualizada em termos de metodologia, conteúdo e nomenclatura. E no início de cada capítulo, o texto de abertura faz a ligação do assunto a ser estudado com o dia-a-dia do aluno. Ao final, perguntas auxiliam na Questões e propostas para interpretação e ajudam a discussão, favorecem a organizar a discussão. habilidade de o aluno se expressar, aceitar opiniões, defender pontos de vista etc. Testes de diversos graus de dificuldade retirados dos vários vestibulares do país, ajudam o aluno a se preparar para um futuro vestibular. 8
  • 9. A Turma A turma é composta por 26 alunos, destes todos freqüentam as aulas, dos quais tem média de idade entre 14 e 15 anos, eles se relacionam de forma harmoniosa e unida, na sua maioria são bastante atentos e participativos. Geralmente a turma se divide entre os alunos que estão sempre no fundo e os alunos que sentam a frente, existindo alunos interessados nos dois lados. 9
  • 10. Aulas de observação 05 e 06/05/2010 Um período onde tudo o que aconteceu foi interessante. Um momento muito enriquecedor para todas as partes envolvidas, pois, foi onde professores, estagiários e alunos se encontraram pela primeira vez, gerando assim descobertas, incertezas e dúvidas. Durante essa etapa, percebi que a professora-regente trabalha de forma habitual, ou seja, escrevia no quadro, explicava e depois aplicava uma atividade. Percebeu- se que a professora possuía uma relação de respeito e afeto que refletia positivamente na interação, interesse e aprendizado dos alunos. 10
  • 11. Período de Regência Todas as etapas do Estágio Supervisionado II foram 12/05 a 05/08/10 importantes e enriquecedoras, A professora da sala Cristina ocorrendo sempre à troca de Mançur, esteve sempre muito conhecimentos. No começo os prestativa e simpática, se colocou alunos ficaram desconfiados, sempre a disposição para sanar uma vez que a professora estava qualquer problema ou dúvida, sendo substituída por uma estagiária. Iniciado os trabalhos além disso, todos os funcionários e com o andamento das aulas da escola estavam à disposição e foram adaptando-se à sempre que solicitados atenderam metodologia aplicada ao longo de forma muito gentil. das aulas. Pode-se também observar que as Foram elaboradas aulas atividades tiveram um retorno diferenciadas que despertassem a curiosidade e atenção dos satisfatório não apenas pelo mesmos; utilizando aulas aprendizado e pelos gestos de dinâmicas através de aceitação, mas também pelo brincadeiras, slides, vídeos e retorno dado com o aumento da experimentos, percebeu-se também o interesse cada vez médias. Em todo período de maior e a interação com os regência utilizou-se a concepção assuntos abordados. As epistemológica construtivista, atividades dadas em sala de aula, baseada na idéia de que a criança as pesquisas encomendadas foram realizadas com êxito por constrói o conhecimento a partir parte dos discentes. Nas aulas de suas descobertas, quando em posteriores notava-se o explicito contato com o mundo e com os interesse, pois os alunos se objetos. Por isso que as ofereciam para ajudar a buscar livros, brincadeiras e experiências são montar os importantes mecanismos de aprendizado para o Ensino 11 experimentos e organizar o laboratório. Médio.
  • 12. 1ª Semana Carboidratos Letra: Vídeo/Música Carboidratos 12 e 13/05/2010 Aula Prática: Carboidrato que é açúcar de energia fonte principal Experimento com amido Também aparece como reserva Separou-se previamente os E uma função que é chamada estrutural materiais em cada bancada do Observando um carboidrato dá pra ver laboratório, de maneira que os Que ele basicamente tem na composição grupos pudessem trabalhar Carbono, Hidrogênio, Oxigênio e pode crer adequadamente. Enxofre, Fósforo, Nitrogênio Orientou-se os alunos quanto aos Hidratos de Carbono, Sacarídeos e tipos de alimento. Onde os sólidos glicídios deveriam ser dissolvidos em água. São nomes que freqüentemente aparecerão Os alunos deveriam pingar 3 gotas Tem mono, tem o di e polissacarídeos do reagente (iodo) sobre o Separados na classificação alimento.Orientou-se os alunos Carboidratos que é açúcar de energia fonte para que observassem as principal... mudanças na coloração da solução, após o uso do reagente, de maneira a compará-la com o alimento-controle. E observou-se as diferentes reações e anotar o resultado. Os resultados puderam ser registrados em uma tabela 1º A COLÉGIO MILITAR contendo os seguintes itens: Carboidratos PROFª NAYARA MARQUES Alimentos utilizados, Coloração inicial, Coloração final (após o 12 reagente) e a Indicação da presença de amido.
  • 13. Fundamentação Teórica Segundo Santo (2005), a utilização de recursos artísticos para auxiliar o desenvolvimento de conteúdos escolares específicos vem-se expandindo cada vez mais, com o foco do trabalho pedagógico na aprendizagem do aluno. Os cursos de formação de Segundo Lima et al (1999), a professores procuram enfatizar atividades didáticas que experimentação inter-relaciona o privilegiem a ação do aluno e, aprendiz e os objetos de seu neste sentido, as atividades conhecimento, a teoria e a artísticas são excelentes prática, ou seja, une a recursos, uma vez que, a arte interpretação do sujeito aos vem ocupando significativo fenômenos e processos naturais espaço na formação humana, observados, pautados não apenas desde o início das civilizações pelo conhecimento científico já até a atualidade. estabelecido, mas pelos saberes e hipóteses levantadas pelos estudantes, diante de situações desafiadoras. Além ser um local de aprendizagem, o laboratório é um local de desenvolvimento do aluno como um todo. 13
  • 14. 2ª Semana Lipídios 19 a 20/05/2010 Solicitou-se que os alunos ESTERÓIDES ANABOLIZANTES ESTERÓ pesquisassem sobre as doenças causadas pelo acúmulo de gordura, fazendo um mapa conceitual e colassem no caderno imagens de alimentos que possuem lipídio. Aula expositiva sobre os benefícios e malefícios do consumo das gorduras para o Na sala os alunos fizeram a nosso corpo, tratando, inclusive, experiência de misturar óleo e de possíveis problemas água e óleo e assim perceberam cardiovasculares (HDL - as principais características dos colesterol bom; LDL - colesterol lipídios. ruim). O professor salientou os prejuízos causados a saúde pelo uso de esteróides anabolizantes. 14
  • 15. Fundamentação Teórica Com o uso de mapas Para promover a aprendizagem conceituais, o conhecimento significativa; (Moreira, 1999) pode ser exteriorizado através recomendam ao professor, da utilização de conceitos e como recurso didático, o uso de palavras de ligação, formando mapas conceituais com a proposições que mostram as finalidade de identificar relações existentes entre significados (subsunçores) pré- conceitos percebidos por um existentes na estrutura cognitiva indivíduo (Araújo et al., do estudante que são necessários 2002), e representadas pelo à aprendizagem. tripé conceito – relação – conceito. Os mapas conceituais vêm sendo utilizados nas mais distintas áreas do conhecimento, tendo diferentes finalidades, como na aprendizagem, na avaliação, na organização e na representação de conhecimento. 15
  • 16. 3ª Semana 26 a 27/05/2010 Proteínas Comentou-se sobre os alimentos ricos em proteínas e Proteínas se os alunos tinham conhecimento dos mesmos. Também foi elaborado um experimento em que os alunos Colégio Militar (1º A) Profª Nayara Marques puderam perceber como ocorre a desnaturação protéica, utilizando apenas álcool, ovo e um prato colorido, depois os alunos puderam observar as etapas, de todo o processo. 1 Fig. 1. Materiais utilizados ovo, prato). (álcool, 2 Fig. 2. Proteína do ovo começando a desnaturação. Fig. 3. Proteína do 3 ovo completamente desnaturada, pela 16 ação do álcool etílico.
  • 17. Fundamentação Teórica Segundo Capeletto (1992), existe As aulas de laboratório podem, uma fundamentação psicológica assim, funcionar como um e pedagógica que sustenta a contraponto das aulas teóricas, necessidade de proporcionar à como um poderoso catalisador criança e ao adolescente a no processo de aquisição de oportunidade de, por um lado, novos conhecimentos, pois a exercitar habilidades com vivência de uma certa cooperação, concentração, experiência facilita a fixação do organização, manipulação de conteúdo a ela relacionado, equipamentos e, por outro, descartando-se a idéia de que as vivenciar o método científico, atividades experimentais devem entendendo como tal a servir somente para a ilustração observação de fenômenos, o da teoria (Capeletto, 1992). Para registro sistematizado de dados, o autor, permitir que o próprio a formulação e o teste de aluno raciocine e realize as hipóteses e a inferência de diversas etapas da investigação conclusões. científica (incluindo, até onde for possível, a descoberta) é a finalidade primordial de uma aula de laboratório. 17
  • 18. 4ª Semana Ácidos nucléicos 02 a 03/06/2010 Os alunos confeccionaram os filamentos de DNA e RNA, utilizando materiais recicláveis como (canudos, massa de modelar, tinta, isopor, palito e etc.). CLIQUE AQUI PARA INICIAR O JOGO Fizeram um lindo trabalho onde aprenderam como se A revisão utilizando o Show do associam as bases nitrogenadas Milhão foram feitas diversas e também puderam utilizar perguntas, sobre todos os assuntos criatividade e imaginação. estudados durante a unidade de forma bem didática, para que eles se divertissem e aprendessem ao mesmo tempo. A sala foi dividida em grupos e cada Ácidos Nucléicos grupo escolheu um representante O código da vida que teve que responder algumas questões envolvendo os assuntos trabalhados em sala e outros três que poderiam ajudá-lo quando fosse requisitado pelo participante. Cada pergunta certa valeria décimos que no final poderia chegar a completar 1,0 ponto, os grupos que conseguissem acertar todas as perguntas ganhariam prêmios. 18
  • 19. Fundamentação Teórica Construtivismo significa Por ter um valor educacional isto: a idéia de que nada, a Intrínseco, os jogos podem ser rigor, está pronto, acabado, Utilizados como recursos e de que, especificamente, o Pedagógicos (material conhecimento não é dado, paradidático). Os jogos em nenhuma instância, funcionam como uma como algo terminado. Ele se constitui pela interação do motivação a mais, que une a Indivíduo com o meio físico vontade e o prazer na realização e social, com o simbolismo de uma atividade; desta forma, o humano, com o mundo das ensino utilizando Meios lúdicos relações sociais; e se cria um ambiente gratificante e constitui por força de sua atraente para o desenvolvimento ação e não por qualquer integral do educando. No dotação prévia, na bagagem ensino de Biologia, os jogos hereditária ou no meio, de tal modo que podemos didáticos podem ser utilizados afirmar que antes da ação em sala de aula para apresentar não há psiquismo nem um conteúdo, ilustrar aspectos consciência e, muito menos, importantes ou revisar pontos- pensamento. (Fernando chave. Para muitos alunos, as Becker, 1992) atividades lúdicas são mais interativas e produtivas que os costumeiros “exercícios de revisão”.(Silva, et al, 2008) 19
  • 20. 5ª Semana 10/06/2010 Os alunos demonstraram um rendimento superior ao esperado, 95% da sala obteve uma média final maior ao da unidade anterior, demonstrando assim que de alguma maneira as aulas mais interativas e lúdicas trouxeram um efeito positivo na maioria da turma 20
  • 21. Fundamentação Teórica A avaliação escolar, também É, portanto, uma prática valiosa, chamada avaliação do processo reconhecidamente educativa, ensino-aprendizagem ou quando utilizada com o avaliação do rendimento escolar, propósito de compreender o tem como dimensão de análise o processo de aprendizagem que o desempenho do aluno, do aluno está percorrendo em um professor e de toda a situação de dado curso, no qual o ensino que se realiza no contexto desempenho do professor e escolar. Sua principal função de outros recursos devem ser subsidiar o professor, a equipe modificados para favorecer o escolar e o próprio sistema no cumprimento dos objetivos aperfeiçoamento do ensino. previstos e assumidos Desde que utilizada com as coletivamente na Escota. cautelas previstas e já descritas O processo avaliativo parte do em bibliografia especializada, pressuposto de que se defrontar fornece informações que com dificuldades é inerente ao possibilitam tomar decisões ato de aprender. Assim, o sobre quais recursos diagnóstico de dificuldades e educacionais devem ser facilidades deve ser organizados quando se quer compreendido não como um tomar o ensino mais efetivo. veredito que irá culpar ou absolver o aluno, mas sim como uma análise da situação escolar atual do aluno, em função das condições de ensino que estio sendo oferecidas. (SOUZA,2000) 21
  • 22. 6ª Semana Descoberta da célula 07 a 08/07/2010 . Material para aula prática: • Microscópio óptico • Lâminas e lamelas • Água destilada • Pinça • Azul de Metileno • Conta gotas • Papel de filtro • Cebola (Allium cepa) • Células da mucosa Atividade 1: 1. Descascou-se uma cebola e destacou-se a epiderme interna do bolbo da cebola; Fig.1 - Célula vegetal da cebola (Allium cepa, L)vista 2. Efetuou-se uma preparação com uma gota do microscópio e corada de água destilada e a porção destacada; com azul de metila 3. Corou-a com azul de metileno; 4.Observou-se a preparação no microscópio; Atividade 2: 1. Colocou-se uma gota de água na lâmina; 2. Raspou-se a parte interna da bochecha com o palito; 3. Esfregou-se o palito na gota de água; 4. Colocou-se a lamela por cima com cuidado; Fig. 2 - Célula animal da mucosa. 5. Corou-se com azul de metileno; Vista do microscópio e corada, com 6. Observou-se a preparação no microscópio; azul de metila, observe o núcleo destacado.
  • 23. Fundamentação Teórica Na aula prática, o aluno A partir delas, ou desenvolve habilidades concomitantemente, ocorre o processuais ligadas ao processo desenvolvimento de habilidades científico, tais como capacidade integradas: controle de variáveis de observação (todos os (identificação e controle das sentidos atuando visando à variáveis do experimento), coleta de informações), definição operacional inferência (a partir da posse das (operacionalização do informações sobre o objeto ou experimento), formulação de evento, passa-se ao campo das hipóteses (soluções ou suposições), medição (descrição explicações provisórias para um através da manipulação física fato), interpretação de dados ou mental do objeto de estudo), (definir tendências a partir dos comunicação (uso de palavras resultados), conclusão (finalizar ou símbolos gráficos para o experimento, através de descrever uma ação, um objeto, conclusões e generalizações) um fato, um fenômeno ou um ( Vasconcelos et al, 2002) evento), classificação (agrupar ou ordenar fatos ou eventos em categorias com base em propriedades ou critérios), predição (previsão do resultado de um evento diante de um padrão de evidências. 23
  • 24. 7ª Semana Membranas celulares 14 a 15/07/2010 Objetivo Observar e entender o fenômeno da osmose. Material • Placas de Petri • Béquer • Água • Sal de cozinha (NaCl) • Batata • Tomate Procedimento • Preparou-se uma solução de cloreto de sódio, acrescentando-se sal à aproximadamente 30 mL de água, até que o sal não mais se •Em outra placa de Petri dissolvesse na água e começasse a colocou água e introduziu outra se depositar no fundo do béquer. fatia de batata e tomate. • Cortou-se finas fatias de batata e •Esperou-se aproximadamente tomate mantendo a casca. 20 minutos e observou as • Colocou-se na placa de Petri a fatias. solução de cloreto de sódio e introduziu uma fatia de batata e outra de tomate. 24
  • 25. Fundamentação Teórica A educação em Ciências deve Atividades experimentais na proporcionar aos estudantes a perspectiva construtivista são oportunidade de desenvolver organizadas levando em capacidades que neles consideração o conhecimento despertem a inquietação diante prévio dos alunos. Adotar esta do desconhecido, buscando postura construtivista significa explicações lógicas e razoáveis, aceitar que nenhum levando os alunos conhecimento é assimilado do desenvolverem posturas nada, mas deve ser construído ou críticas, realizar julgamentos e reconstruído pela estrutura de tomar decisões fundamentadas conceitos já existentes. Deste em critérios objetivos, baseados modo, a discussão e o diálogo em conhecimentos assumem um papel importante e compartilhados por uma as atividades experimentais comunidade escolarizada combinam, intensamente, ação e (BIZZO,1998). reflexão (ROSITO, 2003). 25
  • 26. 8ª Semana Organelas citoplasmáticas Solicitou aos alunos que desenhassem 21 a 22/07/2010 nos cadernos uma célula eucariótica (animal ou vegetal), nomeando suas partes. CENTRÍOLO Apresentou-se a célula eucariótica DIVISÃO CELULAR BATIMENTO dos cílios e flagelos. animal, utilizando demonstração didática (slides), e identificando as organelas citoplasmáticas; Discorreu sobre as funções das organelas; Repetiu o mesmo procedimento com a PEROXISSOMOS célula vegetal, salientando as diferenças DEGRADAÇÃO de substâncias tóxicas. em relação à célula animal. PAREDE CELULAR CIRANDA, CIRANDINHA PROTEÇÃO RESISTÊNCIA Mitocôndria, mitocôndria É quem faz respiração CLOROPLASTO Ribossomo sintetiza FOTOSSÍNTESE. Proteínas de montão Assim como a mitocôndria, possui o seu próprio DNA. O complexo de Golgi Armazena secreção Lisossomo tem enzimas Pra fazer a digestão O reticulo apresenta A função de transportar 26 O centríolo participa Da divisão celular
  • 27. Fundamentação Teórica FERNANDES (1998), Segundo MITOCONDRIA ele, os slides permitem uma •RESPIRAÇÃO CELULAR. •Está presente em células projeção de alta resolução, animais e vegetais • APRESENTA SEU PRÓPRIO enfatizando cores, beleza e DNA (DNA MITOCONDRIAL) RIBOSSOMO detalhes, visíveis de qualquer ponto de uma sala de aula. Argumenta SÍNTESE PROTÉICA. também que as imagens em si não asseguram nenhum aprendizado e que devem vir acompanhadas de COMPLEXO DE GOLGI uma nova abordagem, de ARMAZENAMENTO SECREÇÃO de diversas substâncias. sensibilização do aluno para o mundo natural. Um enfoque RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO naturalista e aventureiro, mas que LISO não se limite a isso: que também TRANSPORTE de substâncias PRODUÇÃO de esteróides (lipídeos). faça com que esse aluno aprenda, pense, questione e principalmente RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO queira saber mais. RUGOSO O artigo da Revista Galileu-Ciência TRANSPORTE de substâncias SÍNTESE PROTEÍNAS (GARCIA, 2002) apresenta pesquisas recentes realizadas na Universidade de Heildelberg, na Alemanha demonstrando que músicos têm 130% a mais de massa cinzenta na área do cérebro correspondente à audição (córtex auditivo primário). Nesta área está também a memória verbal, fundamental para o aprendizado da matemática, línguas e ciências. 27
  • 28. 9ª Semana Aula dinâmica Organelas celulares 28 a 29/07/2010 A professora iniciou a aula explicando sobre a dinâmica “Baralho das Organelas”, que tem por finalidade revisar sobre o assunto abordado na aula anterior.O Baralho das Organelas compõe-se de cartas versando sobre diferentes organelas e estruturas celulares: ribossomo, retículo endoplasmático rugoso, Este recebeu a carta e selecionou retículo endoplasmático liso, entre as suas, incluindo a que acabou complexo de Golgi, centríolo, de receber, uma carta para passar ao lisossomo, mitocôndria, próximo e assim sucessivamente, até cloroplasto. Para cada organela que um jogador conseguisse ter em haviam quatro cartas, que sua mão quatro cartas versando descrevem aspectos de sua forma, sobre a mesma organela. Nesse funções e imagem. As cartas foram momento mostrou-se suas cartas apresentadas aos alunos, para que seja conferido e embaralhadas, contendo figuras e considerado o vencedor da rodada. texto. No primeiro momento o As cartas foram embaralhadas grupo de 5 alunos analisaram todas novamente e distribuídas para uma as cartas e as ordenaram sobre a nova rodada. Retirando-se aquela mesa, encontrando as quatro cartas que já foi mostrada na rodada correspondentes as anterior. organelas/estruturas celulares. As O objetivo do jogo garante que a cartas selecionadas foram vitória é imune à sorte. Foi embaralhadas e distribuídas para os necessário que o jogador tivesse jogadores: cinco cartas para cada conhecimento sobre o assunto para jogador. Após sorteio, o primeiro poder selecionar entre as cartas em jogador analisou suas cartas, sua mão, aquelas que versam sobre a verificando se já possuía mais de mesma organela e que ele manterá e uma relacionada à mesma organela aquela que passará para o próximo e escolheu uma carta para entregar 28 jogador em cada rodada, por tratar ao próximo jogador. de outra organela.
  • 29. Fundamentação Teórica O jogo pedagógico ou didático Os jogos de expressão, tem como objetivo interiorização de conteúdos e proporcionar determinadas interpretação, além de aprendizagens, diferenciando-se estimularem a inteligência, do material didático por conter enriquecem a linguagem oral e o aspecto lúdico e por ser escrita e a interiorização de utilizado para atingir conhecimentos, libertando o determinados objetivos aluno do imobilismo para uma pedagógicos, sendo uma participação ativa, criativa e alternativa para melhorar o crítica no processo de desempenho dos alunos em aprendizagem alguns conteúdos de difícil (ALMEIDA,2003). aprendizagem. “Jogo é o resultado de interações lingüísticas diversas em termos de características e ações lúdicas, ou seja, atividades lúdicas que implicam no prazer, no divertimento, na liberdade e na voluntariedade, que contenham um sistema de regras claras e explícitas e que tenham um lugar delimitado onde possa agir: um espaço ou um brinquedo” (SOARES, 2008). 29
  • 30. 10ª Semana Teste Tes 05/08/2010 Assuntos: te • Organelas celulares • Transporte através da membrana. 1 Figuras 1 e 2 utilizadas no teste abordando transporte ativo e fagocitose respectivamente. 30 2
  • 31. Fundamentação Teórica A avaliação deve ser utilizada Após a obtenção das com o apoio de múltiplos informações, análise-as de instrumentos de coleta de acordo com os critérios informações, sempre de acordo preestabelecidos, com as com as características do plano condições de ensino oferecidas, de ensino, isto é, dos objetivos e tome as decisões que julgar que se está buscando junto ao satisfatórias para a melhoria da aluno. Assim, conforme o tipo qualidade da Educação escolar. de objetivo, podem ser Além disso, o processo empregados trabalhos em avaliativo não se encerra com grupos e individuais, provas este levantamento de orais e escritas, seminários, informações, as quais devem observação de cadernos, ser comparadas com os realização de exercícios em critérios e julgadas a partir do classe ou em casa e observação contexto em que foram dos alunos em classe. produzidas. Somente assim elas Não restrinja o levantamento poderão subsidiar o processo de informações para realização de tomada de decisão quanto a da avaliação ao final de um que medidas devem ser bimestre letivo. Informações previstas para aperfeiçoar o descontinuadas e distanciadas processo de ensino, com vistas umas das outras podem a levar o aluno a superar suas modificar a sintomatologia do dificuldades. (SOUZA, 2000) aluno e do professor quanto a condições de aprendizagem e ensino. 31
  • 32. Referências ALMEIDA, P. N. Educação lúdica: Técnica e CAPELETTO, A. Jogos Pedagógicos. 11ª ed. São Paulo: Loyola, 2003. Biologia e Educação ambiental: Roteiros de ARAÚJO, A.; MENEZES, C. E CURY, D., Um trabalho. Editora Ática, Ambiente Integrado para Apoiar a Avaliaçã da 1992. Aprendizagem Baseado em Mapas Conceituais, Anais do XII Simpósio Brasileiro LIMA, M.E.C.C.; JÚNIOR, de Informática na Educação, 2002. O.G.A.; BRAGA, S.A.M. Aprender BECKER, Fernando. O que é construtivismo? Revista de Educação AEC, Brasília, v. 21, n. ciências – um mundo de materiais. 83, p. 7-15, abr./jun. 1992. Belo Horizonte: Ed. UFMG. 1999. BIZZO, N. Ciências: fácil ou difícil. Ed. Ática, São SILVA, T. D., CARDOSO, F. S., RODRIGUES, Paulo, SP C. R., LIBERTO, M. .I., Jogos Virtuais no Ensino: usando a dengue como modelo. R. B. PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Léa das E. C. T., Vol. 1, Núm. 2, mai/ago. 2008. Graças Camargo. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002. (Coleção SOUZA, C. P. Avaliação escolar Limites e Docência em Formação). possibilidades, 2000 ______; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e MOREIRA, M.A., INvestigación en ensenãnza: docência. São Paulo: Cortez, 2004. (Coleção Docência aspectos metodológicos. Programa Internacional em Formação). de Doctorado en Ensiñanza de las Ciencias. Universidade de Burgos, España; Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil., 1999. SANTO, J. M. R di. Arte Terapia como Recurso eficaz no Ambiente Escolar. Centro Educacional, 2005. Disponível em: VASCONCELOS, A. L. S., COSTA C. H. C., www.centrorefeducacional.com.br/arterapi.htm SANTANA, J. R., CECCATTO, V. M., Acesso em 10 de agosto de 2010. Importância da abordagem prática no ensino de biologia Para a formação de professores FERNANDES, H. L. Um naturalista na sala de aula. (licenciatura plena em Ciências / habilitação em Ciência & Ensino. Campinas, Vol. 5, 1998. biologia/química ) em limoeiro Do norte – CE, 2002. GARCIA, R. Cérebros Afinados – Massa Cinzenta Auditiva revela Segredos do Talento Musical. Galileu- ROSITO, B.A. O ensino de Ciências e a Ciência, n. 132, nov. 2002. experimentação. In: MORAES, R. Construtivismo e Ensino de Ciências: Reflexões Epistemológicas e SOARES, M. H. F. B.; Jogos e atividades lúdicas Metodológicas. 2 ed. Porto Alegre: Editora no ensino de química: teoria, métodos e aplicações. Anais do XIV Encontro Nacional do EDIPUCRS, 2003. Ensino de Química. Disponível em: 32 www.quimica.ufpr.br/eduquim/eneq2008/resumos/ R0302-1.pdf. Acesso dia 25/05/2010.