SlideShare uma empresa Scribd logo
A abordagem fisioterapêutica do método Pilates April 17, 2006
Posted by Esclerose Múltipla in Qualidade de vida. trackback
Por Dr. Paulo Geanetti, Dra. Michelle Ramos, Dra. Fernanda Pessurno, Dra. Marcelhy Villas, Dr. Sérgio Varella,
Dra. Maria Cristina Ebole e Dra. Marisete Pilon - Fisioterapeutas
Introdução e histórico
Este artigo tem como objetivo divulgar aos pacientes e profissionais o atual uso do Método Pilates, dentro da
Fisioterapia, apresentando os meios de ação da técnica, que vem mostrando efetivos resultados na recuperação das
funções músculo-esqueléticas, assim como seu uso clínico no trabalho postural e preventivo de inúmeros quadros
álgicos e limitantes.
Joseph Pilates nasceu no ano de 1880, na Alemanha. Desde cedo sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Sua
determinação o levou a estudar várias formas de exercícios, como, Ioga, técnicas gregas e romanas e fisiculturismo,
levando-o a sistematizar ao longo dos vários anos um método de exercícios terapêuticos que conseguem atuar
simultaneamente no fortalecimento, na flexibilidade e proporcionar sensação de tranqüilidade e bem estar.
Princípios fisiológicos
Como princípio básico do Método Pilates identificamos o Controle do Centro. Joseph Pilates acreditava que o
controle do centro era a essência do controle do movimento humano. Ele chamou o princípio de "Contrologia" e o
definiu como a Ciência e a Arte de coordenar o desenvolvimento do corpo, mente e espírito, através de movimentos
naturais sob o rígido controle da vontade.
Este princípio busca o enrijecimento e fortalecimento do músculo abdominal transverso, músculo esse, intrínseco e
estabilizador da coluna vertebral, que quando solicitado, além de proteger a coluna, faz com que os movimentos se
tornem mais precisos, facilitando a correção postural e melhorando o movimento dinâmico.
O movimento deve ser realizado com o máximo de seu controle, deixando-o fluir de forma harmônica e sem
interrupções, promovendo ao máximo uma estabilidade dinâmica, através da conscientização individual da sua
imagem corporal.
A função respiratória exerce um papel importante no Método, pois ela organiza o movimento. Dessa forma, promove
uma conexão que transmite forças de modo eficaz através de todo o corpo. A interação de forças ou sinergia que
existe entre o assoalho pélvico, região abdominal e torácica, permite uma conexão que é um dos componentes mais
essenciais no sequenciamento de movimento.
A partir daí, podemos afirmar que a respiração facilita a estabilização e a articulação da coluna, o deslizamento
escapular, o controle do centro, o alongamento axial, estimula a oxigenação do sangue, favorecendo o sistema
circulatório.
O Método Pilates não possui contra-indicações para a sua prática, porém devemos adotar precauções na aplicação do
Método com vistas a identificar as características individuais de cada paciente.
Disfunções do Sistema nervoso central e periférico continuam a serem investigados como fontes de patologias
ortopédicas. O sistema nervoso pode se tornar temporariamente comprometido, se tornar isquêmico, e provocar
sintomas de dor, parestesias, fraqueza e diminuição do controle motor.
Normalmente estes sintomas e sinais apresentam um diagnóstico tradicional ortopédico, mas não respondem aos
tratamentos ortopédicos tradicionais, como cinesioterapia, eletrotermoterapia e alongamento muscular. Praticantes do
Método obtêm sucesso na diminuição dos sintomas através da mobilização do sistema nervoso e de seu tecido
conectivo.
Podemos supor que em casos onde os tratamentos mais tradicionais não funcionam (como imobilização para manter-
se estático) funcionariam bem com o movimento, ou seja, com mobilização de articulação e tecido mole e exercícios
de estabilização. O Método Pilates pode servir como técnica para mobilizar o sistema nervoso e seus tecidos
conectivos adjacentes.
Se aos 30 anos você está encurtado e fora de forma, você é um velho; se aos 60 anos você é forte e flexível, então
você é jovem.
Uma sessão de Pilates
Em cada sessão é realizada uma série de exercícios elaborados por Fisioterapeutas, especializados no Método, em
aparelhos específicos e no solo com o auxílio de bolas, rolos, elásticos e etc.
Cada sessão tem duração aproximada de 60 (sessenta) minutos e ao término realiza-se um relaxamento final. A
freqüência é diária ou de acordo com a necessidade individual do paciente.
Os aparelhos utilizados no Método foram criados pelo próprio Joseph Pilates e visam gerar um ambiente de
facilitação do movimento. Eles trabalham com molas (com exceção do Ladder Barrel) que geram a resistência
graduada ao fortalecimento do músculo necessário ao movimento funcional. Os aparelhos utilizados no Método
Pilates são: Studio Reformer, Clinical Reformer, Trapézio ou Cadillac, cadeira Combo, cadeira Wunda, Ladder
Barrel e Unidade de Parede (Wall Unit, uma versão simplificada do Trapézio). Todos os aparelhos proporcionam os
benefícios acima mencionados.
Conclusão
O Método Pilates produz resultados significativos na recuperação e prevenção de patologias, dessa forma, deve ser
encarado como mais um procedimento seguro dentro de inúmeros recursos fisioterapêuticos já existentes.
Os benefícios consistentes do Método, levaram alguns hospitais dos EUA, a adotarem seus princípios, assim como
alguns aparelhos, em pacientes hospitalizados. De acordo com relatos, foi observada diminuição no tempo de
internação.
Fonte: Casa de Saúde São José
Citado por Cláudia Catherine
www.esclerosemultipla.wordpress.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliacao de força
Avaliacao  de forçaAvaliacao  de força
Avaliacao de força
LUCIANO SOUSA FISIOLOGISTA
 
Personal Trainer para grupos especiais
Personal Trainer para grupos especiaisPersonal Trainer para grupos especiais
Personal Trainer para grupos especiais
Rodrigo Ansaloni de Oliveira
 
Prescrição em treinamento de força
Prescrição em treinamento de forçaPrescrição em treinamento de força
Prescrição em treinamento de força
Dom Fisiologia
 
Treinamento de força
Treinamento de força Treinamento de força
Treinamento de força
Lucio Flavio Personal
 
Treinamento funcional
Treinamento funcionalTreinamento funcional
Treinamento funcional
Luiz Guilherme Baliego
 
Sobre ed. fisica e musculaçao
Sobre ed. fisica e musculaçaoSobre ed. fisica e musculaçao
Sobre ed. fisica e musculaçao
pagodes
 
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1
Rodrigo Ansaloni de Oliveira
 
Treinamento de força
Treinamento de força Treinamento de força
Treinamento de força
nadinho2308
 
Periodização de atletas
Periodização de atletasPeriodização de atletas
Periodização de atletas
washington carlos vieira
 
Definição de treino funcional
Definição de treino funcionalDefinição de treino funcional
Definição de treino funcional
Jordânio Leite
 
Conceitos básicos de treinamento
Conceitos básicos de treinamentoConceitos básicos de treinamento
Conceitos básicos de treinamento
washington carlos vieira
 
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3
Rodrigo Ansaloni de Oliveira
 
Parte i fundamentacao
Parte i   fundamentacaoParte i   fundamentacao
Parte i fundamentacao
esaber edu
 
Introdução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa AmaralIntrodução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa Amaral
PAULO AMARAL
 
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento SuspensoHOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
marcelosilveirazero1
 
Musculação
MusculaçãoMusculação
Musculação
DesconFiles
 
Treinamento funcional
Treinamento funcionalTreinamento funcional
Treinamento funcional
ryenne22
 
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Marilia Coutinho
 
TREINAMENTO CORE
TREINAMENTO CORETREINAMENTO CORE
TREINAMENTO CORE
Fernando Farias
 

Mais procurados (19)

Avaliacao de força
Avaliacao  de forçaAvaliacao  de força
Avaliacao de força
 
Personal Trainer para grupos especiais
Personal Trainer para grupos especiaisPersonal Trainer para grupos especiais
Personal Trainer para grupos especiais
 
Prescrição em treinamento de força
Prescrição em treinamento de forçaPrescrição em treinamento de força
Prescrição em treinamento de força
 
Treinamento de força
Treinamento de força Treinamento de força
Treinamento de força
 
Treinamento funcional
Treinamento funcionalTreinamento funcional
Treinamento funcional
 
Sobre ed. fisica e musculaçao
Sobre ed. fisica e musculaçaoSobre ed. fisica e musculaçao
Sobre ed. fisica e musculaçao
 
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 1
 
Treinamento de força
Treinamento de força Treinamento de força
Treinamento de força
 
Periodização de atletas
Periodização de atletasPeriodização de atletas
Periodização de atletas
 
Definição de treino funcional
Definição de treino funcionalDefinição de treino funcional
Definição de treino funcional
 
Conceitos básicos de treinamento
Conceitos básicos de treinamentoConceitos básicos de treinamento
Conceitos básicos de treinamento
 
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3
Eficiência do Treinamento Resistido para Glúteos, Abdome e Perna PARTE 3
 
Parte i fundamentacao
Parte i   fundamentacaoParte i   fundamentacao
Parte i fundamentacao
 
Introdução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa AmaralIntrodução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa Amaral
Introdução ao Exercício Resistido - Prof. Paulo Costa Amaral
 
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento SuspensoHOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
 
Musculação
MusculaçãoMusculação
Musculação
 
Treinamento funcional
Treinamento funcionalTreinamento funcional
Treinamento funcional
 
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
 
TREINAMENTO CORE
TREINAMENTO CORETREINAMENTO CORE
TREINAMENTO CORE
 

Destaque

20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao
20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao
20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao
adrianapolonio
 
Ficha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporalFicha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporal
luiz1964
 
Ficha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporalFicha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporal
Cássio Martins
 
Pilates aulas com foto
Pilates aulas com fotoPilates aulas com foto
Pilates aulas com foto
Sidney Beta
 
Pilates na Lombalgia
Pilates na LombalgiaPilates na Lombalgia
Pilates na Lombalgia
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates na sala_de_aula
Pilates na sala_de_aulaPilates na sala_de_aula
Pilates na sala_de_aula
diretoriabragpta
 
Programa e horário do curso 2013
Programa e horário do curso 2013 Programa e horário do curso 2013
Programa e horário do curso 2013
Tania Salgueiro
 
Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...
Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...
Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Avaesporte software de avaliação física e prescrição esportiva
Avaesporte   software de avaliação física e prescrição esportivaAvaesporte   software de avaliação física e prescrição esportiva
Avaesporte software de avaliação física e prescrição esportiva
Alexsandro Medeiros
 
Water Pilates Ii
Water Pilates IiWater Pilates Ii
Water Pilates Ii
Acquanews
 
Plano de aula p alunos
Plano de aula p alunosPlano de aula p alunos
Plano de aula p alunos
fernando
 
10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar
10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar
10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar
Marcos Medina
 
Postura
PosturaPostura
Questionário de anamnese
Questionário de anamneseQuestionário de anamnese
Questionário de anamnese
Seduc
 
Serap2009122395922
Serap2009122395922Serap2009122395922
Serap2009122395922
guestba2987c1
 
Praticas clinicas doc final
Praticas clinicas doc finalPraticas clinicas doc final
Praticas clinicas doc final
Bodylogistic
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
Dalila Santos de Oliveira
 
Fichade avaliação geriatria
Fichade avaliação geriatriaFichade avaliação geriatria
Fichade avaliação geriatria
Lindalva Araujo
 
Avaliacao
AvaliacaoAvaliacao
Avaliacao
Acquanews
 
2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...
2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...
2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 

Destaque (20)

20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao
20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao
20136090 anamnese-modelos-de-fichas-para-avaliacao
 
Ficha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporalFicha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporal
 
Ficha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporalFicha de anamnese corporal
Ficha de anamnese corporal
 
Pilates aulas com foto
Pilates aulas com fotoPilates aulas com foto
Pilates aulas com foto
 
Pilates na Lombalgia
Pilates na LombalgiaPilates na Lombalgia
Pilates na Lombalgia
 
Pilates na sala_de_aula
Pilates na sala_de_aulaPilates na sala_de_aula
Pilates na sala_de_aula
 
Programa e horário do curso 2013
Programa e horário do curso 2013 Programa e horário do curso 2013
Programa e horário do curso 2013
 
Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...
Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...
Os efeitos do método pilates em mulheres na faixa etária de 25 a 30 anos com ...
 
Avaesporte software de avaliação física e prescrição esportiva
Avaesporte   software de avaliação física e prescrição esportivaAvaesporte   software de avaliação física e prescrição esportiva
Avaesporte software de avaliação física e prescrição esportiva
 
Water Pilates Ii
Water Pilates IiWater Pilates Ii
Water Pilates Ii
 
Plano de aula p alunos
Plano de aula p alunosPlano de aula p alunos
Plano de aula p alunos
 
10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar
10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar
10566 diretriz oxigenioterapia domiciliar
 
Postura
PosturaPostura
Postura
 
Questionário de anamnese
Questionário de anamneseQuestionário de anamnese
Questionário de anamnese
 
Serap2009122395922
Serap2009122395922Serap2009122395922
Serap2009122395922
 
Praticas clinicas doc final
Praticas clinicas doc finalPraticas clinicas doc final
Praticas clinicas doc final
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
 
Fichade avaliação geriatria
Fichade avaliação geriatriaFichade avaliação geriatria
Fichade avaliação geriatria
 
Avaliacao
AvaliacaoAvaliacao
Avaliacao
 
2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...
2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...
2012 manual dos cuidados de enfermagem em pacientes candidatos a transplante ...
 

Semelhante a Abordagem Fisioterapeutica do Pilates

Apresentação sobre pilates
Apresentação sobre pilatesApresentação sobre pilates
Apresentação sobre pilates
macaualmeida
 
Texto de atividades físicas alternativas
Texto de atividades físicas alternativasTexto de atividades físicas alternativas
Texto de atividades físicas alternativas
lululimavidal
 
Ebook Pilates Clínico na prevenção da dor lombar
Ebook Pilates Clínico na prevenção da dor lombarEbook Pilates Clínico na prevenção da dor lombar
Ebook Pilates Clínico na prevenção da dor lombar
Master - Science Lab
 
Benefícios do Pilates na Hérnia de Disco
Benefícios do Pilates na Hérnia de DiscoBenefícios do Pilates na Hérnia de Disco
Benefícios do Pilates na Hérnia de Disco
Gaia Pilates
 
Pilates
PilatesPilates
Pilates na Reabilitação: uma Revisão Sistemática
Pilates na Reabilitação: uma Revisão SistemáticaPilates na Reabilitação: uma Revisão Sistemática
Pilates na Reabilitação: uma Revisão Sistemática
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Intervencao do pilates na reeducacao postural
Intervencao do pilates na reeducacao posturalIntervencao do pilates na reeducacao postural
Intervencao do pilates na reeducacao postural
Marcos Aurelio
 
Reeduca postural
Reeduca posturalReeduca postural
Reeduca postural
Marcos Aurelio
 
Plugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilates
Plugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilatesPlugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilates
Plugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilates
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgiaPlugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates na Lombalgia - revisão
Pilates na Lombalgia - revisãoPilates na Lombalgia - revisão
Pilates na Lombalgia - revisão
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
PILATES.pdf
PILATES.pdfPILATES.pdf
PILATES.pdf
AdrianoTeixeira49
 
364411401 livro-cinesioterapia
364411401 livro-cinesioterapia364411401 livro-cinesioterapia
364411401 livro-cinesioterapia
Andrea Rebelo dos Santos
 
Abordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idososAbordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idosos
Paulino Costa
 
Abordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idososAbordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idosos
Paulino Costa
 
CORE - Métodos de treinamento da estabilização central
CORE - Métodos de treinamento da estabilização centralCORE - Métodos de treinamento da estabilização central
CORE - Métodos de treinamento da estabilização central
Fernando Farias
 

Semelhante a Abordagem Fisioterapeutica do Pilates (20)

Apresentação sobre pilates
Apresentação sobre pilatesApresentação sobre pilates
Apresentação sobre pilates
 
Texto de atividades físicas alternativas
Texto de atividades físicas alternativasTexto de atividades físicas alternativas
Texto de atividades físicas alternativas
 
Ebook Pilates Clínico na prevenção da dor lombar
Ebook Pilates Clínico na prevenção da dor lombarEbook Pilates Clínico na prevenção da dor lombar
Ebook Pilates Clínico na prevenção da dor lombar
 
Benefícios do Pilates na Hérnia de Disco
Benefícios do Pilates na Hérnia de DiscoBenefícios do Pilates na Hérnia de Disco
Benefícios do Pilates na Hérnia de Disco
 
Pilates
PilatesPilates
Pilates
 
Pilates na Reabilitação: uma Revisão Sistemática
Pilates na Reabilitação: uma Revisão SistemáticaPilates na Reabilitação: uma Revisão Sistemática
Pilates na Reabilitação: uma Revisão Sistemática
 
Intervencao do pilates na reeducacao postural
Intervencao do pilates na reeducacao posturalIntervencao do pilates na reeducacao postural
Intervencao do pilates na reeducacao postural
 
Reeduca postural
Reeduca posturalReeduca postural
Reeduca postural
 
Plugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilates
Plugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilatesPlugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilates
Plugin diego%20 alano%20carvalho-%20lombalgia%20-%20pilates
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgiaPlugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(3)
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(5)
 
Pilates na Lombalgia - revisão
Pilates na Lombalgia - revisãoPilates na Lombalgia - revisão
Pilates na Lombalgia - revisão
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(4)
 
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)
Plugin revis%e3o%20de%20 pilates%20na%20lombalgia(1)
 
PILATES.pdf
PILATES.pdfPILATES.pdf
PILATES.pdf
 
364411401 livro-cinesioterapia
364411401 livro-cinesioterapia364411401 livro-cinesioterapia
364411401 livro-cinesioterapia
 
Abordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idososAbordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idosos
 
Abordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idososAbordagem corporal para idosos
Abordagem corporal para idosos
 
CORE - Métodos de treinamento da estabilização central
CORE - Métodos de treinamento da estabilização centralCORE - Métodos de treinamento da estabilização central
CORE - Métodos de treinamento da estabilização central
 

Mais de Dra. Welker Fisioterapeuta

Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_
Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_
Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Intra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar Spine
Intra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar SpineIntra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar Spine
Intra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar Spine
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação postural
Pilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação posturalPilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação postural
Pilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação postural
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...
Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...
Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates and the Powerhouse
Pilates and the PowerhousePilates and the Powerhouse
Pilates and the Powerhouse
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates and low back pain: a systematic review
Pilates and low back pain: a systematic reviewPilates and low back pain: a systematic review
Pilates and low back pain: a systematic review
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...
Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...
Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls
Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girlsEffect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls
Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Table summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg method
Table summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg methodTable summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg method
Table summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg method
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio MuscularEfeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...
Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...
Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...
Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...
Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Protocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombar
Protocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombarProtocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombar
Protocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombar
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...
Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...
Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Owsley - an introduction to clinical pilates
Owsley - an introduction to clinical pilatesOwsley - an introduction to clinical pilates
Owsley - an introduction to clinical pilates
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates em Adultos Saudáveis
Pilates em Adultos SaudáveisPilates em Adultos Saudáveis
Pilates em Adultos Saudáveis
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilate Method: History and philosophy
Pilate Method: History and philosophyPilate Method: History and philosophy
Pilate Method: History and philosophy
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Rpg e Alongamento Segmentar - tese
Rpg e Alongamento Segmentar  - teseRpg e Alongamento Segmentar  - tese
Rpg e Alongamento Segmentar - tese
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Avaliação isocinética com o Pilates
Avaliação isocinética com o PilatesAvaliação isocinética com o Pilates
Avaliação isocinética com o Pilates
Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Pilates and motor control
Pilates and motor controlPilates and motor control
Pilates and motor control
Dra. Welker Fisioterapeuta
 

Mais de Dra. Welker Fisioterapeuta (20)

Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_
Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_
Plugin jago -effect of-4_weeks_of_pilates_on_the_
 
Intra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar Spine
Intra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar SpineIntra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar Spine
Intra abdominal Pressure Mechanism for Stabilizing the Lombar Spine
 
Pilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação postural
Pilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação posturalPilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação postural
Pilates: Aspectos biomecânicos e reestruturação postural
 
Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...
Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...
Transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20during%20pi...
 
Pilates and the Powerhouse
Pilates and the PowerhousePilates and the Powerhouse
Pilates and the Powerhouse
 
Pilates and low back pain: a systematic review
Pilates and low back pain: a systematic reviewPilates and low back pain: a systematic review
Pilates and low back pain: a systematic review
 
Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...
Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...
Plugin transversus%20 abdominis%20and%20obliquus%20internus%20activity%20duri...
 
Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls
Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girlsEffect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls
Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls
 
Table summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg method
Table summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg methodTable summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg method
Table summary of studies testing clinical effectiveness of the rpg method
 
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio MuscularEfeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
 
Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...
Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...
Plugin sacco,%20 i.c.n%20et%20al%20-m%e9todo%20pilates%20em%20revista%20aspec...
 
Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...
Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...
Plugin jacek%20-%20 intra-abdominal%20pressure%20mechanism%20for%20stabilizin...
 
Protocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombar
Protocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombarProtocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombar
Protocolo Fisioterapêutico para tratamento da dor lombar
 
Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...
Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...
Transversus abdominis and obliquus internus activity during pilates exercises...
 
Owsley - an introduction to clinical pilates
Owsley - an introduction to clinical pilatesOwsley - an introduction to clinical pilates
Owsley - an introduction to clinical pilates
 
Pilates em Adultos Saudáveis
Pilates em Adultos SaudáveisPilates em Adultos Saudáveis
Pilates em Adultos Saudáveis
 
Pilate Method: History and philosophy
Pilate Method: History and philosophyPilate Method: History and philosophy
Pilate Method: History and philosophy
 
Rpg e Alongamento Segmentar - tese
Rpg e Alongamento Segmentar  - teseRpg e Alongamento Segmentar  - tese
Rpg e Alongamento Segmentar - tese
 
Avaliação isocinética com o Pilates
Avaliação isocinética com o PilatesAvaliação isocinética com o Pilates
Avaliação isocinética com o Pilates
 
Pilates and motor control
Pilates and motor controlPilates and motor control
Pilates and motor control
 

Abordagem Fisioterapeutica do Pilates

  • 1. A abordagem fisioterapêutica do método Pilates April 17, 2006 Posted by Esclerose Múltipla in Qualidade de vida. trackback Por Dr. Paulo Geanetti, Dra. Michelle Ramos, Dra. Fernanda Pessurno, Dra. Marcelhy Villas, Dr. Sérgio Varella, Dra. Maria Cristina Ebole e Dra. Marisete Pilon - Fisioterapeutas Introdução e histórico Este artigo tem como objetivo divulgar aos pacientes e profissionais o atual uso do Método Pilates, dentro da Fisioterapia, apresentando os meios de ação da técnica, que vem mostrando efetivos resultados na recuperação das funções músculo-esqueléticas, assim como seu uso clínico no trabalho postural e preventivo de inúmeros quadros álgicos e limitantes. Joseph Pilates nasceu no ano de 1880, na Alemanha. Desde cedo sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Sua determinação o levou a estudar várias formas de exercícios, como, Ioga, técnicas gregas e romanas e fisiculturismo, levando-o a sistematizar ao longo dos vários anos um método de exercícios terapêuticos que conseguem atuar simultaneamente no fortalecimento, na flexibilidade e proporcionar sensação de tranqüilidade e bem estar.
  • 2. Princípios fisiológicos Como princípio básico do Método Pilates identificamos o Controle do Centro. Joseph Pilates acreditava que o controle do centro era a essência do controle do movimento humano. Ele chamou o princípio de "Contrologia" e o definiu como a Ciência e a Arte de coordenar o desenvolvimento do corpo, mente e espírito, através de movimentos naturais sob o rígido controle da vontade. Este princípio busca o enrijecimento e fortalecimento do músculo abdominal transverso, músculo esse, intrínseco e estabilizador da coluna vertebral, que quando solicitado, além de proteger a coluna, faz com que os movimentos se tornem mais precisos, facilitando a correção postural e melhorando o movimento dinâmico. O movimento deve ser realizado com o máximo de seu controle, deixando-o fluir de forma harmônica e sem interrupções, promovendo ao máximo uma estabilidade dinâmica, através da conscientização individual da sua imagem corporal. A função respiratória exerce um papel importante no Método, pois ela organiza o movimento. Dessa forma, promove uma conexão que transmite forças de modo eficaz através de todo o corpo. A interação de forças ou sinergia que existe entre o assoalho pélvico, região abdominal e torácica, permite uma conexão que é um dos componentes mais essenciais no sequenciamento de movimento. A partir daí, podemos afirmar que a respiração facilita a estabilização e a articulação da coluna, o deslizamento escapular, o controle do centro, o alongamento axial, estimula a oxigenação do sangue, favorecendo o sistema circulatório. O Método Pilates não possui contra-indicações para a sua prática, porém devemos adotar precauções na aplicação do Método com vistas a identificar as características individuais de cada paciente. Disfunções do Sistema nervoso central e periférico continuam a serem investigados como fontes de patologias ortopédicas. O sistema nervoso pode se tornar temporariamente comprometido, se tornar isquêmico, e provocar sintomas de dor, parestesias, fraqueza e diminuição do controle motor. Normalmente estes sintomas e sinais apresentam um diagnóstico tradicional ortopédico, mas não respondem aos tratamentos ortopédicos tradicionais, como cinesioterapia, eletrotermoterapia e alongamento muscular. Praticantes do Método obtêm sucesso na diminuição dos sintomas através da mobilização do sistema nervoso e de seu tecido conectivo.
  • 3. Podemos supor que em casos onde os tratamentos mais tradicionais não funcionam (como imobilização para manter- se estático) funcionariam bem com o movimento, ou seja, com mobilização de articulação e tecido mole e exercícios de estabilização. O Método Pilates pode servir como técnica para mobilizar o sistema nervoso e seus tecidos conectivos adjacentes. Se aos 30 anos você está encurtado e fora de forma, você é um velho; se aos 60 anos você é forte e flexível, então você é jovem. Uma sessão de Pilates Em cada sessão é realizada uma série de exercícios elaborados por Fisioterapeutas, especializados no Método, em aparelhos específicos e no solo com o auxílio de bolas, rolos, elásticos e etc. Cada sessão tem duração aproximada de 60 (sessenta) minutos e ao término realiza-se um relaxamento final. A freqüência é diária ou de acordo com a necessidade individual do paciente. Os aparelhos utilizados no Método foram criados pelo próprio Joseph Pilates e visam gerar um ambiente de facilitação do movimento. Eles trabalham com molas (com exceção do Ladder Barrel) que geram a resistência graduada ao fortalecimento do músculo necessário ao movimento funcional. Os aparelhos utilizados no Método Pilates são: Studio Reformer, Clinical Reformer, Trapézio ou Cadillac, cadeira Combo, cadeira Wunda, Ladder Barrel e Unidade de Parede (Wall Unit, uma versão simplificada do Trapézio). Todos os aparelhos proporcionam os benefícios acima mencionados. Conclusão O Método Pilates produz resultados significativos na recuperação e prevenção de patologias, dessa forma, deve ser encarado como mais um procedimento seguro dentro de inúmeros recursos fisioterapêuticos já existentes. Os benefícios consistentes do Método, levaram alguns hospitais dos EUA, a adotarem seus princípios, assim como alguns aparelhos, em pacientes hospitalizados. De acordo com relatos, foi observada diminuição no tempo de internação.
  • 4. Fonte: Casa de Saúde São José Citado por Cláudia Catherine www.esclerosemultipla.wordpress.com