SlideShare uma empresa Scribd logo
CURRÍCULO
BNCC/RCG E
PLANO DE ESTUDOS
Com base na Legislação vigente e estudiosos do Currículo Escolar
A ESCOLA E SEU PROJETO EDUCATIVO
Resolução CEEd nº 236/99:
•PPP – Projeto Político Pedagógico – IDENTIDADE DA ESCOLA
“O projeto pedagógico é o sonhado, o idealizado.”`
É o horizonte mais amplo para onde a escola e sua comunidade dirige o olhar,
procurando destinos.
•REGIMENTO
“Regimento Escolar é a diretriz orientadora.”
É a lei da escola, regulamenta seu projeto educativo.
•PLANO INTECRADO
“ É a agenda de trabalho.”
Planejamento estratégico elaborado e orientado pela equipe diretiva indicando as
ações e metas e a médio e longo prazo para efetivação do projeto da escola.
CURRÍCULO
Parecer CEEd nº 323/99
•É a tradução do “possível agora”, revelando estágios de aproximação maior ou
menor do ideal sonhado.
•É a implementação do projeto pedagógico – para dado momento e sob
determinação das condições.
A LEGISLAÇÃO
• A LDB 9.394/96, em seu artigo 9º, inciso IV, atribui à União: “estabelecer, em
colaboração com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, competências e
diretrizes para a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio, que
nortearão os currículos e seus conteúdos mínimos, de modo a assegurar formação
básica comum”.
• Adicionalmente, o artigo 26 determina: “Os currículos do ensino fundamental e
médio devem ter uma base nacional comum, a ser complementada em cada
sistema de ensino e estabelecimento escolar, por uma parte diversificada, exigida
pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia
e da clientela.” 
Ireno Antonio Berticelli, em, “Currículo- tendências e filosofia” (1998), afirma que:
• “Hoje, as questões curriculares estão intimamente conectadas aos problemas
sociais e, em dias mais recentes, aos aspectos culturais.
O currículo é o lugar dos eventos micro e macro, dos sistemas educacionais, das
instituições, a um tempo, e o lugar, também, dos desejos mínimos, por outro. As
decisões tomadas a respeito do currículo (micro ou macro) afetam sempre
vidas, sujeitos. Daí, sua importância.”
PPP E CURRÍCULO ESCOLAR
• O currículo é “o projeto cultural que a escola torna possível”, ai está explícita, em seu
próprio conceito, a ideia de projeto , considerado como uma criação da imaginação, uma
declaração de intenções, uma expressão do desejável. Estabelecer uma relação,
portanto, entre o projeto pedagógico da escola e seu currículo.
• O currículo é a implementação – para dado momento e sob determinadas condições –
do projeto pedagógico.
• Enquanto o projeto pedagógico permanece sendo o horizonte mais amplo, para onde a
escola – e sua comunidade – dirige o olhar, procurando destinos, o currículo é a tradução
do “possível agora”, revelando estágios de aproximação maior ou menor do ideal sonhado.
PROJETO CULTURAL
• Na escola, o currículo será sempre a resultante de três elementos – o formal, ação e
oculto - aquilo que se deseja (seja do ponto de vista prescritivo, seja do ponto de
vista da intencionalidade dos sujeitos envolvidos), aquilo que de fato se consegue
alcançar (em decorrência das circunstâncias concretas que condicionam o fazer e da
postura e intervenção pessoal de cada professor) e aquilo de que poucos, na verdade,
se dão conta (elementos culturais e ideológicos subjacentes a todo o pensar, sentir e
agir). Essa condição da escola a torna lugar de cultura, entendida cultura não como o
simples conhecimento acumulado pela humanidade, e nem mesmo como o conjunto
de modos de ser, pensar e sentir de uma dada comunidade, mas como expressão da
instabilidade e permanente mutabilidade do conviver humano, que a cada instante se
reconstrói, ressignifica e transforma. Currículo é, por conseqüência, “o projeto
cultural que a escola torna possível”.
PROJETO CULTURAL
• Sendo o currículo um projeto cultural ele é necessariamente dinâmico e mutável, na
medida em que vai sendo posto em prática. A própria prática – mediada pela
reflexão sobre essa prática – engendra as mudanças no currículo. Currículo é, assim,
muito mais “processo” do que “estado” ou “ponto de chegada de um
planejamento”.
• Uma concepção de currículo como projeto cultural exige, por si mesma, que a
escola adote um estilo de trabalho que dê relevo ao esforço conjugado de seus
professores, enquanto equipe pedagógica. É como equipe que o grupo de
professores terá de atuar para, no decorrer dos processos envolvidos no agir
pedagógico, exercitar a reflexão sobre sua prática, procurando – através da análise –
compreendê-la e transformá-la.
PLANEJAMENTO
• Planejar currículo é estabelecer metas, definir estratégias, fixar tempos,
organizar espaços escolares com a intenção de alcançar as finalidades dos
diferentes níveis de ensino, tendo em vista as finalidades maiores da educação
nacional. 
• Função do corpo docente e da escola como um todo
PLANEJAMENTO
• “Um currículo básico comum não é necessariamente um currículo
uniforme. Elemento chave no planejamento do currículo é proporcionar
uma variedade de caminhos em direção a áreas importantes do
conhecimento, das habilidades e valores, assim como diferentes vias
de saída que podem desenvolver interesses e capacidades individuais até os
níveis mais altos possível. Parte do planejamento deste tipo de diferenciação
pode ter lugar em escala nacional, mas é provável que resulte mais eficaz,
quando planejada e aplicada em nível de escola e guardando relação com as
necessidades de diferenciação de indivíduos e grupos específicos.”
PLANEJAMENTO
• São inegociáveis os requisitos mínimos quanto a padrões de qualidade do
ensino e as diretrizes básicas comuns definidoras do que deve ser
garantido a todos, em termos de conhecimento, competências e habilidades
- BNCC.
• Sistemas de Ensino e Escolas – autonomia para agregar aspectos
regionais e específicos de seus grupos/comunidade – RCG e Plano de
Estudos da Escola.
BNCC/RCG e PLANO DE ESTUDOS
•  “A Base Nacional Comum e sua parte diversificada deverão integrar-se em torno do que
vise a estabelecer a relação entre a educação básica e:
a) a vida cidadã através da articulação entre vários de seus aspectos (…);
b) as áreas de conhecimento (…)”.
• O PLANO DE ESTUDOS é, pois,
a organização formal do currículo, conforme definido pela escola, que relaciona as
áreas do conhecimento, os componentes curriculares, ou projetos e atividades, atribuindo-lhes
tempos, abrangência e intensidade.
• O PLANO DE ESTUDOS é
uma pauta de trabalho, em torno da qual professores e alunos se reúnem para
construir, ao longo do tempo e de forma planejada, a educação. No Plano de Estudos, a
escola fixará a maneira escolhida para oferecer a Base Nacional Comum e a parte
diversificada.
BNCC/RCG e PLANO DE ESTUDOS
•  Plano de Estudos respeita e valoriza as conexões e inter-relações entre as
diferentes áreas de conhecimento, reforçado pelo tratamento transdisciplinar dos
aspectos de cidadania. 
• O Plano de Estudos é uma parcela do currículo, é uma abordagem
essencialmente pedagógica na organização das áreas do conhecimento/dos
componentes curriculares e atividades educativas.
PROFESSOR
•  A superação da ideia de que as matérias podem ser tratadas como setores
estanques e de que o conhecimento do aluno se estrutura por justaposição de
aprendizagens, quase sempre desconexas, exige que cada professor tenha
plena consciência das inter-relações entre as diferentes áreas de
conhecimento. Mas, mais do que isso, o professor precisa se dar conta de
que a essência de seu trabalho está “na aquisição [pelo aluno] de
competências cognitivas complexas, cuja importância vem sendo cada vez
mais enfatizada: autonomia intelectual, criatividade, solução de
problemas, análise e prospecção, entre outras.
ELEMENTOS DO PLANO DE ESTUDOS A
SEREM REELABORADOS NA ESCOLA
• Tendo como referência o texto da BNCC e do RCG, o coletivo de professores da escola
assessorados pela equipe pedagógica precisam retomar o que consta nos Planos de Estudos
atuais e o que está proposto nos dois documentos, para reelaborar/reescrever:
- Competências Gerais a serem constituídas na Educação Básica
- Objetivos e Competências da Área do Conhecimento e Específicas dos
Componentes Curriculares
- Objetos de Conhecimentos da Área e específicas dos Componentes Curriculares
- Especificidades do grupo/comunidade escolar – projetos de aprendizagem e
itinerários (EM)
• Reorganização dos Tempos/Espaços de aprendizagem e
• da Metodologia de Trabalho frente aos ajustes pedagógicos necessários a efetivação da nova
proposta curricular

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLACURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
cefaprodematupa
 
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
curriculoemmovimentopara
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
Bia Bernardino
 
6a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 04
6a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 046a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 04
6a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 04
prefeitura municipal de logradouro
 
CONCEITO DE CURRÍCULO
CONCEITO DE CURRÍCULOCONCEITO DE CURRÍCULO
CONCEITO DE CURRÍCULO
Jairo Felipe
 
Projeto Interventivo BIA
Projeto Interventivo  BIAProjeto Interventivo  BIA
Projeto Interventivo BIA
EscolaClasse16Cei
 
Conceito de currículo
Conceito de currículoConceito de currículo
Conceito de currículo
julianafigueirdocamara
 
Currículo i
Currículo iCurrículo i
Currículo i
Ananda Lima
 
Currículo do desenvolvimento humano
Currículo do desenvolvimento humanoCurrículo do desenvolvimento humano
Currículo do desenvolvimento humano
Thaís SantAna
 
O que é currículo
O que é currículoO que é currículo
O que é currículo
Jussara Bridi
 
Resumo PCNs
Resumo PCNsResumo PCNs
Resumo PCNs
Luiz C. Melo
 
Trabalho individual currículo escolar
Trabalho individual   currículo escolarTrabalho individual   currículo escolar
Trabalho individual currículo escolar
elzimarbrito
 
Curriculo no Contexto de Gestão
Curriculo no Contexto de GestãoCurriculo no Contexto de Gestão
Curriculo no Contexto de Gestão
minizao
 
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
Coordenação Pedagógica, Entre Rios-BA
 
Resumo pc ns ensino médio
Resumo pc ns ensino médioResumo pc ns ensino médio
Resumo pc ns ensino médio
Marivaldo Lopes
 
Pcns.
Pcns.Pcns.
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.brProjeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Prof Palmito Rocha
 
Geografia pnld
Geografia pnldGeografia pnld
Geografia pnld
Eliana Zati
 
Currículo
CurrículoCurrículo
Currículo
nadjelena
 

Mais procurados (19)

CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLACURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
 
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
 
6a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 04
6a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 046a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 04
6a8aa414e3815e1c61e980af467b5870.concepcoes pedagogicas aula 18 04
 
CONCEITO DE CURRÍCULO
CONCEITO DE CURRÍCULOCONCEITO DE CURRÍCULO
CONCEITO DE CURRÍCULO
 
Projeto Interventivo BIA
Projeto Interventivo  BIAProjeto Interventivo  BIA
Projeto Interventivo BIA
 
Conceito de currículo
Conceito de currículoConceito de currículo
Conceito de currículo
 
Currículo i
Currículo iCurrículo i
Currículo i
 
Currículo do desenvolvimento humano
Currículo do desenvolvimento humanoCurrículo do desenvolvimento humano
Currículo do desenvolvimento humano
 
O que é currículo
O que é currículoO que é currículo
O que é currículo
 
Resumo PCNs
Resumo PCNsResumo PCNs
Resumo PCNs
 
Trabalho individual currículo escolar
Trabalho individual   currículo escolarTrabalho individual   currículo escolar
Trabalho individual currículo escolar
 
Curriculo no Contexto de Gestão
Curriculo no Contexto de GestãoCurriculo no Contexto de Gestão
Curriculo no Contexto de Gestão
 
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
 
Resumo pc ns ensino médio
Resumo pc ns ensino médioResumo pc ns ensino médio
Resumo pc ns ensino médio
 
Pcns.
Pcns.Pcns.
Pcns.
 
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.brProjeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
 
Geografia pnld
Geografia pnldGeografia pnld
Geografia pnld
 
Currículo
CurrículoCurrículo
Currículo
 

Semelhante a Plano de Estudos_final

Plano de Estudos
Plano de EstudosPlano de Estudos
Plano de Estudos
José Augusto Fiorin
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
bucarbio
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
bucarbio
 
cp2019tatiana.pptx
cp2019tatiana.pptxcp2019tatiana.pptx
cp2019tatiana.pptx
LUIZFELIPEVIEIRAFERR1
 
Apresentação inicial agosto
Apresentação inicial agostoApresentação inicial agosto
Apresentação inicial agosto
Elvira Aliceda
 
1ciclo projecto 1e2_anos
1ciclo projecto 1e2_anos1ciclo projecto 1e2_anos
1ciclo projecto 1e2_anos
mariacarmcorreia
 
Cbc anos finais - ciências
Cbc   anos finais - ciênciasCbc   anos finais - ciências
Cbc anos finais - ciências
Antônio Fernandes
 
Organização do Trabalho Pedagogico
Organização do Trabalho PedagogicoOrganização do Trabalho Pedagogico
Organização do Trabalho Pedagogico
mcsales
 
Paulo
PauloPaulo
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
UyaraPortugal
 
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
UyaraPortugal
 
Parâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisParâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares Nacionais
Marcelo Assis
 
RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52
RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52
RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52
IRACI SARTORI
 
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De Educadores
Slides   Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De EducadoresSlides   Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De Educadores
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De Educadores
ednagomes
 
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E Formação De Educadores
Slides    Ciclos De  Desenvolvimento  Humano E  Formação De  EducadoresSlides    Ciclos De  Desenvolvimento  Humano E  Formação De  Educadores
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E Formação De Educadores
ednagomes
 
Curriculo_Heber_Sônia
Curriculo_Heber_SôniaCurriculo_Heber_Sônia
Curriculo_Heber_Sônia
pactoensinomedioufu
 
Ciclos De Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores
Ciclos De Desenvolvimento Humano e Formação de EducadoresCiclos De Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores
Ciclos De Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores
ednagomes
 
Ppp
PppPpp
Ppp
PppPpp
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
LinaKelly3
 

Semelhante a Plano de Estudos_final (20)

Plano de Estudos
Plano de EstudosPlano de Estudos
Plano de Estudos
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
 
cp2019tatiana.pptx
cp2019tatiana.pptxcp2019tatiana.pptx
cp2019tatiana.pptx
 
Apresentação inicial agosto
Apresentação inicial agostoApresentação inicial agosto
Apresentação inicial agosto
 
1ciclo projecto 1e2_anos
1ciclo projecto 1e2_anos1ciclo projecto 1e2_anos
1ciclo projecto 1e2_anos
 
Cbc anos finais - ciências
Cbc   anos finais - ciênciasCbc   anos finais - ciências
Cbc anos finais - ciências
 
Organização do Trabalho Pedagogico
Organização do Trabalho PedagogicoOrganização do Trabalho Pedagogico
Organização do Trabalho Pedagogico
 
Paulo
PauloPaulo
Paulo
 
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
 
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
 
Parâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisParâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares Nacionais
 
RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52
RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52
RESUMO PARECER DCNEM Nº: 5/2011 PÁGINA 39 A 52
 
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De Educadores
Slides   Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De EducadoresSlides   Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De Educadores
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E FormaçãO De Educadores
 
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E Formação De Educadores
Slides    Ciclos De  Desenvolvimento  Humano E  Formação De  EducadoresSlides    Ciclos De  Desenvolvimento  Humano E  Formação De  Educadores
Slides Ciclos De Desenvolvimento Humano E Formação De Educadores
 
Curriculo_Heber_Sônia
Curriculo_Heber_SôniaCurriculo_Heber_Sônia
Curriculo_Heber_Sônia
 
Ciclos De Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores
Ciclos De Desenvolvimento Humano e Formação de EducadoresCiclos De Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores
Ciclos De Desenvolvimento Humano e Formação de Educadores
 
Ppp
PppPpp
Ppp
 
Ppp
PppPpp
Ppp
 
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
 

Mais de José Augusto Fiorin

Tutorial para inscrição Curso Currículo em Ação
Tutorial para inscrição Curso Currículo em AçãoTutorial para inscrição Curso Currículo em Ação
Tutorial para inscrição Curso Currículo em Ação
José Augusto Fiorin
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
José Augusto Fiorin
 
Encontro de Diretores 36a. CRE
Encontro de Diretores 36a. CREEncontro de Diretores 36a. CRE
Encontro de Diretores 36a. CRE
José Augusto Fiorin
 
25. guerra fria
25. guerra fria25. guerra fria
25. guerra fria
José Augusto Fiorin
 
24. segunda guerra mundial
24. segunda guerra mundial24. segunda guerra mundial
24. segunda guerra mundial
José Augusto Fiorin
 
23. crise de 1929
23. crise de 192923. crise de 1929
23. crise de 1929
José Augusto Fiorin
 
22. nazifascismo
22. nazifascismo22. nazifascismo
22. nazifascismo
José Augusto Fiorin
 
21.revolução russa
21.revolução russa21.revolução russa
21.revolução russa
José Augusto Fiorin
 
20. primeira guerra mundial
20. primeira guerra mundial20. primeira guerra mundial
20. primeira guerra mundial
José Augusto Fiorin
 
19. imperialismo
19. imperialismo19. imperialismo
19. imperialismo
José Augusto Fiorin
 
18. unificações tardias
18. unificações tardias18. unificações tardias
18. unificações tardias
José Augusto Fiorin
 
17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial
José Augusto Fiorin
 
16. a américa no século xix
16. a américa no século xix16. a américa no século xix
16. a américa no século xix
José Augusto Fiorin
 
15. revoluções liberais
15. revoluções liberais15. revoluções liberais
15. revoluções liberais
José Augusto Fiorin
 
14. independência dos eua
14. independência dos eua14. independência dos eua
14. independência dos eua
José Augusto Fiorin
 
13. revolução industrial
13. revolução industrial13. revolução industrial
13. revolução industrial
José Augusto Fiorin
 
12. era napoleônica
12. era napoleônica12. era napoleônica
12. era napoleônica
José Augusto Fiorin
 
11. revolução francesa
11. revolução francesa11. revolução francesa
11. revolução francesa
José Augusto Fiorin
 
10. iluminismo
10. iluminismo10. iluminismo
10. iluminismo
José Augusto Fiorin
 
9. revolução inglesa
9. revolução inglesa9. revolução inglesa
9. revolução inglesa
José Augusto Fiorin
 

Mais de José Augusto Fiorin (20)

Tutorial para inscrição Curso Currículo em Ação
Tutorial para inscrição Curso Currículo em AçãoTutorial para inscrição Curso Currículo em Ação
Tutorial para inscrição Curso Currículo em Ação
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Encontro de Diretores 36a. CRE
Encontro de Diretores 36a. CREEncontro de Diretores 36a. CRE
Encontro de Diretores 36a. CRE
 
25. guerra fria
25. guerra fria25. guerra fria
25. guerra fria
 
24. segunda guerra mundial
24. segunda guerra mundial24. segunda guerra mundial
24. segunda guerra mundial
 
23. crise de 1929
23. crise de 192923. crise de 1929
23. crise de 1929
 
22. nazifascismo
22. nazifascismo22. nazifascismo
22. nazifascismo
 
21.revolução russa
21.revolução russa21.revolução russa
21.revolução russa
 
20. primeira guerra mundial
20. primeira guerra mundial20. primeira guerra mundial
20. primeira guerra mundial
 
19. imperialismo
19. imperialismo19. imperialismo
19. imperialismo
 
18. unificações tardias
18. unificações tardias18. unificações tardias
18. unificações tardias
 
17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial17. ideologias na era industrial
17. ideologias na era industrial
 
16. a américa no século xix
16. a américa no século xix16. a américa no século xix
16. a américa no século xix
 
15. revoluções liberais
15. revoluções liberais15. revoluções liberais
15. revoluções liberais
 
14. independência dos eua
14. independência dos eua14. independência dos eua
14. independência dos eua
 
13. revolução industrial
13. revolução industrial13. revolução industrial
13. revolução industrial
 
12. era napoleônica
12. era napoleônica12. era napoleônica
12. era napoleônica
 
11. revolução francesa
11. revolução francesa11. revolução francesa
11. revolução francesa
 
10. iluminismo
10. iluminismo10. iluminismo
10. iluminismo
 
9. revolução inglesa
9. revolução inglesa9. revolução inglesa
9. revolução inglesa
 

Último

Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 

Último (20)

Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 

Plano de Estudos_final

  • 1. CURRÍCULO BNCC/RCG E PLANO DE ESTUDOS Com base na Legislação vigente e estudiosos do Currículo Escolar
  • 2. A ESCOLA E SEU PROJETO EDUCATIVO Resolução CEEd nº 236/99: •PPP – Projeto Político Pedagógico – IDENTIDADE DA ESCOLA “O projeto pedagógico é o sonhado, o idealizado.”` É o horizonte mais amplo para onde a escola e sua comunidade dirige o olhar, procurando destinos. •REGIMENTO “Regimento Escolar é a diretriz orientadora.” É a lei da escola, regulamenta seu projeto educativo. •PLANO INTECRADO “ É a agenda de trabalho.” Planejamento estratégico elaborado e orientado pela equipe diretiva indicando as ações e metas e a médio e longo prazo para efetivação do projeto da escola.
  • 3. CURRÍCULO Parecer CEEd nº 323/99 •É a tradução do “possível agora”, revelando estágios de aproximação maior ou menor do ideal sonhado. •É a implementação do projeto pedagógico – para dado momento e sob determinação das condições.
  • 4. A LEGISLAÇÃO • A LDB 9.394/96, em seu artigo 9º, inciso IV, atribui à União: “estabelecer, em colaboração com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, competências e diretrizes para a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio, que nortearão os currículos e seus conteúdos mínimos, de modo a assegurar formação básica comum”. • Adicionalmente, o artigo 26 determina: “Os currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum, a ser complementada em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, por uma parte diversificada, exigida pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela.” 
  • 5. Ireno Antonio Berticelli, em, “Currículo- tendências e filosofia” (1998), afirma que: • “Hoje, as questões curriculares estão intimamente conectadas aos problemas sociais e, em dias mais recentes, aos aspectos culturais. O currículo é o lugar dos eventos micro e macro, dos sistemas educacionais, das instituições, a um tempo, e o lugar, também, dos desejos mínimos, por outro. As decisões tomadas a respeito do currículo (micro ou macro) afetam sempre vidas, sujeitos. Daí, sua importância.”
  • 6. PPP E CURRÍCULO ESCOLAR • O currículo é “o projeto cultural que a escola torna possível”, ai está explícita, em seu próprio conceito, a ideia de projeto , considerado como uma criação da imaginação, uma declaração de intenções, uma expressão do desejável. Estabelecer uma relação, portanto, entre o projeto pedagógico da escola e seu currículo. • O currículo é a implementação – para dado momento e sob determinadas condições – do projeto pedagógico. • Enquanto o projeto pedagógico permanece sendo o horizonte mais amplo, para onde a escola – e sua comunidade – dirige o olhar, procurando destinos, o currículo é a tradução do “possível agora”, revelando estágios de aproximação maior ou menor do ideal sonhado.
  • 7. PROJETO CULTURAL • Na escola, o currículo será sempre a resultante de três elementos – o formal, ação e oculto - aquilo que se deseja (seja do ponto de vista prescritivo, seja do ponto de vista da intencionalidade dos sujeitos envolvidos), aquilo que de fato se consegue alcançar (em decorrência das circunstâncias concretas que condicionam o fazer e da postura e intervenção pessoal de cada professor) e aquilo de que poucos, na verdade, se dão conta (elementos culturais e ideológicos subjacentes a todo o pensar, sentir e agir). Essa condição da escola a torna lugar de cultura, entendida cultura não como o simples conhecimento acumulado pela humanidade, e nem mesmo como o conjunto de modos de ser, pensar e sentir de uma dada comunidade, mas como expressão da instabilidade e permanente mutabilidade do conviver humano, que a cada instante se reconstrói, ressignifica e transforma. Currículo é, por conseqüência, “o projeto cultural que a escola torna possível”.
  • 8. PROJETO CULTURAL • Sendo o currículo um projeto cultural ele é necessariamente dinâmico e mutável, na medida em que vai sendo posto em prática. A própria prática – mediada pela reflexão sobre essa prática – engendra as mudanças no currículo. Currículo é, assim, muito mais “processo” do que “estado” ou “ponto de chegada de um planejamento”. • Uma concepção de currículo como projeto cultural exige, por si mesma, que a escola adote um estilo de trabalho que dê relevo ao esforço conjugado de seus professores, enquanto equipe pedagógica. É como equipe que o grupo de professores terá de atuar para, no decorrer dos processos envolvidos no agir pedagógico, exercitar a reflexão sobre sua prática, procurando – através da análise – compreendê-la e transformá-la.
  • 9. PLANEJAMENTO • Planejar currículo é estabelecer metas, definir estratégias, fixar tempos, organizar espaços escolares com a intenção de alcançar as finalidades dos diferentes níveis de ensino, tendo em vista as finalidades maiores da educação nacional.  • Função do corpo docente e da escola como um todo
  • 10. PLANEJAMENTO • “Um currículo básico comum não é necessariamente um currículo uniforme. Elemento chave no planejamento do currículo é proporcionar uma variedade de caminhos em direção a áreas importantes do conhecimento, das habilidades e valores, assim como diferentes vias de saída que podem desenvolver interesses e capacidades individuais até os níveis mais altos possível. Parte do planejamento deste tipo de diferenciação pode ter lugar em escala nacional, mas é provável que resulte mais eficaz, quando planejada e aplicada em nível de escola e guardando relação com as necessidades de diferenciação de indivíduos e grupos específicos.”
  • 11. PLANEJAMENTO • São inegociáveis os requisitos mínimos quanto a padrões de qualidade do ensino e as diretrizes básicas comuns definidoras do que deve ser garantido a todos, em termos de conhecimento, competências e habilidades - BNCC. • Sistemas de Ensino e Escolas – autonomia para agregar aspectos regionais e específicos de seus grupos/comunidade – RCG e Plano de Estudos da Escola.
  • 12. BNCC/RCG e PLANO DE ESTUDOS •  “A Base Nacional Comum e sua parte diversificada deverão integrar-se em torno do que vise a estabelecer a relação entre a educação básica e: a) a vida cidadã através da articulação entre vários de seus aspectos (…); b) as áreas de conhecimento (…)”. • O PLANO DE ESTUDOS é, pois, a organização formal do currículo, conforme definido pela escola, que relaciona as áreas do conhecimento, os componentes curriculares, ou projetos e atividades, atribuindo-lhes tempos, abrangência e intensidade. • O PLANO DE ESTUDOS é uma pauta de trabalho, em torno da qual professores e alunos se reúnem para construir, ao longo do tempo e de forma planejada, a educação. No Plano de Estudos, a escola fixará a maneira escolhida para oferecer a Base Nacional Comum e a parte diversificada.
  • 13. BNCC/RCG e PLANO DE ESTUDOS •  Plano de Estudos respeita e valoriza as conexões e inter-relações entre as diferentes áreas de conhecimento, reforçado pelo tratamento transdisciplinar dos aspectos de cidadania.  • O Plano de Estudos é uma parcela do currículo, é uma abordagem essencialmente pedagógica na organização das áreas do conhecimento/dos componentes curriculares e atividades educativas.
  • 14. PROFESSOR •  A superação da ideia de que as matérias podem ser tratadas como setores estanques e de que o conhecimento do aluno se estrutura por justaposição de aprendizagens, quase sempre desconexas, exige que cada professor tenha plena consciência das inter-relações entre as diferentes áreas de conhecimento. Mas, mais do que isso, o professor precisa se dar conta de que a essência de seu trabalho está “na aquisição [pelo aluno] de competências cognitivas complexas, cuja importância vem sendo cada vez mais enfatizada: autonomia intelectual, criatividade, solução de problemas, análise e prospecção, entre outras.
  • 15. ELEMENTOS DO PLANO DE ESTUDOS A SEREM REELABORADOS NA ESCOLA • Tendo como referência o texto da BNCC e do RCG, o coletivo de professores da escola assessorados pela equipe pedagógica precisam retomar o que consta nos Planos de Estudos atuais e o que está proposto nos dois documentos, para reelaborar/reescrever: - Competências Gerais a serem constituídas na Educação Básica - Objetivos e Competências da Área do Conhecimento e Específicas dos Componentes Curriculares - Objetos de Conhecimentos da Área e específicas dos Componentes Curriculares - Especificidades do grupo/comunidade escolar – projetos de aprendizagem e itinerários (EM) • Reorganização dos Tempos/Espaços de aprendizagem e • da Metodologia de Trabalho frente aos ajustes pedagógicos necessários a efetivação da nova proposta curricular