SlideShare uma empresa Scribd logo
1




Artes


  2009
2

Governador do Estado de Pernambuco
Eduardo Henrique Accioly Campos

Secretário de Educação do Estado
Danilo Jorge de Barros Cabral

Chefe de Gabinete
Nilton da Mota Silveira Filho

Secretária Executiva de Gestão de Rede
Margareth Costa Zaponi

Secretária Executiva de Desenvolvimento da Educação
Aída Maria Monteiro da Silva

Gerente de Políticas Educacionais de Educação Infantil e Ensino Fundamental
Zélia Granja Porto

Gerente de Políticas Educacionais do Ensino Médio
Cantaluce Mércia Ferreira Paiva de Barros Lima

Gerente Geral do Programa de Correção de Fluxo Escolar
Ana Coelho Viera Selva

Gerente de Políticas Educacionais em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania
Genilson Cordeiro Marinho

Gerente de Políticas de Educação Especial
Albanize Cardoso da Silva

Gerente de Avaliação e Monitoramento das Políticas Educacionais
Maria Epifânia de França Galvão

Gerente de Normatização do Ensino
Vicência Barbosa de Andrade Torres
3

Equipe Técnica de Ensino - GEIF/SEDE

Fernando Antônio Gonçalves de Azevedo
Fred do Nascimento
Guiomar Ribas
Lau Veríssimo
Márcia Virgínia de Araújo
Patrícia Barreto
Rinaldo José da Silva


Colaboradores

Angélica Correia
Áurea Maria Bezerra de Alencar
Elieny Ferreira dos Santos
Maria Auxiliadora Almeida
Mariângela Bernadielle


Comissão de Revisão

Ednaldo Ramos dos Santos
Erika de Albuquerque Maciel
Maria José Holanda Barbosa
4

APRESENTAÇÃO DAS ORIENTAÇÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS PARA AS LINGUAGENS
DA ARTE: ARTES VISUAIS, TEATRO, DANÇA e MÚSICA.

        A Secretaria de Educação apresenta esta proposta de orientações aos
arte/educadores pernambucanos com o intuito de contribuir para uma práxis pedagógica
que democratize o universo da Arte, possibilitando, assim, aos nossos estudantes a
elaborarem e re-elaboração de leituras de mundo mais amplas e complexas. Nesse
contexto, parte-se do pressuposto que ler o mundo exige mais do que a simples
decodificação das letras e números; é um processo que inclui a dimensão estética e
artística como fundamentais a apreensão significativa das realidades históricas e sociais à
medida que estas são povoadas por imagens, cenas e sonoridades, ou seja, vivemos em
um mundo no qual somos constantemente solicitados a interagir com Arte, suas
linguagens e sua história.

        Assim, não é por acaso que o grande acervo artístico criado pela humanidade
intrigue – e provoque questões – desde há muito tempo, em filósofos, cientistas e
místicos.

      Neste sentido, surge o questionamento: Como pode estar o universo da Arte fora do
sistema escolar?

      Considerando que a Arte é um conhecimento, a Lei de Diretrizes e Bases da
Educação Nacional (LDBEN) nº 9.394/96 veio consolidar no Brasil uma tendência da Arte
como conhecimento e não como mera atividade/fazer, como era a proposta de Educação
Artística fundada na LDBEN nº 5.692/71.

       Nos anos em que predominava na escola a concepção de educação artística, o
educador artístico era tido como um fazedor de trabalhos elaborados a partir de técnicas.
Estas, por sua vez, se sustentavam em uma vaga ideia de criatividade. Seu principal papel,
além de fomentar a expressão pessoal dos estudantes, era o de organizar e decorar festas
escolares que obedeciam ao calendário folclórico, cívico e religioso, não necessitando, por
isso, buscar ser um conhecedor de Arte.

     Passadas algumas décadas, ainda existe na escola uma certa ênfase no fazer, na
expressão pessoal, ou seja, no talento interpretado como dom, na criatividade dos
estudantes e na técnica pela técnica. Todas essas posturas imbricadas com a concepção
que se busca consolidar de Arte como conhecimento e como cultura. Arte/Educação
compreendida como epistemologia – teoria do conhecimento – que estuda os modos
como se ensina e se aprende Arte.

      Ao apresentar variadas possibilidades de comunicação e interpretação, a obra de
arte, atualmente, é compreendida como texto: visual, teatral, sonoro, gestual e, nesse
sentido, a nova LDBEN nº 9.394/96 estabelece quatro linguagens que devem ser acessíveis
na educação escolar: artes visuais, teatro, dança e música.
5



     Cada uma dessas linguagens possui uma gramática própria. .As artes visuais têm
como alguns dos seus atributos formais a linha, a cor, textura, a forma; o teatro: a palavra,
a mímica facial, o gestual, o cenário, a maquiagem; a música: a melodia, a harmonia, o
ritmo (que inclui os elementos do som como altura, intensidade, duração e timbre); a
dança: o ritmo, o espaço, o movimento.

      As composições criadas a partir dos atributos formais de cada uma das linguagens
compõem, como no caso da língua materna, o texto. Ressalta-se que na Arte
contemporânea não há fronteiras definidas entre essas linguagens. Os ambientes, ou as
instalações 1 , são composições criadas com elementos visuais, ou seja, são “criações”
muito próximas da construção de um cenário; a performance se firma como uma arte
híbrida, sem limites claros entre as fronteiras; o cinema, o vídeo-arte, o vídeo clip se
compõem de elementos visuais, teatrais e sonoros.

      Embora seja importante o domínio desses atributos formais, a leitura das obras de
arte e dos objetos de arte não deve limitar-se apenas à compreensão dos mesmos, mas de
um bom conhecimento do seu contexto político, histórico e cultural, ou melhor, sua
autoria, o tempo e o espaço da produção. A leitura da arte exige mais do que simples
decodificação de seus atributos formais; ela deve ser centrada na significação em que tais
atributos, em diferentes contextos, conferem ao discurso artístico nas diversas práticas
sociais.

      Convém destacar que a concepção contemporânea de Arte/Educação parte do
seguinte princípio: a Arte é uma forma de produção cultural que deve ser estudada em
seu contexto histórico, social e cultural, sendo importante construir uma noção mais
ampla, no âmbito da educação escolar, de leitura, incluindo no repertório das aulas de
Arte, as obras e os objetos do passado e a produção artística contemporânea, ou melhor:
incluir a produção artística com suas tradições e experimentos vindos de diversas culturas
permeadas de seus contextos.
      Do ponto de vista metodológico, surge no contexto da Arte/Educação
contemporânea, a proposta ou abordagem triangular 2 . Criada para o ensino das artes
visuais, essa abordagem serviu de base nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) para
as demais linguagens da Arte. A abordagem triangular deve ser compreendida como um

1
 Segundo Cacilda Teixeira da Costa: (2004, p.63) “Os ambientes e as instalações são espaços em
que o artista usa a arquitetura sem se confundir com ela. São formas híbridas e, portanto,
abrangem diferentes gêneros artísticos entrecruzados. Pode incluir a o objeto, o vídeo e inúmeros
outros elementos, estabelecendo uma relação ou interação entre eles”.
2
  A proposta ou abordagem triangular foi sistematizada pela professora Ana Mae Barbosa quando
a mesma dirigia o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, entre os anos de
1980/1990 e apresentada no livro A Imagem no Ensino da Arte de sua autoria e publicado pela
editora Perspectiva
6

sistema que interrelaciona três ações: a contextualização, a leitura interpretativa e o fazer
artístico. Por ser um sistema aberto, esta proposta possibilita a articulação das ações, pelo
professor, de acordo com seus conhecimentos em arte, considerando os saberes culturais
dos estudantes. Ao propiciar uma mudança significativa na leitura da arte, esta
abordagem, propõe a superação do processo adivinhatório. Segundo Ana Mae Barbosa:
(2002 p.18/19). “Não se trata mais de perguntar o que o artista quis dizer em sua obra,
mas o que a obra nos diz, aqui e agora, em nosso contexto, e o que disse, em outros
contextos históricos, a outros leitores”.

         Com o intuito de complementar o aspecto anteriormente destacado, cabe aqui
um parêntese para lembrar que a Europa universalizou a ideia de que o artista pertencia
sempre à etnia branca e ao gênero masculino. Além disso, a Missão Artística Francesa
(MAF) que chegou ao Brasil em 1816, ao olhar com desconfiança para a arte barroca
brasileira, privilegiando o paradigma estético neoclássico, do qual seus membros eram
adeptos e defensores, instituiu no Brasil um preconceito artístico que reverbera até hoje,
traduzindo-se nas expressões Arte erudita e Arte popular. A primeira, elaborada pelas
elites econômicas e intelectuais e por isso digna de ser exposta nos grandes museus e
galerias em oposição a ideia de Arte popular que é aquela elaborada pelas classes
populares, e presente em espaços menos nobres.

        O teatro sofreu o mesmo processo histórico, pois Dom João VI, o patrocinador da
MAF ordenou que se construíssem teatros destinados à nobreza e à elite, colocando toda
produção que não se enquadrasse nos padrões europeus, como teatro de segunda ou de
terceira categoria. Tais preconceitos vigoram até hoje.

 Para superar tais preconceitos, a Arte/Educação contemporânea toma como fundamento
  o respeito, a valorização e os entrecruzamentos culturais no palco da escola, a partir da
solidariedade e do vínculo social, juntamente com a compreensão da Arte como direito de
          todos. Isto permeado do princípio da interculturalidade que aponta para a
 interação/inter-relação entre diversas culturas. Isso significa não se restringir aos códigos
  instituídos (europeus e norte-americano brancos), mas se abrir para a Arte que está em
nosso cotidiano: nas feiras, na TV, na propaganda, nos muros das cidades, na arquitetura e
         monumentos, na moda, no teatro, no cinema, nas igrejas e templos de todos as
religiosidades.

        Nessa perspectiva, o artista é entendido como um sujeito sensível/inteligente,
propositor de situações que nos desafiam a pensar criticamente sobre a Arte e suas
interações. Nesse contexto, o papel do arte/educador configura-se como o
problematizador do universo da Arte por meio de um processo de ensino que privilegia:
ler, contextualizar e fazer.
        Convidamos os colegas arte/educadores para o desafiador trabalho de
democratizar a Arte, por meio de seu ensino e de sua história como um bem a que TODOS
têm direito.
7

TEXTOS COMPLEMENTARES

                                        DANÇA



A Dança como fonte de conhecimento do corpo

       Observando como as pessoas se movem diferentemente em diferentes culturas,
podemos compreender o que movem as pessoas, ou seja, seus processos internos e
fatores culturais. A matéria-prima da dança não é apenas o corpo e o movimento, mas
também as imagens que se formam em torno destes, numa espécie de jogo entre as leis
imutáveis e a liberdade, entre a natureza e a cultura. Através dos tempos a dança tem sido
não apenas aquisição de habilidades físicas e motoras, mas também fonte de
subjetividade, de sensibilização estética, de conhecimento ético.

      A linguagem da dança pode ser um aspecto importante da pedagogia do
movimento, capaz de integrar corpo e educação, à medida que a percepção de nossos
corpos na sociedade é que nos possibilita um tipo diferenciado de expressão, uma
determinada concepção de tempo e espaço e de transformação do mundo em que
vivemos.

       Como todo ser humano, o artista, profissional ou amador da dança, carrega no seu
corpo aspectos universais e pessoais. Como disse Peter Brook (2000:15), considerando o
fato de que “há algumas diferenças de estatura e de cor, o instrumento do corpo é o
mesmo no mundo inteiro; o que muda são os estilos e as influências culturais”. É nesse
sentido que muitos professores, alunos, coreógrafos e dançarinos têm buscado conhecer
um pouco da sua própria história, como também da história da dança, uma vez que nosso
corpo é expressão daquilo que somos, que vivemos e que acreditamos, ele expressa nosso
gênero, nossa etnia, classe social, crenças e afetividades. O corpo é, segundo o
antropólogo Marcel Mauss (1974), que falava das técnicas corporais dos povos, um
fenômeno social e culturalmente construído. Conhecer o corpo, portanto, é o mesmo que
respeitar a cultura.

        Na área de ensino de dança num contexto predominantemente educativo, o
reconhecimento de que os corpos são socialmente construídos, têm levado os
profissionais a elaborar propostas educacionais que considerem a expressão pessoal com
os seus significados sócio-culturais, considerem o mundo vivido, percebido e imaginado
dos alunos e os múltiplos corpos existentes nos processos criativos e interpretativos da
dança. Nesse sentido, a dança na educação não deve privilegiar as boas proporções do
corpo humano, ou seja, modelos considerados “ideais” de corpo, mas a multiplicidade de
formas e tipos de corpos existentes. Trabalhar com a despadronização-recriação e a
reconstrução de novos padrões, baseados na consciência, na liberdade e na harmonia do
8

movimento, como sugeriu Rudolf Laban (in: Fernandes, 2002), inclusive para o processo
criativo da dança profissional.


A Dança no Currículo Escolar


        Toda criação cultural desperta um grande desejo de educação. A dança é uma das
linguagens artísticas que por muito tempo esteve na base da educação dos povos, atuando
como conteúdo da cultura tradicional transmitido entre gerações. Considerando que a
história da Educação é parte da história da cultura, é de fundamental importância que os (as)
professores (as) atuem com melhor formação também nestas áreas da cultura humana,
entre elas, a dança, com suas dimensões cultural, cênica e educativa.
        Aqui não se pretende indicar um modelo de ensino, mas de dar sugestões de como
colocar a dança nas escolas. Os modelos de ensino devem ser sempre dinâmicos e
constantemente transformados, logo, definir e promover qualquer modelo de ensino que
seja está fora de questão. No entanto, existe um modelo dominante para a dança
educativa hoje, que tem sido classificado como modelo da dança como arte, proposto por
Jacqueline Smith Autard (1994) no seu livro The Art of Dance Education. No Reino Unido,
a dança acontece como uma prática a qual todos os escolares são submetidos pelo menos
no primeiro grau onde a dança é uma parte do programa formal de ensino. A dança é
ainda incipiente no currículo das escolas brasileiras, sendo uma das últimas a entrar no
currículo escolar. No entanto, incentivar a inclusão da dança em programas educacionais
significa perceber sua inserção na escola como área de conhecimento cultural,
artístico/cênico e educacional, inclusive observando as inter-relações existentes nessa
tríade.

        Há semelhanças e diferenças entre a dança educativa e a dança cênica profissional,
especialmente ligadas a finalidades sociais ou estéticas, cuja predominância de uma ou
outra, leva a diferentes concepções de corpo. Na abordagem da dança artística profissional
há uma predominância de uma construção corporal baseada nas técnicas mecanicistas,
embora alguns profissionais sejam adeptos de práticas holísticas de preparação corporal,
como um complemento de sua prática. Já uma abordagem educativa tem considerado a
diversidade de corpos existentes entre os alunos, de maneira que permitam a todos as
mesmas oportunidades de acesso aos princípios de movimento relativos à arte da dança,
inclusive numa perspectiva multicultural, sem perder de vista o fato desta linguagem estar
presente no espaço de lazer e tempo livre dos alunos, o que envolve a questão da escolha
diante da enorme diversidade de danças existentes e das concepções de corpo que
diferenciam cada uma delas (Araújo, 2002).

        Os objetivos principais de uma proposta em dança-educação são: compreender os
significados da dança como conhecimento, linguagem e expressão de contextos sociais e
culturais; descobrir possibilidades pedagógicas da dança; vivenciar a diversidade de
9

movimentos dançantes, através da descoberta de possibilidades, improvisações e
composições coreográficas. A metodologia deve abordar as possibilidades de consciência
corporal, com atividades de improvisação e descobertas pessoais de movimentação,
associada à apreciação e criação estética, com incursões por algumas teorias sobre
História da dança.

        A proposta elaborada por Ana Mae Barbosa (1991) para o ensino de arte se baseia
em história da arte- “acadêmica” ou multicultural, no fazer artístico e na leitura da obra
de arte. Já a professora Isabel Marques (1993), especialmente na área do ensino de dança
nos PCNs, propõe uma ampliação desta tríade, considerando a história da arte como
dimensão que inclui também o contexto sócio-cultural dos alunos. Em relação à dança,
Marques destaca os termos Texto, Sub-texto e Contexto, para designar respectivamente o
Fazer, o Apreciar e a História, e a estes acrescenta o contexto dos alunos. O Texto/Fazer
inclui todos os processos de dança, criação, releituras e produção com os alunos. O Sub-
texto/Apreciar inclui a análise ou leitura formal do movimento, no sentido de Rudolf
Laban – análise de movimento e coreologia-, e o Contexto/História, inclui a história, a
estética, a apreciação e a crítica, inclusive as do mundo cotidiano dos alunos, que podem
ser também temas para coreografias 3 .



A dança como arte na educação (ou a arte da dança na educação)


       Quando se trata de dança, é fundamental que se perceba as diferenças regionais
culturais de movimento humano e relacionar aos aspectos mundiais e universais. Rudolf
Laban (1978), em seu trabalho de análise do movimento, relaciona aspectos universais do
movimento humano e os aspectos culturais. Para ele, toda dança tem uma lógica interna,
uma ordem não revelada de maneira óbvia que estrutura o sentido da própria dança: suas
emoções, sentimentos, valores sociais e culturais.

        Ciane Fernandes (1999) comenta sobre o desenvolvimento da arte e da dança neste
século. Ela lembra que Laban, contrário às regras classistas e em busca do novo expandiu a dança
com uma pesquisa corporal que tornou possível que qualquer pessoa pudesse praticá-la, na
medida em que poderia expressar conteúdos em harmonia com a estrutura física de cada pessoa.
Por isso, deu muita ênfase à dança coral 4 por considerá-la como representante das relações
humanas, despertando em nós o sentimento de sermos responsáveis pelo nosso destino e livres


3
  Laban, seu aluno Kurt Joss, e outros discípulos criaram a dança-teatro levando a cena conteúdos e formas
do cotidiano que se misturavam com movimentos artísticos apresentando o corpo simbólico-social do
indivíduo.
Essa tendência na dança de explorar o movimento cotidiano permite discutir atitudes e valores
contemporâneos.
4
  Ver em Marques(1993) que a dança coral criada por Laban tinha como objetivo reunir grandes grupos de
pessoas para compor danças coletivas, ou seja, criadas, ensinadas e aprendidas pelo próprio grupo.
10

em nossas ações 5 . Para esse autor, o papel educativo da dança vai além da performance artística
visível, na medida em que nos faz tomar profundamente consciência da vida, nos dando a
possibilidade de integração da alma e do corpo em um todo único.




          O movimento, raiz comum do trabalho e da dança, foi analisado por Laban ao

mesmo tempo do ponto de vista do corpo humano e das relações deste corpo com o

espaço. Em sua teoria é possível definir e descrever qualquer movimento a partir de

quatro parâmetros: qual é a parte do corpo que se move? Em que direção do espaço vai o

movimento? Qual é a velocidade de sua execução? Qual é o grau de intensidade da

energia muscular desprendida?

          Ele distingue dois tipos de movimentos: (i) os que partem do centro do corpo, do

tronco, e vão para a periferia, para as extremidades dos braços e das pernas, movimentos

centrífugos, (ii) e os movimentos centrípetos, que partem das mãos, e vão refluindo para

o centro do corpo, num movimento de recolhimento em si mesmo ou de possessão, ao

passo que o primeiro citado é expansão ou repulsão, seja na forma de ondulação

contínua, seja na de relaxamento brusco. A reação do corpo é orgânica, cada parte

coordenada às outras. Laban descobriu a relação entre as diversas orientações do

movimento e a organização harmoniosa de suas sequências no espaço. Suas leis da

5
    Laban com a criação da dança coral colaborou intensamente para a realização de uma dança que

possibilitasse aos trabalhadores uma vivência político-estética causadora de uma transformação social como

desejava os revolucionários russos. Além disso, desenvolveu junto a operários de fábricas, teorias sobre a

expressividade calcadas no movimento de trabalho. Ele realizava atividades que recuperavam os

movimentos naturais do indivíduo após a jornada de trabalho.
11

   harmonia podem ser aplicadas as proporções arquitetônicas, à plástica do escultor, à

   perspectiva do pintor, às estruturas musicais, porque incluem as regras da proporção, da

   plástica, da perspectiva e do ritmo.




         Laban foi sem dúvida o primeiro a perceber a importância de compreender o corpo,

   situado num contexto para que se pudesse a partir daí educá-lo na prática de uma

   atividade de expressão artística, ou simplesmente para recuperá-lo de vícios gerados pela

   mecanização do movimento no trabalho.



   Por uma dança-vida-educação

     Uma arte tão comprometida com o corpo como é a dança, pode oferecer uma nova
perspectiva sobre a vida humana, e deve, sobretudo, exigir uma nova visão sobre si mesma e seu
papel na escola.


      A dança tem o compromisso de descobrir caminhos que incluam o corpo não somente como
objeto plástico, mas também como sujeito de um pensamento que dança e de uma necessidade
expressiva que produza desejo de mudança, de transformação. Por buscar sempre novos caminhos
para resolver os problemas de comunicação do homem com seu corpo, a dança cada vez mais tem
sido vista como uma arte que pode ajudar o ser humano a encontrar seu corpo e viver em uníssono
com ele.


       Nesta busca de novos caminhos para a dança, observamos que as idéias de Brook (op. cit.)
sobre o treinamento do corpo do ator também servem para o ensino da dança na educação, no
que diz respeito aos múltiplos corpos existentes. O que importa é que tenham vida e uma
sensibilidade apurada, para refletir verdadeiramente seu próprio tipo- gordo e lento, ou magro e
ágil-, sua própria corporeidade. ‘Todos são necessários, pois o que mostramos é a vida, tanto a vida
interior como a exterior, inseparáveis uma da outra’ (p. 16).


     A dança e o teatro, de alguma forma, através do corpo alimentam o espírito do homem e
desperta seus desejos de existência plena. Como disse Artaud (1994) : ‘uma espécie de física
primitiva, da qual o espírito não se desligou’.
12

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                            Componente Curricular: ARTE

                           ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                                     1° ANO
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO
                           UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Consciência do gesto nas artes visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •   Reconhecer a dinâmica da linha na composição
   •
   Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas
   •
   Visualizar a linha imaginária e o movimento
   •
   Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado
   • transferências espaciais: do real ao representacional
   Realizar
   •
   Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade,
      locomoção, respiração, relaxamento.
Dança
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
       (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
   •   Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
       pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •   Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo.
   •   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
13


   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
   de apoio, saltos, giros, paradas etc.)
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •   Explorar sons e ruídos, corporais, vocais e ambientais (natureza e mecânicos).
   •
   Trabalhar o ritmo da palavra.
   •
   Diferenciar sonoridades considerando origem, altura, duração, agógica,
       intensidade e timbre.
   •
   Produzir sonoridades utilizando a voz e o corpo, contemplando a relação som –
       silêncio – ruído.
14

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL


                              Componente Curricular: ARTE

                                       1º ANO
                              ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                      ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO
                             UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •   Perceber semelhanças e diferenças entre cores
   •
   Diferenciar monocromia e policromia
   • produções artísticas ultilizando a cor como elemento expressivo.
   Realizar
   •
   Identificar o ponto em suas várias formas
   •
   Identificar tipos de linha
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas utilizando a cor
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
        expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
    •   A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
         variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
Dança
A Expressividade e diversidade na dança
15


Objetivos a serem construídos pelos alunos
    •   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Explorar sonoridades a partir de diferentes estímulos: imagens, poemas, cenas do
       cotidiano, entre outros.
   • símbolos gráficos para representar alturas (ascendente e descendente) e
   Criar
       intensidades (forte e fraco).
   • e interpretar jogos e gestos sonoros.
   Criar
   • músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil brasileiro.
   Cantar
16

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                       1º ANO
                              ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                      ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO
                             UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer as características da superfície
   •
   Identificar os vários tipos de textura
   •
   Perceber formas na ocupação do espaço
   •
   Estruturas bi e tridimensional
   •
   Identificar os elementos compositivos contidos na imagem
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço
        representacional
   •
   Experimentar texturas visuais e relações com o real
   •
   Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos
Teatro
Os Diálogos sonoros
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção vocal por meio de onomatopéias, palavras, frases e gestos sonoros.
Dança
Os Diálogos corporal/sonoro
Objetivos a serem construídos pelos alunos
17


   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
Música
Expressão vocal, instrumental e corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar jogos e brincadeiras musicais que envolvam canções coreografadas e
       brinquedos sonoros.
   •
   Vivenciar diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil
       brasileiro.
   •
   Explorar jogos e gestos sonoros.
   •
   Vivenciar o pulso e subdivisões.
   •
   Vivenciar andamento (lento, moderado e rápido).
18

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                                 Componente Curricular: ARTE

                                      1° ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO
                            UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Os Diálogos corporal, sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual
   •
   Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas
Teatro
Os Jogos Dramáticos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da
        voz e da improvisação.
Dança
Elementos e dinâmicas da dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade
        temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas)
   •
   Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
Música
Diversidade na música
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Apreciar auditiva e corporalmente músicas de diferentes culturas.
   •
   Conhecer músicos locais e suas obras.
19


   •
   Pesquisar sobre a produção musical da comunidade onde a escola está inserida.


          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                     2º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO
                           UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Consciência do gesto nas artes visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer a dinâmica da linha na composição
   •
   Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas
   •
   Visualizar a linha imaginária e o movimento
   •
   Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado
   • transferências espaciais: do real ao representacional
   Realizar
   •
   Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens
   •
   Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade,
       locomoção, respiração, relaxamento.
Dança
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
20


   •
   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
       (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
   •
   Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
       pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •
   Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo.
   •
   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •
   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
       de apoio, saltos, giros, paradas, etc.)
   •
   Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura,
       temperatura da matéria corporal.
   •
   Compreender a relação entre respiração e movimento
   •
   Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros)
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Explorar sons e ruídos corporais, vocais e ambientais (natureza e mecânicos).
   •
   Trabalhar o ritmo da palavra.
   •
   Pesquisar sonoridades do entorno ambiental, identificando-as e caracterizando-as
       quanto a origem, altura, duração, intensidade e timbre.
   •
   Pesquisar sonoridades utilizando a voz, o corpo, instrumentos e outros possíveis
       recursos musicais.
   •
   Identificar a pulsação do corpo inter-relacionando-a com a pulsação musical.
   •
   Identificar estruturas binárias rítmicas e melódicas do compasso simples.
   •
   Cantarolar as sete notas musicais.
21

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      2º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO
                            UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber semelhanças e diferenças entre cores
   •
   Diferenciar monocromia e policromia
   • produções artísticas ultilizando a cor como elemento expressivo.
   Realizar
   •
   Identificar o ponto em suas várias formas
   •
   Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Identificar tipos de linha
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas utilizando a cor
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
       expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
   •
   Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente
Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
    •
    A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
22


        variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
Dança
A Expressividade e diversidade na dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
   •
   Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Elaborar e interpretar sonoridades a partir de diferentes estímulos: imagens,
        poemas, cenas do cotidiano, entre outros.
   • símbolos gráficos que se relacionem com as diferentes qualidades dos sons
   Criar
        vivenciados (altura, intensidade, timbre, duração).
   • e interpretar jogos e gestos sonoros.
   Criar
   • diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil
   Cantar
        brasileiro.
23

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                       2º ANO
                              ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                      ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO
                             UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer as características da superfície.
   •
   Identificar os vários tipos de textura
   •
   Identificar texturas na produção artística
   •
   Perceber formas na ocupação do espaço
   •
   Reconhecer as estruturas bi e tridimensional
   •
   Identificar os elementos compositivos contidos na imagem
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço
       representacional
   •
   Experimentar texturas visuais e relações com o real
   •
   Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos
   •
   Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências
Teatro
Os Diálogos sonoros
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos
       sonoros.
24


Dança
Os Diálogos corporal/sonoro
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
Música
Expressão vocal, instrumental e corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar jogos e brincadeiras musicais que envolvam canções coreografadas e
        brinquedos sonoros.
   •
   Vivenciar diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil
        brasileiro a duas vozes.
   •
   Explorar e criar jogos e gestos sonoros.
   •
   Vivenciar o pulso e subdivisões, e o acento métrico.
   •
   Vivenciar andamento (lento, moderado e rápido).
   •
   Vivenciar prolongamento (fermata), suspensão, e repetição (ritornelo) de trechos
        musicais.
25

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                                 Componente Curricular: ARTE

                                       2º ANO
                              ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                      ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO
                             UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Os Diálogos corporal, sonoro e visual:
   •
   Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual
   •
   Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas
Teatro
Os Jogos Dramáticos:
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da
        voz e da improvisação.
Os Signos Teatrais:
   •
   Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem e os adereços como
        componentes estruturadores da cena.
Dança
Elementos e dinâmicas da dança:
   •
   Vivenciar e         construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade
        temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas)
   •
   Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
Música
Diversidade na música
   •
   Apreciar auditiva e corporalmente músicas de diferentes culturas.
   •
   Conhecer músicos locais e suas obras.
   •
   Pesquisar sobre a produção musical da comunidade onde a escola está inserida.
26


•
Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral na cidade em que a escola está
   inserida.
27

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                               Componente Curricular: ARTE

                                      3º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO
                            UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS
Artes Visuais
Consciência do gesto nas artes visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer a dinâmica da linha na composição
   •
   Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas
   •
   Visualizar a linha imaginária e o movimento
   •
   Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado
   • transferências espaciais: do real ao representacional
   Realizar
   •
   Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens
   •
   Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade,
        locomoção, respiração, relaxamento.
Dança
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
        (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
28


   •
   Explorar as 8 ações básicas de esforço             (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
       pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •
   Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo.
   •
   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •
   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
       de apoio, saltos, giros, paradas, etc.)
   •
   Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura,
       temperatura da matéria corporal.
   •
   Compreender a relação entre respiração e movimento
   •
   Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros)
   •
   Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos
       e músculos.
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Explorar sons e ruídos, corporais, vocais e ambientais (natureza, mecânicos e
       eletrônicos).
   •
   Pesquisar sonoridades do entorno ambiental, identificando-as e caracterizando-as
       quanto a origem, altura, duração, intensidade e timbre.
   •
   Produzir sonoridades utilizando a voz, o corpo, instrumentos e outros possíveis
       recursos musicais.
   •
   Identificar a pulsação do corpo inter-relacionando-a com a pulsação musical.
   • movimentos rítmicos corporais explorando a espacialidade (p.ex.
   Realizar
       frente/atrás, direita/esquerda, em fila, em círculo, e, em coluna).
   •
   Identificar estruturas binárias e ternárias, rítmicas e melódicas do compasso
       simples.
29

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      3º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO
                            UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS


Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber semelhanças e diferenças entre cores
   •
   Diferenciar monocromia e policromia
   •
   Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística
   •
   Identificar o ponto em suas várias formas
   •
   Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Identificar tipos de linha
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas utilizando a cor
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
       expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
   •
   Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente
   • produções artísticas ultilizando a cor como elemento expressivo
   Realizar
Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
30


   •
   A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
        variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
Dança
A Expressividade e diversidade na dança:
   •
   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
   •
   Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos
   •
   Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos.
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Elaborar e interpretar sonoridades a partir de diferentes estímulos: imagens,
        poemas, cenas do cotidiano entre outros.
   • símbolos gráficos diversos que se relacionem com as diferentes qualidades
   Criar
        dos sons vivenciados (altura, intensidade, timbre, duração).
   • e interpretar jogos e gestos sonoros.
   Criar
   •
   Elaborar composições e interpretá-las.
   •
   Registrar as composições criadas, utilizando a grafia não convencional.
31

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                     3º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO
                           UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer as características da superfície.
   •
   Identificar os vários tipos de textura
   •
   Identificar texturas na produção artística
   •
   Perceber formas na ocupação do espaço
   •
   Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas
   •
   Reconhecer as estruturas bi e tridimensional
   •
   Identificar os elementos compositivos contidos na imagem
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço
       representacional
   •
   Experimentar texturas visuais e relações com o real
   •
   Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos
   •
   Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências
   •
   Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de
       materiais
   •
   Experienciar as formas enfatizando a relação figura e fundo
32


Teatro
Os Diálogos sonoros
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos
        sonoros.
Os Jogos Dramáticos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da
        voz e da improvisação.
Dança
Os Diálogos corporal/sonoro
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
Música
Expressão vocal, instrumental e corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar jogos e brincadeiras musicais que envolvam canções coreografadas e
        brinquedos sonoros.
   •
   Vivenciar músicas a duas vozes.
   •
   Explorar e criar jogos e gestos sonoros.
   •
   Executar seqüências rítmicas utilizando instrumentos percussivos, inclusive o
        corpo.
   •
   Reconhecer auditivamente: pulso, andamento, acento métrico, prolongamento,
        suspensão e repetição, representando-o corporalmente e graficamente.
33

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                                 Componente Curricular: ARTE

                                      3º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO
                            UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Os Diálogos corporal, sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual
   •
   Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas
Teatro
Os Jogos Dramáticos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da
        voz e da improvisação.
Os Signos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem e os adereços como
        componentes estruturadores da cena.
Dança
Elementos e dinâmicas da dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade
        temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas)
   •
   Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
   •
   Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato
34


Música
Diversidade na música
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Apreciar auditiva e corporalmente músicas de diferentes culturas.
   •
   Explorar músicas do repertório midiático.
   •
   Conhecer músicos nacional e internacional e suas obras.
   •
   Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral em Pernambuco.
35

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                     4º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO
                           UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Consciência do gesto nas artes visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer a dinâmica da linha na composição
   •
   Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas
   •
   Visualizar a linha imaginária e o movimento
   •
   Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado
   • transferências espaciais: do real ao representacional
   Realizar
   •
   Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens
   •
   Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade,
        locomoção, respiração, relaxamento, improvisação.
   •
   Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas
Dança
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
36


   •
   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
       (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
   •
   Explorar as 8 ações básicas de esforço             (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
       pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •
   Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo.
   •
   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •
   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
       de apoio, saltos, giros, paradas, etc.)
   •
   Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura,
       temperatura da matéria corporal.
   •
   Compreender a relação entre respiração e movimento
   •
   Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros)
   •
   Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos
       e músculos.
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Produzir sonoridades utilizando a voz, o corpo, instrumentos e outros possíveis
       recursos musicais.
   • estruturas rítmicas binárias, ternárias e quaternárias, utilizando som e
   Criar
       silêncio.
   • movimentos rítmicos corporais explorando a espacialidade.
   Criar
   •
   Trabalhar a grafia musical não convencional para registrar o conhecimento
       vivenciado como pulso, acento métrico, andamento (lento, moderato e rápido),
       compassos simples e alturas sonoras.
   •
   Conhecer a classificação das vozes infantis.
37

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                      4º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO
                            UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber semelhanças e diferenças entre cores
   •
   Diferenciar monocromia e policromia
   •
   Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística
   •
   Identificar o ponto em suas várias formas
   •
   Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Identificar tipos de linha
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
   •
   Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas utilizando a cor
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
       expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
   •
   Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente
   • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo
   Realizar
   •
   Explorar as possibilidades expressivas da linha
38


Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
        variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
Dança
A Expressividade e diversidade na dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
   •
   Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos
   •
   Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos.
   •
   Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio
        desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria
        assimetria, tempo rápido e lento).
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   • e interpretar contos sonoros a partir de diferentes estímulos: imagens,
   Criar
        poemas, cenas do cotidiano e outros.
   • símbolos gráficos diversos que represente as qualidades dos sons (altura,
   Criar
        intensidade, timbre, duração), fermata, suspensão e ritornelo
39



           SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                     4º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO
                           UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer as características da superfície.
   •
   Identificar os vários tipos de textura
   •
   Identificar texturas na produção artística
   •
   Perceber formas na ocupação do espaço
   •
   Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas
   •
   Reconhecer as estruturas bi e tridimensional
   •
   Identificar os elementos compositivos contidos na imagem
A diversidade nas técnicas e processos visuais:
   •
   Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço
       representacional
   •
   Experimentar texturas visuais e relações com o real
   •
   Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos
   •
   Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências
   •
   Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de
       materiais
   •
   Experienciar as formas enfatizando a relação figura e fundo
   •
   Elaborar construções compositivas utilizando diferentes materiais
40


Teatro
Os Diálogos sonoros
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos
        sonoros.
Os Jogos Dramáticos:
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da
        voz e da improvisação.
Dança
Os Diálogos corporal/sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
   •
   Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro.
Música
Expressão vocal, instrumental e corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil
        brasileiro a duas vozes e três vozes.
   •
   Explorar e criar jogos e gestos sonoros.
   •
   Executar seqüências rítmicas utilizando instrumentos percussivos, inclusive o
        corpo.
   •
   Reconhecer auditivamente: pulso, andamento, acento métrico, prolongamento,
        suspensão e repetição, representando-o corporalmente e graficamente.
   •
   Aprender a tocar um instrumento melódico (sugestão: flauta doce).
41

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      4º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO
                            UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS
Artes Visuais
Os Diálogos corporal, sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual
   •
   Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas
Teatro
Os Jogos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas pela construção da personagem, da ação da
        cena, do espaço cênico e do espaço dramático.
Os Signos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem, os objetos de cena, o espaço,
        o cenário, a iluminação, os sons, os ruídos, a música, o texto e os adereços como
        componentes estruturadores da cena.
Dança
Elementos e dinâmicas da dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade
        temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas)
   •
   Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
   •
   Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato
42


   •
   Vivenciar e construir frases coreográficas utilizando os elementos da dança.
Musica
Diversidade na música
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Apreciar e reconhecer músicas de diferentes culturas.
   •
   Conhecer músicos nacional e internacional e suas obras.
   •
   Pesquisar sobre a produção musical da cidade.
   •
   Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral no nordeste.
43

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                     5º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO
                           UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Consciência do gesto nas artes visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer a dinâmica da linha na composição
   •
   Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas
   •
   Visualizar a linha imaginária e o movimento
   •
   Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado
   • transferências espaciais: do real ao representacional
   Realizar
   •
   Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens
   •
   Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Reconhecer, diferenciar e realizar formas abstratas e figurativas
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade,
       locomoção, respiração, relaxamento, improvisação.
   •
   Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas.
Os princípios cênicos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
44


   •
   A relação do tempo real e o tempo dramático
   •
   A organização do espaço cênico e do espaço dramático
Dança
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
        (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
   •
   Explorar as 8 ações básicas de esforço              (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
        pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •
   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •
   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
        de apoio, saltos, giros, paradas, etc.)
   •
   Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura,
        temperatura da matéria corporal.
   •
   Compreender a relação entre respiração e movimento
   •
   Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros)
   •
   Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos
        e músculos.
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   • estruturas rítmicas binária, quaternária e ternária.
   Criar
   •
   Trabalhar a grafia musical não convencional e convencional para registrar o
        conhecimento vivenciado como pulso, acento métrico, andamento (lento,
        moderato e rápido), compassos simples e alturas sonoras.
   •
   Registrar as criações musicais coletivas ou individuais, utilizando a grafia não
45


   convencional e a grafia convencional.
•
Apreciar jingles, trilhas sonoplastias e/ou vinhetas presentes em diferentes
   produções: visual, literário, midiático, cênico, entre outras.
•
Trabalhar a memória auditiva.
•
Conhecer a escala pentatônica.
  Identificar as transformações físico-vocal, próprias da puberdade.
46

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                      5º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO
                            UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber semelhanças e diferenças entre cores
   •
   Diferenciar monocromia e policromia
   •
   Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística
   •
   Identificar o ponto em suas várias formas
   •
   Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Identificar tipos de linha
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
   •
   Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas utilizando a cor
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
       expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
   •
   Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente
   • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo
   Realizar
   •
   Explorar as possibilidades expressivas da linha
47


Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
        variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
Dança
A Expressividade e diversidade na dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
   •
   Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos
   •
   Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos.
   •
   Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio
        desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria
        assimetria, tempo rápido e lento).
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Interpretar músicas vocal e/ou instrumental coletivamente.
   •
   Improvisar a partir de melodias experienciadas, bem como utilizando a escala
        pentatônica.
48

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                             Componente Curricular: ARTE

                                     5º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO
                           UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer as características da superfície.
   •
   Identificar os vários tipos de textura
   •
   Identificar texturas na produção artística
   •
   Perceber formas na ocupação do espaço
   •
   Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas
   •
   Reconhecer as estruturas bi e tridimensional
   •
   Identificar os elementos compositivos contidos na imagem
   •
   Identificar formas volumétricas no mundo real (concreto) e na imagem gráfica
       (representada)
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço
       representacional
   •
   Experimentar texturas visuais e relações com o real
   •
   Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos
   •
   Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências
   •
   Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de
       materiais
49


   •
   Experienciar as formas enfatizando a relação figura e fundo
   •
   Elaborar construções compositivas utilizando diferentes materiais
   •
   Estruturar formas volumétricas a partir da pesquisa e experimentação de
        materiais.
Teatro
Os Diálogos sonoros
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos
        sonoros.
Os Jogos Dramáticos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da
        improvisação

Dança
Os Diálogos corporal/sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
   •
   Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro.
Música
Expressão vocal, instrumental e corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar músicas vocais (duas a quatro vozes).
   •
   Trabalhar respiração, postura e emissão vocal.
   •
   Vivenciar a prática instrumental melódica e percussiva coletivamente.
   •
   Aprender a tocar um instrumento melódico (sugestão: flauta doce).
50

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      5º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO
                            UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Os Diálogos corporal, sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual
   •
   Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas
Teatro
Os Jogos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas pela construção da personagem, da ação, da
        cena, do espaço cênico e do espaço dramático.
Os Signos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem, os objetos de cena, o espaço, o
cenário, a iluminação, os sons, os ruídos, a música, o texto e os adereços como
componentes estruturadores da cena.
Dança
Elementos e dinâmicas da dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar e        construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade
        temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas)
   •
   Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
51


   •
   Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato
   •
   Vivenciar e construir frases coreográficas utilizando os elementos da dança.
   • movimentos vividos e/ou observados em diferentes estilos de dança
   Analisar
Música
Diversidade na música
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Apreciar músicas de povos de diferentes continentes.
   •
   Conhecer músicos nacional e internacional e suas obras.
   •
   Pesquisar sobre a produção musical no Estado.
   •
   Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral no Brasil.
   •
   Identificar gêneros musicais diversos da música brasileira.
52

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                     6º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO
                           UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS


Artes Visuais
História das Artes visuais e Gêneros visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A produção artística como fato histórico contextualizado no tempo e nas diversas
       culturas
Poética pessoal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Pesquisar e experimentar a arte numa perspectiva de construção/desconstrução,
       para a problematização da construção de uma poética pessoal.
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade,
       locomoção, respiração, relaxamento, improvisação.
   •
   Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas.
Os princípios cênicos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A relação do tempo real e o tempo dramático
   •
   A organização do espaço cênico e do espaço dramático
53


Dança
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
        (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
   •
   Explorar as 8 ações básicas de esforço              (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
        pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •
   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •
   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
        de apoio, saltos, giros, paradas, etc.)
   •
   Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura,
        temperatura da matéria corporal.
   •
   Compreender a relação entre respiração e movimento
   •
   Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros)
   •
   Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos
        e músculos.
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Explorar e se apropriar da grafia convencional e não convencional para registrar as
        criações musicais, e, interpretar obras existentes.
   •
   Trabalhar a memória auditiva.
   •
   Identificar intervalos e escalas maiores e menores.
   •
   Conhecer o sistema fonador.
   •
   Conhecer a classificação das vozes do quarteto clássico (soprano, contralto, tenor e
        baixo).
54


   •
   Identificar e classificar instrumentos musicais.
   •
   Conhecer tendências e movimentos da música popular internacional como blues,
       jazz, rock, hip hop, etc.
   •
   Pesquisar sobre o desenvolvimento dos meios de gravação e transmissão sonora
       analógica. (gramafone, gravador K7, vídeo, rádio, tv, cinema).
Trabalhar com músicas da mídia televisiva e radiofônica.
55

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      6º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO
                            UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística
   •
   Estabelecer relações entre os elementos expressivos e simbólicos na produção
       artística
   •
   Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
   •
   Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
       expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
   •
   Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente
   • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo e
   Realizar
       simbólico
   •
   Explorar as possibilidades expressivas da linha
Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
56


   •
   A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
        variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
Os Diálogos sonoros
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos
        sonoros.
Os Jogos Dramáticos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da
        voz e da improvisação
Dança
A Expressividade e diversidade na dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
   •
   Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos
   •
   Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos.
   •
   Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio
        desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria
        assimetria, tempo rápido e lento).
Os Diálogos corporal/sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
   •
   Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro.
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
57


   • peças musicais e tocá-las.
   Criar
   •
   Interpretar música vocal e/ou instrumental de diferentes épocas e estilos.
   •
   Improvisar em cima de melodias já memorizadas.
   •
   Elaborar improvisações vocais, com e/ou sem acompanhamento instrumental,
       dentro de um tema musical sugerido.
   •
   Vivenciar a prática instrumental melódica e percussiva, coletivamente.
   •
   Construir diálogos sonoros rítmicos, vocal e instrumental.
   • o instrumento melódico.
   Tocar
Cantar fazendo uso da técnica vocal.
58

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                        6º ANO
                               ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                       ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO
                              UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Identificar texturas na produção artística
   •
   Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas
   •
   Identificar formas volumétricas no mundo real (concreto) e na imagem gráfica
       (representada)
   •
   Identificar características na estruturação das formas no espaço tridimensional
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências
   •
   Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de
       materiais
   •
   Elaborar construções compositivas utilizando diferentes materiais
   •
   Estruturar formas volumétricas a partir da pesquisa e experimentação de
       materiais.
      Construir formas estáticas e móveis a partir da relação entre equilíbrio e proporção
Teatro
A História do Teatro
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Aspectos da contemporaneidade aos princípios históricos
59


Dança
Elementos e dinâmicas da dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar e          construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade
        temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas)
   •
   Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
   •
   Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato
   •
   Vivenciar e construir frases coreográficas utilizando os elementos da dança.
   • movimentos vividos e/ou observados em diferentes estilos de dança
   Analisar
Música
Apreciação musical
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Perceber e diferenciar melodia, harmonia e ritmo.
   •
   Apreciar repertórios que envolvam diferentes formações de grupos instrumentais
        e vocais, erudito e popular, enfocando o período renascentista.
   •
   Conhecer formas musicais do período renascentista.
   •
   Apreciar jingles, trilhas sonoplastias e/ou vinhetas presentes em diferentes
        produções: visual, literário, midiático, cênico, entre outras.
   •
   Apreciar músicas de povos de diferentes continentes. Assistir e identificar
   diferentes tipos de apresentações musicais (show, recital, concerto, instalação
   sonora, etc.).
   • e identificar estilos e gêneros musicais diversos (cantatas, óperas, comédia
   Assistir
   musical, chorinho, pagode, ciranda, etc.).
60

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      6º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO
                            UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS


Artes Visuais
Os Diálogos corporal, sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas
Cultura Visual
   •
   Perceber produções visuais no cotidiano
   •
   Identificar a relação dos pressupostos ideológicos entre a arte e a cultura de mídia
Teatro
Os Jogos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Vivenciar as possibilidades dramáticas pela construção da personagem, da ação, da
        cena, do espaço cênico e do espaço dramático.
Os Signos Teatrais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem, os objetos de cena, o espaço,
        o cenário, a iluminação, os sons, os ruídos, a música, o texto e os adereços como
        componentes estruturadores da cena
Dança
Dança e Interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Sentir-pensar o corpo na dança- sentidos/emoções/ palavras, ritmos, sons,
61


       contatos, cheiros e imagens ( ex.: imagens de animais, ondas, luzes, folhas, vento)
   •
   Interpretar relações entre espaço e imaginação (espaço real e imaginário, espaço
       individual e coletivo)
   • suas performances e a dos outros
   Avaliar
   • seqüências de movimentos a partir de um tema:
   Criar
          1. ligado às dinâmicas corporais de movimento (ex.: combinação de movimento
              suaves, firmes, diretos, flexíveis, livres, controlados, súbitos, contínuos)
          2. ligado à emoções, sensações, sentimentos, pensamentos, idéias, textos,
              imagens e sons
Música
Diversidade na música
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer músicas de povos de diferentes continentes.
   •
   Pesquisar sobre a produção musical brasileira e suas peculiaridades regionais.
   •
   Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral no continente americano.
   •
   Identificar gêneros e movimentos musicais diversos da música brasileira.
   • a história da música renascentista.
   Estudar
62

          SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                     7º ANO
                            ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                    ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 3º CICLO
                           UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS


Artes Visuais
História das Artes visuais e Gêneros visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A produção artística como fato histórico contextualizado no tempo e nas diversas
       culturas
   •
   Diferenciar os gêneros visuais
Poética pessoal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Pesquisar e experimentar a arte numa perspectiva de construção/desconstrução,
       para a problematização da construção de uma poética pessoal.
Teatro
Consciência e construção corporal
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A experimentação para os jogos de sentidos
   •
   A diversidade gestual no espaço
   •
   O movimento corporal e seus desdobramentos: postura lateralidade, flexibilidade,
       locomoção, respiração, relaxamento, improvisação.
   •
   Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas.
Os princípios cênicos
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A relação do tempo real e o tempo dramático
63


   •
   A organização do espaço cênico e do espaço dramático.
   •
   Articulações éticas, estéticas e multiculturais entre as culturas
Dança
Consciência e construção corporal:
   •
   Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas
        (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
   •
   Explorar as 8 ações básicas de esforço                  (deslizar, flutuar ou voar, retorcer,
        pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear)
   •
   Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar.
   •
   Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
   •
   Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro)
   • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar
   Realizar
        de apoio, saltos, giros, paradas, etc.)
   •
   Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura,
        temperatura da matéria corporal.
   •
   Compreender a relação entre respiração e movimento
   •
   Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros)
   •
   Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos
        e músculos.
Música
Exploração e consciência sonora
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Identificar intervalos e escalas maiores e menores.
   •
   Conhecer as características básicas da música modal.
   •
   Conhecer instrumentos musicais de diferentes culturas e períodos históricos.
   •
   Distinguir as diferentes formas de tocar os instrumentos musicais (dedilhar,
        friccionar, percutir, beliscar, soprar e outras)
   •
   Conhecer tendências e movimentos da música popular internacional como blues,
64


   jazz, rock, hip hop, etc.
•
Pesquisar sobre o desenvolvimento dos meios de gravação e transmissão sonora
   digital. (mini disc, cd, dvd, mp3, ipod, Internet, etc.).
  Trabalhar com músicas da mídia televisiva e radiofônica.
65

           SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO
      GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
                                FUNDAMENTAL

                              Componente Curricular: ARTE

                                      7º ANO
                             ENSINO FUNDAMENTAL : Arte
                     ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 3º CICLO
                            UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS

Artes Visuais
Elementos e dinâmicas visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística
   •
   Estabelecer relações entre os elementos expressivos e simbólicos na produção
       artística
   •
   Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas
   •
   Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica
   •
   Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas
A diversidade nas técnicas e processos visuais
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades
   Realizar
       expressivas
   • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias.
   Realizar
   •
   Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente
   • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo e
   Realizar
       simbólico
   •
   Explorar as possibilidades expressivas da linha
   •
   Releitura, citação e apropriação na arte
Teatro
A diversidade nas técnicas teatrais
66


Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
        variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas.
A História do Teatro
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Aspectos da contemporaneidade aos princípios históricos
Dança
A Expressividade e diversidade na dança
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos.
   •
   Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos
   •
   Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos.
   •
   Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio
        desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria
        assimetria, tempo rápido e lento).
Os Diálogos corporal/sonoro e visual
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   •
   A construção corporal por meio de gestos sonoros.
   •
   Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais
   •
   Construir frases gestuais
   •
   Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro.
Música
Criação e interpretação
Objetivos a serem construídos pelos alunos
   • peças musicais.
   Criar
   •
   Interpretar música vocal e/ou instrumental de diferentes épocas e estilos.
   •
   Elaborar improvisações vocais, com e/ou sem acompanhamento instrumental,
        dentro de um tema musical sugerido.
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas
Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prova de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 anoProva de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 ano
Bárbara Fonseca
 
Plano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artesPlano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artes
Patricia Storch
 
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte  setimo anoAvaliação diagnóstica de arte  setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
Andreza Andrade
 
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Ana Beatriz Cargnin
 
Introdução a disciplina de arte
Introdução a disciplina de arteIntrodução a disciplina de arte
Introdução a disciplina de arte
Daniel Vitor de Almeida
 
Arte - plano de curso-2016
Arte  - plano de curso-2016Arte  - plano de curso-2016
Arte - plano de curso-2016
Mary Alvarenga
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
Atividades Diversas Cláudia
 
Projeto de arte
Projeto de arteProjeto de arte
Projeto de arte
SimoneHelenDrumond
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
Andreza Andrade
 
Plano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docxPlano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docx
GiovannaOliveira436544
 
Diagnóstico de Arte
Diagnóstico de Arte Diagnóstico de Arte
Diagnóstico de Arte
Mary Alvarenga
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
kelvindasilvadiasw
 
Artes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 anoArtes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 ano
Luciene Moreira
 
Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )
graduartes
 
Prova de arte 6ano 3b pronta 1
Prova de arte 6ano 3b pronta 1Prova de arte 6ano 3b pronta 1
Prova de arte 6ano 3b pronta 1
Atividades Diversas Cláudia
 
Planejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamentalPlanejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamental
Marcia Alves de Oliveira
 
Historia da musica atividades
Historia da musica atividadesHistoria da musica atividades
Historia da musica atividades
Atividades Diversas Cláudia
 
Simulado
Simulado Simulado
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Eliane Sanches
 
Apostila de-arte-eja
Apostila de-arte-ejaApostila de-arte-eja
Apostila de-arte-eja
F Figueiredo Habyby
 

Mais procurados (20)

Prova de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 anoProva de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 ano
 
Plano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artesPlano de trabalho series iniciais artes
Plano de trabalho series iniciais artes
 
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte  setimo anoAvaliação diagnóstica de arte  setimo ano
Avaliação diagnóstica de arte setimo ano
 
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
 
Introdução a disciplina de arte
Introdução a disciplina de arteIntrodução a disciplina de arte
Introdução a disciplina de arte
 
Arte - plano de curso-2016
Arte  - plano de curso-2016Arte  - plano de curso-2016
Arte - plano de curso-2016
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
 
Projeto de arte
Projeto de arteProjeto de arte
Projeto de arte
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
 
Plano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docxPlano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docx
 
Diagnóstico de Arte
Diagnóstico de Arte Diagnóstico de Arte
Diagnóstico de Arte
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Artes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 anoArtes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 ano
 
Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )Linguagens da artes (conteudos )
Linguagens da artes (conteudos )
 
Prova de arte 6ano 3b pronta 1
Prova de arte 6ano 3b pronta 1Prova de arte 6ano 3b pronta 1
Prova de arte 6ano 3b pronta 1
 
Planejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamentalPlanejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamental
 
Historia da musica atividades
Historia da musica atividadesHistoria da musica atividades
Historia da musica atividades
 
Simulado
Simulado Simulado
Simulado
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
 
Apostila de-arte-eja
Apostila de-arte-ejaApostila de-arte-eja
Apostila de-arte-eja
 

Semelhante a Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas

PCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclos
PCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclosPCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclos
PCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclos
corescolar
 
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
JORGE ISSAO ZENSQUE
 
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
Eduardo Lopes
 
Vol3 arte
Vol3 arteVol3 arte
Vol3 arte
Barto Freitas
 
Artes na EJA
Artes na EJAArtes na EJA
Artes na EJA
Claudio Bastos
 
Eja arte
Eja arteEja arte
Intple (24)
Intple (24)Intple (24)
Intple (24)
eadl
 
Arte
ArteArte
Curriculo Ensino Médio -DF
Curriculo Ensino Médio -DFCurriculo Ensino Médio -DF
Curriculo Ensino Médio -DF
corescolar
 
Pedagogia 03
Pedagogia 03Pedagogia 03
Pedagogia 03
Convenção Cimadeba
 
Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...
Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...
Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...
Priscila Macedo
 
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacaoSpe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Simoni Santos
 
Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6
Daniela Menezes
 
Currículo referência arte 6º ao 9º ano
Currículo referência arte 6º ao 9º anoCurrículo referência arte 6º ao 9º ano
Currículo referência arte 6º ao 9º ano
tecnicossme
 
artes.pdf na educação de infância DGE- PT
artes.pdf na educação de infância DGE- PTartes.pdf na educação de infância DGE- PT
artes.pdf na educação de infância DGE- PT
Denise Serra
 
A educação artística na escola
A educação artística na escola A educação artística na escola
A educação artística na escola
João Lima
 
ORIENTACOES CURRICULARES ARTES
ORIENTACOES CURRICULARES ARTESORIENTACOES CURRICULARES ARTES
ORIENTACOES CURRICULARES ARTES
Jayme Sousa
 
Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais   Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais
HENRIQUE GOMES DE LIMA
 
Artes+na+educação
Artes+na+educaçãoArtes+na+educação
Artes+na+educação
Nelson Nunes
 
O ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantilO ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantil
erlonmoreira
 

Semelhante a Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas (20)

PCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclos
PCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclosPCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclos
PCN Ensino Fundamental - 3 e 4 ciclos
 
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
 
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
 
Vol3 arte
Vol3 arteVol3 arte
Vol3 arte
 
Artes na EJA
Artes na EJAArtes na EJA
Artes na EJA
 
Eja arte
Eja arteEja arte
Eja arte
 
Intple (24)
Intple (24)Intple (24)
Intple (24)
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Curriculo Ensino Médio -DF
Curriculo Ensino Médio -DFCurriculo Ensino Médio -DF
Curriculo Ensino Médio -DF
 
Pedagogia 03
Pedagogia 03Pedagogia 03
Pedagogia 03
 
Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...
Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...
Educacao das artes_visuais_na_perspectiva_da_cultura_visual_conceituacoes_pro...
 
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacaoSpe 2013 novo_ef71_arte_programacao
Spe 2013 novo_ef71_arte_programacao
 
Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6Pnaic caderno 6
Pnaic caderno 6
 
Currículo referência arte 6º ao 9º ano
Currículo referência arte 6º ao 9º anoCurrículo referência arte 6º ao 9º ano
Currículo referência arte 6º ao 9º ano
 
artes.pdf na educação de infância DGE- PT
artes.pdf na educação de infância DGE- PTartes.pdf na educação de infância DGE- PT
artes.pdf na educação de infância DGE- PT
 
A educação artística na escola
A educação artística na escola A educação artística na escola
A educação artística na escola
 
ORIENTACOES CURRICULARES ARTES
ORIENTACOES CURRICULARES ARTESORIENTACOES CURRICULARES ARTES
ORIENTACOES CURRICULARES ARTES
 
Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais   Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais
 
Artes+na+educação
Artes+na+educaçãoArtes+na+educação
Artes+na+educação
 
O ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantilO ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantil
 

Mais de elannialins

9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj
9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj
9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj
elannialins
 
8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno
8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno
8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno
elannialins
 
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
elannialins
 
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
elannialins
 
7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor
7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor
7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor
elannialins
 
3.currículo e cultura escolar 2012
3.currículo e cultura escolar   20123.currículo e cultura escolar   2012
3.currículo e cultura escolar 2012
elannialins
 
2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional
elannialins
 
1.educador de apoio 2012
1.educador de apoio 20121.educador de apoio 2012
1.educador de apoio 2012
elannialins
 
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
elannialins
 
Texto capaciação 1
Texto capaciação 1Texto capaciação 1
Texto capaciação 1
elannialins
 
Gerenciamento[1]
Gerenciamento[1]Gerenciamento[1]
Gerenciamento[1]
elannialins
 
6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno
6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno
6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno
elannialins
 
3.currículo e cultura escolar 2012
3.currículo e cultura escolar   20123.currículo e cultura escolar   2012
3.currículo e cultura escolar 2012
elannialins
 
2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional
elannialins
 
Perguntas aos educadores de apoio
Perguntas aos educadores de apoioPerguntas aos educadores de apoio
Perguntas aos educadores de apoio
elannialins
 
Escolas feias, escolas boas
Escolas feias, escolas boasEscolas feias, escolas boas
Escolas feias, escolas boas
elannialins
 
Aprova brasil 2a edição
Aprova brasil   2a ediçãoAprova brasil   2a edição
Aprova brasil 2a edição
elannialins
 
Pesquisa ação
Pesquisa açãoPesquisa ação
Pesquisa ação
elannialins
 
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
elannialins
 
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
elannialins
 

Mais de elannialins (20)

9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj
9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj
9 anolp aluno2caderno de língua portuguesa do rj
 
8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno
8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno
8 anol portuguesaaluno3cadernonovo - aluno
 
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
 
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
 
7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor
7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor
7 anol portuguesaprofessor3cadernonovo - professsor
 
3.currículo e cultura escolar 2012
3.currículo e cultura escolar   20123.currículo e cultura escolar   2012
3.currículo e cultura escolar 2012
 
2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional
 
1.educador de apoio 2012
1.educador de apoio 20121.educador de apoio 2012
1.educador de apoio 2012
 
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
 
Texto capaciação 1
Texto capaciação 1Texto capaciação 1
Texto capaciação 1
 
Gerenciamento[1]
Gerenciamento[1]Gerenciamento[1]
Gerenciamento[1]
 
6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno
6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno
6 anolp prof2caderno de apoio didático de lp - aluno
 
3.currículo e cultura escolar 2012
3.currículo e cultura escolar   20123.currículo e cultura escolar   2012
3.currículo e cultura escolar 2012
 
2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional2.cargo técnico educacional
2.cargo técnico educacional
 
Perguntas aos educadores de apoio
Perguntas aos educadores de apoioPerguntas aos educadores de apoio
Perguntas aos educadores de apoio
 
Escolas feias, escolas boas
Escolas feias, escolas boasEscolas feias, escolas boas
Escolas feias, escolas boas
 
Aprova brasil 2a edição
Aprova brasil   2a ediçãoAprova brasil   2a edição
Aprova brasil 2a edição
 
Pesquisa ação
Pesquisa açãoPesquisa ação
Pesquisa ação
 
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
8 anolp aluno2caderno de apoio didático de lp - aluno - rj
 
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
7 anolp prof2caderno de apoio didático de língua portuguesa - professor - rj
 

Otm. conteudos programaticos artes_ef_01_a_09_ano_curvas

  • 2. 2 Governador do Estado de Pernambuco Eduardo Henrique Accioly Campos Secretário de Educação do Estado Danilo Jorge de Barros Cabral Chefe de Gabinete Nilton da Mota Silveira Filho Secretária Executiva de Gestão de Rede Margareth Costa Zaponi Secretária Executiva de Desenvolvimento da Educação Aída Maria Monteiro da Silva Gerente de Políticas Educacionais de Educação Infantil e Ensino Fundamental Zélia Granja Porto Gerente de Políticas Educacionais do Ensino Médio Cantaluce Mércia Ferreira Paiva de Barros Lima Gerente Geral do Programa de Correção de Fluxo Escolar Ana Coelho Viera Selva Gerente de Políticas Educacionais em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania Genilson Cordeiro Marinho Gerente de Políticas de Educação Especial Albanize Cardoso da Silva Gerente de Avaliação e Monitoramento das Políticas Educacionais Maria Epifânia de França Galvão Gerente de Normatização do Ensino Vicência Barbosa de Andrade Torres
  • 3. 3 Equipe Técnica de Ensino - GEIF/SEDE Fernando Antônio Gonçalves de Azevedo Fred do Nascimento Guiomar Ribas Lau Veríssimo Márcia Virgínia de Araújo Patrícia Barreto Rinaldo José da Silva Colaboradores Angélica Correia Áurea Maria Bezerra de Alencar Elieny Ferreira dos Santos Maria Auxiliadora Almeida Mariângela Bernadielle Comissão de Revisão Ednaldo Ramos dos Santos Erika de Albuquerque Maciel Maria José Holanda Barbosa
  • 4. 4 APRESENTAÇÃO DAS ORIENTAÇÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS PARA AS LINGUAGENS DA ARTE: ARTES VISUAIS, TEATRO, DANÇA e MÚSICA. A Secretaria de Educação apresenta esta proposta de orientações aos arte/educadores pernambucanos com o intuito de contribuir para uma práxis pedagógica que democratize o universo da Arte, possibilitando, assim, aos nossos estudantes a elaborarem e re-elaboração de leituras de mundo mais amplas e complexas. Nesse contexto, parte-se do pressuposto que ler o mundo exige mais do que a simples decodificação das letras e números; é um processo que inclui a dimensão estética e artística como fundamentais a apreensão significativa das realidades históricas e sociais à medida que estas são povoadas por imagens, cenas e sonoridades, ou seja, vivemos em um mundo no qual somos constantemente solicitados a interagir com Arte, suas linguagens e sua história. Assim, não é por acaso que o grande acervo artístico criado pela humanidade intrigue – e provoque questões – desde há muito tempo, em filósofos, cientistas e místicos. Neste sentido, surge o questionamento: Como pode estar o universo da Arte fora do sistema escolar? Considerando que a Arte é um conhecimento, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN) nº 9.394/96 veio consolidar no Brasil uma tendência da Arte como conhecimento e não como mera atividade/fazer, como era a proposta de Educação Artística fundada na LDBEN nº 5.692/71. Nos anos em que predominava na escola a concepção de educação artística, o educador artístico era tido como um fazedor de trabalhos elaborados a partir de técnicas. Estas, por sua vez, se sustentavam em uma vaga ideia de criatividade. Seu principal papel, além de fomentar a expressão pessoal dos estudantes, era o de organizar e decorar festas escolares que obedeciam ao calendário folclórico, cívico e religioso, não necessitando, por isso, buscar ser um conhecedor de Arte. Passadas algumas décadas, ainda existe na escola uma certa ênfase no fazer, na expressão pessoal, ou seja, no talento interpretado como dom, na criatividade dos estudantes e na técnica pela técnica. Todas essas posturas imbricadas com a concepção que se busca consolidar de Arte como conhecimento e como cultura. Arte/Educação compreendida como epistemologia – teoria do conhecimento – que estuda os modos como se ensina e se aprende Arte. Ao apresentar variadas possibilidades de comunicação e interpretação, a obra de arte, atualmente, é compreendida como texto: visual, teatral, sonoro, gestual e, nesse sentido, a nova LDBEN nº 9.394/96 estabelece quatro linguagens que devem ser acessíveis na educação escolar: artes visuais, teatro, dança e música.
  • 5. 5 Cada uma dessas linguagens possui uma gramática própria. .As artes visuais têm como alguns dos seus atributos formais a linha, a cor, textura, a forma; o teatro: a palavra, a mímica facial, o gestual, o cenário, a maquiagem; a música: a melodia, a harmonia, o ritmo (que inclui os elementos do som como altura, intensidade, duração e timbre); a dança: o ritmo, o espaço, o movimento. As composições criadas a partir dos atributos formais de cada uma das linguagens compõem, como no caso da língua materna, o texto. Ressalta-se que na Arte contemporânea não há fronteiras definidas entre essas linguagens. Os ambientes, ou as instalações 1 , são composições criadas com elementos visuais, ou seja, são “criações” muito próximas da construção de um cenário; a performance se firma como uma arte híbrida, sem limites claros entre as fronteiras; o cinema, o vídeo-arte, o vídeo clip se compõem de elementos visuais, teatrais e sonoros. Embora seja importante o domínio desses atributos formais, a leitura das obras de arte e dos objetos de arte não deve limitar-se apenas à compreensão dos mesmos, mas de um bom conhecimento do seu contexto político, histórico e cultural, ou melhor, sua autoria, o tempo e o espaço da produção. A leitura da arte exige mais do que simples decodificação de seus atributos formais; ela deve ser centrada na significação em que tais atributos, em diferentes contextos, conferem ao discurso artístico nas diversas práticas sociais. Convém destacar que a concepção contemporânea de Arte/Educação parte do seguinte princípio: a Arte é uma forma de produção cultural que deve ser estudada em seu contexto histórico, social e cultural, sendo importante construir uma noção mais ampla, no âmbito da educação escolar, de leitura, incluindo no repertório das aulas de Arte, as obras e os objetos do passado e a produção artística contemporânea, ou melhor: incluir a produção artística com suas tradições e experimentos vindos de diversas culturas permeadas de seus contextos. Do ponto de vista metodológico, surge no contexto da Arte/Educação contemporânea, a proposta ou abordagem triangular 2 . Criada para o ensino das artes visuais, essa abordagem serviu de base nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) para as demais linguagens da Arte. A abordagem triangular deve ser compreendida como um 1 Segundo Cacilda Teixeira da Costa: (2004, p.63) “Os ambientes e as instalações são espaços em que o artista usa a arquitetura sem se confundir com ela. São formas híbridas e, portanto, abrangem diferentes gêneros artísticos entrecruzados. Pode incluir a o objeto, o vídeo e inúmeros outros elementos, estabelecendo uma relação ou interação entre eles”. 2 A proposta ou abordagem triangular foi sistematizada pela professora Ana Mae Barbosa quando a mesma dirigia o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, entre os anos de 1980/1990 e apresentada no livro A Imagem no Ensino da Arte de sua autoria e publicado pela editora Perspectiva
  • 6. 6 sistema que interrelaciona três ações: a contextualização, a leitura interpretativa e o fazer artístico. Por ser um sistema aberto, esta proposta possibilita a articulação das ações, pelo professor, de acordo com seus conhecimentos em arte, considerando os saberes culturais dos estudantes. Ao propiciar uma mudança significativa na leitura da arte, esta abordagem, propõe a superação do processo adivinhatório. Segundo Ana Mae Barbosa: (2002 p.18/19). “Não se trata mais de perguntar o que o artista quis dizer em sua obra, mas o que a obra nos diz, aqui e agora, em nosso contexto, e o que disse, em outros contextos históricos, a outros leitores”. Com o intuito de complementar o aspecto anteriormente destacado, cabe aqui um parêntese para lembrar que a Europa universalizou a ideia de que o artista pertencia sempre à etnia branca e ao gênero masculino. Além disso, a Missão Artística Francesa (MAF) que chegou ao Brasil em 1816, ao olhar com desconfiança para a arte barroca brasileira, privilegiando o paradigma estético neoclássico, do qual seus membros eram adeptos e defensores, instituiu no Brasil um preconceito artístico que reverbera até hoje, traduzindo-se nas expressões Arte erudita e Arte popular. A primeira, elaborada pelas elites econômicas e intelectuais e por isso digna de ser exposta nos grandes museus e galerias em oposição a ideia de Arte popular que é aquela elaborada pelas classes populares, e presente em espaços menos nobres. O teatro sofreu o mesmo processo histórico, pois Dom João VI, o patrocinador da MAF ordenou que se construíssem teatros destinados à nobreza e à elite, colocando toda produção que não se enquadrasse nos padrões europeus, como teatro de segunda ou de terceira categoria. Tais preconceitos vigoram até hoje. Para superar tais preconceitos, a Arte/Educação contemporânea toma como fundamento o respeito, a valorização e os entrecruzamentos culturais no palco da escola, a partir da solidariedade e do vínculo social, juntamente com a compreensão da Arte como direito de todos. Isto permeado do princípio da interculturalidade que aponta para a interação/inter-relação entre diversas culturas. Isso significa não se restringir aos códigos instituídos (europeus e norte-americano brancos), mas se abrir para a Arte que está em nosso cotidiano: nas feiras, na TV, na propaganda, nos muros das cidades, na arquitetura e monumentos, na moda, no teatro, no cinema, nas igrejas e templos de todos as religiosidades. Nessa perspectiva, o artista é entendido como um sujeito sensível/inteligente, propositor de situações que nos desafiam a pensar criticamente sobre a Arte e suas interações. Nesse contexto, o papel do arte/educador configura-se como o problematizador do universo da Arte por meio de um processo de ensino que privilegia: ler, contextualizar e fazer. Convidamos os colegas arte/educadores para o desafiador trabalho de democratizar a Arte, por meio de seu ensino e de sua história como um bem a que TODOS têm direito.
  • 7. 7 TEXTOS COMPLEMENTARES DANÇA A Dança como fonte de conhecimento do corpo Observando como as pessoas se movem diferentemente em diferentes culturas, podemos compreender o que movem as pessoas, ou seja, seus processos internos e fatores culturais. A matéria-prima da dança não é apenas o corpo e o movimento, mas também as imagens que se formam em torno destes, numa espécie de jogo entre as leis imutáveis e a liberdade, entre a natureza e a cultura. Através dos tempos a dança tem sido não apenas aquisição de habilidades físicas e motoras, mas também fonte de subjetividade, de sensibilização estética, de conhecimento ético. A linguagem da dança pode ser um aspecto importante da pedagogia do movimento, capaz de integrar corpo e educação, à medida que a percepção de nossos corpos na sociedade é que nos possibilita um tipo diferenciado de expressão, uma determinada concepção de tempo e espaço e de transformação do mundo em que vivemos. Como todo ser humano, o artista, profissional ou amador da dança, carrega no seu corpo aspectos universais e pessoais. Como disse Peter Brook (2000:15), considerando o fato de que “há algumas diferenças de estatura e de cor, o instrumento do corpo é o mesmo no mundo inteiro; o que muda são os estilos e as influências culturais”. É nesse sentido que muitos professores, alunos, coreógrafos e dançarinos têm buscado conhecer um pouco da sua própria história, como também da história da dança, uma vez que nosso corpo é expressão daquilo que somos, que vivemos e que acreditamos, ele expressa nosso gênero, nossa etnia, classe social, crenças e afetividades. O corpo é, segundo o antropólogo Marcel Mauss (1974), que falava das técnicas corporais dos povos, um fenômeno social e culturalmente construído. Conhecer o corpo, portanto, é o mesmo que respeitar a cultura. Na área de ensino de dança num contexto predominantemente educativo, o reconhecimento de que os corpos são socialmente construídos, têm levado os profissionais a elaborar propostas educacionais que considerem a expressão pessoal com os seus significados sócio-culturais, considerem o mundo vivido, percebido e imaginado dos alunos e os múltiplos corpos existentes nos processos criativos e interpretativos da dança. Nesse sentido, a dança na educação não deve privilegiar as boas proporções do corpo humano, ou seja, modelos considerados “ideais” de corpo, mas a multiplicidade de formas e tipos de corpos existentes. Trabalhar com a despadronização-recriação e a reconstrução de novos padrões, baseados na consciência, na liberdade e na harmonia do
  • 8. 8 movimento, como sugeriu Rudolf Laban (in: Fernandes, 2002), inclusive para o processo criativo da dança profissional. A Dança no Currículo Escolar Toda criação cultural desperta um grande desejo de educação. A dança é uma das linguagens artísticas que por muito tempo esteve na base da educação dos povos, atuando como conteúdo da cultura tradicional transmitido entre gerações. Considerando que a história da Educação é parte da história da cultura, é de fundamental importância que os (as) professores (as) atuem com melhor formação também nestas áreas da cultura humana, entre elas, a dança, com suas dimensões cultural, cênica e educativa. Aqui não se pretende indicar um modelo de ensino, mas de dar sugestões de como colocar a dança nas escolas. Os modelos de ensino devem ser sempre dinâmicos e constantemente transformados, logo, definir e promover qualquer modelo de ensino que seja está fora de questão. No entanto, existe um modelo dominante para a dança educativa hoje, que tem sido classificado como modelo da dança como arte, proposto por Jacqueline Smith Autard (1994) no seu livro The Art of Dance Education. No Reino Unido, a dança acontece como uma prática a qual todos os escolares são submetidos pelo menos no primeiro grau onde a dança é uma parte do programa formal de ensino. A dança é ainda incipiente no currículo das escolas brasileiras, sendo uma das últimas a entrar no currículo escolar. No entanto, incentivar a inclusão da dança em programas educacionais significa perceber sua inserção na escola como área de conhecimento cultural, artístico/cênico e educacional, inclusive observando as inter-relações existentes nessa tríade. Há semelhanças e diferenças entre a dança educativa e a dança cênica profissional, especialmente ligadas a finalidades sociais ou estéticas, cuja predominância de uma ou outra, leva a diferentes concepções de corpo. Na abordagem da dança artística profissional há uma predominância de uma construção corporal baseada nas técnicas mecanicistas, embora alguns profissionais sejam adeptos de práticas holísticas de preparação corporal, como um complemento de sua prática. Já uma abordagem educativa tem considerado a diversidade de corpos existentes entre os alunos, de maneira que permitam a todos as mesmas oportunidades de acesso aos princípios de movimento relativos à arte da dança, inclusive numa perspectiva multicultural, sem perder de vista o fato desta linguagem estar presente no espaço de lazer e tempo livre dos alunos, o que envolve a questão da escolha diante da enorme diversidade de danças existentes e das concepções de corpo que diferenciam cada uma delas (Araújo, 2002). Os objetivos principais de uma proposta em dança-educação são: compreender os significados da dança como conhecimento, linguagem e expressão de contextos sociais e culturais; descobrir possibilidades pedagógicas da dança; vivenciar a diversidade de
  • 9. 9 movimentos dançantes, através da descoberta de possibilidades, improvisações e composições coreográficas. A metodologia deve abordar as possibilidades de consciência corporal, com atividades de improvisação e descobertas pessoais de movimentação, associada à apreciação e criação estética, com incursões por algumas teorias sobre História da dança. A proposta elaborada por Ana Mae Barbosa (1991) para o ensino de arte se baseia em história da arte- “acadêmica” ou multicultural, no fazer artístico e na leitura da obra de arte. Já a professora Isabel Marques (1993), especialmente na área do ensino de dança nos PCNs, propõe uma ampliação desta tríade, considerando a história da arte como dimensão que inclui também o contexto sócio-cultural dos alunos. Em relação à dança, Marques destaca os termos Texto, Sub-texto e Contexto, para designar respectivamente o Fazer, o Apreciar e a História, e a estes acrescenta o contexto dos alunos. O Texto/Fazer inclui todos os processos de dança, criação, releituras e produção com os alunos. O Sub- texto/Apreciar inclui a análise ou leitura formal do movimento, no sentido de Rudolf Laban – análise de movimento e coreologia-, e o Contexto/História, inclui a história, a estética, a apreciação e a crítica, inclusive as do mundo cotidiano dos alunos, que podem ser também temas para coreografias 3 . A dança como arte na educação (ou a arte da dança na educação) Quando se trata de dança, é fundamental que se perceba as diferenças regionais culturais de movimento humano e relacionar aos aspectos mundiais e universais. Rudolf Laban (1978), em seu trabalho de análise do movimento, relaciona aspectos universais do movimento humano e os aspectos culturais. Para ele, toda dança tem uma lógica interna, uma ordem não revelada de maneira óbvia que estrutura o sentido da própria dança: suas emoções, sentimentos, valores sociais e culturais. Ciane Fernandes (1999) comenta sobre o desenvolvimento da arte e da dança neste século. Ela lembra que Laban, contrário às regras classistas e em busca do novo expandiu a dança com uma pesquisa corporal que tornou possível que qualquer pessoa pudesse praticá-la, na medida em que poderia expressar conteúdos em harmonia com a estrutura física de cada pessoa. Por isso, deu muita ênfase à dança coral 4 por considerá-la como representante das relações humanas, despertando em nós o sentimento de sermos responsáveis pelo nosso destino e livres 3 Laban, seu aluno Kurt Joss, e outros discípulos criaram a dança-teatro levando a cena conteúdos e formas do cotidiano que se misturavam com movimentos artísticos apresentando o corpo simbólico-social do indivíduo. Essa tendência na dança de explorar o movimento cotidiano permite discutir atitudes e valores contemporâneos. 4 Ver em Marques(1993) que a dança coral criada por Laban tinha como objetivo reunir grandes grupos de pessoas para compor danças coletivas, ou seja, criadas, ensinadas e aprendidas pelo próprio grupo.
  • 10. 10 em nossas ações 5 . Para esse autor, o papel educativo da dança vai além da performance artística visível, na medida em que nos faz tomar profundamente consciência da vida, nos dando a possibilidade de integração da alma e do corpo em um todo único. O movimento, raiz comum do trabalho e da dança, foi analisado por Laban ao mesmo tempo do ponto de vista do corpo humano e das relações deste corpo com o espaço. Em sua teoria é possível definir e descrever qualquer movimento a partir de quatro parâmetros: qual é a parte do corpo que se move? Em que direção do espaço vai o movimento? Qual é a velocidade de sua execução? Qual é o grau de intensidade da energia muscular desprendida? Ele distingue dois tipos de movimentos: (i) os que partem do centro do corpo, do tronco, e vão para a periferia, para as extremidades dos braços e das pernas, movimentos centrífugos, (ii) e os movimentos centrípetos, que partem das mãos, e vão refluindo para o centro do corpo, num movimento de recolhimento em si mesmo ou de possessão, ao passo que o primeiro citado é expansão ou repulsão, seja na forma de ondulação contínua, seja na de relaxamento brusco. A reação do corpo é orgânica, cada parte coordenada às outras. Laban descobriu a relação entre as diversas orientações do movimento e a organização harmoniosa de suas sequências no espaço. Suas leis da 5 Laban com a criação da dança coral colaborou intensamente para a realização de uma dança que possibilitasse aos trabalhadores uma vivência político-estética causadora de uma transformação social como desejava os revolucionários russos. Além disso, desenvolveu junto a operários de fábricas, teorias sobre a expressividade calcadas no movimento de trabalho. Ele realizava atividades que recuperavam os movimentos naturais do indivíduo após a jornada de trabalho.
  • 11. 11 harmonia podem ser aplicadas as proporções arquitetônicas, à plástica do escultor, à perspectiva do pintor, às estruturas musicais, porque incluem as regras da proporção, da plástica, da perspectiva e do ritmo. Laban foi sem dúvida o primeiro a perceber a importância de compreender o corpo, situado num contexto para que se pudesse a partir daí educá-lo na prática de uma atividade de expressão artística, ou simplesmente para recuperá-lo de vícios gerados pela mecanização do movimento no trabalho. Por uma dança-vida-educação Uma arte tão comprometida com o corpo como é a dança, pode oferecer uma nova perspectiva sobre a vida humana, e deve, sobretudo, exigir uma nova visão sobre si mesma e seu papel na escola. A dança tem o compromisso de descobrir caminhos que incluam o corpo não somente como objeto plástico, mas também como sujeito de um pensamento que dança e de uma necessidade expressiva que produza desejo de mudança, de transformação. Por buscar sempre novos caminhos para resolver os problemas de comunicação do homem com seu corpo, a dança cada vez mais tem sido vista como uma arte que pode ajudar o ser humano a encontrar seu corpo e viver em uníssono com ele. Nesta busca de novos caminhos para a dança, observamos que as idéias de Brook (op. cit.) sobre o treinamento do corpo do ator também servem para o ensino da dança na educação, no que diz respeito aos múltiplos corpos existentes. O que importa é que tenham vida e uma sensibilidade apurada, para refletir verdadeiramente seu próprio tipo- gordo e lento, ou magro e ágil-, sua própria corporeidade. ‘Todos são necessários, pois o que mostramos é a vida, tanto a vida interior como a exterior, inseparáveis uma da outra’ (p. 16). A dança e o teatro, de alguma forma, através do corpo alimentam o espírito do homem e desperta seus desejos de existência plena. Como disse Artaud (1994) : ‘uma espécie de física primitiva, da qual o espírito não se desligou’.
  • 12. 12 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE ENSINO FUNDAMENTAL : Arte 1° ANO ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Consciência do gesto nas artes visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a dinâmica da linha na composição • Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas • Visualizar a linha imaginária e o movimento • Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado • transferências espaciais: do real ao representacional Realizar • Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento. Dança Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar) • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo. • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas.
  • 13. 13 • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas etc.) Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • Explorar sons e ruídos, corporais, vocais e ambientais (natureza e mecânicos). • Trabalhar o ritmo da palavra. • Diferenciar sonoridades considerando origem, altura, duração, agógica, intensidade e timbre. • Produzir sonoridades utilizando a voz e o corpo, contemplando a relação som – silêncio – ruído.
  • 14. 14 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber semelhanças e diferenças entre cores • Diferenciar monocromia e policromia • produções artísticas ultilizando a cor como elemento expressivo. Realizar • Identificar o ponto em suas várias formas • Identificar tipos de linha • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas utilizando a cor • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar Teatro A diversidade nas técnicas teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. Dança A Expressividade e diversidade na dança
  • 15. 15 Objetivos a serem construídos pelos alunos • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • Explorar sonoridades a partir de diferentes estímulos: imagens, poemas, cenas do cotidiano, entre outros. • símbolos gráficos para representar alturas (ascendente e descendente) e Criar intensidades (forte e fraco). • e interpretar jogos e gestos sonoros. Criar • músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil brasileiro. Cantar
  • 16. 16 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer as características da superfície • Identificar os vários tipos de textura • Perceber formas na ocupação do espaço • Estruturas bi e tridimensional • Identificar os elementos compositivos contidos na imagem A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço representacional • Experimentar texturas visuais e relações com o real • Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos Teatro Os Diálogos sonoros Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção vocal por meio de onomatopéias, palavras, frases e gestos sonoros. Dança Os Diálogos corporal/sonoro Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 17. 17 • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais Música Expressão vocal, instrumental e corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar jogos e brincadeiras musicais que envolvam canções coreografadas e brinquedos sonoros. • Vivenciar diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil brasileiro. • Explorar jogos e gestos sonoros. • Vivenciar o pulso e subdivisões. • Vivenciar andamento (lento, moderado e rápido).
  • 18. 18 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 1° ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Os Diálogos corporal, sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual • Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas Teatro Os Jogos Dramáticos Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação. Dança Elementos e dinâmicas da dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas) • Explorar diferentes dinâmicas e esforços. Música Diversidade na música Objetivos a serem construídos pelos alunos • Apreciar auditiva e corporalmente músicas de diferentes culturas. • Conhecer músicos locais e suas obras.
  • 19. 19 • Pesquisar sobre a produção musical da comunidade onde a escola está inserida. SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Consciência do gesto nas artes visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a dinâmica da linha na composição • Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas • Visualizar a linha imaginária e o movimento • Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado • transferências espaciais: do real ao representacional Realizar • Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens • Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento. Dança Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 20. 20 • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar) • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo. • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas. • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas, etc.) • Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura, temperatura da matéria corporal. • Compreender a relação entre respiração e movimento • Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros) Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • Explorar sons e ruídos corporais, vocais e ambientais (natureza e mecânicos). • Trabalhar o ritmo da palavra. • Pesquisar sonoridades do entorno ambiental, identificando-as e caracterizando-as quanto a origem, altura, duração, intensidade e timbre. • Pesquisar sonoridades utilizando a voz, o corpo, instrumentos e outros possíveis recursos musicais. • Identificar a pulsação do corpo inter-relacionando-a com a pulsação musical. • Identificar estruturas binárias rítmicas e melódicas do compasso simples. • Cantarolar as sete notas musicais.
  • 21. 21 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber semelhanças e diferenças entre cores • Diferenciar monocromia e policromia • produções artísticas ultilizando a cor como elemento expressivo. Realizar • Identificar o ponto em suas várias formas • Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas • Identificar tipos de linha • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas utilizando a cor • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar • Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente Teatro A diversidade nas técnicas teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas
  • 22. 22 variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. Dança A Expressividade e diversidade na dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. • Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • Elaborar e interpretar sonoridades a partir de diferentes estímulos: imagens, poemas, cenas do cotidiano, entre outros. • símbolos gráficos que se relacionem com as diferentes qualidades dos sons Criar vivenciados (altura, intensidade, timbre, duração). • e interpretar jogos e gestos sonoros. Criar • diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil Cantar brasileiro.
  • 23. 23 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer as características da superfície. • Identificar os vários tipos de textura • Identificar texturas na produção artística • Perceber formas na ocupação do espaço • Reconhecer as estruturas bi e tridimensional • Identificar os elementos compositivos contidos na imagem A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço representacional • Experimentar texturas visuais e relações com o real • Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos • Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências Teatro Os Diálogos sonoros Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos sonoros.
  • 24. 24 Dança Os Diálogos corporal/sonoro Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais Música Expressão vocal, instrumental e corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar jogos e brincadeiras musicais que envolvam canções coreografadas e brinquedos sonoros. • Vivenciar diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil brasileiro a duas vozes. • Explorar e criar jogos e gestos sonoros. • Vivenciar o pulso e subdivisões, e o acento métrico. • Vivenciar andamento (lento, moderado e rápido). • Vivenciar prolongamento (fermata), suspensão, e repetição (ritornelo) de trechos musicais.
  • 25. 25 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Os Diálogos corporal, sonoro e visual: • Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual • Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas Teatro Os Jogos Dramáticos: • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação. Os Signos Teatrais: • Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem e os adereços como componentes estruturadores da cena. Dança Elementos e dinâmicas da dança: • Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas) • Explorar diferentes dinâmicas e esforços. Música Diversidade na música • Apreciar auditiva e corporalmente músicas de diferentes culturas. • Conhecer músicos locais e suas obras. • Pesquisar sobre a produção musical da comunidade onde a escola está inserida.
  • 26. 26 • Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral na cidade em que a escola está inserida.
  • 27. 27 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Consciência do gesto nas artes visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a dinâmica da linha na composição • Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas • Visualizar a linha imaginária e o movimento • Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado • transferências espaciais: do real ao representacional Realizar • Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens • Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento. Dança Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar)
  • 28. 28 • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo. • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas. • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas, etc.) • Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura, temperatura da matéria corporal. • Compreender a relação entre respiração e movimento • Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros) • Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos e músculos. Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • Explorar sons e ruídos, corporais, vocais e ambientais (natureza, mecânicos e eletrônicos). • Pesquisar sonoridades do entorno ambiental, identificando-as e caracterizando-as quanto a origem, altura, duração, intensidade e timbre. • Produzir sonoridades utilizando a voz, o corpo, instrumentos e outros possíveis recursos musicais. • Identificar a pulsação do corpo inter-relacionando-a com a pulsação musical. • movimentos rítmicos corporais explorando a espacialidade (p.ex. Realizar frente/atrás, direita/esquerda, em fila, em círculo, e, em coluna). • Identificar estruturas binárias e ternárias, rítmicas e melódicas do compasso simples.
  • 29. 29 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber semelhanças e diferenças entre cores • Diferenciar monocromia e policromia • Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística • Identificar o ponto em suas várias formas • Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas • Identificar tipos de linha • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas utilizando a cor • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar • Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente • produções artísticas ultilizando a cor como elemento expressivo Realizar Teatro A diversidade nas técnicas teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 30. 30 • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. Dança A Expressividade e diversidade na dança: • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. • Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos • Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos. Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • Elaborar e interpretar sonoridades a partir de diferentes estímulos: imagens, poemas, cenas do cotidiano entre outros. • símbolos gráficos diversos que se relacionem com as diferentes qualidades Criar dos sons vivenciados (altura, intensidade, timbre, duração). • e interpretar jogos e gestos sonoros. Criar • Elaborar composições e interpretá-las. • Registrar as composições criadas, utilizando a grafia não convencional.
  • 31. 31 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer as características da superfície. • Identificar os vários tipos de textura • Identificar texturas na produção artística • Perceber formas na ocupação do espaço • Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas • Reconhecer as estruturas bi e tridimensional • Identificar os elementos compositivos contidos na imagem A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço representacional • Experimentar texturas visuais e relações com o real • Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos • Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências • Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de materiais • Experienciar as formas enfatizando a relação figura e fundo
  • 32. 32 Teatro Os Diálogos sonoros Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos sonoros. Os Jogos Dramáticos Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação. Dança Os Diálogos corporal/sonoro Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais Música Expressão vocal, instrumental e corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar jogos e brincadeiras musicais que envolvam canções coreografadas e brinquedos sonoros. • Vivenciar músicas a duas vozes. • Explorar e criar jogos e gestos sonoros. • Executar seqüências rítmicas utilizando instrumentos percussivos, inclusive o corpo. • Reconhecer auditivamente: pulso, andamento, acento métrico, prolongamento, suspensão e repetição, representando-o corporalmente e graficamente.
  • 33. 33 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 3ª ETAPA DO 1º CICLO UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Os Diálogos corporal, sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual • Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas Teatro Os Jogos Dramáticos Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação. Os Signos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem e os adereços como componentes estruturadores da cena. Dança Elementos e dinâmicas da dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas) • Explorar diferentes dinâmicas e esforços. • Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato
  • 34. 34 Música Diversidade na música Objetivos a serem construídos pelos alunos • Apreciar auditiva e corporalmente músicas de diferentes culturas. • Explorar músicas do repertório midiático. • Conhecer músicos nacional e internacional e suas obras. • Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral em Pernambuco.
  • 35. 35 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Consciência do gesto nas artes visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a dinâmica da linha na composição • Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas • Visualizar a linha imaginária e o movimento • Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado • transferências espaciais: do real ao representacional Realizar • Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens • Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento, improvisação. • Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas Dança Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 36. 36 • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar) • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Perceber partes do corpo, isoladas ou em conexão com o todo. • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas. • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas, etc.) • Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura, temperatura da matéria corporal. • Compreender a relação entre respiração e movimento • Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros) • Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos e músculos. Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • Produzir sonoridades utilizando a voz, o corpo, instrumentos e outros possíveis recursos musicais. • estruturas rítmicas binárias, ternárias e quaternárias, utilizando som e Criar silêncio. • movimentos rítmicos corporais explorando a espacialidade. Criar • Trabalhar a grafia musical não convencional para registrar o conhecimento vivenciado como pulso, acento métrico, andamento (lento, moderato e rápido), compassos simples e alturas sonoras. • Conhecer a classificação das vozes infantis.
  • 37. 37 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber semelhanças e diferenças entre cores • Diferenciar monocromia e policromia • Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística • Identificar o ponto em suas várias formas • Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas • Identificar tipos de linha • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica • Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas utilizando a cor • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar • Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo Realizar • Explorar as possibilidades expressivas da linha
  • 38. 38 Teatro A diversidade nas técnicas teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. Dança A Expressividade e diversidade na dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. • Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos • Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos. • Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria assimetria, tempo rápido e lento). Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • e interpretar contos sonoros a partir de diferentes estímulos: imagens, Criar poemas, cenas do cotidiano e outros. • símbolos gráficos diversos que represente as qualidades dos sons (altura, Criar intensidade, timbre, duração), fermata, suspensão e ritornelo
  • 39. 39 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer as características da superfície. • Identificar os vários tipos de textura • Identificar texturas na produção artística • Perceber formas na ocupação do espaço • Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas • Reconhecer as estruturas bi e tridimensional • Identificar os elementos compositivos contidos na imagem A diversidade nas técnicas e processos visuais: • Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço representacional • Experimentar texturas visuais e relações com o real • Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos • Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências • Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de materiais • Experienciar as formas enfatizando a relação figura e fundo • Elaborar construções compositivas utilizando diferentes materiais
  • 40. 40 Teatro Os Diálogos sonoros Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos sonoros. Os Jogos Dramáticos: • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação. Dança Os Diálogos corporal/sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais • Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro. Música Expressão vocal, instrumental e corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar diferentes músicas dando ênfase ao repertório do cancioneiro infantil brasileiro a duas vozes e três vozes. • Explorar e criar jogos e gestos sonoros. • Executar seqüências rítmicas utilizando instrumentos percussivos, inclusive o corpo. • Reconhecer auditivamente: pulso, andamento, acento métrico, prolongamento, suspensão e repetição, representando-o corporalmente e graficamente. • Aprender a tocar um instrumento melódico (sugestão: flauta doce).
  • 41. 41 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Os Diálogos corporal, sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual • Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas Teatro Os Jogos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas pela construção da personagem, da ação da cena, do espaço cênico e do espaço dramático. Os Signos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem, os objetos de cena, o espaço, o cenário, a iluminação, os sons, os ruídos, a música, o texto e os adereços como componentes estruturadores da cena. Dança Elementos e dinâmicas da dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas) • Explorar diferentes dinâmicas e esforços. • Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato
  • 42. 42 • Vivenciar e construir frases coreográficas utilizando os elementos da dança. Musica Diversidade na música Objetivos a serem construídos pelos alunos • Apreciar e reconhecer músicas de diferentes culturas. • Conhecer músicos nacional e internacional e suas obras. • Pesquisar sobre a produção musical da cidade. • Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral no nordeste.
  • 43. 43 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Consciência do gesto nas artes visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a dinâmica da linha na composição • Representar graficamente texturas com pontos, linhas e formas • Visualizar a linha imaginária e o movimento • Reconhecer o espaço real (as três dimensões) e o espaço representado • transferências espaciais: do real ao representacional Realizar • Perceber as repetições dos gestos gráficos fazendo relação com imagens • Perceber o gesto como elemento expressivo na produção dos artistas • Reconhecer, diferenciar e realizar formas abstratas e figurativas Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento, improvisação. • Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas. Os princípios cênicos Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 44. 44 • A relação do tempo real e o tempo dramático • A organização do espaço cênico e do espaço dramático Dança Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar) • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas. • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas, etc.) • Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura, temperatura da matéria corporal. • Compreender a relação entre respiração e movimento • Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros) • Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos e músculos. Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • estruturas rítmicas binária, quaternária e ternária. Criar • Trabalhar a grafia musical não convencional e convencional para registrar o conhecimento vivenciado como pulso, acento métrico, andamento (lento, moderato e rápido), compassos simples e alturas sonoras. • Registrar as criações musicais coletivas ou individuais, utilizando a grafia não
  • 45. 45 convencional e a grafia convencional. • Apreciar jingles, trilhas sonoplastias e/ou vinhetas presentes em diferentes produções: visual, literário, midiático, cênico, entre outras. • Trabalhar a memória auditiva. • Conhecer a escala pentatônica. Identificar as transformações físico-vocal, próprias da puberdade.
  • 46. 46 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber semelhanças e diferenças entre cores • Diferenciar monocromia e policromia • Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística • Identificar o ponto em suas várias formas • Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas • Identificar tipos de linha • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica • Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas utilizando a cor • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar • Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo Realizar • Explorar as possibilidades expressivas da linha
  • 47. 47 Teatro A diversidade nas técnicas teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. Dança A Expressividade e diversidade na dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. • Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos • Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos. • Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria assimetria, tempo rápido e lento). Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • Interpretar músicas vocal e/ou instrumental coletivamente. • Improvisar a partir de melodias experienciadas, bem como utilizando a escala pentatônica.
  • 48. 48 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer as características da superfície. • Identificar os vários tipos de textura • Identificar texturas na produção artística • Perceber formas na ocupação do espaço • Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas • Reconhecer as estruturas bi e tridimensional • Identificar os elementos compositivos contidos na imagem • Identificar formas volumétricas no mundo real (concreto) e na imagem gráfica (representada) A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experienciar produções artísticas do espaço real (três dimensões) para o espaço representacional • Experimentar texturas visuais e relações com o real • Processo criativo nos experimentos sensoriais de texturas e desenhos • Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências • Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de materiais
  • 49. 49 • Experienciar as formas enfatizando a relação figura e fundo • Elaborar construções compositivas utilizando diferentes materiais • Estruturar formas volumétricas a partir da pesquisa e experimentação de materiais. Teatro Os Diálogos sonoros Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos sonoros. Os Jogos Dramáticos Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação Dança Os Diálogos corporal/sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais • Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro. Música Expressão vocal, instrumental e corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar músicas vocais (duas a quatro vozes). • Trabalhar respiração, postura e emissão vocal. • Vivenciar a prática instrumental melódica e percussiva coletivamente. • Aprender a tocar um instrumento melódico (sugestão: flauta doce).
  • 50. 50 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 2º CICLO UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Os Diálogos corporal, sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber as outras linguagens artísticas na representação visual • Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas Teatro Os Jogos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas pela construção da personagem, da ação, da cena, do espaço cênico e do espaço dramático. Os Signos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem, os objetos de cena, o espaço, o cenário, a iluminação, os sons, os ruídos, a música, o texto e os adereços como componentes estruturadores da cena. Dança Elementos e dinâmicas da dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas) • Explorar diferentes dinâmicas e esforços.
  • 51. 51 • Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato • Vivenciar e construir frases coreográficas utilizando os elementos da dança. • movimentos vividos e/ou observados em diferentes estilos de dança Analisar Música Diversidade na música Objetivos a serem construídos pelos alunos • Apreciar músicas de povos de diferentes continentes. • Conhecer músicos nacional e internacional e suas obras. • Pesquisar sobre a produção musical no Estado. • Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral no Brasil. • Identificar gêneros musicais diversos da música brasileira.
  • 52. 52 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais História das Artes visuais e Gêneros visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • A produção artística como fato histórico contextualizado no tempo e nas diversas culturas Poética pessoal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Pesquisar e experimentar a arte numa perspectiva de construção/desconstrução, para a problematização da construção de uma poética pessoal. Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura, lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento, improvisação. • Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas. Os princípios cênicos Objetivos a serem construídos pelos alunos • A relação do tempo real e o tempo dramático • A organização do espaço cênico e do espaço dramático
  • 53. 53 Dança Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar) • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas. • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas, etc.) • Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura, temperatura da matéria corporal. • Compreender a relação entre respiração e movimento • Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros) • Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos e músculos. Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • Explorar e se apropriar da grafia convencional e não convencional para registrar as criações musicais, e, interpretar obras existentes. • Trabalhar a memória auditiva. • Identificar intervalos e escalas maiores e menores. • Conhecer o sistema fonador. • Conhecer a classificação das vozes do quarteto clássico (soprano, contralto, tenor e baixo).
  • 54. 54 • Identificar e classificar instrumentos musicais. • Conhecer tendências e movimentos da música popular internacional como blues, jazz, rock, hip hop, etc. • Pesquisar sobre o desenvolvimento dos meios de gravação e transmissão sonora analógica. (gramafone, gravador K7, vídeo, rádio, tv, cinema). Trabalhar com músicas da mídia televisiva e radiofônica.
  • 55. 55 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística • Estabelecer relações entre os elementos expressivos e simbólicos na produção artística • Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica • Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar • Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo e Realizar simbólico • Explorar as possibilidades expressivas da linha Teatro A diversidade nas técnicas teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 56. 56 • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. Os Diálogos sonoros Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção vocal por meio de onomatopéias, blablação, palavras, frases e gestos sonoros. Os Jogos Dramáticos Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas por meio do espaço, do corpo, do gesto, da voz e da improvisação Dança A Expressividade e diversidade na dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. • Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos • Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos. • Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria assimetria, tempo rápido e lento). Os Diálogos corporal/sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais • Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro. Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos
  • 57. 57 • peças musicais e tocá-las. Criar • Interpretar música vocal e/ou instrumental de diferentes épocas e estilos. • Improvisar em cima de melodias já memorizadas. • Elaborar improvisações vocais, com e/ou sem acompanhamento instrumental, dentro de um tema musical sugerido. • Vivenciar a prática instrumental melódica e percussiva, coletivamente. • Construir diálogos sonoros rítmicos, vocal e instrumental. • o instrumento melódico. Tocar Cantar fazendo uso da técnica vocal.
  • 58. 58 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO UNIDADE: 3 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Identificar texturas na produção artística • Reconhecer a relação figura/forma nas obras dos artistas • Identificar formas volumétricas no mundo real (concreto) e na imagem gráfica (representada) • Identificar características na estruturação das formas no espaço tridimensional A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Experimentar a relação entre planos, texturas e transparências • Estruturar formas bi e tridimensionais a partir da pesquisa e experimentação de materiais • Elaborar construções compositivas utilizando diferentes materiais • Estruturar formas volumétricas a partir da pesquisa e experimentação de materiais. Construir formas estáticas e móveis a partir da relação entre equilíbrio e proporção Teatro A História do Teatro Objetivos a serem construídos pelos alunos • Aspectos da contemporaneidade aos princípios históricos
  • 59. 59 Dança Elementos e dinâmicas da dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar e construir frases gestuais considerando as diversas possibilidade temporais de movimento (lento, rápido, moderado, pausas) • Explorar diferentes dinâmicas e esforços. • Integração/ Relacionamentos- improvisar por aproximação e contato • Vivenciar e construir frases coreográficas utilizando os elementos da dança. • movimentos vividos e/ou observados em diferentes estilos de dança Analisar Música Apreciação musical Objetivos a serem construídos pelos alunos • Perceber e diferenciar melodia, harmonia e ritmo. • Apreciar repertórios que envolvam diferentes formações de grupos instrumentais e vocais, erudito e popular, enfocando o período renascentista. • Conhecer formas musicais do período renascentista. • Apreciar jingles, trilhas sonoplastias e/ou vinhetas presentes em diferentes produções: visual, literário, midiático, cênico, entre outras. • Apreciar músicas de povos de diferentes continentes. Assistir e identificar diferentes tipos de apresentações musicais (show, recital, concerto, instalação sonora, etc.). • e identificar estilos e gêneros musicais diversos (cantatas, óperas, comédia Assistir musical, chorinho, pagode, ciranda, etc.).
  • 60. 60 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª ETAPA DO 3º CICLO UNIDADE: 4 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Os Diálogos corporal, sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • Construir trabalhos visuais em diálogo com outras linguagens artísticas Cultura Visual • Perceber produções visuais no cotidiano • Identificar a relação dos pressupostos ideológicos entre a arte e a cultura de mídia Teatro Os Jogos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Vivenciar as possibilidades dramáticas pela construção da personagem, da ação, da cena, do espaço cênico e do espaço dramático. Os Signos Teatrais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Organizar dialogicamente o vestuário, a maquiagem, os objetos de cena, o espaço, o cenário, a iluminação, os sons, os ruídos, a música, o texto e os adereços como componentes estruturadores da cena Dança Dança e Interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • Sentir-pensar o corpo na dança- sentidos/emoções/ palavras, ritmos, sons,
  • 61. 61 contatos, cheiros e imagens ( ex.: imagens de animais, ondas, luzes, folhas, vento) • Interpretar relações entre espaço e imaginação (espaço real e imaginário, espaço individual e coletivo) • suas performances e a dos outros Avaliar • seqüências de movimentos a partir de um tema: Criar 1. ligado às dinâmicas corporais de movimento (ex.: combinação de movimento suaves, firmes, diretos, flexíveis, livres, controlados, súbitos, contínuos) 2. ligado à emoções, sensações, sentimentos, pensamentos, idéias, textos, imagens e sons Música Diversidade na música Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer músicas de povos de diferentes continentes. • Pesquisar sobre a produção musical brasileira e suas peculiaridades regionais. • Pesquisar sobre práticas musicais de tradição oral no continente americano. • Identificar gêneros e movimentos musicais diversos da música brasileira. • a história da música renascentista. Estudar
  • 62. 62 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 3º CICLO UNIDADE: 1 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais História das Artes visuais e Gêneros visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • A produção artística como fato histórico contextualizado no tempo e nas diversas culturas • Diferenciar os gêneros visuais Poética pessoal Objetivos a serem construídos pelos alunos • Pesquisar e experimentar a arte numa perspectiva de construção/desconstrução, para a problematização da construção de uma poética pessoal. Teatro Consciência e construção corporal Objetivos a serem construídos pelos alunos • A experimentação para os jogos de sentidos • A diversidade gestual no espaço • O movimento corporal e seus desdobramentos: postura lateralidade, flexibilidade, locomoção, respiração, relaxamento, improvisação. • Os gestos cotidianos e não cotidianos com intenções dramáticas. Os princípios cênicos Objetivos a serem construídos pelos alunos • A relação do tempo real e o tempo dramático
  • 63. 63 • A organização do espaço cênico e do espaço dramático. • Articulações éticas, estéticas e multiculturais entre as culturas Dança Consciência e construção corporal: • Descobrir e explorar movimentos, a partir das 3 ações corporais básicas (flexionar/estender, levantar/abaixar, circular ou girar) • Explorar as 8 ações básicas de esforço (deslizar, flutuar ou voar, retorcer, pressionar, sacudir, tocar, cortar, golpear) • Experimentar diversas maneiras de respirar e relaxar. • Vivenciar a coordenação das partes do corpo e identificar as diversas posturas. • Perceber a voz e o silêncio do corpo (o meu corpo e o corpo do outro) • deslocamentos (caminhar, correr, engatinhar, rastejar, rolar, girar, mudar Realizar de apoio, saltos, giros, paradas, etc.) • Perceber, especialmente em termos de imagem mental, forma, tamanho, textura, temperatura da matéria corporal. • Compreender a relação entre respiração e movimento • Despertar para a sensação de grupo ( adaptação e integração a companheiros) • Reconhecer a mobilidade e a neutralidade da coluna vertebral, articulações, ossos e músculos. Música Exploração e consciência sonora Objetivos a serem construídos pelos alunos • Identificar intervalos e escalas maiores e menores. • Conhecer as características básicas da música modal. • Conhecer instrumentos musicais de diferentes culturas e períodos históricos. • Distinguir as diferentes formas de tocar os instrumentos musicais (dedilhar, friccionar, percutir, beliscar, soprar e outras) • Conhecer tendências e movimentos da música popular internacional como blues,
  • 64. 64 jazz, rock, hip hop, etc. • Pesquisar sobre o desenvolvimento dos meios de gravação e transmissão sonora digital. (mini disc, cd, dvd, mp3, ipod, Internet, etc.). Trabalhar com músicas da mídia televisiva e radiofônica.
  • 65. 65 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Componente Curricular: ARTE 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL : Arte ENSINO FUNDAMENTAL: 2ª ETAPA DO 3º CICLO UNIDADE: 2 EIXOS TEMÁTICOS Artes Visuais Elementos e dinâmicas visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • Reconhecer a cor como elemento expressivo na produção artística • Estabelecer relações entre os elementos expressivos e simbólicos na produção artística • Reconhecer o ponto como elemento expressivo na produção dos artistas • Relacionar linhas encontradas no ambiente e na representação gráfica • Identificar a linha como elemento compositivo nas produções artísticas A diversidade nas técnicas e processos visuais Objetivos a serem construídos pelos alunos • desenhos, os gestos, os rabiscos, a força física e as possibilidades Realizar expressivas • desenhos de observação, de contorno e técnicas de grafias. Realizar • Experimentar a composição utilizando o ponto dinamicamente • produções artísticas utilizando a cor como elemento expressivo e Realizar simbólico • Explorar as possibilidades expressivas da linha • Releitura, citação e apropriação na arte Teatro A diversidade nas técnicas teatrais
  • 66. 66 Objetivos a serem construídos pelos alunos • A exercitação cênica partindo da mímica, da pantomima, dos bonecos em suas variações, das máscaras, da sombra e das formas animadas. A História do Teatro Objetivos a serem construídos pelos alunos • Aspectos da contemporaneidade aos princípios históricos Dança A Expressividade e diversidade na dança Objetivos a serem construídos pelos alunos • Observar e vivenciar técnicas corporais cotidianas e extra-cotidianas dos povos. • Improvisar e executar danças a partir de elementos cotidianos e extra-cotidianos • Distinguir gestos elaborados na arte e gestos cotidianos. • Experimentar, explorar e pesquisar situações opostas de movimento (ex.:equilíbrio desequilíbrio, tensão, relaxamento e repouso, suspensão e queda, simetria assimetria, tempo rápido e lento). Os Diálogos corporal/sonoro e visual Objetivos a serem construídos pelos alunos • A construção corporal por meio de gestos sonoros. • Descobrir movimentos a partir de sons ou imagens visuais • Construir frases gestuais • Compreender a relação da dança com a música, com a arte visual e com o teatro. Música Criação e interpretação Objetivos a serem construídos pelos alunos • peças musicais. Criar • Interpretar música vocal e/ou instrumental de diferentes épocas e estilos. • Elaborar improvisações vocais, com e/ou sem acompanhamento instrumental, dentro de um tema musical sugerido.