SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Santa Maria
Professora Mary Alvarenga
Eletricidade
A eletricidade é parte da ciência que estuda fenômenos que ocorrem devido à existência de cargas
elétricas nos átomos que compõem a matéria. Teve início no século VI a.C., na Grécia Antiga, quando o
filósofo grego Thales de Mileto que, ao esfregar um âmbar (resina fóssil) a um pedaço de pele de carneiro,
observou que pedaços de palhas e fragmentos de madeira começaram a ser atraídas pelo próprio âmbar. Do
âmbar (grego élektron) surgiu o nome eletricidade. Desde então, têm-se aprimorado cada vez mais as
formas de geração, transmissão e uso dessa energia.
Energia elétrica é a propriedade de um
sistema elétrico que permite a realização de
trabalho através das cargas elétricas em
movimento (corrente elétrica). A geração desse
tipo de energia é produzida nas usinas. Elas
podem ser de vários tipos como as
hidrelétricas, as termelétricas e as nucleares.
Usina hidrelétrica é um conjunto de obras e
equipamentos que produzem energia elétrica a
partir do potencial da queda-d’água de um rio.
A eletricidade, no Brasil, é produzida nas
usinas hidrelétricas, através do movimento das
águas dos rios e dos lagos, onde a água corre por
uma barreira e gira as turbinas da mesma, que
movimentam o gerador.
Processo de transmissão é feito através das linhas e torres de transmissão de alta tensão, que levam a
energia por longas distâncias. Quando a eletricidade chega às cidades, ela passa pelos transformadores de
tensão nas subestações que diminuem a voltagem. A partir daí, a energia elétrica segue pela rede de
distribuição, onde os fios instalados nos postes levam a energia até a sua rua.
Antes de entrar nas casas, a energia elétrica ainda passa pelos transformadores de distribuição
(instalados nos postes) que rebaixam a voltagem para 127 ou 220 volts. Em seguida, ela vai para a caixa do
seu medidor de energia elétrica, que é o seu relógio de luz. É ele que mede o consumo de energia de cada
residência.
As principais usinas hidrelétricas do nosso país são: Itaipu, no rio Paraná; Tucuruí, no rio Tocantins;
Belo Monte, no rio Xingu; Ilha Solteira, no rio Paraná; Jirau, no rio Madeira; São Luíz do Tapajós, no
rio Tapajós; Santo Antônio, no rio Madeira; Xingó, no rio São Francisco, Paulo Afonso, no rio São
Frâncico; e jatobá, no rio Tapajós
 Usinas termelétricas – Queimam combustíveis fosseis (gás natural, carvão mineral e petróleo) para
gerar energia.
 Usinas nucelares - Podem fornecer grandes quantidades de eletricidade, mas tem a desvantagem
de usar o urânio para gerar energia. O urânio é um elemento químico tóxico e muito perigoso para
a saúde
Fontes alternativas de energia
A energia do Sol, chamada de energia solar, pode ser captada em placas solares e transformada em
eletricidade. A energia eólica é gerada pelos ventos: torres com grandes pás, que são movimentadas pela
força do vento, acionam geradores que produzem eletricidade.
Quando a energia é produzida por meio dos elementos naturais como a água, o sol ou o vento, é
considerada uma forma de energia limpa pois produz menos poluição em todas as fases de produção,
distribuição e consumo, sendo ainda fonte renovável uma vez que não irá esgotar-se.
O consumo consciente de energia elétrica é essencial para um
desenvolvimento sustentável.
Agora é sua vez
Complete a cruzadinha com as informações a seguir
1. Parte da ciência que estuda fenômenos
que ocorrem devido à existência de cargas
elétricas nos átomos que compõem a
matéria.
2. Lugar onde surgiu os primeiros estudos
sobre a eletricidade.
3. Maior usina hidrelétrica do Brasil.
4. Conjunto de obras e equipamentos que
utiliza a força da queda-d’água para
produção de energia.
5. Energia renovável obtida pela luz do sol.
6. Energia obtida pelo vento.
7. Filósofo grego que, ao esfregar um âmbar
a um pedaço de pele de carneiro, observou
que pedaços de palhas e fragmentos de
madeira começaram a ser atraídas pelo
próprio âmbar.
8. Usinas que podem fornecer grandes
quantidades de eletricidade, mas tem a
desvantagem de usar o urânio para gerar
energia.
9. Usinas que produzem energia a partir da
queima de combustíveis fosseis (gás
natural, carvão mineral e petróleo)
10. Minério que possui muita energia. As
usinas nucleares aproveitam esta energia
para gerar eletricidade.
9
4
6
2 7
3
1
*
*
5
8
10
Encontre no diagrama o nome das principais usinas hidrelétricas do Brasil.
X B J I R A U Q M B E L O M O N T E
I H V M T C F H D H Q L B W K H Y M
N R I L H A S O L T E I R A B J B T
G T W K Y V G R F G W K X N S A S U
Ó K S A N T O A N T Ô N I O D T J C
Q J R H J Q H J G F Y M V B F O L U
W L P A U L O A F O N S O K G B P R
M N S G P X J N N D T D L H K Á R U
T Y D V M Z K L G S H N D G J N T Í
S Ã O L U I Z D O T A P A J Ó S N Q
O consumo consciente de energia elétrica é essencial para um
desenvolvimento sustentável.
Resposta
1. Parte da ciência que estuda fenômenos
que ocorrem devido à existência de cargas
elétricas nos átomos que compõem a
matéria. Eletricidade
2. Lugar onde surgiu os primeiros estudos
sobre a eletricidade. Grécia Antiga
3. Maior usina hidrelétrica do Brasil. Itaipu
4. Conjunto de obras e equipamentos que
utiliza a força da queda-d’água para
produção de energia. Hidrelétrica
5. Energia renovável obtida pela luz do sol.
Solar
6. Energia obtida pelo vento. Eólica
7. Filósofo grego que, ao esfregar um âmbar
a um pedaço de pele de carneiro, observou
que pedaços de palhas e fragmentos de
madeira começaram a ser atraídas pelo
próprio âmbar. Thales de Mileto
8. Usinas que podem fornecer grandes
quantidades de eletricidade, mas tem a
desvantagem de usar o urânio para gerar
energia. Nucelares
9. Usinas que produzem energia a partir da
queima de combustíveis fosseis (gás
natural, carvão mineral e petróleo)
Termelétricas
10. Minério que possui muita energia. As
usinas nucleares aproveitam esta energia
para gerar eletricidade. Uranio
9
T
4 E
H 6 R
2 I E 7 M
G D O T E
R R L 3 H L
1 E L E T R I C I D A D E
C L C T L T
I E A A I R
A T I S I
* R P * C
A I U D A
N C E S
T A *
I 5 M
G S I
A O L
8 N U C L E A R E S
A T
10 U R A N I O
Encontre no diagrama o nome das principais usinas hidrelétricas do Brasil.
X B J I R A U Q M B E L O M O N T E
I H V M T C F H D H Q L B W K H Y M
N R I L H A S O L T E I R A B J B T
G T W K Y V G R F G W K X N S A S U
Ó K S A N T O A N T Ô N I O D T J C
Q J R H J Q H J G F Y M V B F O L U
W L P A U L O A F O N S O K G B P R
M N S G P X J N N D T D L H K Á R U
T Y D V M Z K L G S H N D G J N T Í
S Ã O L U I Z D O T A P A J Ó S N Q
Mary Alvarenga

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação Ciências
Avaliação CiênciasAvaliação Ciências
Avaliação Ciências
Isa ...
 
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.FExercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Shaieny Leite
 
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 

Mais procurados (20)

AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
 
Atividades biomas brasileiros
Atividades biomas brasileirosAtividades biomas brasileiros
Atividades biomas brasileiros
 
Avaliação Ciências
Avaliação CiênciasAvaliação Ciências
Avaliação Ciências
 
Planeta Terra
Planeta Terra Planeta Terra
Planeta Terra
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celula
 
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.FExercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
Exercicios Fontes de Energia - 5º ano E.F
 
Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)Gabarito+20+questões (1)
Gabarito+20+questões (1)
 
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º anoAtividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
 
Atividade de Ciências - A água
Atividade de Ciências - A água Atividade de Ciências - A água
Atividade de Ciências - A água
 
Atividades sistema digestorio
Atividades sistema digestorioAtividades sistema digestorio
Atividades sistema digestorio
 
Atividades sobre Energia
Atividades sobre EnergiaAtividades sobre Energia
Atividades sobre Energia
 
Cienc- O Meio Ambiente
Cienc- O Meio Ambiente Cienc- O Meio Ambiente
Cienc- O Meio Ambiente
 
Alimentação saudável - Texto e atividade de Ciências
 Alimentação saudável -  Texto  e atividade de Ciências Alimentação saudável -  Texto  e atividade de Ciências
Alimentação saudável - Texto e atividade de Ciências
 
Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto  Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto
 
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
Atividade de Ciências  - Coleta seletivaAtividade de Ciências  - Coleta seletiva
Atividade de Ciências - Coleta seletiva
 
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MATÉRIA E ENERGIA"
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MATÉRIA E ENERGIA"EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MATÉRIA E ENERGIA"
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MATÉRIA E ENERGIA"
 
Caça palavras - Bullying
Caça palavras - BullyingCaça palavras - Bullying
Caça palavras - Bullying
 
Atividades ciencias
Atividades cienciasAtividades ciencias
Atividades ciencias
 
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
 

Semelhante a Eletricidade - Texto e atividade de Ciências

Energia 2013
Energia 2013Energia 2013
Energia 2013
aroudus
 
8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf
8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf
8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf
Nivea Neves
 
Cap 9 energia elétrica e sociedade
Cap 9 energia elétrica e sociedadeCap 9 energia elétrica e sociedade
Cap 9 energia elétrica e sociedade
Sarah Lemes
 
G5 trabalho de física
G5   trabalho de físicaG5   trabalho de física
G5 trabalho de física
cristbarb
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Energia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana MariaEnergia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana Maria
Bruna Evelin
 
Seminário fontes de energia
Seminário   fontes de energiaSeminário   fontes de energia
Seminário fontes de energia
LUIS ABREU
 

Semelhante a Eletricidade - Texto e atividade de Ciências (20)

Formação
FormaçãoFormação
Formação
 
Energia 2013
Energia 2013Energia 2013
Energia 2013
 
8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf
8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf
8º-Ano-Atividade-de-Ciências-Ensino-Remoto-1.pdf
 
APOSTILA 1 - ELETROELETRONICA.pdf
APOSTILA  1 - ELETROELETRONICA.pdfAPOSTILA  1 - ELETROELETRONICA.pdf
APOSTILA 1 - ELETROELETRONICA.pdf
 
Cap 9 energia elétrica e sociedade
Cap 9 energia elétrica e sociedadeCap 9 energia elétrica e sociedade
Cap 9 energia elétrica e sociedade
 
Memórias de VisitaEstudoII.CEA-Cadarache
Memórias de VisitaEstudoII.CEA-CadaracheMemórias de VisitaEstudoII.CEA-Cadarache
Memórias de VisitaEstudoII.CEA-Cadarache
 
Reparador de aparelhos domésticos de refigeração
Reparador de aparelhos domésticos de refigeraçãoReparador de aparelhos domésticos de refigeração
Reparador de aparelhos domésticos de refigeração
 
G5 trabalho de física
G5   trabalho de físicaG5   trabalho de física
G5 trabalho de física
 
Tipos de usinas
Tipos de usinasTipos de usinas
Tipos de usinas
 
Energia solar
Energia solarEnergia solar
Energia solar
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Energia Solar - Geografia
Energia Solar - Geografia Energia Solar - Geografia
Energia Solar - Geografia
 
Energia Solar
Energia SolarEnergia Solar
Energia Solar
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Energia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana MariaEnergia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana Maria
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
8 ano energia
8 ano energia8 ano energia
8 ano energia
 
Energia termonuclear (c)
Energia  termonuclear (c)Energia  termonuclear (c)
Energia termonuclear (c)
 
Seminário fontes de energia
Seminário   fontes de energiaSeminário   fontes de energia
Seminário fontes de energia
 
Simulado enem
Simulado enemSimulado enem
Simulado enem
 

Mais de Mary Alvarenga

Mais de Mary Alvarenga (20)

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
 
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
 
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
Música   Meu   Abrigo  -   Texto e atividadeMúsica   Meu   Abrigo  -   Texto e atividade
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
 
Bullying, sai pra lá
Bullying,  sai pra láBullying,  sai pra lá
Bullying, sai pra lá
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
rarakey779
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 

Eletricidade - Texto e atividade de Ciências

  • 1. Escola Santa Maria Professora Mary Alvarenga Eletricidade A eletricidade é parte da ciência que estuda fenômenos que ocorrem devido à existência de cargas elétricas nos átomos que compõem a matéria. Teve início no século VI a.C., na Grécia Antiga, quando o filósofo grego Thales de Mileto que, ao esfregar um âmbar (resina fóssil) a um pedaço de pele de carneiro, observou que pedaços de palhas e fragmentos de madeira começaram a ser atraídas pelo próprio âmbar. Do âmbar (grego élektron) surgiu o nome eletricidade. Desde então, têm-se aprimorado cada vez mais as formas de geração, transmissão e uso dessa energia. Energia elétrica é a propriedade de um sistema elétrico que permite a realização de trabalho através das cargas elétricas em movimento (corrente elétrica). A geração desse tipo de energia é produzida nas usinas. Elas podem ser de vários tipos como as hidrelétricas, as termelétricas e as nucleares. Usina hidrelétrica é um conjunto de obras e equipamentos que produzem energia elétrica a partir do potencial da queda-d’água de um rio. A eletricidade, no Brasil, é produzida nas usinas hidrelétricas, através do movimento das águas dos rios e dos lagos, onde a água corre por uma barreira e gira as turbinas da mesma, que movimentam o gerador. Processo de transmissão é feito através das linhas e torres de transmissão de alta tensão, que levam a energia por longas distâncias. Quando a eletricidade chega às cidades, ela passa pelos transformadores de tensão nas subestações que diminuem a voltagem. A partir daí, a energia elétrica segue pela rede de distribuição, onde os fios instalados nos postes levam a energia até a sua rua. Antes de entrar nas casas, a energia elétrica ainda passa pelos transformadores de distribuição (instalados nos postes) que rebaixam a voltagem para 127 ou 220 volts. Em seguida, ela vai para a caixa do seu medidor de energia elétrica, que é o seu relógio de luz. É ele que mede o consumo de energia de cada residência. As principais usinas hidrelétricas do nosso país são: Itaipu, no rio Paraná; Tucuruí, no rio Tocantins; Belo Monte, no rio Xingu; Ilha Solteira, no rio Paraná; Jirau, no rio Madeira; São Luíz do Tapajós, no rio Tapajós; Santo Antônio, no rio Madeira; Xingó, no rio São Francisco, Paulo Afonso, no rio São Frâncico; e jatobá, no rio Tapajós  Usinas termelétricas – Queimam combustíveis fosseis (gás natural, carvão mineral e petróleo) para gerar energia.  Usinas nucelares - Podem fornecer grandes quantidades de eletricidade, mas tem a desvantagem de usar o urânio para gerar energia. O urânio é um elemento químico tóxico e muito perigoso para a saúde Fontes alternativas de energia A energia do Sol, chamada de energia solar, pode ser captada em placas solares e transformada em eletricidade. A energia eólica é gerada pelos ventos: torres com grandes pás, que são movimentadas pela força do vento, acionam geradores que produzem eletricidade. Quando a energia é produzida por meio dos elementos naturais como a água, o sol ou o vento, é considerada uma forma de energia limpa pois produz menos poluição em todas as fases de produção, distribuição e consumo, sendo ainda fonte renovável uma vez que não irá esgotar-se. O consumo consciente de energia elétrica é essencial para um desenvolvimento sustentável.
  • 2. Agora é sua vez Complete a cruzadinha com as informações a seguir 1. Parte da ciência que estuda fenômenos que ocorrem devido à existência de cargas elétricas nos átomos que compõem a matéria. 2. Lugar onde surgiu os primeiros estudos sobre a eletricidade. 3. Maior usina hidrelétrica do Brasil. 4. Conjunto de obras e equipamentos que utiliza a força da queda-d’água para produção de energia. 5. Energia renovável obtida pela luz do sol. 6. Energia obtida pelo vento. 7. Filósofo grego que, ao esfregar um âmbar a um pedaço de pele de carneiro, observou que pedaços de palhas e fragmentos de madeira começaram a ser atraídas pelo próprio âmbar. 8. Usinas que podem fornecer grandes quantidades de eletricidade, mas tem a desvantagem de usar o urânio para gerar energia. 9. Usinas que produzem energia a partir da queima de combustíveis fosseis (gás natural, carvão mineral e petróleo) 10. Minério que possui muita energia. As usinas nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade. 9 4 6 2 7 3 1 * * 5 8 10 Encontre no diagrama o nome das principais usinas hidrelétricas do Brasil. X B J I R A U Q M B E L O M O N T E I H V M T C F H D H Q L B W K H Y M N R I L H A S O L T E I R A B J B T G T W K Y V G R F G W K X N S A S U Ó K S A N T O A N T Ô N I O D T J C Q J R H J Q H J G F Y M V B F O L U W L P A U L O A F O N S O K G B P R M N S G P X J N N D T D L H K Á R U T Y D V M Z K L G S H N D G J N T Í S Ã O L U I Z D O T A P A J Ó S N Q O consumo consciente de energia elétrica é essencial para um desenvolvimento sustentável.
  • 3. Resposta 1. Parte da ciência que estuda fenômenos que ocorrem devido à existência de cargas elétricas nos átomos que compõem a matéria. Eletricidade 2. Lugar onde surgiu os primeiros estudos sobre a eletricidade. Grécia Antiga 3. Maior usina hidrelétrica do Brasil. Itaipu 4. Conjunto de obras e equipamentos que utiliza a força da queda-d’água para produção de energia. Hidrelétrica 5. Energia renovável obtida pela luz do sol. Solar 6. Energia obtida pelo vento. Eólica 7. Filósofo grego que, ao esfregar um âmbar a um pedaço de pele de carneiro, observou que pedaços de palhas e fragmentos de madeira começaram a ser atraídas pelo próprio âmbar. Thales de Mileto 8. Usinas que podem fornecer grandes quantidades de eletricidade, mas tem a desvantagem de usar o urânio para gerar energia. Nucelares 9. Usinas que produzem energia a partir da queima de combustíveis fosseis (gás natural, carvão mineral e petróleo) Termelétricas 10. Minério que possui muita energia. As usinas nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade. Uranio 9 T 4 E H 6 R 2 I E 7 M G D O T E R R L 3 H L 1 E L E T R I C I D A D E C L C T L T I E A A I R A T I S I * R P * C A I U D A N C E S T A * I 5 M G S I A O L 8 N U C L E A R E S A T 10 U R A N I O Encontre no diagrama o nome das principais usinas hidrelétricas do Brasil. X B J I R A U Q M B E L O M O N T E I H V M T C F H D H Q L B W K H Y M N R I L H A S O L T E I R A B J B T G T W K Y V G R F G W K X N S A S U Ó K S A N T O A N T Ô N I O D T J C Q J R H J Q H J G F Y M V B F O L U W L P A U L O A F O N S O K G B P R M N S G P X J N N D T D L H K Á R U T Y D V M Z K L G S H N D G J N T Í S Ã O L U I Z D O T A P A J Ó S N Q Mary Alvarenga