SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
1: REFRÃO MEDITATIVO: Aquele que vos chamou; aquele que vos
chamou! É fiel! É fiel! Fiel é aquele que vos chamou!
2.ACOLHIDA...
3. EM NOME DO PAI...
4. VINDE ESPIRITO SANTO...
5. Dirigente: cheios do Espírito Santo, nos reunimos na alegria e na
confiança para mais um ano de missão permanente.
Pela graça do Batismo nos tornamos missionários do projeto de Deus.
“Conhecer a Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça, e
transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou
ao nos chamar e ao nos escolher. Com os olhos iluminados pela luz de
Jesus Cristo ressuscitado, podemos e queremos contemplar o mundo, a
história, os nossos povos da América Latina e do Caribe, e cada um de seus
habitantes” (DAp, n° 18). Cantemos:
06. CANTO MISSIONÁRIO (cantado ou rezado)
1.Pelo batismo recebi uma missão: vou trabalhar pelo reino do Senhor.
Vou anunciar o Evangelho para os povos, vou ser, profeta, sacerdote, rei,
pastor. Vou anunciar a Boa nova de Jesus; como profeta recebi esta
missão. Onde eu for, serei fermento, sal e luz, levando a todos a
mensagem de cristão.
2. O Evangelho não pode ficar parado: vou anunciá-lo, esta é a minha
obrigação. A messe é grande e precisa de operários. Vou cooperar na
evangelização. Sou mensageiro enviado do Senhor. Onde houver trevas eu
irei levar a luz. Também direi a todos que Deus é Pai/ Anunciando a
mensagem de Jesus.
3. Quem perguntar porque Jesus veio ao mundo, eu vou dizer: “ pra salvar a
humanidade, pra libertar o homem da escravidão e dar a ele uma nova
oportunidade. Pois os profetas já vinham anunciando a sua vinda e qual a
finalidade: Jesus Profeta, Sacerdote, Rei, Pastor, veio ensinar-nos o
caminho da verdade”.
07. Dirigente: OS CAMINHOS DA MISSÃO
RMi 41: « A atividade missionária não é mais nem menos do que a
manifestação ou epifania, e a realização do desígnio de Deus no mundo e
na história: pela missão, Deus realiza claramente a história de salvação».
Leitor(a)1: RMi 42: O homem contemporâneo acredita mais nas
testemunhas do que nos mestres, mais na experiência do que na doutrina,
mais na vida e nos fatos do que nas teorias. O testemunho da vida cristã é a
primeira e insubstituível forma de missão: Cristo, cuja missão nós
continuamos, é a testemunha por excelência (Ap 1, 5; 3, 14) e o modelo do
testemunho cristão. A missão é uma realidade unitária, mas complexa; e
explica-se de vários modos, alguns do quais são de particular importância,
na presente situação da Igreja e do mundo.
Leitor(a) 2: A primeira forma de testemunho é a própria vida do
missionário, da família cristã e da comunidade eclesial, que torna visível um
novo modo de se comportar. O missionário que, apesar dos seus limites e
defeitos humanos, vive com simplicidade, segundo o modelo de Cristo, é um
sinal de Deus e das realidades transcendentes. Mas todos na Igreja,
esforçando-se por imitar o divino Mestre, podem e devem dar o mesmo
testemunho, que é, em muitos casos, o único modo possível de se ser
missionário.
Leitor(a) 3: O testemunho evangélico, a que o mundo é mais sensível, é o
da atenção às pessoas e o da caridade a favor dos pobres, dos mais
pequenos, e dos que sofrem. A gratuidade deste relacionamento e destas
ações, em profundo contraste com o egoísmo presente no homem, faz
nascer questões precisas, que orientam para Deus e para o Evangelho.
Também o compromisso com a paz, a justiça, os direitos do homem, a
promoção humana, é um testemunho do Evangelho, caso seja um sinal de
atenção às pessoas e esteja ordenado ao desenvolvimento integral do
homem .
08. EVANGELHO DO DIA
Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em
nós.(2X)
EVANGELHO LC 11,29-32
09. Preces...
10. Pai Nosso, Ave Maria...
11. Oração Missionária Paroquial
12. Benção e envio missionário
Santas Missões Populares
Reflexão da CARTA ENCÍCLICA REDEMPTORIS MISSIO
Capitulo CAPÍTULO V - 41 e 42: OS CAMINHOS DA MISSÃO
Missões no setor 26 das CEBs – 17/02/2016
Nº61
1: REFRÃO MEDITATIVO: Aquele que vos chamou; aquele que vos
chamou! É fiel! É fiel! Fiel é aquele que vos chamou!
2.ACOLHIDA...
3. EM NOME DO PAI...
4. VINDE ESPIRITO SANTO...
5. Dirigente: cheios do Espírito Santo, nos reunimos na alegria e na
confiança para mais um ano de missão permanente.
Pela graça do Batismo nos tornamos missionários do projeto de Deus.
“Conhecer a Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça, e
transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou
ao nos chamar e ao nos escolher. Com os olhos iluminados pela luz de
Jesus Cristo ressuscitado, podemos e queremos contemplar o mundo, a
história, os nossos povos da América Latina e do Caribe, e cada um de seus
habitantes” (DAp, n° 18). Cantemos:
06. CANTO MISSIONÁRIO (cantado ou rezado)
1.Pelo batismo recebi uma missão: vou trabalhar pelo reino do Senhor.
Vou anunciar o Evangelho para os povos, vou ser, profeta, sacerdote, rei,
pastor. Vou anunciar a Boa nova de Jesus; como profeta recebi esta
missão. Onde eu for, serei fermento, sal e luz, levando a todos a
mensagem de cristão.
2. O Evangelho não pode ficar parado: vou anunciá-lo, esta é a minha
obrigação. A messe é grande e precisa de operários. Vou cooperar na
evangelização. Sou mensageiro enviado do Senhor. Onde houver trevas eu
irei levar a luz. Também direi a todos que Deus é Pai/ Anunciando a
mensagem de Jesus.
3. Quem perguntar porque Jesus veio ao mundo, eu vou dizer: “ pra salvar a
humanidade, pra libertar o homem da escravidão e dar a ele uma nova
oportunidade. Pois os profetas já vinham anunciando a sua vinda e qual a
finalidade: Jesus Profeta, Sacerdote, Rei, Pastor, veio ensinar-nos o
caminho da verdade”.
07. Dirigente: OS CAMINHOS DA MISSÃO
RMi 41: « A atividade missionária não é mais nem menos do que a
manifestação ou epifania, e a realização do desígnio de Deus no mundo e
na história: pela missão, Deus realiza claramente a história de salvação».
Leitor(a) 1: RMi 42: O homem contemporâneo acredita mais nas
testemunhas do que nos mestres, mais na experiência do que na doutrina,
mais na vida e nos fatos do que nas teorias. O testemunho da vida cristã é a
primeira e insubstituível forma de missão: Cristo, cuja missão nós
continuamos, é a testemunha por excelência (Ap 1, 5; 3, 14) e o modelo do
testemunho cristão. A missão é uma realidade unitária, mas complexa; e
explica-se de vários modos, alguns do quais são de particular importância,
na presente situação da Igreja e do mundo.
Leitor(a) 2: A primeira forma de testemunho é a própria vida do
missionário, da família cristã e da comunidade eclesial, que torna visível um
novo modo de se comportar. O missionário que, apesar dos seus limites e
defeitos humanos, vive com simplicidade, segundo o modelo de Cristo, é um
sinal de Deus e das realidades transcendentes. Mas todos na Igreja,
esforçando-se por imitar o divino Mestre, podem e devem dar o mesmo
testemunho, que é, em muitos casos, o único modo possível de se ser
missionário.
Leitor(a) 3: O testemunho evangélico, a que o mundo é mais sensível, é o
da atenção às pessoas e o da caridade a favor dos pobres, dos mais
pequenos, e dos que sofrem. A gratuidade deste relacionamento e destas
ações, em profundo contraste com o egoísmo presente no homem, faz
nascer questões precisas, que orientam para Deus e para o Evangelho.
Também o compromisso com a paz, a justiça, os direitos do homem, a
promoção humana, é um testemunho do Evangelho, caso seja um sinal de
atenção às pessoas e esteja ordenado ao desenvolvimento integral do
homem.
08. EVANGELHO DO DIA
Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em
nós. (2x)
EVANGELHO LC 11,29-32
09. Preces...
10. Pai Nosso, Ave Maria...
11. Oração Missionária Paroquial
12. Benção e envio missionário
Santas Missões Populares
Reflexão da CARTA ENCÍCLICA REDEMPTORIS MISSIO
Capitulo CAPÍTULO V - 41 e 42: OS CAMINHOS DA MISSÃO
Missões no setor 26 das CEBs – 17/02/2016
Nº61

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória
13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória
13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de VitóriaBernadetecebs .
 
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014Bernadetecebs .
 
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SPNovena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SPBernadetecebs .
 
Oração inicial e acolhida - Encontro de Formação Missionária
Oração inicial e acolhida - Encontro de Formação MissionáriaOração inicial e acolhida - Encontro de Formação Missionária
Oração inicial e acolhida - Encontro de Formação MissionáriaBernadetecebs .
 
Letra e Cifras dos cânticos das Santas Missões
Letra e Cifras dos cânticos das Santas MissõesLetra e Cifras dos cânticos das Santas Missões
Letra e Cifras dos cânticos das Santas MissõesBernadetecebs .
 
Fôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SP
Fôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SPFôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SP
Fôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SPBernadetecebs .
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPBernadetecebs .
 
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)Bernadetecebs .
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014saojosepascom
 
Informativo"Lá Vem o Trem das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010
Informativo"Lá Vem o Trem  das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010Informativo"Lá Vem o Trem  das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010
Informativo"Lá Vem o Trem das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010Bernadetecebs .
 
Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.
Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.
Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.Bernadetecebs .
 
BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012
BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012
BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012cnisbrasil
 
Livreto das CEBs Páscoa 2015
Livreto  das CEBs Páscoa 2015 Livreto  das CEBs Páscoa 2015
Livreto das CEBs Páscoa 2015 Bernadetecebs .
 
2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES - rito
2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES -   rito2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES -   rito
2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES - ritoLiana Plentz
 

Mais procurados (20)

13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória
13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória
13º INTERECLESIAL DE CEBs - Arquidiocese de Vitória
 
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014Oração da manhã setor 14 das CEBs   23 julho 2014
Oração da manhã setor 14 das CEBs 23 julho 2014
 
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SPNovena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
 
Oração inicial e acolhida - Encontro de Formação Missionária
Oração inicial e acolhida - Encontro de Formação MissionáriaOração inicial e acolhida - Encontro de Formação Missionária
Oração inicial e acolhida - Encontro de Formação Missionária
 
Letra e Cifras dos cânticos das Santas Missões
Letra e Cifras dos cânticos das Santas MissõesLetra e Cifras dos cânticos das Santas Missões
Letra e Cifras dos cânticos das Santas Missões
 
Fôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SP
Fôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SPFôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SP
Fôlder das CEBs - diocese de São José dos Campos - SP
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
 
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014
 
Informativo"Lá Vem o Trem das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010
Informativo"Lá Vem o Trem  das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010Informativo"Lá Vem o Trem  das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010
Informativo"Lá Vem o Trem das CEBs" Nº 52 e 53 Dezembro 2009 e Janeiro de 2010
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
 
Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.
Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.
Via Sacra da Campanha da Fraternidade 2013. Eis-me aqui, envia-me.
 
Jornal março 2016
Jornal março 2016Jornal março 2016
Jornal março 2016
 
BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012
BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012
BOLETIM FERMENTO NOVEMBRO DE 2012
 
Documento 92 CNBB
Documento 92 CNBBDocumento 92 CNBB
Documento 92 CNBB
 
Livreto das CEBs Páscoa 2015
Livreto  das CEBs Páscoa 2015 Livreto  das CEBs Páscoa 2015
Livreto das CEBs Páscoa 2015
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
 
2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES - rito
2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES -   rito2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES -   rito
2 OFÍCIO DIVINO DAS COMUNIDADES - rito
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
 

Semelhante a Oração das Missões no Setor 26 das CEBs

LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃOLIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃOAndrew Guimarães
 
Diretrizes 2011 2015
Diretrizes  2011  2015Diretrizes  2011  2015
Diretrizes 2011 2015MNEstudio
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015) Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015) Bernadetecebs .
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023Jerry Adriano
 
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de CristoLição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de CristoÉder Tomé
 
Setor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJC
Setor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJCSetor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJC
Setor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJCBernadetecebs .
 
Lição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é EvangelizaçãoLição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é EvangelizaçãoRegio Davis
 
Resumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptx
Resumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptxResumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptx
Resumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptxssuser4629fb
 
Aula_Catequese na ação evangelizadora.pptx
Aula_Catequese na ação evangelizadora.pptxAula_Catequese na ação evangelizadora.pptx
Aula_Catequese na ação evangelizadora.pptxrafaelcorrea749
 
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 Elias Farias
 
Evangelismo e missões capitulo 1
Evangelismo e missões  capitulo 1Evangelismo e missões  capitulo 1
Evangelismo e missões capitulo 1Daniel Vicente
 
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICALA MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICALPedro Francisco Moraes De
 
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTALIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTAIsmael Isidio
 

Semelhante a Oração das Missões no Setor 26 das CEBs (20)

Cat08
Cat08Cat08
Cat08
 
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃOLIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
LIÇÃO 1 - O QUE É EVANGELIZAÇÃO
 
Diretrizes
Diretrizes Diretrizes
Diretrizes
 
Diretrizes 2011 2015
Diretrizes  2011  2015Diretrizes  2011  2015
Diretrizes 2011 2015
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015) Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
 
Lição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é EvangelizaçãoLição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é Evangelização
 
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de CristoLição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
 
Setor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJC
Setor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJCSetor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJC
Setor 22 missões. Missões - Paróquia Coração de Jesus - Diocese de SJC
 
Lição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é EvangelizaçãoLição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é Evangelização
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Ascensao
AscensaoAscensao
Ascensao
 
Resumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptx
Resumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptxResumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptx
Resumo do 3 Trimestre de 2016 - Promissao.pptx
 
Aula_Catequese na ação evangelizadora.pptx
Aula_Catequese na ação evangelizadora.pptxAula_Catequese na ação evangelizadora.pptx
Aula_Catequese na ação evangelizadora.pptx
 
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
 
Evangelismo e missões capitulo 1
Evangelismo e missões  capitulo 1Evangelismo e missões  capitulo 1
Evangelismo e missões capitulo 1
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICALA MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
A MISSÃO DA IGREJA, PRESSUPOSTO DA MISSÃO DO FIEL CRISTÃO E DA MISSÃO LAICAL
 
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTALIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
LIÇÃO 08 - O MINISTERIO DE EVANGELISTA
 
Lição 8 ministerio de evangelista
Lição 8 ministerio de evangelistaLição 8 ministerio de evangelista
Lição 8 ministerio de evangelista
 

Mais de Bernadetecebs .

Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Bernadetecebs .
 
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338Bernadetecebs .
 
A Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do PovoA Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do PovoBernadetecebs .
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018Bernadetecebs .
 
livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018 livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018 Bernadetecebs .
 
Vida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubroVida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubroBernadetecebs .
 
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SPOfício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SPBernadetecebs .
 
Campanha da Fraternidade 2017 -
  Campanha da Fraternidade 2017 -    Campanha da Fraternidade 2017 -
Campanha da Fraternidade 2017 - Bernadetecebs .
 
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCOEXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCOBernadetecebs .
 
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de JundiaíNovena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de JundiaíBernadetecebs .
 
Ser acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristoSer acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristoBernadetecebs .
 
Livreto 3 2015 ce bs (1)
Livreto 3   2015 ce bs (1)Livreto 3   2015 ce bs (1)
Livreto 3 2015 ce bs (1)Bernadetecebs .
 
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)Bernadetecebs .
 
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et SpesNa Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et SpesBernadetecebs .
 
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPInformativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPBernadetecebs .
 
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de SeminaristasCartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de SeminaristasBernadetecebs .
 

Mais de Bernadetecebs . (20)

Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
 
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
 
A Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do PovoA Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do Povo
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
 
livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018 livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018
 
Vida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubroVida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubro
 
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SPOfício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
 
Campanha da Fraternidade 2017 -
  Campanha da Fraternidade 2017 -    Campanha da Fraternidade 2017 -
Campanha da Fraternidade 2017 -
 
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCOEXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
 
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de JundiaíNovena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
 
Novena Natal PJMP_2015
Novena Natal PJMP_2015Novena Natal PJMP_2015
Novena Natal PJMP_2015
 
Ser acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristoSer acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristo
 
vida.pastoral 305
 vida.pastoral 305 vida.pastoral 305
vida.pastoral 305
 
Subsidio DNJ 2015
Subsidio  DNJ 2015Subsidio  DNJ 2015
Subsidio DNJ 2015
 
Livreto 3 2015 ce bs (1)
Livreto 3   2015 ce bs (1)Livreto 3   2015 ce bs (1)
Livreto 3 2015 ce bs (1)
 
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
 
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et SpesNa Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
 
Terço Missionário
Terço MissionárioTerço Missionário
Terço Missionário
 
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPInformativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
 
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de SeminaristasCartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
 

Último

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfnestorsouza36
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (10)

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 

Oração das Missões no Setor 26 das CEBs

  • 1. 1: REFRÃO MEDITATIVO: Aquele que vos chamou; aquele que vos chamou! É fiel! É fiel! Fiel é aquele que vos chamou! 2.ACOLHIDA... 3. EM NOME DO PAI... 4. VINDE ESPIRITO SANTO... 5. Dirigente: cheios do Espírito Santo, nos reunimos na alegria e na confiança para mais um ano de missão permanente. Pela graça do Batismo nos tornamos missionários do projeto de Deus. “Conhecer a Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça, e transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou ao nos chamar e ao nos escolher. Com os olhos iluminados pela luz de Jesus Cristo ressuscitado, podemos e queremos contemplar o mundo, a história, os nossos povos da América Latina e do Caribe, e cada um de seus habitantes” (DAp, n° 18). Cantemos: 06. CANTO MISSIONÁRIO (cantado ou rezado) 1.Pelo batismo recebi uma missão: vou trabalhar pelo reino do Senhor. Vou anunciar o Evangelho para os povos, vou ser, profeta, sacerdote, rei, pastor. Vou anunciar a Boa nova de Jesus; como profeta recebi esta missão. Onde eu for, serei fermento, sal e luz, levando a todos a mensagem de cristão. 2. O Evangelho não pode ficar parado: vou anunciá-lo, esta é a minha obrigação. A messe é grande e precisa de operários. Vou cooperar na evangelização. Sou mensageiro enviado do Senhor. Onde houver trevas eu irei levar a luz. Também direi a todos que Deus é Pai/ Anunciando a mensagem de Jesus. 3. Quem perguntar porque Jesus veio ao mundo, eu vou dizer: “ pra salvar a humanidade, pra libertar o homem da escravidão e dar a ele uma nova oportunidade. Pois os profetas já vinham anunciando a sua vinda e qual a finalidade: Jesus Profeta, Sacerdote, Rei, Pastor, veio ensinar-nos o caminho da verdade”. 07. Dirigente: OS CAMINHOS DA MISSÃO RMi 41: « A atividade missionária não é mais nem menos do que a manifestação ou epifania, e a realização do desígnio de Deus no mundo e na história: pela missão, Deus realiza claramente a história de salvação». Leitor(a)1: RMi 42: O homem contemporâneo acredita mais nas testemunhas do que nos mestres, mais na experiência do que na doutrina, mais na vida e nos fatos do que nas teorias. O testemunho da vida cristã é a primeira e insubstituível forma de missão: Cristo, cuja missão nós continuamos, é a testemunha por excelência (Ap 1, 5; 3, 14) e o modelo do testemunho cristão. A missão é uma realidade unitária, mas complexa; e explica-se de vários modos, alguns do quais são de particular importância, na presente situação da Igreja e do mundo. Leitor(a) 2: A primeira forma de testemunho é a própria vida do missionário, da família cristã e da comunidade eclesial, que torna visível um novo modo de se comportar. O missionário que, apesar dos seus limites e defeitos humanos, vive com simplicidade, segundo o modelo de Cristo, é um sinal de Deus e das realidades transcendentes. Mas todos na Igreja, esforçando-se por imitar o divino Mestre, podem e devem dar o mesmo testemunho, que é, em muitos casos, o único modo possível de se ser missionário. Leitor(a) 3: O testemunho evangélico, a que o mundo é mais sensível, é o da atenção às pessoas e o da caridade a favor dos pobres, dos mais pequenos, e dos que sofrem. A gratuidade deste relacionamento e destas ações, em profundo contraste com o egoísmo presente no homem, faz nascer questões precisas, que orientam para Deus e para o Evangelho. Também o compromisso com a paz, a justiça, os direitos do homem, a promoção humana, é um testemunho do Evangelho, caso seja um sinal de atenção às pessoas e esteja ordenado ao desenvolvimento integral do homem . 08. EVANGELHO DO DIA Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós.(2X) EVANGELHO LC 11,29-32 09. Preces... 10. Pai Nosso, Ave Maria... 11. Oração Missionária Paroquial 12. Benção e envio missionário Santas Missões Populares Reflexão da CARTA ENCÍCLICA REDEMPTORIS MISSIO Capitulo CAPÍTULO V - 41 e 42: OS CAMINHOS DA MISSÃO Missões no setor 26 das CEBs – 17/02/2016 Nº61
  • 2. 1: REFRÃO MEDITATIVO: Aquele que vos chamou; aquele que vos chamou! É fiel! É fiel! Fiel é aquele que vos chamou! 2.ACOLHIDA... 3. EM NOME DO PAI... 4. VINDE ESPIRITO SANTO... 5. Dirigente: cheios do Espírito Santo, nos reunimos na alegria e na confiança para mais um ano de missão permanente. Pela graça do Batismo nos tornamos missionários do projeto de Deus. “Conhecer a Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça, e transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou ao nos chamar e ao nos escolher. Com os olhos iluminados pela luz de Jesus Cristo ressuscitado, podemos e queremos contemplar o mundo, a história, os nossos povos da América Latina e do Caribe, e cada um de seus habitantes” (DAp, n° 18). Cantemos: 06. CANTO MISSIONÁRIO (cantado ou rezado) 1.Pelo batismo recebi uma missão: vou trabalhar pelo reino do Senhor. Vou anunciar o Evangelho para os povos, vou ser, profeta, sacerdote, rei, pastor. Vou anunciar a Boa nova de Jesus; como profeta recebi esta missão. Onde eu for, serei fermento, sal e luz, levando a todos a mensagem de cristão. 2. O Evangelho não pode ficar parado: vou anunciá-lo, esta é a minha obrigação. A messe é grande e precisa de operários. Vou cooperar na evangelização. Sou mensageiro enviado do Senhor. Onde houver trevas eu irei levar a luz. Também direi a todos que Deus é Pai/ Anunciando a mensagem de Jesus. 3. Quem perguntar porque Jesus veio ao mundo, eu vou dizer: “ pra salvar a humanidade, pra libertar o homem da escravidão e dar a ele uma nova oportunidade. Pois os profetas já vinham anunciando a sua vinda e qual a finalidade: Jesus Profeta, Sacerdote, Rei, Pastor, veio ensinar-nos o caminho da verdade”. 07. Dirigente: OS CAMINHOS DA MISSÃO RMi 41: « A atividade missionária não é mais nem menos do que a manifestação ou epifania, e a realização do desígnio de Deus no mundo e na história: pela missão, Deus realiza claramente a história de salvação». Leitor(a) 1: RMi 42: O homem contemporâneo acredita mais nas testemunhas do que nos mestres, mais na experiência do que na doutrina, mais na vida e nos fatos do que nas teorias. O testemunho da vida cristã é a primeira e insubstituível forma de missão: Cristo, cuja missão nós continuamos, é a testemunha por excelência (Ap 1, 5; 3, 14) e o modelo do testemunho cristão. A missão é uma realidade unitária, mas complexa; e explica-se de vários modos, alguns do quais são de particular importância, na presente situação da Igreja e do mundo. Leitor(a) 2: A primeira forma de testemunho é a própria vida do missionário, da família cristã e da comunidade eclesial, que torna visível um novo modo de se comportar. O missionário que, apesar dos seus limites e defeitos humanos, vive com simplicidade, segundo o modelo de Cristo, é um sinal de Deus e das realidades transcendentes. Mas todos na Igreja, esforçando-se por imitar o divino Mestre, podem e devem dar o mesmo testemunho, que é, em muitos casos, o único modo possível de se ser missionário. Leitor(a) 3: O testemunho evangélico, a que o mundo é mais sensível, é o da atenção às pessoas e o da caridade a favor dos pobres, dos mais pequenos, e dos que sofrem. A gratuidade deste relacionamento e destas ações, em profundo contraste com o egoísmo presente no homem, faz nascer questões precisas, que orientam para Deus e para o Evangelho. Também o compromisso com a paz, a justiça, os direitos do homem, a promoção humana, é um testemunho do Evangelho, caso seja um sinal de atenção às pessoas e esteja ordenado ao desenvolvimento integral do homem. 08. EVANGELHO DO DIA Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós. (2x) EVANGELHO LC 11,29-32 09. Preces... 10. Pai Nosso, Ave Maria... 11. Oração Missionária Paroquial 12. Benção e envio missionário Santas Missões Populares Reflexão da CARTA ENCÍCLICA REDEMPTORIS MISSIO Capitulo CAPÍTULO V - 41 e 42: OS CAMINHOS DA MISSÃO Missões no setor 26 das CEBs – 17/02/2016 Nº61