SlideShare uma empresa Scribd logo
A ERA VARGAS I
O QUE VAMOS APRENDER
              SOBRE A ERA VARGAS?

•Revolução de 1930 e o governo provisório;
•Fim da política café com leite;
•Pretexto para a tomada do poder;
•A revolução de 1930;
•O governo provisório.
•A revolta dos paulistanos;
•O governo constitucional de Getulio Vargas;
•Assembleia constituinte;
•A constituição de 1934;
•Organização política após a Constituição:integralistas
e comunistas;
   Prepara-se para um regime autoritário;
   O Estado Novo;
   As vésperas das eleições;
   O golpe que instituiu o Estado Novo;
   O crescimento da economia brasileira;
   A estatização da economia;
   A nacionalização do petróleo;
   Organização sindical e as leis trabalhistas;
   O Brasil na Segunda Guerra Mundial;
   Repercussões de guerra no Brasil;
   A renúncia de Vargas.
REVOLUÇÃO DE 1930
                    E O GOVERNO PROVISÓRIO

           Fim da política café com leite.
       Na primeira república alternavam-se na
presidência os representantes dos estados de São Paulo e
Minas Gerais, num arranjo político que ficou conhecido
como política do café com leite.
       Essa hegemonia ficou abalada após a crise
capitalista de 1929, pois as importações do café
diminuíram e queda do preço diminui a força dos
grandes cafeicultores também. Além disso, o
representante de São Paulo Washington Luis resolveu
lançar a candidatura de Júlio Preste, um paulista, quando
era a vez de Minas indicarem seu representante.
Excluídos com essa
atitude, mineiros uniram-se
aos gaúchos e fizeram um
acordo de se unir contra os
paulistas e fundaram assim
o partido político conhecido
como Aliança Liberal.
Acontecia      assim    uma
reorganização política no
poder do Brasil.
Pretexto para a tomada
                            do poder.
       Nas eleições de 1930 a aliança liberal lançou as
candidaturas de Getulio Vargas governador do Rio Grande
do Sul, tendo como vice o governador da Paraíba, João
pessoa contra Julio Prestes de São Paulo. Como era de se
esperar Júlio Prestes vence.
       A aliança liberal tinha como propostas eleitorais um
incentivo a produtos agrícolas, não só o café, proteção dos
trabalhadores, incentivo a indústria, reforma política com
a instituição do voto secreto, pois as fraudes das eleições
eram comuns.
A aliança liberal tinha
supostamente       aceitado    a
derrota política de forma
pacífica. Mas por motivos
ligados a política da Paraíba, o
candidato a vice de Vargas na
presidência da República, João
Pessoa, foi assassinado. Os
aliados de Vargas resolveram
acusar Washington Luis e
organizar uma armada contra o
então mais novo presidente.
A revolução de 1930

      A revolução teve início em
Minas Gerais e no Rio Grande do
Sul em outubro de 1930. O
movimento ganhou forças nos
estados do Nordeste, o que se
tornou insustentável a situação de
Washington Luis. O presidente
por forte pressão renunciou e um
grupo de militar ocupou o
governo provisoriamente.
Revolução de 30
Em 3 de novembro de 1930 apoiado por militares e
grande parte da população participante do movimento,
Getulio Vargas tornou-se presidente do Brasil,
inaugurando uma nova e longa fase da história de nossa
nação.
Revisando: O que foi a “Revolução de
1930?

     Foi um golpe de estado realizado por
Vargas e seus aliados políticos para assumir a
presidência da República, usando-se do
assassinato de seu candidato a vice João Pessoa.
O governo Provisório

      Foi o governo instituído provisoriamente após a
revolução de 1930. Foi formada por representantes
das oligarquias estaduais e militares que apoiaram o
movimento revolucionário. Vargas procurou nomear
interventores no lugar dos governadores, homens de
força militar e representação nas oligarquias locais,
fazendo assim uma união entre governo federal,
militares e grandes oligarcas, o que agradaria a
todos.
Governo
Revolução de 30
                  Provisório
A revolta dos Paulistanos

       A     política     dos
interventores       despertou
resistência nos estados mais
ricos, principalmente em
São Paulo. Os paulistanos
ficaram indignados com
Vargas, por ter retirado o
representante que eles
haviam elegido e colocado
um interventor que não era
paulista.
Em 9 de julho de 1932
começou em São Paulo uma
reação armada contra o
governo     federal.    Essa
revolução ficou conhecida
como             “Revolução
Constitucionalista de 1932”
que durou 3 meses. Os
revolucionários      queriam
uma nova Constituição e um
representante     seu      no
governo de São Paulo.
“Revolução
Constitucionalista de
       1932”




 Convocação do povo
 paulistano para lutar
   contra o governo
        Federal.
“Revolução
                               Constitucionalista
                                  de 1932”




                   Governo
Revolução de 30
                  Provisório
Revendo: Explique por que ocorreu a “Revolução
constitucionalista de 1932”?

      Pois após assumir o poder com um golpe, Vargas
colocou interventores para governar os estados do Brasil.
Os interventores eram homens das elites oligárquicas
brasileira, e normalmente militares. Mas o interventor
escolhido para São Paulo não era um paulista e nem
representava os interesse paulistanos, o que gerou a
revolta.
O GOVERNO CONSTITUCIONAL
    DE GETULIO VARGAS
        Assembleia Constituinte
         Após         a       revolução
  constitucionalista Vargas tomou uma
  série de iniciativas para amenizar a
  situação de confrontos, muitas
  cedendo às pressões das elites
  paulistas. Iniciaram-se em 1932
  quando Vargas convocou eleições
  para    a     Assembleia     Nacional
  Constituinte,    após    as    longas
  discussões a nova Constituição foi
  promulgada em 1934.
“Revolução
                               Constitucionalista   Constituição de
                                  de 1932”                34




                   Governo
Revolução de 30
                  Provisório
A Constituição de 1934

  Além de instituir o voto secreto e extensivo à mulher, vamos ver alguns
pontos:
1 – Legislação trabalhistas: Proibia a diferença de salário para um
mesmo trabalho, regulamentação do trabalho das mulheres e dos
menores, do descanso semanal e das férias remuneradas;
2 – Organização sindical: instituição da pluralidade (permissão de
mais de um sindicato por setor ou ramo de atividade) e da autonomia
sindical;
3 – Educação: ensino primário gratuito e obrigatório, regulamentação
do ensino religioso como facultativo nas escolas públicas.

        Por voto indireto a Assembleia Nacional Constituinte elegeu
Getulio Vargas presidente da República com mandato até 1938, e a
partir dessa data as eleições para presidente seriam por votos diretos.
“Revolução
                               Constitucionalista   Constituição de
                                  de 1932”                34

                                                         Educação


                                   Governo              Legislação
                               constitucionalista       trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                        Organização
                  Provisório
                                                         sindical
RESPONDA VOCÊ:

 Quais foram às mudanças ocorridas com a Constituição
de 1934?
       Além de instituir o voto secreto e extensivo à mulher, vamos ver
alguns pontos:
1 – Legislação trabalhistas: Proibia a diferença de salário para um
mesmo trabalho, regulamentação do trabalho das mulheres e dos
menores, do descanso semanal e das férias remuneradas;
2 – Organização sindical: instituição da pluralidade (permissão de mais
de um sindicato por setor ou ramo de atividade) e da autonomia sindical;
3 – Educação: ensino primário gratuito e obrigatório, regulamentação do
ensino religioso como facultativo nas escolas públicas.
       Por voto indireto a Assembleia Nacional Constituinte elegeu
Getulio Vargas presidente da República com mandato até 1938, e a partir
dessa data as eleições para presidente seriam por votos diretos.
Organização política após a Constituição:
                       integralistas e comunistas

      Após a crise de 1929 a
população brasileira se articulou
em inúmeras greves no Rio, São
Paulo e Rio Grande do Sul. Duas
organizações políticas se formaram
nesse período: AIB – Ação
Integralista Brasileira e ANL –
Aliança Nacionalista Libertadora.
Vargas não era adepto aberto de
nenhuma corrente, mas tendia a
reprimir as ações da ANL.
AIB – Nacionalistas, os
integralistas achavam que a
democracia era um regime
incapaz de tirar o Brasil da
crise. Inspirados em ideias e
regimes totalitários, como o
fascismo na Itália e o
nazismo na Alemanha. Os
integralistas eram acima de
tudo contra o comunismo.
ANL – Esse grupo formou-se com diversos setores
descontentes da sociedade brasileira. Opunha-se ao
integralismo e ao avanço do nazismo e fascismo na Europa.
Com tendência nacionalista, propunha a nacionalização de
empresas estrangeiras, a reforma agrária e um governo popular
para o Brasil. Nela predominavam os comunistas dirigidos por
Luis Carlos Prestes.
“Revolução
                               Constitucionalista   Constituição de
                                  de 1932”                34

                                                         Educação


                                   Governo              Legislação
                               constitucionalista       trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                        Organização
                  Provisório
                                                         sindical
                                  Liberdade
                                                      AIB / ALN
                                   política
Prepara-se para um regime
              autoritário

     Em meados de 1935 o governo fechou
a ANL e a transformou em uma
organização ilegal. Mesmo ilegalmente a
ANL organizou uma revolta armada que
pretendia retirar Vargas do poder e colocar
Luis Carlos Prestes em seu lugar.
Essa revolta ficou conhecida como “Intentona
Comunista” e se restringiu às cidades de Natal, Recife e Rio
de Janeiro. A revolta foi facilmente reprimida pelo governo
federal que decretou o estado de sítio. Vargas condenou Luis
Carlos Prestes a 30 anos de prisão e sua esposa Olga Benário
foi deportada para a Alemanha, onde morreu em um campo de
concentração.
“Revolução
                               Constitucionalista   Constituição de
                                  de 1932”                34

                                                         Educação


                                   Governo              Legislação
                               constitucionalista       trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                        Organização
                  Provisório
                                                         sindical
                                   Liberdade
                                                      AIB / ALN
                                    política


                                Intentona
                                Comunista
O ESTADO NOVO
As vésperas das eleições.

      Como tinha sido estipulado na constituição de
1934 as eleições aconteceriam em 1937 e o novo
presidente seria eleito de forma direta assumindo em
1938. As campanhas já tinham começado e o paulista
Armando de Sales Oliveira se lançou candidato à
presidência, e apoiado pelo governo disputava o
escritor paraibano José Américo Almeida.
Vargas mantinha uma postura dúbia, publicamente
apoiava e defendia as eleições. Mas nos bastidores preparava
um golpe para permanecer no poder. Apoiado pelos militares,
só faltava o pretexto para suspender as eleições e anunciar sua
continuidade no governo.

           O que
       faltava para
        o golpe se
       concretizar?
            ??
O golpe que instituiu o Estado
                   Novo


     O motivo alegado por Vargas para manter-
se no governo foi o Plano Cohen, um suposto
plano comunista para a tomada do poder. Mas
tudo não passou de uma farsa, o plano foi
elaborado pelos integralistas e aproveitado por
chefes de militares do próprio governo de
Vargas.
Em 10 de novembro de 1937 as tropas federais
fecharam o Congresso Nacional e no mesmo dia
Getulio Vargas em transmissão pelo rádio informou a
instituição do Estado Novo. Os partidos políticos
foram dissolvidos, os governadores dos estados
foram novamente substituídos por interventores.
Vargas suspendeu os direitos democráticos instituídos
pela Constituição e permaneceu no poder,
suspendendo as eleições. Nos anos seguintes, até
1945, o Brasil viveu sob uma ditadura comandada
por Getulio Vargas.
“Revolução
                               Constitucionalista       Constituição de
                                  de 1932”                    34

                                                              Educação


                                   Governo                    Legislação
                               constitucionalista             trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                              Organização
                  Provisório
                                                               sindical
                                   Liberdade
                                                            AIB / ALN
                                    política


                                Intentona           Plano         Estado
                                Comunista           Cohen         Novo
Respondendo Juntos: Como Vargas organizou o
golpe que instituiu o “Estado Novo”?

      Após a Intentona Comunista, Vargas forjou um
suposto golpe de Estado que queria tirá-lo do poder,
esse golpe ficou conhecido como Plano Cohen. Assim
pôde se aproveitar do estado de sítio que estava
decretado desde a Intentona e assume o poder de
forma ditatorial.
O crescimento da economia
                   brasileira
       Antes mesmo da 2ª Guerra Mundial ter se
expandido, o governo dos EUA percebeu que a guerra
poderia se expandir pelo mundo. Por isso começou uma
política de aproximação com o Brasil, pois teria assim um
forte aliado na América do Sul. O governo brasileiro
assinou contratos comerciais que favoreciam ao Brasil.
       Nos primeiros anos de conflito o preço da matéria-
prima e dos produtos agrícolas, que eram a base da
exportação do Brasil, subiu no mercado internacional
melhorando a economia do país.
Os EUA reduziram a
produção       de      artigos
industrializados,    o     que
estimulou o Brasil a produzir
bens e mercadorias que até
então eram importados,
começou         assim        a
implantação de um parque
industrial nacional.
“Revolução
                               Constitucionalista       Constituição de
                                  de 1932”                    34

                                                              Educação


                                   Governo                    Legislação
                               constitucionalista             trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                              Organização
                  Provisório
                                                               sindical
                                  Liberdade
                                                            AIB / ALN
                                   política


                               Intentona            Plano         Estado
                               Comunista            Cohen         Novo

                               Crescimento
                               Econômico
A estatização da economia.
      Durante o Estado Novo a economia brasileira foi
marcada pela forte intervenção do estado e criação de
conselhos regulatórios como: Conselho Nacional do
Petróleo (CNP), Superintendência da Moeda e do
Crédito, Companhia Vale do Rio Doce, Companhia
Hidrelétrica do São Francisco, Companhia Siderúrgica
Nacional (CSN). Esses setores de base foram
fundamentais para o crescimento que o Brasil viveu no
Estado Novo.
A nacionalização do
                    Petróleo

      O Conselho Nacional do Petróleo, criado em
1938, tinha como função regular a exploração do
petróleo do país. De um lado estavam os nacionalistas,
que desejavam que a exploração do petróleo fosse
feita somente por companhias brasileiras. De outro
lado existiam os que defendiam a abertura da
exploração para empresas estrangeiras.
“O petróleo é nosso”

      Começou a campanha
“O petróleo é nosso” onde
e      1947        militares,
nacionalistas, jornalistas e
estudantes formaram um
grupo que tinha como uma
das principais lideranças
Monteiro Lobato.
Monteiro foi um grande líder
desse movimento, ele acreditava
que o petróleo tinha uma
importante estratégia e fundamental
para o desenvolvimento nacional.
Criou um personagem chamado
“Jeca Tatu”, um caipira que se
tornou um ícone nacional na luta
pelo petróleo. Por suas posições,
Lobato foi preso duas vezes
durante a ditadura de Vargas.
A linha nacionalista venceu e em 1953
foi criada a Petrobrás, que tinha o
monopólio sobe as atividades petrolíferas
das jazidas do Brasil.


Petrobrás!!!
“Revolução
                               Constitucionalista         Constituição de
                                  de 1932”                      34

                                                               Educação


                                   Governo                     Legislação
                               constitucionalista              trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                               Organização
                  Provisório
                                                                sindical
                                  Liberdade
                                                            AIB / ALN
                                   política


                               Intentona            Plano            Estado
                               Comunista            Cohen            Novo

                               Crescimento          Estatização da
                               Econômico              Economia
Organização sindical e as leis
                trabalhistas.

      Com a aceleração do processo industrial, os
trabalhadores urbanos se tornaram uma preocupação
central do Estado Novo, novas leis para disciplinas
para os sindicatos e regulamentadoras do trabalho
começaram a surgir.
1 – Os sindicatos foram organizados por categorias
profissional e passaram a ser totalmente controlados
pelo Estado.
2 – Instituiu-se a Justiça do Trabalho para conciliar os
conflitos entre patrões e empregados. Foi também
criado o imposto sindical, que vigora até hoje, e
equivale ao valor de um dia de trabalho descontado do
salário,para ser repassado aos sindicatos e ao
Ministério do Trabalho.
3 – Criou-se o salário mínimo e foi elaborada a
Consolidação das leis do Trabalho (CLT), um conjunto de
normas que reuniu conquistas dos trabalhadores, como a
proibição do trabalho para menores de 14 anos, a garantia
de igualdade salarial entre homens e mulheres e a jornada
diária de 8 horas de trabalho.

      O controle exercido sobre os sindicatos e a
aplicação da legislação trabalhistas serviam como
instrumento de propaganda perante as classes
trabalhadoras.
O Brasil na Segunda Guerra Mundial

       A guerra teve início em 1939,
mas o Brasil só aderiu em 1942.

        Em troca de financiamento
para     construir   a   Companhia
Siderúrgica     Nacional   e    para
modernizar as Forças Armadas, o
Brasil permitiu que as tropas dos
EUA se instalassem no Nordeste e
passassem a fornecer borracha e
minérios para a indústria dos países
aliados.
A Alemanha afundou com
seus submarinos os navios
mercantes brasileiros, matando
600 pessoas. Diante disso o
Brasil entrou na guerra em 1942
declarando guerra ao Eixo.
Depois de dois anos foram
enviadas tropas para combater
os nazistas na Itália, essas tropas
ficaram     conhecidas        como
FORÇA EXPEDICIONÁRIA
BRASILEIRA (FEB).
“Revolução
                               Constitucionalista          Constituição de
                                  de 1932”                       34

                                                                Educação


                                    Governo                     Legislação
                                constitucionalista              trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                                Organização
                  Provisório
                                                                 sindical
                                    Liberdade
                                                             AIB / ALN
                                     política


                                 Intentona           Plano            Estado
                                 Comunista           Cohen            Novo

                                Crescimento          Estatização da
                                Econômico              Economia

                                   Brasil na 2°
                                     Guerra
Repercussões de guerra no Brasil

       Durante a guerra o Brasil passou por problemas de
abastecimentos de produtos de primeira necessidade como
combustível, remédio, tecido e trigo. As atividades
relacionadas a emigrantes italianos, alemães e japoneses
passaram a ser monitorada.
       No sul as colônias italianas e alemãs passaram a ser
vigiadas, proibiu-se o ensino de língua estrangeira nas escolas
(se ensinava italiano e alemão nas colônias). Os clubes de
futebol que tinha em seu nome referências a países do Eixo
tiveram de mudar seus nomes, o Societá Sportiva Palestra
Itália passou a ser chamado Cruzeiro Esporte Clube e o
Palestra Itália de São Paulo passou a se chamar Palmeiras.
A renúncia de Vargas
       Ao final da 2ª Guerra, quando todas as ditaduras
com regime fascistas e nazistas foram derrotadas, a
situação de Vargas se tornou insustentável. Como uma
ditadura brasileira teria lutado contra as ditaduras
européias do lado dos aliados?
       No interior do Brasil as oposições exigiam
mudanças. Liderados pela UNE, União Nacional dos
Estudantes, os estudantes se opuseram contra o governo, a
elite liberal de Minas Gerais lançou luta contra a ditadura
e ficou conhecido como “Manifesto dos Mineiros”.
“Revolução
                               Constitucionalista         Constituição de
                                  de 1932”                      34

                                                               Educação


                                   Governo                     Legislação
                               constitucionalista              trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                               Organização
                  Provisório
                                                                sindical
                                   Liberdade
                                                            AIB / ALN
                                    política


                                Intentona           Plano            Estado
                                Comunista           Cohen            Novo

                               Crescimento          Estatização da
                               Econômico              Economia

                                  Brasil na 2°
                                    Guerra              Renúncia de Vargas
Revisando: Por que ficou tão difícil Vargas
manter sua ditadura após a 2ª Guerra
Mundial?

      Ao final da 2ª Guerra, quando todas as ditaduras
com regime fascistas e nazistas foram derrotadas, a
situação de Vargas se tornou insustentável. Como uma
ditadura brasileira teria lutado contra as ditaduras
européias do lado dos aliados?
Eu
       Após        inúmeras
                                voltarei!!!!
manifestações        públicas
começou a ficar impossível
reprimir com violência e
intolerância a todas. Assim
pressionado pelos militares
(mesmo      grupo   que     o
conduziu ao poder em
1930),Getulio Vargas foi
obrigado a ceder e renunciar
o poder em 1945.
“Revolução
                               Constitucionalista          Constituição de
                                  de 1932”                       34

                                                                Educação


                                    Governo                     Legislação
                                constitucionalista              trabalhista
                   Governo
Revolução de 30                                                Organização
                  Provisório
                                                                 sindical
                                    Liberdade
                                                             AIB / ALN
                                     política


                                 Intentona           Plano            Estado
                                 Comunista           Cohen            Novo

                                Crescimento          Estatização da
                                Econômico              Economia

                                   Brasil na 2°
                                     Guerra              Renúncia de Vargas
BIBLIOGRAFIA

COTRIN, Gilberto. História Global , Brasil e Geral .
Editora Saraiva , 2009.
FIGUEIRA, Divalte Garcia ; VARGAS, João Tristan
Para entender história. Editora Saraiva , 2009.
BOULOS, Alfredo Junior. História, Sociedade e
Cidadania. Editora FTD , 2009.
DREGER ,Ricardo ; TOLEDO, Eliete. Nova História.
Conceito e procedimento. Editora Atual , 2009.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Período vargas 1930 1945
Período vargas 1930 1945Período vargas 1930 1945
Período vargas 1930 1945
Paloma Meneses
 
Historia politica Brasil
 Historia politica Brasil Historia politica Brasil
Historia politica Brasil
Estudante
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
Laércio Góes
 
ERA VARGAS
ERA VARGASERA VARGAS
ERA VARGAS
Jorge Miklos
 
História republicana brasileira
História republicana brasileiraHistória republicana brasileira
História republicana brasileira
jorgehenriqueangelim
 
Slide explicativo
Slide explicativoSlide explicativo
Slide explicativo
krrico93
 
Estadonovoe25 deabril
Estadonovoe25 deabrilEstadonovoe25 deabril
Estadonovoe25 deabril
josecosta1943
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Ramiro Bicca
 
Fundamentos da luta sindical 30 64
Fundamentos da luta sindical 30 64Fundamentos da luta sindical 30 64
Fundamentos da luta sindical 30 64
Prefeitura Municipal de Campinas
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
Janaína Tavares
 
Aula 24 da república militar à nova república
Aula 24   da república militar à nova repúblicaAula 24   da república militar à nova república
Aula 24 da república militar à nova república
Jonatas Carlos
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Amin Zahluth
 
Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Brasil Era Vargas (1930 - 45)Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Alexandre Protásio
 
Era Vargas - Estado Novo
Era Vargas - Estado NovoEra Vargas - Estado Novo
Era Vargas - Estado Novo
cecilianoclaro
 
Captulo12 130404220207-phpapp01
Captulo12 130404220207-phpapp01Captulo12 130404220207-phpapp01
Captulo12 130404220207-phpapp01
homago
 
A era vargas (1930 1945)
A era vargas (1930 1945)A era vargas (1930 1945)
A era vargas (1930 1945)
Bruno E Geyse Ornelas
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Iara Simiquelli
 
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado NovoGetúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Irene Tozzi
 
A Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - Governo
A Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - GovernoA Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - Governo
A Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - Governo
Paulo Roberto
 

Mais procurados (19)

Período vargas 1930 1945
Período vargas 1930 1945Período vargas 1930 1945
Período vargas 1930 1945
 
Historia politica Brasil
 Historia politica Brasil Historia politica Brasil
Historia politica Brasil
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
ERA VARGAS
ERA VARGASERA VARGAS
ERA VARGAS
 
História republicana brasileira
História republicana brasileiraHistória republicana brasileira
História republicana brasileira
 
Slide explicativo
Slide explicativoSlide explicativo
Slide explicativo
 
Estadonovoe25 deabril
Estadonovoe25 deabrilEstadonovoe25 deabril
Estadonovoe25 deabril
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Fundamentos da luta sindical 30 64
Fundamentos da luta sindical 30 64Fundamentos da luta sindical 30 64
Fundamentos da luta sindical 30 64
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
Aula 24 da república militar à nova república
Aula 24   da república militar à nova repúblicaAula 24   da república militar à nova república
Aula 24 da república militar à nova república
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Brasil Era Vargas (1930 - 45)Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Brasil Era Vargas (1930 - 45)
 
Era Vargas - Estado Novo
Era Vargas - Estado NovoEra Vargas - Estado Novo
Era Vargas - Estado Novo
 
Captulo12 130404220207-phpapp01
Captulo12 130404220207-phpapp01Captulo12 130404220207-phpapp01
Captulo12 130404220207-phpapp01
 
A era vargas (1930 1945)
A era vargas (1930 1945)A era vargas (1930 1945)
A era vargas (1930 1945)
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado NovoGetúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
Getúlio Vargas - Governo Provisório e Estado Novo
 
A Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - Governo
A Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - GovernoA Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - Governo
A Era Vargas 1930 -1945: Parte 2 - Governo
 

Destaque

Governo constitucional (slides) (1)
Governo constitucional (slides) (1)Governo constitucional (slides) (1)
Governo constitucional (slides) (1)
Beto Pi
 
Era vargas governo provisório
Era vargas   governo provisórioEra vargas   governo provisório
Era vargas governo provisório
Beto Pi
 
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo ConstitucionalEra vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Valéria Shoujofan
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Valéria Shoujofan
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Fatima Freitas
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Elaine Bogo Pavani
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
alanac
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
Fatima Freitas
 
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. MedeirosA Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
João Medeiros
 

Destaque (9)

Governo constitucional (slides) (1)
Governo constitucional (slides) (1)Governo constitucional (slides) (1)
Governo constitucional (slides) (1)
 
Era vargas governo provisório
Era vargas   governo provisórioEra vargas   governo provisório
Era vargas governo provisório
 
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo ConstitucionalEra vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
 
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. MedeirosA Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
 

Semelhante a www.aulaparticularonline.net.br - História – Era Vargas

www.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargas
www.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargaswww.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargas
www.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargas
ApoioAulas ParticularesCom
 
O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.
O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.
O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.
ThiagoRORISDASILVA1
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Rafael Junior
 
9° Ano - A era Vargas.ppt
9° Ano - A era Vargas.ppt9° Ano - A era Vargas.ppt
9° Ano - A era Vargas.ppt
ClaytonArtaud
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
josafaslima
 
Aula 20 era vargas
Aula 20   era vargasAula 20   era vargas
Aula 20 era vargas
Jonatas Carlos
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
resumo: Era vargas
resumo: Era vargasresumo: Era vargas
resumo: Era vargas
Lucas Reis
 
Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.
Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.
Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.
DaiseRocha6
 
Governo de getulio
Governo de getulioGoverno de getulio
Governo de getulio
Caroline Vieira Souza
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
A Era Vargas
A Era VargasA Era Vargas
A Era Vargas
Gilmar Rodrigues
 
A Era Vargas
A Era VargasA Era Vargas
A Era Vargas
Gilmar Rodrigues
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Íris Ferreira
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Nelia Salles Nantes
 
Getulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles VargasGetulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles Vargas
sissapb
 
Brasil dos anos 1930 – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 – 1945.pptBrasil dos anos 1930 – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 – 1945.ppt
maria aparecida coelho lira
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Nelia Salles Nantes
 

Semelhante a www.aulaparticularonline.net.br - História – Era Vargas (20)

www.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargas
www.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargaswww.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargas
www.AulasParticularesApoio.Com - História – Era Vargas
 
O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.
O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.
O Brasil de Vargas e Jango. Governos entre duas ditaduras.
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
9° Ano - A era Vargas.ppt
9° Ano - A era Vargas.ppt9° Ano - A era Vargas.ppt
9° Ano - A era Vargas.ppt
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
 
Aula 20 era vargas
Aula 20   era vargasAula 20   era vargas
Aula 20 era vargas
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
resumo: Era vargas
resumo: Era vargasresumo: Era vargas
resumo: Era vargas
 
Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.
Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.
Era-Vargas-periodo de 15 anos de mandato, causas e consequências.
 
Governo de getulio
Governo de getulioGoverno de getulio
Governo de getulio
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
A Era Vargas
A Era VargasA Era Vargas
A Era Vargas
 
A Era Vargas
A Era VargasA Era Vargas
A Era Vargas
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Getulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles VargasGetulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles Vargas
 
Brasil dos anos 1930 – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 – 1945.pptBrasil dos anos 1930 – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 – 1945.ppt
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 

Mais de Lucia Silveira

www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Óptica
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Ópticawww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Óptica
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Óptica
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Ligações Químicas
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Ligações Químicaswww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Ligações Químicas
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Ligações Químicas
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - - Física - Hidrostática
www.aulaparticularonline.net.br - - Física -  Hidrostáticawww.aulaparticularonline.net.br - - Física -  Hidrostática
www.aulaparticularonline.net.br - - Física - Hidrostática
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Colisão
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Colisãowww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Colisão
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Colisão
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidadewww.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Estudo dos Gases
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Estudo dos Gaseswww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Estudo dos Gases
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Estudo dos Gases
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Dinâmica e Movimento
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Impulso e Quantidade de Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Impulso e Quantidade de Movimentowww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Impulso e Quantidade de Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Impulso e Quantidade de Movimento
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Química Orgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Química Orgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Química Orgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Química Orgânica
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oraçãowww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vidawww.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Regência Verbal
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Regência Verbalwww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Regência Verbal
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Regência Verbal
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Geografia - Reforma Agrária
www.aulaparticularonline.net.br - Geografia -  Reforma Agráriawww.aulaparticularonline.net.br - Geografia -  Reforma Agrária
www.aulaparticularonline.net.br - Geografia - Reforma Agrária
Lucia Silveira
 
www.aulaparticularonline.net.br - Matemática - Produto Notável
www.aulaparticularonline.net.br - Matemática -  Produto Notávelwww.aulaparticularonline.net.br - Matemática -  Produto Notável
www.aulaparticularonline.net.br - Matemática - Produto Notável
Lucia Silveira
 

Mais de Lucia Silveira (20)

www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Velocidade A...
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Óptica
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Ópticawww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Óptica
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Óptica
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Ligações Químicas
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Ligações Químicaswww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Ligações Químicas
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Ligações Químicas
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Leis de N...
 
www.aulaparticularonline.net.br - - Física - Hidrostática
www.aulaparticularonline.net.br - - Física -  Hidrostáticawww.aulaparticularonline.net.br - - Física -  Hidrostática
www.aulaparticularonline.net.br - - Física - Hidrostática
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Colisão
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Colisãowww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Colisão
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Colisão
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidadewww.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Estudo do...
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Estudo dos Gases
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Estudo dos Gaseswww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Estudo dos Gases
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Estudo dos Gases
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Videoaula sobre Exercícios Resolvi...
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Dinâmica e Movimento
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Impulso e Quantidade de Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física -  Impulso e Quantidade de Movimentowww.aulaparticularonline.net.br - Física -  Impulso e Quantidade de Movimento
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Impulso e Quantidade de Movimento
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Química Orgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Química Orgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Química Orgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Química Orgânica
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oraçãowww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
 
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vidawww.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Regência Verbal
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Regência Verbalwww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Regência Verbal
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Regência Verbal
 
www.aulaparticularonline.net.br - Geografia - Reforma Agrária
www.aulaparticularonline.net.br - Geografia -  Reforma Agráriawww.aulaparticularonline.net.br - Geografia -  Reforma Agrária
www.aulaparticularonline.net.br - Geografia - Reforma Agrária
 
www.aulaparticularonline.net.br - Matemática - Produto Notável
www.aulaparticularonline.net.br - Matemática -  Produto Notávelwww.aulaparticularonline.net.br - Matemática -  Produto Notável
www.aulaparticularonline.net.br - Matemática - Produto Notável
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

www.aulaparticularonline.net.br - História – Era Vargas

  • 2. O QUE VAMOS APRENDER SOBRE A ERA VARGAS? •Revolução de 1930 e o governo provisório; •Fim da política café com leite; •Pretexto para a tomada do poder; •A revolução de 1930; •O governo provisório. •A revolta dos paulistanos; •O governo constitucional de Getulio Vargas; •Assembleia constituinte; •A constituição de 1934; •Organização política após a Constituição:integralistas e comunistas;
  • 3. Prepara-se para um regime autoritário;  O Estado Novo;  As vésperas das eleições;  O golpe que instituiu o Estado Novo;  O crescimento da economia brasileira;  A estatização da economia;  A nacionalização do petróleo;  Organização sindical e as leis trabalhistas;  O Brasil na Segunda Guerra Mundial;  Repercussões de guerra no Brasil;  A renúncia de Vargas.
  • 4. REVOLUÇÃO DE 1930 E O GOVERNO PROVISÓRIO Fim da política café com leite. Na primeira república alternavam-se na presidência os representantes dos estados de São Paulo e Minas Gerais, num arranjo político que ficou conhecido como política do café com leite. Essa hegemonia ficou abalada após a crise capitalista de 1929, pois as importações do café diminuíram e queda do preço diminui a força dos grandes cafeicultores também. Além disso, o representante de São Paulo Washington Luis resolveu lançar a candidatura de Júlio Preste, um paulista, quando era a vez de Minas indicarem seu representante.
  • 5. Excluídos com essa atitude, mineiros uniram-se aos gaúchos e fizeram um acordo de se unir contra os paulistas e fundaram assim o partido político conhecido como Aliança Liberal. Acontecia assim uma reorganização política no poder do Brasil.
  • 6. Pretexto para a tomada do poder. Nas eleições de 1930 a aliança liberal lançou as candidaturas de Getulio Vargas governador do Rio Grande do Sul, tendo como vice o governador da Paraíba, João pessoa contra Julio Prestes de São Paulo. Como era de se esperar Júlio Prestes vence. A aliança liberal tinha como propostas eleitorais um incentivo a produtos agrícolas, não só o café, proteção dos trabalhadores, incentivo a indústria, reforma política com a instituição do voto secreto, pois as fraudes das eleições eram comuns.
  • 7. A aliança liberal tinha supostamente aceitado a derrota política de forma pacífica. Mas por motivos ligados a política da Paraíba, o candidato a vice de Vargas na presidência da República, João Pessoa, foi assassinado. Os aliados de Vargas resolveram acusar Washington Luis e organizar uma armada contra o então mais novo presidente.
  • 8. A revolução de 1930 A revolução teve início em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul em outubro de 1930. O movimento ganhou forças nos estados do Nordeste, o que se tornou insustentável a situação de Washington Luis. O presidente por forte pressão renunciou e um grupo de militar ocupou o governo provisoriamente.
  • 10. Em 3 de novembro de 1930 apoiado por militares e grande parte da população participante do movimento, Getulio Vargas tornou-se presidente do Brasil, inaugurando uma nova e longa fase da história de nossa nação.
  • 11. Revisando: O que foi a “Revolução de 1930? Foi um golpe de estado realizado por Vargas e seus aliados políticos para assumir a presidência da República, usando-se do assassinato de seu candidato a vice João Pessoa.
  • 12. O governo Provisório Foi o governo instituído provisoriamente após a revolução de 1930. Foi formada por representantes das oligarquias estaduais e militares que apoiaram o movimento revolucionário. Vargas procurou nomear interventores no lugar dos governadores, homens de força militar e representação nas oligarquias locais, fazendo assim uma união entre governo federal, militares e grandes oligarcas, o que agradaria a todos.
  • 14. A revolta dos Paulistanos A política dos interventores despertou resistência nos estados mais ricos, principalmente em São Paulo. Os paulistanos ficaram indignados com Vargas, por ter retirado o representante que eles haviam elegido e colocado um interventor que não era paulista.
  • 15. Em 9 de julho de 1932 começou em São Paulo uma reação armada contra o governo federal. Essa revolução ficou conhecida como “Revolução Constitucionalista de 1932” que durou 3 meses. Os revolucionários queriam uma nova Constituição e um representante seu no governo de São Paulo.
  • 16. “Revolução Constitucionalista de 1932” Convocação do povo paulistano para lutar contra o governo Federal.
  • 17. “Revolução Constitucionalista de 1932” Governo Revolução de 30 Provisório
  • 18. Revendo: Explique por que ocorreu a “Revolução constitucionalista de 1932”? Pois após assumir o poder com um golpe, Vargas colocou interventores para governar os estados do Brasil. Os interventores eram homens das elites oligárquicas brasileira, e normalmente militares. Mas o interventor escolhido para São Paulo não era um paulista e nem representava os interesse paulistanos, o que gerou a revolta.
  • 19. O GOVERNO CONSTITUCIONAL DE GETULIO VARGAS Assembleia Constituinte Após a revolução constitucionalista Vargas tomou uma série de iniciativas para amenizar a situação de confrontos, muitas cedendo às pressões das elites paulistas. Iniciaram-se em 1932 quando Vargas convocou eleições para a Assembleia Nacional Constituinte, após as longas discussões a nova Constituição foi promulgada em 1934.
  • 20. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Governo Revolução de 30 Provisório
  • 21. A Constituição de 1934 Além de instituir o voto secreto e extensivo à mulher, vamos ver alguns pontos: 1 – Legislação trabalhistas: Proibia a diferença de salário para um mesmo trabalho, regulamentação do trabalho das mulheres e dos menores, do descanso semanal e das férias remuneradas; 2 – Organização sindical: instituição da pluralidade (permissão de mais de um sindicato por setor ou ramo de atividade) e da autonomia sindical; 3 – Educação: ensino primário gratuito e obrigatório, regulamentação do ensino religioso como facultativo nas escolas públicas. Por voto indireto a Assembleia Nacional Constituinte elegeu Getulio Vargas presidente da República com mandato até 1938, e a partir dessa data as eleições para presidente seriam por votos diretos.
  • 22. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical
  • 23. RESPONDA VOCÊ: Quais foram às mudanças ocorridas com a Constituição de 1934? Além de instituir o voto secreto e extensivo à mulher, vamos ver alguns pontos: 1 – Legislação trabalhistas: Proibia a diferença de salário para um mesmo trabalho, regulamentação do trabalho das mulheres e dos menores, do descanso semanal e das férias remuneradas; 2 – Organização sindical: instituição da pluralidade (permissão de mais de um sindicato por setor ou ramo de atividade) e da autonomia sindical; 3 – Educação: ensino primário gratuito e obrigatório, regulamentação do ensino religioso como facultativo nas escolas públicas. Por voto indireto a Assembleia Nacional Constituinte elegeu Getulio Vargas presidente da República com mandato até 1938, e a partir dessa data as eleições para presidente seriam por votos diretos.
  • 24. Organização política após a Constituição: integralistas e comunistas Após a crise de 1929 a população brasileira se articulou em inúmeras greves no Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul. Duas organizações políticas se formaram nesse período: AIB – Ação Integralista Brasileira e ANL – Aliança Nacionalista Libertadora. Vargas não era adepto aberto de nenhuma corrente, mas tendia a reprimir as ações da ANL.
  • 25. AIB – Nacionalistas, os integralistas achavam que a democracia era um regime incapaz de tirar o Brasil da crise. Inspirados em ideias e regimes totalitários, como o fascismo na Itália e o nazismo na Alemanha. Os integralistas eram acima de tudo contra o comunismo.
  • 26. ANL – Esse grupo formou-se com diversos setores descontentes da sociedade brasileira. Opunha-se ao integralismo e ao avanço do nazismo e fascismo na Europa. Com tendência nacionalista, propunha a nacionalização de empresas estrangeiras, a reforma agrária e um governo popular para o Brasil. Nela predominavam os comunistas dirigidos por Luis Carlos Prestes.
  • 27. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política
  • 28. Prepara-se para um regime autoritário Em meados de 1935 o governo fechou a ANL e a transformou em uma organização ilegal. Mesmo ilegalmente a ANL organizou uma revolta armada que pretendia retirar Vargas do poder e colocar Luis Carlos Prestes em seu lugar.
  • 29. Essa revolta ficou conhecida como “Intentona Comunista” e se restringiu às cidades de Natal, Recife e Rio de Janeiro. A revolta foi facilmente reprimida pelo governo federal que decretou o estado de sítio. Vargas condenou Luis Carlos Prestes a 30 anos de prisão e sua esposa Olga Benário foi deportada para a Alemanha, onde morreu em um campo de concentração.
  • 30. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Comunista
  • 31. O ESTADO NOVO As vésperas das eleições. Como tinha sido estipulado na constituição de 1934 as eleições aconteceriam em 1937 e o novo presidente seria eleito de forma direta assumindo em 1938. As campanhas já tinham começado e o paulista Armando de Sales Oliveira se lançou candidato à presidência, e apoiado pelo governo disputava o escritor paraibano José Américo Almeida.
  • 32. Vargas mantinha uma postura dúbia, publicamente apoiava e defendia as eleições. Mas nos bastidores preparava um golpe para permanecer no poder. Apoiado pelos militares, só faltava o pretexto para suspender as eleições e anunciar sua continuidade no governo. O que faltava para o golpe se concretizar? ??
  • 33. O golpe que instituiu o Estado Novo O motivo alegado por Vargas para manter- se no governo foi o Plano Cohen, um suposto plano comunista para a tomada do poder. Mas tudo não passou de uma farsa, o plano foi elaborado pelos integralistas e aproveitado por chefes de militares do próprio governo de Vargas.
  • 34. Em 10 de novembro de 1937 as tropas federais fecharam o Congresso Nacional e no mesmo dia Getulio Vargas em transmissão pelo rádio informou a instituição do Estado Novo. Os partidos políticos foram dissolvidos, os governadores dos estados foram novamente substituídos por interventores. Vargas suspendeu os direitos democráticos instituídos pela Constituição e permaneceu no poder, suspendendo as eleições. Nos anos seguintes, até 1945, o Brasil viveu sob uma ditadura comandada por Getulio Vargas.
  • 35. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Plano Estado Comunista Cohen Novo
  • 36. Respondendo Juntos: Como Vargas organizou o golpe que instituiu o “Estado Novo”? Após a Intentona Comunista, Vargas forjou um suposto golpe de Estado que queria tirá-lo do poder, esse golpe ficou conhecido como Plano Cohen. Assim pôde se aproveitar do estado de sítio que estava decretado desde a Intentona e assume o poder de forma ditatorial.
  • 37. O crescimento da economia brasileira Antes mesmo da 2ª Guerra Mundial ter se expandido, o governo dos EUA percebeu que a guerra poderia se expandir pelo mundo. Por isso começou uma política de aproximação com o Brasil, pois teria assim um forte aliado na América do Sul. O governo brasileiro assinou contratos comerciais que favoreciam ao Brasil. Nos primeiros anos de conflito o preço da matéria- prima e dos produtos agrícolas, que eram a base da exportação do Brasil, subiu no mercado internacional melhorando a economia do país.
  • 38. Os EUA reduziram a produção de artigos industrializados, o que estimulou o Brasil a produzir bens e mercadorias que até então eram importados, começou assim a implantação de um parque industrial nacional.
  • 39. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Plano Estado Comunista Cohen Novo Crescimento Econômico
  • 40. A estatização da economia. Durante o Estado Novo a economia brasileira foi marcada pela forte intervenção do estado e criação de conselhos regulatórios como: Conselho Nacional do Petróleo (CNP), Superintendência da Moeda e do Crédito, Companhia Vale do Rio Doce, Companhia Hidrelétrica do São Francisco, Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). Esses setores de base foram fundamentais para o crescimento que o Brasil viveu no Estado Novo.
  • 41. A nacionalização do Petróleo O Conselho Nacional do Petróleo, criado em 1938, tinha como função regular a exploração do petróleo do país. De um lado estavam os nacionalistas, que desejavam que a exploração do petróleo fosse feita somente por companhias brasileiras. De outro lado existiam os que defendiam a abertura da exploração para empresas estrangeiras.
  • 42. “O petróleo é nosso” Começou a campanha “O petróleo é nosso” onde e 1947 militares, nacionalistas, jornalistas e estudantes formaram um grupo que tinha como uma das principais lideranças Monteiro Lobato.
  • 43. Monteiro foi um grande líder desse movimento, ele acreditava que o petróleo tinha uma importante estratégia e fundamental para o desenvolvimento nacional. Criou um personagem chamado “Jeca Tatu”, um caipira que se tornou um ícone nacional na luta pelo petróleo. Por suas posições, Lobato foi preso duas vezes durante a ditadura de Vargas.
  • 44. A linha nacionalista venceu e em 1953 foi criada a Petrobrás, que tinha o monopólio sobe as atividades petrolíferas das jazidas do Brasil. Petrobrás!!!
  • 45. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Plano Estado Comunista Cohen Novo Crescimento Estatização da Econômico Economia
  • 46. Organização sindical e as leis trabalhistas. Com a aceleração do processo industrial, os trabalhadores urbanos se tornaram uma preocupação central do Estado Novo, novas leis para disciplinas para os sindicatos e regulamentadoras do trabalho começaram a surgir.
  • 47. 1 – Os sindicatos foram organizados por categorias profissional e passaram a ser totalmente controlados pelo Estado. 2 – Instituiu-se a Justiça do Trabalho para conciliar os conflitos entre patrões e empregados. Foi também criado o imposto sindical, que vigora até hoje, e equivale ao valor de um dia de trabalho descontado do salário,para ser repassado aos sindicatos e ao Ministério do Trabalho.
  • 48. 3 – Criou-se o salário mínimo e foi elaborada a Consolidação das leis do Trabalho (CLT), um conjunto de normas que reuniu conquistas dos trabalhadores, como a proibição do trabalho para menores de 14 anos, a garantia de igualdade salarial entre homens e mulheres e a jornada diária de 8 horas de trabalho. O controle exercido sobre os sindicatos e a aplicação da legislação trabalhistas serviam como instrumento de propaganda perante as classes trabalhadoras.
  • 49. O Brasil na Segunda Guerra Mundial A guerra teve início em 1939, mas o Brasil só aderiu em 1942. Em troca de financiamento para construir a Companhia Siderúrgica Nacional e para modernizar as Forças Armadas, o Brasil permitiu que as tropas dos EUA se instalassem no Nordeste e passassem a fornecer borracha e minérios para a indústria dos países aliados.
  • 50. A Alemanha afundou com seus submarinos os navios mercantes brasileiros, matando 600 pessoas. Diante disso o Brasil entrou na guerra em 1942 declarando guerra ao Eixo. Depois de dois anos foram enviadas tropas para combater os nazistas na Itália, essas tropas ficaram conhecidas como FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA (FEB).
  • 51. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Plano Estado Comunista Cohen Novo Crescimento Estatização da Econômico Economia Brasil na 2° Guerra
  • 52. Repercussões de guerra no Brasil Durante a guerra o Brasil passou por problemas de abastecimentos de produtos de primeira necessidade como combustível, remédio, tecido e trigo. As atividades relacionadas a emigrantes italianos, alemães e japoneses passaram a ser monitorada. No sul as colônias italianas e alemãs passaram a ser vigiadas, proibiu-se o ensino de língua estrangeira nas escolas (se ensinava italiano e alemão nas colônias). Os clubes de futebol que tinha em seu nome referências a países do Eixo tiveram de mudar seus nomes, o Societá Sportiva Palestra Itália passou a ser chamado Cruzeiro Esporte Clube e o Palestra Itália de São Paulo passou a se chamar Palmeiras.
  • 53. A renúncia de Vargas Ao final da 2ª Guerra, quando todas as ditaduras com regime fascistas e nazistas foram derrotadas, a situação de Vargas se tornou insustentável. Como uma ditadura brasileira teria lutado contra as ditaduras européias do lado dos aliados? No interior do Brasil as oposições exigiam mudanças. Liderados pela UNE, União Nacional dos Estudantes, os estudantes se opuseram contra o governo, a elite liberal de Minas Gerais lançou luta contra a ditadura e ficou conhecido como “Manifesto dos Mineiros”.
  • 54. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Plano Estado Comunista Cohen Novo Crescimento Estatização da Econômico Economia Brasil na 2° Guerra Renúncia de Vargas
  • 55. Revisando: Por que ficou tão difícil Vargas manter sua ditadura após a 2ª Guerra Mundial? Ao final da 2ª Guerra, quando todas as ditaduras com regime fascistas e nazistas foram derrotadas, a situação de Vargas se tornou insustentável. Como uma ditadura brasileira teria lutado contra as ditaduras européias do lado dos aliados?
  • 56. Eu Após inúmeras voltarei!!!! manifestações públicas começou a ficar impossível reprimir com violência e intolerância a todas. Assim pressionado pelos militares (mesmo grupo que o conduziu ao poder em 1930),Getulio Vargas foi obrigado a ceder e renunciar o poder em 1945.
  • 57. “Revolução Constitucionalista Constituição de de 1932” 34 Educação Governo Legislação constitucionalista trabalhista Governo Revolução de 30 Organização Provisório sindical Liberdade AIB / ALN política Intentona Plano Estado Comunista Cohen Novo Crescimento Estatização da Econômico Economia Brasil na 2° Guerra Renúncia de Vargas
  • 58. BIBLIOGRAFIA COTRIN, Gilberto. História Global , Brasil e Geral . Editora Saraiva , 2009. FIGUEIRA, Divalte Garcia ; VARGAS, João Tristan Para entender história. Editora Saraiva , 2009. BOULOS, Alfredo Junior. História, Sociedade e Cidadania. Editora FTD , 2009. DREGER ,Ricardo ; TOLEDO, Eliete. Nova História. Conceito e procedimento. Editora Atual , 2009.