SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Módulo 3
Processos Cognitivos
O Esquecimento
Psicologia – Ensino Profissional
Profª Isaura Silva
Definição
Incapacidade de recordar um conteúdo
que foi memorizado, sendo, por vezes,
encarado como algo de negativo, um pro­
blema da memória ou mesmo uma
doença.
 Na verdade, ele é necessário à própria
memória – através do esquecimento
libertamo-nos de conteúdos que já não são
úteis ou necessários, havendo, portanto, uma
seleção dos registos armazenados.
 A memória, como qualquer outra capacidade
ou característica psicológica, funciona
segundo um princípio de economia.
 Na memória sensorial e na memória a
curto prazo, o papel do esquecimento
é evidente, uma vez que só é possível
registar eficazmente novas
informações se as anteriores (ou pelo
menos algumas delas) forem
apagadas.
 Através do esquecimento,
desaparecem da memória a longo
prazo alguns dados que, se tal não
acontecesse, poderiam causar-nos
problemas psicológicos, dificultando a
aquisição de novos conteúdos.
 Na memória sensorial e na memória a
curto prazo, o papel do esquecimento
é evidente, uma vez que só é possível
registar eficazmente novas
informações se as anteriores (ou pelo
menos algumas delas) forem
apagadas.
 Através do esquecimento,
desaparecem da memória a longo
prazo alguns dados que, se tal não
acontecesse, poderiam causar-nos
problemas psicológicos, dificultando a
aquisição de novos conteúdos.
Função
Seletiva
 A memória transforma a
informação guardada
 A memória transforma a
informação guardada
Caráter
Adaptativo
Fatores que Explicam o
Esquecimento
O esquecimento pode ocorrer pela ação de
diversos fatores, descre­vendo-se em
seguida alguns deles, apresentados por
diferentes teorias.
Esquecimento Regressivo
Com o
envelhecimento, as
capacidades mnésicas
diminuem em
consequência da
perda de qualidades
progressiva dos
tecidos cerebrais.
 Surgem dificuldades em
adquirir novos
conhecimentos,
evocação de nomes de
pessoas conhecidas e
de acontecimentos
relativos ao passado
recente.
 A capacidade de
atenção e de
concentração diminui.
 Surgem dificuldades em
adquirir novos
conhecimentos,
evocação de nomes de
pessoas conhecidas e
de acontecimentos
relativos ao passado
recente.
 A capacidade de
atenção e de
concentração diminui.
Esquecimento Motivado
(Motivações inconscientes)
 Segundo Freud,
existem motivações
inconscientes que nos
levam a esquecer
determinados
conteúdos
indesejáveis ou
prejudiciais ao nosso
bem-estar psicológico.
 Mecanismo de defesa
– Recalcamento
 consiste em enviar para o
inconsciente conteúdos
traumáticos, recordações
angustiantes ou amea­
çadoras que causam mal-
estar ao indivíduo;
 tornam-se, então,
incapazes de serem
recordados
voluntariamente, sendo,
por isso, "esquecidos".
 consiste em enviar para o
inconsciente conteúdos
traumáticos, recordações
angustiantes ou amea­
çadoras que causam mal-
estar ao indivíduo;
 tornam-se, então,
incapazes de serem
recordados
voluntariamente, sendo,
por isso, "esquecidos".
Interferência de novas
aprendizagens
Os conteúdos armazenados podem ser
afetados pela aprendizagem e
memorização de outras informações: a
pessoa não consegue recor­dar
determinado conteúdo porque ele se
encontra "misturado" com outras
recordações.
a) Inibição retroativa
processo através do qual as memórias
recentes perturbam a capacidade de
recordar memórias mais antigas
Teste de Inglês
Estudo de Inglês Estudo de Francês
Tempo
b) Inibição proactiva
processo através do qual as memórias
antigas perturbam a capacidade de
recordar memórias recentes.
Teste de Inglês
Estudo de Inglês Estudo de Francês
Tempo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1psicologiaazambuja
 
Processos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - ResumoProcessos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - ResumoJorge Barbosa
 
Processos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A PercepçãoProcessos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A PercepçãoJorge Barbosa
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasAna Tapadas
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesGijasilvelitz 2
 
Resumos Exame Nacional Português 12º ano
Resumos Exame Nacional Português 12º ano Resumos Exame Nacional Português 12º ano
Resumos Exame Nacional Português 12º ano Paula Pereira
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosRui Matos
 
O amor em Memorial do Convento
O amor em Memorial do ConventoO amor em Memorial do Convento
O amor em Memorial do ConventoAntónio Teixeira
 
Psicologia b – tema 2 percepção
Psicologia b – tema 2 percepçãoPsicologia b – tema 2 percepção
Psicologia b – tema 2 percepçãoSilvia Revez
 
Mensagem - D. Sebastião Rei de Portugal
Mensagem - D. Sebastião Rei de PortugalMensagem - D. Sebastião Rei de Portugal
Mensagem - D. Sebastião Rei de PortugalMaria Teixiera
 

Mais procurados (20)

Psicologia 12º
Psicologia 12ºPsicologia 12º
Psicologia 12º
 
Memoria
MemoriaMemoria
Memoria
 
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
Módulo 2 – o desenvolvimento humano 1
 
Processos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - ResumoProcessos Cognitivos - Resumo
Processos Cognitivos - Resumo
 
Memória
MemóriaMemória
Memória
 
A memória
A memóriaA memória
A memória
 
Processos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A PercepçãoProcessos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A Percepção
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
 
Inteligência
InteligênciaInteligência
Inteligência
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Ricardo Reis
Ricardo ReisRicardo Reis
Ricardo Reis
 
Perceção
PerceçãoPerceção
Perceção
 
Resumos Exame Nacional Português 12º ano
Resumos Exame Nacional Português 12º ano Resumos Exame Nacional Português 12º ano
Resumos Exame Nacional Português 12º ano
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
 
O amor em Memorial do Convento
O amor em Memorial do ConventoO amor em Memorial do Convento
O amor em Memorial do Convento
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Psicologia b – tema 2 percepção
Psicologia b – tema 2 percepçãoPsicologia b – tema 2 percepção
Psicologia b – tema 2 percepção
 
Mensagem - D. Sebastião Rei de Portugal
Mensagem - D. Sebastião Rei de PortugalMensagem - D. Sebastião Rei de Portugal
Mensagem - D. Sebastião Rei de Portugal
 

Semelhante a O esquecimento

PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdfPROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdfvilcielepazebem
 
Transtorno da memória
Transtorno da memóriaTranstorno da memória
Transtorno da memóriaAndré Assis
 
Neuro pp. slides 6. 1 dificuldades na linguagem
Neuro pp. slides  6. 1 dificuldades na linguagemNeuro pp. slides  6. 1 dificuldades na linguagem
Neuro pp. slides 6. 1 dificuldades na linguagemRosane Jeronymo
 
Cognicao humana para sala de aula
Cognicao humana para sala de aulaCognicao humana para sala de aula
Cognicao humana para sala de aulaAmyris Fernandez
 
Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses
Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das NeurosesCurso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses
Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das NeurosesTacio Aguiar
 
Seminário prof. dra. daniela barros
Seminário prof. dra. daniela barrosSeminário prof. dra. daniela barros
Seminário prof. dra. daniela barrostvf
 
psicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
psicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaapsicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
psicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaRafaelaQueiros
 
Teoria psicanalítica
Teoria psicanalíticaTeoria psicanalítica
Teoria psicanalíticaEdleusa Silva
 

Semelhante a O esquecimento (20)

Esquecimento
EsquecimentoEsquecimento
Esquecimento
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdfPROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdf
PROCESSOS PSICOLOGICOS BASICOSMEMÓRIA PPB.pdf
 
Pensamento
PensamentoPensamento
Pensamento
 
Curso de memorizacao
Curso de memorizacaoCurso de memorizacao
Curso de memorizacao
 
Memória 2014
Memória 2014Memória 2014
Memória 2014
 
Transtorno da memória
Transtorno da memóriaTranstorno da memória
Transtorno da memória
 
Pro cog a_memória
Pro cog a_memóriaPro cog a_memória
Pro cog a_memória
 
Neuro pp. slides 6. 1 dificuldades na linguagem
Neuro pp. slides  6. 1 dificuldades na linguagemNeuro pp. slides  6. 1 dificuldades na linguagem
Neuro pp. slides 6. 1 dificuldades na linguagem
 
MEMÓRIA: TIPO E MECANISMO
MEMÓRIA: TIPO E MECANISMOMEMÓRIA: TIPO E MECANISMO
MEMÓRIA: TIPO E MECANISMO
 
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.pptAMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
 
Cognicao humana para sala de aula
Cognicao humana para sala de aulaCognicao humana para sala de aula
Cognicao humana para sala de aula
 
Psicologia tema 2
Psicologia tema 2Psicologia tema 2
Psicologia tema 2
 
Psicologia: Cognição
Psicologia:  Cognição Psicologia:  Cognição
Psicologia: Cognição
 
Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses
Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das NeurosesCurso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses
Curso O Desenvolvimento Infantil - Módulo A Etiologia das Neuroses
 
Seminário prof. dra. daniela barros
Seminário prof. dra. daniela barrosSeminário prof. dra. daniela barros
Seminário prof. dra. daniela barros
 
A Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
A Neurociência e os Transtornos de AprendizagemA Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
A Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
 
psicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
psicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaapsicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
psicologiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
 
Mecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do egoMecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do ego
 
Teoria psicanalítica
Teoria psicanalíticaTeoria psicanalítica
Teoria psicanalítica
 
Aula 5 memória
Aula 5 memóriaAula 5 memória
Aula 5 memória
 

Mais de psicologiaazambuja (20)

A motivação
A motivaçãoA motivação
A motivação
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Processos cognitivos a inteligência
Processos cognitivos  a inteligênciaProcessos cognitivos  a inteligência
Processos cognitivos a inteligência
 
Processos cognitivos o pensamento
Processos cognitivos  o pensamentoProcessos cognitivos  o pensamento
Processos cognitivos o pensamento
 
Memória a longo prazo
Memória a longo prazoMemória a longo prazo
Memória a longo prazo
 
Memória1
Memória1Memória1
Memória1
 
Desenvolvimento velhice
Desenvolvimento velhiceDesenvolvimento velhice
Desenvolvimento velhice
 
Desenvolvimento idade adulta
Desenvolvimento idade adultaDesenvolvimento idade adulta
Desenvolvimento idade adulta
 
Desenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescênciaDesenvolvimento adolescência
Desenvolvimento adolescência
 
Desenvolvimento infância
Desenvolvimento infânciaDesenvolvimento infância
Desenvolvimento infância
 
Desenvolvimento prénatal
Desenvolvimento prénatalDesenvolvimento prénatal
Desenvolvimento prénatal
 
Donald super e o desenvolvimento profissional
Donald super e o desenvolvimento profissionalDonald super e o desenvolvimento profissional
Donald super e o desenvolvimento profissional
 
Erikson e o desenvolvimento psicossocial
Erikson e o desenvolvimento psicossocialErikson e o desenvolvimento psicossocial
Erikson e o desenvolvimento psicossocial
 
Freud e o desenvolvimento
Freud e o desenvolvimentoFreud e o desenvolvimento
Freud e o desenvolvimento
 
Life span piaget
Life span piagetLife span piaget
Life span piaget
 
Trabalho de pares correçao
Trabalho de pares correçaoTrabalho de pares correçao
Trabalho de pares correçao
 
Integração das dimensões cognitiva e afetiva do comportamento
Integração das dimensões cognitiva e afetiva do comportamentoIntegração das dimensões cognitiva e afetiva do comportamento
Integração das dimensões cognitiva e afetiva do comportamento
 
Resgate do conceito de mente
Resgate do conceito de menteResgate do conceito de mente
Resgate do conceito de mente
 
Psic doc5 m1
Psic doc5 m1Psic doc5 m1
Psic doc5 m1
 
Psic doc4 m1
Psic doc4 m1Psic doc4 m1
Psic doc4 m1
 

Último

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 

Último (20)

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 

O esquecimento

  • 1. Módulo 3 Processos Cognitivos O Esquecimento Psicologia – Ensino Profissional Profª Isaura Silva
  • 2. Definição Incapacidade de recordar um conteúdo que foi memorizado, sendo, por vezes, encarado como algo de negativo, um pro­ blema da memória ou mesmo uma doença.
  • 3.  Na verdade, ele é necessário à própria memória – através do esquecimento libertamo-nos de conteúdos que já não são úteis ou necessários, havendo, portanto, uma seleção dos registos armazenados.  A memória, como qualquer outra capacidade ou característica psicológica, funciona segundo um princípio de economia.
  • 4.  Na memória sensorial e na memória a curto prazo, o papel do esquecimento é evidente, uma vez que só é possível registar eficazmente novas informações se as anteriores (ou pelo menos algumas delas) forem apagadas.  Através do esquecimento, desaparecem da memória a longo prazo alguns dados que, se tal não acontecesse, poderiam causar-nos problemas psicológicos, dificultando a aquisição de novos conteúdos.  Na memória sensorial e na memória a curto prazo, o papel do esquecimento é evidente, uma vez que só é possível registar eficazmente novas informações se as anteriores (ou pelo menos algumas delas) forem apagadas.  Através do esquecimento, desaparecem da memória a longo prazo alguns dados que, se tal não acontecesse, poderiam causar-nos problemas psicológicos, dificultando a aquisição de novos conteúdos. Função Seletiva
  • 5.  A memória transforma a informação guardada  A memória transforma a informação guardada Caráter Adaptativo
  • 6. Fatores que Explicam o Esquecimento O esquecimento pode ocorrer pela ação de diversos fatores, descre­vendo-se em seguida alguns deles, apresentados por diferentes teorias.
  • 7. Esquecimento Regressivo Com o envelhecimento, as capacidades mnésicas diminuem em consequência da perda de qualidades progressiva dos tecidos cerebrais.  Surgem dificuldades em adquirir novos conhecimentos, evocação de nomes de pessoas conhecidas e de acontecimentos relativos ao passado recente.  A capacidade de atenção e de concentração diminui.  Surgem dificuldades em adquirir novos conhecimentos, evocação de nomes de pessoas conhecidas e de acontecimentos relativos ao passado recente.  A capacidade de atenção e de concentração diminui.
  • 8. Esquecimento Motivado (Motivações inconscientes)  Segundo Freud, existem motivações inconscientes que nos levam a esquecer determinados conteúdos indesejáveis ou prejudiciais ao nosso bem-estar psicológico.  Mecanismo de defesa – Recalcamento  consiste em enviar para o inconsciente conteúdos traumáticos, recordações angustiantes ou amea­ çadoras que causam mal- estar ao indivíduo;  tornam-se, então, incapazes de serem recordados voluntariamente, sendo, por isso, "esquecidos".  consiste em enviar para o inconsciente conteúdos traumáticos, recordações angustiantes ou amea­ çadoras que causam mal- estar ao indivíduo;  tornam-se, então, incapazes de serem recordados voluntariamente, sendo, por isso, "esquecidos".
  • 9. Interferência de novas aprendizagens Os conteúdos armazenados podem ser afetados pela aprendizagem e memorização de outras informações: a pessoa não consegue recor­dar determinado conteúdo porque ele se encontra "misturado" com outras recordações.
  • 10. a) Inibição retroativa processo através do qual as memórias recentes perturbam a capacidade de recordar memórias mais antigas Teste de Inglês Estudo de Inglês Estudo de Francês Tempo
  • 11. b) Inibição proactiva processo através do qual as memórias antigas perturbam a capacidade de recordar memórias recentes. Teste de Inglês Estudo de Inglês Estudo de Francês Tempo