SlideShare uma empresa Scribd logo
Notícia – gênero textual
Professora Ana Lúcia Moura Neves
O que é notícia?
Texto jornalístico de cunho informativo
que tende a tratar os fatos de forma
imparcial.
Imagine se a história da Chapeuzinho
Vermelho fosse verdadeira. Como ela
seria contada na imprensa do Brasil?
Jornal Nacional – (William Bonner):
“Boa noite. Uma menina quase chegou a
ser devorada por um lobo na noite de
ontem…”
(Patrícia Poeta): “…mas a atuação de um
lenhador evitou a tragédia.”
Encontro com Fátima Bernardes –
‘…que gracinha, gente! Vocês não vão
acreditar, mas essa menina linda aqui foi
retirada viva da barriga de um lobo, não
é mesmo?’
Cidade Alerta (Marco Rezende):
‘…onde é que a gente vai parar, cadê as
autoridades? Cadê as autoridades? A
menina ia pra casa da vovozinha a pé!
Não tem transporte público! Não tem
transporte público! E foi devorada viva…
um lobo, um lobo safado. Põe na tela,
Percival! Porque eu falo mesmo, não
tenho medo de lobo, não tenho medo de
Superpop (Luciana Gimenez): ‘Geeente!
Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador
e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e
que não paga pensão aos filhos há mais
de um ano. Abafa o caso!’
Globo Repórter (Chamada do
programa): ‘Tara? Fetiche? Violência? O
que leva alguém a comer, na mesma
noite, uma idosa e uma adolescente? O
Globo Repórter conversou com
psicólogos, antropólogos e com amigos e
parentes do Lobo, em busca da resposta.
E uma revelação: casos semelhantes
acontecem dentro dos próprios lares das
vítimas, que silenciam por medo. Hoje,
no Globo Repórter.’
DiscoveryChannelVamosdeterminar
seépossívelumapessoaserengolida
vivaesobreviver.
Correio Braziliense – Em
protesto contra o GDF,
Lobo come a vovó e a
Chapeuzinho.
Jornal de Brasília –
Promoção do mês: junte 20
selos mais 19,90 e troque
por uma capa vermelha
igual à da Chapeuzinho!
Hora H – Lenhador passou
o rodo e mandou lobo
pedófilo pro saco!
Aqui DF – Sangue e
tragédia na casa da vovó.
O Globo – Dilma apoia
ONG do lenhador ligado ao
PT, que matou um lobo
para salvar menor de idade
carente.
Revista Veja – Dilma
sabia das intenções do
Lobo.
Revista Cláudia – Como
chegar à casa da vovozinha
sem se deixar enganar
pelos lobos no caminho.
Revista Nova – 9 dicas de
como ser devorada por um
lobo. Saiba o que vestir,
que perfume usar, entre
outras dicas arrasadoras
para essa aventura
excitante!
Revista Caras – Na
banheira de
hidromassagem,
Chapeuzinho fala a CARAS:
‘Até ser devorada, eu não
dava valor pra muitas
coisas na vida. Hoje, sou
outra pessoa.’
Revista
Superinteressante
–
Com
o
o
cristianism
o
construiu
a
im
agem
do
Lobo
“Mau”.
Revista Tititi – Lenhador e
Chapeuzinho flagrados em
clima romântico em jantar
no Rio.
Características do gênero NOTÍCIA
 É curta;
 Relata fatos verdadeiros e recentes;
 Apresenta nível de linguagem corrente (nem muito
erudita, nem cheia de vícios);
 Deve ser objetiva e impessoal, ou seja,
 narrada em 3ª pessoa;
 sem valorações (adjetivos);
 sem opinião pessoal do escritor.
Estrutura da NOTÍCIA
 Título ou Manchete – tem como objetivo chamar a
atenção do leitor para a notícia;
 Subtítulo – complementa o título com mais alguma
informação importante e/ou chamativa;
 Lide (do inglês lead) – É o 1º parágrafo da notícia.
Deve responder às perguntas quem?, o quê?, onde?
e quando?.
 Corpo do texto – É o desenvolvimento da notícia Traz
mais informações sobre o ocorrido, geralmente
respondendo às perguntas como?, por quê?, para
quê? e apresentando as consequências.
Nas notícias a
seguir, identifique as
partes de sua
estrutura.
Proposta de Redação
Com as indicações seguintes, produza uma notícia.
• Você está no ano de 1850;
• Escolha entre escrever para um desses dois jornais:
“Correio da Colônia” ou “Diário da Senzala”;
• Quem – um traficante de escravos;
• O quê – foi preso;
• Quando – No dia anterior;
• Onde – No porto de Cabo Frio-RJ.
Exemplo de notícia produzida por aluno
21/05/1850
TRAFICANTE PRESO NO RIO
Cássio Goes para Correio da Colônia
O traficante de escravos Pedro Gusmão, foi preso ontem, no porto de Cabo
Frio-RJ.
Ele foi capturado no momento em que desembarcava os escravos no
porto. “Ele estava sendo observado desde o momento em que
desembarcou na África”, disse o comandante da marinha brasileira.
Pedro Gusmão iria levar os escravos para uma fazenda e de lá venderia-os
para outros coronéis. Gusmão alega estar sendo coagido a praticar o
tráfico, “meu patrão me obrigou, ele esta com minha família, eles seriam
mortos se eu não fizesse o que pedisse”, disse o traficante.
Os oficiais o levaram para o presídio. Os escravos continuam no porto sob
a supervisão da marinha. Não se sabe o que acontecerá com eles.
Outro exemplo:
FOI PRESO NA TARDE DE ONTEM UM TRAFICANTE
DE ESCRAVOS, EUROPEU, NO PORTO DE CABO
FRIO, RJ
Bruna Stéfane, para o Correio da Colônia
Na tarde de ontem, o traficante Teodoro Ignácio de Vaz, foi preso no
porto de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. O fato ocorreu devido ao
tenente Francisco de Oliveira Filho ter desconfiado da demorar para
o descarregamento do navio que segundo o traficante estava
carregado de galinhas.
“Fui injustiçado, este não era o navio o qual eu esperava, deve ter
havida algum engano com os portos.”, contesta o traficante que se
encontra na penitenciária do Rio de Janeiro.
Adequação da linguagem
 Observe que os dois alunos escolheram escrever para um jornal voltado a um
público dominante.
 É interessante, como exercício de adequação linguística, que você tente produzir
a mesma notícia, só que, desta, vez, para outro público, o que seria contemplado
pelo jornal “Diário da Senzala”.
 BOM TRABALHO!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
Andrea Dutra
 
Diferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opiniãoDiferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opinião
Eliete Sampaio Farneda
 
SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.
Tissiane Gomes
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
Mary Alvarenga
 
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhosGênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
Alice Nogueira
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 
SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.
Tissiane Gomes
 
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalSequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Adriana Melo
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
Natália Moura
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Gracita Fraga
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
Editora Moderna
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
Pibid Letras UEA
 
Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
Ana Castro
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
Luis Carlos Santos
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
Maurício Marques
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 

Mais procurados (20)

Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
 
Diferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opiniãoDiferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opinião
 
SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.SLIDES – TIRINHAS.
SLIDES – TIRINHAS.
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
 
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhosGênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.
 
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalSequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
 
Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 

Semelhante a Notícia gênero textual

notícia.pdf
notícia.pdfnotícia.pdf
notícia.pdf
PAULOMOREIRA613632
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
Ramilson Saldanha
 
Historia chapeuzinho vermelho
Historia chapeuzinho vermelhoHistoria chapeuzinho vermelho
Historia chapeuzinho vermelho
Rodrigo Santos
 
Material AVULSO (MÓDULO V)
Material AVULSO  (MÓDULO V)Material AVULSO  (MÓDULO V)
Material AVULSO (MÓDULO V)
Priscila Santana
 
O capuchinho vermelho
O capuchinho vermelhoO capuchinho vermelho
O capuchinho vermelho
Jose Pinto Cardoso
 
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serieProva da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
Claudia Valério
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho Vermelho
Tatiane Rauber Dedé
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
isetemt
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
SANTINT
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
Daniela Teixeira
 
LENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORES
LENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORESLENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORES
LENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORES
Adriana Matheus
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
AnaAugustaLagesZuqui
 
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxD1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
SheilaFernandes41
 
Oficinas de escrita
Oficinas de escritaOficinas de escrita
Oficinas de escrita
davidaaduarte
 
Diz105
Diz105Diz105
Diz105
Diz105Diz105
Avaliação 1
Avaliação 1Avaliação 1
Avaliação 1
Rosemeire Morais
 
Registos LíNgua
Registos LíNguaRegistos LíNgua
Registos LíNgua
armindaalmeida
 
Avaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º anoAvaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Simulado de portugues 9ano
Simulado de portugues 9anoSimulado de portugues 9ano
Simulado de portugues 9ano
Wendell Sena
 

Semelhante a Notícia gênero textual (20)

notícia.pdf
notícia.pdfnotícia.pdf
notícia.pdf
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Historia chapeuzinho vermelho
Historia chapeuzinho vermelhoHistoria chapeuzinho vermelho
Historia chapeuzinho vermelho
 
Material AVULSO (MÓDULO V)
Material AVULSO  (MÓDULO V)Material AVULSO  (MÓDULO V)
Material AVULSO (MÓDULO V)
 
O capuchinho vermelho
O capuchinho vermelhoO capuchinho vermelho
O capuchinho vermelho
 
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serieProva da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho Vermelho
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
 
LENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORES
LENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORESLENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORES
LENDAS URBANAS - MITOS E FOLCORES
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxD1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
 
Oficinas de escrita
Oficinas de escritaOficinas de escrita
Oficinas de escrita
 
Diz105
Diz105Diz105
Diz105
 
Diz105
Diz105Diz105
Diz105
 
Avaliação 1
Avaliação 1Avaliação 1
Avaliação 1
 
Registos LíNgua
Registos LíNguaRegistos LíNgua
Registos LíNgua
 
Avaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º anoAvaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º ano
 
Simulado de portugues 9ano
Simulado de portugues 9anoSimulado de portugues 9ano
Simulado de portugues 9ano
 

Mais de Ana Lúcia Moura Neves

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Ana Lúcia Moura Neves
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
Ana Lúcia Moura Neves
 
Texto dissertativo expositivo
Texto dissertativo expositivoTexto dissertativo expositivo
Texto dissertativo expositivo
Ana Lúcia Moura Neves
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Ana Lúcia Moura Neves
 
Resumo - gênero textual
Resumo - gênero textualResumo - gênero textual
Resumo - gênero textual
Ana Lúcia Moura Neves
 
Paralelismo sintático e semântico
Paralelismo sintático e semânticoParalelismo sintático e semântico
Paralelismo sintático e semântico
Ana Lúcia Moura Neves
 
Contra-argumentação
Contra-argumentaçãoContra-argumentação
Contra-argumentação
Ana Lúcia Moura Neves
 
Literatura brasileira resumo
Literatura brasileira resumoLiteratura brasileira resumo
Literatura brasileira resumo
Ana Lúcia Moura Neves
 
Tipos de argumentação
Tipos de argumentaçãoTipos de argumentação
Tipos de argumentação
Ana Lúcia Moura Neves
 
Funções sintáticas
Funções sintáticasFunções sintáticas
Funções sintáticas
Ana Lúcia Moura Neves
 
Inferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendidoInferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendido
Ana Lúcia Moura Neves
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase

Mais de Ana Lúcia Moura Neves (12)

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
 
Texto dissertativo expositivo
Texto dissertativo expositivoTexto dissertativo expositivo
Texto dissertativo expositivo
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Resumo - gênero textual
Resumo - gênero textualResumo - gênero textual
Resumo - gênero textual
 
Paralelismo sintático e semântico
Paralelismo sintático e semânticoParalelismo sintático e semântico
Paralelismo sintático e semântico
 
Contra-argumentação
Contra-argumentaçãoContra-argumentação
Contra-argumentação
 
Literatura brasileira resumo
Literatura brasileira resumoLiteratura brasileira resumo
Literatura brasileira resumo
 
Tipos de argumentação
Tipos de argumentaçãoTipos de argumentação
Tipos de argumentação
 
Funções sintáticas
Funções sintáticasFunções sintáticas
Funções sintáticas
 
Inferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendidoInferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendido
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase
Paráfrase
 

Último

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 

Notícia gênero textual

  • 1. Notícia – gênero textual Professora Ana Lúcia Moura Neves
  • 2. O que é notícia? Texto jornalístico de cunho informativo que tende a tratar os fatos de forma imparcial.
  • 3. Imagine se a história da Chapeuzinho Vermelho fosse verdadeira. Como ela seria contada na imprensa do Brasil? Jornal Nacional – (William Bonner): “Boa noite. Uma menina quase chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem…” (Patrícia Poeta): “…mas a atuação de um lenhador evitou a tragédia.” Encontro com Fátima Bernardes – ‘…que gracinha, gente! Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?’ Cidade Alerta (Marco Rezende): ‘…onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva… um lobo, um lobo safado. Põe na tela, Percival! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de Superpop (Luciana Gimenez): ‘Geeente! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa o caso!’ Globo Repórter (Chamada do programa): ‘Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma idosa e uma adolescente? O Globo Repórter conversou com psicólogos, antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo. Hoje, no Globo Repórter.’ DiscoveryChannelVamosdeterminar seépossívelumapessoaserengolida vivaesobreviver.
  • 4. Correio Braziliense – Em protesto contra o GDF, Lobo come a vovó e a Chapeuzinho. Jornal de Brasília – Promoção do mês: junte 20 selos mais 19,90 e troque por uma capa vermelha igual à da Chapeuzinho! Hora H – Lenhador passou o rodo e mandou lobo pedófilo pro saco! Aqui DF – Sangue e tragédia na casa da vovó. O Globo – Dilma apoia ONG do lenhador ligado ao PT, que matou um lobo para salvar menor de idade carente.
  • 5. Revista Veja – Dilma sabia das intenções do Lobo. Revista Cláudia – Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho. Revista Nova – 9 dicas de como ser devorada por um lobo. Saiba o que vestir, que perfume usar, entre outras dicas arrasadoras para essa aventura excitante! Revista Caras – Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: ‘Até ser devorada, eu não dava valor pra muitas coisas na vida. Hoje, sou outra pessoa.’ Revista Superinteressante – Com o o cristianism o construiu a im agem do Lobo “Mau”. Revista Tititi – Lenhador e Chapeuzinho flagrados em clima romântico em jantar no Rio.
  • 6. Características do gênero NOTÍCIA  É curta;  Relata fatos verdadeiros e recentes;  Apresenta nível de linguagem corrente (nem muito erudita, nem cheia de vícios);  Deve ser objetiva e impessoal, ou seja,  narrada em 3ª pessoa;  sem valorações (adjetivos);  sem opinião pessoal do escritor.
  • 7. Estrutura da NOTÍCIA  Título ou Manchete – tem como objetivo chamar a atenção do leitor para a notícia;  Subtítulo – complementa o título com mais alguma informação importante e/ou chamativa;  Lide (do inglês lead) – É o 1º parágrafo da notícia. Deve responder às perguntas quem?, o quê?, onde? e quando?.  Corpo do texto – É o desenvolvimento da notícia Traz mais informações sobre o ocorrido, geralmente respondendo às perguntas como?, por quê?, para quê? e apresentando as consequências.
  • 8. Nas notícias a seguir, identifique as partes de sua estrutura.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Proposta de Redação Com as indicações seguintes, produza uma notícia. • Você está no ano de 1850; • Escolha entre escrever para um desses dois jornais: “Correio da Colônia” ou “Diário da Senzala”; • Quem – um traficante de escravos; • O quê – foi preso; • Quando – No dia anterior; • Onde – No porto de Cabo Frio-RJ.
  • 13. Exemplo de notícia produzida por aluno 21/05/1850 TRAFICANTE PRESO NO RIO Cássio Goes para Correio da Colônia O traficante de escravos Pedro Gusmão, foi preso ontem, no porto de Cabo Frio-RJ. Ele foi capturado no momento em que desembarcava os escravos no porto. “Ele estava sendo observado desde o momento em que desembarcou na África”, disse o comandante da marinha brasileira. Pedro Gusmão iria levar os escravos para uma fazenda e de lá venderia-os para outros coronéis. Gusmão alega estar sendo coagido a praticar o tráfico, “meu patrão me obrigou, ele esta com minha família, eles seriam mortos se eu não fizesse o que pedisse”, disse o traficante. Os oficiais o levaram para o presídio. Os escravos continuam no porto sob a supervisão da marinha. Não se sabe o que acontecerá com eles.
  • 14. Outro exemplo: FOI PRESO NA TARDE DE ONTEM UM TRAFICANTE DE ESCRAVOS, EUROPEU, NO PORTO DE CABO FRIO, RJ Bruna Stéfane, para o Correio da Colônia Na tarde de ontem, o traficante Teodoro Ignácio de Vaz, foi preso no porto de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. O fato ocorreu devido ao tenente Francisco de Oliveira Filho ter desconfiado da demorar para o descarregamento do navio que segundo o traficante estava carregado de galinhas. “Fui injustiçado, este não era o navio o qual eu esperava, deve ter havida algum engano com os portos.”, contesta o traficante que se encontra na penitenciária do Rio de Janeiro.
  • 15. Adequação da linguagem  Observe que os dois alunos escolheram escrever para um jornal voltado a um público dominante.  É interessante, como exercício de adequação linguística, que você tente produzir a mesma notícia, só que, desta, vez, para outro público, o que seria contemplado pelo jornal “Diário da Senzala”.  BOM TRABALHO!!!