SlideShare uma empresa Scribd logo
Música na escola
Profª Esp. Ketheley Leite Freire
Ketheley Leite Freire
Ketheley Freire (1982), graduada em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas
(2004), pela Universidade de Cuiabá. Especialização em Educação Especial pela AJES (2009) e
Educação Inclusiva: Portadores de Necessidades Educacionais Especiais (2012), pela FAMA.
Professora efetiva da SEDUC-MT/CEFAPRO (2007), atuando na formação continuada dos
educadores das escolas públicas do polo de Sinop/MT desde 2009. É membro do GEPLIA
(Grupo de Estudos e pesquisas em Linguística Aplicada), cadastrado no CNPQ. Aventura-se no
campo das artes plásticas desde 1995. Designer gráfico desde 2000 atuando principalmente
com a identidade visual e editorial.
Currículo:
http://lattes.cnpq.br/7351752914294241
E-mails:
freyreketheley@gmail.com
Ketheley.rey@seduc.mt.gov.br
Blogs:
http://arte-educacaoonline.blogspot.com.br/
http://ketheleyfreyre.blogspot.com.br/
Objetivo: Apresentar as perspectivas para o ensino da música na educação básica, tendo
como base o perfil da escola e concepções da área de educação musical na atualidade.
Ritmos: Ensino de música
Lei nº 11.769 de agosto de 2008
Oficina musical
Notas musicais:
Dó: Leitura compartilhada - Contagem musical (quaternária e ternária)
Ré: Ensino de Música
Mi: Lei nº 11.769 de agosto de 2008
Fá: Leitura em grupo:
-Grupo 01: Práticas para o ensino de música nas escolas de educação básica
- Grupo 02: A inserção da música no PPP: o caso da Rede Municipal de Ensino de Porto
Alegre/RS
- Grupo 03: Motivação para aprender música na escola
Sol: Socialização da análise dos grupos
Lá: Oficina musical - O que dizem as Orientações Curriculares sobre o ensino de música?
Si: Socialização da oficina e encerramento
Letra: Música na escola
Contagem musical
QUATERNÁRIA (1, 2, 3, 4) - dupla
(bate, coxa, cruza, coxa) - individual
Dona Aranha
Garota de Ipanema
TERNÁRIA (1, 2, 3) - dupla
(bate, coxa, cruza) - individual
A casa
A dona aranha
Subiu pela parede
Veio a chuva forte
E a derrubou
Já passou a chuva
O sol já vem surgindo
E a dona aranha
Continua a subir
Ela é teimosa
E desobediente
Sobe, sobe, sobe
E nunca esta contente
A dona aranha
Subiu pela parede
Veio a chuva forte
E a derrubou
Já passou a chuva
O sol já vem surgindo
E a dona aranha
Continua a subir
A dona aranha
Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela menina
Que vem e que passa
No doce balanço, a caminho do mar
Moça do corpo dourado
Do sol de Ipanema
O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que eu já vi passar
Garota de Ipanema
Tom Jobim
Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela não
Porque na casa
Não tinha chão
Ninguém podia
Dormir na rede
Porque na casa
Não tinha parede
A casa
Tom Jobim
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque pinico
Não tinha ali
Mas era feita
Com muito esmero
Na rua dos bobos
Número zero
Porque a disciplina se
tornou obrigatória na
escola?
Todas as escolas públicas e privadas do
Brasil devem incluir o ensino de música em
suas grades curriculares. A exigência
surgiu com a lei nº 11.769,
sancionada em 18 de agosto
de 2008, que determina que
a música deve ser conteúdo
obrigatório em toda
a Educação Básica.
Objetivo não é… formar músicos, mas
desenvolver a
criatividade, a
sensibilidade e a
integração dos alunos",
Clélia Craveiro, conselheira
da Câmara de Educação Básica do
CNE (Conselho Nacional de
Educação).
Nas escolas, a música não deve ser necessariamente
uma disciplina exclusiva. Ela pode integrar o ensino de
arte, por exemplo: "Antigamente, música era uma disciplina.
Hoje não. Ela é uma das linguagens da disciplina chamada
Arte, que pode englobar ainda artes visuais, dança e cênicas.
A ideia é trabalhar com uma equipe multidisciplinar e, nela,
ter entre os profissionais o professor de música. Cada
escola tem autonomia para decidir como incluir esse
conteúdo de acordo com seu projeto político-
pedagógico"
Trabalhar de forma
interdisciplinar ou
multidisciplinar
em escolas de
educação básica é
uma tarefa
complicada.
Lei de Diretrizes e Bases de 1996...
“só estão autorizados a lecionar na educação
básica os professores com formação em nível
superior”
No entanto, há uma enorme carência de
profissionais com formação superior em Música
capacitados para lecionar.
Todas as turmas da
Educação Básica terão
aulas de música?
A lei nº 11.769 tornou o ensino de música obrigatório na Educação Básica. Mas ela
não especifica se todas as séries devem ter a música incluída em sua grade
curricular. "Assim como a quantidade de aulas por semana, isso ainda teria de ter
sido definido, junto aos sistemas de ensino estaduais e municipais“.
“É possível ter vários projetos pedagógicos para o ensino de música".
A não especificação de alguns pontos da lei permite que em
diferentes anos de estudos se tenha diferentes tipos de aula de Arte.
Tudo depende da proposta político-pedagógica de cada escola.
Quais os objetivos do
ensino de música?
A música contribui para a formação integral do indivíduo, reverencia os
valores culturais, difunde o senso estético, promove a sociabilidade e a
expressividade, introduz o sentido de parceria e cooperação, e auxilia o
desenvolvimento motor, pois trabalha com a sincronia de movimentos.
O trabalho com música desenvolve as habilidades físico-cinestésica,
espacial, lógico-matemática, verbal e musical.
Ao entrar em contato com a música, zonas importantes do corpo físico e
psíquico são acionadas - os sentidos, as emoções e a própria mente. Por
meio da música, a criança expressa emoções que não consegue expressar
com palavras.
O que deve ser
ensinado as crianças?
O MEC recomenda que, além das noções básicas de música, dos
cantos cívicos nacionais e dos sons de instrumentos de orquestra, os
alunos aprendam cantos, ritmos, danças e sons de instrumentos
regionais e folclóricos para, assim, conhecer a diversidade cultural do
Brasil.
A lei não especifica conteúdos, portanto as escolas terão autonomia
para decidir o que será trabalhado. O mais importante seria trabalhar
a coordenação motora, o senso rítmico e melódico, o pulso interno, a
voz, o movimento corporal, a percepção, a notação musical sob bases
sensibilizadoras, além de um repertório que atinja os universos
erudito, folclórico e popular. .
O ensino de música deve envolver o
capital simbólico e cultural da
região da escola. Deve-se trabalhar
com uma perspectiva antropológica,
envolvendo os pais,
os alunos e
contexto sócio-cultural.
Quem ministrará as
aulas de música?
As aulas deveriam ser ministradas por professores
especialistas em música, ou seja, que tivessem
licenciatura.
Isso não quer dizer que a música não deva fazer parte do
conteúdo transversal, aquele que atravessa as aulas.
"O professor de sala pode e deve usar a música em suas aulas, mas
não tem condição de dar aula de música“
Lisiane Bassi, coordenadora do programa de Educação Musical de Franca, cidade do interior
de São Paulo que é referência no Ensino Musical.
Quem ministrará as
aulas de música?
A modalidade de Ensino Musical a ser adotada é o grande desafio que as escolas
enfrentam durante a implementação da lei.
Deve ser realizado um ensino musical tecnicista ou sensibilizador?
Deve-se priorizar a voz, a formação instrumental ou a formação estético-musical
dos alunos?
Estas são decisões fundamentais e que devem ser o ponto de partida para que a
lei nº 11.769 seja cumprida.
Deve ser garantido que o ensino da música seja inserido nas escolas públicas, mas
que a diversidade musical e cultural do Brasil sejam respeitadas. O conteúdo não
pode ser igual para todas as escolas mesmo, isso fera a autonomia das escolas na
construção de seus projetos pedagógicos.
Há várias formas de se trabalhar a música na escola, por exemplo, de forma lúdica
e coletiva, utilizando jogos, brincadeiras de roda e confecção de instrumentos.
"Dessa forma, a música é capaz de combater a agressividade infantil e os
problemas de rejeição".
As crianças não só podem ouvir a música, como também a produzir, fazendo
pequenos arranjos e tocando instrumentos como a flauta doce e alguns de
percussão. Elas também vivenciam a música, por meio de trabalhos corporais que
desenvolvem a atenção e a coordenação motora.
Para que o ensino proposto na Lei tenha bons resultados, o indicado é que as
escolas intensifiquem trabalhos já produzidos
em sala de aula e que levem em conta
o contexto cultural dos alunos.
Como a música pode ser
introduzida no dia-a-dia
escolar?
O que pode ser feito para que a
lei seja cumprida e para que o
Ensino Musical tenha qualidade?
É preciso que o ensino seja contínuo e com uma metodologia capaz
de desenvolver a capacidade musical dos estudantes de forma
gradual, sem truncamentos e interrupções.
Os coordenadores pedagógicos e professores (principalmente os da
área) devam trabalhar com responsabilidade junto ao MEC e às
delegacias de ensino para a implantação de um ensino musical de
qualidade.
EcomoestáMTem
relaçãoalei?
Leitura
-Grupo 01: Práticas para o
ensino de música nas escolas
de educação básica
- Grupo 02: A inserção da
música no PPP: o caso da
Rede Municipal de Ensino de
Porto Alegre/RS
- Grupo 03: Motivação para
aprender música na escola
Obrigada!
Wondershare software

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto música
Projeto músicaProjeto música
A Importância da Música na Escola
A Importância da Música na EscolaA Importância da Música na Escola
A Importância da Música na Escola
Belister Paulino
 
Musicalização Infantil
Musicalização InfantilMusicalização Infantil
Musicalização Infantil
Karina Silva Dias
 
A música na educação infantil
A música na educação infantilA música na educação infantil
A música na educação infantil
jaqueegervasio
 
Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...
Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...
Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...
pibiduergsmontenegro
 
Projeto musicalidade na comunidade
Projeto musicalidade na comunidadeProjeto musicalidade na comunidade
Projeto musicalidade na comunidade
neimchacara
 
Música na Escola
Música na EscolaMúsica na Escola
Apostila Jogos e Brincadeiras
Apostila Jogos e BrincadeirasApostila Jogos e Brincadeiras
Apostila Jogos e Brincadeiras
Natália das Luzes
 
Educação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki
Educação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e SuzukiEducação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki
Educação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki
Alexandro Rodrigues
 
MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTILMÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Cmei Cecilia Meireles
 
A importância da música no desenvolvimento infantil final
A importância da música no desenvolvimento infantil   finalA importância da música no desenvolvimento infantil   final
A importância da música no desenvolvimento infantil final
ellendenisedutra
 
A música em sala de aula
A música em sala de aulaA música em sala de aula
A música em sala de aula
Francisco Carlos Palosque
 
Brincando com Música
Brincando com MúsicaBrincando com Música
Brincando com Música
Joice Pires
 
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
Izabel Sampaio
 
Importancia da musica
Importancia da musicaImportancia da musica
Importancia da musica
PTAI
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
boeiradenise
 
Projeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilProjeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantil
noely visconti
 
Projeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantilProjeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantil
Cecília Alcântara
 
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestreDesafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Renata Duarte
 
A importancia da musica
A importancia da musicaA importancia da musica
A importancia da musica
Fabiana Mourão
 

Mais procurados (20)

Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Projeto música
 
A Importância da Música na Escola
A Importância da Música na EscolaA Importância da Música na Escola
A Importância da Música na Escola
 
Musicalização Infantil
Musicalização InfantilMusicalização Infantil
Musicalização Infantil
 
A música na educação infantil
A música na educação infantilA música na educação infantil
A música na educação infantil
 
Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...
Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...
Projeto música na escola, desafios no ensino fundamnetal, dessotti, wolffenbü...
 
Projeto musicalidade na comunidade
Projeto musicalidade na comunidadeProjeto musicalidade na comunidade
Projeto musicalidade na comunidade
 
Música na Escola
Música na EscolaMúsica na Escola
Música na Escola
 
Apostila Jogos e Brincadeiras
Apostila Jogos e BrincadeirasApostila Jogos e Brincadeiras
Apostila Jogos e Brincadeiras
 
Educação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki
Educação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e SuzukiEducação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki
Educação musical, métodos ativos. Dalcroze, Kodaly, Orff, Willems e Suzuki
 
MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTILMÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
A importância da música no desenvolvimento infantil final
A importância da música no desenvolvimento infantil   finalA importância da música no desenvolvimento infantil   final
A importância da música no desenvolvimento infantil final
 
A música em sala de aula
A música em sala de aulaA música em sala de aula
A música em sala de aula
 
Brincando com Música
Brincando com MúsicaBrincando com Música
Brincando com Música
 
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
PORTFÓLIO DO PROJETO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE I)
 
Importancia da musica
Importancia da musicaImportancia da musica
Importancia da musica
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
 
Projeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantilProjeto música na educação infantil
Projeto música na educação infantil
 
Projeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantilProjeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantil
 
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestreDesafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
 
A importancia da musica
A importancia da musicaA importancia da musica
A importancia da musica
 

Destaque

Abc musical
Abc musicalAbc musical
Abc musical
Geraldo Pinheiro
 
Comunicação 2013 sem_tecnologia_unemat
Comunicação 2013 sem_tecnologia_unematComunicação 2013 sem_tecnologia_unemat
Comunicação 2013 sem_tecnologia_unemat
Sara Cristina
 
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação MusicalAula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
fabianedantas
 
Música em Ação 2015 - FUMCAD
Música em Ação 2015 - FUMCADMúsica em Ação 2015 - FUMCAD
Música em Ação 2015 - FUMCAD
Vocação
 
Plano de aula de fabiane viana dantas educação musical
Plano de aula de fabiane viana dantas   educação musicalPlano de aula de fabiane viana dantas   educação musical
Plano de aula de fabiane viana dantas educação musical
fabianedantas
 
Empreendorismo banda
Empreendorismo bandaEmpreendorismo banda
Empreendorismo banda
Rodrigo Lacerda
 
Ingles
InglesIngles
Marketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias Sociais
Marketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias SociaisMarketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias Sociais
Marketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias Sociais
Isabelle Facina
 
Seminario marketing institucional power point
Seminario marketing institucional power pointSeminario marketing institucional power point
Seminario marketing institucional power point
www.tenoredson.com.br
 
Ap
ApAp
Música Árabe e Indiana
Música Árabe e Indiana Música Árabe e Indiana
Música Árabe e Indiana
luisaeteresa
 
Sons desagradaveis e agradaveis1
Sons desagradaveis e agradaveis1Sons desagradaveis e agradaveis1
Sons desagradaveis e agradaveis1
fatima1966-coelho
 
Sons e Vínculos Capacitação Musical para Professores
Sons e Vínculos Capacitação Musical para ProfessoresSons e Vínculos Capacitação Musical para Professores
Sons e Vínculos Capacitação Musical para Professores
ZRG SONS&VÍNCULOS
 
Plano de acao oficinas
Plano de acao oficinasPlano de acao oficinas
Plano de acao oficinas
carmezini
 
Oficina Sons e Vínculos - A música na escola
Oficina Sons e Vínculos - A música  na escolaOficina Sons e Vínculos - A música  na escola
Oficina Sons e Vínculos - A música na escola
ZRG SONS&VÍNCULOS
 
Aula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanas
Aula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanasAula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanas
Aula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanas
Lindomar Araujo
 
Slides Musicalização
Slides MusicalizaçãoSlides Musicalização
Slides Musicalização
ntm.pedagogico
 
A dona aranha 2011
A dona aranha 2011A dona aranha 2011
A dona aranha 2011
Regina Carvalho
 
Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.
Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.
Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.
J R Messias
 
LDB em PPT.
LDB    em PPT. LDB    em PPT.
LDB em PPT.
Antonio Futuro
 

Destaque (20)

Abc musical
Abc musicalAbc musical
Abc musical
 
Comunicação 2013 sem_tecnologia_unemat
Comunicação 2013 sem_tecnologia_unematComunicação 2013 sem_tecnologia_unemat
Comunicação 2013 sem_tecnologia_unemat
 
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação MusicalAula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
Aula de Fabiane Viana Dantas - Educação Musical
 
Música em Ação 2015 - FUMCAD
Música em Ação 2015 - FUMCADMúsica em Ação 2015 - FUMCAD
Música em Ação 2015 - FUMCAD
 
Plano de aula de fabiane viana dantas educação musical
Plano de aula de fabiane viana dantas   educação musicalPlano de aula de fabiane viana dantas   educação musical
Plano de aula de fabiane viana dantas educação musical
 
Empreendorismo banda
Empreendorismo bandaEmpreendorismo banda
Empreendorismo banda
 
Ingles
InglesIngles
Ingles
 
Marketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias Sociais
Marketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias SociaisMarketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias Sociais
Marketing Institucional: Como trabalhá-lo nas Mídias Sociais
 
Seminario marketing institucional power point
Seminario marketing institucional power pointSeminario marketing institucional power point
Seminario marketing institucional power point
 
Ap
ApAp
Ap
 
Música Árabe e Indiana
Música Árabe e Indiana Música Árabe e Indiana
Música Árabe e Indiana
 
Sons desagradaveis e agradaveis1
Sons desagradaveis e agradaveis1Sons desagradaveis e agradaveis1
Sons desagradaveis e agradaveis1
 
Sons e Vínculos Capacitação Musical para Professores
Sons e Vínculos Capacitação Musical para ProfessoresSons e Vínculos Capacitação Musical para Professores
Sons e Vínculos Capacitação Musical para Professores
 
Plano de acao oficinas
Plano de acao oficinasPlano de acao oficinas
Plano de acao oficinas
 
Oficina Sons e Vínculos - A música na escola
Oficina Sons e Vínculos - A música  na escolaOficina Sons e Vínculos - A música  na escola
Oficina Sons e Vínculos - A música na escola
 
Aula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanas
Aula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanasAula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanas
Aula23 5o ano_pintando-música_e_a_dança_africanas
 
Slides Musicalização
Slides MusicalizaçãoSlides Musicalização
Slides Musicalização
 
A dona aranha 2011
A dona aranha 2011A dona aranha 2011
A dona aranha 2011
 
Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.
Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.
Do meio nat. ao meio tecnocient. e inform.
 
LDB em PPT.
LDB    em PPT. LDB    em PPT.
LDB em PPT.
 

Semelhante a Música na escola

A musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formaçãoA musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formação
paulamarciabel
 
Resumos 2º semestre faculdade
Resumos 2º semestre faculdadeResumos 2º semestre faculdade
Resumos 2º semestre faculdade
Lívia Malafaia
 
O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…
O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…
O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…
grupopesquisamusicauergs
 
Reflexões..
Reflexões..Reflexões..
Reflexões..
Ana Maria Bessa
 
Redação nilma
Redação nilmaRedação nilma
Redação nilma
Ceila Coelho
 
Revista musica educacao_basica 1
Revista musica educacao_basica 1Revista musica educacao_basica 1
Revista musica educacao_basica 1
Soraia
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
Denise Farias Boeira
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
Denise Farias Boeira
 
Revista musica 7 mesquita
Revista musica 7 mesquitaRevista musica 7 mesquita
Revista musica 7 mesquita
sergio luiz
 
Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...
Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...
Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...
Gisele Laura Haddad
 
Estagio educação musical
Estagio educação musicalEstagio educação musical
Estagio educação musical
Delziene Jesus
 
Revista arte
Revista arteRevista arte
Revista arte
Armazém Do Educador
 
Proinfo projeto leonice
Proinfo projeto leoniceProinfo projeto leonice
Proinfo projeto leonice
leonicetorres
 
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Editora Moderna
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
suzanaproinfo100h
 
Formação de professores não especializados
Formação de professores não especializadosFormação de professores não especializados
Formação de professores não especializados
Liliane Barros
 
Artigo tcc paula
Artigo tcc paulaArtigo tcc paula
Artigo tcc paula
Paula Mello
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
simone pereira
 
Atv74
Atv74Atv74
A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...
A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...
A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...
Gisele Laura Haddad
 

Semelhante a Música na escola (20)

A musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formaçãoA musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formação
 
Resumos 2º semestre faculdade
Resumos 2º semestre faculdadeResumos 2º semestre faculdade
Resumos 2º semestre faculdade
 
O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…
O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…
O ensino de música no rs, investigando escolas públicas do…
 
Reflexões..
Reflexões..Reflexões..
Reflexões..
 
Redação nilma
Redação nilmaRedação nilma
Redação nilma
 
Revista musica educacao_basica 1
Revista musica educacao_basica 1Revista musica educacao_basica 1
Revista musica educacao_basica 1
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
 
Musica na escola
Musica na escolaMusica na escola
Musica na escola
 
Revista musica 7 mesquita
Revista musica 7 mesquitaRevista musica 7 mesquita
Revista musica 7 mesquita
 
Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...
Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...
Silva, jaderson luís da. trabalho de conclusão de curso licenciatura plena em...
 
Estagio educação musical
Estagio educação musicalEstagio educação musical
Estagio educação musical
 
Revista arte
Revista arteRevista arte
Revista arte
 
Proinfo projeto leonice
Proinfo projeto leoniceProinfo projeto leonice
Proinfo projeto leonice
 
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
 
Formação de professores não especializados
Formação de professores não especializadosFormação de professores não especializados
Formação de professores não especializados
 
Artigo tcc paula
Artigo tcc paulaArtigo tcc paula
Artigo tcc paula
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
 
Atv74
Atv74Atv74
Atv74
 
A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...
A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...
A INFLUÊNCIA DOS PRINCIPAIS PEDAGOGOS MUSICAIS DA PRIMEIRA GERAÇÃO NA PRÁTICA...
 

Mais de Ketheley Freire

Atividades trilha planejamento
Atividades trilha planejamentoAtividades trilha planejamento
Atividades trilha planejamento
Ketheley Freire
 
Caminhada 01 passo 03 final
Caminhada 01 passo 03 finalCaminhada 01 passo 03 final
Caminhada 01 passo 03 final
Ketheley Freire
 
Caminhada 01 passo 02 final
Caminhada 01 passo 02 finalCaminhada 01 passo 02 final
Caminhada 01 passo 02 final
Ketheley Freire
 
02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros
02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros
02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros
Ketheley Freire
 
01 Sistema de Gestão Ambiental
01 Sistema de Gestão Ambiental01 Sistema de Gestão Ambiental
01 Sistema de Gestão Ambiental
Ketheley Freire
 
Eja caderno3 observacao e registro
Eja caderno3 observacao e registroEja caderno3 observacao e registro
Eja caderno3 observacao e registro
Ketheley Freire
 
Caminhada 01 passo 01 final
Caminhada 01 passo 01 finalCaminhada 01 passo 01 final
Caminhada 01 passo 01 final
Ketheley Freire
 
Trilhas campesinas integrando vidas e saberes final
Trilhas campesinas   integrando vidas e saberes finalTrilhas campesinas   integrando vidas e saberes final
Trilhas campesinas integrando vidas e saberes final
Ketheley Freire
 
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdvSustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Ketheley Freire
 
Sustentabilidade med md8p3q4w
Sustentabilidade med md8p3q4wSustentabilidade med md8p3q4w
Sustentabilidade med md8p3q4w
Ketheley Freire
 
Sustentabilidade med md8kcnuu
Sustentabilidade med md8kcnuuSustentabilidade med md8kcnuu
Sustentabilidade med md8kcnuu
Ketheley Freire
 
Marcos normativos ea[1]
Marcos normativos ea[1]Marcos normativos ea[1]
Marcos normativos ea[1]
Ketheley Freire
 
Cartilha associação (1)
Cartilha associação (1)Cartilha associação (1)
Cartilha associação (1)
Ketheley Freire
 
Caderno didatico sobre_educa_campo
Caderno didatico sobre_educa_campoCaderno didatico sobre_educa_campo
Caderno didatico sobre_educa_campo
Ketheley Freire
 
Agroecologia: alguns conceitos e princípios
Agroecologia: alguns conceitos e princípiosAgroecologia: alguns conceitos e princípios
Agroecologia: alguns conceitos e princípios
Ketheley Freire
 
Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...
Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...
Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...
Ketheley Freire
 
Agroecologia Miguel Altieri
Agroecologia Miguel AltieriAgroecologia Miguel Altieri
Agroecologia Miguel Altieri
Ketheley Freire
 
Agroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentável
Agroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentávelAgroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentável
Agroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentável
Ketheley Freire
 
Agriculturas: Experiências em Agroecologia
Agriculturas: Experiências em AgroecologiaAgriculturas: Experiências em Agroecologia
Agriculturas: Experiências em Agroecologia
Ketheley Freire
 
Agriculturaorganica
AgriculturaorganicaAgriculturaorganica
Agriculturaorganica
Ketheley Freire
 

Mais de Ketheley Freire (20)

Atividades trilha planejamento
Atividades trilha planejamentoAtividades trilha planejamento
Atividades trilha planejamento
 
Caminhada 01 passo 03 final
Caminhada 01 passo 03 finalCaminhada 01 passo 03 final
Caminhada 01 passo 03 final
 
Caminhada 01 passo 02 final
Caminhada 01 passo 02 finalCaminhada 01 passo 02 final
Caminhada 01 passo 02 final
 
02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros
02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros
02 Gestão Ambiental nos Municípios Brasileiros
 
01 Sistema de Gestão Ambiental
01 Sistema de Gestão Ambiental01 Sistema de Gestão Ambiental
01 Sistema de Gestão Ambiental
 
Eja caderno3 observacao e registro
Eja caderno3 observacao e registroEja caderno3 observacao e registro
Eja caderno3 observacao e registro
 
Caminhada 01 passo 01 final
Caminhada 01 passo 01 finalCaminhada 01 passo 01 final
Caminhada 01 passo 01 final
 
Trilhas campesinas integrando vidas e saberes final
Trilhas campesinas   integrando vidas e saberes finalTrilhas campesinas   integrando vidas e saberes final
Trilhas campesinas integrando vidas e saberes final
 
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdvSustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
 
Sustentabilidade med md8p3q4w
Sustentabilidade med md8p3q4wSustentabilidade med md8p3q4w
Sustentabilidade med md8p3q4w
 
Sustentabilidade med md8kcnuu
Sustentabilidade med md8kcnuuSustentabilidade med md8kcnuu
Sustentabilidade med md8kcnuu
 
Marcos normativos ea[1]
Marcos normativos ea[1]Marcos normativos ea[1]
Marcos normativos ea[1]
 
Cartilha associação (1)
Cartilha associação (1)Cartilha associação (1)
Cartilha associação (1)
 
Caderno didatico sobre_educa_campo
Caderno didatico sobre_educa_campoCaderno didatico sobre_educa_campo
Caderno didatico sobre_educa_campo
 
Agroecologia: alguns conceitos e princípios
Agroecologia: alguns conceitos e princípiosAgroecologia: alguns conceitos e princípios
Agroecologia: alguns conceitos e princípios
 
Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...
Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...
Agroecologia: Matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento sus...
 
Agroecologia Miguel Altieri
Agroecologia Miguel AltieriAgroecologia Miguel Altieri
Agroecologia Miguel Altieri
 
Agroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentável
Agroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentávelAgroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentável
Agroecologia na contrução do desenvolvimento rural sustentável
 
Agriculturas: Experiências em Agroecologia
Agriculturas: Experiências em AgroecologiaAgriculturas: Experiências em Agroecologia
Agriculturas: Experiências em Agroecologia
 
Agriculturaorganica
AgriculturaorganicaAgriculturaorganica
Agriculturaorganica
 

Música na escola

  • 1. Música na escola Profª Esp. Ketheley Leite Freire
  • 2. Ketheley Leite Freire Ketheley Freire (1982), graduada em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas (2004), pela Universidade de Cuiabá. Especialização em Educação Especial pela AJES (2009) e Educação Inclusiva: Portadores de Necessidades Educacionais Especiais (2012), pela FAMA. Professora efetiva da SEDUC-MT/CEFAPRO (2007), atuando na formação continuada dos educadores das escolas públicas do polo de Sinop/MT desde 2009. É membro do GEPLIA (Grupo de Estudos e pesquisas em Linguística Aplicada), cadastrado no CNPQ. Aventura-se no campo das artes plásticas desde 1995. Designer gráfico desde 2000 atuando principalmente com a identidade visual e editorial. Currículo: http://lattes.cnpq.br/7351752914294241 E-mails: freyreketheley@gmail.com Ketheley.rey@seduc.mt.gov.br Blogs: http://arte-educacaoonline.blogspot.com.br/ http://ketheleyfreyre.blogspot.com.br/
  • 3. Objetivo: Apresentar as perspectivas para o ensino da música na educação básica, tendo como base o perfil da escola e concepções da área de educação musical na atualidade. Ritmos: Ensino de música Lei nº 11.769 de agosto de 2008 Oficina musical Notas musicais: Dó: Leitura compartilhada - Contagem musical (quaternária e ternária) Ré: Ensino de Música Mi: Lei nº 11.769 de agosto de 2008 Fá: Leitura em grupo: -Grupo 01: Práticas para o ensino de música nas escolas de educação básica - Grupo 02: A inserção da música no PPP: o caso da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre/RS - Grupo 03: Motivação para aprender música na escola Sol: Socialização da análise dos grupos Lá: Oficina musical - O que dizem as Orientações Curriculares sobre o ensino de música? Si: Socialização da oficina e encerramento Letra: Música na escola
  • 4. Contagem musical QUATERNÁRIA (1, 2, 3, 4) - dupla (bate, coxa, cruza, coxa) - individual Dona Aranha Garota de Ipanema TERNÁRIA (1, 2, 3) - dupla (bate, coxa, cruza) - individual A casa
  • 5. A dona aranha Subiu pela parede Veio a chuva forte E a derrubou Já passou a chuva O sol já vem surgindo E a dona aranha Continua a subir Ela é teimosa E desobediente Sobe, sobe, sobe E nunca esta contente A dona aranha Subiu pela parede Veio a chuva forte E a derrubou Já passou a chuva O sol já vem surgindo E a dona aranha Continua a subir A dona aranha
  • 6. Olha que coisa mais linda Mais cheia de graça É ela menina Que vem e que passa No doce balanço, a caminho do mar Moça do corpo dourado Do sol de Ipanema O seu balançado é mais que um poema É a coisa mais linda que eu já vi passar Garota de Ipanema Tom Jobim
  • 7. Era uma casa Muito engraçada Não tinha teto Não tinha nada Ninguém podia Entrar nela não Porque na casa Não tinha chão Ninguém podia Dormir na rede Porque na casa Não tinha parede A casa Tom Jobim Ninguém podia Fazer pipi Porque pinico Não tinha ali Mas era feita Com muito esmero Na rua dos bobos Número zero
  • 8. Porque a disciplina se tornou obrigatória na escola? Todas as escolas públicas e privadas do Brasil devem incluir o ensino de música em suas grades curriculares. A exigência surgiu com a lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica.
  • 9. Objetivo não é… formar músicos, mas desenvolver a criatividade, a sensibilidade e a integração dos alunos", Clélia Craveiro, conselheira da Câmara de Educação Básica do CNE (Conselho Nacional de Educação).
  • 10. Nas escolas, a música não deve ser necessariamente uma disciplina exclusiva. Ela pode integrar o ensino de arte, por exemplo: "Antigamente, música era uma disciplina. Hoje não. Ela é uma das linguagens da disciplina chamada Arte, que pode englobar ainda artes visuais, dança e cênicas. A ideia é trabalhar com uma equipe multidisciplinar e, nela, ter entre os profissionais o professor de música. Cada escola tem autonomia para decidir como incluir esse conteúdo de acordo com seu projeto político- pedagógico"
  • 11. Trabalhar de forma interdisciplinar ou multidisciplinar em escolas de educação básica é uma tarefa complicada.
  • 12. Lei de Diretrizes e Bases de 1996... “só estão autorizados a lecionar na educação básica os professores com formação em nível superior” No entanto, há uma enorme carência de profissionais com formação superior em Música capacitados para lecionar.
  • 13. Todas as turmas da Educação Básica terão aulas de música? A lei nº 11.769 tornou o ensino de música obrigatório na Educação Básica. Mas ela não especifica se todas as séries devem ter a música incluída em sua grade curricular. "Assim como a quantidade de aulas por semana, isso ainda teria de ter sido definido, junto aos sistemas de ensino estaduais e municipais“. “É possível ter vários projetos pedagógicos para o ensino de música". A não especificação de alguns pontos da lei permite que em diferentes anos de estudos se tenha diferentes tipos de aula de Arte. Tudo depende da proposta político-pedagógica de cada escola.
  • 14. Quais os objetivos do ensino de música? A música contribui para a formação integral do indivíduo, reverencia os valores culturais, difunde o senso estético, promove a sociabilidade e a expressividade, introduz o sentido de parceria e cooperação, e auxilia o desenvolvimento motor, pois trabalha com a sincronia de movimentos. O trabalho com música desenvolve as habilidades físico-cinestésica, espacial, lógico-matemática, verbal e musical. Ao entrar em contato com a música, zonas importantes do corpo físico e psíquico são acionadas - os sentidos, as emoções e a própria mente. Por meio da música, a criança expressa emoções que não consegue expressar com palavras.
  • 15. O que deve ser ensinado as crianças? O MEC recomenda que, além das noções básicas de música, dos cantos cívicos nacionais e dos sons de instrumentos de orquestra, os alunos aprendam cantos, ritmos, danças e sons de instrumentos regionais e folclóricos para, assim, conhecer a diversidade cultural do Brasil. A lei não especifica conteúdos, portanto as escolas terão autonomia para decidir o que será trabalhado. O mais importante seria trabalhar a coordenação motora, o senso rítmico e melódico, o pulso interno, a voz, o movimento corporal, a percepção, a notação musical sob bases sensibilizadoras, além de um repertório que atinja os universos erudito, folclórico e popular. .
  • 16. O ensino de música deve envolver o capital simbólico e cultural da região da escola. Deve-se trabalhar com uma perspectiva antropológica, envolvendo os pais, os alunos e contexto sócio-cultural.
  • 17. Quem ministrará as aulas de música? As aulas deveriam ser ministradas por professores especialistas em música, ou seja, que tivessem licenciatura. Isso não quer dizer que a música não deva fazer parte do conteúdo transversal, aquele que atravessa as aulas. "O professor de sala pode e deve usar a música em suas aulas, mas não tem condição de dar aula de música“ Lisiane Bassi, coordenadora do programa de Educação Musical de Franca, cidade do interior de São Paulo que é referência no Ensino Musical.
  • 18. Quem ministrará as aulas de música? A modalidade de Ensino Musical a ser adotada é o grande desafio que as escolas enfrentam durante a implementação da lei. Deve ser realizado um ensino musical tecnicista ou sensibilizador? Deve-se priorizar a voz, a formação instrumental ou a formação estético-musical dos alunos? Estas são decisões fundamentais e que devem ser o ponto de partida para que a lei nº 11.769 seja cumprida. Deve ser garantido que o ensino da música seja inserido nas escolas públicas, mas que a diversidade musical e cultural do Brasil sejam respeitadas. O conteúdo não pode ser igual para todas as escolas mesmo, isso fera a autonomia das escolas na construção de seus projetos pedagógicos.
  • 19. Há várias formas de se trabalhar a música na escola, por exemplo, de forma lúdica e coletiva, utilizando jogos, brincadeiras de roda e confecção de instrumentos. "Dessa forma, a música é capaz de combater a agressividade infantil e os problemas de rejeição". As crianças não só podem ouvir a música, como também a produzir, fazendo pequenos arranjos e tocando instrumentos como a flauta doce e alguns de percussão. Elas também vivenciam a música, por meio de trabalhos corporais que desenvolvem a atenção e a coordenação motora. Para que o ensino proposto na Lei tenha bons resultados, o indicado é que as escolas intensifiquem trabalhos já produzidos em sala de aula e que levem em conta o contexto cultural dos alunos. Como a música pode ser introduzida no dia-a-dia escolar?
  • 20. O que pode ser feito para que a lei seja cumprida e para que o Ensino Musical tenha qualidade? É preciso que o ensino seja contínuo e com uma metodologia capaz de desenvolver a capacidade musical dos estudantes de forma gradual, sem truncamentos e interrupções. Os coordenadores pedagógicos e professores (principalmente os da área) devam trabalhar com responsabilidade junto ao MEC e às delegacias de ensino para a implantação de um ensino musical de qualidade.
  • 22. Leitura -Grupo 01: Práticas para o ensino de música nas escolas de educação básica - Grupo 02: A inserção da música no PPP: o caso da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre/RS - Grupo 03: Motivação para aprender música na escola