SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Ensino religioso Escolar (Ciências da Religião)
Escola:
Professor:
Aluno: Turma:
MITO E MITOLOGIA :Conceito, Características e Função...
ORIGEM DA PALAVRA MITO: A palavra mythos, vem do grego antigo, e era significava
palavra ou discurso. Nos textos gregos, mythos, era usada no sentido de história ou
narrativa transmitida através da palavra. O MITO É uma narrativa falada ou escrita, ou
seja, contar alguma coisa a alguém, que pode ser sobre a criação do mundo ou homem.
Não existe o mito e sim vários mitos e ao longo dos tempos, um mesmo mito pode ser
aumentado e diminuído e atualizado.
COMO EXPLICAR DE ALGO QUE VOCÊ NÃO CONHECE?
O conjunto de narrativas desse tipo e o estudo das concepções mitológicas encaradas
como uns dos elementos integrantes da vida social são denominados Mitologia.
CARACTERISTICAS DO MITO...
A narração mitológica fala sobre coisas que talvez aconteceram em épocas antes do
surgimento dos seres humanos(história dos deuses) ou dos “primeiros” seres humanos
(história ancestral). O verdadeiro objeto do mito, contudo, não são os deuses nem os
ancestrais, mas a apresentação de um conjunto de histórias fantásticas, com as quais se
procura dar sentido ao mundo. Ele é Narrativo - procura descrever a relação entre fatos,
pessoas, símbolos... Com forças desconhecidas; Ele é ensina sobre algo; Ele tenta nos
mostrar a Origem do Homem e do Mundo tentando procurar conhecer a porque tudo
existe.
TIPOS DE MITO:
MITO DE CRIAÇÃO: Os povos criaram diferentes explicações para o surgimento de tudo
que existe e principalmente como surgiu as forças da natureza, ou como surgiu o
universo, os deuses, os seres humanos esses tipos de mitos existem em diversos povos e
todos possuem sua própria versão de como surgiu tudo que existe.
ESCATOLÓGICO: Assim como existem mitos que contam sobre como tudo foi criado
existem também versões diferentes que como o mundo vai acabar. Porém, o mito sempre
é uma história simbólica, ou seja, não quer dizer que vai acontecer ou aconteceu mais,
sempre está querendo nos ensinar sobre algo. O fim do mundo pode ser entendido como
o final dos tempos e inicio de um outro. Assim como acontece na natureza o ser humano
precisa sempre está se renovando e buscando melhorar a sua existência, deixando para
trás tudo que lhe faz mal.
E qual a diferença entre Mito e Lenda?????
Bem, a lenda não tem compromisso com a realidade, sendo apenas, muitas
vezes, somente historias sobrenaturais, Por exemplo, Mula sem cabeça,
curupira entre outros. Já o mito procura explicar o mundo e a realidade, a
origem das coisas, inclusive do ser humano, tudo sempre com elementos
sobrenaturais, e presença de deuses, herois e monstros.
MITO DO HEROI
FICHA DE PERSONAGEM
NOME DO
PERSONAGEM:
APARENCIA:
CLASSE (PROFISSÃO):
HISTÓRIA DA PERSONAGEM
ONDE VIVE? ONDE MORA? MORA COM A FAMILIA OU COM OUTRAS PESSOAS?
POSSUI UM SONHO? TEM MEDO DE QUE? O QUE MAIS GOSTARIA DE FAZER? COMO É
SUA RELAÇÃO COM OS AMIGOS? TEM ALGUM INIMIGO? GOSTA DE ALGUÉM? VIVA
UMA VIDA TRANQUILA OU GOSTA DE SE AVENTURAR? QUAL FOI A SUA MAIOR
AVENTURA? COMO CONSEGUIU SOBREVIVER A ESSAAVENTURA? O QUE GANHOU?
SIMBOLOS E SIGNOS: CONCEITOS E DEFINIÇÕES
Os símbolos são muito importantes para comunicação para aprender
ensinar algo a alguém, eles revelam coisas que estão escondidas dentro de
nossas mentes.
A palavra símbolo carrega o significado de juntar e/ou reunir, o símbolo
é algo que reúne e que manifesta um sentido, ou sentidos, não perceptíveis
de outro modo. Há algo invisível que se faz representar através do símbolo.
O símbolo também pode ter função de não deixar que uma cultura se perca.
A humanidade se serviu de representações, sejam elas como sinais apenas
ou como símbolos, desde a mais remota antiguidade. O próprio movimento
de criar cultura, é um movimento de criar representações e significados.
Um autor chamado Jung (iung) popularizou a
ideia sobre o inconsciente coletivo e é assim que
surgem ideias de heróis, vilões, medo do escuro,
tomar açai de comer determinadas frutas, etc.
O símbolo se diferencia dos sinais. Os SINAIS
têm um significado único, não possuem outros
significados, não há nada encoberto, enquanto que o SÍMBOLO possui
várias maneiras de serem interpretados. Como, por exemplo, o sinal de
adição em uma operação matemática, enquanto que no símbolo coexistem
inúmeros sentidos, por exemplo: o preto pode ser símbolo da obscuridade
das origens, o estado inicial e não ainda manifesto, mas também pode
significar a morte, a passividade, etc.
Os símbolos religiosos podem ser interpretados como uma expressão
da busca por uma compreensão de si mesmo e poderiam se expressar
através dos símbolos. A origem da religião se explica por via naturalista, ou
seja, pelo instinto religioso. Na mente humana, existiria uma força que
impulsiona o homem constantemente a Deus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
Vantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalizaçãoVantagens e desvantagens da globalização
Vantagens e desvantagens da globalização
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
O fascismo italiano
O fascismo italianoO fascismo italiano
O fascismo italiano
 
Natureza e Cultura
Natureza e CulturaNatureza e Cultura
Natureza e Cultura
 
II Guerra Mundial
II Guerra MundialII Guerra Mundial
II Guerra Mundial
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
Pan africanismo e negritude
Pan africanismo e negritudePan africanismo e negritude
Pan africanismo e negritude
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
Multiculturalismo
MulticulturalismoMulticulturalismo
Multiculturalismo
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
 
A Diversidade Humana
A Diversidade HumanaA Diversidade Humana
A Diversidade Humana
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Importância da história
Importância da históriaImportância da história
Importância da história
 
Hegemonia Europeia
Hegemonia EuropeiaHegemonia Europeia
Hegemonia Europeia
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade FilosóficaSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre A Liberdade Filosófica
 
Pobreza
PobrezaPobreza
Pobreza
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IA
 
O gato malhado
O gato malhadoO gato malhado
O gato malhado
 

Semelhante a Mito e mitologia

Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaMelissaLavor
 
Mitologia Grega-volume 1.pdf
Mitologia Grega-volume 1.pdfMitologia Grega-volume 1.pdf
Mitologia Grega-volume 1.pdfSibele Silva
 
Sociologia introdução cap0
Sociologia introdução cap0Sociologia introdução cap0
Sociologia introdução cap0Colegio GGE
 
A passagem: do Mito à Razão em Filosofia.ppt
A passagem: do Mito à Razão em Filosofia.pptA passagem: do Mito à Razão em Filosofia.ppt
A passagem: do Mito à Razão em Filosofia.pptFabi294142
 
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaTrabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaSamuel Araújo
 
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOFabiana Melo Sousa
 
PASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdf
PASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdfPASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdf
PASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdfMARCELACARNEIROGOMES
 
212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf
212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf
212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdfWilianeBarbosa2
 
Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blogdinicmax
 
Thomas knauer
Thomas knauerThomas knauer
Thomas knauerRondelix
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptxCristiane Pantoja
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptxCristiane Pantoja
 
Mitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferençasMitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferençasBruno Carrasco
 
Mitos e ritos roberto crema
Mitos e ritos roberto cremaMitos e ritos roberto crema
Mitos e ritos roberto cremaLígia Lima
 

Semelhante a Mito e mitologia (20)

Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
 
AULA-MITO.ppt
AULA-MITO.pptAULA-MITO.ppt
AULA-MITO.ppt
 
Mitologia Grega-volume 1.pdf
Mitologia Grega-volume 1.pdfMitologia Grega-volume 1.pdf
Mitologia Grega-volume 1.pdf
 
Arquétipos
ArquétiposArquétipos
Arquétipos
 
Sociologia introdução cap0
Sociologia introdução cap0Sociologia introdução cap0
Sociologia introdução cap0
 
A passagem: do Mito à Razão em Filosofia.ppt
A passagem: do Mito à Razão em Filosofia.pptA passagem: do Mito à Razão em Filosofia.ppt
A passagem: do Mito à Razão em Filosofia.ppt
 
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologiaTrabalho de-filosofia- mito e mitologia
Trabalho de-filosofia- mito e mitologia
 
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
 
PASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdf
PASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdfPASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdf
PASSAGEM DO MITO AO LOGOS 1º ANO-combinado.pdf
 
212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf
212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf
212-Texto do artigo - Arquivo Original-3940-1-10-20100312.pdf
 
Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blog
 
1 apostila-filosofia go ok
1 apostila-filosofia go ok1 apostila-filosofia go ok
1 apostila-filosofia go ok
 
Thomas knauer
Thomas knauerThomas knauer
Thomas knauer
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
 
Imagética
ImagéticaImagética
Imagética
 
Mitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferençasMitologia e Filosofia - diferenças
Mitologia e Filosofia - diferenças
 
Mitos e ritos roberto crema
Mitos e ritos roberto cremaMitos e ritos roberto crema
Mitos e ritos roberto crema
 
Mitos e Lendas indígenas
Mitos e Lendas indígenasMitos e Lendas indígenas
Mitos e Lendas indígenas
 
Mito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptxMito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptx
 

Último

Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 

Último (20)

Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 

Mito e mitologia

  • 1. Ensino religioso Escolar (Ciências da Religião) Escola: Professor: Aluno: Turma: MITO E MITOLOGIA :Conceito, Características e Função... ORIGEM DA PALAVRA MITO: A palavra mythos, vem do grego antigo, e era significava palavra ou discurso. Nos textos gregos, mythos, era usada no sentido de história ou narrativa transmitida através da palavra. O MITO É uma narrativa falada ou escrita, ou seja, contar alguma coisa a alguém, que pode ser sobre a criação do mundo ou homem. Não existe o mito e sim vários mitos e ao longo dos tempos, um mesmo mito pode ser aumentado e diminuído e atualizado. COMO EXPLICAR DE ALGO QUE VOCÊ NÃO CONHECE? O conjunto de narrativas desse tipo e o estudo das concepções mitológicas encaradas como uns dos elementos integrantes da vida social são denominados Mitologia. CARACTERISTICAS DO MITO... A narração mitológica fala sobre coisas que talvez aconteceram em épocas antes do surgimento dos seres humanos(história dos deuses) ou dos “primeiros” seres humanos (história ancestral). O verdadeiro objeto do mito, contudo, não são os deuses nem os ancestrais, mas a apresentação de um conjunto de histórias fantásticas, com as quais se procura dar sentido ao mundo. Ele é Narrativo - procura descrever a relação entre fatos, pessoas, símbolos... Com forças desconhecidas; Ele é ensina sobre algo; Ele tenta nos mostrar a Origem do Homem e do Mundo tentando procurar conhecer a porque tudo existe. TIPOS DE MITO: MITO DE CRIAÇÃO: Os povos criaram diferentes explicações para o surgimento de tudo que existe e principalmente como surgiu as forças da natureza, ou como surgiu o universo, os deuses, os seres humanos esses tipos de mitos existem em diversos povos e todos possuem sua própria versão de como surgiu tudo que existe. ESCATOLÓGICO: Assim como existem mitos que contam sobre como tudo foi criado existem também versões diferentes que como o mundo vai acabar. Porém, o mito sempre é uma história simbólica, ou seja, não quer dizer que vai acontecer ou aconteceu mais, sempre está querendo nos ensinar sobre algo. O fim do mundo pode ser entendido como o final dos tempos e inicio de um outro. Assim como acontece na natureza o ser humano precisa sempre está se renovando e buscando melhorar a sua existência, deixando para trás tudo que lhe faz mal. E qual a diferença entre Mito e Lenda????? Bem, a lenda não tem compromisso com a realidade, sendo apenas, muitas vezes, somente historias sobrenaturais, Por exemplo, Mula sem cabeça, curupira entre outros. Já o mito procura explicar o mundo e a realidade, a origem das coisas, inclusive do ser humano, tudo sempre com elementos sobrenaturais, e presença de deuses, herois e monstros.
  • 3.
  • 4. FICHA DE PERSONAGEM NOME DO PERSONAGEM: APARENCIA: CLASSE (PROFISSÃO): HISTÓRIA DA PERSONAGEM ONDE VIVE? ONDE MORA? MORA COM A FAMILIA OU COM OUTRAS PESSOAS? POSSUI UM SONHO? TEM MEDO DE QUE? O QUE MAIS GOSTARIA DE FAZER? COMO É SUA RELAÇÃO COM OS AMIGOS? TEM ALGUM INIMIGO? GOSTA DE ALGUÉM? VIVA UMA VIDA TRANQUILA OU GOSTA DE SE AVENTURAR? QUAL FOI A SUA MAIOR AVENTURA? COMO CONSEGUIU SOBREVIVER A ESSAAVENTURA? O QUE GANHOU?
  • 5. SIMBOLOS E SIGNOS: CONCEITOS E DEFINIÇÕES Os símbolos são muito importantes para comunicação para aprender ensinar algo a alguém, eles revelam coisas que estão escondidas dentro de nossas mentes. A palavra símbolo carrega o significado de juntar e/ou reunir, o símbolo é algo que reúne e que manifesta um sentido, ou sentidos, não perceptíveis de outro modo. Há algo invisível que se faz representar através do símbolo. O símbolo também pode ter função de não deixar que uma cultura se perca. A humanidade se serviu de representações, sejam elas como sinais apenas ou como símbolos, desde a mais remota antiguidade. O próprio movimento de criar cultura, é um movimento de criar representações e significados. Um autor chamado Jung (iung) popularizou a ideia sobre o inconsciente coletivo e é assim que surgem ideias de heróis, vilões, medo do escuro, tomar açai de comer determinadas frutas, etc. O símbolo se diferencia dos sinais. Os SINAIS têm um significado único, não possuem outros significados, não há nada encoberto, enquanto que o SÍMBOLO possui várias maneiras de serem interpretados. Como, por exemplo, o sinal de adição em uma operação matemática, enquanto que no símbolo coexistem inúmeros sentidos, por exemplo: o preto pode ser símbolo da obscuridade das origens, o estado inicial e não ainda manifesto, mas também pode significar a morte, a passividade, etc. Os símbolos religiosos podem ser interpretados como uma expressão da busca por uma compreensão de si mesmo e poderiam se expressar através dos símbolos. A origem da religião se explica por via naturalista, ou seja, pelo instinto religioso. Na mente humana, existiria uma força que impulsiona o homem constantemente a Deus.